A origem do Cristianismo

81.215 visualizações

Publicada em

Trabalho de alunos

Publicada em: Educação, Espiritual
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
81.215
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
513
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A origem do Cristianismo

  1. 2. <ul><li>O povo Judeu/Hebreu, era um povo monoteísta, o seu único Deus era Javé. </li></ul><ul><li>A Palestina no séc. I a.C, foi conquistada pelos Romanos, mas Roma reconheceu aos Judeus a liberdade religiosa. </li></ul><ul><li>No tempo em que o Imperador da Palestina era Octávio César Augusto, nasceu Jesus Cristo. </li></ul>
  2. 3. Palestina <ul><li>Situação geográfica: </li></ul>Local do nascimento de Jesus
  3. 4. Continuação <ul><li>Jesus Cristo definiu os princípios básicos que os seus seguidores deviam seguir, num texto chamado ”Sermão da Montanha”: </li></ul><ul><li>- O primeiro dever é amar a Deus e o segundo é amar ao próximo como a nós próprios; </li></ul><ul><li>- Todos os Homens são iguais e filhos de Deus, quer sejam homens ou mulheres, ricos ou pobres. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>O Judaísmo era uma religião nacional. Pelo contrário, Jesus não se dirigia apenas ao Judeus mas também a todos os seres humanos, principalmente aos mais pobres e desprotegidos. </li></ul>Sermão da Montanha
  5. 6. <ul><li>Os profetas de Israel acreditavam que iria um dia aparecer um Messias, e restaurar o Reino de Israel, enviado por Deus com a missão de salvar o povo Hebreu do sofrimento e da opressão. </li></ul><ul><li>Na Palestina, em Belém, nasce um menino chamado Jesus Cristo, que aos 33 anos começa a pregar uma nova doutrina e a atrair seguidores. </li></ul><ul><li>Aqueles que seguiam a pregação de Jesus acreditavam que ele era o Messias. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>O nascimento de Cristo acabar por ser o marco de divisão do tempo. </li></ul>
  7. 8. Continuação <ul><li>Mas Jesus foi rejeitado, pois os chefes religiosos judaicos, que dominavam a cidade de Jerusalém, e a maioria dos judeus não aceitavam Jesus como o Messias esperado. </li></ul><ul><li>Quando Jesus se dirigiu à cidade de Jerusalém foi julgado e condenado à morte por blasfémia, ou seja, por afirmar ser Filho de Deus. </li></ul>Chegada a Jerusalém
  8. 9. Continuação <ul><li>Apesar das hesitações do representante do imperador da Palestina, Jesus foi crucificado. E como a sua doutrina se manteve, os seus seguidores começaram a constituir-se em comunidades de cristãos (seguidores de Cristo). </li></ul>
  9. 10. Continuação <ul><li> Os seus seguidores enfrentaram uma dura oposição político-religiosa, tendo sido perseguidos e martirizados, pelos líderes religiosos judeus, e, mais tarde, pelo Estado Romano. </li></ul>Morte dos cristãos
  10. 11. <ul><li> Na véspera da morte e ressurreição de Jesus ocorre a Última Ceia (referida na bíblia também como Ceia do Senhor ou Ceia Mística). </li></ul><ul><li>Esta ceia foi a última refeição que Jesus Cristo realizou com os 12 apóstolos. </li></ul><ul><li>Durante a última ceia Jesus partilhou pão e vinho por todos, dizendo “Façam isto em memória de mim” . </li></ul>
  11. 12. Webgrafia / Bibliografia <ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Cristianismo </li></ul><ul><li>Ana Oliveira, Francisco Cantanhede, Isabel Catarino, Paula Torrão (2006), História 7 , 1ºEdição, Texto Editora, Lisboa </li></ul>
  12. 13. <ul><li>Disciplina: </li></ul><ul><li>História </li></ul><ul><li>Professora: </li></ul><ul><li>Elisabete Gonçalves </li></ul><ul><li>Trabalho realizado por: </li></ul><ul><li>- Cláudia Álvares nº11 </li></ul><ul><li>- Inês Santos nº15 </li></ul>

×