Estudo realizado pela  Toledo & Associados  com exclusividade para: Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da B...
Dados Técnicos Levantar, medir e analisar os índices de evasão escolar nos domicílios. Quantitativo, domiciliar e probabil...
Dados Técnicos Este trabalho foi realizado pela equipe de entrevistadores da Toledo & Associados, sob a coordenação de: Ma...
Á reas abordadas <ul><li>Distribuição da amostra </li></ul><ul><li>Perfil da amostra  </li></ul><ul><li>Razões da evasão e...
Distribuição  da Amostra  Base Amostra    1000 Salvador = 700 entrevistas Feira de Santana= 145 entrevistas Barreiras= 79...
Base Amostra     1000 Perfil da Amostra
P erfil da Amostra pelas cidades  Sexo Média Idade  Escolaridade Estado Civil Ocupação Na matriz, mapeamos os percentuais ...
Renda  Média pessoal Classe Social Renda  média Familiar Etnia Religião P erfil da Amostra pelas cidades  Base R     700 ...
Nº médio de filhos Quantos filhos moram, em média,  com os pais Quantos estudam, em média Escolas públicas Escolas privada...
Base respondente    435 Base R     277 Base R     91 Base R     34 Base R     15 Base   R      18 Cursos que os filh...
O índice de Crianças em idade escolar e fora da escola <ul><li>Trata-se de uma questão filtro, onde todos os 1.000 domicíl...
Comentários <ul><li>Em todos os domicílios pesquisados, que possuem pelo menos uma criança em idade escolar e fora da esco...
<ul><li>Assim como ocorre por todo o país, a capital do estado da Bahia e sua região metropolitana apresentam as menores t...
Por que estas crianças estão fora da escola? Salvador Feira Santana   Barreiras Canudos Jequié Falta interesse, não tem pa...
Base Respondente    1000 I.M    1,3 Por que estas crianças estão fora da escola? Salvador Feira Santana   Barreiras Canu...
As  crianças em idade escolar e fora da escola, já freqüentaram a escola? Média geral Sim % Não % Salvador 98% 2% Feira de...
Por que estas crianças pararam de estudar? Principais Razões ... Base Respondente    987 I.M    1,2 10,50% - 16,70% 1,40...
Motivos das crianças que nunca freqüentaram a escola Base Respondente    13  IM: 1,0 Entre os domicílios pesquisados, map...
<ul><li>Os principais motivos para evasão escolar captados nesta pesquisa também vão ao encontro dos estudos realizados pe...
<ul><li>Entre os principais motivos que afastam as crianças e jovens das escolas baianas, apontamos: </li></ul><ul><li>Em ...
Base Amostra     1000 Conclusões
Conclusões Como podemos observar na tabela abaixo, tanto pela  amostra domiciliar  como  pela  amostra com funcionários da...
As principais razões que motivam a evasão escolar na Bahia, sugerem outro ponto de convergência entre as entrevistas reali...
Os dados mostram que, como o esperado, os funcionários da rede de educação baiana, tanto estadual como municipal, tem uma ...
A dificuldade de conciliar os horários de trabalho e da escola é apontado como o segundo fator de evasão escolar, tanto po...
Realizado por  Toledo & Associados  com exclusividade para:Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pesquisa Evasão Escolar - Domicílios

2.835 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.835
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa Evasão Escolar - Domicílios

  1. 2. Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para: Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia
  2. 3. Dados Técnicos Levantar, medir e analisar os índices de evasão escolar nos domicílios. Quantitativo, domiciliar e probabilístico. Metodologia Objetivos No total foram realizadas 1000 entrevistas distribuídas entre as seguintes cidades: Salvador - 700, Feira de Santana - 145, Barreiras – 79, Canudos - 38, Jequié - 38. Tamanho e Distribuição da Amostra Data de Campo As entrevistas ocorreram durante o mês de novembro de 2009. Foram realizadas entrevistas pessoais vis-à-vis, com aplicação de questionário estruturado, contendo perguntas abertas e fechadas e previamente aprovado pelo cliente. Técnica de Investigação
  3. 4. Dados Técnicos Este trabalho foi realizado pela equipe de entrevistadores da Toledo & Associados, sob a coordenação de: Maria Aparecida Toledo= responsável pela planejamento e análise do projeto Orson Camargo = analista do projeto Professor Lejeune Mirhan= responsável pelo apoio técnico ao projeto. Equipe
  4. 5. Á reas abordadas <ul><li>Distribuição da amostra </li></ul><ul><li>Perfil da amostra </li></ul><ul><li>Razões da evasão escolar nas cidades pesquisadas </li></ul><ul><li>Conclusões </li></ul>
  5. 6. Distribuição da Amostra Base Amostra  1000 Salvador = 700 entrevistas Feira de Santana= 145 entrevistas Barreiras= 79 entrevistas Canudos= 38 entrevistas Jequié= 38 entrevistas A amostra domiciliar foi realizada em 05 cidades da Bahia, como segue: FEIRA SANTANA 15% CANUDOS 4% Cidades SALVADOR 70% BARREIRAS 8% JEQUIÉ 4%
  6. 7. Base Amostra  1000 Perfil da Amostra
  7. 8. P erfil da Amostra pelas cidades Sexo Média Idade Escolaridade Estado Civil Ocupação Na matriz, mapeamos os percentuais mais relevantes em cada uma das variáveis estudadas, pelas cidades. Base R  700 Base R  145 Base R  79 Base R  38 Base R  38 Base Amostra  1000 Salvador Feira de Santana Barreiras Canudos Jequié Fem. 79% Masc. 21% Fem. 86% Masc. 15% Fem. 84% Masc. 17% Fem. 95% Masc. 5% Fem. 87% Masc. 13% 47 anos 45 anos 50 anos 51 anos 50 anos Casados 53% Solteiros 31% Casados 53% Solteiros 32% Casados 53% Solteiros 10% Divorciados 18% Casados 69% Solteiros 8% Divorciados 11% Casados 58% Solteiros - Divorciados 29% Analfabeto / Ens. Fund. I Inc 38% Ensino Médio Completo 16% Analfabeto/ Ens. Fund. I Inc 53% Ensino Médio Completo 6% Analfabeto/ Ens. Fund. I Inc 53% Ensino Médio Completo 4% Analfabeto/ Ens. Fund. I Inc 53% Ensino Médio Completo 0% Analfabeto/ Ens. Fund. I Inc 79% Ensino Médio Completo 5% Autônomo 34% Dona de casa 23% Free Lancer / Bico 37% Dona de casa 23% Autônomo 37% Dona de casa 35% Aposentado 26% Dona de casa 21% Autônomo 24% Dona de casa 58%
  8. 9. Renda Média pessoal Classe Social Renda média Familiar Etnia Religião P erfil da Amostra pelas cidades Base R  700 Base R  145 Base R  79 Base R  38 Base R  38 Base Amostra  1000 Salvador Feira de Santana Barreiras Canudos Jequié R$ 453,00 R$ 428,00 R$ 356,00 R$ 416,00 R$ 21400 R$ 664,00 R$ 559,00 R$ 669,00 R$ 494,00 R$ 502,00 B 3% C 52% D 43% E 2% C 22% D 66% E 13% C 28% D 70% E 3% C 11% D 55% E 34% C 3% D 76% E 21% Negra 58% Parda 31% Branca 9% Negra 52% Parda 45% Branca 2% Negra 32% Parda 29% Branca 34% Negra 50% Parda 32% Branca 18% Negra 32% Parda 39% Branca 29% Católica 63% Evangélica 22% Católica 65% Evangélica 28% Católica 73% Evangélica 20% Católica 55% Evangélica 37% Católica 42% Evangélica 40%
  9. 10. Nº médio de filhos Quantos filhos moram, em média, com os pais Quantos estudam, em média Escolas públicas Escolas privadas Base Amostra  1000 P erfil da Amostra pelas cidades Base R  700 Base R  145 Base R  79 Base R  38 Base R  38 Somente em Salvador encontramos filhos estudando em escola particular Salvador Feira de Santana Barreiras Canudos Jequié 3,7 3,7 6 4,8 5,1 2,3 2,8 2,9 2,3 3 1,7 1,9 1,6 1,7 1,8 1,7 filhos 1,3 filhos 1,8 filhos - 1,6 filhos - 1,6 filhos - 1,8 filhos -
  10. 11. Base respondente  435 Base R  277 Base R  91 Base R  34 Base R  15 Base R  18 Cursos que os filhos estão estudando no momento P erfil da Amostra pelas cidades Nesta questão,mapeamos todas as crianças, adolescentes dos domicílios que estão na escola, para entender em que período estavam cursando. Salvador Feira de Santana Barreiras Canudos Jequié Ensino Fund. (1ª a 8ª série) 77% Ens. Médio 29% Ed. Infantil 4% Superior1% Ensino Fund. (1ª a 8ª série) 87% Ens. Médio 21% Ed. Infantil 4% Ensino Fund. (1ª a 8ª série) 74% Ens. Médio 41% Ed.Infantil 3% Ensino Fund. (1ª a 8ª série) 80% Ens. Médio 20% - Ensino Fund. (1ª a 8ª série) 94% Ens. Médio 6% -
  11. 12. O índice de Crianças em idade escolar e fora da escola <ul><li>Trata-se de uma questão filtro, onde todos os 1.000 domicílios pesquisados possuem pelo menos uma criança em idade escolar e fora da escola. </li></ul><ul><li>Em cada cidade pesquisada foi mapeado um índice de evasão, segundo a ótica dos cuidadores (respondentes). Abaixo, o índice médio de evasão escolar por cidade: </li></ul><ul><ul><li>Salvador= 15% </li></ul></ul><ul><ul><li>Feira de Santana= 17% </li></ul></ul><ul><ul><li>Barreiras= 18% </li></ul></ul><ul><ul><li>Canudos= 19% </li></ul></ul><ul><ul><li>Jequié= 28% </li></ul></ul>FEIRA SANTANA 1,1 CANUDOS 1,6 Foi detectado uma média de 1,3 filhos por domicílio fora da escola SALVADOR 1,3 BARREIRAS 1,4 JEQUIÉ 1,2 Médias por cidade Base Amostra  1000
  12. 13. Comentários <ul><li>Em todos os domicílios pesquisados, que possuem pelo menos uma criança em idade escolar e fora da escola(1000 domicílios) há 44% das famílias entrevistadas que tem, pelo menos, uma criança em idade escolar dentro da escola. </li></ul><ul><li>Observamos que quanto menor a classe socioeconômica da família entrevistada, há, na média, mais filhos por família, sendo esse dado significativo nas cidade de Barreiras – média de 6 filhos – e Jequié, com média de 5,2 filhos. </li></ul><ul><li>O mesmo ocorre com a evasão escolar. Quanto mais pobre, mais crianças em idade escolar longe das carteiras escolares. </li></ul><ul><li>A evasão escolar é uma triste realidade que assola toda a sociedade brasileira. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Assim como ocorre por todo o país, a capital do estado da Bahia e sua região metropolitana apresentam as menores taxas de evasão escolar no estado. Quanto mais para o interior do estado, maior é a evasão escolar, principalmente no ensino médio, onde o(a)s jovens se afastam da escola para trabalhar e ajudar na sobrevivência de sua família. </li></ul><ul><ul><li>Salvador=15% </li></ul></ul><ul><ul><li>Feira de Santana= 17% </li></ul></ul><ul><ul><li>Barreiras=18% </li></ul></ul><ul><ul><li>Jequié= 28% </li></ul></ul><ul><ul><li>Canudos=19% </li></ul></ul><ul><li>Proporcionalmente, os principais motivos de evasão escolar atingem, sobretudo, as famílias das classes socioeconômicas C e D, de todas as cidades pesquisadas. </li></ul>Comentários
  14. 15. Por que estas crianças estão fora da escola? Salvador Feira Santana Barreiras Canudos Jequié Falta interesse, não tem paciência Total  26% 26% 35% 27% 11% 13% Horário do trabalho não permite estudar Total  17% 19% 4% 23% 11% 11% Engravidou,teve filho, ficou sem tempo Total  14% 13% 22% 4% 16% 29% Não suportou o cansaço de trabalhar e estudar Total  14% 13% 15% 18% 8% 24% Não encontrou vaga Total  8% 7% 4% 9% 8% 16% Não teve quem tomasse conta do filho para ir estudar Total  7% 7% 5% 8% 21% - Mudou de cidade Total  6% 6% 5% 5% 8% 11% Ficou doente Total  4% 4% 3% 4% 21% 3% Por repetir várias vezes Total  4% 5% - 6% 3% 3% Envolvimento com drogas, incapacitou de raciocinar Total  4% 3% 8% 3% - -
  15. 16. Base Respondente  1000 I.M  1,3 Por que estas crianças estão fora da escola? Salvador Feira Santana Barreiras Canudos Jequié Más companhias o afastou da escola Total  3% 3% 6% - 3% 8% Estudava longe, não tinha condições de pagar o transporte Total  3% 4% 1% 1% - - Violência, foram ameaçados na escola Total  3% 4% 1% 1% - - Perdeu interesse após casar-se, constituir família Total  2% 2% 1% 3% 11% 3% Localização da escola em bairro violento Total  2% 3% 3% - - - Perdeu vaga, por faltas Total  2% 2% - - - - Foi expulso/ transferido/ pretende continuar no próximo ano Total  1% 1% 3% 3% - - Não tinha documentos para transferência Total  1% 1% 1% - - -
  16. 17. As crianças em idade escolar e fora da escola, já freqüentaram a escola? Média geral Sim % Não % Salvador 98% 2% Feira de Santana 100% - Barreiras 88% 12% 100% - Jequié 100% - Canudos Percentual pelas Cidades Base Amostra  1000 99% das crianças que hoje estão fora da escola, já freqüentaram a escola anteriormente.
  17. 18. Por que estas crianças pararam de estudar? Principais Razões ... Base Respondente  987 I.M  1,2 10,50% - 16,70% 1,40% 6,40% 6,40% Dificuldade de conciliar horários de escola e trabalho - - 2,60% 4,10% 3,60% 3,30% Envolvimento com drogas Total Salvador Feira de Santana Barreiras Canudos Jequié Não gosta de estudar 27,40% 23,50% 53,80% 20,50% 13,20% 23,70% Engravidou/ teve filhos 15,60% 15,60% 13,80% 7,70% 26,30% 28,90% Cansaço causado pelo trabalho 15,60% 16,00% 13,10% 21,80% - 21,10% Falta de tempo para estudar devido ao trabalho 8,90% 10,30% 2,10% 10,30% 13,20% 2,60% Não consegue vaga na escola 7,00% 6,80% 4,80% 5,10% 13,20% 15,80%
  18. 19. Motivos das crianças que nunca freqüentaram a escola Base Respondente  13 IM: 1,0 Entre os domicílios pesquisados, mapeamos apenas 1% de lares com crianças que nunca freqüentaram a escola, e os principais motivos são:
  19. 20. <ul><li>Os principais motivos para evasão escolar captados nesta pesquisa também vão ao encontro dos estudos realizados pela FGV-RJ. Nota-se que a FGV-RJ utilizou um rico banco de dados (PNAD de 2004 a 2006) e a </li></ul><ul><li>Toledo & Associados utilizou de técnica probabilística em pesquisa realizada em apenas cinco cidades baianas. </li></ul><ul><li>*Os dados utilizados pela FGV-RJ são da PNAD de 2004 a 2006, abrangendo o ensino médio brasileiro. </li></ul>Comentários Motivos de evasão Toledo & Associados FGV-RJ* Falta de interesse 26% 40% Necessidade de trabalhar 30% 27% Dificuldade de acesso à escola 11% 11% Engravidou 14% -
  20. 21. <ul><li>Entre os principais motivos que afastam as crianças e jovens das escolas baianas, apontamos: </li></ul><ul><li>Em relação a falta intrínseca de interesse, destacamos as famílias das classes C2 (28%) e D (30%), majoritariamente na cidade de Feira de Santana. </li></ul><ul><li>Para a classe socioeconômica C1 e D, a necessidade de trabalho e geração de renda afasta 21% de alunos da sala de aula, principalmente nas cidades de Barreiras (23%) e Jequié (24%). </li></ul><ul><li>Chama a atenção, entre os motivos da evasão escolar, o alto índice de meninas que engravidaram em idade escolar. O afastamento por esse motivo é significativo para 21% das famílias da classe C1 e nas cidades de Feira de Santana (22%) e Jequié (29%). </li></ul>Comentários
  21. 22. Base Amostra  1000 Conclusões
  22. 23. Conclusões Como podemos observar na tabela abaixo, tanto pela amostra domiciliar como pela amostra com funcionários da rede escolar realizadas neste estudo, a percepção da evasão escolar pelos entrevistados nas escolas/cidades pesquisadas se aproximam. Os dados sugerem que é muito visível para a população em geral, aquilo que os estudiosos também sabem, que a evasão escolar é um grave problema social, principalmente no estado da Bahia, onde as taxas de evasão estão acima da média nacional e nordestina. Base Amostra  100 Base Amostra  1000 Escolas - % Domicílios - % Salvador 15% 16,8% Feira de Santana 17% 18,5% Barreiras 18% 15% Jequié 28% 31% Canudos 19% 13,8%
  23. 24. As principais razões que motivam a evasão escolar na Bahia, sugerem outro ponto de convergência entre as entrevistas realizadas com funcionários da rede de ensino baiano e os domicílios onde há, pelo menos, uma criança ou um jovem em idade escolar do lado de fora dos muros das escolas. Três das quatro principais razões são convergentes entre os dois públicos entrevistados:Escolas e Domicílios. Conclusões Base Amostra  100 Base Amostra  1000 Escolas - % Domicílios - % Desinteresse da família e/ou da criança 67 26,4 Dificuldade em conciliar horários de trabalho e de escola 25 16,7 Alunos que trabalham não conseguem vencer o cansaço 17 13,6 Engravidou/teve filhos - 14,3
  24. 25. Os dados mostram que, como o esperado, os funcionários da rede de educação baiana, tanto estadual como municipal, tem uma percepção melhor da extensão do problema que é a evasão escolar. Três em cada cinco representantes de escolas afirmam que o desinteresse, tanto da família como do estudante, é o principal motivo da evasão escolar, ao passo que essa mesma questão é percebida, em média, por apenas uma em cada quatro famílias entrevistadas, sendo que 60% dessas famílias são das classes socioeconômicas D e E. Parece que a baixa escolaridade dos cuidadores é a mola propulsora do desestímulo às crianças e jovens dessas famílias para continuar a estudar, além da necessidade de abandonar os estudos para trabalhar e assim conseguir manter as condições mínimas de sobrevivência. Conclusões
  25. 26. A dificuldade de conciliar os horários de trabalho e da escola é apontado como o segundo fator de evasão escolar, tanto por funcionários da rede de ensino ouvidos na pesquisa como pelo domicílios que foram entrevistados. Quando o jovem atinge uma certa idade e pertence a uma família em situação de pobreza, é inevitável que este jovem seja precocemente empurrado para o mercado de trabalho, atraído pelas oportunidades de trabalho na cidade e o estudo vai ficando cada vez mais distante. Vale ressaltar que 16% entre os domicílios pesquisados na cidade de Jequié, apontam que a falta de vagas é uma das razões para as crianças estarem fora da escola. No entanto, as percepções dos que trabalham na rede pública de ensino, é que há um superávit de vagas nesta cidade (vide comentários na amostra de escolas). Esta divergência, pode ser justificada pelo fato dos cuidadores terem tentando uma ou outra vez e não mais voltado e desistido. Conclusões
  26. 27. Realizado por Toledo & Associados com exclusividade para:Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia

×