SlideShare uma empresa Scribd logo

Portugues concordância nominal

1 de 6
Baixar para ler offline
Concordância Nominal
1. Substantivo + Substantivo... + Adjetivo
Quando o adjetivo posposto se refere a dois ou mais substantivos, concorda com o último
ou vai facultativamente:
• para o plural, no masculino, se pelo menos um deles for masculino;
• para o plural, no feminino, se todos eles estiverem no feminino.
Exemplos:
Ternura e amor humano.
Amor e ternura humana.
Ternura e amor humanos.
Carne ou peixe cru.
Peixe ou carne crua.
Carne ou peixe crus.
2. Adjetivo + Substantivo + Substantivo + ...
Quando o adjetivo anteposto se refere a dois ou mais substantivos, concorda com o mais
próximo.
Exemplos:
Mau lugar e hora.
Má hora e lugar.
3. Substantivo + Adjetivo + Adjetivo + ...
Quando dois ou mais adjetivos se referem a um substantivo, este vai para o singular ou
plural.
Exemplos:
Estudo as línguas inglesa e portuguesa.
Estudo a língua inglesa e (a) portuguesa.
Os poderes temporal e espiritual.
O poder temporal e (o) espiritual.
4. Ordinal + Ordinal + ... + Substantivo
Quando dois ou mais ordinais vêm antes de um substantivo, determinando-o, este
concorda com o mais próximo ou vai para o plural.
Exemplos:
A primeira e segunda lição.
A primeira e segunda lições.
5. Substantivo + Ordinal + Ordinal + ...
Quando dois ou mais ordinais vêm depois de um substantivo, determinando-o, este vai
para o plural.
Exemplo:
As cláusulas terceira, quarta e quinta.
6. Um e outro / Nem um nem outro + Substantivo
Quando as expressões "um e outro", "nem um nem outro" são seguidas de um
substantivo, este permanece no singular.
Exemplos:
Um e outro aspecto.
Nem um nem outro argumento.
De um e outro lado.
7. Um e outro + Substantivo + Adjetivo
Quando um substantivo e um adjetivo vêm depois da expressão "um e outro", o
substantivo vai para o singular e o adjetivo para o plural.
Exemplos:
Um e outro aspecto obscuros.
Uma e outra causa juntas.
8. "O (a) mais ... possível" - "Os (as) mais ... possíveis" - "O (a) pior ... possível" -
"Os (as) piores ..." - "O (a) melhor ... possível" - "Os (as) melhores ... possíveis"
O adjetivo "possível", nas expressões "o mais ...", "o pior ...", "o melhor ..." permanece no
singular.
Com as expressões "os mais ...", "os piores ...", "os melhores ...", vai para o plural.
Exemplos:
Os dois autores defendem a melhor doutrina possível.
Estas frutas são as mais saborosas possíveis.
Eles foram os mais insolentes possíveis.
Comprei poucos livros, mas são os melhores possíveis.
9. Particípio + Substantivo
O particípio concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
Feitas as contas ...
Vistas as condições ...
Restabelecidas as amizades ...
Postas as cartas na mesa ...
Salvas as crianças ...
Observação:
"Salvo", "posto" e "visto" assumem também papel de conectivos, sendo, por isso, invariáveis:
Salvo honrosas exceções.
Posto ser tarde, irei.
Visto ser longe, não irei.
10. Anexo / bastante / incluso / leso / mesmo / próprio + Substantivo
Essas palavras concordam com o substantivo a que se referem.
Exemplos:
Vão anexas as cópias.
Recebi bastantes flores.
Vão inclusos os documentos.
Cometeu um crime de lesa-pátria.
Cometeu um crime de leso-patriotismo.
Ele mesmo falou aquilo.
Ela mesma falou aquilo.
Elas próprias falaram aquilo.
11. Meio (= metade) + Substantivo
O adjetivo "meio" concorda com o substantivo a que se refere.
Exemplos:
Meias medidas.
Meio litro.
Meia garrafa.
12. Meio (= um tanto) + Adjetivo
O advérbio "meio", que se refere a um adjetivo, permanece invariável.
Exemplos:
Ela parecia meio encabulada.
Janela meio aberta.
Observações:
1. Na fala, observam-se exemplos do advérbio "meio" flexionado. Tal fato pode ser
explicado pelo fenômeno da "concordância atrativa", ou por influência do adjetivo a que se
refere: "Ela está meia cansada".
Dessa concordância existem exemplos entre os clássicos: "Uns caem meios mortos".
(Camões)
2. Em "meio-dia e meia", "meia" concorda com a palavra "hora", oculta na expressão
"meio-dia e meia (hora)". Essa é a construção recomendada pela maioria dos manuais de
cultura idiomática.
A construção "meio-dia e meio" também ocorre na fala; a forma "meio" permanece no
masculino, por atração ou influência da forma masculina "meio-dia".
3. A palavra "meio" funciona como elemento de justaposição em "meias-luas", "meios-
termos", "meios-tons", "meia-idade", etc.
13. Verbo transobjetivo + predicativo do objeto + objeto + objeto ...
Verbo transobjetivo + objeto + objeto ... + predicativo do objeto
Verbo transobjetivo é o verbo que pede, além de um complemento-objeto, uma
qualificação para esse complemento (= predicativo do objeto).
Nesse caso, o predicativo concorda com o(s) objetos.
Verbo transobjetivo + predicativo do objeto + objeto + objeto ...
Julgou
Considerei
Achei
inocentes
oportunas
simpáticos
o pai e o filho
a decisão e a sugestão
a irmã e o irmão
Verbo transobjetivo + objeto + objeto ... + predicativo
Julgou
Considerei
Achei
o pai e o filho
a decisão e a sugestão
a irmã e o irmão
inocentes
oportunas
simpáticos
14. Casa, página (+ número) + numeral
Na enumeração de casas e páginas, o numeral concorda com a palavra oculta "número".
Exemplos:
Casa dois.
Página dois.
15. Substantivo + é bom / é preciso / é proibido
Em construções desse tipo, quando o substantivo não está determindado, as expressões
"é bom", "é preciso", "é proibido" permanecem no singular.
Exemplos:
Maçã é bom para a saúde.
É preciso cautela.
É proibido entrada.
Observação:
Quando há determinação do sujeito, a concordância efetua-se normalmente:
É proibida a entrada de meninas.
16. Pronome de tratamento (referindo-se a uma pessoa de sexo masculino) + verbo de
ligação + adjetivo masculino
Quando um adjetivo modifica um pronome de tratamento que se refere a pessoa do sexo
masculino, vai para o masculino.
Exemplos:
Sua Santidade está esperançoso.
Referindo-se ao Governador, disse que Sua Excelência era generoso.
17. Nós / Vós + verbo + adjetivo
Quando um adjetivo modifica os pronomes "nós / vós", empregados no lugar de "eu / tu",
vai para singular.
Exemplos:
Vós (= tu) estais enganado.
Nós (= eu) fomos acolhido muito bem.
Sejamos (nós = eu) breve.
Exemplos:
Maçã é bom para a saúde.
É preciso cautela.
É proibido entrada.
Observação:
Quando há determinação do sujeito, a concordância efetua-se normalmente:
É proibida a entrada de meninas.
16. Pronome de tratamento (referindo-se a uma pessoa de sexo masculino) + verbo de
ligação + adjetivo masculino
Quando um adjetivo modifica um pronome de tratamento que se refere a pessoa do sexo
masculino, vai para o masculino.
Exemplos:
Sua Santidade está esperançoso.
Referindo-se ao Governador, disse que Sua Excelência era generoso.
17. Nós / Vós + verbo + adjetivo
Quando um adjetivo modifica os pronomes "nós / vós", empregados no lugar de "eu / tu",
vai para singular.
Exemplos:
Vós (= tu) estais enganado.
Nós (= eu) fomos acolhido muito bem.
Sejamos (nós = eu) breve.
Anúncio

Recomendados

CONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALCONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALguestcc4296e
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominalBriefCase
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoAna Paula Dos Santos
 
Sintaxe de concordância: Concordância verbal
Sintaxe de concordância: Concordância verbalSintaxe de concordância: Concordância verbal
Sintaxe de concordância: Concordância verbalJosi Santos
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância NominalAngela Santos
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominalEdson Alves
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominalIsabel Sousa
 
Casos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbalCasos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbalCaroline Capellari
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbalRita Cunha
 
Concordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regrasConcordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regrasPedro Henrique
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalDaniele Silva
 
Concordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominalConcordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominalCynthia Funchal
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalRebeca Kaus
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia CraseFernando Vieira
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - pptVilmar Vilaça
 
Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoLidiane Rodrigues
 

Mais procurados (20)

Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Casos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbalCasos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbal
 
Preposição
PreposiçãoPreposição
Preposição
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regrasConcordância nominal – principais regras
Concordância nominal – principais regras
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominalConcordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominal
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
 
Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º ano
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Problemas Gerais da Língua Culta
Problemas Gerais da Língua CultaProblemas Gerais da Língua Culta
Problemas Gerais da Língua Culta
 

Semelhante a Portugues concordância nominal

Concordncia nominal
Concordncia nominalConcordncia nominal
Concordncia nominalRedeConcurso
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)Marcos Emídio
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseLidiane Rodrigues
 
Apostila concordancia
Apostila concordanciaApostila concordancia
Apostila concordanciasandra
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominalCefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominalProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância NominalCefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância NominalProfFernandaBraga
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância NominalBlog Estudo
 
72079 20050917090909
72079 2005091709090972079 20050917090909
72079 20050917090909Ethernella
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância NominalAngela Santos
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbalDon Veneziani
 
Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Vera Pinho
 
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbalCefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbalProfFernandaBraga
 
Aula 18 concordância verbal
Aula 18   concordância verbalAula 18   concordância verbal
Aula 18 concordância verbalProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalCefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalProfFernandaBraga
 

Semelhante a Portugues concordância nominal (20)

Concordncia nominal
Concordncia nominalConcordncia nominal
Concordncia nominal
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Apostila concordancia
Apostila concordanciaApostila concordancia
Apostila concordancia
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominalCefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominal
 
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância NominalCefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
InglêS
InglêSInglêS
InglêS
 
Gramática e Ortografia
Gramática e OrtografiaGramática e Ortografia
Gramática e Ortografia
 
72079 20050917090909
72079 2005091709090972079 20050917090909
72079 20050917090909
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Concordância verbal 1
Concordância verbal 1
 
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbalCefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
 
Aula 18 concordância verbal
Aula 18   concordância verbalAula 18   concordância verbal
Aula 18 concordância verbal
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalCefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 

Mais de Wellington Moreira

Mais de Wellington Moreira (20)

Portugues segunda aula bv
Portugues segunda aula bvPortugues segunda aula bv
Portugues segunda aula bv
 
Portugues concordância verbal
Portugues concordância verbalPortugues concordância verbal
Portugues concordância verbal
 
Lp quest sim pm bv
Lp quest sim pm bvLp quest sim pm bv
Lp quest sim pm bv
 
Lp 1 aula becmann
Lp 1 aula becmannLp 1 aula becmann
Lp 1 aula becmann
 
Trigonometria fórmls exc
Trigonometria fórmls excTrigonometria fórmls exc
Trigonometria fórmls exc
 
Lei dos senos e cossenos
Lei dos senos e cossenosLei dos senos e cossenos
Lei dos senos e cossenos
 
Rz trig triang retng
Rz trig triang retngRz trig triang retng
Rz trig triang retng
 
Matemática rz,prp,rg tres - mistao
Matemática  rz,prp,rg tres - mistaoMatemática  rz,prp,rg tres - mistao
Matemática rz,prp,rg tres - mistao
 
Simulado bv primeiro
Simulado bv primeiroSimulado bv primeiro
Simulado bv primeiro
 
Portugues 3° aula
Portugues 3° aulaPortugues 3° aula
Portugues 3° aula
 
Gabarito aula 01 beckman lp
Gabarito aula 01 beckman lpGabarito aula 01 beckman lp
Gabarito aula 01 beckman lp
 
9 a aula geo cpvem relevo-2
9 a aula geo cpvem   relevo-29 a aula geo cpvem   relevo-2
9 a aula geo cpvem relevo-2
 
10 a aula geo cpvem relevo-3
10 a aula geo cpvem   relevo-310 a aula geo cpvem   relevo-3
10 a aula geo cpvem relevo-3
 
7 a aula geo cpvem geologia-aula-2
7 a aula geo cpvem   geologia-aula-27 a aula geo cpvem   geologia-aula-2
7 a aula geo cpvem geologia-aula-2
 
8 a aula geo cpvem relevo-i
8 a aula geo cpvem   relevo-i8 a aula geo cpvem   relevo-i
8 a aula geo cpvem relevo-i
 
7 a aula geo cpvem geologia-aula-2
7 a aula geo cpvem   geologia-aula-27 a aula geo cpvem   geologia-aula-2
7 a aula geo cpvem geologia-aula-2
 
6 a aula geo cpvem geologia-aula-1
6 a aula geo cpvem  geologia-aula-16 a aula geo cpvem  geologia-aula-1
6 a aula geo cpvem geologia-aula-1
 
Exercícios mat revisão 1. mês bv
Exercícios mat revisão 1. mês bvExercícios mat revisão 1. mês bv
Exercícios mat revisão 1. mês bv
 
Exercícios mat revisão 1. mês bv
Exercícios mat revisão 1. mês bvExercícios mat revisão 1. mês bv
Exercícios mat revisão 1. mês bv
 
Aula interp txt 1 bv
Aula interp txt 1 bvAula interp txt 1 bv
Aula interp txt 1 bv
 

Portugues concordância nominal

  • 1. Concordância Nominal 1. Substantivo + Substantivo... + Adjetivo Quando o adjetivo posposto se refere a dois ou mais substantivos, concorda com o último ou vai facultativamente: • para o plural, no masculino, se pelo menos um deles for masculino; • para o plural, no feminino, se todos eles estiverem no feminino. Exemplos: Ternura e amor humano. Amor e ternura humana. Ternura e amor humanos. Carne ou peixe cru. Peixe ou carne crua. Carne ou peixe crus. 2. Adjetivo + Substantivo + Substantivo + ... Quando o adjetivo anteposto se refere a dois ou mais substantivos, concorda com o mais próximo. Exemplos: Mau lugar e hora. Má hora e lugar. 3. Substantivo + Adjetivo + Adjetivo + ... Quando dois ou mais adjetivos se referem a um substantivo, este vai para o singular ou plural. Exemplos: Estudo as línguas inglesa e portuguesa. Estudo a língua inglesa e (a) portuguesa. Os poderes temporal e espiritual. O poder temporal e (o) espiritual. 4. Ordinal + Ordinal + ... + Substantivo Quando dois ou mais ordinais vêm antes de um substantivo, determinando-o, este concorda com o mais próximo ou vai para o plural. Exemplos:
  • 2. A primeira e segunda lição. A primeira e segunda lições. 5. Substantivo + Ordinal + Ordinal + ... Quando dois ou mais ordinais vêm depois de um substantivo, determinando-o, este vai para o plural. Exemplo: As cláusulas terceira, quarta e quinta. 6. Um e outro / Nem um nem outro + Substantivo Quando as expressões "um e outro", "nem um nem outro" são seguidas de um substantivo, este permanece no singular. Exemplos: Um e outro aspecto. Nem um nem outro argumento. De um e outro lado. 7. Um e outro + Substantivo + Adjetivo Quando um substantivo e um adjetivo vêm depois da expressão "um e outro", o substantivo vai para o singular e o adjetivo para o plural. Exemplos: Um e outro aspecto obscuros. Uma e outra causa juntas. 8. "O (a) mais ... possível" - "Os (as) mais ... possíveis" - "O (a) pior ... possível" - "Os (as) piores ..." - "O (a) melhor ... possível" - "Os (as) melhores ... possíveis" O adjetivo "possível", nas expressões "o mais ...", "o pior ...", "o melhor ..." permanece no singular. Com as expressões "os mais ...", "os piores ...", "os melhores ...", vai para o plural. Exemplos: Os dois autores defendem a melhor doutrina possível. Estas frutas são as mais saborosas possíveis. Eles foram os mais insolentes possíveis. Comprei poucos livros, mas são os melhores possíveis. 9. Particípio + Substantivo O particípio concorda com o substantivo a que se refere.
  • 3. Exemplos: Feitas as contas ... Vistas as condições ... Restabelecidas as amizades ... Postas as cartas na mesa ... Salvas as crianças ... Observação: "Salvo", "posto" e "visto" assumem também papel de conectivos, sendo, por isso, invariáveis: Salvo honrosas exceções. Posto ser tarde, irei. Visto ser longe, não irei. 10. Anexo / bastante / incluso / leso / mesmo / próprio + Substantivo Essas palavras concordam com o substantivo a que se referem. Exemplos: Vão anexas as cópias. Recebi bastantes flores. Vão inclusos os documentos. Cometeu um crime de lesa-pátria. Cometeu um crime de leso-patriotismo. Ele mesmo falou aquilo. Ela mesma falou aquilo. Elas próprias falaram aquilo. 11. Meio (= metade) + Substantivo O adjetivo "meio" concorda com o substantivo a que se refere. Exemplos: Meias medidas. Meio litro. Meia garrafa. 12. Meio (= um tanto) + Adjetivo O advérbio "meio", que se refere a um adjetivo, permanece invariável. Exemplos: Ela parecia meio encabulada. Janela meio aberta. Observações: 1. Na fala, observam-se exemplos do advérbio "meio" flexionado. Tal fato pode ser explicado pelo fenômeno da "concordância atrativa", ou por influência do adjetivo a que se refere: "Ela está meia cansada".
  • 4. Dessa concordância existem exemplos entre os clássicos: "Uns caem meios mortos". (Camões) 2. Em "meio-dia e meia", "meia" concorda com a palavra "hora", oculta na expressão "meio-dia e meia (hora)". Essa é a construção recomendada pela maioria dos manuais de cultura idiomática. A construção "meio-dia e meio" também ocorre na fala; a forma "meio" permanece no masculino, por atração ou influência da forma masculina "meio-dia". 3. A palavra "meio" funciona como elemento de justaposição em "meias-luas", "meios- termos", "meios-tons", "meia-idade", etc. 13. Verbo transobjetivo + predicativo do objeto + objeto + objeto ... Verbo transobjetivo + objeto + objeto ... + predicativo do objeto Verbo transobjetivo é o verbo que pede, além de um complemento-objeto, uma qualificação para esse complemento (= predicativo do objeto). Nesse caso, o predicativo concorda com o(s) objetos. Verbo transobjetivo + predicativo do objeto + objeto + objeto ... Julgou Considerei Achei inocentes oportunas simpáticos o pai e o filho a decisão e a sugestão a irmã e o irmão Verbo transobjetivo + objeto + objeto ... + predicativo Julgou Considerei Achei o pai e o filho a decisão e a sugestão a irmã e o irmão inocentes oportunas simpáticos 14. Casa, página (+ número) + numeral Na enumeração de casas e páginas, o numeral concorda com a palavra oculta "número". Exemplos: Casa dois. Página dois. 15. Substantivo + é bom / é preciso / é proibido Em construções desse tipo, quando o substantivo não está determindado, as expressões "é bom", "é preciso", "é proibido" permanecem no singular.
  • 5. Exemplos: Maçã é bom para a saúde. É preciso cautela. É proibido entrada. Observação: Quando há determinação do sujeito, a concordância efetua-se normalmente: É proibida a entrada de meninas. 16. Pronome de tratamento (referindo-se a uma pessoa de sexo masculino) + verbo de ligação + adjetivo masculino Quando um adjetivo modifica um pronome de tratamento que se refere a pessoa do sexo masculino, vai para o masculino. Exemplos: Sua Santidade está esperançoso. Referindo-se ao Governador, disse que Sua Excelência era generoso. 17. Nós / Vós + verbo + adjetivo Quando um adjetivo modifica os pronomes "nós / vós", empregados no lugar de "eu / tu", vai para singular. Exemplos: Vós (= tu) estais enganado. Nós (= eu) fomos acolhido muito bem. Sejamos (nós = eu) breve.
  • 6. Exemplos: Maçã é bom para a saúde. É preciso cautela. É proibido entrada. Observação: Quando há determinação do sujeito, a concordância efetua-se normalmente: É proibida a entrada de meninas. 16. Pronome de tratamento (referindo-se a uma pessoa de sexo masculino) + verbo de ligação + adjetivo masculino Quando um adjetivo modifica um pronome de tratamento que se refere a pessoa do sexo masculino, vai para o masculino. Exemplos: Sua Santidade está esperançoso. Referindo-se ao Governador, disse que Sua Excelência era generoso. 17. Nós / Vós + verbo + adjetivo Quando um adjetivo modifica os pronomes "nós / vós", empregados no lugar de "eu / tu", vai para singular. Exemplos: Vós (= tu) estais enganado. Nós (= eu) fomos acolhido muito bem. Sejamos (nós = eu) breve.