Relatório do encontro do dia 24-03-10<br />*** Anotações sobre o livro “Educação Escolar e as Tecnologias da Informática” ...
Relatório do encontro do GENTE APS em 24 03 10
Relatório do encontro do GENTE APS em 24 03 10
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório do encontro do GENTE APS em 24 03 10

539 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
539
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório do encontro do GENTE APS em 24 03 10

  1. 1. Relatório do encontro do dia 24-03-10<br />*** Anotações sobre o livro “Educação Escolar e as Tecnologias da Informática” Luis Carlos Pais<br />A disponibilidade física dos recursos tecnológicos no meio escolar, por si só, não traz nenhuma garantia de ocorrer transformações significativas na educação.<br />Virtualidade expressa a potencialidade dos recursos tecnológicos na educação em virtude de sua capacidade de atualização (estado de “devir” – mudança constante)<br />Digitalização – ampliação, transformação e veiculação de informação.<br />Sociedade da informação “impõe” critérios a serem “seguidos” como: autonomia, adaptabilidade, iniciativa, criatividade e rapidez no tratamento da informação e resolução de problemas, que não podem ser simplesmente ignorados.<br />CONCEITOS IMPORTANTES:<br />Virtual – potência do que existe em estado de latência.<br />Conceito Transdisciplinar – é aquele que tem a propriedade qualitativa de transitar e de ser do interesse de várias áreas disciplinares. <br />Inteligência coletiva – a união de competências individuais pode produzir resultados muito mais expressivos do que a soma dos resultados produzidos individualmente.<br />Devolução didática – redirecionar o curso da aprendizagem quando o aluno não conseguiu se apropiar do conhecimento proposto pelo professor. Usar a informática como um reinvestimento para que a elaboração do conhecimento ocorra de forma satisfatória=DESAFIO.<br />Ideografias dinâmicas – representação do conhecimento através de signos/imagens dotados de movimento, aproximando-se do universo das imagens mentais, da forma como o cérebro registra as imagens o que contribui para uma melhor formação de conceitos.<br />Contrato didático – tentar conhecer, dentro de certos limites, regras, condições e costumes que se estabelecem no transcorrer de situações didáticas, nas quais sobressaem vínculos relativos ao professor, ao aluno e ao conteúdo. Termo não é totalmente adequado para expressar toda complexidade das relações inerentes ao sistema didático: conflito entre subjetividade do fenômeno cognitivo e a objetividade de um conjunto de normas. Não é submetido à análise das cláusulas por parte do contratante e do contratado = submissão.<br />Transformar informações em conhecimento - na era da informática, esta ação requer a criação de estratégias desafiadoras e mais complexas devido ao fluxo e quantidade de informações disponíveis na rede.<br />Superar o exercício da repetição - copiar / colar; desenvolver a autonomia na pesquisa de informações para construção do conhecimento, envolver o sujeito no seu próprio processo de aprendizagem.<br />Análise de software - cuidado para não se deixar seduzir por propagandas fantásticas e esquecer o conteúdo didático.<br />*** Temas discutidos durante e após a discussão do trecho do livro acima citado<br />Guia de uso pedagógico do computador – passo a passo Como baixar o guia nos endereços disponíveis na Internet; conteúdo do guia e como utilizá-lo em nossas escolas. <br />A função do professor na mediação das tecnologias: as máquinas não substituem o professor.<br />Tecnofilia e tecnofobia<br />Conceito de virtual – o que está em modo potencial de acontecer, prestes a ocorrer. Este conceito foi discutido entre todas nós, tanto do ponto de vista filosófico, como abordado pelo autor, quanto do ponto de vista tecnológico, que até então era o que sabíamos. Como não conhecíamos este conceito filosófico houve uma discussão muito proveitosa em torno dele, de modo que pudéssemos compreender de fato o que o autor desejou transmitir.<br />Google Maps – atividade interdisciplinar realizada por uma das integrantes do grupo utilizando o aplicativo no lab: encontrar as casas desabitadas do bairro com piscinas, para desenvolver um trabalho de conscientização sobre a Dengue.<br />SUGESTÕES PARA AS APLICAÇÕES DE NOSSOS ESTUDOS NA EJA<br />Ideografias dinâmicas – utilizar as ideografias dinâmicas na elaboração das atividades para EJA. O que é ideografia? Representação por imagens e/ou símbolos. Realizamos pesquisa on line para descobrirmos o significado exato (relatado acima) da palavra “ideografia”.<br />Realidade das salas da EJA – heterogêneas com relação à faixa etária – Como trabalhar com esta diferença? Pergunta para a qual buscaremos respostas para que a montagem e elaboração das atividades atinja efetivamente nosso público alvo.<br />Não restringir os níveis de atuação dos alunos perante as atividades e softwares montados – Pensar em atividades que permitam aos alunos irem além.<br />Orkut na educação de jovens.<br />PARA O PRÓXIMO ENCONTRO<br />Questionário e/ou entrevista – cada integrante do grupo responsabilizou-se de levar o resultado da pesquisa realizada com todos os professores de sua escola sobre a preferência deles com relação a temas de oficinas a serem ministradas especificamente para eles. A forma como esta pesquisa será realizada dependerá da realidade de cada escola e da dinâmica/interação da integrante do grupo de estudo com os demais professores da unidade escolar a qual ela pertence: seja por meio de questionário escrito, entrevista individual, enfim, o resultado deverá ser apresentado ao grupo na quarta-feira, dia 07/04/2010, para que as devidas oficinas sejam planejadas elaboradas e decidido quem serão as oficinistas em cada escola. As oficinas deverão acontecer no próximo trabalho pedagógico, com a devida autorização das diretoras via ofício.<br />Pesquisa sobre o que é escrita e o que é leitura – de fato precisamos saber, com propriedade, o que é leitura e escrita do ponto de vista de diferentes teóricos, uma vez que é fundamental ter clareza destes conceitos para trabalhá-los com nossos alunos sabendo exatamente como e onde desejamos chegar<br />

×