2 
SUMÁRIO 
1.INTRODUÇÃO.....................................................................................................
3 
1 INTRODUÇÃO 
O que poderemos ver neste trabalho é uma leve introdução de uma pesquisa feita 
em sala de aula, mais pre...
Durante o aprendizado, as sinapses, pontos de trocas de informações entre neurônios 
mudam. As que foram usadas com sucess...
5 
Memória de longo prazo. 
Memória de procedimentos. 
Com o então avanço da tecnologia e respectivamente da ciência, hoje...
6 
Dentre tantas nomenclaturas que poderíamos apresentar aqui subdividiremos e 
destacaremos as subpartes que responsabili...
7 
7 REFERÊNCIAS 
https://www.google.com.br/search?q=memória 
https://www.google.com.br/search?q=memória&newwindow 
https:...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Portifolio_funcionamento do cérebro

206 visualizações

Publicada em

Neurociências

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portifolio_funcionamento do cérebro

  1. 1. 2 SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO............................................................................................................3 2. TEORIA.......................................................................................................................3 2.2 O que é uma boa teoria? 2.3 Quais as características de uma boa teoria? 3.SINAPSES.....................................................................................................................3 4. MEMÓRIA...................................................................................................................4 5. PARTES DO CÉREBRO............................................................................................5 6. CONCLUSÃO..............................................................................................................6 7. REFERÊNCIAS...........................................................................................................7
  2. 2. 3 1 INTRODUÇÃO O que poderemos ver neste trabalho é uma leve introdução de uma pesquisa feita em sala de aula, mais precisamente na disciplina de Teorias Pedagógicas e Paradigmas Educacionais. Que nos permitirá ver a importância de funções invisíveis, mas que essenciais na manutenção constante e sobrevivência do nosso organismo, do nosso ser, como a memória e as sinapses. Entender o que é uma boa teoria e observar onde ocorrem especificadamente nas regiões do cérebro. Podendo assim não apenas identificar localidades e partes, mas desenvolvendo métodos para um desenvolvimento profissional. 2 TEORIA 2.2 O que é uma boa teoria? Procurando o significado de teoria nos dicionários podemos encontrar a devida resposta: Conhecimento especulativo, ideal, independente das aplicações. Conjunto de regras, de leis sistematicamente organizadas, que servem de base a uma ciência e dão explicação a um grande número de fatos. Conjunto sistematizado de opiniões, de idéias sobre determinado assunto. (Dicionário online Houaiss) 2.3 Quais as características de uma boa teoria? Sendo assim uma boa teoria tem como função resumir e organizar os fatos mais importantes. A mesma baseando-se nas observações refletindo precisamente o resultado esperado. Para ser uma boa teoria a mesma deve ser instigante, mostrar exatidão, consistência nas idéias abordadas, abrangência, simplicidade e oferecer explicações satisfatórias para que assim torne-se algo continuo. Dessa forma sendo possível a criação de novos horizontes, novas pesquisas a partir do principio lançado. 3 SINAPSES As sinapses são zonas de contato entre uma terminação nervosa e outros neurônios. Podendo ser químicas ou elétricas. O que permite que a atividade elétrica de um neurônio influencie a atividade elétrica do neurônio seguinte é a transmissão sináptica, o processo de transformação de um sinal elétrico em um sinal químico, e deste sinal químico de volta em um sinal elétrico - agora, no neurônio do outro lado da sinapse. A sinapse, portanto, é esse local onde a atividade de um neurônio é capaz de influenciar a atividade do outro neurônio.
  3. 3. Durante o aprendizado, as sinapses, pontos de trocas de informações entre neurônios mudam. As que foram usadas com sucesso são fortalecidas, enquanto as que levaram a erro ou não serviram para nada são enfraquecidas ao ponto de atrofiarem e desaparecerem. Além disso, novas sinapses podem aparecer e um estudo recente mostra que isso pode acontecer mais rapidamente do que se imaginava. Sendo assim o funcionamento do cérebro é feito da transmissão constante de 4 sinais elétricos e químicos das diversas posições e lados. 4 MEMÓRIA A memória é uma função muito importante para a manutenção e vivencia diária da vida humana. Pois é com ela possível acumular tarefas, realizar atividades antes não terminadas, lembrar depois de muito tempo de algo que aconteceu em sua vida. Coisas simples ou complexas que são fundamentais para que o ser humano manter-se equilibrado nas suas relações sociais modernas. Antigamente pensava-se que em um todo o conjunto do cérebro em geral era responsável pela memória. Mas com estudos mais precisos e especificos foi possível identificar partes que atuavam como reservas próprias de memória, onde se acentuam na região do córtex cerebral. Como não se diferencia das demais partes do corpo humano em relação à complexidade, o cérebro é uma potente máquina, um verdadeiro labirinto, um complexo sistema de conexões. Dessa forma foi possível identificar e elencar tipos de memórias para que assim tornassem mais específico o estudo de tais descobertas sobre a memória. Memória declarativa. Memória imediata. Memória de curto prazo.
  4. 4. 5 Memória de longo prazo. Memória de procedimentos. Com o então avanço da tecnologia e respectivamente da ciência, hoje é possível afirmar que não existe apenas um local especifico para a memória e sim um conjunto de estruturas cerebrais estão envolvidas na aquisição, armazenamento e evocação das diversas informações adquiridas por aprendizagem. Problemas com a memória podem acarretar doenças bem conhecidas e comuns como a AMNÉSIA e a doença de ALZHEIMER. Essas são formas de perdas e demências parciais da nossa memória, que se não forem tratadas podem nos levar a sérias consequências. 5 PARTES DO CÉREBRO São muitas as partes do cérebro, portanto o interessante será nos manter focados em regiões que diretamente nos mostrem o seu envolvimento com o aprendizado e funções vitais para o desenvolvimento das relações educacionais. Primeiramente dividiremos em três grandes partes: Cérebro, cerebelo e tronco cerebral.  Cérebro: preenche a maior parte do seu crânio. Ele está envolvido com as lembranças, resolução de problemas, pensamentos e sentimentos. Ele também controla os movimentos.  Cerebelo: encontra-se na parte de trás de sua cabeça, abaixo do cérebro. Ele controla a coordenação e o equilíbrio.  Tronco Cerebral: encontra-se embaixo do cérebro, na frente do cerebelo. Ele liga o cérebro à medula espinhal e controla funções involuntárias como respiração, digestão, ritmo cardíaco e pressão arterial.
  5. 5. 6 Dentre tantas nomenclaturas que poderíamos apresentar aqui subdividiremos e destacaremos as subpartes que responsabilizam por funções essenciais em nossos dias:  Hipocampo – é a parte do cérebro responsável pelo aprendizado e pela formação da memória.  Amídala – batimento cardíaco, funções vicerais e o medo.  Glândula Pituitária – controla a produção hormonal.  Hipotálamo – hormônios sexuais, pressão do sangue, temperatura do corpo.  Corpo Caloso – controle de movimento e funções de aprendizado.  Tálamo – centro de informações para o cérebro.  Medula Oblongata – respiração, circulação e digestão. 6 CONCLUSÃO Tendo em vista que hoje a interdisciplinaridade é importante e indispensável para qualquer que seja a área, não seria diferente em pedagogia. Que para poder entender um pouco mais, a educação nos utilizamos de métodos e práticas que através do estudo e compreendimento do que seria uma boa teoria, sinapses, memória e as partes do cérebro, possamos chegar a um nível de conhecimento satisfatório ao qual nos permita, produzir e desenvolver mais sobre o assunto. Nunca fugindo da essência que é a educação.
  6. 6. 7 7 REFERÊNCIAS https://www.google.com.br/search?q=memória https://www.google.com.br/search?q=memória&newwindow https://www.google.com.br/search?newwindow http://www.cerebronosso.bio.br/sinapses/ http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A9rebro_humano

×