33 do Tempo Comum
Vale do Cedron (de Josafat) lugar do juízo segundo
5ª Parte do evangelho de Mateus (cc. 21-5ª Parte do evangelho de Mateus...
Fazemos render os
Parábola de Juízo
MtMt 25,14-3025,14-30
Naquele tempo, disse Jesus aosNaquele tempo, disse Jesus aos
seus discípulos a seguinteseus discípul...
Jesus confiou-nos todos os seus bensJesus confiou-nos todos os seus bens
O evangelho, como norma de vida, é o
grande tesou...
O que tinha recebido cincoO que tinha recebido cinco
talen-tos fê-los render etalen-tos fê-los render e
ganhou outros cinc...
O Evangelho praticado, abre-te à alegria do bemO Evangelho praticado, abre-te à alegria do bem
O evangelho escondido,
fech...
Muito tempoMuito tempo
depois, chegou odepois, chegou o
senhor da-quelessenhor da-queles
servos e foi a-servos e foi a-
ju...
Virá à hora menos
pensada (Mt 24, 44)
Se não reconhecemosSe não reconhecemos
Jesus durante a vida,Jesus durante a vida,
tã...
O que recebera cinco talentosO que recebera cinco talentos
aproximou-se e apresentou outrosaproximou-se e apresentou outro...
Estes talentos
multiplicam-se
nas nossas
mãos
“Eu disse para
mim: Malala, tens
que ser valente.
Não deves ter
medo de ning...
Aproximou-se também o queAproximou-se também o que
recebera dois talentos e disse:recebera dois talentos e disse:
‘Senhor,...
Viúva pobre lançandoViúva pobre lançando
a esmolaa esmola
Não clicar
O bem não faz ruído
JesusJesus
louva olouva o
talento...
Aproximou-se também o que recebera umAproximou-se também o que recebera um
só talento e disse: ‘Senhor, eu sabia que éssó ...
Únicos eÚnicos e
irrepetíveis, todosirrepetíveis, todos
temos uns talentostemos uns talentos
próprios que nãopróprios que ...
Tirai-lhe então o talento e dai-oTirai-lhe então o talento e dai-o
àquele que tem dez. Porque, aàquele que tem dez. Porque...
Os verdadeiros administradoresOs verdadeiros administradores
constroem JUNTOS o Mundoconstroem JUNTOS o Mundo
Construir ou...
Senhor Jesus,Senhor Jesus,
ajuda-nos a fazer renderajuda-nos a fazer render
os talentos que todosos talentos que todos
tem...
Monjas de St. Benet de Montserrat
www.monestirsantbenetmontserrat.com/regina
Cruzar
os
braços?
OS FILHOS SÃO COMO OS NAVIOS
Ao ver um navio no porto, imaginamos
que está no lugar mais seguro,
protegido por uma forte âncora.
No entanto, sabemos que está ali a
preparar-se, a abastecer-se e aprontar-se
para ser lançado ao mar, cumprindo com o
dest...
Dependendo do que a força da
natureza lhe reserve, terá que desviar a
rota, traçar outros caminhos e buscar
outros portos.
Mas regressará fortalecido pelo
conhecimento adquirido, enriquecido pelas
diferentes culturas encontradas. E
encontrará mu...
Assim são os FILHOS. Têm os seus PAIS,
ou seja, o porto seguro, até que se tornam
independentes.
Por mais segurança, protecção e
manutenção que possam sentir ao lado
dos pais, os filhos nasceram para sulcar
os mares da ...
Certamente, levarão consigo os exemplos
adquiridos, os conhecimentos obtidos na
escola, mas o mais importante estará no
in...
A CAPACIDADE DE
SABER SER FELIZ
Sabemos que não existe felicidade
imediata, que não é coisa que se guarde
num esconderijo para ser dada ou
transmitida a a...
O lugar mais seguro para o navio é o
porto. Mas ele não foi construído para
permanecer ali.
Os pais pensam que serão o porto seguro
de seus filhos, mas não poden esquecer-se
que devem prepará-los para navegar mar
a...
Ninguém pode traçar o destino dos filhos.
O que sim podemos fazer, é tomar
consciência e procurar que levem na sua
bagagem...
HUMILDADE, SOLIDARIEDADE,
HONESTIDADE, DISCIPLINA,
GRATIDÃO E GENEROSIDADE.
Os filhos nascem dos pais, mas devem
converter-se em CIDADÃOS DO MUNDO.
Os pais podem querer ver sempre um
sorriso nos seu...
A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM
IDEAL PARA LUTAR E A CERTEZA DE
ESTAR A DAR PASSOS FIRMES NO
CAMINHO PARA O ATINGIR.
Os pais não devem seguir os passos dos filhos e
os filhos nunca devem descansar nos passos que
os pais alcançaram.
Os filh...
Para isso, carecem de ser
preparados e amados, com a
certeza de que:
“QUEM AMA, EDUCA”.
Quão difícil é soltar as amarras e
deixar partir o navio!…
No entanto, a maior prova de amor
que os pais podem dar é a
aut...
Cruzar
os
braços?
Senhor, sou um traste, mas
amo-Te;
amo-Te terrivelmente,
loucamente,
que é a única maneira que tenho
de amar,
porque sou s...
Senhor aceita a oferenda deste
entardecer...
A minha vida, como uma flauta,
está cheia de buracos...,
mas toma-a nas tuas ...
Que a tua música passe através
de mim
e chegue até os meus irmãos os
homens;
que seja para eles ritmo e
melodia
que acompa...
Cruzar
os
braços?
PERDOA, SENHORPERDOA, SENHOR
.
PerdoaPerdoa,, SenhorSenhor o nosso dia;o nosso dia;
A ausência de gestos corajosos.A ausência de gestos corajosos.
A fraq...
Perdoa o espaço que TePerdoa o espaço que Te
não demos;não demos;
Perdoa, porque não nosPerdoa, porque não nos
libertamos....
Perdoa, as correntesPerdoa, as correntes
que pusemos.que pusemos.
Em Ti Senhor, porqueEm Ti Senhor, porque
não ousamos.não...
Contudo, faz-nos sentir,Contudo, faz-nos sentir,
Perdoar é esquecer aPerdoar é esquecer a
antiga guerraantiga guerra
.
e partindo, começar de novo,e partindo, começar de novo,
como o sol, que sempre beijacomo o sol, que sempre beija
a terra....
Cruzar
os
braços?
A tua caminhada ainda não
terminou...
A realidade te acolhe dizendo
que pela frente o horizonte da
vida necessita de tuas ...
Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e sonha
com a tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do
mundo ...
É certo que irás encontrar
situações
tempestuosas novamente,
mas haverás de ver sempre o lado
bom
da chuva que cai
e não a...
Tu és jovem.
Atender a quem te chama
é belo, lutar por quem te
rejeita é quase chegar à perfeição.
A juventude precisa de ...
Não faças do
amanhã o sinónimo
de nunca,
nem o ontem te
seja o mesmo que
nunca mais.
Teus passos ficaram.
Olha para trás...
mas vai em frente pois
há muitos que precisam
que chegues para
poderem seguir-te.
C...
Cruzar
os
braços?
Ou Deus ou o dinheiroOu Deus ou o dinheiro
Carlos Smith era doente de coração.Carlos Smith era doente de coração.
Os médicos já lhe tinham dito queOs médicos já lhe ...
Aconteceu que, um dia, morreu um seuAconteceu que, um dia, morreu um seu
parente muito rico. Ao lerem o seuparente muito r...
Os familiares não sabiam como dar aOs familiares não sabiam como dar a
notícia ao felizardo. Se ele era doentenotícia ao f...
Depois de dialogarem,Depois de dialogarem,
acabaram por decidir:acabaram por decidir:
- Vamos encarregar o pároco que- Vam...
Assim se fez. O pároco aceitou eAssim se fez. O pároco aceitou e
começou por lhe dizer:começou por lhe dizer:
- Senhor Smi...
Smith reflectiu um poucoSmith reflectiu um pouco
e disse:e disse:
-Daria metade a si, para-Daria metade a si, para
as obra...
O dinheiro é preciso para que asO dinheiro é preciso para que as
actividades económicasactividades económicas
funcionem e ...
Mas não nos devemos apegar aMas não nos devemos apegar a
ele e, além disso, utilizá-lo bem.ele e, além disso, utilizá-lo b...
Cruzar
os
braços?
Conta-se que seis homens ficaram presos numaConta-se que seis homens ficaram presos numa
caverna por causa de uma avalanch...
Chegou a hora de cadaChegou a hora de cada
um colocar sua lenha naum colocar sua lenha na
fogueira. Era a únicafogueira. E...
O primeiro homem era racista. EleO primeiro homem era racista. Ele
olhou demoradamente para osolhou demoradamente para os
...
O segundo homem era um rico avarento. EleO segundo homem era um rico avarento. Ele
estava ali porque esperava receber os j...
O terceiro homem era negro. Seus olhosO terceiro homem era negro. Seus olhos
faiscavam de ira e ressentimento. Não haviafa...
O quarto homem era um pobre daO quarto homem era um pobre da
montanha. Ele conhecia mais do que osmontanha. Ele conhecia m...
O quinto homem pareciaO quinto homem parecia
alheio a tudo. Era umalheio a tudo. Era um
sonhador. Olhandosonhador. Olhando...
O último homem traziaO último homem trazia
nos vincos da testa e nasnos vincos da testa e nas
palmas calosas das mãospalma...
Com estesCom estes
pensamentos, ospensamentos, os
seis homensseis homens
permanecerampermaneceram
imóveis. A últimaimóveis...
No alvorecer do dia, quando os homensNo alvorecer do dia, quando os homens
do socorro chegaram à cavernado socorro chegara...
  Abra o seu coração e ajude a aquecer aquelesAbra o seu coração e ajude a aquecer aqueles
que o rodeiam. que o rodeiam. 
...
Cruzar
os
braços?
Diálogo com CristoDiálogo com Cristo
Obrigado, Senhor,Obrigado, Senhor,
Pelos meus braçosPelos meus braços
perfeitos,perfeitos,
Quando há tantosQuando há tanto...
Pelos meus olhos perfeitos,Pelos meus olhos perfeitos,
Quando há tantos sem luz;Quando há tantos sem luz;.
Pela minha voz que canta,Pela minha voz que canta,
Quando tantos emudecem;Quando tantos emudecem;
.
Pelas minhas mãos quePelas minhas mãos que
trabalham,trabalham,
Quando tantas mendigam.Quando tantas mendigam.
.
É maravilhoso, Senhor,É maravilhoso, Senhor,
Ter um lar para voltar,Ter um lar para voltar,
quando há tantos quequando há ...
Sorrir,Sorrir,
quando háquando há
tantos que choram;tantos que choram;
.
Amar,Amar,
quando há tantos que odeiam;quando há tantos que odeiam;
.
Sonhar,Sonhar,
quando há tantos que sequando há tantos que se
revolvem em pesadelos;revolvem em pesadelos;
.
Viver,Viver,
quando há tantos quequando há tantos que
morrem antes de nascer;morrem antes de nascer;
.
Sobretudo, ter pouco a pedir,Sobretudo, ter pouco a pedir,
e tanto a agradecer.e tanto a agradecer.
.
Cruzar
os
braços?
É Urgente…É Urgente…
.
É urgente o Amor,É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.É urgente um barco no mar.
É urgente d...
.
É urgente inventar alegria,É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,multiplicar os beijos, as searas...
.
Cai o silêncio nos ombros,Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.e a luz impura até doer.
É urgente o amor,É...
Cruzar
os
braços?
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

33ºdomingo tc14a

613 visualizações

Publicada em

CRUZAR OS BRAÇOS?

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
613
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A
  • 33ºdomingo tc14a

    1. 1. 33 do Tempo Comum
    2. 2. Vale do Cedron (de Josafat) lugar do juízo segundo 5ª Parte do evangelho de Mateus (cc. 21-5ª Parte do evangelho de Mateus (cc. 21- 25):25): “Teu Rei entra humildemente em“Teu Rei entra humildemente em Jerusalém”Jerusalém”CONCLUSÃO. Vista a oposição com oCONCLUSÃO. Vista a oposição com o judaísmo do seu tempo, Jesus separa-Se dele:judaísmo do seu tempo, Jesus separa-Se dele: - Nós, seus discípulos, devemos ser simples (Dom- Nós, seus discípulos, devemos ser simples (Dom 31)31) - Sempre com o óleo do amor (Dom 32)- Sempre com o óleo do amor (Dom 32) - Multiplicando os dons recebidos- Multiplicando os dons recebidos (HOJE)(HOJE) FESTA DE CRISTO REI:FESTA DE CRISTO REI: O que fizermos aos outros, fazemo-lo a Deus (DomO que fizermos aos outros, fazemo-lo a Deus (Dom 34)34)
    3. 3. Fazemos render os Parábola de Juízo
    4. 4. MtMt 25,14-3025,14-30 Naquele tempo, disse Jesus aosNaquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos a seguinteseus discípulos a seguinte parábola: «Um homem, ao partir deparábola: «Um homem, ao partir de viagem, chamou os seus servos eviagem, chamou os seus servos e confiou-lhes os seus bens. A umconfiou-lhes os seus bens. A um entregou cinco talentos, a outroentregou cinco talentos, a outro dois e a outro um, conforme adois e a outro um, conforme a
    5. 5. Jesus confiou-nos todos os seus bensJesus confiou-nos todos os seus bens O evangelho, como norma de vida, é o grande tesouro que temos nas mãos Códice Vaticano. Um dos mais antigos, dos evangelhos (séc. IV)
    6. 6. O que tinha recebido cincoO que tinha recebido cinco talen-tos fê-los render etalen-tos fê-los render e ganhou outros cinco. Doganhou outros cinco. Do mesmo modo, o que re-mesmo modo, o que re- cebera dois talentos ganhoucebera dois talentos ganhou outros dois. Mas o queoutros dois. Mas o que recebera um só talento foirecebera um só talento foi
    7. 7. O Evangelho praticado, abre-te à alegria do bemO Evangelho praticado, abre-te à alegria do bem O evangelho escondido, fecha-te na escuridão do mal
    8. 8. Muito tempoMuito tempo depois, chegou odepois, chegou o senhor da-quelessenhor da-queles servos e foi a-servos e foi a- justar contas comjustar contas com
    9. 9. Virá à hora menos pensada (Mt 24, 44) Se não reconhecemosSe não reconhecemos Jesus durante a vida,Jesus durante a vida, tão-pouco Otão-pouco O reconheceremosreconheceremos quando voltarquando voltar (S.to Agostinho)(S.to Agostinho) Jesus do Juízo final (Miguel ÂngeloJesus do Juízo final (Miguel Ângelo))
    10. 10. O que recebera cinco talentosO que recebera cinco talentos aproximou-se e apresentou outrosaproximou-se e apresentou outros cinco, dizendo: ‘Senhor, confiaste-mecinco, dizendo: ‘Senhor, confiaste-me cinco talentos: aquí estão outros cincocinco talentos: aquí estão outros cinco que eu ganhei’. Respondeu-lhe oque eu ganhei’. Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel.senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel. Porque foste fiel em coisas pequenas,Porque foste fiel em coisas pequenas, confiar-te-ei as grandes. Vem tomarconfiar-te-ei as grandes. Vem tomar parte na alegria do teu senhor’.parte na alegria do teu senhor’.
    11. 11. Estes talentos multiplicam-se nas nossas mãos “Eu disse para mim: Malala, tens que ser valente. Não deves ter medo de ninguém. Só estás a tratar de conseguir uma educação (para as mulheres). Tu não cometeste nenhum crime” Não clicar Viver ajudando, como o bom samaritano,Viver ajudando, como o bom samaritano, é fazer render ao máximo os talentosé fazer render ao máximo os talentos Os homens “praticantes” passam ao largo, o “herege” Samaritano, socorre Malala, jovem paquistanesa que praticou o evangelho sem o conhecer. Nobel 2014
    12. 12. Aproximou-se também o queAproximou-se também o que recebera dois talentos e disse:recebera dois talentos e disse: ‘Senhor, confiaste-me dois talentos:‘Senhor, confiaste-me dois talentos: aquí estão outros dois que euaquí estão outros dois que eu ganhei’. Respondeu-lhe o senhor:ganhei’. Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel. Porque‘Muito bem, servo bom e fiel. Porque foste fiel em coisas pequenas,foste fiel em coisas pequenas, confiar-te-ei as grandes. Vem tomarconfiar-te-ei as grandes. Vem tomar parte na alegria do teu senhor’.parte na alegria do teu senhor’.
    13. 13. Viúva pobre lançandoViúva pobre lançando a esmolaa esmola Não clicar O bem não faz ruído JesusJesus louva olouva o talento datalento da viúva, queviúva, que dá emdá em esmolaesmola tudo o quetudo o que temtem ((McMc 12,12, 42)42) Mulheres anónimasMulheres anónimas que entregam a vidaque entregam a vida constantementeconstantemente
    14. 14. Aproximou-se também o que recebera umAproximou-se também o que recebera um só talento e disse: ‘Senhor, eu sabia que éssó talento e disse: ‘Senhor, eu sabia que és um homem severo, que colhes onde nãoum homem severo, que colhes onde não semeaste e recolhes onde nada lançaste.semeaste e recolhes onde nada lançaste. Por isso, tive medo e escondi o teu talentoPor isso, tive medo e escondi o teu talento na terra. Aqui tens o que te pertence’. Ona terra. Aqui tens o que te pertence’. O senhor respondeu-lhe: ‘Servo mau esenhor respondeu-lhe: ‘Servo mau e preguiçoso, sabias que ceifo onde nãopreguiçoso, sabias que ceifo onde não semeei e recolho onde nada lancei; devias,semeei e recolho onde nada lancei; devias, portanto, depositar no banco o meuportanto, depositar no banco o meu dinheiro e eu teria, ao voltar, recebido comdinheiro e eu teria, ao voltar, recebido com
    15. 15. Únicos eÚnicos e irrepetíveis, todosirrepetíveis, todos temos uns talentostemos uns talentos próprios que nãopróprios que não podemos esconderpodemos esconder sem destruir-nossem destruir-nos Não fazê-los trabalhar é enterrar-nos em vida
    16. 16. Tirai-lhe então o talento e dai-oTirai-lhe então o talento e dai-o àquele que tem dez. Porque, aàquele que tem dez. Porque, a todo aquele que tem, dar-se-átodo aquele que tem, dar-se-á mais e terá em abundância; mas,mais e terá em abundância; mas, àquele que não tem, até o poucoàquele que não tem, até o pouco que tem lhe será tirado. Quantoque tem lhe será tirado. Quanto ao servo inútil, lançai-o àsao servo inútil, lançai-o às trevas exteriores. Aí haverátrevas exteriores. Aí haverá
    17. 17. Os verdadeiros administradoresOs verdadeiros administradores constroem JUNTOS o Mundoconstroem JUNTOS o Mundo Construir ou destruir, depende de cada um
    18. 18. Senhor Jesus,Senhor Jesus, ajuda-nos a fazer renderajuda-nos a fazer render os talentos que todosos talentos que todos temos, para que, juntos,temos, para que, juntos, REVITALIZEMOSREVITALIZEMOS a nossa sociedade.a nossa sociedade.
    19. 19. Monjas de St. Benet de Montserrat www.monestirsantbenetmontserrat.com/regina
    20. 20. Cruzar os braços?
    21. 21. OS FILHOS SÃO COMO OS NAVIOS
    22. 22. Ao ver um navio no porto, imaginamos que está no lugar mais seguro, protegido por uma forte âncora.
    23. 23. No entanto, sabemos que está ali a preparar-se, a abastecer-se e aprontar-se para ser lançado ao mar, cumprindo com o destino para o qual foi criado, indo ao encontro das sus próprias aventuras e riscos.
    24. 24. Dependendo do que a força da natureza lhe reserve, terá que desviar a rota, traçar outros caminhos e buscar outros portos.
    25. 25. Mas regressará fortalecido pelo conhecimento adquirido, enriquecido pelas diferentes culturas encontradas. E encontrará muita gente feliz no porto, esperando por ele.
    26. 26. Assim são os FILHOS. Têm os seus PAIS, ou seja, o porto seguro, até que se tornam independentes.
    27. 27. Por mais segurança, protecção e manutenção que possam sentir ao lado dos pais, os filhos nasceram para sulcar os mares da vida, correr seus próprios riscos e viver suas próprias aventuras.
    28. 28. Certamente, levarão consigo os exemplos adquiridos, os conhecimentos obtidos na escola, mas o mais importante estará no interior de cada um:
    29. 29. A CAPACIDADE DE SABER SER FELIZ
    30. 30. Sabemos que não existe felicidade imediata, que não é coisa que se guarde num esconderijo para ser dada ou transmitida a alguém.
    31. 31. O lugar mais seguro para o navio é o porto. Mas ele não foi construído para permanecer ali.
    32. 32. Os pais pensam que serão o porto seguro de seus filhos, mas não poden esquecer-se que devem prepará-los para navegar mar adentro e encontrar o seu próprio lugar, onde se sintam seguros, com a certeza de que deverá ser, noutro tempo, um porto para outros seres (os netos).
    33. 33. Ninguém pode traçar o destino dos filhos. O que sim podemos fazer, é tomar consciência e procurar que levem na sua bagagem VALORES como:
    34. 34. HUMILDADE, SOLIDARIEDADE, HONESTIDADE, DISCIPLINA, GRATIDÃO E GENEROSIDADE.
    35. 35. Os filhos nascem dos pais, mas devem converter-se em CIDADÃOS DO MUNDO. Os pais podem querer ver sempre um sorriso nos seus filhos, mas não podem sorrir por eles. Podem desejar a sua felicidade, mas não podem ser felizes por eles.
    36. 36. A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM IDEAL PARA LUTAR E A CERTEZA DE ESTAR A DAR PASSOS FIRMES NO CAMINHO PARA O ATINGIR.
    37. 37. Os pais não devem seguir os passos dos filhos e os filhos nunca devem descansar nos passos que os pais alcançaram. Os filhos devem sair para viagem, do porto onde seus pais chegaram, e como os navios, partir em busca das suas próprias conquistas e aventuras.
    38. 38. Para isso, carecem de ser preparados e amados, com a certeza de que: “QUEM AMA, EDUCA”.
    39. 39. Quão difícil é soltar as amarras e deixar partir o navio!… No entanto, a maior prova de amor que os pais podem dar é a autonomia.
    40. 40. Cruzar os braços?
    41. 41. Senhor, sou um traste, mas amo-Te; amo-Te terrivelmente, loucamente, que é a única maneira que tenho de amar, porque sou só um palhaço!
    42. 42. Senhor aceita a oferenda deste entardecer... A minha vida, como uma flauta, está cheia de buracos..., mas toma-a nas tuas mãos divinas.
    43. 43. Que a tua música passe através de mim e chegue até os meus irmãos os homens; que seja para eles ritmo e melodia que acompanhe o seu caminhar, alegria simples dos seus passos cansados... Ulibarri Fl.
    44. 44. Cruzar os braços?
    45. 45. PERDOA, SENHORPERDOA, SENHOR .
    46. 46. PerdoaPerdoa,, SenhorSenhor o nosso dia;o nosso dia; A ausência de gestos corajosos.A ausência de gestos corajosos. A fraqueza dos actosA fraqueza dos actos consentidos,consentidos, A vida nos momentos malA vida nos momentos mal amados.amados. .
    47. 47. Perdoa o espaço que TePerdoa o espaço que Te não demos;não demos; Perdoa, porque não nosPerdoa, porque não nos libertamos.libertamos. .
    48. 48. Perdoa, as correntesPerdoa, as correntes que pusemos.que pusemos. Em Ti Senhor, porqueEm Ti Senhor, porque não ousamos.não ousamos. .
    49. 49. Contudo, faz-nos sentir,Contudo, faz-nos sentir, Perdoar é esquecer aPerdoar é esquecer a antiga guerraantiga guerra .
    50. 50. e partindo, começar de novo,e partindo, começar de novo, como o sol, que sempre beijacomo o sol, que sempre beija a terra.a terra. .
    51. 51. Cruzar os braços?
    52. 52. A tua caminhada ainda não terminou... A realidade te acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida necessita de tuas palavras e do teu silêncio.
    53. 53. Se amanhã sentires saudades, lembra-te da fantasia e sonha com a tua próxima vitória. Vitória que todas as armas do mundo jamais conseguirão obter, porque é uma vitória que surge da paz e não do ressentimento.
    54. 54. É certo que irás encontrar situações tempestuosas novamente, mas haverás de ver sempre o lado bom da chuva que cai e não a faceta do raio que destrói.
    55. 55. Tu és jovem. Atender a quem te chama é belo, lutar por quem te rejeita é quase chegar à perfeição. A juventude precisa de sonhos e se nutrir de lembranças, assim como o leito dos rios precisam da água que rola e o coração necessita de afecto.
    56. 56. Não faças do amanhã o sinónimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.
    57. 57. Teus passos ficaram. Olha para trás... mas vai em frente pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te. Charles Chaplin
    58. 58. Cruzar os braços?
    59. 59. Ou Deus ou o dinheiroOu Deus ou o dinheiro
    60. 60. Carlos Smith era doente de coração.Carlos Smith era doente de coração. Os médicos já lhe tinham dito queOs médicos já lhe tinham dito que não devia ter emoções fortes.não devia ter emoções fortes.
    61. 61. Aconteceu que, um dia, morreu um seuAconteceu que, um dia, morreu um seu parente muito rico. Ao lerem o seuparente muito rico. Ao lerem o seu testamento verificaram que tinha deixadotestamento verificaram que tinha deixado a sua imensa fortuna ao seu amigo Carlosa sua imensa fortuna ao seu amigo Carlos Smith.Smith.
    62. 62. Os familiares não sabiam como dar aOs familiares não sabiam como dar a notícia ao felizardo. Se ele era doentenotícia ao felizardo. Se ele era doente de coração e não podia ter emoçõesde coração e não podia ter emoções fortes, era preciso muito cuidado.fortes, era preciso muito cuidado.
    63. 63. Depois de dialogarem,Depois de dialogarem, acabaram por decidir:acabaram por decidir: - Vamos encarregar o pároco que- Vamos encarregar o pároco que lhe comunique a notícia. Ele temlhe comunique a notícia. Ele tem mais prática nestas coisas e saberámais prática nestas coisas e saberá fazê-lo com toda a prudência.fazê-lo com toda a prudência.
    64. 64. Assim se fez. O pároco aceitou eAssim se fez. O pároco aceitou e começou por lhe dizer:começou por lhe dizer: - Senhor Smith, se Deus lhe- Senhor Smith, se Deus lhe enviasse mil milhões de dólares,enviasse mil milhões de dólares, que faria com eles?que faria com eles?
    65. 65. Smith reflectiu um poucoSmith reflectiu um pouco e disse:e disse: -Daria metade a si, para-Daria metade a si, para as obras da sua igreja.as obras da sua igreja. Ao ouvir isto, o pároco sofreu deAo ouvir isto, o pároco sofreu de um repentino ataque de coração.um repentino ataque de coração.
    66. 66. O dinheiro é preciso para que asO dinheiro é preciso para que as actividades económicasactividades económicas funcionem e todos os cidadãosfuncionem e todos os cidadãos possam viver com dignidade. Opossam viver com dignidade. O dinheiro é um meio muito valiosodinheiro é um meio muito valioso e bom seria que todos tivessem oe bom seria que todos tivessem o necessário para viver.necessário para viver.
    67. 67. Mas não nos devemos apegar aMas não nos devemos apegar a ele e, além disso, utilizá-lo bem.ele e, além disso, utilizá-lo bem. Nada de gastos supérfluos e oNada de gastos supérfluos e o que temos a mais pertence aosque temos a mais pertence aos pobres.pobres.
    68. 68. Cruzar os braços?
    69. 69. Conta-se que seis homens ficaram presos numaConta-se que seis homens ficaram presos numa caverna por causa de uma avalanche de neve.  caverna por causa de uma avalanche de neve.   Teriam que esperar até o amanhecer paraTeriam que esperar até o amanhecer para receber socorro. Cada um deles trazia umreceber socorro. Cada um deles trazia um pouco de lenha e havia uma pequena fogueira,pouco de lenha e havia uma pequena fogueira, ao redor da qual eles se aqueciam.  ao redor da qual eles se aqueciam.   Eles sabiam que, se o fogo apagasse, todosEles sabiam que, se o fogo apagasse, todos morreriam de frio, antes que o dia clareasse.morreriam de frio, antes que o dia clareasse.
    70. 70. Chegou a hora de cadaChegou a hora de cada um colocar sua lenha naum colocar sua lenha na fogueira. Era a únicafogueira. Era a única maneira de poderemmaneira de poderem sobreviver.  sobreviver.  
    71. 71. O primeiro homem era racista. EleO primeiro homem era racista. Ele olhou demoradamente para osolhou demoradamente para os outros cinco e descobriu que umoutros cinco e descobriu que um deles tinha a pele escura. deles tinha a pele escura.  Então raciocinou consigo mesmo:Então raciocinou consigo mesmo: Aquele negro! - Jamais dareiAquele negro! - Jamais darei minha lenha para aquecer umminha lenha para aquecer um negro.negro. E guardou-a, protegendo-aE guardou-a, protegendo-a dos olhares dos demais. dos olhares dos demais. 
    72. 72. O segundo homem era um rico avarento. EleO segundo homem era um rico avarento. Ele estava ali porque esperava receber os juros deestava ali porque esperava receber os juros de uma dívida. uma dívida.  Olhou ao redor e viu um homem da montanhaOlhou ao redor e viu um homem da montanha que trazia sua pobreza no aspecto rude doque trazia sua pobreza no aspecto rude do semblante e nas roupas velhas e remendadas. semblante e nas roupas velhas e remendadas.  Ele calculava o valor da sua lenha e, enquantoEle calculava o valor da sua lenha e, enquanto sonhava com o seu lucro, pensou:sonhava com o seu lucro, pensou: Eu, dar aEu, dar a minha lenha para aquecer um preguiçoso, nemminha lenha para aquecer um preguiçoso, nem pensar. pensar. 
    73. 73. O terceiro homem era negro. Seus olhosO terceiro homem era negro. Seus olhos faiscavam de ira e ressentimento. Não haviafaiscavam de ira e ressentimento. Não havia qualquer sinal de perdão ou de resignação que oqualquer sinal de perdão ou de resignação que o sofrimento ensina. sofrimento ensina.  Seu pensamento era muito prático:Seu pensamento era muito prático: É bemÉ bem provável que eu precise desta lenha para meprovável que eu precise desta lenha para me defender. defender.  Além disso, eu jamais daria da minha lenha paraAlém disso, eu jamais daria da minha lenha para salvar aqueles que me oprimem.salvar aqueles que me oprimem. E guardou suasE guardou suas lenhas com cuidado.lenhas com cuidado.
    74. 74. O quarto homem era um pobre daO quarto homem era um pobre da montanha. Ele conhecia mais do que osmontanha. Ele conhecia mais do que os outros os caminhos, os perigos e osoutros os caminhos, os perigos e os segredos da neve. segredos da neve.  Esse pensou: Esta nevasca pode durarEsse pensou: Esta nevasca pode durar vários dias. Vou guardar minha lenha.vários dias. Vou guardar minha lenha.
    75. 75. O quinto homem pareciaO quinto homem parecia alheio a tudo. Era umalheio a tudo. Era um sonhador. Olhandosonhador. Olhando fixamente para as brasas,fixamente para as brasas, nem lhe passou pela cabeçanem lhe passou pela cabeça oferecer a lenha queoferecer a lenha que carregava. carregava.  Ele estava preocupadoEle estava preocupado demais com suas própriasdemais com suas próprias visões (ou alucinações?)visões (ou alucinações?) para pensar em ser útil.para pensar em ser útil.
    76. 76. O último homem traziaO último homem trazia nos vincos da testa e nasnos vincos da testa e nas palmas calosas das mãospalmas calosas das mãos os sinais de uma vida deos sinais de uma vida de trabalho. Seu raciocíniotrabalho. Seu raciocínio era curto e rápido. era curto e rápido.  Esta lenha é minha. CustouEsta lenha é minha. Custou o meu trabalho. Não dareio meu trabalho. Não darei a ninguém, nem mesmo oa ninguém, nem mesmo o menor dos gravetos. menor dos gravetos. 
    77. 77. Com estesCom estes pensamentos, ospensamentos, os seis homensseis homens permanecerampermaneceram imóveis. A últimaimóveis. A última brasa da fogueirabrasa da fogueira cobriu-se de cinzascobriu-se de cinzas e, finalmentee, finalmente apagou. apagou. 
    78. 78. No alvorecer do dia, quando os homensNo alvorecer do dia, quando os homens do socorro chegaram à cavernado socorro chegaram à caverna encontraram seis cadáveres congelados,encontraram seis cadáveres congelados, cada qual segurando um feixe de lenha. cada qual segurando um feixe de lenha.  Olhando para aquele triste quadro, oOlhando para aquele triste quadro, o chefe da equipe de socorro disse:chefe da equipe de socorro disse:   O frio que os matou não foi o frioO frio que os matou não foi o frio de fora, mas o frio de dentro.de fora, mas o frio de dentro.
    79. 79.   Abra o seu coração e ajude a aquecer aquelesAbra o seu coração e ajude a aquecer aqueles que o rodeiam. que o rodeiam.   Não permita que as brasas da esperança se Não permita que as brasas da esperança se apaguem nem que a fogueira do otimismo vireapaguem nem que a fogueira do otimismo vire cinzas. cinzas.   Contribua com seu graveto de amor e aumente Contribua com seu graveto de amor e aumente a chama da vida onde quer que você esteja.a chama da vida onde quer que você esteja.
    80. 80. Cruzar os braços?
    81. 81. Diálogo com CristoDiálogo com Cristo
    82. 82. Obrigado, Senhor,Obrigado, Senhor, Pelos meus braçosPelos meus braços perfeitos,perfeitos, Quando há tantosQuando há tantos mutilados;mutilados; .
    83. 83. Pelos meus olhos perfeitos,Pelos meus olhos perfeitos, Quando há tantos sem luz;Quando há tantos sem luz;.
    84. 84. Pela minha voz que canta,Pela minha voz que canta, Quando tantos emudecem;Quando tantos emudecem; .
    85. 85. Pelas minhas mãos quePelas minhas mãos que trabalham,trabalham, Quando tantas mendigam.Quando tantas mendigam. .
    86. 86. É maravilhoso, Senhor,É maravilhoso, Senhor, Ter um lar para voltar,Ter um lar para voltar, quando há tantos quequando há tantos que não têm para onde ir;não têm para onde ir; .
    87. 87. Sorrir,Sorrir, quando háquando há tantos que choram;tantos que choram; .
    88. 88. Amar,Amar, quando há tantos que odeiam;quando há tantos que odeiam; .
    89. 89. Sonhar,Sonhar, quando há tantos que sequando há tantos que se revolvem em pesadelos;revolvem em pesadelos; .
    90. 90. Viver,Viver, quando há tantos quequando há tantos que morrem antes de nascer;morrem antes de nascer; .
    91. 91. Sobretudo, ter pouco a pedir,Sobretudo, ter pouco a pedir, e tanto a agradecer.e tanto a agradecer. .
    92. 92. Cruzar os braços?
    93. 93. É Urgente…É Urgente… . É urgente o Amor,É urgente o Amor, É urgente um barco no mar.É urgente um barco no mar. É urgente destruir certas palavrasÉ urgente destruir certas palavras ódio, solidão e crueldade,ódio, solidão e crueldade, alguns lamentos,alguns lamentos, muitas espadas.muitas espadas.
    94. 94. . É urgente inventar alegria,É urgente inventar alegria, multiplicar os beijos, as searas,multiplicar os beijos, as searas, é urgente descobrir rosas e riosé urgente descobrir rosas e rios e manhãs claras.e manhãs claras.
    95. 95. . Cai o silêncio nos ombros,Cai o silêncio nos ombros, e a luz impura até doer.e a luz impura até doer. É urgente o amor,É urgente o amor, É urgente permanecer.É urgente permanecer. Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
    96. 96. Cruzar os braços?

    ×