Radiofarmaco Ecd

1.396 visualizações

Publicada em

Radiofarmaco ECD para qual tipo de exame ele é usado, o processo do exame...

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.396
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Radiofarmaco Ecd

  1. 1. ECD Etilenodicisteína Dietil Éster Stephanie Rodrigues Santa Maria, FISMA TR 34
  2. 2. SUMÁRIO INTRODUÇAO ANATOMIA DO CÉREBRO DESENVOLVIMENTO OBJETIVO DO MÉTODO PROCEDIMENTO CONCLUSÃO BIBLIOGRAFIA
  3. 3. ANATOMIADA ESTRUTURA
  4. 4. ANATOMIA DO CÉREBRO
  5. 5. NEURÔNIO
  6. 6. Radiofármaco Fármaco Diagnóstico Perfusão Composto Radiotivo Terapia DEFINIÇÃO DE RADIOFÁRMACO
  7. 7. Objetivo do método: Mostrar a atividade metabólica cerebral, a entrada do traçador(radiofármaco) no cérebro dependo do fluxo sanguíneo regional e do metabolismo neuronal as imagens cintilográficas caracterizam alterações metabólico-perfusionais. Penetrar nos neurônios para ver o funcionamento. CINTILOGRAFIA DE PERFUSÃO CEREBRAL OU SPECT CEREBRAL
  8. 8. Radiofármaco :ECD-99mTc e HMPAO-99mTc Por tratar-se de exame que avalia função e metabolismo cerebral, o paciente ficara em repouso no ambiente com mínimos estímulos visuais e auditivos evitando conversar ou ficar ansioso, punção prévia de acesso venoso. Após 10 a 15 min. em repouso, será injetado o radiofármaco através do acesso venoso. O tempo ideal de concentração do material(radiofarmáco) no cérebro para obtenção das imagens é de 30 a 45 minutos. Após este intervalo de tempo, será realizado estudo tomográfico (SPECT), com posicionamento do aparelho junto ao crânio. UTILIZAÇÃO DO RADIOFÁRMACO
  9. 9. Terá apoio especial de cabeça, com bandagem evitando a movimentação que prejudique a qualidade das imagens cerebrais, e em alguns casos precisa de sedação. Não mexer e evitar movimentos do tronco, pois dependendo do grau de movimentação pode ser necessário repetir o exame. CONTINUAÇÃO
  10. 10. PREPARO DO FÁRMACO Para manter a esterilidade do produto preparar de maneira asséptica e com precauções para reduzir a exposição à radiação. 1. Retirar o kit de reagentes do refrigerador e aguardar que atinjam a temperatura ambiente. 2. Destacar as tampas plásticas do kit e realizar a assepsia da parte superior dos frascos com álcool etílico 70%. 3. Colocar o frasco adequadamente dentro da blindagem de chumbo, de forma cuidadosa. 4. Adicionar ao frasco A 1,0 mL de solução NaCl 0,9% estéril e apirogênica. 5. Adicionar ao frasco A 1,0 mL de solução tampão pH 7,5 (frasco B). 6. Adicionar ao frasco A 1,0-2,0 mL de solução estéril, apirogênica e sem oxidantes de Na-99mTcO4 (máximo 120 mCi).
  11. 11. 7. Não utilizar pertecnetato de sódio de gerador que não tenha sido eluído nas últimas 24 horas. Utilizar pertecnetato de sódio recém eluído (menos de 2 horas).8. A cada adição, sem remover a agulha, aspirar um volume igual de ar para manter a pressão atmosférica dentro do frasco. 9. Homogeneizar suavemente e incubar por 20 minutos à temperatura ambiente. 10. Etiquetar o frasco com a seguinte informação: nome do radiofármaco, atividade total, concentração radioativa e hora de calibração. 11. Antes da administração, realizar a verificação do aspecto visual, pH e pureza radioquímica.12. Após aprovação deste, retirar doses conforme o peso corporal do paciente, evitando a entrada de ar durante o manuseio do frasco. PREPARO DO FÁRMACO
  12. 12. Diagnóstico das doenças cerebrovasculares,e também para obtenção de imagens de fluxo sanguíneo da região cerebral em pacientes com anomalias do sistema nervoso central, epilepsia, demência, acidentes vasculares cerebral, traumatismos crânio encefálicos, diagnóstico de morte cerebral, demonstração de danos cerebrais decorrentes do uso de drogas ilícitas ou tóxicos. INDICAÇÕES:
  13. 13. PARKINSON É uma doença neurológica que afeta os movimentos, é uma a perda ou degeneração dos neurônios, na região do Chamada de substancia negra, no cérebro onde produz a dopamina, nessa região sintetizam a dopamina, sendo assim a diminuição nessa área Provoca sintomas motores.
  14. 14. ALZHEIMER Figura 11. Um padrão considerado possível para doença de Alzheimer O Hipocampo é responsável pela memoria é a primeira região a ser reduzida com a doença. Com a destruição das células nervosas a uma perda de tecido em todo o cérebro havendo o encolhimento
  15. 15. DOENÇA DE HUNTINGTON Essa doença é causada por um distúrbio genérico neurodegenerativo , que leva a formação de um tipo de proteína. Essa moléculas se agregam aos neurônios, causando sua deterioração. Esse exame investiga a doença.
  16. 16. É contra indicado para mulheres gravida, so em extremo casos onde não afete nem ela e nem o feto é feito o procedimento. Endovenosa CONTRA INDICAÇÃO E VIA DE ADMINISTRAÇÃO
  17. 17. Colimador: LEHR((baixa energia com alta resolução) Inicio 30 a 60 minutos após administração por via endovenosa Posicionamento: Descubio Dorsal horizontal, cabeça dever ser fixada, determinar posição que permita menor raio orbita do SPECT Projeção: SPECT 360° Aquisição: SPECT Matriz 180 com 60 steps( de acordo com o protocolo do aparelho) • Ângulo de projeção Na rotina de obtenção de imagens planares obtém-se as seguintes incidências: anterior, posterior, laterais e vértex do crânio. Visibiliza-se atividade na região da face, região externa do crânio e pescoço. PARÂMETRO DE AQUISIÇÃO DE IMAGEM
  18. 18. Titulo: Instituto de pesquisas Energéticas e Nucleares / Autor: Casemiro Munita Titulo: Microsoft Word - Bula ECD rev final.doc Autor: Patricia Titulo: Apostila de medicina Nuclear Autor: Desenvolvida pelo Prof. Isaac Wallace BIBLIOGRAFIA
  19. 19. http://pelicano.ipen.br/PosG30/TextoCompleto/Erika%20Vieira%20de%20Almeida_ M.pdf http://qnesc.sbq.org.br/online/cadernos/06/a08.pdf http://portaldaradiologia.com/?p=13144 http://www.fleury.com.br/medicos/educacao-medica/manuais/manual-de- neurodiagnosticos/pages/medicina-nuclear.aspx#1 http://luizmeira.com/cintilo.htm http://www.cintminas.com.br/busca_exames.asp?icod=6 https://www.youtube.com/watch?v=mUw_v9A3FyA&feature=youtu.be http://www.lersaude.com.br/alzheimer-uma-doenca-que-desafia-a-ciencia/ http://diariodenoticias.com.br/images/20140513165031_INFOGRAFICO_- _Mal_de_Parkinson.jpg http://saude.culturamix.com/doencas/tudo-sobre-a-doenca-de-huntington http://images.slideplayer.com.br/6/1646579/slides/slide_5.jpg BIBLIOGRAFIA

×