Aula de comunicação celular

1.774 visualizações

Publicada em

:P

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.774
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
76
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de comunicação celular

  1. 1. COMUNICAÇÃO CELULAR
  2. 2. Células devem se comunicar para que possam proliferar, diferenciar, migrar e manter seu estado funcional. A comunicação célula-célula permite o funcionamento coordenado de células dentro de um tecido, entre vários tecidos e órgãos e o organismo como um todo. Sinalização informa às células “o que” elas são, “aonde” estão e “o que deveriam estar fazendo”.
  3. 3. O que pode servir como um sinal? Quase tudo… peptídeos -insulina, glucagon... Proteínas Derivados de amino ácidos – histamina, epinefrina outras biomoléculas –ATP Esteróides, prostaglandinas Gases – Óxido Nitrico (NO)
  4. 4. Via de sinalização“genérica” Sinal Receptor (sensor) Cascata de sinalização Resultado Algo acontece Extracelular Intracelular
  5. 5. Respostas a sinalização celular Bioquímicas Expressão gênica é alterada nos níveis de transcrição, processamento de RNA e tradução. Atividade de enzimas é alterada Interações Proteína-proteína são induzidas ou inibidas A localização de certas proteínas e outras moléculas é alterada.
  6. 6. Respostas a sinalização celular Fisiológicas A célula… Se divide ou para de se dividir Diferencia Induz um programa de auto-suicídio (morte celular programada) ou induz a morte de outra célula Migra para outro sítio ou para de migrar Altera seu metabolismo Passa o sinal adiante
  7. 7. Ligação específica
  8. 8. Principais classes de receptores
  9. 9. Durante o desenvolvimento reforçando a diferenciação e proliferação celular Tipos de sinalizações Durante o desenvolvimento e no sistema imune
  10. 10. Células respondem de maneiras diferentes a combinações de fatores extracelulares A A A B B B C C D prolifera Divide Diferencia Morre APOPTOSE
  11. 11. Células diferentes agem de maneira diferente a uma mesma molécula – cada célula tem uma maquinaria intracelular
  12. 12. A velocidade de resposta a um sinal extracelular não depende somente do mecanismo de liberação do sinal, mas também da natureza da resposta da célula-alvo. Mudanças somente em proteínas já existentes nas células podem ocorrer em segundos. Contudo, quando a resposta envolve mudanças na expressão gênica e na síntese de novas proteínas demora horas.
  13. 13. Tipos de receptores celulares
  14. 14. Algumas moléculas sinalizadoras podem ser hidrofóbica e com tamanho muito pequeno. Estas não precisam de um receptor para ter efeito na célula seguinte. Óxido Nítrico
  15. 15. Receptores ligados a canais  Denominados receptores ionotrópicos  Participam principalmente da transmissão rápida  Proteínas oligoméricas dispostas ao redor de um canal.  A ligação do ligante e a abertura do canal ocorrem em milissegundos
  16. 16. Tipos de receptores celulares – canais iônicos
  17. 17. Receptores metabotrópicos  A proteína G é uma proteína de membrana que consiste em três subunidades (), em que a subunidade  possui atividade GTPase.  Existem vários tipos de proteína G, que interagem com diferentes receptores e controlam diferentes efetores.  Tipos de receptores celulares – receptores acoplados à proteína G
  18. 18. Tipos de receptores celulares – receptores acoplados à proteína G Na forma inativa o GDP está ligado à proteína G Quando há troca de GDT por GTP, a subunidade  se dissocia de  e .
  19. 19. Tipos de receptores celulares – receptores ligados a quinases (associados a enzimas) Os receptores de vários hormônios (p. ex insulina) e fatores de crescimento incorporam a tirosina quinase em seu domínio intracelular.  Estão envolvidos principalmente em eventos que controlam o crescimento e a diferenciação celulares e atuam indiretamente ao regular a transcrição gênica.  Existem duas vias importantes: - a via Ras/Raf/MAP quinase (divisão, crescimento e diferenciação celular) - a via Jak/Stat ativada por citocinas - controla a síntese e liberação de mediadores inflamatórios.
  20. 20. • Fosforilação de enzimas Proteína fosfatase Proteína quinase Proteína quinase- transfere o fosfato terminal do ATP para o grupo hidroxil da protéina Proteína fosfatase- catalisa a remoção do fosfato da proteína por hidrólise
  21. 21. Controlam a transcrição gênica  Os ligantes incluem hormônios esteróides, hormônios tiroideanos, vit D, ac. Retinóico  Os receptores são proteínas intracelulares, os ligantes devem penetrar nas células.  Os efeitos são produzidos em conseqüência da síntese alterada de proteínas e, portanto, de início lento. Tipos de receptores celulares – receptores nucleares
  22. 22. Especificidade Dessensibilização Amplificação Integração Características dos sistemas de transdução de sinais

×