Projeto gema

759 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
759
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto gema

  1. 1. ESCOLA DE ENSINO MÉDIO GOVERNADOR ADAUTO BEZERRA GRUPO DE ESTUDOS DO MEIO AMBIENTE - GEMA 2
  2. 2. Fortaleza, Ceará, Brasil. 2
  3. 3. ESCOLA DE ENSINO MÉDIO GOVERNADOR ADAUTO BEZERRA GRUPO DE ESTUDOS DO MEO AMBIENTE - GEMA 1. JUSTIFICATIVA E FUNDAMENTAÇÃO Um dos momentos mais brilhantes do processo de ensino- aprendizagem acontece quando o estudante percebe a objetividade do que esta sendo estudado na sala de aula. Chamamos este fato de aprendizagem significativa. É na procura de desenvolver essa prática que o Grupo de Estudos do Meio Ambiente – GEMA, se constrói. Trata-se de uma proposta de caráter holístico, onde os participantes tem a oportunidade de conhecer, debater e se aprofundar nas questões sócio-ambientais. O GEMA desenvolve suas atividades em espaços específicos como o Laboratório de Estudos do Meio - LABOEM, o laboratório de ciências e a sala de aula. O LABOEM, é onde a observação e a experimentação ocupam um lugar privilegiado. Buscamos, na medida em que avançamos nas pesquisas e atividades lúdicas, desvendar o que de científico se mostra nas ações que fazemos. Nesse sentido, as várias áreas do conhecimento, para serem melhor compreendidas, necessitam, desenvolver estratégias de pensar e agir na realidade. Estratégias pedagógicas e oficinas são muito importantes para que os professores possam discutir essas concepções e construir, enfatizando sempre que a prática reflexiva junto com os estudantes e de forma lúdica constitui-se um momento rico e que possibilita a vivência significativa para os educandos. A Percepção e Educação Ambiental constituem-se os dois grandes eixos de atuação do laboratório. O homem está constantemente agindo sobre o meio a fim de sanar suas necessidades e desejos. Nossas ações sobre o ambiente, natural ou construído, afetam a qualidade de vida de várias gerações. Cada indivíduo percebe, reage e responde diferentemente frente às ações sobre o meio. As respostas ou manifestações são, portanto, resultado das percepções, dos processos cognitivos, julgamentos e expectativas de cada indivíduo. Embora nem todas as manifestações psicológicas sejam evidentes, são constantes, e afetam nossa conduta, na maioria das vezes, inconscientemente. Em se tratando do Espaço Geográfico e Histórico, muitos são os aspectos que direta ou indiretamente, afetam a grande maioria dos ocupantes. É nesse espaço que os atores sociais tornam perceptíveis suas manifestações mais comuns de insatisfação, necessidades e sonhos. Diversas são as condutas em relação a elementos naturais e humanos. Isso se dá em todas as classes que estão submetidas a diferentes modos de vida. Assim, o estudo da percepção ambiental é de fundamental importância para que possamos compreender melhor as inter-relações entre o homem e o ambiente, suas expectativas, satisfações e insatisfações, julgamentos e condutas. Saber como os indivíduos com quem trabalhamos percebam o ambiente em que vivem, suas fontes de satisfação e insatisfação é muito necessário, pois só assim, conhecendo a cada um, será possível a realização de um trabalho com bases locais, partindo da realidade do público alvo. É a participação cidadã que surge como "mola- mestra" na solução dos problemas ambientais e na proposta de conviver em sociedade e com a natureza. E a participação pode se dar nos mais diversos níveis: no caso da participação em relação à resolução dos problemas ambientais, ela é a principal das profundas transformações que estão 2
  4. 4. ocorrendo para assegurar a convivência democrática, sustentável e harmônica dos seres humanos entre si e com o ambiente. Nesse processo, a Educação Ambiental entra não somente como uma passagem de informações - como ocorre geralmente com a Educação Tradicional - mas também na aplicação dessas informações como forma de mudança de comportamentos e atitudes em relação aos problemas ambientais. E quem já aprendeu - o Educador Ambiental - pode partilhar com quem apenas inicia esta jornada - os alunos - que serão transmissores desses conhecimentos aos seus pais, vizinhos, amigos, enfim, como se fosse através de uma corrente, pois, ao contrário do que Paulo Freire decidiu chamar de "Educação Bancária", caracterizada pelo acúmulo de informações "pré- fabricadas" sem conexão com o potencial de "evocação" existente em qualquer aprendizagem, a Educação Ambiental se baseia na premissa de que é na reflexão sobre a ação individual e coletiva em relação ao meio ambiente que se dá o processo de aprendizagem. Ou seja, ela vem da emergência de uma percepção renovada de mundo chamada de holística. Em outras palavras, é uma forma íntegra de ler a realidade e atuar sobre ela através de uma visão de mundo como um todo, não podendo ser reduzida só a um departamento, uma disciplina ou programa específico. Daí a necessidade de ligar ações multi e interdisciplinares à Educação Ambiental - contando com a ajuda de profissionais ligados a todas às áreas do conhecimento como, por exemplo, a Geografia, Biologia, Artes, Ecologia, História, Matemática, Português, enfim, todos aqueles que trabalham como professores das disciplinas básicas nas instituições de ensino, sendo disseminadores desses conhecimentos que serão inseridos na vida cotidiana de todos os indivíduos. A Educação Ambiental é uma proposta de filosofia de vida que resgata valores éticos, estéticos, democráticos e humanistas. Ela parte de um princípio de respeito pela diversidade natural e cultural, que inclui a especificidade de classe, etnia e gênero, defendendo, também, a descentralização em todos os níveis e a distribuição social do poder, como o acesso à informação e ao conhecimento. A Educação Ambiental visa modificar as relações entre a sociedade e a Natureza, a fim de melhorar a qualidade de vida, propondo a transformação do sistema produtivo e do consumismo em uma sociedade baseada na solidariedade, afetividade e cooperação, ou seja, visando a justa distribuição de seus recursos entre todos. Para viver nosso cotidiano de maneira mais coerente com os ideais de uma sociedade sustentável e democrática, é necessária uma educação que repense velhas fórmulas de vida, propondo ações concretas para transformar nossa casa, rua, bairro, enfim, comunidades, sejam elas no campo ou na cidade, na fábrica, na escola ou no escritório. 2
  5. 5. 2. OBJETIVO GERAL Desenvolver ações reflexivas e práticas para a compreensão de fenômenos sócio-ambientais que ocorrem no meio ambiente. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Fomentar a criação de um grupo permanente constituído por estudantes e professores para estudar fenômenos naturais e humanos relativos ao meio ambiente. • Refletir sobre a relação humanidade-natureza e suas conseqüências. • Revitalizar e ressignificar a área destinada para práticas de aula de campo na Escola Adauto Bezerra. • Desenvolver e confeccionar maquetes vivas para estudo e compreensão das formações pedológicas, geomorfológicas, fitogeográficas e geológicas. • Desenvolver oficinas específicas voltadas para a botânica, entomologia, ações físicas e químicas relativas aos solos e outros elementos. • Formar monitores para colaborar com a dinamização das atividades de pesquisa. • Criar métodos de comunicação para divulgação dos trabalhos do grupo e demais assuntos sobre a temática sócio-ambiental. • Desenvolver leituras para a compreensão da prática do método científico. • Realizar relatórios de atividades desenvolvidas e tornar públicas ao corpo docente, discente e outras instituições. 3. METODOLOGIA Dar-se numa perspectiva crítica e construtiva às práticas e fundamentações metodológicas. A atuação pedagógica será pensada na dialética da Educação, que concebe o homem como sujeito, agente do processo histórico e compromissado com a construção de uma nova realidade social. As discussões e oficinas serão direcionadas para a Prática-Teoria- Prática. Partir da prática concreta: perguntar, problematizar a prática, identificar fatos e situações significativas da realidade imediata. Teorizar sobre a prática: ir além das aparências imediatas, refletir, discutir, buscar, conhecer melhor o tema problematizado, estudar criticamente. Voltar à prática: para transformá-la com referências teóricas mais elaboradas e ações mais competentes. 2
  6. 6. 4. CRONOGRAMA DE AÇÕES MAIO de 2008 Elaboração do Projeto, apresentação a direção da escola, discussão com professores e alunos. Sensibilização e convite aos alunos que participarão do grupo de estudos. JUNHO de 2008 Início das atividades 5. RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS GEMA/LABOEM MATERIAL QUANTIDADE SITUAÇÃO 01 Espaço para laboratório 01 Disponível 02 Professores Quantos forem possíveis Disponíveis 03 Alunos 30 Selecionados 04 Terra, flora, ar, energia Indefinida Disponível, mas em solar processo de extinção 05 Computador c/ impressora 01 A adquirir 06 Filmadora 01 A adquirir 07 Máquina digital 01 A adquirir 08 GPS 02 A adquirir 09 Barômetro 01 A adquirir 10 Mudas Quantas forem possíveis A adquirir 11 Livros para fundamentação Quantos forem possíveis A adquirir 12 Banners e cartazes - A adquirir temáticos 13 Enxadas, foices, picaretas, Quantos forem possíveis A adquirir facas, regadores, ciscadores, mangeiras, tesouras podadoras, jarros, ... 14 Bancadas, mesas, 03 mesas de concreto; A adquirir cadeiras, 02 ou 03 bancos, tamboretes, bancos/tamboretes armários, estantes coletivos 15 Estufa - A construir 16 Vidrarias e reagentes Quantos forem possíveis A adquirir 17 Papéis, cartolinas, pincéis, Quantos forem possíveis A adquirir cadernos, pastas arquivo... 6. COORDENAÇÃO O Grupo de Estudos do Meio Ambiente - GEMA será coordenado por professores com disponibilidade e que atuam nas várias áreas do conhecimento. 7. AVALIAÇÃO Semestralmente a equipe de professores coordenadores, a direção da escola e os alunos participantes se reúnem para uma roda de conversa onde são socializadas as ações desenvolvidas, a análise dos avanços, das dificuldades. 2
  7. 7. ESCOLA DE ENSINO MÉDIO GOVERNADOR ADAUTO BEZERRA GRUPO DE ESTUDOS DO MEIO AMBIENTE - GEMA LABORATÓRIO DE ESTUDOS DO MEIO – LABOEM FOTO FICHA DE INSCRIÇÃO PARA INTERESSADOS (AS) EM PARTICIPAR DO GEMA 1. IDENTIFICA NOME: ____________________________________________ ÇÃO SÉRIE: ___ Nº ___ TURMA: ____ TURNO:____ IDADE: _____ 2. ENDEREÇO RUA: _______________________________________________ Nº____BAIRRO:________________TELEFONES: ____________________________ 3. Faça um breve relato sobre as atividades que você desenvolve nos horários fora da escola. 04. O objetivo geral do GEMA é desenvolver ações reflexivas e práticas para a compreensão de fenômenos naturais e humanos que ocorrem no meio ambiente. Faça um comentário sobre seu interesse pelo assunto e sua disponibilidade em participar do grupo. 2
  8. 8. ____________________________________________________ Assinatura Fortaleza, ___ de _______ de ________. 2

×