A fidelização tem uma função clara: marcar a diferença em relação a outrasempresas que operam no mesmo sector, e evitar pe...
tipologia de clientes O cliente  é aquele que compra de sua empresa, que compra o produto e serviço por ela ofertada e ta...
clientes são importantes. Se você adquire clientes demais sem ter estrutura, em algum momento,  deixará algum deles na mã...
Porque é que as empresas adotampolíticas de satisfação dos clientes. A estratégia da empresa consiste do conjunto de muda...
Efeito multiplicador de perda de clientes As empresas passam a ver os seus clientes não apenas por uma única ocasião de  ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estratégia de fidelização de clientes

278 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estratégia de fidelização de clientes

  1. 1. A fidelização tem uma função clara: marcar a diferença em relação a outrasempresas que operam no mesmo sector, e evitar perder clientes para aconcorrência, com uma série de medidas que deem um valor acrescentado aosclientes. Desta maneira, qualquer ato de compra ou de consumo transforma-senuma oportunidade para premiar a eleição do consumidor, e a confiança queeste deposita na marca escolhida. Em última análise, são ações que fazem comque um cliente satisfeito tenha menos motivos para optar por outra marca, emais incentivos para repetir a compra dos produtos da empresa. O abandono dosclientes é um dos principais problemas com que se depara qualquer empresa.Mas este não é algo que acontece repentinamente, trata-se de um processo queacontece progressivamente, no qual o descontentamento vai originando adescritibilidade e abandono, até ao ponto em que o grau de abandono é evidentee prejudicial
  2. 2. tipologia de clientes O cliente  é aquele que compra de sua empresa, que compra o produto e serviço por ela ofertada e também  consome a marca e demais compostos intangíveis adquiridos de forma embutida no produto. Sem os clientes  não há o facturamento, além de pagar o preço e considerar o valor agregado da mercadoria, o cliente  satisfeito ou insatisfeito torna-se num divulgador da marca. Existem os seguintes tipos de clientes: Prospeta : cliente que possua a intenção de comprar da sua empresa Shopper : visitam seu estabelecimento pelo menos 1 vez. Cliente eventual : Compram sem fidelidade, com um ou mais produtos em situações de necessidade ou necessidade ocasional. Cliente regular : próximos da fidelidade, compram determinado produto periodicamente; Defensor : Seja por satisfação ou insatisfação, divulgam a marca da empresa e sua experiência com o produto para terceiros. O cliente externo é aquele que está na sociedade de consumo , detentor de determinado  poder de compra. O cliente interno é muito referido nas ações de endomarketing das  empresas, pois são os funcionários, equipes de trabalhos e demais colaboradores internos da  empresa. No cenário atual, todo empreendimento deve encantar o seu cliente oferecendo produtos de  alta qualidade a preço acessível, serviço eficaz, resposta imediata e as devidas soluções para os  problemas e dúvidas proveniente do uso da mercadoria.
  3. 3. clientes são importantes. Se você adquire clientes demais sem ter estrutura, em algum momento, deixará algum deles na mão, o que tem um impacto negativo em alguns aspetos como a perda deste capital que se referia ao recebimento de algo que não foi entregue e o pior de tudo, propaganda negativa para sua empresa, o que queima a marca no mercado. Considerando que a marca também é um ativo da empresa, entendemos então que sua desvalorização significa perda de dinheiro. Por outro lado, se você não conseguir a quantidade mínima de clientes para que a empresa continue operando, seu fluxo de caixa será insuficiente para arcar com tudo. É uma premissa dos negócios. Como vivemos no Capitalismo Selvagem onde o importante é sempre maximizar os lucros, isso acaba não tendo tanto impacto por querermos sempre mais, mas é importante analisar isso durante o planeamento da empresa, essa é a questão. Imagine uma rede de mercados, tipo Walmart, que tenha apenas 2 clientes (pessoas físicas). Fechará as portas antes de 1 ano de funcionamento e isso com uma boa estimativa. Entretanto, algumas empresas voltadas, ao B2B geralmente, tem 3 clientes operando e estão lucrando muito. Isso varia muito de segmento para segmento, de negócio para negócio.
  4. 4. Porque é que as empresas adotampolíticas de satisfação dos clientes. A estratégia da empresa consiste do conjunto de mudanças competitivas e abordagens comerciais que os gerentes executam para atingir o melhor desempenho da empresa. A estratégia é o planeamento do jogo de gerência para reforçar a posição da organização no mercado, promover a satisfação dos clientes e atingir os objetivos de desempenho. A estratégia pode ser definida como o conjunto de objetivos, finalidades, metas, diretrizes fundamentais e os planos para atingir os objetivos, postulados de forma a definir em que situação a organização se encontra, que tipo de organização se encontra, que tipo de organização ela é ou deseja ser.
  5. 5. Efeito multiplicador de perda de clientes As empresas passam a ver os seus clientes não apenas por uma única ocasião de consumo, mas sim por uma sequência de eventos relacionais ao longo do tempo. O valor da marca perde espaço para o valor do relacionamento com a marca e a perceção do alto custo que a perda do cliente pode representar em um mundo que só faz aumentar a participação do setor de serviços na economia mundial e, diretamente proporcional, ocorre o aumento das relações com o cliente, o que leva a uma lógica de retenção dos clientes. Além disso, também é explorada a lógica da espiral da morte dos produtos lucrativos e o valor do cliente no contexto das redes. O valor do Cliente de uma empresa é o total dos valores de consumo do cliente ao longo de sua vida de consumo, naquela empresa . Isto quer dizer que para avaliarmos qual o efetivo valor dos clientes de uma empresa é necessário projetar o tempo e o potencial de compra de relacionamento cliente-empresa, trazendo as receitas a valor presente. É assim que as empresas devem se comportar na nova economia, priorizando a lógica da retenção de clientes, percebendo os altos custos da perda de clientes e, acima de tudo, entendendo e estimando a receita envolvida neste relacionamento.

×