Sistema reprodutor masculino e feminino

329 visualizações

Publicada em

SLIDE DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
329
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema reprodutor masculino e feminino

  1. 1. Aparelho Reprodutor Masculino e Feminino
  2. 2. Introdução • Composto por testículos, ductos genitais, glândulas acessórias e pênis. A função dupla dos testículos é produzir hormônios e espermatozóides; • Apesar de a testosterona ser o principal hormônio produzido nos testículos, tanto a testosterona como seu metabólico, a diidrotestosterona, são necessários para a fisiologia do homem.
  3. 3. Esquema geral do aparelho reprodutor masculino. O testículo e o epidídimo diferente o estão representados em aumento do de outros componentes.
  4. 4. Introdução • A testosterona é importante para a espermatogênese, para a diferenciação sexual durante o desenvolvimento embrionário e fetal e para o controle da secreção de gonadotropinas. • A diidrotestosterona age em muitos orgãos e tecidos do corpo ( por exemplo, múscuos, padrão de distribuição de pêlos e crescimento de cabelo) durante a puberdade e a vida adulta.
  5. 5. Introdução • Os ductos genitais e as glândulas acessórias produzem secreções que, auxiliadas por contração de músculo liso, transportam os espermatozóides para o exterior; • Estas secreções também fornecem nutrientes para os espermatozóides enquanto eles permanecem no aparelho reprodutor masculino. Os espermatozóides e as secreções dos ductos genitais e as glândulas acessórias compõem o sêmen.
  6. 6. Testículos • Envoltos por uma grossa cápsula de tecido conjuntivo denso, denominada túnica albugínea, que é espessada na superfície dorsal dos testículos para formar o mediastino do testículo, do qual partem septos fibrosos; • Estes penetram no testículo dividindo-o em aproximadamente 250 compartimentos piramidais chamados lóbulos testiculares.
  7. 7. Testículos • Estes septos são incompletos e frequentemente há intercomunicações entre os lóbulos. Cada lóbulo é ocupado por 1 a 4 túbulos seminíferos que se alojam como novelos dentro de um tecido conjuntivo frouxo rico em vasos sanguíneos e linfáticos, nervos e células intersticiais (células de Leydig); • Os túbulos seminíferos produzem as células reprodutores masculinas, os espermatozóides, enquanto as células intersticiais secretam andrógeno testicular;
  8. 8. Introdução  Consiste em:  Dois ovários;  Duas tubas uterinas;  Um útero;  Uma vagina;  Uma genitália externa;
  9. 9. Órgãos internos do sistema reprodutor feminino.
  10. 10. Introdução  Funções:  Produzir gametas femininos (ovócitos) e manter um ovócito fertilizado durante o seu desenvolvimento completo através da fase embrionária fetal até o nascimento;  Produzir hormônios sexuais que controlam o órgão do aparelho reprodutor e tem influência sobre outros órgãos do corpo.
  11. 11. Introdução  A partir da menarca, que é quando ocorre a primeira menstruação, o sistema reprodutor sofrerá modificações cíclicas em sua estrutura e atividade funcional controladas por mecanismo neurohumorais;  A menopausa é um período variável durante a qual as modificações cíclicas ficam irregulares e acabam cessando. No período pós-menopausa há uma lenta involução do sistema reprodutor.
  12. 12. Ovários • Forma de amêndoas medindo aproximadamente 3cm de comprimento, 1,5cm de largura e 1cm de espessura; sua superfície é coberta por um epitélio pavimentoso cúbico simples, o epitélio germinativo; • Sob o epitélio germinativo há uma camada de tecido conjuntivo denso, a túnica albugínea, que é responsável pela cor esbranquiçada do ovário;
  13. 13. Ovários • Abaixo da túnica albugínea há uma região chamada cortical, onde predominam os folículos ovarianos que contêm os ovócitos; • Os folículos ovarianos se localizam no estroma da região cortical, o qual contém fibroblastos dispostos em um arranjo muito característico, formando redemoinhos.

×