SEGURANÇA E SAÚDE EM OBRAS
SUBTERRÂNEAS
2015-11-11
O IMPACTO DOS ACELERADORES DE PRESA
NA SAÚDE DOS TRABALHADORES
RUTE SILVA
Responsável pelo Desenvolvimento de Negócio de T...
1 BETÃO PROJECTADO
2 ADJUVANTES
3 ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO
4 ACELERADORES DE PRESA ALCALINOS
5 ACELERAD...
BETÃO PROJECTADO
 Betão (composição)
 Processo de projecção (via seca ou via húmida)
 Sistema de projecção (fluxo denso...
ADJUVANTES
 Os adjuvantes são utilizados para melhorar e/ou alterar as propriedades do
betão
 Estes plastificantes/super...
6
EXEMPLO DE PROJECÇÃO
 O Betão Projectado é utilizado como o 1º sistema de suporte, primário ou
definitivo, ou seja segurança!
 As exigências ...
8
FIG. 1 - RESISTÊNCIAS INICIAIS PARA BETÃO PROJECTADO, NORMA EN 14487-1
J1 – Aplicação de BP em
camada fina substrato
sec...
ACELERADORES ALCALINOS
 Tecnologia mais antiga, mas ainda usada em muitos países
 Contêm altas concentrações de iões de ...
10
FIG. 2 - PH ACELERADORES DE PRESA
ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO
ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO
11
Base silicatos
Base aluminatos
Base ácido fluorídrico
Base ácido fosfórico
...
ACELERADORES DE PRESA ALCALINOS
12
ALCALINOS
Base silicatos
Dosagem entre 12-15%
PH 12-13
Gelidifica o betão
Sem o efeito ...
 Torna-se claro, após análise dos quadros que apenas os aceleradores de
presa não alcalinos devem ser utilizados quando e...
14
ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS
 Segurança no trabalho: devido ao pH aprox. 3, não ocorre formação de spray
cáusti...
ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS
15
Não alcalinos
Base ác. fluorídrico Base ác. fórmicoBase ác. fosfórico
Preço mais ba...
16
ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS
 Ácido fluorídrico é um dos componentes mais perigosos no planeta (dissolve
matéri...
17
DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL - GAMA SIGUNIT
57’551 MT/a 59’797 MT/a
18
DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL - GAMA SIGUNIT
19
CONCLUSÃO
Os aceleradores de presa alcalinos:
 Contêm elevadas quantidades de iões de alcali
 Líquidos básicos com PH...
20
CONCLUSÃO
Os aceleradores de presa não alcalinos:
 PH a variar entre os 2.5 a 3.5, na zona segura para os tecidos huma...
21
CONCLUSÃO
NÃO FAZER PROJECÇÃO DE ACELERADOR SEM BETÃO
CONSULTAR SEMPRE A FICHA DE SEGURANÇA DOS PRODUTOS
UTILIZAR SEMPR...
OBRIGADA PELA ATENÇÃO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas

128 visualizações

Publicada em

Apresentação seminario final-sika

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Via seca – menor impacto direto do acelerador = maior nuvem de poeira. Maior exigência de ventilação.
  • Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas

    1. 1. SEGURANÇA E SAÚDE EM OBRAS SUBTERRÂNEAS 2015-11-11
    2. 2. O IMPACTO DOS ACELERADORES DE PRESA NA SAÚDE DOS TRABALHADORES RUTE SILVA Responsável pelo Desenvolvimento de Negócio de Túneis e Minas PEDRO SOUSA Responsável Técnico SIKA PORTUGAL SA
    3. 3. 1 BETÃO PROJECTADO 2 ADJUVANTES 3 ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO 4 ACELERADORES DE PRESA ALCALINOS 5 ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS 6 DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL - GAMA SIGUNIT 7 CONCLUSÃO ÍNDICE 3
    4. 4. BETÃO PROJECTADO  Betão (composição)  Processo de projecção (via seca ou via húmida)  Sistema de projecção (fluxo denso ou fluxo diluído)  Cimento  Água  Agregados  Adições  Adjuvantes No caso particular do betão projectado, o principal adjuvante é o acelerador de presa, pois é adicionado em percentagens superiores a 5% em peso de ligante. 4
    5. 5. ADJUVANTES  Os adjuvantes são utilizados para melhorar e/ou alterar as propriedades do betão  Estes plastificantes/superplastificantes são adicionados em quantidades inferiores a 5% em massa do teor de cimento do betão  Os aceleradores de presa são adicionados em quantidades superiores a 5% em massa do teor de cimento do betão de forma a regular o início de presa  Todos os adjuvantes são adicionados ao betão durante a sua produção, na central de betão  A única excepção é o acelerador de presa que é adicionado em obra, durante o processo de projecção de betão 5
    6. 6. 6 EXEMPLO DE PROJECÇÃO
    7. 7.  O Betão Projectado é utilizado como o 1º sistema de suporte, primário ou definitivo, ou seja segurança!  As exigências a nível da segurança e saúde dos trabalhadores, nos últimos anos sofreram muitas alterações.  As exigências ambientais e de sustentabilidade a nível dos produtos e processos também.  Actualmente temos a aplicação de betão projectado normalizada, onde os requisitos estão definidos; desenvolvimento das resistências iniciais, resistências finais e durabilidade.  Estas alterações obrigaram a uma grande evolução e desenvolvimento a nível das soluções possíveis para os aceleradores de presa para betão projectado 7 ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO
    8. 8. 8 FIG. 1 - RESISTÊNCIAS INICIAIS PARA BETÃO PROJECTADO, NORMA EN 14487-1 J1 – Aplicação de BP em camada fina substrato seco. Sem carácter estrutural nas primeiras horas após a aplicação. J2 – Quando é necessário camada espessa num curto espaço de tempo. Para aplicação em tectos, suporte com algum afluxo de água. J3 – Aplicação de BP em suporte muito fragil e/ou com grande afluxo de água. Apenas utilizado em situações muito especiais.
    9. 9. ACELERADORES ALCALINOS  Tecnologia mais antiga, mas ainda usada em muitos países  Contêm altas concentrações de iões de Alkali (NaSi)  Líquidos básicos com PH muito elevado, normalmente acima de 11 (12-13) ACELERADORES NÃO ALCALINOS  Produtos são definidos como não alcalinos quando o conteúdo de alkali é igual ou inferior a 1% do peso do acelerador  Actualmente são a solução mais frequente para a projecção de betão a nível mundial  Vantagens a nível da aplicação, ambiente, saúde e segurança  Valor de ph baixo, normalmente à volta de 3,0  O ph dos alkali free encontra-se na gama dos ácidos fracos, similar aos de alguns sumos 9 ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO
    10. 10. 10 FIG. 2 - PH ACELERADORES DE PRESA ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO
    11. 11. ACELERADORES DE PRESA PARA BETÃO PROJECTADO 11 Base silicatos Base aluminatos Base ácido fluorídrico Base ácido fosfórico Base ácido fórmico
    12. 12. ACELERADORES DE PRESA ALCALINOS 12 ALCALINOS Base silicatos Dosagem entre 12-15% PH 12-13 Gelidifica o betão Sem o efeito calor Resistências iniciais elevadas Redução das resistências finais Bom para camada espessa 1ª. Geração. Base aluminatos Dosagem entre 3-6% PH 13-14 Mais reactivos Resistências iniciais muito elevadas Redução das resistências finais até 40% 2ª. Geração.
    13. 13.  Torna-se claro, após análise dos quadros que apenas os aceleradores de presa não alcalinos devem ser utilizados quando estamos a falar da segurança de toda a equipa de projecção. Mas ser não alcalino significa não ser perigoso para a saúde dos trabalhadores? ACELERADORES DE PRESA ALCALINOS 13
    14. 14. 14 ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS  Segurança no trabalho: devido ao pH aprox. 3, não ocorre formação de spray cáustico no ambiente, dessa forma não há danos na pele, mucosas e olhos.  Segurança ambiental: evita-se que os aditivos com alto teor alcalino sejam derramados para o chão ou para as águas de drenagem.  Segurança no manuseamento: o acelerador não alcalino não oferece perigo durante o transporte, armazenamento, decantação ou dosagem.  Garantia da qualidade do betão: o uso de aceleradores não alcalinos minimiza os efeitos do endurecimento rápido do betão e melhora a impermeabilidade do betão projectado, e, portanto, a sua durabilidade.  Eliminação segura: aceleradores isentos de alcalis não introduzem alcalis solúveis no betão. Isto reduz grandemente o risco de contaminação por infiltração.
    15. 15. ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS 15 Não alcalinos Base ác. fluorídrico Base ác. fórmicoBase ác. fosfórico Preço mais baixo Dissolve praticamente tudo Permite matérias primas + baratas Queimadura química Dissolve matéria orgânica (nariz, olhos, peles, ossos) Ataca a pele Queimadura química Mais fraco dos ácidos Necessita de matérias primas de + qualidade Irritante para olhos e pele Não queima Não dissolve X
    16. 16. 16 ACELERADORES DE PRESA NÃO ALCALINOS  Ácido fluorídrico é um dos componentes mais perigosos no planeta (dissolve matéria orgânica)  No contacto directo provoca lesões oculares na íris ou na córnea (opacidade)  Por inalação provocam irritação intensa da mucosa nasal, olhos, dor de cabeça, edema da glote, edema pulmonar, etc  Pode levar a degradação de enzimas indispensáveis à vida, levando a patologias crónicas como ossificação dos tendões e a osteosclerose  Ácido fosfórico ataca a pele imediatamente podendo provocar queimaduras de 3º grau  Ácido fórmico irritante para pele e olhos
    17. 17. 17 DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL - GAMA SIGUNIT 57’551 MT/a 59’797 MT/a
    18. 18. 18 DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL - GAMA SIGUNIT
    19. 19. 19 CONCLUSÃO Os aceleradores de presa alcalinos:  Contêm elevadas quantidades de iões de alcali  Líquidos básicos com PH muito elevado(11)  Queimaduras no tecido humano (olhos, pele), risco de cegueira  Poeiras cáusticas (partículas livres que não reagiram com cimento)  Aparelho respiratório (pulmões)  Alteração PH da pele (provoca descamação)  Não se sente de imediato mas, é difícil neutralizar a queimadura com água  Riscos ambientais  Afectam qualidade e durabilidade do betão  Atacam material orgânico
    20. 20. 20 CONCLUSÃO Os aceleradores de presa não alcalinos:  PH a variar entre os 2.5 a 3.5, na zona segura para os tecidos humanos  Sem poeiras cáusticas  Ambientalmente seguro  Qualidade e durabilidade do betão  Atenção aos perigos de acordo com o ácido da base química (fluorados são os mais perigosos)  Queimaduras químicas na pele e olhos, através do contacto directo  Patologias crónicas  Poeiras com partículas de ácido quando não reagem na totalidade com o cimento  Lavagem com água em caso de contacto
    21. 21. 21 CONCLUSÃO NÃO FAZER PROJECÇÃO DE ACELERADOR SEM BETÃO CONSULTAR SEMPRE A FICHA DE SEGURANÇA DOS PRODUTOS UTILIZAR SEMPRE A ROUPA E EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO CONTACTAR SEMPRE O FORNECEDOR PARA ESCLARECIMENTO DE TODAS E QUAISQUER DÚVIDAS QUANDO SE FALA NA SAÚDE E SEGURANÇA DE TODA A EQUIPA DE PROJECÇÃO NÃO HÁ PERGUNTAS ESTÚPIDAS!!!
    22. 22. OBRIGADA PELA ATENÇÃO

    ×