Aula português 2

3.780 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.780
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
107
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula português 2

  1. 1. CENTRO ECUMÊNICO DE ESTUDOS RELIGIOSOS DO ESTADO DO MARANHÃO - CEERSEMA FACULDADE TEOFILOPEDAG Ó GICA DO MARANHÃO-FTM CURSO: LICENCIATURA PLENA NO ENSINO DE PEDAGOGIA CRISTÃ MINISTRANTE: HELISON ANSELMO DE OLIVEIRA PORTUGUÊS II
  2. 2. Texto verbal (textos que trabalham com a escrita e a oralidade) Conto (fadas, popular, maravilhoso), lenda (sobrenatural, histórica, naturalista), fábula (apólogo, parábola, alegoria), piada, poesia, música, publicitário, dissertação (artigo, informativo, técnico, editorial, entrevista, crônica, crítica) Texto não-verbal (textos que têm como base essencialmente a imagem visual) História em quadrinhos (narrações), foto, charge, publicidade, ilustrações, pintura Texto verbal e não-verbal (textos que contêm a escrita e a imagem como complementares) Charge, tira, história em quadrinhos, outdoor, publicitário
  3. 3. Qual a diferença entre Gênero Textual e Tipologia Textual? Os Gêneros Textuais são tipos específicos de textos, podendo ser literários ou não. São textos que usamos em nosso dia-a-dia, isso faz com eles exerçam uma função social, pois são uma das várias formas de organização de nossa linguagem. Levando em conta que tanto oralmente como na escrita, são textos que auxiliam na comunicação. São reconhecidos através de suas estruturas, por possuírem conteúdos, características e estilo próprios. Alguns exemplos de Gêneros Textuais são: telefonema, sermão, carta comercial, carta pessoal, romance, bilhete, reportagem jornalística, aula expositiva, reunião de condomínio, notícia jornalística, horóscopo, receita culinária, bula de remédio, lista de compras, cardápio de restaurante, instru­ções de uso, outdoor, inquérito policial, resenha, edital de concurso, piada, conversação espontânea, conferência, carta eletrônica, bate-papo por compu­tador, aulas virtuais e assim por diante. Já os Tipos Textuais não são tão inúmeros como os gêneros, são reconhecidos pela forma como se apresentam os textos. Tipologia Textual é como se designam a natureza lingüística dos textos. Como se dá sua estrutura, seus aspectos sintáticos, seus tempos verbais, etc. As cinco poucas tipologias são: narração, descrição, dissertação, explicação e injutivo.
  4. 4. <ul><li>A NARRAÇÃO : está centrada num fato (acontecimento), resaltando a causa do acontecimento, o modo, ocasião, com quem aconteceu. Há personagens atuando e um narrador que narra a história num tempo e espaço. </li></ul><ul><li>SIT . INICIAL ( APRESENTAÇÃO) / DESENVOLVIMENTO (CONFLITO, CLÍMAX, DESFECHO) / SIT. FINAL </li></ul><ul><li>( TRASNFORMAÇÃO DOS PERSONAGENS). </li></ul><ul><li>A DESCRIÇÃO : nos permite montar um retrato verbal dos seres, paisagens ou situações. Se valoriza os detalhes individuais. Uso de adjetivos e adv. lugar </li></ul><ul><li>DESCRIÇÃO. ESTÁTICA/DESCRIÇÃO DINÂMICA </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A ARGUMENTAÇÃO (DISSERTAÇÃO) : </li></ul><ul><li>Gênero de texto em que se discute determinado assunto de natureza filosófica, social, moral ou científica, vivenciados pela sociedade. Esse tipo de texto geralmente apresenta 3 fases. </li></ul><ul><li>Apresentação(Introdução): destaca-se o assunto que será discutido(tema, matéria); </li></ul><ul><li>Desenvolvimento: idéias, fatos, argumentos, que o autor irá abordar em relação ao tema. </li></ul><ul><li>Conclusão: será uma síntese, possível resposta ao que foi abordado, fazendo sempre uma volta a introdução. </li></ul>
  6. 6. Dissertação : - a redação que tem por objetivo expressar uma opinião, um ponto de vista em relação a um determinado assunto. O objetivo desse texto é convencer, persuadir o leitor a concordar com sua tese. Para isso, são usados argumentos, que podem se apoiar em dados, fatos ou idéias. Descrição , ou texto descritivo: - é a redação que dá informações detalhadas sobre determinado ser, objeto, lugar ou mesmo um sentimento. O objetivo desse texto é fazer com que o leitor consiga imaginar e recriar na própria mente a imagem do ser ou objeto descrito. Narração : - é um relato organizado de acontecimentos reais ou imagináveis. Deve-se destacar o movimento dos fatos, mantendo aceso o interesse do leitor, expor os acontecimentos com rapidez, relatando-se apenas o que é significativo. A narração envolve: quem? Personagens; quê? Atos, enredo; quando? A época em que ocorreram os acontecimentos; onde? O lugar da ocorrência; como? O modo como se desenvolveram os acontecimentos; por quê? A causa dos acontecimentos. Na narração, deve-se evitar que os acontecimentos se amontoem, sem nenhum significado. Força-se selecionar fatos relevantes, evitando-se, quando possível, detalhes planos, as séries de adjetivos. Recomenda-se o uso preferencialmente de substantivos.
  7. 7. É a maneira pela qual os conteúdos literários são organizados, de acordo com suas características estruturais semelhantes. O que é gênero literário ?
  8. 8. <ul><li>A primeira divisão foi feita Antiguidade por Aristóteles, que escreveu sobre eles na obra Arte Poética . Tradicionalmente, há três gêneros: </li></ul><ul><li>Lírico </li></ul><ul><li>Dramático </li></ul><ul><li>Épico (ou narrativo) </li></ul>
  9. 9. <ul><li>A literatura é a arte que se manifesta pela palavra, seja ela falada ou escrita. </li></ul><ul><li>Quanto a FORMA , o texto pode apresentar-se em prosa ou verso. </li></ul><ul><li>O governo do Haiti havia sepultado até ontem 72 mil vítimas desde terça passada, segundo seu premiê, Jean-Max Bellerive. Isso faz do terremoto de magnitude 7 a mais letal tragédia das Américas em todos os tempos e um dos piores terremotos do mundo nos últimos cem anos, informa da reportagem da Folha desta quarta-feira. </li></ul><ul><li>Ainda nesta terça-feira, os números foram atualizados para 75 mil mortos, 250 mil feridos e um milhão de desabrigados, segundo anunciou a Direção da Proteção Civil haitiana. </li></ul><ul><li>Os números atualizados foram incluídos em um comunicado divulgado pela Direção de Proteção Civil do Haiti, que disse que o país caribenho precisa desesperadamente de abrigo, água, alimentos, medicamentos e técnicos. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>O texto em verso tem como característica: </li></ul><ul><li>O verso </li></ul><ul><li>A estrofe </li></ul><ul><li>Rimas </li></ul><ul><li>De tudo, meu amor serei atento ( 1º verso) Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento. </li></ul><ul><li>Quero vivê-lo em cada vão momento E em seu louvor hei de espalhar meu canto Estrofe E rir meu riso e derramar meu pranto Ao seu pesar ou seu contentamento. </li></ul>
  11. 11. QUANTO AO CONTEÚDO Podemos enquadrar as obras literárias em três gêneros: Gênero Lírico: Originalmente os textos eram acompanhados ao som da Lira, acentuando as emoções e os sentimentos expressos nos textos. Daí a denominação de &quot;líricos&quot;. As características do gênero lírico são: 1- Sujetividade - dando um tom intimista, apresenta a visão de um mundo pessoal e particular - o &quot;eu lírico&quot;. Em geral se expressa na primeira pessoa. 2-São geralmente apresentados sob forma de poema. 3-Predomínio da emoção do “eu lírico”, aquele que fala no texto. Pode ser escrito em verso ou prosa . 4-Não há, necessariamente, o relato de uma história nem de ações encadeadas no tempo.
  12. 12. <ul><li>5-O objetivo do poeta é expressar seus sentimentos íntimos . </li></ul><ul><li>TIPOS DE TEXTOS LÍRICOS </li></ul><ul><li>Hino : é um texto de cunho glorificador ou até santificador. Os hinos de países e as músicas religiosas são exemplos de hinos. </li></ul><ul><li>Soneto : é um texto em poesia com 14 versos, dividido em dois quartetos e dois tercetos, com rima geralmente em A-B-A-B A-B-B-A C-D-C D-C-D. </li></ul><ul><li>Ode : é uma composição poética que surgiu na Grécia Antiga, e era cantada e acompanhada pela lira. Ode, em grego significa canto. Exaltação a nobresa. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Elegia : poema sobre acontecimentos tristes, muitas vezes enfocando a morte de alguém. </li></ul><ul><li>Écloga : poema que retrata a vida bucólica, em um ambiente campestre. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Drama significa ação , na língua grega, ou seja, o texto dramático é escrito para ser encenado. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Encenação teatral </li></ul><ul><li>Discurso direto </li></ul><ul><li>Ausência de um narrador </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Em sua obra Arte Poética , Aristóteles tratou das duas espécies primordiais do drama: </li></ul><ul><li>Tragédia </li></ul><ul><li>Comédia </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Apresenta ações que despertam temor e compaixão nos espectadores, a fim de alertá-los sobre os vícios dos homens. </li></ul><ul><li>Na Grécia Antiga, a tragédia trazia a história de homens superiores , de acordo com o conceito aristotélico de imitação . </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Apresenta ações que têm o objetivo de criticar a sociedade e o comportamento humano por meio do ridículo. A reação esperada é o riso do público. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Farsa </li></ul><ul><li>Auto </li></ul><ul><li>Drama </li></ul>
  20. 20. <ul><li>O gênero épico, na Grécia, apresentava o relato de feitos grandiosos relacionados a personagens históricos. </li></ul><ul><li>Hoje insere-se no gênero narrativo todo texto que narra uma história por meio de um narrador. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>A história é contada por meio de um narrador . </li></ul><ul><li>As ações dos personagens acontecem no tempo e no espaço . </li></ul><ul><li>O encadeamento dos fatos narrados forma o enredo . </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Romance </li></ul><ul><li>Novela </li></ul><ul><li>Conto </li></ul><ul><li>Crônica </li></ul><ul><li>Fábula </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Conjunto de regras que nos permitem conhecer melhor a língua e, assim, utilizá-la correctamente. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>MORFOLOGIA ( classes de palavras ) </li></ul><ul><li>SINTAXE ( frase e funções sintácticas ) </li></ul><ul><li>SEMÂNTICA ( significados ) </li></ul><ul><li>LÉXICO ( vocabulário ) </li></ul><ul><li>FONÉTICA ( sons ) </li></ul>
  25. 26. <ul><li>Definição de morfologia. </li></ul><ul><li>Distinção entre palavras variáveis e invariáveis. </li></ul><ul><li>rsn </li></ul><ul><li>2007/08 </li></ul>
  26. 27. <ul><li>Parte da gramática que estuda as classes de palavras . </li></ul><ul><li>Na Língua Portuguesa há dois grupos distintos de palavras: </li></ul><ul><li> PALAVRAS VARIÁVEIS ( A ) ; </li></ul><ul><li> PALAVRAS INVARIÁVEIS ( B ) . </li></ul>
  27. 28. <ul><li>A – Todas as palavras de cada uma das frases pode variar: singular / plural; feminino / masculino; pretérito perfeito / pretérito imperfeito... </li></ul><ul><li>Este senhor adquiriu aquele romance . </li></ul><ul><li>O homem comprou o livro . </li></ul>
  28. 29. <ul><li>B – As palavras escritas a verde nunca variam. </li></ul><ul><li>De manhã, está sempre mais frio. </li></ul><ul><li>Amanhã vamos ver o filme novo. </li></ul>
  29. 30. <ul><li>Classe de palavras : grupo de palavras com características comuns. </li></ul><ul><li>Na Língua Portuguesa há 9/10 classes de palavras . </li></ul>
  30. 31. <ul><li>VARIÁVEIS: </li></ul><ul><li> NOME / SUBSTANTIVO </li></ul><ul><li> ADJECTIVO </li></ul><ul><li> VERBO </li></ul><ul><li> DETERMINANTES </li></ul><ul><li> PRONOMES </li></ul><ul><li> NUMERAIS </li></ul>
  31. 32. <ul><li>INVARIÁVEIS: </li></ul><ul><li> CONJUNÇÕES </li></ul><ul><li> PREPOSIÇÕES </li></ul><ul><li> ADVÉRBIOS </li></ul><ul><li> INTERJEIÇÕES </li></ul>
  32. 33. <ul><li>PALAVRAS VARIÁVEIS </li></ul><ul><li>Nome / substantivo – palavra que designa “as coisas” que existem, que se podem ver, sentir, tocar… Ex.: casa, amor, livro, etc. </li></ul><ul><li>Adjectivo – palavra que modifica um substantivo, atribuindo-lhe uma qualidade, estado ou modo de ser. Ex.: simpático, frio, etc. </li></ul><ul><li>Verbo – palavra que indica a acção praticada ou sofrida pelo sujeito. Ex.: estudar, brincar, etc. </li></ul>
  33. 34. <ul><li>Pronome – palavra que substitui um nome. Ex.: ele, esse, etc. </li></ul><ul><li>Determinante – palavra que precede um nome. Ex.: o, aquele, etc. </li></ul><ul><li>Numeral : palavra que indica a quantidade de elementos ou a sua ordem de sucessão. </li></ul>
  34. 35. <ul><li>PALAVRAS INVARIÁVEIS </li></ul><ul><li>Conjunção – palavra que liga as orações numa frase. Ex.: e, quando, porque, mas… </li></ul><ul><li>Preposição – palavra que liga vários elementos dentro de uma oração. Ex.: de, com, para, a… </li></ul><ul><li>Advérbio – palavra que altera, modifica o sentido de outros advérbios, adjectivos e verbos. Ex.: muito, mais, amanhã, agora, etc. </li></ul><ul><li>Interjeições – palavra que traduz emoções. Ex.: ah, oh… </li></ul>
  35. 36. O substantivo pode ser: A Amanda tem olhos lindos. Eu descobri meu amor no azul do mar . ser “ coisa ” sentimento cor “ coisa”
  36. 37. Qualifica ou determina um substantivo Uma vida boa é a vida d o turista . A Daniele trabalha n o centro. Artigo definido a , as , o , os Artigo indefinido um , uns , uma , umas Combinação da preposição em + artigo o Combinação da preposição de + artigo o
  37. 38. Qualifica, modifica ou determina um substantivo A Amanda tem olhos lindos. Eu descobri meu amor no azul do mar.
  38. 39. Ordinal Primeiro, segundo, terceiro, quarto, etc . Cardinal Um, dois, três, quatro, cinco, etc .
  39. 40. São estruturas que substituem ou determinam nomes. Pessoais Relativos Demonstrativos Possessivos Indefinidos Interrogativos
  40. 41. São divididos em três tipos. Reto eu, tu, ele, nós, vós, eles Oblíquo me, mim, comigo, te, ti, contigo, se, si, consigo, a, as, o, os, nos, conosco, vos, convosco de tratamento Vossa Senhoria, Vossa Excelência, etc ...
  41. 42. Sempre iniciam orações adjetivas. QUE Uso mais geral QUEM Indicado para pessoas QUAL É o único que carrega o artigo do referente ONDE Indicado apenas para lugar físico CUJO Liga posse a possuidor QUANDO Indicado para dar idéia de tempo
  42. 43. Na oração adjetiva o pronome pode assumir várias função sintáticas . O carro, que venceu ontem, é do homem, que ficou rico. O carro venceu ontem. que = o carro que = o homem O homem ficou rico. Sujeito Sujeito O carro, que eu comprei, é do homem, de que falamos. Eu comprei o carro . que = o carro de que = do homem Nós falamos do homem . Objeto Direto Objeto indireto
  43. 44. proximidade 2 elementos tempo citação este, esta, isto Se estiver próximo Perto do falante Presente Refere-se a algo ainda não citado esse, essa, isso Perto do ouvinte Refere-se a algo já citado aquele, aquela, aquilo Se estiver distante Longe dos dois Passado
  44. 45. meu(s), minha(s), teu(s), tua(s), seu(s), sua(s), nosso(s), nossa(s), vosso(s), vossa(s)
  45. 46. Flexionam com a terceira pessoa de uma modo vago e indefinido . algum, nenhum, todo, outro muito, pouco, certo, qualquer, nada, cada, algo, etc.
  46. 47. São os pronomes indefinidos usados em situações interrogativas. o quê?, onde?, quanto?, quanta? qual?, quem?, onde?, etc.
  47. 48. Os verbos se apresentam em 4 modos verbais: Dá uma ideia de uma informação mais garantida, formal, independente. INDICATIVO IMPERATIVO SUBJUNTIVO INFINITIVO Dá uma ideia de uma informação mais subjetiva, hipotética, possível, dependente. Dá uma ideia de ordem, pedido, solicitação. Dá uma ideia de indeterminação temporal.
  48. 49. Modo indicativo Presente canto, cantas, canta, cantamos, cantais, cantam Pretérito Imperfeito cantava, cantavas, cantava, cantávamos, cantáveis, cantavam PASSADO DISTANTE OU INACABADO Pretérito Perfeito cantei, cantaste, cantou, cantamos, cantastes, cantaram PASSADO PRÓXIMO OU AÇÃO ACABADA = “ONTEM” Pretérito + Q Perfeito cantara, cantaras, cantara, cantáramos, cantáreis, cantaram PASSADO DO PASSADO Futuro do Presente cantarei, cantarás, cantará, cantaremos, cantareis, cantarão FUTURO VINCULADO AO PRESENTE Futuro do Pretérito cantaria, cantarias, cantaria, cantaríamos, cantaríeis, cantariam FUTURO VINCULADO AO PASSADO
  49. 50. Modo subjuntivo Presente cante, cantes, cante, cantemos, canteis, cantem QUE Pretérito Imperfeito cantasse, cantasses, cantasse, cantássemos, cantásseis, cantassem SE Futuro cantar, cantares, cantar, cantarmos, cantardes, cantarem QUANDO
  50. 51. Qualifica ou modifica um verbo , advérbio , adjetivo A Daniele trabalha muito. A minha família é muito feliz. A Daniele trabalha muito bem.
  51. 52. Prepara uma estrutura que completa ou assessora uma determinada passagem do texto. a, ante,após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sobre, sob, trás Única preposição que pode estar ao lado da preposição a . Na linguagem coloquial é usado com valor de contra .
  52. 53. A preposição pode iniciar: Temos saudades de você . COMPLEMENTO NOMINAL Nós todos falamos com o chefe . OBJETO INDIRETO Joguei futebol em fins de semana . ADJUNTO ADVERBIAL
  53. 54. Nexo, conetivo ou articulador (elementos que ligam orações)
  54. 55. Nexos COORDENADOS ADITIVAS e; nem; também;não só ... mas também; etc. Ana estuda biologia e toma suco de laranja ADVERSATIVAS mas; porém; contudo; todavia; entretanto; no entanto; etc. A equipe jogou bem, mas perdeu a partida. EXPLICATIVAS porque; pois; etc. Rui foi aprovado, porque estudou muito. CONCLUSIVAS portanto; por isso; logo; etc. Rui estudou muito, portanto foi aprovado com facilidade. ALTERNATIVA ou ... ou; ora ... ora; quer ... quer; etc. Ou Nei entrega as provas do crime, ou ele não poderá acusar ninguém.
  55. 56. Nexos SUBORDINADOS Nexos SUBORDINADOS CONSECUTIVA tão ... que; etc. Ele é tão inteligente que surpreendeu a todos. COMPARATIVA mais ... que; menos ... que; tanto ... quanto; etc. João é mais inteligente que o irmão. PROPORCIONAL à medida que; etc. O jogo foi ficando nervoso à medida que se aproximava do final. TEMPORAL quando; mal; só; enquanto; etc. Ana descobrirá tudo quando chegar em casa. FINAL para; a fim de; com a finalidade; etc. Tu irás à praia para descansar?
  56. 57. São expressões que denotam sentimentos. Alguns exemplos: de alegria ah! oba! opa! de espanto chi! ah! ué! de invocação alô! ó! ô! psiu! de dor ui! ai!

×