SaúDe Do Trabalhador I Aula

18.341 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
357
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SaúDe Do Trabalhador I Aula

  1. 1. SAÚDE DO TRABALHADOR<br />O QUE É SAÚDE?<br />SAÚDE é o que toda a pessoa tem quando está com todo o organismo saudável e se sentindo completamente bem em relação a doenças ou a qualquer indisposição física que a gente sente de vez em quando.<br />A saúde não é também estar com o corpo totalmente saudável porque isso é quase impossível, não há quem consiga viver sem uma gripe, alergia, coceira, e outras coisinhas chatas, mas isso também não deve ser considerado falta de saúde.<br />SAÚDE é um dos direitos fundamentais do ser humano. Muito mais do que a ausência de doenças, ela pode ser definida como qualidade de vida.Nossa saúde depende de muitas coisas, como, por exemplo, das condições sociais, históricas, econômicas e ambientais em que vivemos, e de escolhas que fazemos no nosso dia-a-dia.<br />O QUE É DOENÇA?<br />DOENÇA é uma condição anormal de um organismo que interfere nas funções corporais e está associada a HYPERLINK " http://pt.wikipedia.org/wiki/Sintomas" o " Sintomas" sintomas específicos. Pode ser causada por fatores externos, como outros organismos ( HYPERLINK " http://pt.wikipedia.org/wiki/Infec%C3%A7%C3%A3o" o " Infecção" infecção).<br />O que são doenças ocupacionais?<br />Doenças ocupacionais são as que estão diretamente relacionadas à atividade desempenhada pelo trabalhador ou às condições de trabalho às quais ele está submetido. As mais comuns são as LER/DORT(Lesões por Esforços Repetitivos e Disturbios Osteo-musculares Relacionadas ao Trabalho).<br />O QUE É ACIDENTE DE TRABALHO?<br />Acidentes de trabalho são aqueles que acontecem no exercício do trabalho prestado à empresa e que provocam lesões corporais ou perturbações funcionais que podem resultar em morte ou na perda ou em redução, permanente ou temporária, das capacidades físicas ou mentais do trabalhador.    São considerados acidentes de trabalho:<br />Doenças profissionais provocadas pelo trabalho. Ex: problemas de coluna, audição, visão etc;<br />Doenças causadas pelas condições de trabalho. Ex.: dermatoses causadas por cal e cimento ou problemas de respiração causadas pela inalação de poeira etc.;<br />Acidentes que acontecem na prestação de serviços, por ordem da empresa, fora do local de trabalho;<br />Acidentes que acontecem em viagens à serviço da empresa;<br />Acidentes que ocorram no trajeto entre a casa e o trabalho ou do trabalho para casa.<br /> <br />Que é Segurança do Trabalho ?<br />Segurança do trabalho pode ser entendida como os conjuntos de medidas que são adotadas visando minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, bem como proteger a integridade e a capacidade de trabalho do trabalhador.<br />Segurança do Trabalho é definida por normas e leis. No Brasil a Legislação de Segurança do Trabalho compõe-se de Normas Regulamentadoras, Normas Regulamentadoras Rurais, outras leis complementares, como portarias e decretos.<br />A NR 32 busca estabelecer medidas que visam à proteção e a segurança dos profissionais de saúde que atuam em estabelecimentos que prestam este tipo de serviço à população.<br />Estima-se que cerca de dois milhões de trabalhadores morrem por ano vítimas de acidentes e doenças do trabalho. <br />EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL<br /> <br /> <br />O Equipamento de Proteção Individual  - EPI é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção contra riscos capazes de ameaçar a sua segurança e a sua saúde.<br /> <br />O uso deste tipo de equipamento só deverá ser feito quando não for possível tomar medidas que permitam eliminar os riscos do ambiente em que se desenvolve a atividade, ou seja, quando as medidas de proteção coletiva não forem viáveis, eficientes e suficientes para a atenuação dos riscos e não oferecerem completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho e/ou de doenças profissionais e do trabalho.<br /> <br />Os equipamentos de proteção coletiva - EPC são dispositivos utilizados no ambiente de trabalho com o objetivo de proteger os trabalhadores dos riscos inerentes aos processos. <br /> <br />Como o EPC não depende da vontade do trabalhador para atender suas finalidades, a preferência pela utilização deste é maior em relação à utilização do EPI, já que colabora no processo aumentando a produtividade e minimizando os efeitos e perdas em função da melhoria no ambiente de trabalho.<br /> <br />Portanto, o EPI será obrigatório somente se o EPC não atenuar os riscos completamente ou se oferecer proteção parcialmente.<br /> <br />Conforme dispõe a Norma Regulamentadora 6 - NR-6, a empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias: <br />a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;<br />b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; e <br />c) para atender a situações de emergência.<br /> <br />Compete ao Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho - SESMT, ou a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA nas empresas desobrigadas de manter o SESMT, recomendar ao empregador o EPI adequado ao risco existente em determinada atividade.<br /> <br />Os tipos de EPI´s utilizados podem variar dependendo do tipo de atividade ou de riscos que poderão ameaçar a segurança e a saúde do trabalhador e da parte do corpo que se pretende proteger, tais como:<br />Proteção auditiva: abafadores de ruídos ou protetores auriculares;<br />Proteção respiratória: máscaras e filtro;<br />Proteção visual e facial: óculos e viseiras;<br />Proteção da cabeça: capacetes;<br />Proteção de mãos e braços: luvas;<br />Proteção de pernas e pés: sapatos, botas e botinas;<br />Proteção contra quedas: cintos de segurança e cinturões.<br />O equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação - CA, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego.<br /> <br />Dentre as atribuições exigidas pela NR-6, cabe ao empregador as seguintes obrigações:<br />adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade;<br />exigir seu uso;<br />fornecer ao trabalhador somente o equipamento aprovado pelo órgão, nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;<br />orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;<br />substituir imediatamente o EPI, quando danificado ou extraviado;<br />responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e<br />comunicar o MTE qualquer irregularidade observada;<br />O empregado também terá que observar as seguintes obrigações:<br />utilizar o EPI apensas para a finalidade a que se destina;<br />responsabilizar-se pela guarda e conservação;<br />comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio ao uso; e<br />cumprir as determinações do empregador sob o uso pessoal;<br />Os Equipamentos de Proteção Individual além de essenciais à proteção do trabalhador, visando a manutenção de sua saúde física e proteção contra os riscos de acidentes do trabalho e/ou de doenças profissionais e do trabalho, podem também proporcionar a redução de custos ao empregador.<br /> <br />É o caso de empresas que desenvolvem atividades insalubres e que o nível de ruído, por exemplo, está acima dos limites de tolerância  previstos na NR-15. Neste caso, a empresa deveria pagar o adicional de insalubridade de acordo com o grau enquadrado, podendo ser de 10%, 20% ou 40%.<br /> <br />Com a utilização do EPI a empresa poderá eliminar ou neutralizar o nível do ruído, já que com a utilização adequada do equipamento, o dano que o ruído poderia causar à audição do empregado, será eliminado. <br /> <br />A eliminação do ruído ou a neutralização em nível abaixo do limite de tolerância isenta a empresa do pagamento do adicional, além de evitar quaisquer possibilidades futuras de pagamento de indenização de danos morais ou materiais em função da falta de utilização do EPI.<br />LISTA DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL<br />EPI PARA PROTEÇÃO DA CABEÇA<br />Capacete<br />Capuz<br />EPI PARA PROTEÇÃO DOS OLHOS E FACE<br /> Óculos<br /> Protetor facial.<br /> Máscara de Solda<br />EPI PARA PROTEÇÃO AUDITIVA<br /> Protetor auditivo<br /> EPI PARA PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA <br /> Respirador purificador de ar<br />EPI PARA PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES<br />Luva<br />Creme protetor<br />Manga<br />Meia<br />Perneira<br />Calça<br />EPI PARA PROTEÇÃO DO CORPO INTEIRO<br />Macacão<br />EPI PARA PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS COM DIFERENÇA DE NÍVEL<br />Cinturão<br />

×