Reforma Protestante

244 visualizações

Publicada em

Reforma Protestante - Aula I

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
244
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reforma Protestante

  1. 1. O Cristianismo é dividido em 3 grandes ramos católicos, ortodoxos e protestantes.
  2. 2. É a religião que reúne, atualmente , o maior número de seguidores.
  3. 3. Os católicos formam o grupo mais numeroso dos cristãos (51%), seguidos pelos protestantes (35%), que se dividem em luteranos, anglicanos, calvinistas etc.
  4. 4. Que razões levaram à divisão do cristianismo ocidental entre católicos e protestantes?
  5. 5. Motivações da Reforma • Novas Interpretações da Bíblia. • Invenção da Imprensa (Gutenberg) = difusão da Bíblia, surgindo novas interpretações.
  6. 6. Santo Agostinho “A salvação do homem é alcançada pela fé”.
  7. 7. São Tomás de Aquino “A salvação do homem é alcançada pela fé e pelas boas ações”.
  8. 8. • Simonia = Para ganhar dinheiro, o alto clero iludia a boa-fé de milhares de cristãos comercializando relíquias religiosas, em geral falsas.
  9. 9. • Indulgências = Venda do perdão dos pecados. Mediante pagamento, destinado a financiar obras da Igreja, os fiéis poderiam comprar a “salvação eterna”.
  10. 10. Para piorar, boa parte dos sacerdotes desconhecia a própria doutrina católica e demonstrava falta de preparo para funções religiosas.
  11. 11. NOVA ÉTICA RELIGIOSA A Igreja censurava a usura e o lucro excessivo e defendia o preço justo. Os comerciantes ficavam divididos entre a busca do lucro e as obrigações morais.
  12. 12. Os defensores dos lucros desejavam uma nova ética religiosa. Essa necessidade foi atendida, em grande parte, pela ética protestante (Calvino), que surgiu com a Reforma.
  13. 13. Havia conflitos políticos entre autoridades da Igreja e alguns governantes das monarquias europeias.
  14. 14. Os países procuravam afirmar sua independência em relação à Igreja, para que esta não interferisse mais em seus assuntos.

×