SlideShare uma empresa Scribd logo
TESES APRESENTADAS NOS CONGRESSOS NACIONAIS DA
       NEGRITUDE SOCIALISTA BRSILEIRA DO PSB - 2003 A 2008

               O PSB FRENTE AS DESIGUALDADE RACIAIS


                                                         Professora Jacy Proença
Coordenadora de etnia da Secretaria Nacional de mulheres do PSB, Diretora Geral da
 FMJ e Gerente de Projetos da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial
                                                          Presidência da republica.


Recentemente foi divulgado a posição do Brasil no ranking mundial em relação
ao I.D.H- índice de Desenvolvimento Humano. De 74 passou a ocupar o 69
lugar, o que não veio significado uma melhor distribuição da renda e de
riqueza.


No século XX o Brasil revelou o seu potencial de expansão na economia, mas,
ao mesmo tempo mostrou a sua tendência concentracionista.


Se considerarmos alguns indicadores, como da pobreza, relacionada à
desigualdade, que geralmente não e considerado, se perceberá com mais
evidencia a afirmativa acima.


Percebe-se, por exemplo, se adotamos o critério de pobreza relativa, período
de 1992ª 2001 o aumento da população abaixo da linha de pobreza foi mais
expressivo, passando de 67,9 milhões para 80,7 milhões, ou seja, uma
elevação de 18,8%, o que representou um acréscimo de quase 12,8 milhões.


Ao se ampliar a analise sobre a pobreza relativa com o recorte combinado de
gênero e étnico-racial, perceber-se-á que a distribuição da pobreza é
semelhante entre homens e mulheres -49,1% das mulheres são pobres no
Brasil e 48% no caso dos homens. O mesmo não acontecer no critério racial.
Perceber-se que para uma participação de negras na população total 46% no
pais,segundo o IBGE,o mesmo grupo racial responde por 61% dos pobres e
apenas 17%dos ricos
Nessa perspectiva, podemos observar que 47,3% das mulheres negras vivem
em condição de pobreza contra 22,4% das mulheres brancas. Na região
nordeste , registrem-se em situação de pobreza ,46,4% mulheres brancas e
62% para as mulheres negras ,no que diz respeito á indigências, encontrarão
mulheres e homens negros exibindo os percentuais mais levados. Assim, em
2011,47% das negras eram pobres e 21,4% e 8,4% puderam ser enquadrados,
respectivamente como pobres e indigentes. Sabe-se, também, segundo o
Relatório de Desenvolvimento Humano do PNAD, que se o IDH fosse em
relação a população branca o Brasil ocuparia a 43 posição no ranking mundial
Relação à população negra posição desceria para 108


Se considerarmos outro indicador, a posição na ocupação, observa-se uma
predominaria significativa do emprego assalariado na ocupação para os
homens de 59%do total, contra 44,8% das mulheres. as ocupações como a de
contra-propria    e empregador confirmam a predominância masculina em
ocupações como trabalho domésticos e o trabalho não remunerado em
atividade de natureza familiar continuam caracterizando a inserção da mão-de-
obra feminina .


Em relação à raça-cor, a distribuição das negras e não negra no emprego com
carteira e sem carteira confirma a inserção precária das regras no mercado de
trabalho. Enquanto 40%5 dos brancos estão em ocupações formais,apenas
29%9 das negras encontram-se nesta situação .Paralelamente vale ressaltar,
que se consideramos apenas a população negra ocupada ,o percentual dos
que recebem uma renda inferior a dois salários mínimos é de 86,4%.


Ao cruzar ainda a variável raça-gênero, percebe-se que o desemprego afeta
mais diretamente justamente as mulheres negras – taxa de desemprego de
13,9% - ficando os homens brancos na outra situação extrema, com uma taxa
de 6,7%. No plano intermediário, o desemprego das mulheres brancas é maior
que o dos homens negros, 10,3% contra 8,4%.
Ao centrar a analise na média de rendimento domiciliar, conforme dados do
IBGE-PNAD, constata-se que o rendimento das famílias brancas, em 2001, era
2,3 vezes superior (R$481,60) ao das famílias negras (R$205,40).


Analisando outro indicador importante, o da Educação, observamos que a taxa
de analfabetismo para pessoas de 15 anos ou mais, idade utilizada para
comparação internacional, ainda é duas vezes mais elevada para as negras,
18%, do que para os brancos, 8% . Ao adotar na analise o recorte de gênero-
raça combinado com o etário, percebe-se que 8% dos meninos negros entre 10
e 14 anos estão na condição de analfabetos e os meninos brancos em 2,4%.
No caso das meninas, 4,5% das negras estão na condição de analfabetas
enquanto que as brancas, 1,3% . Para os homens negros o índice é de 15,7%
e para na os brancos, é 5,2%. Entre as mulheres negras, 12,1% e 4,1% das
mulheres brancas são analfabetas. Ou seja, a taxa de analfabetismo é três
vezes mais elevada tanto para homens quanto mulheres negras.


Considerando a média de anos de estudos entre brancas e negras, a
população entre 25 e 44 anos, a media de população negra é de 5,8 anos de
estudo e da população branca é de 8,1 anos de estudos – uma diferença de
2,3 anos de estudos entre um e outro.


Adotando as pessoas com 15 a 17 anos de estudo, ou seja, aquelas que
possuem nível superior e ou estudo adicional de pós graduação, constatamos
que temos apenas 2,5% de negras enquanto as brancas chegam à taxa de
10% - quatro vezes mais elevada.


Em relação à moradia, o elevado percentual de negras em áreas de
assentamento subnormais expressa essa desigualdade.


Em 2001, 1,722.016 pessoas viviam em favelas, destes 1.030.419 são negras,
ou seja, 59,8%.


Uma série de outros indicadores com recortes variados poderiam ser
revelados, mas o propósito de se trazer informações obtidas por processos
científicos, pesquisas realizadas por organismos de governo, vem no sentido
de se obter uma melhor visão da realidade e permitir com maior nitidez a
posição fragilizada de mulheres e homens negras e, ao mesmo tempo
demonstrar a dimensão étnico-racial da desigualdade no Brasil. Chamar a
atenção de gestores públicos do partido na tomada de decisão frente à
elaboração e execução de políticas públicas que venham a atender as
necessidades reais da maioria da população, também se torna objetivo.


Reconhecer as dimensões mais profundas das carências sociais tem méritos
inegáveis, mas desconsiderar as desigualdades sociais enquanto resultantes
do perfil de concentração de renda no país e da discriminação étnico-racial e
de gênero, torna-se-ia irremediável do ponto de vista político, principalmente
para um partido como o PSB, que traz no seu manifesto e programa o
reconhecimento da comprovada exclusão, opressão a que segmento da
sociedade estão submetidos por conta da discriminação.
Assim, mais do que importante, necessário se faz possibilitar e apoiar a
organicidade dos militantes negros e negras do PSB, de modo a virem intervir
na construção e fortalecimento do partido, seja através da formulação e
orientações políticas que venham contribuir com a Direção e ou detentores de
mandato do partido.


Com base no exposto, o que se propõe para a operacionalização desse
entendimento é que:


1)   O partido se define em apoiar política e financeiramente a realização de
um Encontro Nacional com a Militância negra do PSB, para tratar da questão
étnico racial no Brasil e se constituir num referencial teórico, com o apoio da
Fundação João Mangabeira e Sec. Nac. de Mulheres – Coordenação Nacional
de Etnia;
2)    O PSB reconheça a necessidade e possibilidade a Coordenação
Provisória para o Movimento Negro Socialista, que atuará na perspectiva de se
consolidar em caráter permanente no prazo de 02 anos, ou seja, até 2005.
3)   O partido publique as construções teóricas do Movimento Negro Socialista
ás Direções, Mandatários e Bases Partidárias, através de espaço na revista
Argumento, dos cadernos editados e ou boletim próprio a ser formatado.


Cabe ressaltar, que a organicidade dos militantes negros e negros do PSB não
se constitui em entendimento desconexo, sem propósito. Pelo contrario, ela vi
de encontro a uma exigência partidária e estrutural, expressa, como já dito, no
seu Manifesto e Programa. Além do mais a própria conjuntura exige
capacidade de organização e intervenção e que esta se dê por parte da 2ª
maior força popular do país – o PSB.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1º Ma Grupo 04
1º Ma   Grupo 041º Ma   Grupo 04
1º Ma Grupo 04
ProfMario De Mori
 
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de SalvadorInserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Pesquisa Retrato Das Desigualdades
Pesquisa Retrato Das DesigualdadesPesquisa Retrato Das Desigualdades
Pesquisa Retrato Das Desigualdades
guesta7e113
 
Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016
Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016
Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016
Miguel Rosario
 
Equidade de genero nas empresas
Equidade de genero nas empresasEquidade de genero nas empresas
Equidade de genero nas empresas
Renata Zampronio
 
Teu g-1 criminalidade no brasil. índio e salvador
Teu   g-1 criminalidade no brasil. índio e salvadorTeu   g-1 criminalidade no brasil. índio e salvador
Teu g-1 criminalidade no brasil. índio e salvador
Odinei Maciel
 
0645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 1
0645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 10645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 1
0645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 1
bibliotecasaude
 
Juventude Viva - Homicídios e Juventude no Brasil
Juventude Viva - Homicídios e Juventude no BrasilJuventude Viva - Homicídios e Juventude no Brasil
Juventude Viva - Homicídios e Juventude no Brasil
Ministério Público de Santa Catarina
 
Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...
Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...
Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...
Jefferson Rosa
 
Análise dos pré candidatos à presidência da república do brasil
Análise dos pré candidatos à presidência da república do brasilAnálise dos pré candidatos à presidência da república do brasil
Análise dos pré candidatos à presidência da república do brasil
Fernando Alcoforado
 
Estatística da mulher no trabalho
Estatística da mulher no trabalhoEstatística da mulher no trabalho
Estatística da mulher no trabalho
kanematador
 
Módulo 3 (Educação 1)
Módulo 3 (Educação 1)Módulo 3 (Educação 1)
Módulo 3 (Educação 1)
guestd395ed
 
Credibilidade
CredibilidadeCredibilidade
Credibilidade
Jamildo Melo
 
Pesquisa opiniao-jota-quaest2
Pesquisa opiniao-jota-quaest2Pesquisa opiniao-jota-quaest2
Pesquisa opiniao-jota-quaest2
diariodocentrodomundo
 
Conclusão do Relatório
Conclusão do RelatórioConclusão do Relatório
Conclusão do Relatório
Jamildo Melo
 
Original atps
Original atpsOriginal atps
Original atps
Liliane Muniz
 
Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...
Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...
Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...
Fernando Alcoforado
 
Má qualidade da educação afeta futuro dos brasileiros
Má qualidade da educação afeta futuro dos brasileirosMá qualidade da educação afeta futuro dos brasileiros
Má qualidade da educação afeta futuro dos brasileiros
B&R Consultoria Empresarial
 
Relatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUT
Relatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUTRelatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUT
Relatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUT
Paulo Souza
 
Paraná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio Moro
Paraná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio MoroParaná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio Moro
Paraná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio Moro
Editora 247
 

Mais procurados (20)

1º Ma Grupo 04
1º Ma   Grupo 041º Ma   Grupo 04
1º Ma Grupo 04
 
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de SalvadorInserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
Inserção da População Negra na Região Metropolitana de Salvador
 
Pesquisa Retrato Das Desigualdades
Pesquisa Retrato Das DesigualdadesPesquisa Retrato Das Desigualdades
Pesquisa Retrato Das Desigualdades
 
Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016
Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016
Datafolha - pesquisa de intenção de voto para SP, em 2016
 
Equidade de genero nas empresas
Equidade de genero nas empresasEquidade de genero nas empresas
Equidade de genero nas empresas
 
Teu g-1 criminalidade no brasil. índio e salvador
Teu   g-1 criminalidade no brasil. índio e salvadorTeu   g-1 criminalidade no brasil. índio e salvador
Teu g-1 criminalidade no brasil. índio e salvador
 
0645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 1
0645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 10645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 1
0645 - L - Coleção Ábia - Saúde sexual e reprodutiva - nº 1
 
Juventude Viva - Homicídios e Juventude no Brasil
Juventude Viva - Homicídios e Juventude no BrasilJuventude Viva - Homicídios e Juventude no Brasil
Juventude Viva - Homicídios e Juventude no Brasil
 
Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...
Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...
Adolescentes em conflito com a lei cumprindo medida socioeducativa em meio ab...
 
Análise dos pré candidatos à presidência da república do brasil
Análise dos pré candidatos à presidência da república do brasilAnálise dos pré candidatos à presidência da república do brasil
Análise dos pré candidatos à presidência da república do brasil
 
Estatística da mulher no trabalho
Estatística da mulher no trabalhoEstatística da mulher no trabalho
Estatística da mulher no trabalho
 
Módulo 3 (Educação 1)
Módulo 3 (Educação 1)Módulo 3 (Educação 1)
Módulo 3 (Educação 1)
 
Credibilidade
CredibilidadeCredibilidade
Credibilidade
 
Pesquisa opiniao-jota-quaest2
Pesquisa opiniao-jota-quaest2Pesquisa opiniao-jota-quaest2
Pesquisa opiniao-jota-quaest2
 
Conclusão do Relatório
Conclusão do RelatórioConclusão do Relatório
Conclusão do Relatório
 
Original atps
Original atpsOriginal atps
Original atps
 
Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...
Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...
Em defesa de uma nova assembleia constituinte para superar a crise atual no b...
 
Má qualidade da educação afeta futuro dos brasileiros
Má qualidade da educação afeta futuro dos brasileirosMá qualidade da educação afeta futuro dos brasileiros
Má qualidade da educação afeta futuro dos brasileiros
 
Relatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUT
Relatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUTRelatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUT
Relatorio completo – Pesquisa Vox Populi/CUT
 
Paraná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio Moro
Paraná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio MoroParaná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio Moro
Paraná Pesquisa sobre candidatura de Sérgio Moro
 

Destaque

Carta escrita no ano 2070
Carta escrita no ano 2070Carta escrita no ano 2070
Carta escrita no ano 2070
Sergiana Helmer
 
Ii seminario de_estudos_africanos-mailmkt
Ii seminario de_estudos_africanos-mailmktIi seminario de_estudos_africanos-mailmkt
Ii seminario de_estudos_africanos-mailmktSergiana Helmer
 
Convocação
ConvocaçãoConvocação
Convocação
Sergiana Helmer
 
Formulario Único Censal C600 Educación Formal
Formulario  Único Censal C600 Educación FormalFormulario  Único Censal C600 Educación Formal
Formulario Único Censal C600 Educación Formal
Area_Cobertura
 
Racismos e olhares plurais
Racismos e olhares pluraisRacismos e olhares plurais
Racismos e olhares plurais
Sergiana Helmer
 
Seleção de bolsistas 2012
Seleção de bolsistas 2012Seleção de bolsistas 2012
Seleção de bolsistas 2012
Sergiana Helmer
 
Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)
Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)
Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)
Sergiana Helmer
 
Assembleia do mov. negro documento da frente suprapartidaria
Assembleia do mov. negro   documento da frente suprapartidariaAssembleia do mov. negro   documento da frente suprapartidaria
Assembleia do mov. negro documento da frente suprapartidaria
Sergiana Helmer
 
Divulgação atividade amnb
Divulgação atividade amnbDivulgação atividade amnb
Divulgação atividade amnb
Sergiana Helmer
 

Destaque (9)

Carta escrita no ano 2070
Carta escrita no ano 2070Carta escrita no ano 2070
Carta escrita no ano 2070
 
Ii seminario de_estudos_africanos-mailmkt
Ii seminario de_estudos_africanos-mailmktIi seminario de_estudos_africanos-mailmkt
Ii seminario de_estudos_africanos-mailmkt
 
Convocação
ConvocaçãoConvocação
Convocação
 
Formulario Único Censal C600 Educación Formal
Formulario  Único Censal C600 Educación FormalFormulario  Único Censal C600 Educación Formal
Formulario Único Censal C600 Educación Formal
 
Racismos e olhares plurais
Racismos e olhares pluraisRacismos e olhares plurais
Racismos e olhares plurais
 
Seleção de bolsistas 2012
Seleção de bolsistas 2012Seleção de bolsistas 2012
Seleção de bolsistas 2012
 
Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)
Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)
Resultado eleitoral psb es 2012 (comparativo)
 
Assembleia do mov. negro documento da frente suprapartidaria
Assembleia do mov. negro   documento da frente suprapartidariaAssembleia do mov. negro   documento da frente suprapartidaria
Assembleia do mov. negro documento da frente suprapartidaria
 
Divulgação atividade amnb
Divulgação atividade amnbDivulgação atividade amnb
Divulgação atividade amnb
 

Semelhante a Teses apresentadas nos congressos nacionais da nsb

Desigualdades raciais no brasil
Desigualdades raciais no brasilDesigualdades raciais no brasil
Desigualdades raciais no brasil
primeiraopcao
 
Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017
Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017
Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017
Valerio Arcary
 
Dados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil Site Mundo Negro
Dados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil   Site Mundo NegroDados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil   Site Mundo Negro
Dados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil Site Mundo Negro
guesta7e113
 
Abc das desigualdades_raciais
Abc das desigualdades_raciaisAbc das desigualdades_raciais
Abc das desigualdades_raciais
População Negra e Saúde
 
Identidade Fragmentada - racismo - sistema de cotas
Identidade Fragmentada - racismo - sistema de cotasIdentidade Fragmentada - racismo - sistema de cotas
Identidade Fragmentada - racismo - sistema de cotas
Paulo Ferreira
 
Roseli ct nacional_2010
Roseli ct nacional_2010Roseli ct nacional_2010
Roseli ct nacional_2010
Estati
 
Slaide eitnico racial
Slaide eitnico racialSlaide eitnico racial
Slaide eitnico racial
Sebastião Neto
 
Slaide eitnico racial
Slaide eitnico racialSlaide eitnico racial
Slaide eitnico racial
Sebastião Neto
 
AULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdf
AULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdfAULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdf
AULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdf
SilierAndradeCardoso
 
Para alem dos numeros
Para alem dos numerosPara alem dos numeros
Para alem dos numeros
População Negra e Saúde
 
Racismo institucional e o direito humano à saúde
Racismo institucional  e o direito humano à saúdeRacismo institucional  e o direito humano à saúde
Racismo institucional e o direito humano à saúde
População Negra e Saúde
 
Geografia - População do Brasil
Geografia - População do BrasilGeografia - População do Brasil
Geografia - População do Brasil
Carson Souza
 
Perspectiva de genero e raça
Perspectiva de genero e raçaPerspectiva de genero e raça
Perspectiva de genero e raça
População Negra e Saúde
 
Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...
Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...
Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...
Gleisi Hoffmann
 
Mulheresbrasileirasnaatualidade
MulheresbrasileirasnaatualidadeMulheresbrasileirasnaatualidade
Mulheresbrasileirasnaatualidade
CRRA
 
Desigualdade Etnico Racial
Desigualdade Etnico RacialDesigualdade Etnico Racial
Desigualdade Etnico Racial
Lucas Nunes de Souza
 
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f313 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
Edson Rodrigues
 
Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]
dgmansur
 
Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]
dgmansur
 
Igualdade Racial
Igualdade RacialIgualdade Racial
Igualdade Racial
Carmem Rocha
 

Semelhante a Teses apresentadas nos congressos nacionais da nsb (20)

Desigualdades raciais no brasil
Desigualdades raciais no brasilDesigualdades raciais no brasil
Desigualdades raciais no brasil
 
Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017
Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017
Apresentação da nota sobre desigualdade social 2017
 
Dados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil Site Mundo Negro
Dados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil   Site Mundo NegroDados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil   Site Mundo Negro
Dados Sobre As Desigualdades Raciais No Brasil Site Mundo Negro
 
Abc das desigualdades_raciais
Abc das desigualdades_raciaisAbc das desigualdades_raciais
Abc das desigualdades_raciais
 
Identidade Fragmentada - racismo - sistema de cotas
Identidade Fragmentada - racismo - sistema de cotasIdentidade Fragmentada - racismo - sistema de cotas
Identidade Fragmentada - racismo - sistema de cotas
 
Roseli ct nacional_2010
Roseli ct nacional_2010Roseli ct nacional_2010
Roseli ct nacional_2010
 
Slaide eitnico racial
Slaide eitnico racialSlaide eitnico racial
Slaide eitnico racial
 
Slaide eitnico racial
Slaide eitnico racialSlaide eitnico racial
Slaide eitnico racial
 
AULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdf
AULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdfAULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdf
AULA 1 - PSICOLOGIA E RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS.pdf
 
Para alem dos numeros
Para alem dos numerosPara alem dos numeros
Para alem dos numeros
 
Racismo institucional e o direito humano à saúde
Racismo institucional  e o direito humano à saúdeRacismo institucional  e o direito humano à saúde
Racismo institucional e o direito humano à saúde
 
Geografia - População do Brasil
Geografia - População do BrasilGeografia - População do Brasil
Geografia - População do Brasil
 
Perspectiva de genero e raça
Perspectiva de genero e raçaPerspectiva de genero e raça
Perspectiva de genero e raça
 
Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...
Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...
Brasil: 122 anos da abolição da Escravatura - Igualdade Racial, Direito a ser...
 
Mulheresbrasileirasnaatualidade
MulheresbrasileirasnaatualidadeMulheresbrasileirasnaatualidade
Mulheresbrasileirasnaatualidade
 
Desigualdade Etnico Racial
Desigualdade Etnico RacialDesigualdade Etnico Racial
Desigualdade Etnico Racial
 
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f313 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
 
Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]
 
Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]Artigo%20 blog%201[1]
Artigo%20 blog%201[1]
 
Igualdade Racial
Igualdade RacialIgualdade Racial
Igualdade Racial
 

Mais de Sergiana Helmer

Convite para congresso nacional da nsb
Convite para congresso nacional da nsbConvite para congresso nacional da nsb
Convite para congresso nacional da nsb
Sergiana Helmer
 
Texto sobre o povo negro
Texto sobre o povo negroTexto sobre o povo negro
Texto sobre o povo negro
Sergiana Helmer
 
Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...
Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...
Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...
Sergiana Helmer
 
Regimento interno dos segmentos sociais do psb
Regimento interno dos segmentos sociais do psbRegimento interno dos segmentos sociais do psb
Regimento interno dos segmentos sociais do psb
Sergiana Helmer
 
Reafirmando o mov. negro socialista
Reafirmando o mov. negro socialistaReafirmando o mov. negro socialista
Reafirmando o mov. negro socialista
Sergiana Helmer
 
Psb contra o preconceito
Psb contra o preconceitoPsb contra o preconceito
Psb contra o preconceito
Sergiana Helmer
 
Propostas de plano de governo da nsb
Propostas de plano de governo da nsbPropostas de plano de governo da nsb
Propostas de plano de governo da nsb
Sergiana Helmer
 
Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...
Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...
Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...
Sergiana Helmer
 
Executiva nacional da nsb
Executiva nacional da nsbExecutiva nacional da nsb
Executiva nacional da nsb
Sergiana Helmer
 
Estatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiro
Estatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiroEstatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiro
Estatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiro
Sergiana Helmer
 
Cartilha da negritude socialista brasileira
Cartilha da negritude socialista brasileiraCartilha da negritude socialista brasileira
Cartilha da negritude socialista brasileira
Sergiana Helmer
 
Modelo de documentos
Modelo de documentosModelo de documentos
Modelo de documentos
Sergiana Helmer
 
Normas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsb
Normas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsbNormas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsb
Normas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsb
Sergiana Helmer
 
Resolução cen nº 03
Resolução cen nº 03Resolução cen nº 03
Resolução cen nº 03
Sergiana Helmer
 
Sobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsbSobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsb
Sergiana Helmer
 
Resolução cen nº 002 de 2011
Resolução cen nº 002 de 2011Resolução cen nº 002 de 2011
Resolução cen nº 002 de 2011
Sergiana Helmer
 

Mais de Sergiana Helmer (16)

Convite para congresso nacional da nsb
Convite para congresso nacional da nsbConvite para congresso nacional da nsb
Convite para congresso nacional da nsb
 
Texto sobre o povo negro
Texto sobre o povo negroTexto sobre o povo negro
Texto sobre o povo negro
 
Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...
Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...
Resoluções da secretária nacional da negritude socialita brasileira do psb ap...
 
Regimento interno dos segmentos sociais do psb
Regimento interno dos segmentos sociais do psbRegimento interno dos segmentos sociais do psb
Regimento interno dos segmentos sociais do psb
 
Reafirmando o mov. negro socialista
Reafirmando o mov. negro socialistaReafirmando o mov. negro socialista
Reafirmando o mov. negro socialista
 
Psb contra o preconceito
Psb contra o preconceitoPsb contra o preconceito
Psb contra o preconceito
 
Propostas de plano de governo da nsb
Propostas de plano de governo da nsbPropostas de plano de governo da nsb
Propostas de plano de governo da nsb
 
Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...
Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...
Pela superação da discriminação e do racismo e a garantia das ações afirmativ...
 
Executiva nacional da nsb
Executiva nacional da nsbExecutiva nacional da nsb
Executiva nacional da nsb
 
Estatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiro
Estatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiroEstatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiro
Estatuto da igualdade racial e as lutas do movimento social negro brasileiro
 
Cartilha da negritude socialista brasileira
Cartilha da negritude socialista brasileiraCartilha da negritude socialista brasileira
Cartilha da negritude socialista brasileira
 
Modelo de documentos
Modelo de documentosModelo de documentos
Modelo de documentos
 
Normas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsb
Normas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsbNormas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsb
Normas e procedimentos para constituir coordenações municípais da nsb
 
Resolução cen nº 03
Resolução cen nº 03Resolução cen nº 03
Resolução cen nº 03
 
Sobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsbSobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsb
 
Resolução cen nº 002 de 2011
Resolução cen nº 002 de 2011Resolução cen nº 002 de 2011
Resolução cen nº 002 de 2011
 

Teses apresentadas nos congressos nacionais da nsb

  • 1. TESES APRESENTADAS NOS CONGRESSOS NACIONAIS DA NEGRITUDE SOCIALISTA BRSILEIRA DO PSB - 2003 A 2008 O PSB FRENTE AS DESIGUALDADE RACIAIS Professora Jacy Proença Coordenadora de etnia da Secretaria Nacional de mulheres do PSB, Diretora Geral da FMJ e Gerente de Projetos da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial Presidência da republica. Recentemente foi divulgado a posição do Brasil no ranking mundial em relação ao I.D.H- índice de Desenvolvimento Humano. De 74 passou a ocupar o 69 lugar, o que não veio significado uma melhor distribuição da renda e de riqueza. No século XX o Brasil revelou o seu potencial de expansão na economia, mas, ao mesmo tempo mostrou a sua tendência concentracionista. Se considerarmos alguns indicadores, como da pobreza, relacionada à desigualdade, que geralmente não e considerado, se perceberá com mais evidencia a afirmativa acima. Percebe-se, por exemplo, se adotamos o critério de pobreza relativa, período de 1992ª 2001 o aumento da população abaixo da linha de pobreza foi mais expressivo, passando de 67,9 milhões para 80,7 milhões, ou seja, uma elevação de 18,8%, o que representou um acréscimo de quase 12,8 milhões. Ao se ampliar a analise sobre a pobreza relativa com o recorte combinado de gênero e étnico-racial, perceber-se-á que a distribuição da pobreza é semelhante entre homens e mulheres -49,1% das mulheres são pobres no Brasil e 48% no caso dos homens. O mesmo não acontecer no critério racial. Perceber-se que para uma participação de negras na população total 46% no pais,segundo o IBGE,o mesmo grupo racial responde por 61% dos pobres e apenas 17%dos ricos
  • 2. Nessa perspectiva, podemos observar que 47,3% das mulheres negras vivem em condição de pobreza contra 22,4% das mulheres brancas. Na região nordeste , registrem-se em situação de pobreza ,46,4% mulheres brancas e 62% para as mulheres negras ,no que diz respeito á indigências, encontrarão mulheres e homens negros exibindo os percentuais mais levados. Assim, em 2011,47% das negras eram pobres e 21,4% e 8,4% puderam ser enquadrados, respectivamente como pobres e indigentes. Sabe-se, também, segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano do PNAD, que se o IDH fosse em relação a população branca o Brasil ocuparia a 43 posição no ranking mundial Relação à população negra posição desceria para 108 Se considerarmos outro indicador, a posição na ocupação, observa-se uma predominaria significativa do emprego assalariado na ocupação para os homens de 59%do total, contra 44,8% das mulheres. as ocupações como a de contra-propria e empregador confirmam a predominância masculina em ocupações como trabalho domésticos e o trabalho não remunerado em atividade de natureza familiar continuam caracterizando a inserção da mão-de- obra feminina . Em relação à raça-cor, a distribuição das negras e não negra no emprego com carteira e sem carteira confirma a inserção precária das regras no mercado de trabalho. Enquanto 40%5 dos brancos estão em ocupações formais,apenas 29%9 das negras encontram-se nesta situação .Paralelamente vale ressaltar, que se consideramos apenas a população negra ocupada ,o percentual dos que recebem uma renda inferior a dois salários mínimos é de 86,4%. Ao cruzar ainda a variável raça-gênero, percebe-se que o desemprego afeta mais diretamente justamente as mulheres negras – taxa de desemprego de 13,9% - ficando os homens brancos na outra situação extrema, com uma taxa de 6,7%. No plano intermediário, o desemprego das mulheres brancas é maior que o dos homens negros, 10,3% contra 8,4%.
  • 3. Ao centrar a analise na média de rendimento domiciliar, conforme dados do IBGE-PNAD, constata-se que o rendimento das famílias brancas, em 2001, era 2,3 vezes superior (R$481,60) ao das famílias negras (R$205,40). Analisando outro indicador importante, o da Educação, observamos que a taxa de analfabetismo para pessoas de 15 anos ou mais, idade utilizada para comparação internacional, ainda é duas vezes mais elevada para as negras, 18%, do que para os brancos, 8% . Ao adotar na analise o recorte de gênero- raça combinado com o etário, percebe-se que 8% dos meninos negros entre 10 e 14 anos estão na condição de analfabetos e os meninos brancos em 2,4%. No caso das meninas, 4,5% das negras estão na condição de analfabetas enquanto que as brancas, 1,3% . Para os homens negros o índice é de 15,7% e para na os brancos, é 5,2%. Entre as mulheres negras, 12,1% e 4,1% das mulheres brancas são analfabetas. Ou seja, a taxa de analfabetismo é três vezes mais elevada tanto para homens quanto mulheres negras. Considerando a média de anos de estudos entre brancas e negras, a população entre 25 e 44 anos, a media de população negra é de 5,8 anos de estudo e da população branca é de 8,1 anos de estudos – uma diferença de 2,3 anos de estudos entre um e outro. Adotando as pessoas com 15 a 17 anos de estudo, ou seja, aquelas que possuem nível superior e ou estudo adicional de pós graduação, constatamos que temos apenas 2,5% de negras enquanto as brancas chegam à taxa de 10% - quatro vezes mais elevada. Em relação à moradia, o elevado percentual de negras em áreas de assentamento subnormais expressa essa desigualdade. Em 2001, 1,722.016 pessoas viviam em favelas, destes 1.030.419 são negras, ou seja, 59,8%. Uma série de outros indicadores com recortes variados poderiam ser revelados, mas o propósito de se trazer informações obtidas por processos
  • 4. científicos, pesquisas realizadas por organismos de governo, vem no sentido de se obter uma melhor visão da realidade e permitir com maior nitidez a posição fragilizada de mulheres e homens negras e, ao mesmo tempo demonstrar a dimensão étnico-racial da desigualdade no Brasil. Chamar a atenção de gestores públicos do partido na tomada de decisão frente à elaboração e execução de políticas públicas que venham a atender as necessidades reais da maioria da população, também se torna objetivo. Reconhecer as dimensões mais profundas das carências sociais tem méritos inegáveis, mas desconsiderar as desigualdades sociais enquanto resultantes do perfil de concentração de renda no país e da discriminação étnico-racial e de gênero, torna-se-ia irremediável do ponto de vista político, principalmente para um partido como o PSB, que traz no seu manifesto e programa o reconhecimento da comprovada exclusão, opressão a que segmento da sociedade estão submetidos por conta da discriminação. Assim, mais do que importante, necessário se faz possibilitar e apoiar a organicidade dos militantes negros e negras do PSB, de modo a virem intervir na construção e fortalecimento do partido, seja através da formulação e orientações políticas que venham contribuir com a Direção e ou detentores de mandato do partido. Com base no exposto, o que se propõe para a operacionalização desse entendimento é que: 1) O partido se define em apoiar política e financeiramente a realização de um Encontro Nacional com a Militância negra do PSB, para tratar da questão étnico racial no Brasil e se constituir num referencial teórico, com o apoio da Fundação João Mangabeira e Sec. Nac. de Mulheres – Coordenação Nacional de Etnia; 2) O PSB reconheça a necessidade e possibilidade a Coordenação Provisória para o Movimento Negro Socialista, que atuará na perspectiva de se consolidar em caráter permanente no prazo de 02 anos, ou seja, até 2005.
  • 5. 3) O partido publique as construções teóricas do Movimento Negro Socialista ás Direções, Mandatários e Bases Partidárias, através de espaço na revista Argumento, dos cadernos editados e ou boletim próprio a ser formatado. Cabe ressaltar, que a organicidade dos militantes negros e negros do PSB não se constitui em entendimento desconexo, sem propósito. Pelo contrario, ela vi de encontro a uma exigência partidária e estrutural, expressa, como já dito, no seu Manifesto e Programa. Além do mais a própria conjuntura exige capacidade de organização e intervenção e que esta se dê por parte da 2ª maior força popular do país – o PSB.