REFORMA RELIGIOSAREFORMA RELIGIOSA
““Só a Fé Salva.”Só a Fé Salva.”
Martinho LuteroMartinho Lutero
““Deus criou vasos para...
Durante o seu
papado surgiu o
movimento
reformista, que
levaria à divisão
do Cristianismo
na Europa.
Papa leão X, em pintu...
• Definição: Movimento de fiéis insatisfeitos
com a Igreja Católica, dando origem a
novas religiões cristãs e as mudanças ...
Antecedentes/Causas:
• Insatisfação dos reis e dos nobres: altos
tributos cobrados pela Igreja e disputa de
poder entre o ...
• Corrupção moral:
– venda de indulgências (perdão,
misericórdia);
– venda de relíquias sagradas;
– venda de cargos no cle...
• Precursores:
(Os primeiros a defenderem a
idéia de mudanças na Igreja.)
-John Wyclif (1324? – 1384):
Teólogo inglês, pro...
2. Jan Hus (1369-1415),
nasceu em Husinec
(próximo de Praga,
República Tcheca,
atualmente). Professor
da Universidade de
P...
REFORMA ONDE MOTIVAÇÕES/OBJETIVOS
LUTERANA/
Lutero
Norte da
Alemanha e
países
Escandina-
vos
Apoio dos príncipes feudais:
...
REFORMA
LUTERANA
Venda de indulgências
• Martinho Lutero (1483-
1546), alemão, estudou
Direito e Teologia, monge
agostiniano, rebela-se
contra as atitudes da
Igr...
• Iniciava-se, assim, a
longa discussão entre
Lutero e as autoridades
católicas, que terminou
com a decretação de sua
exco...
Lutero na Dieta de Worms
• Uma Cruz, um Coração, uma
Rosa Messiânica, um Fundo
Azul e um Anel Dourado
formam o BRASÃO DE LUTERO.
• O coração se ape...
- Carlos V, Imperador do
Sacro Império Romano,
tentou submeter os
seguidores de Lutero, que
protestaram. Vem daí o
nome de...
Princípios básicos do luteranismo:
– Salvação pela fé;
– Leitura e livre interpretação da Bíblia;
– Eliminação de santos e...
Destruição de imagens pelos protestantes num templo
católico. No começo da Reforma, protestantes e
católicos eram muito in...
• Subordinação da Igreja
ao Estado – revolta
camponesa dos
anabatistas (Thomas
Münzer);
• Lutero condenou os
anabatistas e...
Triunfo da Morte, Pieter Brueghel. A angústia da perseguição
contra os reformistas.
REFORMA
ANABATISTA
• Também conhecidos como
reformadores radicais.
• Thomas Münzer pregou
uma interpretação
diferente da Bíblia: afirmou
que ...
O movimento foi abafado pelos burgueses com o
apoio de Lutero. Thomas e seus seguidores foram
capturados e decapitados.
Pr...
REFORMA
CALVINISTA
• João Ítalo Calvino: francês,
estudou Direito e Teologia
influenciado por Lutero,
radicado na Suíça, onde já
se desenvolv...
Princípios Calvinistas:
• A soberania de Deus na criação, providência
e redenção.
• O estudo sério e criterioso das Escrit...
• Teoria da Predestinação Absoluta (trabalho, pureza,
cumprimento de deveres e progresso econômico = sinais
divinos).
• Ap...
REFORMA
ANGLICANA
O Anglicanismo - Inglaterra
– Atrito entre o rei da Inglaterra e
o papa.
Henrique VIII (ING) X Clemente VII
(Papa).
- Nega...
Esposas de Henrique VIII
– Terras da Igreja confiscadas e vendidas aos
nobres (fortalecimento político do rei).
– Culto e hierarquia semelhantes ao...
REFORMA
CATÓLICA
• A Contra Reforma ou Reforma Católica:
– Medidas da Igreja Católica para conter o avanço
protestante na Europa.
– O Concí...
– Não proibiu a vendas de indulgências e cargos do alto
clero;
– Estudos nos seminários antes de serem ordenados;
– Salvaç...
Foram os jesuítas, também conhecidos por inacianos, que
lideravam a ação cristã na América colonial.
– Tribunais do Santo Ofício ou da Santa Inquisição:
tribunais religiosos que julgavam e condenavam
“hereges” ou “infiéis” ...
Representação de
um "Auto-de-fé" na
Inquisição
Espanhola.
Rituais da Inquisição
Conseqüências da Reforma:
• Estímulo ao individualismo, à liberdade de
pensamento, na medida em que propôs
opções religios...
“A paz, se possível, mas a
verdade, a qualquer
preço.”
Martinho Lutero
Reforma protestante
Reforma protestante
Reforma protestante
Reforma protestante
Reforma protestante
Reforma protestante
Reforma protestante
Reforma protestante
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reforma protestante

941 visualizações

Publicada em

Aula PPT Reforma Protestante

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
941
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
100
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reforma protestante

  1. 1. REFORMA RELIGIOSAREFORMA RELIGIOSA ““Só a Fé Salva.”Só a Fé Salva.” Martinho LuteroMartinho Lutero ““Deus criou vasos para a salvação e vasos para aDeus criou vasos para a salvação e vasos para a danação eterna. Se a Mão de Deus estiverdanação eterna. Se a Mão de Deus estiver sobre a tua cabeça tu será beneficiado aqui nasobre a tua cabeça tu será beneficiado aqui na terra com muita saúde e prosperidade. Porterra com muita saúde e prosperidade. Por este indício compreenderás que estáseste indício compreenderás que estás predestinado à salvação.”predestinado à salvação.” João CalvinoJoão Calvino
  2. 2. Durante o seu papado surgiu o movimento reformista, que levaria à divisão do Cristianismo na Europa. Papa leão X, em pintura de Rafael Sanzio.
  3. 3. • Definição: Movimento de fiéis insatisfeitos com a Igreja Católica, dando origem a novas religiões cristãs e as mudanças na Igreja Católica (Contra-Reforma); • Quando: final do século XV e início do XVI; • Onde: Alemanha, Suíça, França, Inglaterra e Escócia, principalmente.
  4. 4. Antecedentes/Causas: • Insatisfação dos reis e dos nobres: altos tributos cobrados pela Igreja e disputa de poder entre o rei e a Igreja. • Descontentamento da burguesia: Condenação do lucro pela Igreja (usura). • Questões teológicas: O livre-arbítrio (São Tomás de Aquino) e a teologia da predestinação e da fé. (Santo Agostinho). Leitura e interpretação da Bíblia restrita à Igreja (língua oficial Latim).
  5. 5. • Corrupção moral: – venda de indulgências (perdão, misericórdia); – venda de relíquias sagradas; – venda de cargos no clero. • Corrupção do clero – simonia. • Ignorância religiosa dos padres e novas interpretações da Bíblia. • Renascimento – antropocentrismo.
  6. 6. • Precursores: (Os primeiros a defenderem a idéia de mudanças na Igreja.) -John Wyclif (1324? – 1384): Teólogo inglês, professor da Universidade de Oxford e reformador religioso. Trabalhou na primeira tradução da Bíblia para o idioma inglês, a Bíblia de Wyclif. – Condenou a venda de indulgência, defendeu a formação de uma Igreja nacional e a leitura da Bíblia pelos fiéis.Início do Evangelho de João, em uma cópia da tradução pra o inglês da Bíblia de Wyclif. (Wikipédia)
  7. 7. 2. Jan Hus (1369-1415), nasceu em Husinec (próximo de Praga, República Tcheca, atualmente). Professor da Universidade de Praga, teólogo e reformador, seguidor das idéias de John Wyclif. Foi queimado vivo em 1415, acusado de heresia. - Denunciou os abusos da Igreja e pregava uma atitude exemplar. Jan Husinecky (checo)– Johannes de Hussinetz (Latim) – John Huss (Inglês)
  8. 8. REFORMA ONDE MOTIVAÇÕES/OBJETIVOS LUTERANA/ Lutero Norte da Alemanha e países Escandina- vos Apoio dos príncipes feudais: 1. pretexto para tomar os bens do clero; 2. impedir o domínio do rei espanhol- católico Carlos V. ANABATISTA / Thomas Münzer Alemanha Revolta camponesa antifeudal. - Bíblia como defensora do comunismo primitivo. - Massacrados pelos príncipes feudais. CALVINISTA/ Calvino Suíça, Inglaterra, Holanda, França. - Igreja Católica condenava os lucros burgueses. - Calvino defendia o trabalho duro e a acumulação de capital. ANGLICANA /Henrique VIII Inglaterra - Reforço do absolutismo inglês. O divórcio com Catarina de Aragão foi o pretexto para romper com o papa e com a Espanha.
  9. 9. REFORMA LUTERANA
  10. 10. Venda de indulgências
  11. 11. • Martinho Lutero (1483- 1546), alemão, estudou Direito e Teologia, monge agostiniano, rebela-se contra as atitudes da Igreja. • Em 1517 a Igreja cobrava as indulgências para erguer a Basílica de São Pedro (Roma). • Revoltado fixou na porta da igreja local um texto com suas 95 Teses, criticando ferozmente a troca das penitências por dinheiro.
  12. 12. • Iniciava-se, assim, a longa discussão entre Lutero e as autoridades católicas, que terminou com a decretação de sua excomunhão. • O imperador Carlos V convocou uma assembléia – Dieta de Worms – na qual Lutero foi considerado herege. Porta da Igreja do Castelo de Wittenberg, onde Lutero afixou as 95 teses, em 31 de outubro de 1517
  13. 13. Lutero na Dieta de Worms
  14. 14. • Uma Cruz, um Coração, uma Rosa Messiânica, um Fundo Azul e um Anel Dourado formam o BRASÃO DE LUTERO. • O coração se apega a Cristo, centro da fé e da vida cristã. A fé se reflete em alegria, consolação, paz e esperança, aguardando a realização das promessas de felicidade sem fim, que ainda serão cumpridas. • A ROSA DE LUTERO tornou-se um símbolo visual da REFORMA e do LUTERANISMO.
  15. 15. - Carlos V, Imperador do Sacro Império Romano, tentou submeter os seguidores de Lutero, que protestaram. Vem daí o nome de protestantes. - É excomungado e condenado a morte – protegido em castelo de nobre alemão, Frederich da Saxônia. - 1530 - redigida a Confissão de Augsburgo. Carlos V
  16. 16. Princípios básicos do luteranismo: – Salvação pela fé; – Leitura e livre interpretação da Bíblia; – Eliminação de santos e imagens, fim do celibato para sacerdotes, – Não seguimento da autoridade papal; – 2 sacramentos (batismo e eucaristia), – Submissão da Igreja ao Estado. – Utilização do alemão nos cultos religiosos; – Negação da transubstanciação;
  17. 17. Destruição de imagens pelos protestantes num templo católico. No começo da Reforma, protestantes e católicos eram muito intolerantes e violentos.
  18. 18. • Subordinação da Igreja ao Estado – revolta camponesa dos anabatistas (Thomas Münzer); • Lutero condenou os anabatistas e repeliu a burguesia. • 1529 – Dieta de Spira; • Guerras religiosas – término 1555 (Paz de Augsburgo) Gravura alemã da época mostra os padres e os monges: corruptos, mulherengos e ligados ao demônio.
  19. 19. Triunfo da Morte, Pieter Brueghel. A angústia da perseguição contra os reformistas.
  20. 20. REFORMA ANABATISTA
  21. 21. • Também conhecidos como reformadores radicais. • Thomas Münzer pregou uma interpretação diferente da Bíblia: afirmou que o Cristianismo era uma doutrina para os humilhados da Terra, criticou a exploração feudal e pregava o Anabatismo - o batismo só deveria ser feito em adultos conscientes,e que todos os bens deveriam ser distribuídos igualmente para todos.
  22. 22. O movimento foi abafado pelos burgueses com o apoio de Lutero. Thomas e seus seguidores foram capturados e decapitados. Princípios anabatistas: • Volta ao ideal da igreja primitiva. • Separação entre igreja e estado. • Batismo de adultos, por imersão. • Afastamento do mundo material. • Fraternidade e igualdade. • Pacifismo: proibição de porte de armas e serviço militar. • Vida comunitária em colônias agrícolas.
  23. 23. REFORMA CALVINISTA
  24. 24. • João Ítalo Calvino: francês, estudou Direito e Teologia influenciado por Lutero, radicado na Suíça, onde já se desenvolvia um movimento reformista de Ulrich Zwinglio. • Esta segunda expressão histórica do protestantismo ficou conhecida como “movimento reformado.” Calvino condenou o teatro e dança. Mas aprovou a cobrança de juros.
  25. 25. Princípios Calvinistas: • A soberania de Deus na criação, providência e redenção. • O estudo sério e criterioso das Escrituras. • A importância da educação, para os pastores e os crentes em geral. • Governo representativo através de presbíteros e concílios. • Nega a interferência do Papa em assuntos políticos; • Salvação pela fé;
  26. 26. • Teoria da Predestinação Absoluta (trabalho, pureza, cumprimento de deveres e progresso econômico = sinais divinos). • Apoio da burguesia, pois apoiava os seus ideais. • Na Inglaterra = Puritanos; • Na França = Hunguenotes; • Na Escócia = Presbiterianos (John Knox) “O trabalhador é o que mais se assemelha a Deus... Um homem que não quer trabalhar não deve comer... o pobre é suspeito de preguiça, o que constitui uma injúria a Deus. O trabalho e o lucro devem ser encorajados, os prazeres e os gastos, condenados.” (Jean Calvino)
  27. 27. REFORMA ANGLICANA
  28. 28. O Anglicanismo - Inglaterra – Atrito entre o rei da Inglaterra e o papa. Henrique VIII (ING) X Clemente VII (Papa). - Negação do papa para o rei conseguir anulação de seu casamento com Catarina de Aragão para casar-se com Ana Bolena. - Interesse do rei em terras eclesiásticas. - Ato de Supremacia: criou a Igreja Anglicana com conteúdo protestante calvinista e ritual católico.
  29. 29. Esposas de Henrique VIII
  30. 30. – Terras da Igreja confiscadas e vendidas aos nobres (fortalecimento político do rei). – Culto e hierarquia semelhantes ao catolicismo. – Autoridade do papa não é aceita e latim é abolido dos cultos. – Fusão de elementos católicos com elementos calvinistas. – Reinado de Elizbeth I (1558-1603) através da Lei dos 39 artigos é que o anglicanismo se consolidou.
  31. 31. REFORMA CATÓLICA
  32. 32. • A Contra Reforma ou Reforma Católica: – Medidas da Igreja Católica para conter o avanço protestante na Europa. – O Concílio de Trento: abriu caminho para o início da Contra-reforma.
  33. 33. – Não proibiu a vendas de indulgências e cargos do alto clero; – Estudos nos seminários antes de serem ordenados; – Salvação pela fé e pelas boas obras; – Celibato clerical; – Crença na transubstanciação; – Indissolubilidade do casamento; – Reafirmação dos dogmas do catolicismo – Criação do INDEX; – Reativação dos Tribunais do Santo Ofício (Santa Inquisição); – Companhia de Jesus (Inácio de Loyola - ESP): ordem dos jesuítas, busca de novos fiéis (América), educação e catequese;
  34. 34. Foram os jesuítas, também conhecidos por inacianos, que lideravam a ação cristã na América colonial.
  35. 35. – Tribunais do Santo Ofício ou da Santa Inquisição: tribunais religiosos que julgavam e condenavam “hereges” ou “infiéis” (não católicos) com extrema violência. Atuaram principalmente na ESP, POR e ITA.
  36. 36. Representação de um "Auto-de-fé" na Inquisição Espanhola.
  37. 37. Rituais da Inquisição
  38. 38. Conseqüências da Reforma: • Estímulo ao individualismo, à liberdade de pensamento, na medida em que propôs opções religiosas e livre exame da Bíblia; • Declínio da doutrina do “justo preço” e maior liberdade para o lucro e para a acumulação, o que favoreceu o enriquecimento da burguesia. • Estímulo ao radicalismo religioso, à perseguição de minorias e às guerras de religião em vários países.
  39. 39. “A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.” Martinho Lutero

×