A Nova República - 1985 aos dias atuais

3.624 visualizações

Publicada em

Acontecimentos ocorridos de 1985 até os dias atuais; Apresentação de presidentes e seus governos, entre outros.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.624
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
382
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Nova República - 1985 aos dias atuais

  1. 1. A NOVA REPÚBLICA (1985 AOS DIAS ATUAIS)
  2. 2.  Transição Democrática;  Plano Cruzado do Ministro Dílson Funaro:  Extinção do cruzeiro, que perdia três zeros, e criação do Cruzado.  Fim da correção monetária.  Congelamento dos preços e salários.  Atuação da população na fiscalização de preços, através da SUNAB e desabastecimento.
  3. 3.  Gatilho Salarial: correção automática dos salários sempre que a inflação atingisse 20%;  O Governo Sarney segurou artificialmente o Plano Cruzado até a realização da eleições de 1986 (para a Assembleia Constituinte), onde o PMDB fez ampla maioria de governadores deputados e senadores – Pedro Simom (RS);  Plano Cruzado II, reajuste das tarifas públicas, do álcool, da gasolina e empréstimo compulsório para conter o consumo;  Decretação de Moratória (crise das contas externas);
  4. 4.  Constituição de 1988 – A Constituição Cidadã – onde vários artigos faltam ser regulamentados e que vem sendo continuadamente reformada. Ulisses Guimarães = Presidente da Constituinte, do Congresso Nacional e do PMDB.  Plano Bresser do Ministro Bresser Pereira:  Novo congelamento de preços por dois meses;  Aumento de impostos e tarifas públicas;  Extinção do gatilho salarial.
  5. 5.  Desgaste do governo e avanço da oposição nas eleições municipais:  Porto Alegre – Olívio Dutra (PT),  São Paulo – Luiza Erundina (PT),  Rio de Janeiro – Marcello Alencar (PDT),  Belo Horizonte – Eduardo Azeredo (PSDB).  a inflação atingia 30% ao mês.
  6. 6.  Prorrogação do mandato presidencial, pelo Congresso Nacional, por mais um ano, graças a “compra” de parlamentares através da distribuição de concessões de canais de rádio e TV; Plano Verão do Ministro Maílson da Nóbrega:  Corte no gastos públicos,  Criação do Cruzado Novo,  Ajuda do FMI.  Superinflação: 54% em dezembro de 1989 e 84% em fevereiro de 1990.  Eleições Diretas para a Presidência da República: Fernando Collor de Melo X Luis Inácio “Lula” da Silva
  7. 7.  Plano Collor ou Brasil Novo da Ministra Zélia Cardoso de Mello:  Instituição do Cruzeiro,  Congelamento de preços e salários,  Confisco das contas correntes, poupanças e aplicações do que excedesse 50 mil cruzeiros que seriam devolvidos em 18 meses.  Início efetivo no Brasil do neoliberalismo:  Livre negociação salarial.  Abertura do mercado nacional aos produtos importados.
  8. 8.  Início da privatização de estatais, começando pela Usiminas.  Corrupção – Caso PC Farias:  Passeatas contra o governo: caras-pintadas.  CPI e pedido de impeachment.  Renúncia de Fernando Collor.
  9. 9.  Assumiu como vice-presidente;  Recessão e aumento da inflação;  Corrupção no Orçamento da União (Os Anões do Orçamento – João Alves): Uma CPI cassou o mandato de 18 parlamentares, sendo que nenhum foi preso.  Plano Real do Ministro Fernando Henrique Cardoso:  Instituição do Cruzeiro Real.  Adoção da URV (Unidade Real de Valor).  Criação do Real.
  10. 10.  Estabilidade Econômica.  Realização do plebiscito (1993) sobre a Forma e o Sistema de Governo, sendo mantido respectivamente a República e o Presidencialismo;  Eleições Presidenciais: sendo eleito Fernando Henrique Cardoso do PSDB em primeiro turno.
  11. 11.  Utilizando o Plano Real como política de campanha Fernando Henrique foi eleito e reeleito (pela primeira vez na História do Brasil), em primeiro turno presidente do país;  Aumento dos juros, queda do consumo e baixa inflação;  Aumento da violência no campo (MST) e nas cidades (crime organizado);  Empréstimos externos e internos aumentando consideravelmente a dívida pública;  Aceleramento das privatizações (auge do neoliberalismo), sob o argumento de estimular a modernização e saldar a dívida pública;  Emenda da reeleição: presidente, governadores e prefeitos poderiam ser reeleitos;
  12. 12.  A dívida externa quadruplicou;  Adoção do Câmbio Flutuante;  Instituição da CPMF e da Lei de Responsabilidade Fiscal;  Racionamento energético;  Destaque internacional para o Programa Brasileiro de combate a AIDS (Min. José Serra);  Queda na popularidade do Presidente FHC;
  13. 13. José Serra (PSDB) Luís Inácio “Lula” da Silva (PT) Eleições Presidenciais: X
  14. 14.  Manutenção de juros altos e política monetária ortodoxa, através do Presidente do BC Henrique Meireles (ex- PSDB);  Meireles é acusado de efetuar remessas de dólares para o exterior sem declarar a RF, pela CPI do Banestado, e recebe por Medida Provisória o status de Ministro;  O Governo Lula, através de “favores e barganhas políticas” recebe o apoio do PMDB;  Reforma Tributária e Previdenciária, recebendo críticas da extrema esquerda e do PFL e PSDB;  Caso Valdomiro dos Santos, assessor do Ministro da Casa Civil José Dirceu, que é acusado de receber propinas e favorecer “empresários” da jogatina;  Fome Zero (combate a subnutrição), sem nenhum, até agora, afeito prático.
  15. 15.  Continuidade de programa do governo Lula;  Enfrentamento a situações pendentes e problemáticas do governo anterior;  Crise: Manifestações políticas.

×