Marketing Digital e Redes Sociais para o Turismo

515 visualizações

Publicada em

Se tem uma empresa do sector do turismo clique aqui para saber como tirar proveito do Marketing Digital e Redes Sociais para o Turismo.

Publicada em: Mídias sociais
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
515
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marketing Digital e Redes Sociais para o Turismo

  1. 1. communitymanager.pt http://www.communitymanager.pt/marketing-digital-e-redes-sociais-para-o-turismo/ Marketing Digital e Redes Sociais para o Turismo Sente-se perdido com a diversidade de termos e de meios de comunicação que tem de conhecer para promover a sua empresa e produtos? Não é o único. Neste artigo, vai ficar a saber onde e como promover a sua empresa e – o mais importante – como reduzir os custos de promoção da mesma. Marketing Digital e Redes Sociais para o Turismo – onde e como estar online Praticamente todos os negócios estão a convergir para o mundo digital – seja por meio de uma loja online ou através de um website/blogue onde disponibilizam informação para atrair os potenciais clientes para a sua empresa ou destino. No início do mês saiu uma notícia na Publituris a dizer que o Turismo de Portugal , em 2013, mudou a sua estratégia de promoção e investiu 5 milhões de euros em marketing digital (metade do que gastava em campanhas offline). Mas não é só o Turismo de Portugal que tem investido em Marketing Digital para promover o destino Portugal. Cada
  2. 2. vez mais é imprescindível grandes e pequenas e médias empresas estarem no mundo online. Onde estar online Website O nosso website é a única plataforma onde conseguimos controlar totalmente os conteúdos e a própria plataforma – as redes sociais não. E quando pesquisamos no Google, a grande maioria dos resultados são de websites. Por isso, o website deve ser o principal meio de comunicação de qualquer empresa, devendo estar no centro de toda a nossa estratégia online. Hoje em dia já não devemos questionar-nos se devemos ter um website mas sim como podemos melhorar a otimização, velocidade, compatibilidade com dispositivos móveis e a experiência do utilizador no website. Contudo, na era da Web 2.0 não devemos usar o website como a única plataforma de comunicação online, existindo um vasto conjunto de ferramentas ao nosso dispor para comunicar com os potenciais e atuais clientes. Prisma de Conversação de Brian Solis e JESS3 (crédito da imagem: briansolis.com Na imagem em cima, pode ver os vários tipos de Social Media existentes. Como pode ver, existem inúmeros canais de comunicação online, mas neste artigo vou-me debruçar nos principais – principalmente para o sector do turismo. Blogues Muitos empresários do setor do turismo ainda receiam em investir num blogue, por considerarem este canal desnecessário e irrelevante. Contudo, os blogues influenciam os consumidores principalmente nas fases de pesquisa quando procuram decidir sobre um produto ou destino.
  3. 3. Para mim, o blogue é a principal plataforma para uma empresa, porque conteúdos frescos e originais geram tráfego orgânico para o website. Além disto, o blogue tem uma grande vantagem sobre os meios de comunicação tradicionais – informação especializada e útil, num tom pessoal e opinativo. Isto, vai de certeza conquistar a confiança dos seus leitores. Dica: Se tem uma empresa de percursos turísticos, porque não escrever sobre as melhores rotas turísticas, os melhores restaurantes, os melhores hotéis, os melhores pontos turísticos? Ao criar conteúdo original, o autor/empresa irá tornar-se numa referência em determinado assunto. Dica: E por que não criar parcerias com bloguers? Convidá-los a visitar a sua empresa, a experimentar os seus produtos e a conhecerem a equipa para falarem sobre o seu negócio (sem que tenha de pedir nada)? E pode ainda propor uma troca de publicações. Deixo aqui uma lista de blogues na língua portuguesa para sector do turismo para o ajudar a definir a sua estratégia de blogging e/ou a escolher com quem criar parcerias: Alma de Viajante - um projeto informativo sobre viagens e turismo dirigido a todos os que gostam de viajar; A Turista Acidental - um blogue sobre viagens inspirada pelo guru-viajante Ricardo Freire e pelos tripulantes do seu blogue; As viagens de Filipe Morato Gomes - blogue pessoal de Filipe Morato Fomes sobre as suas viagens; Até onde vais com 1000€? - 2 amigos propuseram o desafio de viajar com apenas 1000€ entre Portugal e Dakar. O blogue foi considerado o melhor do ano no concurso Super Blog Awards. Comedores de Paisagem – Um blogue que junta duas facetas da vida da autora – a comida vegetariana e os destinos fora de rota que vai descobrindo, a pé ou de bicicleta. De Cabo a Cabo – Um blogue que conta uma viagem de 9 meses sobre carris desde a Noruega até África do Sul. Diário da Pikitim – Um blogue para quem sonha viajar com crianças mas não sabe por onde começar. Retrata uma viagem de uma família durante 12 meses à volta do mundo. Diário Gráfico - Um contador de histórias de viagem através de desenhos. Dobrar Fronteiras – Este blogger partilha as suas aventuras através de relatos escritos e detalhados e com muitas dicas sobre como ir, onde dormir e o que fazer. Foto Viajar - Um blogue que alia o fascínio do autor por diferentes culturas, pessoas, lugares e sabores com a sua paixão pela fotografia. Fugas – o blogue de viagens do jornal Público – mantido por jornalistas e fotógrafos profissionais. Viajando com Pimpolhos – Mais um blogue sobre como viajar com crianças. Para pais que procuram opiniões, roteiros, dicas e coragem para viajar. Facebook Não é novidade para ninguém que o Facebook é a rede social mais importante , em Portugal e no mundo (à exceção de países como a Rússia, Síria Irão, China e Coreia do Norte). Além da dinamização da página do Facebook da sua empresa pode ainda implementar outras estratégias:
  4. 4. 1. Separadores personalizados (tabs) – Os separadores personalizados permitem acrescentar valor à sua página. O Facebook permite integrar até 12 separadores personalizados, podendo incluir informações sobre a empresa e/ou produtos, vales de descontos e promoções, lojas online (f-stores), outras redes sociais, jogos e outros. Existem diversas plataformas para criar separadores personalizados, nomeadamente a Woobox (que possui algumas gratuitas) e a Short Stack (Grátis até 2000 fãs). 2. F-stores – Existem muitas empresas que utilizam o Facebook como o único canal de venda. São várias as empresas que permitem integrar uma loja online num separador personalizado. Um dos exemplos é a Facestore (empresa portuguesa) que disponibilizam uma versão gratuita até 10 produtos. 3. Hashtags – As hashtags (#) são palavras-chave que se associam ao conteúdo de uma publicação. Crie uma personalizada para a sua empresa. Pode ser #nomedaempresa ou mesmo alguma mais específica como #HojeEmAveiro. 4. Passatempos – Crie passatempos para aumentar o dinamismo da sua página. Aproveite comemorações como o Dia dos Namorados, Natal, início do Verão para oferecer descontos, promoções ou mesmo produtos aos seus fãs. Clique aqui para ver os segredos do sucesso da página Australia.com. AAustralia.com é um dos melhores exemplos da utilização do Facebook no setor do Turismo LinkedIn Não nos podemos esquecer que um dos segmentos mais lucrativos no sector do turismo é o turismo de negócios – e o LinkedIn é a melhor rede para empresas que atuam no mercado Bussiness-to-Business (B2B). Atrair e convencer as organizações a selecionar um local em detrimento de outro não é tarefa fácil. Na perspectiva de marketing nas redes sociais, isso significa selecionar as ferramentas mais adequadas para
  5. 5. executar uma estratégia de conteúdo que inclua o LinkedIn (e não me refiro a apenas criar uma página da empresa/negócio com uma breve descrição e imagem). Uma página de empresa no LinkedIn, se usada corretamente, oferece uma grande oportunidade para a comercialização de produtos/serviços, principalmente por Centros de Congressos entre outros negócios com espaços para conferências e eventos. Um bom exemplo disso é a Memphis Convention and Visitors Bureau. A Memphis Convention and Visitors Bureau faz um excelente trabalho na sua página do LinkedIn para atrair novos clientes Pinterest O Pinterest é uma rede sociais obrigatórias para o sector do turismo . Culinária, fotografia, viagens e estilo de vida são alguns dos temas mais retratados. Além das dicas que referi no artigo sobre como usar o Pinterest para empresas, siga ainda estas: Crie um álbum “Ofertas” e publique imagens a publicitar ofertas e promoções; Crie um álbum de grupo e convide os seus clientes a partilharem fotografias de quando experimentaram os seus produtos/serviços; Utilize fotografias antigas e crie um álbum que conte a história do seu negócio; Se tem uma empresa com diversas localizações, crie álbuns organizado por destinos. Veja o caso da eDreams em baixo;
  6. 6. Crie álbuns inspiracionais sobre tópicos de viagem. Veja o exemplo da Abercrombie & Kent’s com o álbum “Honeymoon Hotspots“; AAbercrombie & Kent criou um álbum no Pinterest para mostrar os melhores sítios para Luas de Mel Convide bloggers de viagens a fazer pin de imagens para um quadro seu – para os adicionar a um álbum tem se seguir pelo menos um álbum destes; Aproveite as épocas festivas e crie álbuns de acordo com cada uma . Por exemplo, no Natal pode criar um álbum sobre decorações de Natal na sua cidade; Crie um álbum com frases sobre viagens; Crie álbuns associados a mapas onde referencia os pontos de interesse a pontos geográficos. Pegando no exemplo da empresa de percursos turísticos, porque não criar álbuns por rotas com os diferentes pontos turísticos referenciados no mapa? Ou se tem um hotel ou restaurante, porque não um álbum que sugeria aos seus potenciais clientes locais a visitar perto do seu estabelecimento? Ao fazê-lo, não estará simplesmente a vender o seu negócio, mas a experiência em si.
  7. 7. Exemplo da utilização dos mapas nos álbuns do Pinterest para indicar pontos de interesse turístico Google+ Apesar de ainda ser ignorada por muitos, o Google+ é cada vez mais importante para as empresas - principalmente em termos de otimização do motor de pesquisa Google. Youtube Uma coisa é vermos imagens do espaço onde vamos ficar. Outra coisa é vermos um vídeo que nos dá a possibilidade de ver a envolvência, o ambiente, ouvir os sons. Por isso, o vídeo é um dos tipos de conteúdos mais importantes no sector do turismo – quando está a ver alguma experiência turística, o vídeo é o que vende. Imagine que só promove a sua empresa e produtos através de imagens, mas os seus concorrentes já estão a utilizar vídeos. Qual é que acha que vai conseguir vender melhor? Dica: Integre o seu canal do Youtube na página do Facebook através desta aplicação que irá sincronizar automaticamente os seus vídeos nesta rede. Não se esqueça que ao criar um vídeo, poderá adicioná-lo também no seu Website, no Google+ no Instagram, Pinterest, e noutros canais de comunicação, para promover a sua empresa e produtos. Instagram O Instagram é uma rede social de edição e partilha de imagens e vídeos. Em Portugal, já existem muitas empresas que utilizam esta rede – e um dos melhores exemplos que lhe posso dar é o da TAP Portugal. Dica: Vá a web.stragram.com e pesquise o nome da sua empresa/produto. Se encontrar resultados, poderá aproveitar essas imagens como conteúdo para a sua página nas outras redes – mencionando o nome do autor.
  8. 8. Exemplo da utilização do Instagram no setor do Turismo (Página da TAP Portugal) Twitter Uma das grandes vantagens do Twitter é o facto de nos permite entrar em contacto facilmente em diálogo com os utilizadores que estão a falar sobre a nossa empresa, sem que os mesmos tenham de nos estar a seguir. Um dos melhores exemplos da utilização do Twitter no sector do Turismo é o da cadeia de hotéis Loews . Em Novembro de 2013 esta cadeia hoteleira anunciou que os clientes iriam poder fazer as suas reservas através do Twitter - um método de reservas totalmente gratuita para ambas as partes. Os clientes apenas necessitam de utilizar a hashtag #BookLoews num tweet para @Loews_Hotels a demostrar o seu interesse e, posteriormente, são contactados por um colaborador do Hotel. Quando o cliente estiver disposta a fazer a reserva, o colaborador do Hotel irá enviar-lhe um tweet com um link para um chat seguro para processarem informação pessoal e pagamento de forma segura. A cadeia de hotéis Loews permite reservas através do Twitter – gratuitamente Foursquare
  9. 9. O Foursquare é a rede social dos locais. Verifique se já tem o local dos seus estabelecimento criado nesta rede. Se não tem, pode e deve criar. Se já tem, aproveite para monitorizar os comentários associados ao seu negócio. A pior coisa que pode acontecer é um comentário negativo sem resposta, por isso vá monitorizando o que estão a dizer sobre a sua empresa para poder atuar da melhor forma. Tripadvisor O Tripadvisor é uma rede social onde os utilizadores descrevem e avaliam as suas experiências nos mais diversos locais, sejam comerciais – restaurantes, hotéis, agências de viagens – como turísticos – atrações, museus, parques, entre outros. Muitas empresas na área do turismo já estão presentes nesta rede, mas não têm conhecimento de como tirar proveito desta, principalmente para interagir com os seus utilizadores. Sabia que o Tripadvisor lhe permite registrar-se como representante de determinado local, dando-lhe a possibilidade de responder publicamente aos comentários, alterar informações sobre o mesmo, adicionar imagens e ter acesso a estatísticas? Nesta rede, os utilizadores têm ainda a oportunidade de efetuar reservas de alojamento, uma vez que esta rede mantém fortes parcerias com a Booking.com, a Expedia e a Hoteis.com. Outros recursos Deixo-lhe aqui também alguns recursos para o ajudar a definir a sua estratégia e gerir a presença da sua empresa nas diversas redes: De volta a si… Se não conhecia alguma desta redes mencionadas, crie um perfil na mesma. Não há melhor forma de perceber o funcionamento destas do que estando lá presente e analisando a dinâmica dos seus utilizadores. O que é que acha? A sua empresa já está presente em todas estas redes? Se conhecer outros bons exemplos, partilhe nos comentários em baixo. Copyright © 2014 Community Manager Portugal. Todos os direitos reservados.

×