Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui

1.727 visualizações

Publicada em

Críticas e reflexões sobre o cenário evangélico atual.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.727
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
236
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui

  1. 1. 2
  2. 2. 2
  3. 3. 3 Jonas M. Olímpio
  4. 4. 4
  5. 5. 5 Estudos e mensagens bíblicas para discipulado e meditação Produção independente 04/2014-3 Textos, edição e encadernação: Jonas Martins Olímpio Contatos: (11) 2279-9165 (11) 9 5369-8546 jm.olimpio@hotmail.com www.ebvirtual.blogspot.com.br Crescendo na Graça e no Conhecimento
  6. 6. 6 Apresentação Quem nunca se decepcionou ao ler a Bíblia e ver que muitas coisas que acontecem em sua igreja estão em desacordo com ela? Com o crescimento da propagação do Evangelho, consequente- mente, tem aumentado também os problemas causados pela mis- tura de coisas profanas em meios às sagradas; porém, isso já era previsível, afinal, o joio cresce junto com o trigo. No entanto, isso não é desculpa para nos acomodarmos, conformando-nos com a qualidade daquilo que nos é apresentado como sendo o Evangelho de Cristo, pois quando nos calamos consentimos com os erros sendo tolerantes com a “doutrina de Jezabel”, a qual visa desviar os servos do Senhor de seu verdadeiro alvo, conduzindo- os ao abismo. Muitos, principalmente líderes - seja por maldade ou até por ingenuidade mesmo - distorcem o conteúdo das Sa- gradas Escrituras para satisfazer seus próprios interesses ou até por acharem que estão agradando a Deus dessa maneira. Reagir contra isso não é rebeldia, mas uma demonstração de fidelidade ao Senhor, o qual nos confiou a responsabilidade de pregar e defender a verdade ainda que isso nos custe um alto preço diante dos homens. O propósito desse trabalho não é apontar erros ou condenar aqueles que os cometem - afinal, todos cometemos falhas -, mas sim levar o leitor a refletir criticamente sobre sua conduta, des- pertando sua atenção para a necessidade da busca do conheci- mento da Palavra, a qual é a maior ferramenta de defesa contra todos os perigos a sua volta, tanto dentro como fora da igreja. Jonas M. Olímpio
  7. 7. 7 ÍNDICE Apresentação......................................................................................................06 Índice..................................................................................................................07 1. A Geração de Jonas..................................................................................08 2. Aonde Estão Aqueles que Ainda Têm Compromisso com Deus?...............12 3. Estamos com Medo do Quê?....................................................................14 4. O que Tenho te Dou!................................................................................16 5. Nosso Descanso Não é Aqui......................................................................18 6. Será que Isso Não é Problema Nosso?......................................................25 7. Entre na Moda! Seja Evangélico!..............................................................28 8. A Lojinha Pirata de Satanás......................................................................34 9. Sacrifícios de Tolo.....................................................................................39 10. Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão!.........................................42 11. A Importância da Teologia........................................................................50 12. Como Usar a Informática a Favor do Evangelho........................................54 13. Quando o Pastor Pensa que o Cajado é Chicote........................................58 14. Pregadores ou Predadores?......................................................................62 15. Carta ao Pregador....................................................................................66 16. “Com Roupa Normal Estou Vestido, Mas com Terno Estou Revestido”.....71 17. Televisão: Um Entretenimento Ameaçador..............................................75 18. Desenhos Animados - Desenhando o Mau Caráter em Nossas Crianças....77 Notas: * As palavras destacadas 0 possuem o seu significado descrito nas notas de rodapé. * Esse trabalho é pessoal e independente de qualquer instituição oficial. * Todos os textos são de minha autoria e total responsabilidade. Jonas Martins Olímpio
  8. 8. 1 A Geração de Jonas No meio evangélico atual temos visto crentes de todos os tipos e para todos os gostos: é a geração do arrebatamento, a geração do reteté1 , a geração dos ex- isso e ex-aquilo, a geração dos apai- xonados, a geração dos intelectuais, a geração do Deus “Papai Noel”, a geração dos que não aceitam geração nenhuma... Enfim, é uma série de segmentos que as vezes dão um nó na nossa cabe- ça. Imagina então como não fica a cabeça dos não-crentes que vivem questionando qual é a igreja certa ou dos que não creem em nenhuma delas. Porém, quero ressaltar aqui que não tenho nada contra toda essa diversidade. Até acho que existe um ponto positivo em tudo isso, pois essa é uma chance maior de evangeli- zar pessoas de diferentes níveis culturais, sociais, raciais, etc. E posso dizer ainda que até tenho um pouquinho de cada uma des- sas características. Cada um tem o seu e estilo e é cada um na sua, desde que se pregue o verdadeiro Evangelho. E é exatamen- te a autenticidade do Evangelho que me preocupa e me leva a 1 Reteté: Também chamado de “repleplé”, ninguém sabe ao certo de onde vieram essas expressões. Apenas sabemos que elas se referem aos barulhentos movimen- tos dos crentes pentecostais, principalmente os mais exagerados. Certamente es- sas palavras se originaram de alguma brincadeira de mau gosto feita na intenção de imitar as línguas estranhas.
  9. 9. 9 refletir: “Que tipo de cren- te sou eu? Será que não estou fugindo da minha responsabilidade?” Quem não conhece a história do famoso profeta fujão? Jonas2 era um cren- te como muitos de nós. Talvez fosse um desses que sempre dizem: "Missão está no coração de Deus, e no meu também"; porém, só fazem Missão dentro da igreja, e quando recebem uma ordem que não estava em seus "projetos missio- nários", se levantam rapi- dinho... pra fugir, é claro! 2 Jonas: Significa pombo. Profeta de Israel, filho de Amitai, natural de Gate-Hefer, que predisse a vitória de Jeroboão II sobre a Síria (2º Rs 14:23-25). Famoso por sua inusitada experiência de ter sido engolido por um grande peixe ao tentar fugir de Deus. É o autor do livro que leva seu nome (Jn 1:1): o quinto livro dos Profetas Menores, escrito para demonstrar que o amor de Deus não se limita a Israel, mas se estende a pessoas de outras nações (Jn 4:11). Não é apenas profecia no sentido restrito, mas é uma história com sentido profético (Mt 12:39-41). Na época de Jesus, existia um outro homem com esse nome, era o pai de Simão Pedro (Jo 1:42). Depois de pregar para os ninivitas, Jonas armou uma cabana à sombra e ficou observando na expectativa que Deus destruísse a cidade. Muitos cristãos da atualidade estão agindo da mesma forma: falam muito sobre a importância do trabalho missioná- rio, mas vivem confortavelmente na sombra do comodismo somente es- perando que a ira de Deus caia sobre os pecadores. A Geração de Jonas Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  10. 10. 10 Então, Jeová se vê na penosa obrigação de dar uma liçãozinha em seu servo. E, de repente, quando está numa situação em que ele nunca pensou que o Pai o colocaria, não é que o rapazinho muda de ideia e resolve rever seus conceitos missionários e ir pregar para aquele povo malvado que ele desejava ver destruído? Porém, é óbvio que devemos analisar essa situação toda mais detalhadamente para entender a situação do nosso amigo profeta. Veja bem: se lermos apenas por cima os quatro capítulos do livro do profeta Jonas, realmente o veremos como um medroso, fujão, infiel, incrédulo, descompromissado, desalmado, ingênuo e por aí vai! Porém, se analisarmos a história mais detalhadamente, veremos que ele tinha suas razões - inclusive “boas” razões - para não ir: os ninivitas3 eram extremamente violentos e tremen- damente desumanos e, pra completar, não gostavam nem um pouquinho dos israelitas. Isso fazia com que o profeta, além de medo, tivesse também um pouco de ressentimento. Até aí pode- mos entender que a atitude dele é normal, pois sob essas circuns- tâncias talvez eu também não fosse, só que, como servos de Deus, devemos encarar suas ordens com carinho, dedicação e confiança, sabendo que se Ele está mandando, Ele se responsabi- liza e nos livra de todo mal, e que ainda que algo nos aconteça e não tenhamos o livramento de nossa vida, tenhamos a certeza de que esse foi o momento e que essa foi a forma que Ele escolheu para nos levar para junto dEle e assim glorificarmos o seu mara- 3 Ninivita: Habitante da cidade de Nínive. A Geração de Jonas Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  11. 11. 11 Assédio do público e da imprensa, proteção de seguranças, autógrafos e até invasão de palco; até que ponto essa “geração de artistas e adoradores” está realmente glorifi- cando o nome de Deus? vilhoso nome (Mt 16:244 ; Jo 21:19; Fp 1:205 ). E, além do mais, Ele não tem obrigação nenhuma de perguntar se concordamos ou não com as suas decisões. Resumindo a história: Quando ele se viu encrencado na barri- ga daquele peixão, se lembrou da misericórdia de Deus e implo- rou por ela, e assim, mais uma vez, Jeová com a sua infinita mi- sericórdia deu mais uma chance ao profeta, o qual “voluntaria- mente” se colocou totalmente a sua disposição e foi para Nínive. Nada que uma boa oração não resolva! Mas não seria melhor se a gente tivesse que orar apenas pra agradecer, em vez de ter que implorar misericórdia para sair de uma encrenca que nós mes- mos procuramos? Pensemos nisso e façamos a obra de Deus com mais seriedade! Tente ser um crente da geração de Paulo: aquele lá que trazia no corpo as marcas de Cristo (Gl 6:17)! 4 Renunciar: Deixar para trás (Lc 14:33; Tt 2:12). Esquecer os interesses próprios (Mt 16:24). 5 Expectação: Expectativa. A Geração de Jonas Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  12. 12. 12 2 Aonde Estão Aqueles que Ainda Têm Compromisso com Deus? "Grande é a seara6 , mas poucos são os ceifeiros7 !". Essa afirmação de Jesus em Mateus 9:37, está mais atualizada do que qualquer outra notícia do meio Gospel. Essa é a triste realidade que enfrentamos nos dias ais: milhares estão morrendo diariamente e descendo ao in- ferno por falta de conhecimen- to, enquanto muitos de nós - os crentes -, acomodados no pró- prio ego, vivem uma grande batalha "espiritual", buscando fervorosamente o seu cresci- mento ministerial para satisfa- ção pessoal! No capítulo 13 de Marcos, Jesus fala claramente sobre a nossa missão na terra; e o que mais me chama a atenção 6 Seara: Plantação de cereais (Jl 3:13; Mt 9:37). 7 Ceifeiro: Pessoa que trabalha na colheita (Mt 13:30). Segundo dados oficiais, existem mais de 42 milhões de evangélicos no Brasil, e são abertas, em média, 14 mil novas igrejas por ano. Diari- amente, seriam arrecadados cerca de 60 milhões, totalizando o valor de aproximado de 22 bilhões anuais. Em vez de ser motivo para come- moração, esse crescimento é motivo de preocupação devido a qualidade do Evangelho que está sendo prega- do e os escândalos que têm sido provocados.
  13. 13. 13 é que nessa passagem, como também em outras, Ele não promete apenas bênçãos, mas enfatiza as dificuldades que enfrentariam aqueles que se propusessem a fazer sua Obra. Muitos têm enca- rado essa Missão como um meio de enriquecer e fazer turismo; outros, que até nem pensam tão alto, têm se posto a evangelizar em grandes cidades - onde já existem igrejas até demais - , e, por conta disso, o que vemos é uma grande confusão (1ª Co 14:33) por diferenças ministeriais: outro dia, tive a tristeza de presenciar dois pregadores trocando insultos e empurrões em plena Praça da Sé, enquanto os ímpios aproveitavam para zombar ainda mais dos crentes (Mt 18:7); nesse momento, eu meditava: "Esse pes- soal briga tanto por um espaço tão pequeno num lugar já evan- gelizado. Se querem tanto pregar, por que não vão aonde nin- guém quer ir?" Reflita comigo: mesmo que não possamos ir muito longe, aqui mesmo perto de nós há áreas, principalmente na zona rural, aonde vivem inúmeras pessoas sem nem mesmo um ponto de pregação por perto. Dezenas de cidades lá no nor- te/nordeste brasileiro não têm sequer uma igreja evangélica, e a idolatria domina esse povo; em países como o Irã, o Egito, a China e muitos outros, alguém ainda pode ser preso, torturado e até condenado a morte, simplesmente por crer em Jesus, pois esses lugares são dominados por muçulmanos ou budistas; por que ninguém está brigando para pregar pra estas pessoas? Acho melhor nem responder! Falar de Missão num país livre é moleza! Mas cumprir verdadeiramente o chamado é para poucos! Aonde Estão Aqueles que Ainda Têm Compromisso com Deus? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  14. 14. 14 3 Estamos com Medo do Quê? Observe bem o que está escrito em Lucas 10:19: “Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.” Será que Jesus disse essas palavras em vão? Ou será que esse foi um privilégio dispensado apenas aos discípulos? Por que nos acovardamos tanto diante das situações que enfrentamos no dia a dia? Por que parece que é tão difícil falar de Jesus para aqueles que não o aceitam? Estive ob- servando que, muitas vezes, nos comportamos diante dos peca- dores como se nós é que estivéssemos errados: pois, as vezes, nos escondemos como se não quiséssemos ofendê-los ou assustá- los manifestando a nossa fé e deixamos que a vergonha e o medo de sermos censurados nos impeçam de exercer a autoridade que nos foi dada. Sem perceber, perdemos muitas oportunidades de evangelizar. É impressionante a nossa lerdeza diante dos filhos das trevas, pois eles nunca perdem uma oportunidade de criticar, zombar, reclamar e tentar prejudicar aqueles que pregam e vivem a verdade; nossa conduta os incomoda, e eles não fazem questão nenhuma de esconder sua insatisfação em relação a nós! Somos educados demais: quando recebemos visita de um não-crente, desligamos o rádio porque sabemos que louvor o incomoda; quando estamos falando de Deus com um irmão, se chega um
  15. 15. 15 ímpio, mudamos de assunto; quando vamos para a igreja não convidamos nossos amigos incrédulos para não aborrecê-los; quando um pecador nos conta seus erros e nos pede um conse- lho, recomendamos todas as soluções possíveis, só não dizemos que ele precisa de ajuda espiritual. Porém, eles não fazem ques- tão de nos respeitar abaixando o volume de suas músicas imorais quando nos aproximamos; não param de falar palavrões quando estamos por perto; não deixam de nos ironizar nos convidando para as suas baladas; e não perdem uma oportunidade de nos aconselhar a fazer o mal quando percebem que estamos com al- gum problema. Estamos com medo do quê? Faça um desafio a você mesmo: seja educado, mas se for necessário, incomode o espírito maligno que está dentro deles; faça questão de se expres- sar como cristão; convide-os para visitar uma igreja mesmo sa- bendo que vai ouvir um "não", uma crítica ou uma piada; e não tente amenizar a situação de quem insiste em viver consciente- mente no pecado e diga convictamente: "Só existem dois cami- nhos: o céu e o inferno!" e, na próxima vez que lhe pedirem ajuda, ofereça Jesus em vez de recomendar outras saídas! Exercer autoridade espiritual não significa gritar ou “profetizar” segundo a própria vontade, mas sim se expressar de forma coeren- te falando ou fazendo somente aquilo que for ordenado pelo Espíri- to Santo de acordo com o que é ensinado na Bíblia Sagrada. Estamos com Medo do Quê? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  16. 16. 16 4 O que Tenho te dou! Entrando no templo para orar, Pedro8 e João9 se depararam com um coxo10 que pedia esmolas; não tendo dinheiro, lhe ofe- receram algo muito melhor: usaram a unção que Deus lhes deu para curá-lo (At 3:1-811 12 ). E nós? O que temos oferecido ao próximo? Muitos têm, literalmente ou não, nos pedido ajuda dia- 8 Pedro: Significa "Pedra". Apóstolo (Mc 3:13-19), também chamado de Simão e Cefas (Jo 1:42). Era pescador (Mc 1:16). Episódios de sua vida são mencionados em (Mc 1:16-18; Lc 5:1-11; 8:40-56; Mt 8:14-15; 14:28-33; 16:13-23; 17:1-13; 26:36- 46,69-75; Lc 24:34; Jo 18:10-18,25-27; 21:1-23; At 1:13-5:42; 8:14-25; 10:1-11:18; 12:1-19; 15:1-11; 1ª Co 9:5; Gl 1:18; 2:6-14). Segundo a tradição, foi morto entre 64 e 67 dC., no tempo do imperador Nero. Foi autor de duas epístolas no Novo Testa- mento. 9 João: Filho de Zebedeu e de Salomé. Ele e seu irmão Tiago eram pescadores (Mt 4.21). João Batista o apresentou a Jesus (Jo 1:35-39), que o chamou para ser após- tolo (Mc 1:19-20). Era do grupo mais íntimo de Jesus (Mc 5:37; Mt 17:1; 26:37). Ele e Tiago são chamados de Boanerges (Filhos do Trovão: pessoas de caráter violen- to). João é provavelmente o discípulo amado (Jo 13:23). Foi ele o único discípulo que permaneceu perto da cruz (Jo 19:26-27) e o primeiro a crer na ressurreição de Cristo (Jo 20:1-10). Após o Pentecostes, trabalhou inicialmente com Pedro (At 3:1- 4:22; 8:14-17; Gl 2:9). A tradição diz que João viveu em Éfeso até uma idade bem avançada. É considerado o autor do Evangelho de João, das três epístolas que le- vam o seu nome e do livro do Apocalipse. 10 Coxo: Aquele que tem defeito em uma ou nas duas pernas. 11 Hora nona: Três horas da tarde. Os judeus adotaram o sistema de contagem de tempos romano que considerava como a primeira hora do dia o que para nós é hoje sete horas da manhã. 12 Fitar: Olhar com atenção; fixar os olhos em (Pr 23:5; At 3:4).
  17. 17. 17 riamente, e, as vezes, não temos nem a coragem de dizer sim- plesmente: "Jesus te ama!" ou "Que Deus te abençoe!". Se tivés- semos consciência da autoridade que temos, de maneira nenhu- ma, o inimigo se atreveria a ficar na nossa frente (Mt 16:18,19). Se somos o sal da terra e a luz do mundo (Mt 5:13,1413 ), por que, então, muitas vezes, não conseguimos temperar e nem fazer bri- lhar a nossa luz como os servos de Deus antigamente (Mt 24:1214 )? Claro que temos nossos problemas (Jo 16:33), mas isso não impede de usarmos os dons espirituais que nos foram dados (Fp 4:12,13). Muitíssimas pessoas clamam por socorro a nossa volta; muitas morreram sem salvação e outras continuam cami- nhando para o inferno. Quantos mais morrerão sem conhecer Jesus? "Desperte o dom que há em ti (2ª Tm 1:6)!" O que você tem a oferecer? Deixa eu formular melhor essa pergunta: o que Deus te deu? Isso é o que você deve compartilhar com o seu próximo! Em nome de Jesus, não espere por prata e nem ouro; levante-se e vá fazer aquilo que o Senhor confiou em suas mãos! 13 Insípido: Sem sabor. Insosso, insulso. Desenxabido, sem graça. Monótono, sem atrativos. 14 Iniquidade: Falta de eqüidade (retidão). Pecado que consiste em não reconhecer igualmente o direito de cada um, em não ser correto, em ser perverso. A Porta Formosa era de bronze e tinha 25 metros de altura por 21 de largura. Segundo a história, ela seria também chamada de “porta de Nicanor”, pois este seria um ho- mem rico de Alexandria, o qual a teria doado ao templo. O que Tenho te dou! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  18. 18. 18 5 Nosso Descanso Não é Aqui Em todas as empresas, ou em qualquer outro ambiente de tra- balho, é comum os funcionários passarem o dia olhando para o relógio, contando os minutos, esperando a hora de parar de traba- lhar. Impressionante é que isso está acontecendo com muitos de nós no que se refere também à Obra do Senhor de uma forma geral. Parece que muitos estão cansados e que o “salário” e os benefícios oferecidos já não são suficientes para lhes motivar a trabalhar melhor. É como se já tivessem feito demais para o seu “Patrão”. E o mais interessante é que nunca se esquecem de co- brá-lo pelos seus "direitos", muitas vezes, como se estivessem sendo injustiçados. Diante dessa situação só posso dizer uma coisa: "É hora de acordarmos!". Lendo a Bíblia, aprendi que quando paramos, estamos sujeitos à corrupção, e ela destrói (Mq 2:10). Por isso muitos crentes estão à beira da derrota. Porém, não admitem isso nem para si mesmos! Será que estou exagerando? Então vamos fazer uma autoanáli- se com calma: faça um relatório de todas as suas atividades nes- ses últimos três dias tentando se lembrar de tudo o que for possí- vel... Lembrou? De todas as coisas que conseguiu se lembrar, quantas delas foram feitas pra Deus? Agora, analisando apenas entre as coisas que você fez pra Deus - caso realmente você
  19. 19. 19 tenha feito; seja sincero consigo mesmo! -, reflita e responda: isso foi o máximo possível que poderia ser feito pela Obra do Senhor, ou será que poderia ter sido melhor se houvesse um pouco mais de esforço de sua parte? Saiba que por mais que fizermos, ain- da estaremos em débito com o nosso Mestre (Lc 17:10), pois o sacrifício que Ele fez por nós na- quela cruz não há moe- da, peso de ouro, valor monetário ou obras com as quais possamos pa- gar. No entanto, somen- te o que Ele requer de nós é a nossa obediên- cia (1º Sm 15:2215 ). Continuando nossa autoanálise, observando as pessoas à mi- nha volta e, também, é claro, a minha própria vida, cheguei à 15 Samuel: Último dos Juízes; profeta e sacerdote. Ungiu Saul e Davi como reis (1º Sm caps. 1-25). Autor de dois livros do Antigo Testamento que levam o seu nome. 6 perguntinhas básicas que de- vo sempre fazer a mim mesmo: - O que fiz pra Deus nos últi- mos dias? - Será que isso foi mesmo pra Deus ou foi pra me satisfazer? - Quanto isso me custou, ou só fiz porque não ia custar nada? - Dava pra ter feito melhor, ou isso foi o máximo possível? - O nome dEle foi honrado nes- sa minha atitude? - Eu faria isso com mais dedica- ção e carinho se fosse pra mim mesmo ou pra outra pessoa? - Estou disposto a fazer ainda mais do que isso para agradá-lo mesmo que ninguém fique sa- bendo que eu fiz? Nosso Descanso Não é Aqui Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  20. 20. 20 seguinte conclusão: muitos crentes estão, lamentavelmente, do- minados por um maligno “stress espiritual” o qual lhes dá uma terrível sensação de cansaço quando são solicitados a fazer algo em prol do Evangelho. Certamente, você pode estar se pergun- tando: “Como é que eu posso saber se esse stress não é simples- mente um problema físico e psicológico que afeta a maioria das pessoas devido aos seus inúmeros compromissos da vida cotidi- ana e não um maligno ataque de Satanás contra nossa vida espi- ritual?”; a resposta é simples e objetiva: o que é mais fácil ou agradável? Passear no shopping ou evangelizar? Assistir a um clássico de futebol ou ir a um Culto de Oração? Rir de uma “boa” piada maliciosa ou dizer aos piadistas que Deus não se agrada de atos pecaminosos que pra eles são motivos de brinca- deira, como o adultério, por exemplo? Ficar horas jogando con- versa fora com algum desconhecido no Facebook ou ir a Escola Bíblica Dominical? Pedir ajuda a um ímpio diante de uma situa- ção difícil ou passar o dia orando e jejuando para obter uma so- lução de Deus? Aos que responderam com absoluta sinceridade a essas perguntas, obviamente a primeira alternativa de cada uma delas foi a opção mais viável. Pois a carne se opõe ao Espírito (Gl 5:17) e, muitas vezes, lastimavelmente ela tem vencido. Nos- so corpo pede que satisfaçamos seu próprio prazer, pois essa é a tendência natural da carne (Rm 8:6), enquanto aquilo que satis- faz ao Espírito, mesmo que exija menos esforço físico, nos pare- ce ser desagradável, entediante e até ineficiente ou desnecessário e não desperta nosso interesse. Porém, somente ao crente que Nosso Descanso Não é Aqui Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  21. 21. 21 anda realmente em Espírito é possível não cumprir as concupis- cências - os desejos - da carne (Gl 5:1616 ). Baseado nesses fato- res, me vejo no direito de ter a ousadia de dizer que esse stress - não os estresses de um modo geral - não é simplesmente um problema físico e psicológico que afeta a maioria das pessoas devido aos seus inúmeros compromissos da vida cotidiana e sim um maligno ataque de Satanás contra nossa vida espiritual, pois essa é a missão dele (Jo 10:10). Agora, quanto ao que se refere a fazer melhor nosso trabalho na Obra do Senhor, é lamentável o que temos visto nos últimos dias: muitos “fazem a obra” com o mero objetivo de satisfazer seus desejos e necessidades pessoais como, por exemplo: fama (cantores, pregadores animadores de púlpito, “curadores”, etc), poder (líderes ministeriais querendo exercer autoridade sobre o povo), reconhecimento (obreiros que querem crescer ministeri- almente) e, principalmente, bênçãos materiais (dinheiro, empre- go, casa, carro, causas na justiça, etc.), físicas (curas, estética, etc.) e sentimentais (namoro e casamento) (Mt 6:24). Devo ainda ressaltar que não é proibido pedir a Deus nenhuma das tais bên- çãos que citei aqui, pois Ele pode nos dar muito mais do que isso e até nos ensina a pedir. Mas, o mais importante é termos a plena consciência de que não é simplesmente para isso que o servimos. 16 Concupiscência: Forte e continuado desejo de fazer ou de ter o que Deus não quer que façamos ou tenhamos (Rm 7:8). Nosso Descanso Não é Aqui Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  22. 22. 22 Pois muitas pessoas fazem algo na Casa de Deus e quando não alcançam seus objetivos pessoais se sentem frustradas e chegam até mesmo a desistir de suas responsabilidades espirituais e, o que é ainda pior, se desviar do Caminho e, consequentemente, perder a salvação. Em muitos casos, o crente não recebe algo de Deus por que suas atitudes não têm sido sinceras diante Dele (Sl 101:6); pois até para pedir devemos estar em condições de rece- ber (Tg 4:317 ). Pois Ele conhece nosso coração e não há como enganá-lo com nossa aparência ou comprá-lo com nossas obras. E não adianta cobrá-lo, pois Ele não nos deve nada, muito pelo contrário, nós é que lhe devemos, e muito (Ef 5:2)! Muitíssimo mesmo (1ª Jo 4:19)! Obviamente, temos que entender que quando Deus disse atra- vés do profeta Miquéias18 que o nosso descanso não é aqui, ele não estava dizendo que deveríamos estar à disposição da igreja 24 horas por dia (Ec 9:10a), mas sim que deveríamos estar sem- pre alertas e dispostos a fazer a sua vontade em qualquer si- 17 Deleite: Prazer, delícia, gosto, regalo. 18 Miquéias: Significa "Quem é como Javé"? Profeta que viveu na mesma época de Isaías e de Oséias. Era natural de Moresete-Gate, uma pequena cidade de Judá (Mq 1:1; Jr 26:18). Ele escreveu um livro que leva o seu nome: é o sexto livro dos Profe- tas Menores, que traz as mensagens de Deus a Israel e a Judá anunciadas por Mi- quéias de 740 a 687aC. O profeta previu a queda de Samaria (Mq 1:6-7). Vendo que Judá corria o perigo de sofrer o mesmo castigo, Miquéias mostra que Deus odeia a idolatria, a injustiça, a corrupção e o ritualismo religioso vazio. Contudo, ele afirma que Deus não só castiga, mas também tem prazer em perdoar. Finalmente, o pro- feta declara que o povo de Deus terá um futuro glorioso através do Rei que irá nascer em Belém (Mq 4:1-4; 5:2-4). Nosso Descanso Não é Aqui Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  23. 23. 23 tuação, e também que jamais viéssemos a nos acomodar e achar que já fizemos o suficiente pelo Evangelho. Resumindo, Ele nos dá a entender claramente que o nosso verdadeiro descanso será realmente naquele Grande Dia em que partirmos eternamente para o seu Reino de Glória, pois enquanto estivermos nessa terra continuaremos sujeitos a todas as adversidades e angústias exis- tentes nesse mundo (Ec 7:13-15). Logicamente, temos o direito - e também o dever - de fazer as demais coisas em nossa vida se- cular19 , pois, afinal de contas, somos seres humanos normais e não há como vivermos aqui como se já estivéssemos no céu e, além do mais, somos mordomos de tudo aquilo o que Ele nos deu e temos que viver do trabalho de nossas mãos (Sl 128:1-420 21 ; Pr 16:25; 28:19), e temos também direito de desfrutar de mo- mentos de lazer (Ec 9:7-9). Portanto, nossos prazeres pessoais e nossas responsabilidades cotidianas não podem, de maneira ne- nhuma, interferir em nossa comunhão com o Espírito Santo de Deus (1ª Co 7:35). 19 Secular: Pertencente ou relativo a século. Que se observa ou se faz de século a século. Em sentido religioso, se refere àquilo que não é espiritual ou às pessoas mais ligadas às coisas relacionadas ao mundo do que as espirituais. 20 Videira: Conjunção de “vide+eira”. Arbusto sarmentoso, originário do Oriente (Vitis vinifera), que dá uvas e pertence à família das Vitáceas. Conjunção de “vi- de+eira”. Eira é um espaço plano com um chão duro, de dimensões variáveis, onde os cereais, eram malhados e peneirados, depois de colhidos. 21 Oliveira: Pequena árvore que produz azeitona (fruto usado para produzir azeite). Nosso Descanso Não é Aqui Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  24. 24. 24 Para concluir nossa autoanálise, nunca se esqueça disso: a maior prova de que somos verdadeiramente gratos a Deus e o amamos de coração é quando procuramos fazer sempre o melhor para Ele. E saiba que por mais que você esteja se esforçando, sempre é possível melhorar ainda mais. E pode ter a absoluta certeza de uma coisa: depois que você fizer o melhor na Obra do Senhor, sabe o que você vai descobrir? Que aquilo que você fez melhor, poderia ter sido melhor ainda! Isso mesmo! Por mais que façamos, nada será o suficiente perto do que Ele realmente merece! E é por isso que a Bíblia nos ensina claramente que só podemos ser salvos pela Graça22 e não pelo merecimento (Ef 2:1-1023 ). Portanto, devemos andar com temor e sabedoria tendo a plena convicção de que estamos no meio de uma longa cami- nhada e não podemos parar porque o nosso descanso não é aqui (Lc 22:46)! 22 Graça: Favor imerecido ou não merecido. O vocábulo Graça provém do latim gratia, que deriva de gratus (grato, agradecido) e que em sua primeira acepção designa a qualidade ou conjunto de qualidades que fazem agradável a pessoa que as têm. Teologicamente, refere-se ao período que se iniciou com a morte de Cristo na cruz, o qual pôs fim às rígidas imposições da Lei mosaica, colocando em vigor o Novo Testamento. 23 Potestade: Potência, força, poder. A divindade suprema, segundo a religião. Po- tentado. Nosso Descanso Não é Aqui Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  25. 25. 25 6 Será que Isso Não é Problema Nosso? As vezes paro e pergunto a mim mesmo: “por que sou tão acomodado?”. Pois essa é uma atitude natural de qualquer ser humano: só chorar quando sentir dor! Mas o que a Bíblia nos ensina sobre isso (Rm 12:15)? Você já notou que quando alguém sofre a nossa volta, por mais que tenhamos dó, encaramos tudo como uma mera fatalidade? Sabe o que está faltando em nós? Aprender a sentir a dor de nosso próximo! E o que mais está ma- tando a humanidade é uma cegueira que não lhes permite enxer- gar que precisam de Deus em sua vida. Trata-se de uma epide- mia diabólica que está se alastrando e destruindo muitas vidas. Enquanto isso, nós temos o remédio e não estamos muito preo- cupados em passar a receita aos que estão morrendo! Será que isso não é problema nosso? Mas, apesar de tudo, esse caráter acomodado não é uma exclu- sividade nossa, pois muitos personagens bíblicos demonstraram ter essa mesma personalidade: quando o rei Davi24 se interessou 24 Davi: Significa "Amado". Foi o segundo rei do reino unido de Israel. Ele reinou de 1010 a 970 aC. Tomou Jerusalém e a tornou a capital religiosa do reino. Levou a
  26. 26. 26 por Bate-Seba25 , não se importou com os sentimentos de seu es- poso Urias26 , e provocou sua morte para ficar com ela (2ª Sm 11:1-5,14,1527 28 29 30 31 ); quando Deus mandou Jonas pregar em Nínive, ele não se importou com aquelas vidas e tentou fugir da responsabilidade (Jn 1:1-332 33 34 ); quando Jesus disse que ia ser arca para lá (2º Sm cap. 6) e organizou os serviços de adoração (1º Cr caps. 15-16). Ampliou o reino (2º Sm caps. 8; 10; 12) e ajuntou materiais para a construção do templo (1º Cr cap. 22). Foi governador, guerreiro, músico e poeta. E foi um dos antepassados de Jesus (Mt 1:1). Escreveu 73 salmos. 25 Bate-Seba: Significa "Filha de um Juramento". Mulher de Urias, o heteu. O rei Davi pecou com ela e, depois da morte de Urias, casou com ela. Foi a mãe de Salo- mão (2º Sm 11:3; 1º Rs cap. 1-2). 26 Urias: Significa "Javé É Luz". A Bíblia relata a existência de 3 homens com esse nome: 1) Militar heteu, marido de Bate-Seba, com quem Davi adulterou e por isso planejou sua morte (2º Sm cap. 11-12). 2) Sumo sacerdote (2º Rs 16:10-16). 3) Profeta assassinado por ordem de Jeoaquim (Jr 26:20-24). 27 Joabe: Significa "Javé É Pai". Filho de Zeruia, meia-irmã de Davi (2º Sm 2:18). Foi comandante do exército de Davi (1º Cr 11:4-9) e conseguiu muitas vitórias (2º Sm cap. 10; 12:26). Tramou o assassinato de Urias (2º Sm cap. 11) e matou Absalão (2º Sm 18:9-15). Quando Davi já era velho, Joabe aliou-se com Adonias e foi morto por ordem de Salomão (1º Rs 1:1-8; 2:28-34). 28 Amom: A Bíblia relata quatro homens com esse nome: 1) Filho de Ló e pai dos amonitas, também chamado de Ben-Ami (Gn 19:38). 2)Décimo quinto rei de Judá, que reinou 2 anos (642 a 640 aC.), depois de Manassés, seu pai (2º Rs 21:18-26). 3) Prefeito de Samaria (1º Rs 22:15-28). 4) Deus de Nô (Jr 46:25). 29 Eliã: Existem na Bíblia dois homens com esse nome: 1) pai de Bate-Seba (2º Sm 11:3); 2) um soldado gilonita de Davi (2º Sm 23:34). 30 Heteu: Povo que vivia num distrito situado na região no norte do Egito, a leste do baixo Nilo, onde os filhos de Israel viveram desde o tempo de José até a época de Moisés. 31 Pejada: Grávida (Gn 38:24). 32 Amitai: Em hebraico significa "Minha Verdade". Foi o pai do profeta Jonas (Jn 1:1). 33 Társis: Atual Tartessos: antigo porto da Espanha (Jn 1:3). Será que Isso Não é Problema Nosso?
  27. 27. 27 crucificado, Pedro o repreendeu, demonstrando não ter dado muita importância ao significado do seu sacrifício para salvar a humanidade (Mt 16:21-23); quando o apóstolo Paulo envelhe- ceu, alguns de seus companheiros de ministério o abandonaram sem se importar com as suas dificuldades (2ª Tm 4:7-10). Jesus Cristo nos mandou pregar o Evangelho (Mc 16:15), só que temos nos preocupado mais em usá-lo em nosso próprio benefício en- quanto a destruição de almas continua! Será que isso não é mes- mo problema nosso? Depois não adianta reclamar das conse- quências (Ez 3:17-2135 )! 34 Jope: Antigo porto marítimo cercado de muralhas, localizado 56 km a noroeste de Jerusalém em território filisteu, mas que pertencia à tribo de Dã (Js 19.46). É tam- bém o porto aonde o profeta Jonas embarcou num navio para Társis tentando fugir de Deus. 35 Atalaia: Sentinela, vigia. Ponto elevado, de onde se vigia. Omissão de Socorro é crime previsto no Código Penal brasileiro, em seu artigo 135. É o exemplo clássico do crime omissivo. Deixar de prestar socorro a quem não tenha condições de socorrer a si próprio ou comunicar o evento a autoridade pública que o possa fazer, quando possível, é crime. Pena: Detenção de 1 a 6 meses ou multa. Se resultar lesão grave, reclusão de 1 a 4 anos. Se resultar morte, reclusão de 4 a 12 anos. Ação penal pública incondicionada. Se até a justiça humana reconhece isso como uma grave falha digna de punição, da mesma forma, biblicamente, omitir socorro espiritual consiste em gravíssimo pecado! Será que Isso Não é Problema Nosso? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  28. 28. 28 7 Entre na Moda! Seja Evangélico! Alguma vez alguém que já te conhece há um certo tempo se espantou quando descobriu que você é crente e perguntou assus- tado e com tom de ironia: “Você é evangélico?!?”? . Se isso já aconteceu contigo, cuidado! Algumas coisas precisam mudar em seu comportamento! “Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estra- nhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se en- tregaram” Isso é o que diz em Hebreus 13:9. Você já percebeu como está fácil ser crente ultimamente? É só ir à igreja quando for possível, ou quando quiser; colocar um adesivo no carro com frases sobre Jesus; ouvir um louvor famoso entre as músicas mundanas; assistir a um DVD de pregação depois da novela - isso se não tiver futebol, logicamente -; evitar usar roupas com- pridas, afinal, o que é bonito é pra ser mostrado, não é mesmo? Além disso, não precisa todo mundo saber que você é crente, pois Deus só quer o teu coração; e por que não tomar umas de vez em quando? Afinal de contas, até Jesus era chegado num vinho! E, agora, o principal: não esquecer de contribuir fielmente
  29. 29. 29 com os carnês e com os envelopes de dízimos, é claro, porque Deus não se agrada nem um pouquinho de quem não tem fé para fazer sacrifícios! Parece piada, né? Mas essa é a mais fiel imagem dos “evangé- licos” atualmente. Se, por um lado, ficamos felizes com o cons- tante e cada vez mais alto crescimento das igrejas pentecostais em nosso país, por outro lado também estamos extremamente preocupados e envergonhados com a qualidade do Evangelho que está sendo “vendido” por aí; e muitos o estão comprando e pagando, literalmente, um preço muito alto por isso. Entre na Moda! Seja Evangélico! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  30. 30. 30 Não pense que eu sou um crítico conservador que vive preso às tradições litúrgicas36 e ministeriais criadas pelos pastores anti- gos que supervalorizavam os usos e costumes; pois é muito pelo contrário: zelo pela sã doutrina sim, mas sendo extremamente modernista e apoiando qualquer tipo de inovação que seja para o crescimento da Obra de Deus. A minha crítica à “nova onda pen- tecostal37 ” é devido à banalização do significado do termo “ser- vir à Deus”; pois até parece que agora é Deus que está servindo a nós. Com a crescente adesão de pessoas famosas às diversas igrejas evangélicas existentes no país, o Evangelho está cada vez mais popular entre os brasileiros. Mas será que isso é positivo ou ne- gativo? Para chegarmos a uma conclusão justa e imparcial, va- mos analisar os dois lados da moeda: O lado bom é o seguinte: artistas, atletas, políticos e pessoas conhecidas de uma forma geral, com a sua fama, por serem figu- ras queridas e amadas pelo povo, devido aos seus testemunhos de vitória através da conversão, acabam por influenciar boa parte da população a procurar refúgio em Deus nos seus momentos de aflição. E isso, consequentemente, resulta no crescimento das igrejas evangélicas, as quais têm ganhado mais força e espaço 36 Litúrgico: Referente à liturgia (organização de uma cerimônia religiosa). 37 Pentecostal: Relativo a Pentecostes. Termo que se refere à igrejas, ou a membros de igrejas, que professam a fé na atualidade de manifestações espirituais como, por exemplo: cura, batismo com o Espírito Santo, profecias, etc. Termo normal- mente aplicado em relação aos crentes emocionalmente mais exaltados. Entre na Moda! Seja Evangélico! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  31. 31. 31 para divulgar a Palavra Sagrada. Hoje é muito difícil se deparar com alguém que não conheça ou nunca tenha ouvido falar de Jesus. Agora, analisemos o lado negativo: A popularidade do Evan- gelho tem feito com que ele seja visto como algo banal que possa ser comparado até mesmo a uma espécie de cultura ou um estilo de vida. Muitos se orgulham e não se envergonham mais em di- zer que são evangélicos, mas não vivem a Palavra em sua verda- deira essência. Pois estão habituados aos seus costumes pecami- nosos e não acham necessário abandoná-los, desprezando assim tudo aquilo o que a Bíblia ensina (2ª Co 5:17-19). Mas a que se deve essa abominável e repugnante desvalorização do genuíno cristianismo (1ª Tm 4:2,338 39 )? A resposta é simples: isso tudo se deve simplesmente à negligência (Jr 48:10a40 ) e à ambição (Ez 34:7,841 42 ) de seus líderes religiosos. Muitos desses tais “obreiros”, em sua insanidade espiritual (Rm 1:21,2243 ), têm agido em seu próprio benefício sem se preocuparem em ensinar 38 Cauterizado: Que sofreu aplicação de cautério (Ferro quente, cáustico ou outro agente que queima e converte em escara (ferida de queimadura), ou destrói os tecidos a que é aplicado). Morto ou destruído por ação de ferro em brasa (1º Tm 4:2). 39 Ação de Graças: Ato de agradecimento. 40 Fraudulento: Em que há fraude. Quem pratica fraude. 41 Rapina: Roubo violento (Sl 62:10). De rapina: que se alimenta de carne (Jó 28:7). 42 Apascentar: Levar ao pasto ou pastagem. Pastorear. Cuidar. 43 Desvanecer: Desaparecer. Entre na Moda! Seja Evangélico! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  32. 32. 32 o Caminho da salvação (Mt 23:13), trazendo assim, terríveis es- cândalos à Casa do Senhor (Mt 18:744 ). Porém, aqueles que não se arrependerem, convertendo-se verdadeiramente (At 18:2445 46 47 ), pagarão muito caro por seus atos (Mt 26:24). Muitos crentes brasileiros só estão preocupados com o seu próprio bem-estar enquanto muitos irmãos pelo mundo, e até no Brasil mesmo, passam grandes dificuldades simplesmente por procurarem viver o verdadeiro Evangelho como a Bíblia ensina (Sl 15:1-548 49 ). Muitos se julgam evangélicos, porém não conse- 44 Mister: Urgência, necessidade. Aquilo que é forçoso, inevitável. 45 Éfeso: Cidade greco-romana da Antiguidade situada na costa ocidental da Ásia Menor, próxima à atual Selçuk, província de Esmirna, na Turquia. Foi uma das doze cidades da Liga Jônia durante o período clássico grego. Durante o período romano, foi por muitos anos a segunda maior cidade do Império Romano, apenas atrás de Roma, a capital do império. Tinha uma população de 250 000 habitantes no século I a.C., o que também fazia dela a segunda maior cidade do mundo na época. A cida- de era célebre pelo Templo de Ártemis, construído por volta de 550 a.C., uma das Sete Maravilhas do Mundo. O templo foi destruído, juntamente com muitos outros edifícios. Antigamente, Éfeso também se chamava Esmirna, do nome da amazona Esmirna, que havia tomado posse de Éfeso, porém mais tarde Esmirna foi fundada por habitantes de Éfeso. Os nascidos na cidade de Éfeso são chamados de efésios. 46 Apolo: Significa "Destruidor". Judeu de Alexandria, muito eloquente, instruído na fé cristã por Áquila e Priscila. Tornou-se poderoso pregador do evangelho em Éfeso e em Corinto (At 18:24-28; 1ª Co 1:12,13; 3:4-6; 16:12; Tt 3:13). 47 Alexandria: Cidade fundada por Alexandre no Norte do Egito. Tornou-se a capital do Egito e um famoso centro de cultura e comércio (At 18:24). 48 Réprobo: Banido da sociedade; detestado, odiado. Malvado. Condenado por Deus. 49 Usura: Especulação ilícita que consiste em cobrar juros, comissões ou descontos sobre empréstimos de dinheiro por taxas acima das estabelecidas pela lei. Mesqui- nhez, avareza. Ambição. Entre na Moda! Seja Evangélico! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  33. 33. 33 guiram ainda a libertação de seus atos pecaminosos e vivem da mesma forma que antes, sem que se possa notar neles nenhuma diferença em relação aos ímpios (Sl 1:150 ). O que realmente é ser evangélico? Ser evangélico é viver e pregar sempre a Verdade (Tg 1:2751 52 )! 50 Escarnecedor: Quem escarnece ou zomba. 51 Religião: Instituição social com crenças e ritos. Serviço ou culto a Deus, ou a uma divindade qualquer, expresso por meio de ritos, preces e observância do que se considera mandamento divino. Sentimento consciente de dependência ou submis- são que liga a criatura humana ao Criador. 52 Imaculado: Sem mácula ou mancha. Limpo e puro. Inocente. Entre na Moda! Seja Evangélico! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  34. 34. 34 8 A Lojinha Pirata de Satanás Ainda no primeiro século da era cristã, há poucos anos após a crucificação de Cristo, o cristianismo já apresentava sinais de crise. A coisa estava tão séria que chegou ao ponto de o Senhor Jesus precisar enviar cartas para algumas de suas igrejas que es- tavam na Ásia. Então, através do apóstolo João - que na época se encontrava preso na ilha de Patmos53 -, as mensagens foram escritas e enviadas a sete pastores, dos quais seis foram repreen- didos por motivos diversos, e um desses nos chama a atenção de uma forma especial, porque o negócio na sua igreja estava tão feio que eles não mereceram nenhum elogiozinho sequer: trata- se da rebelde igreja da cidade de Laodiceia54 . E sabe qual era a 53 Patmos: Pequena ilha da Grécia a 55 km da costa da Turquia, no mar Egeu. É uma das ilhas do Dodecaneso, e possui uma área total de 34,6 km² e uma popula- ção de 2700 habitantes (2002). Local para onde o apóstolo João foi exilado, con- forme consta na introdução do livro bíblico de Apocalipse. Patmos foi usada como um lugar de banimento durante os tempos do império romano. 54 Laodiceia: Hoje com o nome de Pamucale (Pamukkale), Laodiceia foi uma das mais prósperas cidades da Frígia, durante a época romana. Possuía bancos, indústria têxtil e uma escola de medicina que produzia colírio para os olhos, embora tivesse problemas com o abastecimento de água. Em certa ocasião, foi construído um aqueduto com canos de Aquedutos de Laodiceia
  35. 35. 35 razão do problema deles? Eles estavam comprando produtos fal- sificados na lojinha pirata de Satanás! Isso mesmo! E foi por es- se motivo que em um trecho da carta, Jesus diz o seguinte: "Dou- lhe este conselho: Compre de mim ouro refinado55 no fogo e vo- cê se tornará rico; compre roupas brancas e vista-se para cobrir a sua vergonhosa nudez; e compre colírio para ungir os seus olhos e poder enxergar." Sabe o que Ele queria dizer com essas palavras? "Acordem! O ouro que vocês compram é falso; as roupas que vocês pagam tão caro está suja e rasgada; e o colírio que vocês usam está cegan- do os seus olhos!"; em outras palavras, Ele poderia ainda dizer: "Esse camelozinho do inferno está enganando vocês!". Será que eu estou exagerando? Laodiceia era uma cidade riquíssima, che- gando a ser uma das mais importantes da época: havia ali uma grande movimentação financeira devido à comercialização de metais preciosos, à produção têxtil e ainda à fabricação de colí- mais de 20 metros, feitos com pedras coladas com emplastro de azeite de oliva que podiam ser removidas para limpeza. Ele transportava as águas térmicas vindas de Hierápolis (cerca de dez quilômetros). Porém, quando a água chegava na cidade, não estava nem quente e nem fresca, mas apenas morna. A cidade é citada algu- mas vezes no Novo Testamento da Bíblia, na qual São Paulo esteve em sua terceira viagem missionário, sendo também mencionada entre as sete igrejas (da Ásia) do livro Apocalipse (Ap 3:14-22), considerada como uma igreja morna quanto à sua atividade, como uma metáfora à temperatura das águas que a abasteciam. A cida- de foi destruída no ano 494dC por um grande terremoto; foi aí que teve início o declínio de sua grande prosperidade. 55 Refinado: Apurado, requintado. Perfeito, completo, rematado. A Lojinha Pirata de Satanás Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  36. 36. 36 rios em sua indústria farmacêutica. Esse desenvolvimento eco- nômico proporcionava uma satisfatória situação financeira aos seus cidadãos, inclusive aos cristãos. Era bênção de Deus, certo? Ok! Mas estava sendo usada de forma errada! Pois quando dei- xamos de usar aquilo que conquistamos para glorificar o nome do Senhor, isso deixa de ser bênção e passa a ser maldição! Materialmente eles eram ricos, mas espiritualmente eram mi- seravelmente pobres; e sabe o que é pior? Não sabiam disso! Es- sa pobreza era causada por eles próprios, por terem cedido aos enganos do inimigo: eles supervalorizavam o ouro, mas não ti- nham a verdadeira riqueza, pois não buscavam com zelo fazer o melhor para a Obra do Senhor; desfilavam com belas roupas, mas espiritu- almente estavam com vestes manchadas e rasgadas, pois seu testemunho não condi- zia com aquilo que a Pala- vra ensina; confiavam no seu colírio, mas estavam completamente cegos, pois não enxergavam a astúcia do enganador a sua volta e pensavam que pelo fato de serem abençoados materialmente es- tava tudo bem. O Senhor estava lhes oferecendo mercadoria de Em seu auge, a cidade de Laodiceia se tornou um dos mais importantes centros financeiros da Ásia e, segun- do os historiadores, os judeus que lá viviam mandavam grande contribui- ção em ouro para o Templo de Jeru- salém. Mas suas ofertas não servi- ram para livrá-la da ira divina. A Lojinha Pirata de Satanás Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  37. 37. 37 primeira: ouro refinado, vestes brancas e o verdadeiro colírio, ou seja: Ele estava lhes dando a oportunidade de alcançarem valor diante do Pai, santidade e testemunho em seu modo de viver e discernimento para não perderem sua salvação em troca de coi- sas passageiras. Um outro detalhe interessante é que o grande Mestre é um vendedor bem educado e sabe abordar respeitosamente os clien- tes, pois antes de oferecer a mercadoria, Ele disse o seguinte: "Dou-lhe este conselho"; Jesus não obriga ninguém a nada, pois em sua vitrine só há coisas de valor que não precisam de muita propaganda; quanto ao preço, é acessível a quem estiver disposto a pagar seu preço: obediência, adoração, amor, santificação... nada que esteja fora de nosso alcance; mas ainda assim tem mui- ta gente que acha isso caro demais e prefere comprar na banqui- nha pirata do concorrente: aquele vendedorzinho de quinta cate- goria que não sabe respeitar o consumidor e o aborda aos berros, tentando forçá-lo a entrar em sua espelunca. E sabe por que al- gumas pessoas se deixam levar? Porque lá é mais barato: ele, aparentemente, não faz nenhuma exigência, parcela em suaves prestações e ainda entrega em domicílio; porém, seus clientes, que geralmente são muito ingênuos, não percebem os altos juros embutidos nesse crediário, não pedem certificado de garantia e nem percebem que seu produto não tem selo de qualidade. A Lojinha Pirata de Satanás Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  38. 38. 38 Assim é negociar com Satanás: os prazeres momentâneos do pecado saem muito caros no futuro; pois ele proporciona algu- mas alegrias, mas não pode garantir a salvação; e a felicidade de quem vive no pecado, além de passageira, é vazia, porque a pes- soa sorri por fora, enquanto que por dentro seu coração está cho- rando. Agora, quando o negócio é com Jesus, a coisa é muito diferente: o que Ele tem a nos oferecer, nos é dado pela sua Gra- ça; a garantia que temos é que ele mesmo pagou o alto preço com o seu próprio sangue; e a qualidade de suas bênçãos é certi- ficada pelo selo do Espírito Santo. Ah! Se o povo de Laodiceia soubesse disso... mas nós sabemos! E que tal corrermos antes que a Grande Loja se feche, para comprarmos logo o ouro de imenso valor que nunca se acaba, as vestes que não só nos co- brem, mas que também nos servem como armadura contra os ataques do maligno e o verdadeiro colírio para que possamos enxergar tudo aquilo que possa nos afastar da presença do Se- nhor? Mas não perca tempo, porque a promoção é por tempo limitado e aos que a perderem só restarão mesmo as bugigangas de última categoria da lojinha pirata de Satanás! A soberba cidade de La- odiceia, com suas rique- zas e seus templos pa- gãos, terminou em es- combros assim como muitos outros lugares que foram símbolos da idola- tria e da desobediência ao Senhor. A Lojinha Pirata de Satanás Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  39. 39. 39 9 Sacrifícios de Tolo Em Mateus 21:13, Jesus disse o seguinte: "Está escrito: A mi- nha casa será chamada casa de oração. Mas vós a tendes con- vertido em covil56 de ladrões.” A palavra chave em muitas igre- jas neopentecostais - e até em algumas pentecostais tradicionais - é: “sacrifício”; o que expressa ideias do tipo: "Dê tudo a 'Deus' e Ele te devolverá o dobro!" Realmente, eu sei que Deus aceita sacrifícios, mas até que ponto? Tenho sido chamado até de in- crédulo por não aceitar tais "doutrinas", mas não posso deixar de questionar certas instituições que usam o nome de Deus e distor- cem as Escrituras (2ª Pe 3:1657 ) para atingir seus objetivos sem se importarem com a condição de vida de seus membros (Mt 7:15-2058 59 ) que, por sua vez, também se aproximam de Deus pelas suas bênçãos e não para servi-lo (Mc 7:6,760 ). Multidões 56 Covil: Cova de feras (Sl 104:22; Mt 8.20). Abrigo de ladrões e salteadores (Mc 11:17). 57 Indouto: Que não é douto, que não é erudito. Ignorante. Inepto. 58 Figo: Fruta madura da figueira. 59 Abrolho: Espinho (Mt 7:16). 60 Isaías: Significa "Salvação de Javé". Homem nobre e profeta de Judá durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias (Is 1:1). Sua chamada se deu no ano 740 aC. (Is cap. 6), e o seu ministério se estendeu por 47 anos. É o autor de um dos livros do Antigo Testamento, o qual leva o seu nome.
  40. 40. 40 são arrastadas às campanhas ou reuniões diversas crendo em promessas de homens, sem se preocuparem em buscar conheci- mento na fonte divina: a Bíblia; e quando fazemos uma Campa- nha de Libertação visando dons espirituais e salvação de almas... Cadê o povo? Propósitos de oração e conserto não fazem suces- so! É bem mais fácil crer na justificação através de votos61 . Será que as indulgências62 voltaram com nomes diferentes? Está na hora de levantar novos reformadores, e isso depende de cada um de nós (Rm 12:2). Quantos aos enganadores, já sabemos o que Deus tem reservado para eles caso não se arrependam (Mt 7:21- 2363 64 )! Vigiemos! Seguir o Evangelho não é brincadeira (Mt 7:24-27)! 61 Voto: Promessa feita a Deus (Ec 5:4; At 18:18). Pedido a Deus (3ª Jo 1:2). 62 Indulgência: Qualidade de indulgente. Clemência. Condescendência, tolerância. Remissão total ou parcial das penas relativas aos pecados. Perdão. Absolvição ple- na das penas temporais. 63 Reino dos Céus: Reino de Deus. O domínio de Deus sobre as pessoas e sobre o mundo, tanto no presente como no futuro (Mt 5:3; 12:28; Lc 17:21; Rm 14:17). Às vezes também quer dizer a vida com Deus no céu (2ª Tm 4:18). 64 Iniquidade: Falta de eqüidade (retidão). Pecado que consiste em não reconhecer igualmente o direito de cada um, em não ser correto, em ser perverso. Várias denúncias contra líderes religiosos que ensinam o povo a “sacrificar” em troca de bên- çãos têm ganhado grande destaque na impren- sa. Tais escândalos provocam grandes prejuízos à imagem evangélica de um modo geral e difi- cultam a evangelização. Sacrifícios de Tolo Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  41. 41. 41 Qual era a relação do templo com o poder financeiro na época de Jesus e por que Ele expulsou os vendedores? - Jerusalém era uma espécie de “cidade turística”; a maior parte da sua fonte de renda era proporcionada por pessoas que vinham de fora, principalmente na época da Páscoa em que ela era visitada por mais de um milhão de pessoas. - O Templo era um grande atrativo econômico por ser um centro de encontro de milhares de pessoas de vários povos. - Ele também funcionava como um banco: nele havia vários cofres contendo depósitos privados, os quais eram também utilizados para empréstimos com altas taxas de juros, o que era expressamente proi- bido na Lei. - Representantes religiosos e políticos exploravam em benefício pró- prio a fé dos que iam até lá entregar seus dízimos e sacrifícios. - Por não poderem aceitar no templo moedas com imagens pagãs, eles deram um “jeitinho” criando a própria moeda: o shekel de prata (siclo: 11 gramas de prata); os cambistas faziam a troca de moedas cobrando juros. - Havia um acordo entre os sacerdotes e os vendedores, através do qual eles tinham total liberdade para comercializar ali. - De acordo com a Lei, os animais para sacrifícios precisavam ser perfeitos; os juízes, cujas decisões não cabia apelação, costumavam inventar algum tipo de defeito obrigando os fiéis - principalmente os gentios - a comprarem animais dos vendedores que ficavam no pátio. - A ganância pelo dinheiro que resultava na exploração da fé era uma verdadeira profanação aos princípios divinos, e foi isso que levou Jesus a agir de forma radical pedindo respeito àquela Casa de Oração. 1 shekel (frente e verso) 1 denário (imagem de César Augusto) Sacrifícios de Tolo Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  42. 42. 42 10 Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Em Eclesiastes 11:10, está escrito o seguinte: "a adolescência e a juventude são vaidade", mas o que vemos hoje são alguns jovens supervalorizando essa passageira fase da vida. Para um jovem cristão, o que é mais importante? Curtir a vida como os incrédulos abrindo mão de sua salvação, ou renunciar aos praze- res da carne tendo uma vida de santificação? Tenho observado a vida dos jovens crentes, e também tenho experiência própria nis- so: a fase mais difícil para um servo de Deus é na faixa etária dos 13 aos 30 anos, pois é o período em que o inimigo mais coloca tentações a sua frente. Pois é nessa idade que eles estão conhe- cendo a vida, as curiosidades começam a ocupar espaço em suas mentes, só o carinho da família não é mais suficiente, seus cor- pos começam a ter desejos, pouco dinheiro não satisfaz mais su- as necessidades, a adrenalina aumenta fazendo as coisas normais parecerem chatas... Enfim, tudo a sua volta parece exigir uma radical mudança. E é nesse momento que muitos têm se afastado do caminho do Senhor. Mas se as amizades, a cultura e todos os demais meios de convívio, inclusive muitas igrejas, acabam in- centivando-o a uma vida secular, como reagir a isso? A resposta é simples: é só seguir os mandamentos divinos.
  43. 43. 43 Observe bem o que as Sagradas Escrituras ensinam quanto à convivência do cristão com esse mundo pecaminoso:  Não se misturar com os infiéis (Sl 1:1). Mas como isso é possível? Vivemos no mundo, porém temos a missão de influenciá-lo - ganhar almas - e não sermos influenciados por ele, o que significaria perder a salvação da alma. Não se sentar à mesa dos escarnecedores não significa virar as costas e isolar aqueles que não compartilham da mesma Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  44. 44. 44 fé, mas sim saber manter um relacionamento sem com- pactuar com aquilo que eles fazem.  Orar sempre (1ª Ts 5:17). Mas o que é viver uma vida de oração? O nosso pensamento deve estar sempre elevado a Deus em tudo o que fazemos em nossa vida cotidiana. Através de nossa oração em espírito é que somos fortale- cidos, consolados e orientados em todas as coisas que passamos e fazemos em nossa rotina diária. E, obviamen- te, temos a obrigação de separar um tempo especial de adoração ao Senhor, que é aquele momento em que nos colocamos de joelhos em sinal de reverência em agrade- cimento por tudo o que Ele tem feito e ainda vai fazer por nós.  Buscar conhecimento (2ª Pe 3:17,1865 ). Mas ler a Bíblia de vez em quando não é suficiente? Comer de vez em quando é o suficiente pra você? Para nos alimentarmos corretamente necessitamos comer várias vezes por dia, não é mesmo? Caso contrário, enfraqueceremos e morre- remos desnutridos. Assim é a Palavra de Deus - o grande alimento de nossas almas juntamente com a oração e a consagração -. Sem ler a Palavra não saberemos a dife- rença entre o certo e o errado e, consequentemente, peca- remos por falta de conhecimento. E, como sabemos, o pe- cado gera a morte. Se você separar alguns simples minu- tinhos para ler pelo menos um capítulo da Bíblia por dia, 65 Abominável: Impuro, nojento, repulsivo, reprovável, maldito. Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  45. 45. 45 pode ter a certeza de que esse vai ser um dos momentos mais valiosos de seu dia. Pois é da Palavra de Deus que sai a orientação para o nosso bem viver.  Resistir às tentações (Tg 4:766 ). Mas até que ponto pode- mos suportar os desejos carnais em nossa frágil matéria humana? Essa é a parte mais difícil. Porém não é impos- sível resistir ao pecado quando nossos corpos estão entre- gues realmente a Cristo para a santificação, ou seja: É quando dizemos a Ele: “Senhor tenha misericórdia de mim, pois não quero pecar!” Se lhe pedirmos com since- ridade, Ele é fiel e justo para não nos deixar cair em ten- tação e nos livrar de todo mal que está em nosso derredor.  Fazer a obra de Deus (2ª Tm 4:1-567 68 69 70 ). Mas como podemos saber o que Deus requer de nós? O maior prazer de um cristão deve ser servir Àquele que lhe deu a vida e a Salvação. E a melhor forma de saber o que Ele requer de nós é levando uma vida de constante busca orando e consagrando, pois Deus está buscando corações fiéis. E 66 Sujeitar: Dominar (Gn 1:28; 1ª Co 15:27-28). Dar o poder de dominar (Hb 2:5,8). Conformar-se (Gn 49:15). Obedecer (2º Sm 22:45; Ef 5:21-24). 67 Conjurar: Implorar (2ª Tm 4:1). Ligar-se a alguém por juramento (1º Sm 14:24). Afastar (Is 47:11). 68 Redarguir: Repreender, replicar, responder. 69 Exortar: Animar, incentivar, estimular: exortar os jovens a prosseguir sem desâ- nimo. Induzir, conversar. Advertir, admoestar, aconselhar. 70 Longanimidade: Paciência. Qualidade de quem tem grandeza de ânimo. Benigno, complacente, indulgente, corajoso, generoso, paciente, resignado, longânimo. Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  46. 46. 46 quando estamos em comunhão com Ele, o seu Espírito se comunica conosco alegrando nosso coração e nos colo- cando o desejo de praticar exatamente aquilo que Ele se- parou para nós através da clara manifestação dos dons es- pirituais ou até seculares que Ele nos dá. Porém, a pergunta em questão é: Ser ou não ser um cristão? Mesmo que muitos não admitam, essa é uma dúvida que tem martelado insistentemente a cabeça de muitos jovens. O que to- dos têm analisado são as seguintes situações: "Vou perder minha liberdade!”; “Vou me afastar de meus amigos!”; “Não poderei mais me envolver em qualquer relacionamento amoroso!”; “Se- rei obrigado a mudar até o meu visual!” Enfim, Satanás coloca várias propagandas enganosas na sua frente para fazê-lo desistir de servir ao Senhor. Mas o que muitos não conseguem enxergar é que o que eles precisam, na verdade, é mudar o seu conceito sobre o que realmente significa a palavra liberdade. Liberdade é poder dizer: "Não preciso de drogas ou de bebidas para me sen- tir bem ou provar que sou esperto!”; “Alguém que não se preo- cupa em fazer as coisas da maneira certa não serve pra cami- nhar lado a lado comigo!”; “Um sentimento que traz tristeza e frustração causadas por uma pessoa em quem eu não posso con- fiar totalmente não pode ser chamado de amor!”; “Se a maneira como eu falo ou me visto são contrárias aos princípios bíblicos, eu não estou agradando a Deus!”. A partir do momento em que ele conseguir mudar o seu conceito de liberdade, chegará à con- clusão de que não ser verdadeiramente um cristão significa ser Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  47. 47. 47 um escravo de Satanás. Aí surgirá uma outra grande barreira: Os diferentes usos e costumes praticados em cada denominação evangélica; como saber qual está certa e qual está errada? A res- posta é muito simples: basta procurar conhecer a Palavra de Deus! Pois Jesus é o único que está certo! Nós é que temos dife- rentes maneiras de interpretá-lo e de adorá-lo. O certo é sim- plesmente procurar uma igreja aonde você se sinta bem e, prin- cipalmente, que sinta a presença de Deus. Pois ser crente não é vestir uma roupa social, ouvir música lenta, só conversar com quem fala de Jesus, condenar a todos que não professem a mes- ma fé, não poder falar abertamente de temas que os religiosos tradicionalistas transformaram em tabu, não aceitar um pedido de namoro se não houver antes uma proposta de casamento e ter que seguir uma série de rituais ditados por homens e não por Deus - pois não estão na Bíblia -, os quais, os próprios ditadores, apesar de estarem pregando realmente o Evangelho, muitas ve- zes não os conseguem cumprir (Mt 23:1-4). Pois o jugo de Cristo é suave e o seu fardo é leve (Mt 11: 28-3071 72 ). 71 Jugo: Peça de madeira que se prende com correias ao pescoço de animais de carga, para que assim possam puxar uma carroça ou um arado (Nm 19:2; 1º Sm 6:7). Em sentido figurado: domínio, opressão (Gn 27:40; Jr 28:2; Gl 5:1); sofrimento (Lm 3:27); obediência (Mt 11:29-30); aliança (2ª Co 6:14); trabalho (Fp 4:3). 72 Fardo: Carga volumosa e pesada. Figuradamente: pecados (Sl 38:4); problemas e preocupações (Sl 68:19); deveres (Mt 23:4; 11:30); a responsabilidade de cada um pela sua própria maneira de agir (Gl 6:5). Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  48. 48. 48 Obviamente, o que não se deve é cometer exageros como, por exemplo: usar roupas sensuais, porque nosso corpo pertence ao Senhor (1ª Co 6:13b); ouvir músicas mundanas de conteúdo pro- fano73 (1ª Tm 4:1,274 75 ) - sem ignorar, é claro, o fato de que todos os estilos possam ser usados para Adorar a Deus - (Fp 4:8); se deixar influenciar negativamente por ninguém pratican- do atos errados só por fazer parte da galera (Pr 1:10-1976 77 78 79 ); manter o costume de utilizar palavras de conteúdo impróprio e participar de conversações maliciosas e pecaminosas (1ª Co 15:33); praticar o famigerado e nojento ato de "ficar" ao invés de pedir a Deus que prepare um namoro honrado e decente (Sl 25:5); e não encarar os Cultos na igreja como meros e entedian- tes encontros sociais (Sl 122:1), pois Ele é digno de todo louvor e da toda adoração (Sl 135:1-480 81 ). 73 Profano: Que não é sagrado ou devotado a fins sagrados. Não consagra- do. Estranho à religião; que não trata de religião: História profana; literatura profa- na. Estranho ou contrário à religião cristã. Contrário ao respeito devido à religião. 74 Expressamente: Claramente. Com palavras expressas (explícito, determinante). 75 Apostatar: Cometer apostasia. Abandonar a fé. 76 Blandícia: Blandície. Afago, carinho, brandura. Palavras doces e convincentes. 77 Cobiça: Forte desejo de conseguir alguma coisa. Ânsia ou ambição de honras ou riquezas. Avidez. Concupiscência. 78 Vereda: Caminho estreito; atalho, senda. 79 Espreitar: Espionar; vigiar às escondidas (Sl 37:32). 80 Átrio: Pátio descoberto e cercado de alpendres (coberturas apoiadas em grandes colunas) (Sl 65:4; Jr 38:6). 81 Peculiar: Que diz respeito a pecúlio. Especial, privativo, próprio de uma pessoa ou coisa. Característica única. Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  49. 49. 49 Tudo isso que foi colocado aqui serve para todos os crentes de um modo geral. Porém, como estamos falando de jovens, sabe- mos que há uma dificuldade a mais, pois eles estão vivendo a dura fase das grandes descobertas as quais os deixa muito vulne- ráveis aos malignos ataques do inimigo. No entanto, sabemos que aquele que tem sua vida guardada em Cristo está grande- mente fortalecido e apto para vencer qualquer batalha assim co- mo Davi, José82 , Daniel83 e muitos outros que fizeram e fazem o nome de Deus ser honrado entre os pecadores (1ª Jo 2:14). 82 José: A Bíblia cita a existência de três homens com esse nome: 1) Filho de Jacó e Raquel (Gn 30:22-24). Foi vendido ao Egito pelos irmãos (Gn cap. 37), onde, após uma série de dificuldades, tornou-se ministro de Faraó (Gn caps. 39-41). Salvou os próprios irmãos e seu pai da fome, trazendo-os para Gósen, no Egito Gn 42-47. Morreu com 110 anos, e seus ossos foram levados a Siquém (Js 24:32). 2) Marido de Maria, mãe de Jesus, e descendente de Davi (Mt 1:16-2:23). Era carpinteiro (Mt 13:55). 3) Homem rico de Arimatéia, membro do sinédrio e discípulo de Jesus. Ele cedeu seu túmulo para o sepultamento de Jesus (Mt 27:57-60). 83 Daniel: Significa "Deus É Juiz". Profeta de Judá. Foi levado para o cativeiro na Babilônia por volta do ano 600aC., onde ocupou alta posição no governo (Dn 1:2,6; 2:48). Autor de um livro do Antigo Testamento que leva o seu nome. Jovem Cristão: Ser ou Não Ser? Eis a Questão! Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  50. 50. 50 11 A Importância da Teologia Alguns ignoram a importância do estudo da Bíblia e dizem que é só orar para Deus nos usar; mas a própria Palavra de Deus diz que para não sermos vítimas de falsos ensinamentos, além de crescer na graça, devemos crescer também no conhecimento (2ª Pe 3:17,18). De fato, o Espírito Santo nos lembrará todas as coi- sas, mas como nos lembraremos daquilo que não conhecemos? Sei que os irmãos que não possuem muito estudo são bastante usados por Deus, mas, muitas vezes, eles se empolgam e pregam algumas heresias84 dizendo que estão na Bíblia e que Deus man- da dizer, sendo até arrogantes em suas palavras. Quem ama ao seu Salvador e gosta de evangelizar, precisa se aprofundar mais no conhecimento das Sagradas Escrituras (1ª Tm 3:14-17). Tenho notado com uma certa tristeza que a preocupação com o conteúdo da Palavra tem sido deixado de lado por muitos dos atuais obreiros - no caso, com conhecimento teológico85 -, os 84 Heresia: Doutrina que se opõe aos dogmas da Igreja. Absurdo, contrassenso, disparate. Ato ou palavra ofensiva à religião. 85 Teologia: Estudo sobre Deus. Do grego θεóς,: theos = "divindade" + λóγος, logos = "palavra", por extensão, "estudo"; no sentido literal, é o estudo sobre deuses. Po- rém, partindo do princípio da definição hegeliana do termo "Teologia", a teologia é o estudo das manifestações sociais de grupos em relação às divindades. Como toda área do conhecimento, possui então objetos de estudo definidos.
  51. 51. 51 quais têm se empenhado mais é em se autopromoverem usando o nome de Deus, conseguindo assim encher suas igrejas sem se importarem com os escândalos que estão trazendo para o Evan- gelho (Lc 17:1). E isso tem feito também com que muitos de nossos irmãos, sem muita sabedoria, venham a censurar o estudo da Palavra dizendo que esses maus obreiros se corromperam de- vido ao seu conhecimento teológico. Isso é uma terrível mentira do cão!!! O estudo e o conhecimento da Palavra não podem cor- romper o verdadeiro crente, pois a Bíblia nunca fez mal a nin- guém, muito pelo contrário: ela é a verdadeira fonte da vida, pois são as Sagradas Escrituras que nos aproximam de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo! A Teologia nada mais é do que um estudo organizado e detalhado sobre a pessoa Deus e o seu propósito com a humanidade, quem ignora isso está pecando e é isso que o Diabo quer: que rejeitemos o conhecimento, nos tornando assim cada vez mais vulneráveis aos seus cruéis, covardes e malignos ataques. Se alguns fazem mal uso de seu conhecimento teológi- co, um dia vão prestar contas disso diante de Deus (Mt 12:34- 3786 )! Há ainda aqueles que não se preocupam com o profundo ensinamento da Palavra por julgarem isso desnecessário para a ação do Espírito Santo, e assim controlam grandes instituições ministeriais nas quais seus seguidores não sabem e nem praticam 86 Ocioso: Quem ou o que está na ociosidade; que não tem que fazer; que não trabalha. Desempregado, vadio. Mandrião, preguiçoso. Em que há ócio; próprio do ócio. Improdutivo. A Importância da Teologia Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  52. 52. 52 retamente os mandamentos divinos e pensam estar seguindo o caminho certo. Estes tais líderes religiosos não têm noção do mal que estão fazendo aos que seguem seus ensinamentos e até mes- mo a eles próprios (Mt 23:13). Muitos “crentes” ainda têm a pecaminosa arrogância de dizer que não precisam de ensinamento bíblico e tampouco de Escola Dominical. Porém, devemos entender que estudar a Bíblia não é pra qualquer um: essa é uma virtude especial e particular daque- les que têm humildade suficiente para admitir que não sabem tudo e que precisam aprender cada vez mais para andarem no caminho certo (Sl 119:105). Como verdadeiros crentes devemos ser incansáveis defensores da Verdade e o nosso coração deve estar sempre aplicado em cumprir a vontade do Pai. E como a cumpriremos se não a co- nhecermos? Não há como cumprir uma lei governamental, se essa lei não for devidamente publicada e divulgada nos meios de comunicação do país. Assim é a Palavra de Deus: se não a ler- mos meditando nela profundamente analisando os seus mais complexos detalhes, poderemos estar servindo a Deus em vão, não conhecendo os seus mais íntimos propósitos para a nossa vida (Fp 2:14-1687 88 ). 87 Murmuração: Ato de murmurar. Censurar ou reclamar. 88 Contenda: Briga. Confusão; desentendimento. A Importância da Teologia Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  53. 53. 53 O crente não precisa ser um teólogo, mas deve ter um bom conhecimento bíblico. Pois aquilo que dizemos a um pecador ou a um novo convertido, muitas vezes, ele recebe como absoluta verdade e, em sua mente, essa será a imagem que ele terá da igreja e do próprio Deus. Portanto, nos apliquemos com mais dedicação em aprender a Palavra e tenhamos cuidado com o que falamos (Mt 22:29)! POR QUE PRECISA- MOS ESTUDAR A BÍ- BLIA SE A REVELA- ÇÃO DA PALAVRA VEM DE DEUS? A Importância da Teologia Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  54. 54. 54 12 Como Usar a Informática a Favor do Evangelho? Se o mundo está cada vez mais avançado, por que a Obra de Deus tem que parar no tempo? Muitos crentes apedrejam a in- formática como se ela fosse uma terrível bruxa que devesse ser queimada, ignorando o quanto ela é útil para nós. Por exemplo: Em se tratando de Missões, ela é o melhor meio de comunicação e evangelismo, através dela inúmeras almas têm sido alcançadas no mundo inteiro. E a Palavra nos ensina que devemos usar to- dos os meios (1ª Co 9:19-23)! Pessoas extremamente conserva- doras chegam a ter a ingenuidade de dizer que ter uma Bíblia no computador é heresia. Dói no fundo da alma quando escuto uma discrepância dessa. Certamente, eles ainda não pararam para pensar que as Bíblias impressas que eles usam são produzidas com tecnologias totalmente informatizadas; se eles acham que isso é errado, por que não voltam a usar os rolos de papiro89 e de 89 Papiro: Planta de haste longa, encontrada nas margens de rios e de lagoas e nos alagadiços. Era usada para fazer esteiras, cestos, sandálias e barcos (Is 18:2). Anti- gamente, era usada para fabricar o material sobre o qual se escrevia. O papiro era parecido com o papel grosso de hoje. Foi usado inicialmente no Egito, mas depois passou para a Palestina e para outras regiões. Muitos livros da Bíblia foram escritos em papiro. Os livros de papiro, como os de pergaminho, tinham a forma de rolo (Sl
  55. 55. 55 pergaminho90 ? Não se deixe inibir pelos desinformados conser- vadores tradicionalistas, pois Deus não impôs nenhum tipo de regra em relação a maneira como Ele deve nos usar, a única con- dição que Ele requer de nós é a santificação (Rm 6:18,19). Pode ter a absoluta certeza de que se os profetas e os apóstolos da Bíblia estivessem na terra hoje, eles usariam a Internet, ou será que não? Certamente os discípulos se comunicariam por mensagens através do Facebook quando foram espalhados de- pois da crucificação de Cristo; com toda certeza, o apóstolo Pau- lo conversaria com os seus cooperadores pelos mais diversos messengers existentes na rede para saber como estava o anda- mento da Obra nas igrejas por onde ele tinha passado; e, sem dúvida nenhuma, a mesma coisa já teriam feito antes os patriar- cas, os reis, os sacerdotes e os profetas que tinham que viajar quilômetros ou aguardar dias pela chegada de um mensageiro. Você acha que estas minhas afirmações são uma terrível heresia? Então prove!!! Mas prove dentro da Bíblia, ok? Temos que aproveitar tudo e que está ao nosso alcance para pregar e traba- lhar em prol do Evangelho do Reino (2ª Tm 2:23-26)! 40:7; 2ª Tm 4:13). O livro com páginas, o códice, foi inventado no segundo século dC. 90 Pergaminho: Material folheado, feito de peles de animais, sobre o qual se escre- via. Começou a ser usado em torno de 200 aC. na cidade de Pérgamo e por isso tem esse nome. Os livros de pergaminho, como os de papiro, tinham a forma de rolo (Is 34:4; 2ª Tm 4:13). O livro com páginas, o códice, foi inventado no segundo século dC. Como Usar a Informática a Favor do Evangelho? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  56. 56. 56 Levando em consideração o crescimento da "população virtu- al" e as dificuldades para se conversar com as pessoas cara a cara devido às correrias do dia-a-dia, e ainda as dificuldades financei- ras para enviar e manter missionários, cheguei à seguinte conclu- são: o avanço tecnológico não é nosso inimigo, e sim um dos maiores aliados da atualidade para evangelizar uma grande parte da população. Você já parou pra pensar em quanto tempo você gasta trabalhando ou se divertindo com seus aparelhos eletrôni- cos? Você não acha que Deus se agradaria mais de suas atitudes se parte desse tempo fosse usado para divulgar a Palavra? Pode parecer um pouco difícil fazer isso porque sempre nos preocu- pamos com a aceitação das pessoas, mas, na verdade, não precisa muito, basta apenas algumas sutis atitudes bem simples, como por exemplo: O teu perfil nas redes sociais, como também as fotos, os vídeos e as mensagens; use-os para se apresentar como um servo de Deus. Lembre-se que ali várias pessoas estão te ob- servando e mesmo que você não pregue para elas, com o teu modo de agir, já as evangelizou. Crie slides no Power Point, montagens no Photoshop, folhetos virtuais no Corel Draw, ani- mações em Flash, ou utilize qualquer outro aplicativo para elabo- rar mensagens que falem de Jesus, converta-as em formatos compatíveis também com os aplicativos usados nos celulares e nos tablets, mande por e-mails, faça uploads no Youtube, monte e participe de comunidades evangélicas, crie um blog, acorde os amigos com versículos no celular... Vale tudo! Use a imagina- ção! Deixa Deus te usar com as ferramentas que Ele te deu! Pode Como Usar a Informática a Favor do Evangelho? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  57. 57. 57 ter a certeza de que os seus trabalhos serão bem mais abençoa- dos! A rede deve ser lançada aonde os peixes estão! E, no nosso caso, a rede mundial pode apanhar muitos peixes! ç ... Como Usar a Informática a Favor do Evangelho? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  58. 58. 58 13 Quando o Pastor Pensa que o Cajado é Chicote É muito comum, em alguns lugares, ouvir um Pastor dizer: "Deus me deu o cajado91 ! Ele me colocou aqui para exortar os rebeldes e disciplinar os pecadores!"; e falam isso açoitando a igreja dizendo-se cheios de autoridade espiritual. Tais revela- ções, que quase sempre o colocam em posição de juiz e carrasco, são de origens bastante questionáveis, pois parece que ele nunca está errado; porém, a questão aqui não é a autenticidade de seu direito de liderar - até mesmo porque, biblicamente, o pastor é um homem de Deus e foi chamado para apascentar o rebanho -, mas sim a sua capacidade de entender o que significa ter o caja- do em suas mãos. Observe bem um detalhe muito interessante: se o cajado fosse para bater, o salmista Davi, no Salmo 23:4, não teria falado: "A tua vara92 e o teu cajado me consolam". Ele era um pastor de ovelhas e sabia muito bem para que servem esses dois ins- 91 Cajado: Bordão de pastor; tem a ponta superior arqueada (Sl 23:4). 92 Vara: Ramo, broto. Galho (Ez 7:10; Jo 15:2). Galho cortado de uma árvore ou arbusto e usado como símbolo de meio de destruição (Sl 2:9) ou de castigo (Pr 22:15). Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  59. 59. 59 trumentos. O cajado tem uma extremidade arqueada, a qual serve para puxar a ovelha de volta, caso ela se afaste do rebanho; e a vara, por sua vez, é usada para orientá-las durante a caminhada e também, caso seja necessário, para o próprio pastor se defender de ataques de animais selvagens. Esses dois instrumentos de trabalho jamais podem ser usados com o objetivo de agredir o rebanho, muito pelo contrário: eles servem para orientá-lo e protegê-lo. Resumindo, são apenas ferramen- tas que ele tem que usar para apascentá-lo. Apascentar significa cuidar; e esse cuidado consiste em alimentar, guiar, proteger, curar feridas, matar a sede e, até mesmo, amar; pois quem não ama o que faz, acaba fazendo o seu trabalho relaxadamente (Jr 48:10). Analisando mais deta- lhadamente a situação, percebemos que é o pastor que serve a ovelha e, além do mais, ele está a serviço de seu Dono, o qual vai requerer de suas mãos cada uma das que colocou sob sua responsabilidade, e vai querê-las intactas, gordas, peludas e sau- dáveis. O pastor não podia apascentar-se a si mesmo; ele apenas se alimentava da porção permitida pelo seu senhor, mas, de ma- neira alguma, poderia matar algumas ovelhas para comer de sua carne ou, pelo menos, tosquiá-las para se aquecer com sua lã. Hoje, em muitas igrejas, a expressão "o Senhor é o meu pas- tor" pode ser entendida, de uma forma praticamente literal, como "o pastor é o meu senhor". Obviamente, o pastor é sim uma au- Quando o Pastor Pensa que o Cajado é Chicote Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  60. 60. 60 toridade e os membros devem obedecê-lo (Hb 13:1793 ), mas, o que muitos deles não sabem - ou fingem não saber -, é que a Igreja pertence ao Senhor e que ninguém tem o direito de agir como se tivesse domínio sobre ela (Cl 2:18). Desde o Antigo Testamento - como, por exemplo, no capítulo 34 do livro de Ezequiel94 -, Jeová vem alertando contra aqueles que exploram o seu povo em seu próprio benefício e, no Novo Testamento, con- tinuou alertando contra o perigo que representavam os falsos mestres (2ª Co 11:13-15; Fp 3:295 ); será que no presente século a situação está diferente (Mt 24:11,12)? É claro que muitos dos pastores que agem com autoritarismo excessivo são sinceros e acreditam estar fazendo a vontade de Deus; porém, o seu erro está em se posicionarem contra a busca do conhecimento (Jo 5:39; Mt 22:29), não estudando e desesti- mulando aqueles que querem estudar a Palavra de Deus. Se estes respeitáveis senhores - os quais se vangloriam de suas grandio- sas experiências espirituais -, tivessem mais humildade do que aparência de simplicidade, e se pusessem a buscar o conheci- 93 Velar: Ter cuidado; dispensar atenção. 94 Ezequiel: Significa "Deus É Fortaleza". Profeta e sacerdote que viveu no tempo de Jeremias. Nos seus dias, em 586 aC., a cidade de Jerusalém foi tomada pelos babi- lônios, e ele foi levado para o cativeiro (Ez 1:3; 3:15). Escreveu um dos livros do Antigo Testamento, o qual leva o seu nome. 95 Cães: Expressão usada em Filipenses 3:2 e em Apocalipse 22:15 para definir pes- soas imundas, impuras. Esse era um termo pejorativo usado pelos judeus, referin- do-se aos gentios. De acordo com a lei cerimonial, o cão era um animal imundo. Ser chamado de cão era uma ofensa muito grande. Devido a sua imundície, Satanás é popularmente chamado de cão. Quando o Pastor Pensa que o Cajado é Chicote Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  61. 61. 61 mento, saberiam que exortar significa aconselhar, animar e enco- rajar, e não reprovar, humilhar e rebaixar, como eles pensam; e saberiam também que disciplinar não significa simplesmente castigar, mas sim ensinar; e, para completar, saberiam ainda que autoridade não é sinônimo de braveza, cara feia, voz alta e dedo na cara - pois o nome disso é arrogância -; ter autoridade de ver- dade - principalmente espiritual - é, acima de tudo, ter respeito; e respeito não se impõe, se conquista. Usar o cajado exige habilidade e sabedoria, porque um erro do pastor pode machucar seriamente uma ovelha e até levá-la à morte, pois ela é sensível e precisa de cuidados especiais (Rm 15:1; 1ª Co 3:1,296 ). É bom também lembrar que pastor não é apenas aquele que dirige uma igreja, mas sim todo aquele que tem alguma responsabilidade em suas mãos: você é um pastor no cargo que exerce e também dentro de sua casa. Agora reflita: em que situação estão as ovelhas que você cuida? Uma ovelha co- nhece a voz do seu pastor, sente o seu cheiro, espera que ele lhe dê água e comida, se sente protegida com a sua presença e o se- gue porque acredita que ele a está levando para um lugar seguro, ou seja: ela confia nele. Deixa eu repetir a pergunta: em que situ- ação estão as ovelhas que você cuida (2ª Co 12:15)? Confundir cajado com chicote é um verdadeiro crime espiritual! 96 Manjar: Alimento sólido (1ª Co 3:2). Iguaria (Pr 23:3). Cereal (Lv 2:1). Quando o Pastor Pensa que o Cajado é Chicote Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  62. 62. 62 14 Pregadores ou Predadores? Em Mateus 7:15 Jesus fala claramente: "Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores". Será que essa profecia era só para aquele tempo? O que vemos nos dias atuais são homens sem fidelidade à verdadeira Palavra de Deus, que estão mais preocupados mesmo é em ganhar fama e dinheiro. Muitas igrejas se transformaram num grande centro de marketing aonde são divulgados CD’s, DVD’s, livros e vários outros artigos - o que não é errado desde que o principal propósito seja exaltar a Cris- to -, ou seja: o "evangelho", para alguns, virou um grande meio de se ganhar dinheiro e, pra completar, esses tais "pregadores" só aceitam um convite se nos propusermos a pagar o valor que eles pedem e aceitarmos suas condições de "trabalho": hotel de luxo, carro, comida boa, um grande público, som potente e várias ou- tras coisinhas mais (Mt 21:1397 ); Mas até aí, ainda é "tolerável", afinal, desde que preguem a Palavra de Deus... Então, vejamos agora o conteúdo das mensagens da maioria deles: "Determine a sua bênção!"; "Olhe para o irmão que está do seu lado e profetize vitória na vida dele!", "Abençoe meu mi- 97 Covil: Cova de feras (Sl 104:22; Mt 8.20). Abrigo de ladrões e salteadores (Mc 11:17).
  63. 63. 63 nistério para também ser abençoado!"; "Olha o anjo aí, pegue a sua chave!", "Dê glórias a Deus bem alto, porque crente que não faz barulho tem defeito de fabricação!". Diante disso tudo, só pergunto uma coisa: cadê o Evangelho de arrependimento? Não estou falando de tradição e usos e costumes não! Estou per- guntando aonde está a mensagem da cruz; parece que ela ficou meio fora de moda, não é mesmo (At 20:29)? Dizer que é missionário é fácil, o difícil é fazer Missão (Lc 10:3)! Já que entrei nesse assunto, o que significa mesmo fazer Missão? Em Mateus 10:7-1098 99 100 , Jesus nos dá uma pequena dica sobre esse assunto, a qual podemos resumir em quatro pon- tos principais: Primeiro: Anunciar a chegada do Reino de Deus. Prestem bem atenção que Ele disse "Reino de Deus" e não "reino da prosperidade". Isso significa pregar a Palavra da salvação; Segundo: Usar os seus dons, inclusive os de cura e libertação. Isso significa se por aos pés do Senhor e deixar que Ele te use segundo a vontade dEle; Terceiro: Não cobrar por isso, porque se recebemos de graça, de graça também devemos dar. Isso sig- nifica que o que eu tenho não me pertence e que quem me deu, simplesmente confiou isso em minhas mãos para que eu reparta 98 Alforge: Em árabe: al-Hurj. Bissaco (dois sacos) de couro, com abertura entre os dois compartimentos, pela qual se coloca no arreio, na sela ou nos ombros. 99 Túnica: Peça de roupa, parecida com uma camisola, que os judeus usavam por cima da pele e por baixo da capa (Jo 19:23). 100 Bordão: Pau grosso de arrimo (encosto); cajado (Is 36:6; Hb 11:21). Pregadores ou Predadores? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  64. 64. 64 com os necessitados; Quarto: Não se apegar às coisas materiais, porque o trabalhador é digno de seu alimento. Isso significa que se realmente foi Ele quem te chamou, Ele vai te suprir. E só mais um detalhezinho interessante é que a Palavra diz claramente "alimento", e não menciona nada sobre cachês, carros, hotéis, roupas caras e outras coisinhas mais. E então? Você ainda quer fazer Missão? Mas, pra falar a verdade, esse negócio de Missão também an- da meio fora de moda, pois o negócio agora é ser apóstolo, bis- po, profeta e há quem se arrisque até na carreira de patriarca, o que não está errado porque, afinal de contas, ele está mesmo fundando - pra não dizer "afundando" - uma nova geração: uma geração que elege seus líderes segundo a sua própria concupis- cência porque não quer continuar "presa" às doutrinas pregadas por aqueles que ensinam o autêntico Evangelho, que é aquele antigo que Jesus ensinou há dois mil anos atrás e que "não serve mais" para os dias de hoje, e causam comichões nos seus ouvidi- nhos, incomodam demais; alguns deles acreditam que viver a sã doutrina é viver regras facilitadoras que preguem algo saudável para o seu ego, e que agrade os ouvintes. Antes de me bater ou de “orar” me amaldiçoando - digo isso porque também existem alguns "crentes" feiticeiros -, por favor, leia 2ª Timóteo 4:3101 e reflita que tipo de pregador você é, ou que tipo de pregador você prefere ouvir: aquele que enfrenta tudo para pregar a verdade, ou 101 Comichão: Coceira (2ª Tm 4:3). Pregadores ou Predadores? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  65. 65. 65 aquele que mostra um lindo mundo de fantasia ao seu público com a ilusão de satisfazer seus interesses pessoais? Saiba que esses verdadeiros predadores de almas têm um lugar bem quen- tinho lá em baixo esperando por eles (Mt 7:15-23102 )... caso não se arrependam, é claro! 102 Abrolho: Espinho (Mt 7:16). Pregadores ou Predadores? Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  66. 66. 66 15 Carta ao Pregador Caro amigo pregador, perdoe pelo atrevimento da minha sin- ceridade, mas sou apenas mais um ouvinte da Palavra de Deus que não aguenta mais presenciar tantas baboseiras nos púlpitos. Não quero ser irônico, mas as vezes não dá para evitar, porque tenho notado que na desesperada tentativa de agradar ao público, você têm deixado de agradar a Deus. Sei que a situação não está muito fácil, mas isso não te dá razão para achar que tem o direito de transformar a pregação do Evangelho num meio de vida, pois ela é, na verdade, um meio de ganhar vidas. Jesus nos ensinou a orar colocando a vontade de Deus em primeiro lugar, mas, mui- tas vezes, você têm se colocado no lugar dEle priorizando suas próprias vontades e ensinando às pessoas que elas podem conse- guir tudo determinando o que querem e fazendo sacrifícios fi- nanceiros. Sei também que você não é mal intencionado, mas, mesmo sem perceber, tem causado grandes estragos na mente de pessoas acomodadas que não se preocupam em examinar as Es- crituras, pois para elas é mais cômodo acreditar nas tuas pala- vras. Não pretendo ser implicante, apenas levo as coisas espiritu- ais muito a sério, pois não quero ser reprovado naquele grande Último Dia, e acho que você também não, e por isso deveria ter a
  67. 67. 67 mesma preocupação. Pensando nisso, resolvi te ajudar preparan- do dez dicas de como deve agir um bom pregador: 1. Não estipule o preço do “cachê”, pois se o seu chamado é mesmo de Deus, Ele confirmará tocando no coração do pastor para te dar uma oferta. 2. Quando sair para pregar, se não puder levar sua esposa, pelo menos diga que ela existe e não se esqueça da alian- ça. 3. Depois que for feita a oração para você pregar, tenha a sensatez de não orar novamente, pois isso é antiético (fal- ta de educação mesmo). 4. Não precisa mandar a igreja dar glória a Deus, pois se vo- cê tiver mesmo unção, o povo vai glorificar sem precisar receber ordens para isso. 5. Antes de querer agitar o público com aquela velha técnica de descontração que consiste em mandar olhar para o ir- mão do lado e dizer algo ou abraçá-lo, lembre-se que ge- ralmente homens e mulheres se sentam juntos e isso pode não pegar muito bem. 6. Quando ler um texto bíblico, procure continuar o sermão dentro do seu contexto, porque senão alguém pode até pensar que você nem leu a Bíblia por esses dias e que não tem conhecimento; ia ficar chato se isso acontecesse, né? 7. Em vez de usar o termo “eu profetizo” e também ficar mandando a igreja profetizar, se coloque em oração para Carta ao Pregador Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  68. 68. 68 que o Senhor te use através da Palavra e também, se for o caso, com o dom de profecia; e lembre-se que profecia nem sempre é bênção, mas ela também é usada para cor- rigir. 8. Tenha a bondade de dar uma olhadinha no relógio de vez em quando, pois se pra você não há nenhum problema em terminar o culto tarde, não se esqueça que existem pesso- as que se levantam cedo para trabalhar, mulheres que têm esposo não-crente, jovens que ainda revisam seus estudos antes de irem dormir, pessoas doentes ou com necessida- des especiais que não podem ficar muito tempo sentadas, irmãos que moram longe e alguns que pegam ônibus. 9. Se você gosta de dar um clima no final da mensagem com um louvor, procure chamar sua própria esposa ou alguém que você conheça; e também nunca elogie mulher dos ou- tros, porque de repente existem alguns maridos ciumentos e você não gostaria de ser mal interpretado, né? 10.Se você costuma vender objetos no final do culto para ajudar seu ministério, tudo bem; só tenha a dignidade de não vender CD’s ou DVD's piratas, porque além de isso ser muito feio também é pecado e é crime. E, de bônus, antes de terminar, ainda vou te dar mais cinco dicas relacionadas ao conteúdo das mensagens. Nunca se esque- ça que: Carta ao Pregador Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  69. 69. 69 1. Não houve nenhuma festa no inferno quando Jesus foi crucificado; 2. Estamos na época da Graça103 e não da Lei104 , por isso os sacrifícios do Antigo Testamento não têm mais validade; 3. Não é nenhum pecado pregar contra o pecado; 4. Quem tem promessa, se desobedecer a Deus, morre sim; 5. As promessas de bênçãos contidas na Bíblia não são para todos os que estão te ouvindo, mas somente para aqueles que obedecem verdadeiramente a Palavra. 103 Graça: Favor imerecido ou não merecido. O vocábulo Graça provém do latim gratia, que deriva de gratus (grato, agradecido) e que em sua primeira acepção designa a qualidade ou conjunto de qualidades que fazem agradável a pessoa que as têm. Teologicamente, refere-se ao período que se iniciou com a morte de Cristo na cruz, o qual pôs fim às rígidas imposições da Lei mosaica, colocando em vigor o Novo Testamento. 104 Lei: É um termo usado com frequência na Bíblia; para definir um código de leis formado por mandamentos, ordens e proibições. Segundo as Escrituras hebraicas, a Lei foi dada por Deus através do profeta Moisés, tendo sido os Dez Mandamentos escritos em tábuas de pedra pelo próprio dedo de Deus no monte Sinai, a tábua dos dez mandamentos. pode ser resumida nos Dez Mandamentos, que em língua hebraica são chamados simplesmente de "As Dez Palavras" ou "Os Dez Ditos". Os Dez Mandamentos regulamentam a relação do ser humano com Deus e com seu próximo. Para fins didáticos, o Código Mosaico pode ser dividido em Leis Morais, Leis Civis e Leis Religiosas (Leis Cerimoniais). As leis cerimoniais, regulavam o minis- tério no santuário do Tabernáculo e, posteriormente, no Templo. Elas tratavam também da vida e do serviço dos sacerdotes e encontram-se descritas especial- mente no Livro chamado Levítico. Carta ao Pregador Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui
  70. 70. 70 Se não concorda comigo, não vá perder a paz e a comunhão por causa disso. Simplesmente ore e leia a Bíblia que o próprio Espírito Santo te orientará mostrando se minha indignação e pre- ocupação em relação a sua conduta são razoáveis ou não. E, se mesmo assim, não estiver convencido, faça um “teste de espiri- tualidade”: tente orar por minha vida e me amar e não me tenha como inimigo; se o resultado de alguns fatores desse autoexame for negativo, isso indica que eu estou certo sim e que os seus conceitos sobre cristianismo precisam ser revistos, afinal, nossa luta não é contra a carne e nem contra o sangue. PS: Um forte abraço! Te amo em Cristo Jesus! Ass.: Alguém que só quer ouvir a Palavra pura e simples como ela é Carta ao Pregador Biblicamente Falando: Tem Alguma Coisa Errada Aqui

×