Apostila da Especialidade de higiene oral

3.521 visualizações

Publicada em

Apostila para desbravadores, aproveite!

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.521
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
127
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila da Especialidade de higiene oral

  1. 1. SENTINELAS DA AMAZÔNIA 1. Definir higiene oral. É a completa “faxina” nos tecidos da cavidade oral (bucal), incluindo: dentes, gengivas e língua; para a remoção de restos alimentares e da placa bacteriana, com o intuito de promover um ambiente bucal “imune” às doenças periodontais ou à cáries. 2. Por quantas dentições um ser humano passa? 2 dentições: decídua (leite) e permanente Decídua: 20 dentes. Permanente: 32 dentes. 3. Para que servem os dentes de leite? - Articulação das palavras - Desenvolvimento ósseo (mandíbula e maxilar) - Guia para os dentes permanentes nascerem - Manter os espaços para a futura dentição (permanente) - Desenvolvimento MM da face 4. Quais são os tipos de dentes? Descrever as funções de cada tipo Na alimentação: Incisivos: Cortar os alimentos. Caninos: Rasgar os alimentos. Pré-molares e molares: Moer os alimentos. No organismo: Incisivos: Estética facial e os mais importantes na articulação das palavras para a emissão de sons línguo-dentais e lábio-dentais. Caninos: Serve como guia para os movimentos de lateralidade. Pré-molares e molares: São importantíssimos para a oclusão dental, assentam-se precisamente um no outro, auxiliando na sustentação dos músculos facias. 5. A partir de que idade deve-se iniciar a higiene oral? Como? Por quê? Inicie a escovação assim que começar a nascer o 1º dentinho do bebê. Nesta 1ª etapa pode se usar cotonete ou gaze com pasta de dente (opcional) sem flúor. O importante mesmo é manter os dentinhos livres de “sujeira” (restos alimentares). A escovação deve ser feita o quanto antes, os pais devem incentivar os filhos escovando os dentes na presença destes, assim despertando a curiosidade da criança. Numa etapa posterior, uma escova infantil com cerdas macias deve ser dada a criança, para que ela possa imitar os pais (os pais devem complementar a escovação, nesta fase). Após a fase de adaptação, os pais devem ensinar pequenos movimentos vibratórios na superfície dental. 6. Quais são os alimentos recomendados para uma dentição sadia? Inicie a escovação assim que começar a nascer o 1º dentinho do bebê. Nesta 1ª etapa pode se usar cotonete ou gaze com pasta de dente (opcional) sem flúor. O importante mesmo é
  2. 2. manter os dentinhos livres de “sujeira” (restos alimentares). A escovação deve ser feita o quanto antes, os pais devem incentivar os filhos escovando os dentes na presença destes, assim despertando a curiosidade da criança. Numa etapa posterior, uma escova infantil com cerdas macias deve ser dada a criança, para que ela possa imitar os pais (os pais devem complementar a escovação, nesta fase). Após a fase de adaptação, os pais devem ensinar pequenos movimentos vibratórios na superfície dental. 7. Que prejuízos a má escovação pode trazer? Cárie, doenças na gengiva, perda óssea (osso alveolar), mobilidade dental, mal-hálito, apinhamento (encavalamento) dos dentes, dor de dente (pulpite) e até desordens psicológicas e sociológicas devido ao problemas estéticos. 8. Quais os meios de utilização do flúor? Em que forma ele é encontrado? Tópica (no dente) e sistêmica (ingerida). Sistêmica: comprimidos, gotas e domiciliar (associado à água e ao sal) Tópica: soluções, gel e dentifrícios. SENTINELAS DA AMAZÔNIA 9. O que é evidenciador? É uma solução ou pastilhas, que devem ser aplicados sobre todas as faces dos dentes (com cotonete ou espalhado pela própria língua), em seguida a pessoa faz um bochecho com água, quando os indultos (placa) serão observados, pois ficam de cor mais escura. É um artifício que permite destacar a localização da placa bacteriana, e também ajuda a ensinar os movimentos escovatórios (onde a escovação está fraca) 10. O que deve ser usado para uma higiene oral completa? Escova dental, dentifrício (pasta) fluoretado, fio dental, soluções com flúor e o evidenciador de placa. 11. Demonstrar ao seu instrutor a forma correta de: a. Aplicar evidenciador no dente Deve ser aplicado após a escovação, o bochecho e a passagem do fio dental. Deve ser aplicado sobre todas as faces do dentes (com cotonete ou espalhado pela própria língua), em seguida a pessoa faz um bochecho com água, quando os indultos (placa) serão observados, pois ficam de cor mais escura. b. Fazer a escovação: A escova é colocada com uma inclinação de aproximadamente 45º sobre a gengiva e as cerdas são deslizadas para oclusal ou incisal, ou seja, da gengiva para baixo (dentes superiores) e da gengiva para cima (dentes inferiores). Este movimento deve ser repetido de 20 a 25 vezes para cada grupo de dentes escovados. A face oclusal dos dentes posteriores deve ser escovada com movimentos de vai-e-vem. Não esqueça de escovar a lingual também.
  3. 3. SENTINELAS DA AMAZÔNIA c. Usar o fio dental Retirar aproximadamente 20 a 30 cm de fio e enrolar nos dedos indicadores, passar nos espaços interdentais e deslizar pela superfície distal do dente anterior e mesial do dente posterior, ou seja, duas vezes em cada espaço interdental, uma de cada lado. 12. Por que devemos usar dentifrício fluoretado? Pois eles são considerados hoje um dos principais meios preventivos na redução do índice de cárie dental. Isto se deve ao contínuo contato do esmalte dental com o flúor, que diminui a perda de minerais pela ação desmineralizante (substrato + microorganismos), promovendo remineralização. Pesquisas comprovam que a redução no índice de cárie em grupos que usam dentifrícios fluoretados para grupos que usam dentifrício sem flúor é de cerca de 25% superior. 13. Como se contrai a cárie? A cárie é adquirida por uma tríade (3) de fatores, associados ao tempo. Microorganismos: Bactérias cariogênicas são presença constante na flora bucal, devemos controlá-las, pois, é impossível eliminá-la. Substrato cariogênico: Açúcares, principalmente o refinado (sacarose), devem estar presentes para que as bactérias possam fermentar, produzindo ácidos, que destroem o tecido dental. Dente: O dente será o atacado pela cárie sem ele, não há cárie. A saliva é um fator importante de defesa, dependendo da sua quantidade e qualidade. Tempo: Se o substrato ficar um tempo suficiente com os microorganismos, o dente será destruído, aí que entra a escovação: remover o substrato do dente o mais rápido possível.

×