Administração financeira

450 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
450
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administração financeira

  1. 1. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA A Administração Financeira e o seuSignificado Antes de compreendermos o que é Administração, é necessário que saibamos o sentido e o significado de finanças: conjunto de recursos disponíveis circulantes em espécie que serão usados em transações de negócios com transferência e circulação de dinheiro. A Administração Financeira diz respeito às responsabilidades do administrador financeiro numa empresa. Os administradores financeiros gerenciam ativamente as finanças de todos os tipos de empresas, financeiras ou não-financeiras, privadas ou públicas, grandes ou pequenas, com ou sem fins lucrativos. Eles desempenham uma variedade de tarefas, tais como orçamentos, previsões financeiras, administração do caixa, administração do crédito, análise de investimento e captação de recursos (Gitman, 2001). Finanças é a aplicação de uma série de princípios econômicos e financeiros, cujo principal objetivo é a maximização da riqueza da empresa e do valor das suas ações. Maximização da riqueza é a contribuição para o valor da empresa pela seleção daqueles investimentos que possuem a melhor compensação entre risco e retorno. As atividades empresariais envolvem recursos financeiros e orientam-se para a obtenção de lucros. Os recursos investidos na empresa pelos proprietários (capital próprio – Patrimônio Líquido) e por terceiros (capital de terceiros – Passivo Exigível) encontram-se aplicados em ativos empregados na produção e/ou comercialização de bens ou na prestação de serviços. As receitas obtidas com as operações devem ser suficientes para cobrir todos os custos e despesas incorridos e ainda gerar lucros. Paralelamente a esse fluxo econômico de resultados, ocorre uma movimentação de numerário que deve permitir a liquidação dos compromissos assumidos, o pagamento de dividendos e a reinversão da parcela remanescente dos lucros. Nesse contexto, a função financeira compreende um conjunto de atividades relacionadas com a gestão dos recursos (tanto o numerário movimentado pelas empresas, quanto os direitos e obrigações decorrentes das transações realizadas a crédito) movimentados por todas as áreas da empresa. Tal função, que possui um papel muito importante no desenvolvimento de todas as atividades operacionais, é responsável pela obtenção dos recursos necessários e pela formulação de uma estratégia voltada para a otimização da aplicação desses recursos, contribuindo significativamente para o sucesso do empreendimento. A administração financeira juntamente com a administração de pessoal, de compras ou de materiais, de vendas ou marketing e da produção forma as cinco grandes áreas funcionais da administração. A cada uma dessas áreas cabem funções básicas de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar.
  2. 2. À Administração Financeira compete a gestão racional dos recursos financeiros da empresa. Uma vez que esses recursos são escassos, cabe ao departamento financeiro tomar as decisões a fim de obter deles os melhores benefícios no futuro. Decisões sempre implicam escolher entre duas alternativas ou cursos de ação, mas mesmo se há uma única alternativa, deve-se decidir entre colocá-la em prática ou não. Imaginemos, por exemplo que há dois tipos de equipamentos que poderão aumentar a produção e a oferta de produtos, no entanto, os recursos permite a aquisição de apenas um dos equipamentos. Em função dessa restrição, a escolha recairá sobre aquele que mais contribuir para alcançar o objetivo da empresa. A Administração Financeira liga-se diretamente à Economia e à Contabilidade, e pode ser vista como uma forma de Economia aplicada, que se baseia amplamente em conceitos econômicos, como também em dados contábeis para suas análises. Em razão da estreita ligação existente entre a Administração Financeira com essas áreas (Economia e Contabilidade), é necessário que o Administrador Financeiro tenha ao menos conhecimentos básicos: primeiramente de Economia, para que possa entender o ambiente financeiro e as teorias de decisão que constituem a base da administração financeira. A macroeconomia fornece uma visão clara das políticas do governo e instituições privadas, através das quais a atividade econômica é controlada. Operando o ambiente econômico criado por tais instituições, o administrador financeiro vale-se das teorias microeconômicas de operação da organização e maximização do lucro para desenvolver um plano que seja bem-sucedido. Precisa enfrentar não só os outros concorrentes em seu setor, mas também as condições econômicas vigentes. Quanto à Contabilidade, é preciso esclarecer antes de qualquer coisa, a diferença existente entre o Contador e o Administrador Financeiro, que muitas vezes são confundidos como desempenhando a mesma função, o que pode ser atribuído ao íntimo relacionamento de interdependência entre uma função e outra, apesar de serem de áreas distintas. Para compreender melhor essa diferença, é preciso esclarecer que a principal função do contador é desenvolver e prover dados para mensurar o desempenho da empresa, avaliando sua posição financeiramente perante os impostos, contabilizando todo seu patrimônio, elaborando suas demonstrações e reconhecendo as receitas no momento em que são incorridos os gastos (este é o chamado Regime de Competências). Entretanto, o que diferencia as atividades financeiras das contábeis é que a administração enfatiza o fluxo de caixa, isto é, a entrada e saída de dinheiro, o que demonstrará realmente a situação e capacidade financeira para satisfazer suas obrigações e adquirir novos ativos (bens ou direitos de curto ou longo prazo) a fim de atingir as metas da empresa. Os contadores admitem a extrema importância do fluxo de caixa, assim como o administrador financeiro se utiliza do regime de competência, mas cada um tem suas atribuições específicas e maneira de descrever a empresa. Dessa maneira, dada a interdependência que uma tem com a outra no que tange à circulação de informações,
  3. 3. não podemos menosprezar a importância de cada uma das atividades tem para a empresa. A Administração financeira é uma das funções/área mais importantes em uma organização. Ligada de modo sinérgico com as demais funções/áreas de uma empresa faz com que a mesma alcance bons resultados. Entende-se por finanças a arte e a ciência de administrar fundos. Praticamente todos os indivíduos e organizações obtêm receitas ou levantam fundos, gastam e investem. Finanças ocupa-se do processo, instituições, mercados e instrumentos envolvidos na transferência de fundos entre pessoas, empresas e governo. Na verdade a função financeira dentro de uma empresa está diretamente relacionada com a decisão de se fazer um investimento e à decisão de se fazer um financiamento, sem esquecer que estas duas funções principais estão interligadas. Gestão financeira pode ser definida como a gestão dos fluxos Monetários derivados da atividade operacional da empresa, em termos de suas respectivas ocorrências no tempo. Ela objetiva encontrar o equilíbrio entre a “rentabilidade” (maximização dos retornos dos proprietários da empresa) e a “liquidez”(que se refere à capacidade de a empresa honrar seus compromissos nos prazos contratados). Isto é, está implícita na necessidade da Gestão financeira a busca do equilíbrio entre gerar lucros e manter caixa. Assim sendo, pode-se dizer que a gestão financeira esta preocupada com a administração das entradas e saídas de recursos monetários provenientes da atividade operacional da empresa, ou seja, com a administração do fluxo de disponibilidade da empresa. Objetivos da Administração Financeira Maximização de Lucro: O objetivo mais geral da administração financeira é maximizar o valor de mercado do capital dos proprietários existentes, não importando se a empresa é uma firma individual, uma sociedade de pessoas (quotas) ou por ações. Em qualquer delas, as boas decisões financeiras aumentam o valor de mercado do capital dos proprietários. Pode-se dizer que a administração financeira tem três objetivos básicos:  Manter a empresa em permanente situação de liquidez, como condição básica ao desenvolvimento de suas atividades. Uma empresa apresenta boa liquidez quando seus ativos e passivos são administrados convenientemente. O importante é manter os fluxos das entradas e saídas de caixa sob controle e conhecer antecipadamente as épocas em que irá faltar numerário.  Obter novos recursos para planos de expansão, com base em estudos de viabilidade econômico-financeira e aos menores custos. a empresa deve ser perpetuada e, para tanto, tem de realizar investimentos em tecnologia, novos produtos, etc., que poderão sacrificar a rentabilidade atual em troca de maiores
  4. 4. benefícios no futuro. A grande concorrência existente nas modernas economias de mercado obriga as empresas a se manterem tecnologicamente atualizadas. Nenhuma pode sentir-se segura em uma boa posição, porque a qualquer momento algum concorrente poderá surgir com um produto melhor e mais barato. Deste modo, as empresas são impelidas a desenvolverem continuamente novos projetos e a tomarem decisões sobre a sua implantação. Normalmente isto significa a necessidade de vultuosas somas adicionais de recursos e uma elevação no risco do empreendimento. O retorno deve ser compatível com o risco assumido. Maior risco implica a expectativa de maior retorno.  Assegurar o necessário equilíbrio entre os objetivos de lucro e os de liquidez financeira, quantificando os planos de expansão de acordo com as possibilidades de obtenção de recursos, próprios ou de terceiros. Funções Básicas da Administração Financeira  Planejamento e controle financeiro – englobando tanto os planos de longo prazo, como as previsões de curto prazo, analisando e elaborando relatórios de demonstrem as variações entre o previsto e o realizado;  Levantamento de recursos financeiros - analisando e definindo as origens/fontes, se próprios ou de terceiros;  Investimentos de recursos financeiros - analisando e definindo investimentos buscando a maximização do retorno e a minimização dos riscos;  Crédito e cobrança: analisar a concessão de crédito aos clientes e administrar o recebimento dos créditos recebidos;  Caixa: efetuar os recebimentos e os pagamentos, controlando o saldo de caixa;  Contas a receber e a pagar: controlar as contas a receber relativas às vendas a prazo e contas a pagar relativas às compras a prazo, impostos e despesas operacionais;

×