Introdução à obra de  Michel Maffesoli          Aula 1 – 13/09/2012 Prof. Dr. Fábio Fonseca de Castro         PPGCOM/Facom...
Roteiro da aula1. Estrutura geral e temário recorrente da obra de   Maffesoli.2. A razão sensível.3. A obra de Maffesoli n...
1.Estrutura geral etemário recorrente da   obra de Maffesoli.
Síntese bibliográfica
Obras•   Logique de la domination, Paris, PUF. (1976)•   La violence fondatrice, junto com Pessin A. Paris, Ed. Champ Urba...
Obras•   Essai sur la violence banale et fondatrice, (1984) Paris, Librairie    Méridiens/Klincksieck.•   La Connaissance ...
Obras• La part du diable précis de subversion postmoderne, Flammarion  (2002)• Le rythme de vie - Variation sur limaginair...
Focos centrais de pesquisa:  • Sociologia do quotidiano.  • Análises sobre a pós-modernidade.  • Mudanças de valores ocorr...
Temas presentes em sua obra:  o Espírito comunitário e coletivismos  o Tribalização e recomposição do tecido    social  o ...
A perspectiva central de Maffesoli   O formismo sociológico,   o estudo da forma social.       La conaissance ordinaire   ...
Principal diálogo     A Formalsoziologie, de Georg Simmel.
2. A razão sensível
Negação do dualismo esquemático, que opõea razão à sensibilidade.        O pesquisador é parte        constituinte daquilo...
Crítica da razão imóvel,do conservadorismo e do essencialismo        o flatus vocisum encantamento pela episteme – pueril ...
Contra o racionalismo           O racionalismo é uma pulsão           doentia que pretende coibir           o real.A anti-...
O Nó da questão...        A razão instrumental                x          A razão sensível
libidosciendi
Uma metáfora, dentre muitas, com as quaiscoloca esse conflito:Substituir a paranoia (um pensamento   impositivo) pela meta...
Ou ainda:Substituir a representaçãopela apresentação.
A razão sensível é uma razão aberta  e, ao mesmo tempo, uma razão              interna.
Na noção de razão interna, ou de internalidade    da razão, há um eco de Schelling (em Textes     esthétiques): “ciência c...
Na noção de razão aberta, há um eco de              Ortega y Gasseta proposta da razão vital, do raciovitalismo.
A distinção, presente nas Geistewissenchaften, entre        realidade e       mundo real.
Síntese: A noção de vitalismo
Uma proposta:O vitalismo do mundo-aí.
E outra:O vitalismo transpira pela pele social.
A noção de pensamento       orgânico
O que nos remete à...
Bildung
e ao senso comum
Síntese radical:O senso comum pertence ao campo das...
Erlebnis   se
3. A obra de Maffesoli nohorizonte das sociologias        fenomenológicas,         compreensivas e          hermenêuticas.
Família teórica      Max Weber     Marcel Mauss     Georg Simmel    Edmund Husserl   Martin Heidegger     Alfred Schutz Ha...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução à Obra de Michel Maffesoli 1

2.861 visualizações

Publicada em

Introdução à Obra de Michel Maffesoli. Aula 1. Prof. Dr. Fábio Fonseca de Castro, PPGCOM-UFPA. Setembro de 2012.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.861
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
316
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Privilegia tudo o que não é produzido pela racionalidade: sociologia da vida quotidiana.
  • Eco de Ortega y Gasset P . 58
  • Introdução à Obra de Michel Maffesoli 1

    1. 1. Introdução à obra de Michel Maffesoli Aula 1 – 13/09/2012 Prof. Dr. Fábio Fonseca de Castro PPGCOM/Facom - UFPA
    2. 2. Roteiro da aula1. Estrutura geral e temário recorrente da obra de Maffesoli.2. A razão sensível.3. A obra de Maffesoli no horizonte das sociologias fenomenológicas, compreensivas e hermenêuticas.
    3. 3. 1.Estrutura geral etemário recorrente da obra de Maffesoli.
    4. 4. Síntese bibliográfica
    5. 5. Obras• Logique de la domination, Paris, PUF. (1976)• La violence fondatrice, junto com Pessin A. Paris, Ed. Champ Urbain. (1978).• La Violence totalitaire, Paris. PUF. (1979) Réed. (1994) La Violence totalitaire. Essai d’anthropologie politique. Paris, Méridiens/Klincksieck.• La Conquête du présent. Pour une sociologie de la vie quotidienne. Paris, PUF. (1979)• La Dynamique sociale. La société conflictuelle . Thèse dEtat, Lille, Service des publications des thèses.(1981)• LOmbre de Dionysos (1982), Le Livre de Poche, rééd. 1991
    6. 6. Obras• Essai sur la violence banale et fondatrice, (1984) Paris, Librairie Méridiens/Klincksieck.• La Connaissance ordinaire. Précis de sociologie compréhensive. (1985), Paris, Librairie des Méridiens.• La société est plusieurs, in : Une anthropologie des turbulences. Maffesoli M. (sous la direction de) (1985), Berg International Editeurs, 175-180..• Au creux des apparences. Pour une éthique de lesthétique.(1990), Paris, Plon. Réed. (1993) Le Livre de Poche,• La Transfiguration du politique (La Table Ronde, 1992), Le Livre de Poche, 1995.• La Contemplation du monde (1993), Le Livre de Poche, 1996.• Eloge de la raison sensible. Paris, Grasset.(1996)• Du nomadisme. Vagabondages initiatiques. Paris, Le Livre de Poche, Biblio-Essais,(1997)
    7. 7. Obras• La part du diable précis de subversion postmoderne, Flammarion (2002)• Le rythme de vie - Variation sur limaginaire post-moderne, Paris, Ed. Table Ronde, Collection Contretemps, 2004, 260 pages.• Pouvoir des hauts lieux (14p.) dans Pierre Delorme (dir.) La ville autrement, Ste-Foy, Ed. Presse de lUniversité du Québec, 2005, 300 pages.• Le réenchantement du monde - Morales, éthiques, déontologies, Paris, Ed. Table Ronde, 2007.• Iconologies. Nos idol@tries postmodernes, Paris, Albin Michel, 2008.• Après la modernité ? - La conquête du présent, La violence totalitaire, La logique de la domination, Paris, Editions du CNRS, coll. Compendium, 2008.• La République des bons sentiments, Editions du Rocher, 2008.
    8. 8. Focos centrais de pesquisa: • Sociologia do quotidiano. • Análises sobre a pós-modernidade. • Mudanças de valores ocorridas na passagem da modernidade para a pós- modernidade. • Temporalidades da experiência social. • Relações entre estética e vida social. • Diálogo com as sociologias compreensivas, fenomenológicas e hermenêuticas.
    9. 9. Temas presentes em sua obra: o Espírito comunitário e coletivismos o Tribalização e recomposição do tecido social o Pós-modernidade o Estética social o Formas do compósito social
    10. 10. A perspectiva central de Maffesoli O formismo sociológico, o estudo da forma social. La conaissance ordinaire La contemplation du monde
    11. 11. Principal diálogo A Formalsoziologie, de Georg Simmel.
    12. 12. 2. A razão sensível
    13. 13. Negação do dualismo esquemático, que opõea razão à sensibilidade. O pesquisador é parte constituinte daquilo que é por ele estudado.
    14. 14. Crítica da razão imóvel,do conservadorismo e do essencialismo o flatus vocisum encantamento pela episteme – pueril nomelhor dos casos e hipócrita, no pior.
    15. 15. Contra o racionalismo O racionalismo é uma pulsão doentia que pretende coibir o real.A anti-tese escolástica da coincidentia opositorum (a lógica contraditória) resgatada por G. Durand.
    16. 16. O Nó da questão... A razão instrumental x A razão sensível
    17. 17. libidosciendi
    18. 18. Uma metáfora, dentre muitas, com as quaiscoloca esse conflito:Substituir a paranoia (um pensamento impositivo) pela metanoia (um pensameno “ao lado”)
    19. 19. Ou ainda:Substituir a representaçãopela apresentação.
    20. 20. A razão sensível é uma razão aberta e, ao mesmo tempo, uma razão interna.
    21. 21. Na noção de razão interna, ou de internalidade da razão, há um eco de Schelling (em Textes esthétiques): “ciência criativa”
    22. 22. Na noção de razão aberta, há um eco de Ortega y Gasseta proposta da razão vital, do raciovitalismo.
    23. 23. A distinção, presente nas Geistewissenchaften, entre realidade e mundo real.
    24. 24. Síntese: A noção de vitalismo
    25. 25. Uma proposta:O vitalismo do mundo-aí.
    26. 26. E outra:O vitalismo transpira pela pele social.
    27. 27. A noção de pensamento orgânico
    28. 28. O que nos remete à...
    29. 29. Bildung
    30. 30. e ao senso comum
    31. 31. Síntese radical:O senso comum pertence ao campo das...
    32. 32. Erlebnis se
    33. 33. 3. A obra de Maffesoli nohorizonte das sociologias fenomenológicas, compreensivas e hermenêuticas.
    34. 34. Família teórica Max Weber Marcel Mauss Georg Simmel Edmund Husserl Martin Heidegger Alfred Schutz Hans Georg Gadamer Erving Goffman Jean-François Lyotard Paul Ricoeur Edgar Morin Serge Moscovici

    ×