Trabalho de Português e
Literatura
Colégio Espírita Professor Rubens Costa Romanelli
Série:
2° ano
Alunos:
Fernanda Nantes...
Nós do 2º ano do Ensino Médio, do Colégio Espírita
Professor Rubens Costa Romanelli fomos convidados pelo
professor Vilmar...
Definição
Aborto é a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero, resultando
na sua morte ou sendo por el...
Procedimentos Abortivos
Cabe-nos comentar, aqui, acerca dos cinco métodos abortivos mais utilizados em todo
o mundo, depen...
Conseqüências Psicológicas:
• queda na autoestima pessoal pela
destruição do próprio filho;
• frigidez (perda do desejo se...
Aborto em nosso Código Penal
O Código Penal Brasileiro estabelece que o aborto é crime quando praticado:
pela própria gest...
Aborto em caso de risco de vida da mulher
Em caso de risco de vida da mulher, o próprio médico pode solicitar uma junta
mé...
Aborto:
Uma Opção?
Conceito
Tipos de
aborto
Espontâneo
Induzido
Perante a
Lei
Remoção ou expulsão
prematura de um embrião
...
Fontes de Pesquisa:
•https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://jus.com.br
/artigos/18658/aborto-causa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aborto

145 visualizações

Publicada em

Trabalho elaborado por alunos do 2° ano do ensino médio do Colégio Espírita Professor Rubens Costa Romanelli.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
145
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aborto

  1. 1. Trabalho de Português e Literatura Colégio Espírita Professor Rubens Costa Romanelli Série: 2° ano Alunos: Fernanda Nantes Gustavo Sena Letícia Gonçalves Paula Edwiges Sabrina Moura Tema: Aborto, uma opção? Professor: Vilmar Vilaça
  2. 2. Nós do 2º ano do Ensino Médio, do Colégio Espírita Professor Rubens Costa Romanelli fomos convidados pelo professor Vilmar Vilaça a refletir sobre diferentes discussões da sociedade e colocar nossas idéias no papel em formato de mapa mental. O trabalho a seguir tem como tema o aborto. Mesmo este sendo uma questão com grande visibilidade, grande parte da população não possui entendimento do assunto, não sabem o que é o aborto, suas conseqüências, causas ou como é freqüente. Se você se interessou pela temática, que tal junto a nós aprofundar nesse tema... Vamos lá? Introdução
  3. 3. Definição Aborto é a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero, resultando na sua morte ou sendo por ela causada. Tipos de Aborto: Aborto Espontâneo Surge quando a gravidez é interrompida sem que seja por vontade da mulher. Pode acontecer por vários fatores biológicos, psicológicos e sociais que contribuem para que esta situação se verifique. Aborto Induzido O aborto induzido é um procedimento usado para interromper uma gravidez. Pode acontecer quando existem malformações congênitas, quando a gravidez resulta de um crime contra a liberdade e autodeterminação sexual, quando a gravidez coloca em perigo a vida e a saúde física e/ou psíquica da mulher ou simplesmente por opção da mulher. . Aborto Ilegal dez é realizada de acordo com a legislação em vigor. Quando feito precocemente por médicos experientes O aborto ilegal é a interrupção duma gravidez quando os motivos apresentados não se encontram enquadrados na legislação em vigor ou quando é feito em locais que não estão oficialmente reconhecidos para o efeito. O aborto ilegal e inseguro constitui uma importante causa de mortalidade e de mobilidade maternas. O aborto clandestino é um problema de saúde pública.
  4. 4. Procedimentos Abortivos Cabe-nos comentar, aqui, acerca dos cinco métodos abortivos mais utilizados em todo o mundo, dependendo da idade gestacional. São eles: a) dilatação e curetagem (6ª à 16ª semana): o feto é desmembrado com uma cureta – instrumento em forma de colher, com bordas cortantes – e, junto com a placenta despedaçada, é jogado em um recipiente; b) sucção (6ª à 16ª semana): o bebê é sugado através de um tubo, por um aparelho cerca de 29 vezes mais potente que um aspirador de pó, sendo que, em regra, o crânio do bebê não passa pelo tubo, e é esmagado por uma pinça; c) envenenamento salino (após a 16ª semana): causa a morte por envenenamento, desidratação e hemorragia no cérebro e outros órgãos, além de produzir queimaduras graves na pele do bebê; d) histerotomia (24ª à 38ª semana): trata-se de uma espécie de operação cesariana, só que, ao invés de o objetivo ser trazer o bebê vivo, o mesmo é morto ou deixado à morte. e) aborto químico: quando há a ingestão de medicamentos abortivos, como o Citotec.
  5. 5. Conseqüências Psicológicas: • queda na autoestima pessoal pela destruição do próprio filho; • frigidez (perda do desejo sexual); • aversão ao marido ou ao amante; • culpabilidade ou frustração de seu instinto materno; • desordens nervosas, insônia, neuroses diversas; • doenças psicossomáticas; • depressões; Conseqüências Físicas: Os efeitos físicos do aborto - Infecção devido ao aborto: um aborto causa um alto risco de infecção urogenital, ou complicações infecciosas, como a peritonite pélvica, tromboflebite venosa uterina, e muitos outros. - Perfuração do útero. Cerca de 2-3% das mulheres que interrompem a gravidez pode sofrer perfuração do útero, no entanto, na maioria dos casos, este problema não é diagnosticado até que elas passem por uma laparoscopia de diagnóstico. O risco de perfuração uterina é maior em mulheres que já deram à luz e que receberam anestesia geral durante um aborto. - A ruptura do colo do útero: A maioria das rupturas cervicais significativas ocorre em mulheres nulíparas (que ainda não tenham dado à luz) A ruptura do colo do útero pode levar a complicações num futuro nascimento de trabalho de parto e de forma prematura. Há também um risco de câncer cervical.
  6. 6. Aborto em nosso Código Penal O Código Penal Brasileiro estabelece que o aborto é crime quando praticado: pela própria gestante;a pedido da gestante;sem o consentimento da gestante. Penas: Detenção de 1 a 3 anos, para a mulher que faz o aborto em si mesma ou consente que outra pessoa o faça;reclusão de 3 a 10 anos, para a pessoa que faz o aborto em uma mulher, sem seu consentimento;reclusão de até 10 anos, para a pessoa que faz o aborto com o consentimento da gestante menor de 14 anos, da alienada ou da débil mental, ou ainda se o consentimento é obtido mediante fraude, grave ameaça ou violência. As penas são aumentadas de um terço, se a gestante sofrer lesão corporal de natureza grave e são duplicadas, se morrer por causa da lesão (crime de homicídio). Violência física, como pontapé na barriga da mulher grávida, provocando aborto, é considerada crime de lesão corporal de natureza gravíssima. Aborto garantido pelo Código Penal O Código Penal Brasileiro não pune os médicos que interrompem uma gravidez, quando a mulher corre risco de vida ou quando a mulher engravidou de um estupro. A mulher grávida que corre risco de vida com a gestação, ou que engravidou de um estupro, não precisa procurar clínicas clandestinas. Ela tem o direito de ser atendida na rede pública hospitalar.
  7. 7. Aborto em caso de risco de vida da mulher Em caso de risco de vida da mulher, o próprio médico pode solicitar uma junta médica para atestar a necessidade do aborto. A interrupção da gravidez será feita com toda segurança. Neste tipo de interrupção de gravidez o médico não precisa do consentimento da gestante nem do consentimento do representante legal (em caso de menor ou doente mental). Aborto em caso de estupro Em caso de estupro, a mulher deve imediatamente registrar a ocorrência do crime em uma delegacia, de preferência Delegacia da Mulher, para que, além de registrar o crime para uma futura punição do estuprador, receber o Boletim de Ocorrência (BO) e fazer o Exame de Corpo de Delito, que comprova a agressão sexual sofrida.
  8. 8. Aborto: Uma Opção? Conceito Tipos de aborto Espontâneo Induzido Perante a Lei Remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero, resultando na sua morte ou sendo por ela causada. Legal quando: Ilegal - Penas Causas ‘’Eu não estou pronta para uma criança’’ ‘’Eu não quero ser mãe solteira’’ ‘’Eu não tenho condições financeiras’’ A gravidez significar risco a vida da gestante A gravidez resultar de estupro Consequências Infecção Perfuração do útero Incapacidade de reter um feto Depressão Neuroses diversas Detenção de 1 a 3 anos, para a mulher que faz o aborto em si mesma ou consente que outra pessoa o faça reclusão de 3 a 10 anos, para a pessoa que faz o aborto em uma mulher, sem seu consentimento
  9. 9. Fontes de Pesquisa: •https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://jus.com.br /artigos/18658/aborto-causas-consequencias-e- alternativas&ved=0ahUKEwj8u_bNyL3JAhXEhJAKHZ8zBscQFgg2MAg&usg=AFQjC NHQ7Tt2ZyJZsE5ZdYvLITo57Kss1A&sig2=PKAT5jst0KLQyN59TJ8bpw •https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.cfem ea.org.br/index.php%3Foption%3Dcom_content%26view%3Darticle%26id%3D1 425:aborto-na-legislacao-brasileira-garantias-no-codigo-penal-risco-de-vida-e- estupro-aborto-como-questao-de-saude%26catid%3D157:saude-e- dsdr%26Itemid%3D127&ved=0ahUKEwj3hu7Lyb3JAhWCQZAKHT8mBQcQFggbM AE&usg=AFQjCNFlN_0rys03acsVsgSRABIqp70J- g&sig2=FK07zE7e8D0RRQss3PYmkg •https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://providafa milia.org/doc.php%3Fdoc%3Ddoc80915&ved=0ahUKEwjY5omQy73JAhVDTZAKH RTJBuEQFggZMAA&usg=AFQjCNET1f8n37AIXzkwVaQHqTj6MRmWNg&sig2=SNv OEYjae6OAd35sWo5Z9w •https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.abor to.com/tipos%2520de%2520aborto.htm&ved=0ahUKEwj14O6qy73JAhWFDJAKH YMjDdMQFgg1MAc&usg=AFQjCNGzuWp8lzfLKgbt07vX5UkDZ0Hcdg&sig2=yGtF_ eZQlsjdjYyiJXwp1Q

×