TREINAMENTOS MOTIVACIONAISContratar um palestrante para realização de palestra ou treinamento incompany parece ser uma tar...
PLANEJAMENTO FINANCEIROPlanejar é uma das tarefas mais importantes em nossa vida. Saber qualprofissão escolher, onde passa...
É necessário porque (1) faz com que sejam estabelecidas as metas daempresa para motivar a organização e gerar marcos de re...
O fluxo de caixa possibilita ao gestor programar e acompanhar as entradas(recebimentos) e as saídas (pagamentos) de recurs...
A gestão financeira, para ser eficaz, precisa estar sustentada e orientada porum planejamento de suas disponibilidades. Pa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Treinamentos motivacionais e planejamento financeiro

4.278 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Treinamentos motivacionais e planejamento financeiro

  1. 1. TREINAMENTOS MOTIVACIONAISContratar um palestrante para realização de palestra ou treinamento incompany parece ser uma tarefa fácil se não considerarmos os resultados desteserviço para a organização contratante.Palestras e treinamentos in company devem ser visualizados como uma dasferramentas para o desenvolvimento de competências individuais, que numavisão conjunta e macro deve contribuir para a formação da “competênciaorganizacional”. Este fato toma proporções maiores ao considerarmos umambiente de mudanças e extrema competitividade no mundo dos negócios,visto que podem influenciar os objetivos para a melhoria contínua de umaorganização, incluindo o desempenho de seu pessoal. Este cenário exige queas organizações analisem suas necessidades relacionadas às competências.O termo Competência refere-se a aplicação do conhecimento, habilidades ecomportamento no desempenho. Sobre este aspecto o Treinamento deve serum processo para desenvolver e prover conhecimento, habilidades ecomportamentos para atender requisitos.Um processo de treinamento planejado e sistemático pode dar uma importantecontribuição para auxiliar uma organização a melhorar suas capacidades epara alcançar seus objetivos organizacionais.O treinamento assume uma importância estratégica para a organização, pois éo capital humano o grande responsável pela implementação e alcance dosobjetivos organizacionais. Sobre este ponto de vista, aInternationalStandardizationOrganization (ISO), desenvolveu em 1999 a NormaISO 10015: Gestão da qualidade – Diretrizes para treinamento, a qual orientaque o treinamento deve ser planejado e desenvolvido para atingir, entre outros,os seguintes resultados estratégicos: aumentar a produtividade, as vendas, olucro, o retorno do investimento, reduzir custos, desperdícios, acidentes,rotatividade do pessoal, e melhorar continuamente a Gestão da Qualidade. AB&R Consultoria possui vários palestrantes com mais de 80 cursos, muitodeles realizados in Company. Av. Visconde de Albuquerque, 603 - Madalena - Recife - PE CEP: 50610-090 Fone: (81) 3227-1699 | www.berconsultoria.com.br
  2. 2. PLANEJAMENTO FINANCEIROPlanejar é uma das tarefas mais importantes em nossa vida. Saber qualprofissão escolher, onde passar as férias, o que fazer no final de semana,quanto pagar por um vestido, qual restaurante jantar... o sucesso ou fracassode cada ação na vida é fundamentalmente baseado em planejamento, nãomuito diferente, no mundo corporativo, as empresas num ambienteextremamente competitivo onde é preciso apresentar respostas rápidas àsdemandas do mercado, com preços competitivos e qualidade certificada. Numcontexto tão turbulento como o do século XXI, em que o mercado se encontranuma situação que PETERS (1987) classificou como caótica, dado o nível decompetição entre as empresas, a visão proativa do executivo que planeja osrumos de sua empresa se torna uma questão fundamental. Afinal, a falta dedirecionamento claro pode induzir a organização a trilhar caminhos obscuros edanosos, colocando-a em grandes dificuldades, ou até mesmo lavá-la àfalência, fato que impulsionam as empresas cada dia mais a elevação de seusníveis de profissionalismo e produtividade, colocando os gestoresincansavelmente a procura de alternativas para superar os desafiosencontrados dia a dia.O planejamento se faz necessário em todas as atividades da empresa, masprincipalmente nas atividades da área financeira, uma gestão financeira eficaztornou-se atualmente um fator crítico de sucesso. Inicialmente é precisoentender o que significa gestão, para permitir o seu correto emprego nocontexto do planejamento. O termo Gestão deriva do latim gestone, quesignifica gerir, gerencia, administração. Para Perez Junior, Pestana e Franco(1995, p. 12): “Administrar é planejar, organizar, dirigir e controlar recursos,visando atingir determinado objetivo.HALLORAN (1994, p. 22), sobre o planejamento financeiro, presume a suaelaboração e resume: “embora as projeções financeiras sejam apenas umaestimativa, elas tornam-se mais concretas à medida que você colhe um numeromaior de informações”. Tal estimativa, segundo ZDANOWICZ (1998, p. 22),leva a projeção financeira ser procedida de atitudes dentro da empresa:Projeção para o futuro – a apresentação do orçamento determinará as novascondições de trabalho como as estimativas: das vendas, dos custos deaquisições de matéria prima, das contratações de mão de obra, dos demaiscustos indiretos de fabricação e das despesas operacionais da empresa. Destaforma, a projeção para o devera especificar o quanto e quando as atividadesdeverão concretizar-se, considerando, em parte, o presente para projetar ofuturo [...]. ROSS et al. (1995:522) afirmam: “O planejamento financeirodetermina as diretrizes de mudança numa empresa. Av. Visconde de Albuquerque, 603 - Madalena - Recife - PE CEP: 50610-090 Fone: (81) 3227-1699 | www.berconsultoria.com.br
  3. 3. É necessário porque (1) faz com que sejam estabelecidas as metas daempresa para motivar a organização e gerar marcos de referência para aavaliação de desempenho, (2) as decisões de investimento e financiamento daempresa não são independentes, sendo necessário identificar sua interação, e(3) num mundo incerto a empresa deve esperar mudanças de condições, bemcomo surpresas.”Nesse contexto, planejamento financeiro é o processo formal que conduz aadministração da empresa a acompanhar as diretrizes de mudanças e a rever,quando necessário, as metas já estabelecidas. Assim, poderá a administraçãovisualizar com antecedência as possibilidades de investimento, o grau deendividamento e o montante de dinheiro que considere necessário manter emcaixa, visando seu crescimento e sua rentabilidade. GITMAN (1987:250)afirma: “Os planos financeiros e orçamentos fornecem roteiros para atingir osobjetivos da empresa. Além disso, esses veículos oferecem uma estrutura paracoordenar as diversas atividades da empresa e atuam como mecanismo decontrole estabelecendo um padrão de desempenho contra o qual é possívelavaliar os eventos reais.”Orçamento é uma ferramenta de gestão que explicita as intenções da empresaem termos financeiros. O orçamento é uma ferramenta adotada para o controlede suas finanças, sendo que contempla duas das funções básicas propostaspor TAYLOR (1978): o planejamento e o controle. HORNGREN (2000, p. 125)define orçamento como “expressão quantitativa de um plano de ação futuro daorganização para um determinado período”. MEYER apud TUNG (1975) definede forma mais detalhada, descrevendo o orçamento da seguinte forma: [...] Agestão orçamentária se apoia em previsões, função das condições internas eexternas da empresa. A partir dessas previsões, os responsáveis pela empresarecebem atribuições – programadas e meios – para um período limitado emvalor e quantidade. Em períodos regulares, é efetuados um confronto entreesses orçamentos e as realizações, a fim de realças as diferenças que severificarem. A explicação e a exploração dessas defasagens constituem ocontrole. (MEYER apud TUNG 1975, p. 22). “O sucesso e a solvência de umaempresa não podem ser garantidos meramente por projetos rentáveis e peloaumento das vendas. “A crise de liquidez”, isto é, a falta de caixa para pagar asobrigações financeiras sempre põe em perigo uma companhia.” GROPELLI eNIKBAKHT (1998:365).Neste contexto, o fluxo de caixa tem-se apresentado como uma dasferramentas mais eficazes na gestão financeira das empresas, como afirmaZDANOWICZ (1998:19): “O fluxo de caixa é o instrumento que permite aoadministrador financeiro planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar osrecursos financeiros de sua empresa para um determinado período.” Av. Visconde de Albuquerque, 603 - Madalena - Recife - PE CEP: 50610-090 Fone: (81) 3227-1699 | www.berconsultoria.com.br
  4. 4. O fluxo de caixa possibilita ao gestor programar e acompanhar as entradas(recebimentos) e as saídas (pagamentos) de recursos financeiros, de formaque a empresa possa operar de acordo com os objetivos e as metasdeterminadas, a curto e a longo prazos. A curto prazo para gerenciar o capitalde giro e a longo prazo para fins de investimentos.Na visão de WELSCH (1996:255-256), o planejamento e o controle dedisponibilidades normalmente devem estar relacionados a três dimensõestemporais diferentes: 1) Planejamento a longo prazo quando a ocorrência defluxos corresponde às dimensões dos projetos de investimento e à dimensãotemporal do plano de resultados a longo prazo (geralmente de cinco anos). 2)Planejamento a curto prazo quando a ocorrência de fluxos está enquadrada noplano anual de resultados. 3) Planejamento operacional, em que as entradas esaídas de caixa são projetadas para o mês, a semana ou o dia seguinte.O planejamento financeiro a longo prazo busca conhecer antecipadamente oimpacto da implementação de ações projetadas sobre a situação financeira daempresa, indicando ao gestor se haverá excesso ou insuficiência de recursosfinanceiros. O planejamento financeiro a curto prazo reflete a preocupação deestimar detalhadamente as entradas e saídas de dinheiro geradas pela própriaatividade da empresa. E o planejamento operacional destina-se ao controlepreciso das disponibilidades, a fim de minimizar os encargos financeiros dosempréstimos e maximizar os rendimentos das aplicações dos excessos.Sendo assim, o Planejamento Financeiro torna-se uma ferramenta importantepara quantificar em termos financeiros os anseios declarados no planejamentoestratégico, nos planos táticos e operacionais.Nota-se que o planejamento financeiro, além de indicar caminhos que levam aalcançar os objetivos da empresa, tanto a curto como a longo prazo, criamecanismos de controle que envolvem todas as suas atividades operacionais enão-operacionais. O planejamento e o controle orçamentário, quando realizadojuntamente com o controle financeiro, possibilitam mudanças táticas rápidaspara tratar de eventos estranhos ao processo administrativo, os quais colocamem risco o alcance das metas estabelecidas. Aumentos inesperados no índicede inadimplência no recebimento de créditos ou dificuldades na obtenção derecursos de terceiros são rapidamente identificados. Com um controlefinanceiro eficaz, a empresa poderá sempre adotar uma postura proativa emrelação a tais eventos. Para WELSCH (1996, p. 41) controle “é simplesmente aação necessária para verificar se os objetivos, planos, políticas e padrões estãosendo atendidos”. Av. Visconde de Albuquerque, 603 - Madalena - Recife - PE CEP: 50610-090 Fone: (81) 3227-1699 | www.berconsultoria.com.br
  5. 5. A gestão financeira, para ser eficaz, precisa estar sustentada e orientada porum planejamento de suas disponibilidades. Para isso o gestor precisa deinstrumentos confiáveis que o auxiliem a otimizar os rendimentos dos excessosde caixa ou a estimar as necessidades futuras de financiamentos, para quepossa tomar decisões certas e oportunas. A sobrevivência e o crescimento daempresa são consequências de um planejamento que envolve volume devendas com margens de lucros que remunerem de forma satisfatória o capitalinvestido e um plano de recebimentos e pagamentos intercalados com boamargem de segurança do primeiro para o segundo, garantindo assim aviabilidade e a permanência da empresa no mercado.A gestão financeira necessariamente passa pela elaboração de seuplanejamento, que muitas vezes existe informalmente dentro da cabeça dopequeno e médio empresário, ou na intuição da experiência. A B&RConsultoria tem uma equipe especializada em Planejamento financeiro eimplantação de fluxo de caixa. Av. Visconde de Albuquerque, 603 - Madalena - Recife - PE CEP: 50610-090 Fone: (81) 3227-1699 | www.berconsultoria.com.br

×