O Que é Uma Boa Higiene Bucal

26.963 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
12 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
26.963
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
464
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
843
Comentários
1
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Que é Uma Boa Higiene Bucal

  1. 1. O Que é Uma Boa Higiene Bucal? STE – JOÃO DANTAS FILGUEIRAS PROF. J. AUGUSTO
  2. 2. Dentição
  3. 3. Um adulto tem normalmente 32 dentes, dezesseis na mandíbula (inferior) e dezesseis na maxila (superior). Os quatros incisivos , localizados bem na frente, cortam pedaços de comida não muito duros. Junto deles, estão os dois caninos , um de cada lado. Por serem pontiagudos, servem para dilacerar e perfurar. Os incisivos e os caninos preparam uma quantidade de alimento para entrar na boca. A tarefa seguinte fica para os quatro pré-molares e seis molares : a de cortar, esmagar e triturar o alimento.
  4. 4. Nos humanos pode-se dizer que os dentes além da função mastigatória, possuem as funções estética (muito importante nas relações sociais) e de auxílio na fonação visto que a pronúncia correta de alguns fonemas aqueles participam juntamente com a língua. Entre os seis meses e os três anos, toda a dentição humana temporária, também chamada "de leite" ou decídua, está formada. Esta é composta por 20 dentes, 10 na mandíbula e 10 na maxila. Ela é trocada dos seis aos onze anos. O último a cair é o segundo molar decíduo. O siso - o terceiro molar - costuma aparecer aos 21 anos; por isso ficou conhecido como "dente do juízo". O pré molar que no total são 8: 4 superiores e 4 inferiores, apresentam-se apenas na dentição permante
  5. 5. Cuidados com os dentes Os dentes devem ser escovados após qualquer refeição , ao acordar e antes de dormir. O uso regular de fio dental também é necessário uma vez que a escova não alcança as ameias interdentais. Usado criteriosamente uma vez ao dia é o suficiente para a maioria das pessoas. O horário mais recomendado é antes de dormir, mas pode ser usado no horário que se achar mais adequado.
  6. 6. A água , o sal , ou o leite das cidades podem ser tratados com flúor e isso é dever do Estado, e deve ser discutido com a população quanto aos efeitos colaterais, a fluorose , que pode acometer até 60% das crianças de 0 a 12 anos, bem como com relação a questões éticas , que costumam gerar certa controvérsia . A saúde dental depende também da ingestão correta do flúor, porém nem sempre, pois alguns povos, como orientais e indígenas , consomem menos açúcar refinado e têm menos cáries que a média geral da população de países industrializados.
  7. 7. Em países açucareiros, como o Brasil , a ingestão de 2,5 mg/dia de fluoreto parece ser indispensável, embora o excesso consumido seja danoso para dentes, ossos , cérebro e rins, devido a toxicidade crônica do íon Flúor . No Brasil quase todas as principais marcas de cremes dentais contém flúor. Um creme dental sem flúor pode ser indicado para crianças menores de 6 anos, com tendência a fluorose. Converse com seu dentista sobre essa possibilidade.
  8. 8. O profissional que cuida dos dentes é o cirurgião-dentista , popularmente conhecido como dentista. Ele deve ser visitado pelo menos duas vezes por ano. Mascar chiclete por mais de vinte minutos num dia "cansa" a mandíbula e pode estragar os dentes. Mascar chiclete sem açúcar por alguns minutos, entretanto, estimula a secreção da saliva e ajuda a limpar os dentes molares, em especial. Nos chicletes sem açúcar há geralmente o xilitol , açúcar de difícil digestão pelas bactérias que leva a assépsia bucal e previne a cárie.
  9. 9. <ul><li>Hálito puro e sorriso saudável são o resultado de uma boa higiene bucal. Isso significa que, com uma higiene bucal adequada: </li></ul><ul><li>Seus dentes ficam limpos e livres de resíduos alimentares; </li></ul><ul><li>A gengiva não sangra nem dói durante a escovação e o uso do fio dental ; </li></ul><ul><li>O mau hálito deixa de ser um problema permanente. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Consulte o seu dentista caso as suas gengivas doam ou sangrem quando você escova os dentes ou usa fio dental, e principalmente se estiver experimentando um problema de mau hálito. Essas manifestações podem ser a indicação da existência de um problema mais grave. Seu dentista pode ensiná-lo a usar técnicas corretas de higiene bucal e indicar as áreas que exigem atenção extra durante a escovação e o uso do fio dental. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Como garantir uma boa higiene bucal? Uma boa higiene bucal é uma das medidas mais importantes que você pode adotar para manter de seus dentes e gengivas em ordem. Dentes saudáveis não só contribuem para que você tenha uma boa aparência, mas são também importantes para que você possa falar bem e mastigar corretamente os alimentos. Manter uma boca saudável é importante para o bem-estar geral das pessoas. Os cuidados diários preventivos, tais como uma boa escovação e o uso correto do fio dental, ajudam a evitar que os problemas dentários se tornem mais graves. Devemos ter em mente que a prevenção é a maneira mais econômica, menos dolorida e menos preocupante de se cuidar da saúde bucal e que ao se fazer prevenção estamos evitando o tratamento de problemas que se tornariam graves. Existem algumas medidas muito simples que cada um de nós pode tomar para diminuir significativamente o risco do desenvolvimento de cáries , gengivite e outros problemas bucais. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Escovar bem os dentes e usar o fio dental diariamente. </li></ul><ul><li>Ingerir alimentos balanceados e evitar comer entre as principais refeições. </li></ul><ul><li>Usar produtos de higiene bucal, inclusive creme dental, que contenham flúor . </li></ul><ul><li>Usar enxagüante bucal com flúor, se seu dentista recomendar. </li></ul><ul><li>Garantir que as crianças abaixo de 12 anos tomem água potável fluoretada ou suplementos de flúor, se habitarem regiões onde não haja flúor na água. </li></ul>
  13. 13. Técnicas corretas de escovação: Coloque a escova em um ângulo de 45 graus em relação à gengiva. Movimente a escova, afastando-a da gengiva. Escove delicadamente as partes internas, externas e de mastigação de cada dente com movimentos curtos de trás para frente. Com cuidado, escove a língua para remover bactérias e purificar o hálito.
  14. 14. Uso correto do fio dental: Assegure-se de limpar além da linha da gengiva, mas não force demasiado o fio contra a gengiva. Siga, com cuidado, as curvas dos dentes. Use aproxima- damente 40 centímetros de fio, deixando um pedaço livre entre os dedos.
  15. 15. Qual a maneira certa de escovar? Uma escovação adequada deve durar, no mínimo, dois minutos, isto é, 120 segundos! A maioria dos adultos não chegam nem próximos a este tempo. Para ter uma idéia do tempo necessário para uma boa escovação, use um relógio na próxima vez que escovar os dentes. Escove-os com movimentos suaves e curtos, com especial atenção para a margem gengival, para os dentes posteriores, difíceis de alcançar e para as áreas situadas ao redor de restaurações e coroas. Concentre-se na limpeza de cada setor da boca, da seguinte maneira:
  16. 16. Escove as superfícies voltadas para a bochecha dos dentes superiores e, depois, dos inferiores. Escove as superfícies internas dos dentes superiores e, depois, dos inferiores. Em seguida, escove as superfícies de mastigação. Para ter hálito puro, escove também a língua, local onde muitas bactérias ficam alojadas. Segure a escova em um ângulo de 45 graus e escove com movimentos que vão da gengiva à ponta dos dentes. Com suaves movimentos circulares, escove a face voltada para a bochecha e a face interna dos dentes, e a superfície usada para mastigar. Com movimentos suaves, escove também a língua para remover bactérias e purificar o hálito.
  17. 17. Que tipo de escova dental devo usar?
  18. 18. A maioria dos dentistas concorda que a escova dental de cerdas macias é a melhor para a remoção da placa bacteriana e dos resíduos de alimentos. As escovas com cabeças menores também são mais adequadas, porque alcançam melhor todas regiões da boca, como, por exemplo, os dentes posteriores, mais difíceis de alcançar. Muitos escolhem a escova elétrica como a melhor alternativa, pois ela limpa com maior facilidade e é particularmente indicada para pessoas que têm dificuldade para higiene bucal ou tem menor destreza.
  19. 19. Qual a importância do creme dental na escovação? É importante que você use o creme dental mais adequado para você. Atualmente existe uma grande variedade de produtos feitos especialmente para combater cáries, gengivite, tártaro, manchas e sensibilidade. Pergunte ao seu dentista qual o tipo de creme dental mais adequado.
  20. 20. Quando devo trocar minha escova dental? Troque sua escova de dentes a cada três meses ou quando perceber que ela começa a ficar desgastada. Além disso, é muito importante trocar de escova depois de uma gripe ou resfriado para diminuir o risco de nova infecção por meio dos germes que aderem às cerdas.
  21. 21. Uso do Fio Dental Após a escovação é um erro comum achar que a higiene bucal já esta concluída . O uso do fio ou fita dental é tão importante quanto o uso da escova de dente. Com o uso do fio dental, é garantida a remoção de detritos (resíduos alimentares), que somente a escova não consegue remover. A associação do fio dental com a escova de dente, pode remover 26% à mais de placa do que o uso isolado da escova. O correto é usar fio dental e escova de dente conseqüentemente.
  22. 22. CÁRIES
  23. 23. O QUE SÃO CÁRIES? &quot;Cárie&quot; é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. A deterioração do dente é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes para se deteriorarem.
  24. 24. COMO POSSO AJUDAR A EVITAR AS CÁRIES? - Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva. - Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios. - Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido. - Utilize produtos dentários que contenham flúor, incluindo o creme dental. - Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  25. 25. SAÚDE DOS DENTES
  26. 26. O dente sadio é uma parte viva do corpo
  27. 27. O dente está ligado, por meio de sangue e nervos, ao coração e ao cérebro de uma pessoa. A saúde dos dentes e da gengiva está relacionada com a saúde do corpo inteiro. Por causa disso, a separação que geralmente se faz entre odontologia e medicina não é razoável, nem saudável. Os cuidados com dentes e gengiva — tanto preventivos quanto curativos — deveriam fazer parte dos conhecimentos de todo agente de saúde. As doenças bucais estão aumentando na maioria dos países porque as pessoas estão comendo poucos alimentos naturais e muita comida industrializada.
  28. 28. Fim...

×