Revisão de literatura

3.038 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Revisão de literatura

  1. 1. Literatura - Revisão ( WEBER, Telma, Boiadeiro - 100x80cm - O.S.T.) Professora: Mª Cristina A. Biagio
  2. 2. Revisão de Literatura – Principais Movimentos Vanguardas Européias Romantismo Realismo/ Naturalismo Parnasianism o PréModernismo 1902 Simbolismo Os Sertões Canaã Modernismo 1922 Semana de Arte Moderna
  3. 3. Romantismo: Predomínio da Emoção sobre a Razão. Realismo/Naturalismo/ Parnasianismo: Predomínio da Razão sobre a Emoção. Simbolismo: Musicalidade, Sugestão. Frase Marcante do Pré-Modernismo: “O Sertanejo é, antes de tudo, um forte.” (Euclides da Cunha) Projeto literário do Pré-Modernismo/Modernismo (Geração de 30 / Projeto literário do Pré-Modernismo/Modernismo (Geração de 30 / Geração de 45) :: Olhar para o Brasil e usar a literatura como Geração de 45) Olhar para o Brasil e usar a literatura como meio de transformação social. meio de transformação social.
  4. 4. Romantismo – 1836 - 1881 Poesia    1ª fase – Nacionalista – Indianista - ufanista – Gonçalves Dias. 2ª fase – Mal-do-século Álvares de Azevedo. 3ª fase – Crítica Social – Castro Alves     Prosa Romance Indianista – José de Alencar - Iracema Romance Regionalista – Visconde de TaunayInocência Romance Histórico – José de Alencar – O Guarani Romance Urbano – Joaquim Manuel de Macedo – A Moreninha
  5. 5. Realismo – 1881 - 1893 Realismo - Prosa  Razão/Objetividade;  Romance Psicológico;  Individual;  Psicanálise - Freud. Machado de Assis Naturalismo- Prosa  Razão/ Objetividade;  Romance de Tese;  Coletivo;  Determinismo (HippolyteTaine - Influência do Meio);  Homem como um animal. Aluísio de Azevedo Parnasianismo - Poesia: Valorização da Forma – Arte pela Arte – Olavo Bilac
  6. 6. Simbolismo – Símbolos, Sugestão, Musicalidade Cruz e Sousa – O Cisne Negro da Literatura Alphonsus de Guimaraens – O solitário de Mariana Pré-Modernismo Período sincrético – Cada autor procurou retratar o Brasil a sua maneira: . A literatura popular e suburbana de Lima Barreto. • A proposta modernizadora de Graça Aranha. • As manifestações polêmicas de Monteiro Lobato. • A erudição assombrosa de Euclides da Cunha. • A poesia escatológica de Augusto dos Anjos.
  7. 7. O Pré-Modernismo é uma literatura de Crítica Social. Desmistifica o Romantismo e seu Nacionalismo Ufanista. Mostra o Brasil real, com seus Conflitos Político-Sociais. Portanto, um Nacionalismo Crítico-Amargo.
  8. 8. Quantos brasis existem neste nosso país? “Precisamos descobrir o Brasil! Escondido atrás das florestas, Com a água dos rios no meio, O Brasil está dormindo, coitado!” Carlos Drummond de Andrade
  9. 9. Que Brasil é este? É o Brasil desigual... Urbano Rural civilizado politizado refinado Anacrônico/retrógrado Brutalizado Fanatizado Tema de Euclides da Cunha
  10. 10. O Brasil Caipira Anacrônico/retrógra do Indefeso/se m armas Analfabeto Obtuso – pouco conhecimento Tema de Monteiro Lobato Urupês (Jeca Tatu) Cidades Mortas
  11. 11. O Brasil da Marginalização Urbana O negro Lima Barreto O funcionário público Os alcoólatras Subúrbio Mestiço, sofreu o preconceito de uma sociedade que discriminava as pessoas. Em seu funeral, ignorado pelos intelectuais da época, compareceram pobres anônimos e suburbanos, sobre quem escreveu.
  12. 12. A Semana de Arte Moderna Movimento artístico, político e social Tomada de consciência da realidade brasileira
  13. 13. Modernismo – 1ª Fase “O passado é lição para se meditar e não para se reproduzir”. Amar – Verbo Intransitivo Retrato de Mário de Andrade (Tarsila do Amaral) “A alegria é a verdadeira prova dos nove” Memórias Sentimentais de João Miramar . Retrato de Oswald de Andrade (Tarsila do Amaral) Manuel Bandeira – O resgate lírico
  14. 14. Modernismo – 2ª Fase GRACILIANO RAMOS (1892 – 1953) O MESTRE DO REGIONALISMO NORDESTINO. “Nada existe fora dos acontecimentos.” Graciliano Ramos. Rachel de Queiroz (1910-2003) Um olhar feminino para o sertão. “Na verdade, eu não gosto de escrever e se eu morrer agora, não vão encontrar nada inédito na minha casa”. Rachel de Queiroz
  15. 15. Características da prosa neorrealista:  Romances caracterizados pela denúncia social;  Verdadeiro documento da realidade brasileira;  O regionalismo ganha força – busca do homem brasileiro nas diversas regiões;  Os romances tratam do surgimento da realidade capitalista, a exploração das pessoas, movimentos migratórios, miséria, fome, a seca, entre outros temas.
  16. 16. "O cinema e a televisão criam imagens, a literatura cria imaginação." JORGE FURTADO
  17. 17. Jorge Amado (1912- 2001) - Retrato da diversidade econômica e cultural  Regionalismo baiano, zonas rurais do cacau e zona urbana de Salvador;  Tipos marginalizados;  Análise da sociedade;  Utilização em suas obras da “fala do povo”;  Valorização da figura feminina; sensualidade brasileira – amor mundano, altamente erotizado.
  18. 18. Cenas do Filme
  19. 19. José Lins do Rego (1901-1957) – Lembranças de um menino de engenho. Decadência dos engenhos de cana-de-açúcar; Ciclo da cana-de-açúcar: sua vivência no engenho; O narrador de Menino de Engenho, Carlinhos, é o reflexo do próprio autor em alguns momentos; Fogo Morto (1943) sintetiza o ciclo e conta a história de um engenho chamado Santa Fé. José Lins do Rego e Graciliano Ramos
  20. 20. Érico Veríssimo (1905-1975) – o intérprete dos gaúchos  Clarissa;  Um lugar ao sol;  Olhai os lírios do campo;  O tempo e o vento;  Incidente em Antares ...
  21. 21. Dyonélio Machado (1895-1985) – As angústias do homem comum  Imagine um homem que não pode comprar leite para o filho doente e que é obrigado a vislumbrar o rosto tristonho da esposa. E, claro, imagine os ratos, que devoram migalhas de pão sobre a mesa, como uma grande metáfora do que é a vida do homem comum, sendo engolida, aos poucos, pelas mazelas sociais.
  22. 22. Segunda Fase – Poesia – Um mundo às avessas: guerra e autoritarismo Carlos Drummond de Andrade (1902 -1987) Três momentos Drummond < mundo; Drummond = mundo; Drummond > mundo. Drummond é um poeta como poderíamos dizer: “timidíssimo, e ao mesmo tempo inteligentíssimo e sensibilíssimo.” Affonso Romano de Sant’Anna
  23. 23. Cecília Meireles (1901-1964) Imortalizou-se como a primeira mulher a ocupar um lugar importante na poesia brasileira. Temas: Fugacidade das coisas, ao lado de referências sobre o amor e o tempo. A natureza, o infinito e o sonho. Lirismo sutil, intuitivo e sensível. 
  24. 24. Vinicius de Moraes (1913-1980) O poetinha – O branco mais preto do Brasil  Apesar de grande parte de sua obra poética ter o amor como tema central, ocupou-se com questões contemporâneas como as atrocidades cometidas durante a Segunda Guerra Mundial.
  25. 25. João Guimarães Rosa (1908-1967) O descobridor do sertão universal “Todos os meus livros são simples tentativas de rodear e devassar um pouquinho o mistério cósmico, esta coisa movente, impossível, perturbante, rebelde a qualquer lógica, que é chamada “realidade”, que é a gente mesmo, o mundo, a vida, antes o obscuro que o óbvio, que o frouxo...”
  26. 26. Clarice Lispector (1920-1977) A busca incansável da identidade  A primeira publicação de Clarice (Perto do Coração Selvagem- 1973) abalou a crítica especializada por causa do caráter inovador de sua narrativa intimista.

×