O Pré-ModernismoMovimento literário detransição entre as tendênciasmodernas europeias e oModernismo
Referências HistóricasBahia - Guerra de CanudosNordeste - Ciclo do CangaçoCeará - milagres de Padre CíceroAmazônia - Ciclo...
LINGUAGEM SIMPLES E COLOQUIALApesar de alguns conservadorismos, o caráter inovadorde algumas obras representa uma ruptura ...
REALIDADE BRASILEIRAA denúncia da realidade brasileira, negandoo Brasil literário herdado do Romantismoe do Parnasianismo....
Euclides da Cunha – Norte e NordesteMonteiro Lobato – Interior paulista (Vale do Paraíba)Graça Aranha – Espírito SantoLima...
TIPOS HUMANOS MARGINALIZADOSSertanejo NordestinoCaipiraFuncionário PúblicoMulatos
TEXTO JORNALÍSTICO E CIENTÍFICOLigação com fatos políticos,econômicos e sociaiscontemporâneos, diminuindo adistância entre...
OBRAS PRÉ-MODERNISTASTriste Fim de Policarpo Quaresma (Lima Barreto)Retrata o governo de Floriano Peixoto e a Revolta da A...
Euclides da CunhaComo repórter, torna pública a realidadebrasileira em Os Sertões, mostrando a Guerrade Canudos de forma í...
OS SERTÕES – TRÊS PARTESA TerraDescrição minuciosa e melancólica do sertão baiano.O HomemDa mesma forma, descreve o sertan...
Monteiro LobatoUtilizando uma linguagem simples, apresenta astensões sociais, políticas e econômicas da época.Lutou atravé...
Lima BarretoDe origem humilde, filho de pai português e mãe escrava,afilhado do Visconde do Ouro Preto, conseguiu estudar ...
TRISTE FIM DEPOLICARPO QUARESMAPersonagem do título é fanático nacionalista(ufanista) e acaba por descobrir o quão obscura...
DIVISÃO DA OBRAEM TRÊS MOMENTOSI -Policarpo Quaresma, funcionário público, passa os dias estudandosobre o seu amado país, ...
Terceiro e Último Momento...III –Policarpo retorna ao Rio de Janeiro e passa a apoiar opresidente Marechal Floriano Peixot...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O pré modernismo

928 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
928
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
126
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O pré modernismo

  1. 1. O Pré-ModernismoMovimento literário detransição entre as tendênciasmodernas europeias e oModernismo
  2. 2. Referências HistóricasBahia - Guerra de CanudosNordeste - Ciclo do CangaçoCeará - milagres de Padre CíceroAmazônia - Ciclo da BorrachaVinda dos ImigrantesContrastes da realidade brasileiraEuropa prepara-se para a 1ª Guerra Mundial
  3. 3. LINGUAGEM SIMPLES E COLOQUIALApesar de alguns conservadorismos, o caráter inovadorde algumas obras representa uma ruptura com opassado, com o academicismo. Lima Barreto ironizatanto os escritores "importantes" que utilizavam umalinguagem pomposa quanto os leitores que se deixavamimpressionar:"Quanto mais incompreensível é ela (a linguagem), maisadmirado é o escritor que a escreve, por todos que não lheentenderam o escrito“(Os Bruzundangas).
  4. 4. REALIDADE BRASILEIRAA denúncia da realidade brasileira, negandoo Brasil literário herdado do Romantismoe do Parnasianismo. O Brasil não-oficialdo sertão nordestino, dos caboclosinterioranos, dos subúrbios é o grandetema do Pré-Modernismo.
  5. 5. Euclides da Cunha – Norte e NordesteMonteiro Lobato – Interior paulista (Vale do Paraíba)Graça Aranha – Espírito SantoLima Barreto – Subúrbio cariocaRegionalismo, montando-se umvasto painel brasileiro:
  6. 6. TIPOS HUMANOS MARGINALIZADOSSertanejo NordestinoCaipiraFuncionário PúblicoMulatos
  7. 7. TEXTO JORNALÍSTICO E CIENTÍFICOLigação com fatos políticos,econômicos e sociaiscontemporâneos, diminuindo adistância entre realidade e ficção.
  8. 8. OBRAS PRÉ-MODERNISTASTriste Fim de Policarpo Quaresma (Lima Barreto)Retrata o governo de Floriano Peixoto e a Revolta da ArmadaOs Sertões (Euclides da Cunha)Um relato da Guerra de CanudosCidades Mortas (Monteiro Lobato)Mostra a passagem do café pelo vale do Paraíba paulistaCanaã (Graça Aranha)Um documento sobre a imigração alemã no Espírito Santo
  9. 9. Euclides da CunhaComo repórter, torna pública a realidadebrasileira em Os Sertões, mostrando a Guerrade Canudos de forma ímpar. Enviado especialdo jornal O Estado de S. Paulo, viu de perto arealidade da região e os esforços dosmoradores do local para se salvar dos ataques.Foi o primeiro escritor brasileiro adiagnosticar o subdesenvolvimento do país,diagnosticando os dois Brasis (litoral esertão).
  10. 10. OS SERTÕES – TRÊS PARTESA TerraDescrição minuciosa e melancólica do sertão baiano.O HomemDa mesma forma, descreve o sertanejo.A LutaRetrato da guerra propriamente dita.
  11. 11. Monteiro LobatoUtilizando uma linguagem simples, apresenta astensões sociais, políticas e econômicas da época.Lutou através da imprensa e pessoalmente, pelosaneamento, pela exploração do petróleo e o ferro,pela educação e saúde do país. Aproxima-se dasideias do Partido Comunista Brasileiro e écontrovertido, ativo e participante. Faz uma críticafecunda ao Brasil rural e pouco desenvolvido, comono Jeca Tatu (estereótipo do caboclo abandonadopelas autoridades governamentais) do livro Urupês.
  12. 12. Lima BarretoDe origem humilde, filho de pai português e mãe escrava,afilhado do Visconde do Ouro Preto, conseguiu estudar eingressar aos 15 anos na Escola Politécnica e foi um grandecrítico social. Era negro, vítima de preconceitos, utilizava-se desuas obras para denunciar a desigualdade social da época,rompendo com o nacionalismo ufanista até então constante emtodos os autores pré-modernistas.
  13. 13. TRISTE FIM DEPOLICARPO QUARESMAPersonagem do título é fanático nacionalista(ufanista) e acaba por descobrir o quão obscura é arealidade do Brasil.
  14. 14. DIVISÃO DA OBRAEM TRÊS MOMENTOSI -Policarpo Quaresma, funcionário público, passa os dias estudandosobre o seu amado país, o Brasil. Envia um requerimentosugerindo que a língua oficial do Brasil tornasse-se o tupi guarani,língua nativa da região. Entretanto, teve o pedido negado e forainternado num manicômio.II –Policarpo, com a ilusão de que todas as terras de seu amado Brasilfossem férteis, aventura-se em comprar uma fazenda e plantar.Entretanto, a chácara Sossego é tão fértil como ele pensava.
  15. 15. Terceiro e Último Momento...III –Policarpo retorna ao Rio de Janeiro e passa a apoiar opresidente Marechal Floriano Peixoto, participando comovoluntário da Revolta da Armada. Critica como os prisioneiroseram injustamente tratados e, por isso, é preso e condenado aofuzilamento por ordem do próprio presidente.

×