SlideShare uma empresa Scribd logo
LÍNGUA PORTUGUESA
7° ANO
TIPOS DE SUJEITO - parte 1
Objetivos da aula
Realizar análise linguística sobre os termos essenciais da
oração, com foco no “sujeito”.
Identificar em textos os sujeitos e suas classificações:
determinado, desinencial e indeterminado.
Todas as frases acima têm sentido completo?
Em qual situação comunicativa elas foram
empregadas?
O que diferencia a última frase das anteriores?
Vamos pensar!
Como vai você, vovô?
Aqui em São Paulo está frio.
Um beijo da sua neta Júlia Branca.
Vamos pensar!
Como vai você, vovô?
Aqui em São Paulo está frio.
Um beijo da sua neta Júlia Branca.
Os três enunciados têm sentido completo na situação
comunicativa em que foram empregados: a mensagem
que a menina escreveu ao avô.
O que diferencia a última frase das
anteriores é a ausência de verbo.
Leia o texto.
Como vai você, vovô?
Aqui em São Paulo está frio.
Identifique o verbo presente em cada uma das frases.
Atividade 01
Leia o texto.
Identifique o verbo presente em cada uma das frases.
Como vai você, vovô?
Aqui em São Paulo está frio.
Correção 01
Temos, portanto, duas orações.
A oração é organizada por um único verbo ou locução
verbal. Dessa forma, para cada verbo ou locução verbal,
contamos uma oração.
E o que é período?
O período é a frase formada por uma ou
mais orações.
O que é uma oração?
Damos o nome de frase ao enunciado que, em uma
situação comunicativa, apresenta sentido
completo. Por exemplo:
Um beijo da sua neta Júlia Branca. (Frase nominal)
Aqui em São Paulo está frio. (Frase verbal) (oração)
O que é uma frase?
Toda oração é composta basicamente por dois
elementos. Quais são eles?
SUJEITO é responsável por realizar ou sofrer uma ação ou
estado.
PREDICADO é a parte da oração que declara algo sobre o
sujeito.
Sujeito e Predicado
Leitura - Poema
Podem me prender no quarto,
eu saio pela janela.
Podem trancar a janela,
eu fujo pelo telefone.
Podem cortar o telefone,
eu pulo dentro de um livro.
(Castigo. Disponível em: https://site.colegiodominus.com.br/waUpload/lista-
exerccios00117092018082018.pdf Acesso 12 mar 2021)
Sobre o que é o poema?
Atividade 02
Sobre o que é o poema?
O poema trata de diferentes maneiras de fugir das
situações de prisão.
Correção 02
Releia os versos:
Podem cortar o telefone,
eu pulo dentro de um livro.
Nos versos acima, quem é responsável por realizar ou
sofrer uma ação ou estado?
Atividade 03
Nos versos acima, quem é responsável por realizar ou
sofrer uma ação ou estado?
Correção 03
Podem cortar o telefone,
Não há como determiná-lo. (Quem podem?)
eu pulo dentro de um livro.
O sujeito é o (a palavra) EU.
Quando aparece na oração, é chamado de sujeito
determinado.
eu pulo dentro de um livro.
Quando não aparece, mas é possível identificá-lo pela
terminação do verbo (desinência) ou informações do
contexto, dá-se o nome de sujeito desinencial.
Pulamos dentro de um livro. (Nós)
Sujeito
Quando não conseguimos perceber a quem a ação se
refere nem pelo contexto nem pelo verbo, temos um
sujeito indeterminado.
Podem cortar o telefone. (Quem podem?)
Sujeito
Atividade 04
Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/349451252314794894/
Transcreva uma frase da tira acima em
que o sujeito é indeterminado.
Correção 04
Transcreva uma frase da tira acima em
que o sujeito é indeterminado.
No segundo quadrinho: Levaram tudo!
Alguns verbos são chamados de impessoais, porque não
indicam a ação ou estado de uma pessoa.
HAVER: com o sentido de existência ou acontecimento.
Há um ano não aparece.
FAZER (e outros): quando indica tempo ou fenômeno
natural.
Faz tempo que isso aconteceu.
FENÔMENOS DA NATUREZA, como:
anoitecer, chover, trovejar.
Chove como nunca!
Orações sem sujeito
Aprendemos a identificar o sujeito de uma oração e a
diferenciar os tipos de sujeito determinado, desinencial e
indeterminado.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Tipos de sujeito - parte 1.pptx

Concordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksd
Concordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksdConcordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksd
Concordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksd
bloke
 
Portugues sujeito e predicado
Portugues  sujeito e predicadoPortugues  sujeito e predicado
Portugues sujeito e predicado
AlanWillianLeonioSil
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
Nilberte
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
LoryCat
 
07 - Predicado - definição, tipos e exercícios
07 - Predicado - definição, tipos e exercícios07 - Predicado - definição, tipos e exercícios
07 - Predicado - definição, tipos e exercícios
NAPNE
 
pasado simple - texto - relato pessoal.docx
pasado simple - texto - relato pessoal.docxpasado simple - texto - relato pessoal.docx
pasado simple - texto - relato pessoal.docx
GleiciXavierdaCosta
 
Deiticos - dinamica.pdf
Deiticos - dinamica.pdfDeiticos - dinamica.pdf
Deiticos - dinamica.pdf
KarinaSouzaCorreiaAl
 
2ª Parte Ingl BáSico Ok
2ª Parte Ingl BáSico Ok2ª Parte Ingl BáSico Ok
2ª Parte Ingl BáSico Ok
Speaking in English
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
vitoria Figueiredo
 
Analise sintática
Analise sintáticaAnalise sintática
Analise sintática
Patricia Kelly
 
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º anoGuia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Paulo Alves de Araujo
 
Sintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simplesSintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simples
Aprova Saúde
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
Patrícia Rabelo Goulart
 
Tipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptx
Tipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptxTipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptx
Tipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptx
almeidaluana280
 
sujeito.pptx
sujeito.pptxsujeito.pptx
sujeito.pptx
Gleici Licá
 
Sujeito e predicado.pptx
Sujeito e predicado.pptxSujeito e predicado.pptx
Sujeito e predicado.pptx
RosangelaSouza991029
 
Ambiguidade
AmbiguidadeAmbiguidade
Ambiguidade
Diego Prezia
 
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos VerbaisGramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Carson Souza
 
14ª lista de exercícios português
14ª lista de exercícios   português14ª lista de exercícios   português
14ª lista de exercícios português
José M Lourenço
 
Frase - Oração - Período (MRA)
Frase - Oração - Período (MRA)Frase - Oração - Período (MRA)
Frase - Oração - Período (MRA)
MIRIANROSSI
 

Semelhante a Tipos de sujeito - parte 1.pptx (20)

Concordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksd
Concordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksdConcordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksd
Concordância verbal dkdjksjdkjskdjksjdskjdksd
 
Portugues sujeito e predicado
Portugues  sujeito e predicadoPortugues  sujeito e predicado
Portugues sujeito e predicado
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
 
07 - Predicado - definição, tipos e exercícios
07 - Predicado - definição, tipos e exercícios07 - Predicado - definição, tipos e exercícios
07 - Predicado - definição, tipos e exercícios
 
pasado simple - texto - relato pessoal.docx
pasado simple - texto - relato pessoal.docxpasado simple - texto - relato pessoal.docx
pasado simple - texto - relato pessoal.docx
 
Deiticos - dinamica.pdf
Deiticos - dinamica.pdfDeiticos - dinamica.pdf
Deiticos - dinamica.pdf
 
2ª Parte Ingl BáSico Ok
2ª Parte Ingl BáSico Ok2ª Parte Ingl BáSico Ok
2ª Parte Ingl BáSico Ok
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
 
Analise sintática
Analise sintáticaAnalise sintática
Analise sintática
 
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º anoGuia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
 
Sintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simplesSintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simples
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
 
Tipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptx
Tipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptxTipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptx
Tipos de sujeito, oculto,simples,composto.pptx
 
sujeito.pptx
sujeito.pptxsujeito.pptx
sujeito.pptx
 
Sujeito e predicado.pptx
Sujeito e predicado.pptxSujeito e predicado.pptx
Sujeito e predicado.pptx
 
Ambiguidade
AmbiguidadeAmbiguidade
Ambiguidade
 
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos VerbaisGramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
 
14ª lista de exercícios português
14ª lista de exercícios   português14ª lista de exercícios   português
14ª lista de exercícios português
 
Frase - Oração - Período (MRA)
Frase - Oração - Período (MRA)Frase - Oração - Período (MRA)
Frase - Oração - Período (MRA)
 

Mais de MilenaDoCarmo3

D14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptx
D14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptxD14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptx
D14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptx
MilenaDoCarmo3
 
Tipos de sujeito - parte 1.pptx
Tipos de sujeito - parte 1.pptxTipos de sujeito - parte 1.pptx
Tipos de sujeito - parte 1.pptx
MilenaDoCarmo3
 
causaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptx
causaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptxcausaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptx
causaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptx
MilenaDoCarmo3
 
D 11.pptx
D 11.pptxD 11.pptx
D 11.pptx
MilenaDoCarmo3
 
Língua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptx
Língua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptxLíngua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptx
Língua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptx
MilenaDoCarmo3
 
D 2 (1).pptx
D 2 (1).pptxD 2 (1).pptx
D 2 (1).pptx
MilenaDoCarmo3
 
ATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptx
ATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptxATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptx
ATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptx
MilenaDoCarmo3
 
Principais ideias Saussure.pptx
Principais ideias Saussure.pptxPrincipais ideias Saussure.pptx
Principais ideias Saussure.pptx
MilenaDoCarmo3
 
SLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptx
SLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptxSLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptx
SLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptx
MilenaDoCarmo3
 
Jogo das Conjunções.pptx
Jogo das Conjunções.pptxJogo das Conjunções.pptx
Jogo das Conjunções.pptx
MilenaDoCarmo3
 

Mais de MilenaDoCarmo3 (10)

D14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptx
D14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptxD14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptx
D14 - 08 - Dinâmica - Fato ou Opinião.pptx
 
Tipos de sujeito - parte 1.pptx
Tipos de sujeito - parte 1.pptxTipos de sujeito - parte 1.pptx
Tipos de sujeito - parte 1.pptx
 
causaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptx
causaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptxcausaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptx
causaeconsequncia-100823204731-phpapp01.pptx
 
D 11.pptx
D 11.pptxD 11.pptx
D 11.pptx
 
Língua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptx
Língua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptxLíngua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptx
Língua_portuguesa_7 ano_Slide_Aula 50 (1).pptx
 
D 2 (1).pptx
D 2 (1).pptxD 2 (1).pptx
D 2 (1).pptx
 
ATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptx
ATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptxATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptx
ATIVIDADE CLASSES DE PALAVRAS.pptx
 
Principais ideias Saussure.pptx
Principais ideias Saussure.pptxPrincipais ideias Saussure.pptx
Principais ideias Saussure.pptx
 
SLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptx
SLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptxSLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptx
SLIDES MODELO - projeto de pesquisa (2).pptx
 
Jogo das Conjunções.pptx
Jogo das Conjunções.pptxJogo das Conjunções.pptx
Jogo das Conjunções.pptx
 

Último

A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 

Último (20)

A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 

Tipos de sujeito - parte 1.pptx

  • 1. LÍNGUA PORTUGUESA 7° ANO TIPOS DE SUJEITO - parte 1
  • 2. Objetivos da aula Realizar análise linguística sobre os termos essenciais da oração, com foco no “sujeito”. Identificar em textos os sujeitos e suas classificações: determinado, desinencial e indeterminado.
  • 3. Todas as frases acima têm sentido completo? Em qual situação comunicativa elas foram empregadas? O que diferencia a última frase das anteriores? Vamos pensar! Como vai você, vovô? Aqui em São Paulo está frio. Um beijo da sua neta Júlia Branca.
  • 4. Vamos pensar! Como vai você, vovô? Aqui em São Paulo está frio. Um beijo da sua neta Júlia Branca. Os três enunciados têm sentido completo na situação comunicativa em que foram empregados: a mensagem que a menina escreveu ao avô. O que diferencia a última frase das anteriores é a ausência de verbo.
  • 5. Leia o texto. Como vai você, vovô? Aqui em São Paulo está frio. Identifique o verbo presente em cada uma das frases. Atividade 01
  • 6. Leia o texto. Identifique o verbo presente em cada uma das frases. Como vai você, vovô? Aqui em São Paulo está frio. Correção 01 Temos, portanto, duas orações.
  • 7. A oração é organizada por um único verbo ou locução verbal. Dessa forma, para cada verbo ou locução verbal, contamos uma oração. E o que é período? O período é a frase formada por uma ou mais orações. O que é uma oração?
  • 8. Damos o nome de frase ao enunciado que, em uma situação comunicativa, apresenta sentido completo. Por exemplo: Um beijo da sua neta Júlia Branca. (Frase nominal) Aqui em São Paulo está frio. (Frase verbal) (oração) O que é uma frase?
  • 9. Toda oração é composta basicamente por dois elementos. Quais são eles?
  • 10. SUJEITO é responsável por realizar ou sofrer uma ação ou estado. PREDICADO é a parte da oração que declara algo sobre o sujeito. Sujeito e Predicado
  • 11. Leitura - Poema Podem me prender no quarto, eu saio pela janela. Podem trancar a janela, eu fujo pelo telefone. Podem cortar o telefone, eu pulo dentro de um livro. (Castigo. Disponível em: https://site.colegiodominus.com.br/waUpload/lista- exerccios00117092018082018.pdf Acesso 12 mar 2021)
  • 12. Sobre o que é o poema? Atividade 02
  • 13. Sobre o que é o poema? O poema trata de diferentes maneiras de fugir das situações de prisão. Correção 02
  • 14. Releia os versos: Podem cortar o telefone, eu pulo dentro de um livro. Nos versos acima, quem é responsável por realizar ou sofrer uma ação ou estado? Atividade 03
  • 15. Nos versos acima, quem é responsável por realizar ou sofrer uma ação ou estado? Correção 03 Podem cortar o telefone, Não há como determiná-lo. (Quem podem?) eu pulo dentro de um livro. O sujeito é o (a palavra) EU.
  • 16. Quando aparece na oração, é chamado de sujeito determinado. eu pulo dentro de um livro. Quando não aparece, mas é possível identificá-lo pela terminação do verbo (desinência) ou informações do contexto, dá-se o nome de sujeito desinencial. Pulamos dentro de um livro. (Nós) Sujeito
  • 17. Quando não conseguimos perceber a quem a ação se refere nem pelo contexto nem pelo verbo, temos um sujeito indeterminado. Podem cortar o telefone. (Quem podem?) Sujeito
  • 18. Atividade 04 Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/349451252314794894/ Transcreva uma frase da tira acima em que o sujeito é indeterminado.
  • 19. Correção 04 Transcreva uma frase da tira acima em que o sujeito é indeterminado. No segundo quadrinho: Levaram tudo!
  • 20. Alguns verbos são chamados de impessoais, porque não indicam a ação ou estado de uma pessoa. HAVER: com o sentido de existência ou acontecimento. Há um ano não aparece. FAZER (e outros): quando indica tempo ou fenômeno natural. Faz tempo que isso aconteceu. FENÔMENOS DA NATUREZA, como: anoitecer, chover, trovejar. Chove como nunca! Orações sem sujeito
  • 21. Aprendemos a identificar o sujeito de uma oração e a diferenciar os tipos de sujeito determinado, desinencial e indeterminado.