SlideShare uma empresa Scribd logo
INESP –
Evolução Escola
Clínica
Autismo
Índice:
•A inclusão da pessoa com deficiência
•Fundação INESP
•Público Alvo
•Missão
•Conceitos
•O Aprender sob o ponto de vista neurológico
•Autismo
•Transtorno do Espectro autista
•Autismo e inclusão - Dados
•Referências
•Apresentação
Apresentação:
O presente trabalho foi elaborado em pesquisa de campo
na Escola Clínica Evolução, em proposta das disciplinas
Processos Escolares e Novas Tecnologias, sob a
orientação dos docentes Jaqueline Alves e Mara
Schwingel
INESP – Escola
Clínica Evolução
• Carla Pinheiro
• José Valdo Sales
• Michelle Moraes
• Rosângela Lima
• Sueli Soares
• Taís Bastos
• Docentes: Mara e Jaqueline
A Inclusão da Pessoa com
Deficiência
Nova Concepção e Novas
Práticas
A Associação de Pais e Amigos de
Crianças e Adolescentes com Distúrbios de
Comportamento – EVOLUÇÃO é uma
entidade filantrópica fundada em 1984 por um
grupo de pais de crianças autistas ou com
desordens comportamentais, que buscavam
um ambiente capaz de proporcionar
atividades terapêutica e educacionais a seus
filhos.
Em novembro do ano 2000 a Escola
Evolução foi reconhecida como entidade de
utilidade pública com enfoque das suas ações
em educação especial. No ano de 2009 a
Escola foi oficialmente registrada como
instituição para pessoas com necessidades
especiais.
Fundação do INESP
Público alvo
Atualmente possuímos oitenta e duas crianças , jovens e adultos,
com autismo e ou distúrbios comportamentais, na faixa etária de 5
a 40 anos de idade. Sessenta por cento do público alvo são pessoas
absolutamente carentes e com laços familiares enfraquecidos.​
A Evolução Escola-Clínica nasceu para ser um verdadeiro centro de
preparação social aos portadores de necessidades especiais, autismo e
distúrbios de comportamento. Trabalha no sentido de possibilitar a todos os
atendidos o desenvolvimento de habilidades comunicativas, sociais,
cognitivas e comportamentais para sua inserção na sociedade.
Sua diretoria é composta por um grupo de pais, eleito a cada 02 anos,
podendo ser reeleita; o qual não recebe nenhum tipo de remuneração para
desempenho das atividades.
Atender crianças e adolescentes com deficiência intelectual, oferecendo
tratamento clínico-pedagógico, respeitando suas individualidades,
orientando e estimulando para que possam viver de modo autônomo e
integrado a família e comunidade.
Missão
Conceitos
• Cognição: habilidade cerebral em
resolver novos problemas impostos pelo
meio.
• Inteligência: habilidade inata adquirida
geneticamente e modificada pelo meio.
O aprender sob o
ponto vista neurológico
• Processo onde ocorre integração entre
muitos sistemas neuronais e que promove
uma melhor adaptação do indivíduo ao
meio.
• O meio provê informações que serão
processadas pelo indivíduo em três níveis:
– Vias aferentes: visual, audição, tato ...
– Cérebro: processamento, integração e
organização das informações
– Vias eferentes motoras
• Aprendizagem na criança é um processo
que se desenvolve passo a passo de
acordo com as fases de maturação
cerebral;
• Plasticidade neuronal.
Autismo
• Distúrbio complexo do desenvolvimento
• Múltiplas etiologias
• Graus variados de severidade
• Manifestações comportamentais:
– interação social
– comunicação
– comportamentos estereotipados
– repertório restrito de interesses
Transtorno do Espectro Autista
Constitui-se de:
Déficit da comunicação;
Déficit da interação social;
Comportamentos repetitivos e
estereotipados.
• Déficits na comunicação:
– linguagem imatura
– alguns não desenvolvem linguagem
– dificuldades em estabelecer diálogo
– dificuldades para compreender piadas e
linguagem corporal
• Déficits na interação social:
– isolamento
– comportamento inadequado
– contato visual pobre
– indiferença afetiva
– dificuldade em participar em grupo e
estabelecer amizades
• Comportamentos repetitivos e estereotipados:
– resistência a mudanças
– insistência nas rotinas
– apego excessivo a objetos
– fascínio com o movimento de peças como rodas
– balançar-se, bater palmas, andar em círculos
– repetição de palavras
– interesses restritos
• Não se basear no diagnóstico e sim naquilo que a
criança precisa.
• Professor auxiliar
• Ensino de atividades básicas:
– trocar roupa;
– comer, ir ao banheiro;
– ir ao parque.
• Intervenção específica:
– Professor, auxiliar, psicóloga;
– Ensinar expressões;
– Responder a perguntas simples;
– Jogos simples.
Autismo e Inclusão
• Quando atinge os objetivos passa para
atividades mais complexas.
– Imitar sons e palavras.
– Uso funcional das palavras.
– Cores, tamanhos.
– Fazer amigos.
• 31 crianças autistas
• Idade 2 – 6 anos
• Pré – escola
• Grupo Controle: 12 crianças autistas em
treinamento específico.
Autismo e Inclusão
Dados:
• Outcomes of Behavioral Intervention for
Children with Autism in Mainstream Pre-
School Settings
– J. Autism Dev Disord, apr 2011
REFERÊNCIAS:
Gratos!!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Trabalho do inesp

Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
JakelineAvelino
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
Priscila Gomes
 
Apresentacao do-caps-i-ouro-preto-mg
Apresentacao do-caps-i-ouro-preto-mgApresentacao do-caps-i-ouro-preto-mg
Apresentacao do-caps-i-ouro-preto-mg
sersanx
 
Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...
Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...
Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...
Anaí Peña
 
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Adrio Acacio
 
Educação especial 2 marcia
Educação especial 2  marciaEducação especial 2  marcia
Educação especial 2 marcia
eemariomanoel
 
Lidando com o autismo em sala de aula sem video
Lidando com o autismo em sala de aula sem videoLidando com o autismo em sala de aula sem video
Lidando com o autismo em sala de aula sem video
craeditgd
 
aula introdutória.pptx
aula introdutória.pptxaula introdutória.pptx
aula introdutória.pptx
SandraKatayamaDosSan1
 
Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.
Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.
Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.
Conceição Áquila
 
Intelectual
IntelectualIntelectual
Intelectual
Patikaka
 
Planeta Aspie, Izabel Moura 2012
Planeta Aspie, Izabel Moura 2012Planeta Aspie, Izabel Moura 2012
Planeta Aspie, Izabel Moura 2012
planetaaspie
 
Autismo ideias práticas inclusivas.pdf
Autismo ideias práticas inclusivas.pdfAutismo ideias práticas inclusivas.pdf
Autismo ideias práticas inclusivas.pdf
RafaelaM10
 
AUTISMO - IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdf
AUTISMO -  IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdfAUTISMO -  IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdf
AUTISMO - IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdf
MarildaPeresGalete1
 
Mutuar – núcleo de psicologia gestáltica
Mutuar – núcleo de psicologia gestálticaMutuar – núcleo de psicologia gestáltica
Mutuar – núcleo de psicologia gestáltica
Silvana Eloisa
 
exemplo.pptx
exemplo.pptxexemplo.pptx
exemplo.pptx
VeraLciaAlves1
 
Sindrome de asperger um desafio na sala de aula
Sindrome de asperger um desafio na sala de aulaSindrome de asperger um desafio na sala de aula
Sindrome de asperger um desafio na sala de aula
SA Asperger
 
Práticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiência
Práticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiênciaPráticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiência
Práticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiência
unidadebetinho
 
Autismo
AutismoAutismo
Prof luciano autismo
Prof luciano autismoProf luciano autismo
Prof luciano autismo
SimoneHelenDrumond
 
Revistagalopim2011
Revistagalopim2011Revistagalopim2011
Revistagalopim2011
Sena Sara
 

Semelhante a Trabalho do inesp (20)

Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Apresentacao do-caps-i-ouro-preto-mg
Apresentacao do-caps-i-ouro-preto-mgApresentacao do-caps-i-ouro-preto-mg
Apresentacao do-caps-i-ouro-preto-mg
 
Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...
Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...
Estudo Coletivo sobre Transtornos do Espectro Autista - Abordagem Pedagógica ...
 
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
 
Educação especial 2 marcia
Educação especial 2  marciaEducação especial 2  marcia
Educação especial 2 marcia
 
Lidando com o autismo em sala de aula sem video
Lidando com o autismo em sala de aula sem videoLidando com o autismo em sala de aula sem video
Lidando com o autismo em sala de aula sem video
 
aula introdutória.pptx
aula introdutória.pptxaula introdutória.pptx
aula introdutória.pptx
 
Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.
Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.
Dificuldade de aprendizagem: deficiência intelectual ou atraso cognitivo.
 
Intelectual
IntelectualIntelectual
Intelectual
 
Planeta Aspie, Izabel Moura 2012
Planeta Aspie, Izabel Moura 2012Planeta Aspie, Izabel Moura 2012
Planeta Aspie, Izabel Moura 2012
 
Autismo ideias práticas inclusivas.pdf
Autismo ideias práticas inclusivas.pdfAutismo ideias práticas inclusivas.pdf
Autismo ideias práticas inclusivas.pdf
 
AUTISMO - IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdf
AUTISMO -  IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdfAUTISMO -  IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdf
AUTISMO - IDÉIAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS - É Preciso Amor Pra Poder Pulsar.pdf
 
Mutuar – núcleo de psicologia gestáltica
Mutuar – núcleo de psicologia gestálticaMutuar – núcleo de psicologia gestáltica
Mutuar – núcleo de psicologia gestáltica
 
exemplo.pptx
exemplo.pptxexemplo.pptx
exemplo.pptx
 
Sindrome de asperger um desafio na sala de aula
Sindrome de asperger um desafio na sala de aulaSindrome de asperger um desafio na sala de aula
Sindrome de asperger um desafio na sala de aula
 
Práticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiência
Práticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiênciaPráticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiência
Práticas no processo de ensino aprendizagem da criança com deficiência
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Prof luciano autismo
Prof luciano autismoProf luciano autismo
Prof luciano autismo
 
Revistagalopim2011
Revistagalopim2011Revistagalopim2011
Revistagalopim2011
 

Trabalho do inesp

  • 2. Índice: •A inclusão da pessoa com deficiência •Fundação INESP •Público Alvo •Missão •Conceitos •O Aprender sob o ponto de vista neurológico •Autismo •Transtorno do Espectro autista •Autismo e inclusão - Dados •Referências •Apresentação
  • 3. Apresentação: O presente trabalho foi elaborado em pesquisa de campo na Escola Clínica Evolução, em proposta das disciplinas Processos Escolares e Novas Tecnologias, sob a orientação dos docentes Jaqueline Alves e Mara Schwingel
  • 4. INESP – Escola Clínica Evolução • Carla Pinheiro • José Valdo Sales • Michelle Moraes • Rosângela Lima • Sueli Soares • Taís Bastos • Docentes: Mara e Jaqueline
  • 5. A Inclusão da Pessoa com Deficiência Nova Concepção e Novas Práticas
  • 6. A Associação de Pais e Amigos de Crianças e Adolescentes com Distúrbios de Comportamento – EVOLUÇÃO é uma entidade filantrópica fundada em 1984 por um grupo de pais de crianças autistas ou com desordens comportamentais, que buscavam um ambiente capaz de proporcionar atividades terapêutica e educacionais a seus filhos. Em novembro do ano 2000 a Escola Evolução foi reconhecida como entidade de utilidade pública com enfoque das suas ações em educação especial. No ano de 2009 a Escola foi oficialmente registrada como instituição para pessoas com necessidades especiais. Fundação do INESP
  • 7. Público alvo Atualmente possuímos oitenta e duas crianças , jovens e adultos, com autismo e ou distúrbios comportamentais, na faixa etária de 5 a 40 anos de idade. Sessenta por cento do público alvo são pessoas absolutamente carentes e com laços familiares enfraquecidos.​
  • 8. A Evolução Escola-Clínica nasceu para ser um verdadeiro centro de preparação social aos portadores de necessidades especiais, autismo e distúrbios de comportamento. Trabalha no sentido de possibilitar a todos os atendidos o desenvolvimento de habilidades comunicativas, sociais, cognitivas e comportamentais para sua inserção na sociedade. Sua diretoria é composta por um grupo de pais, eleito a cada 02 anos, podendo ser reeleita; o qual não recebe nenhum tipo de remuneração para desempenho das atividades. Atender crianças e adolescentes com deficiência intelectual, oferecendo tratamento clínico-pedagógico, respeitando suas individualidades, orientando e estimulando para que possam viver de modo autônomo e integrado a família e comunidade. Missão
  • 9. Conceitos • Cognição: habilidade cerebral em resolver novos problemas impostos pelo meio. • Inteligência: habilidade inata adquirida geneticamente e modificada pelo meio.
  • 10. O aprender sob o ponto vista neurológico • Processo onde ocorre integração entre muitos sistemas neuronais e que promove uma melhor adaptação do indivíduo ao meio.
  • 11. • O meio provê informações que serão processadas pelo indivíduo em três níveis: – Vias aferentes: visual, audição, tato ... – Cérebro: processamento, integração e organização das informações – Vias eferentes motoras
  • 12. • Aprendizagem na criança é um processo que se desenvolve passo a passo de acordo com as fases de maturação cerebral; • Plasticidade neuronal.
  • 13. Autismo • Distúrbio complexo do desenvolvimento • Múltiplas etiologias • Graus variados de severidade • Manifestações comportamentais: – interação social – comunicação – comportamentos estereotipados – repertório restrito de interesses
  • 14. Transtorno do Espectro Autista Constitui-se de: Déficit da comunicação; Déficit da interação social; Comportamentos repetitivos e estereotipados.
  • 15. • Déficits na comunicação: – linguagem imatura – alguns não desenvolvem linguagem – dificuldades em estabelecer diálogo – dificuldades para compreender piadas e linguagem corporal
  • 16. • Déficits na interação social: – isolamento – comportamento inadequado – contato visual pobre – indiferença afetiva – dificuldade em participar em grupo e estabelecer amizades
  • 17. • Comportamentos repetitivos e estereotipados: – resistência a mudanças – insistência nas rotinas – apego excessivo a objetos – fascínio com o movimento de peças como rodas – balançar-se, bater palmas, andar em círculos – repetição de palavras – interesses restritos
  • 18. • Não se basear no diagnóstico e sim naquilo que a criança precisa. • Professor auxiliar • Ensino de atividades básicas: – trocar roupa; – comer, ir ao banheiro; – ir ao parque. • Intervenção específica: – Professor, auxiliar, psicóloga; – Ensinar expressões; – Responder a perguntas simples; – Jogos simples. Autismo e Inclusão
  • 19. • Quando atinge os objetivos passa para atividades mais complexas. – Imitar sons e palavras. – Uso funcional das palavras. – Cores, tamanhos. – Fazer amigos.
  • 20. • 31 crianças autistas • Idade 2 – 6 anos • Pré – escola • Grupo Controle: 12 crianças autistas em treinamento específico. Autismo e Inclusão Dados:
  • 21. • Outcomes of Behavioral Intervention for Children with Autism in Mainstream Pre- School Settings – J. Autism Dev Disord, apr 2011 REFERÊNCIAS: