SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
ARTE
Fundamental – 8º Ano
TEATRO
A diversidade das técnicas formadas:
Formas animadas
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.files.wordpress.com/2010/04/mummenschanz1.jpg
THAIS CIBELE ARTE TOTAL: Mamulengo: o teatro de bonecos popular no
...thaiscibelearteevida.blogspot.com-1600 × 1067
http://www.cultura.rj.gov.br/artigos/mamulengo-o-teatro-de-boneco
s-popular-no-brasil
VOCE CONHECE
E ARTE
apkfun.co-300 × 400-
Teatro de bonecos do Sesi - Abril.comwww.abril.com.br-
615 × 409
ANIMAÇÃO PESSOAL!
HOJE TEM ESPETÁCULO?
VOCÊ JÁ ASSISTIU
ESTE ESTILO DE TEATRO?
QUAL O NOME DELES?
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Formas
O termo Formas animadas está relacionado ao Teatro de Formas Animadas,
também chamado de teatro de animação, é um gênero teatral que inclui o
teatro de bonecos, máscaras, objetos, sombras, imagens e formas abstratas.
Muito influenciado pelo teatro visual, artes plásticas e pelo cinema, as formas
animadas são, atualmente, um campo híbrido de experimentação estética,
conceitual e dramatúrgica. https://formasanimadas.files.wordpress.com/2010/04/mummenschanz1.jpg
.
No Teatro de formas animadas os objetos materiais inanimados: boneco, máscara,
objetos ou simples imagem, ganham vida e passam a representar essências ( por
extensão da energia vital do ator-manipulador, e ao se tornarem personagens, ao
serem animados perdem as características de corpo material inerte e adquirem
anima, isto é, alma, passando a transmitir conteúdos, substâncias , que se
identificam com a sua forma.
ashttps://books.google.com.br/books?id=InGKrQSeK1AC&pg=PA241&lpg=PA241&dq=teatro+formas+animadas&source=bl&ots=bfueJJPIW7&sig=
iQ8FI_TvZDH4qMeV7QfRJPrc8sU&hl=pt-BR&sa=X&ved=0CFMQ6AEwDWoVChMIuImb-
dyWxgIVgZQNCh2UUABF#v=onepage&q=teatro%20formas%20animadas&f=false
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
QUEM FAZ O TEATRO DE FORMAS ANIMADAS?
Mamulengueiros, fantocheiros, manipulares, marioneteiros, bonequeiros,
titereiros e seus sopros de vida, através de dedos e mãos, contam o mágico
da alegria, lúdico e fantasia, causos, contos, histórias e memórias sociais nas
falas e vozes de mamulengos, fantoches, formas manipuladas, marionetes,
bonecos e títeres.
imagens
divulgação
Sesi Bonecos
do Mundo - 10
Anos
http://manekonascimento.blogspot.com.br/2014/11/teresina-capital-teatro-bonecos.html
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Bonecos
A origem do Teatro de Bonecos
remonta, possivelmente, ao
Antigo Oriente, em países como:
China, Índia, Java e Indonésia.
Por intermédio dos mercadores
foi se dispersando pelo mundo,
assumindo fisionomias e
espírito dramático bem
diferenciado, dependendo da
localização geográfica, tradições
culturais, crenças e costumes.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/
http://www.infoescola.com/artes/teatro-de-bonecos/
ARTE - 8º Série TEATRO
diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Bonecos
Boneco pode ter uma forma humana, zoomórfica, antropomórfica, mista,
definida e abstrata.
uito de sua expressão se concentra no trabalho de manipulação.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/
Prefeitura do Recife - Cultura - Projeto Forró de Um Real
...www.recife.pe.gov.br-333 × 221
www.infonet.com.br-1000 × 664-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/
Art & Art: TEATRO DE FANTOCHES escambarte.blogspot.com-275 × 183-
O manipulador é o ser que anima, dá vida ao boneco.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
O Teatro de Bonecos é arte inserida em uma diversidade de contextos
sociais, históricos, culturais, econômicos e políticos.
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/
https://voarteatrodebonecos.wordpress.com/tag/mamulengo-mulungu/
Constituem-se de aspectos das tradições, dos fazeres e ofícios tradicionais, da
representação, do imaginário popular, também como técnica e linguagem de teatro,
como construção de narrativas cênicas e foco de pesquisa.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro de Bonecos no Brasil
“A matéria do homem junta-se à matéria do boneco, para uma transfiguração.
A alma do homem dá ao boneco também uma alma e, nesta pureza, realizam
um ato poético.
“Hermilo Borba Filho [1917 – 1977 Escritor, dramaturgo pernambucano.
https://formasanimadas.wordpress.com /teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/
bcircuitobrasil.wordpress.com-604 × 322-Pesquisa por imagem
...
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro de Bonecos no Nordeste
http://culturadigital.br/mincnordeste/2015/03/06/teatro-de-bonecos-popular-do-nordeste-e-reconhecido-como-patrimonio-cultural-do-brasil/
...
Foi publicado no
Diário Oficial da
União, pelo
Ministério de Cultura,
o comunicado de
reconhecimento do
Teatro de Bonecos
Popular do Nordeste
como Patrimônio
Cultural do Brasil.
https://bcircuitobrasil.wordpress.com/2015/05/
Foto:Teatro de Bonecos deOlinda/Divulgação
Teatro de Bonecos Popular do Nordeste foi aprovado, com unanimidade, como
Patrimônio Cultural do Brasil e inscrito no Livro de Formas de Expressão do
Patrimônio Cultural Brasileiro.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/
Histórico
Os primeiros bonecos, que se tem notícia, “Brasil
Colônia”, são bonecos de luva portugueses e
espanhóis.
No século XIX, imigrantes germânicos trouxeram o
seu teatro de títeres, o Kaspels Theater, também de
luvas.
As apresentações mais antigas de teatro de
marionetes, no Brasil, foram mencionadas no Rio de
Janeiro, no século XVIII, por Luiz Edmundo, no livro
“O Rio de Janeiro no Tempo dos Vice-Reis”.
Em Pernambuco surgem as primeiras apresentações
do Mamulengo.
Nas diferentes regiões brasileiras, o boneco de luva
ou fantoche possui denominações diversas como:
Briguela ou João Minhoca, em Minas Gerais, São
Paulo e Rio de Janeiro; Mané Gostoso, na Bahia;
Mamulengo, em Pernambuco; e João Redondo, no
Rio Grande do Norte e Paraíba.
.
http://merypetty.com.br/index.php?b=9
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/
Mamulengo
“Só pode brincar mamulengo se for poeta. Se não for poeta não pode brincar”.
Mestre Luiz da Serra - Mamulengueiro de Vitória de Santo Antão (PE).
mamulengo | Sala de artes virtual
saladeartesvirtual.wordpress.com -1600 × 1066-
Flor do mamulengo - Beco dos Poetas
www.becodospoetas.com.br -1037 × 957 -
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/
O Mamulengo é um teatro popular que
teve sua origem em Pernambuco,
bonecos de luva com técnicas de
manipulação rápida e espetáculos
populares, de improviso, com repentes
e cordéis.
Apresentado em praças, feiras e ruas,
em uma linguagem provocativa,
debochada e irreverente, com
repertórios inspirados diretamente nos
fatos do cotidiano popular e interagindo
com o público que participava e
também construía o espetáculo.
Os personagens mais conhecidos
foram: a Quitéria, o Cabo, o Coronel,
o Simão, o Cangaceiro, o Padre, o diabo
e as almas penadas.
FUZUÊ NO SERTÃO ENCANTADO – Espetáculo de Teatro de Bonecos ...maisteatro.org-
983 × 655-Fuzuê no Sertão Encantado3_ Leandro Anton corujices.com-615 × 413-
www.culturaleste.com.br -1080 × 432-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/
De acordo com Luís da Câmara Cascudo em seu
“Dicionário do Folclore”,
Mamulengo “é uma espécie de divertimento
popular em Pernambuco, que consiste em
representações dramáticas por meio de bonecos,
em pequeno palco, alguma coisa elevado.
Por detrás de uma empanada, esconde-se uma ou
duas pessoas adestradas, e fazem que os bonecos
se exibam com movimento e fala.
A esses dramas servem ao mesmo tempo de
assunto, cenas bíblicas e de atualidade.
Tem lugar por ocasião das festividades da igreja,
principalmente nos arrabaldes.
O povo aplaude e se deleita com essa distração,
recompensando seus autores com pequenas
dádivas pecuniárias. Em outras regiões do país a
“brincadeira” (como denominam os praticantes
desta arte popular), adquire outras denominações
como Babau, João Redondo, Cassimiro Coco etc“. Casa de Chica, pousada de charme em Olinda | Destino
de Viagem www.destinodeviagem.com.br -514 × 714
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/
A etimologia do termo “mamulengo” é
controversa, presume-se que tenha origem na
conjugação das palavras:
mão e molengo, mão mole, mão que se move.
corujices.com -615 × 413-
A tradição ainda resiste no trabalho de
diversos Mamulengueiros, principalmente
nordestinos, que preservam essa forma
popular de arte dramática, o Mamulengo: um
teatro popular, de riso e de deboche Ministério da Cultura - Bonecos no Centro de Folclore e Cultura ...
www.cultura.gov.br -264 × 419-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Primeiramente em um balde com
água repique muito papel higiênico.
Os processos de confecção de bonecos - Como fazer o seu mamulengo - Parte 1
Esprema num pano o papel para extrair toda a umidade.
Leve ao fogo farinha de tapioca com água até obter a consistência de cola, bem
transparente. http://oxentedeteatro.blogspot.com.br/2012/09/como-fazer-o-seu-mamulengo-parte.html
Adicione a cola ao papel já seco.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Como fazer o seu mamulengo - Parte 2
Com rolo de papel higiênico enrola em um dos dedos para desenhar o pescoço do mamulengo.
No pescoço do seu mamulengo preencha
com jornal, barbante depois com o papel
com cola.
Após preencher o seu boneco com
papel machê coloque-o para secar.
Passe massa corrida no seu
boneco e aguarde até secar.
Pinte o rosto, faça colagem e
pense no nome dele(a).
http://oxentedeteatro.blogspot.com.br/2012/09/como-fazer-o-seu-mamulengo-parte.html
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro de Bonecos pelo Mundo
https://formasanimadas.wordpress.com/
Diversas técnicas de concepção de teatro de bonecos, de mecanismos, manipulação e
narrativas foram desenvolvidas e aperfeiçoadas ao longo da história do Teatro.
Na Itália, o boneco mais conhecido foi o MACEUS, que antecedeu o POLICHINELO, o PUPPI
e o FANTOCCINI.
http://ciapolichinelo.blogspot.com.
br/p/o-espaco-do-boneco.html
Vídeo: Espaço do Boneco -Cia Polichinelo de Teatro de Bonecos YouTube.com
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro de Bonecos pelo Mundo
https://formasanimadas.wordpress.com/
Na Turquia havia o Teatro de sombras KARAGÓZ
www.htrviajesturquia.com -1225 × 919-
www.byegm.gov.tr -800 × 466-
http://www.videoizle.co/video/118519/karagoz-ve-hacivat-
yalan-soylemek
Vídeos:
Hacivat Karagoz Golge oyunu www.videoizle.com -720 ×
405-
doruklardangelen.blogspot.com -597 × 341-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro de Bonecos pelo Mundo Karagóz
https://formasanimadas.wordpress.com/
Karagöz é o herói do teatro de sombras turco e árabe e dá
nome ao espetáculo de sombras.
Karagöz e seu companheiro Hadjeivat, são lendários pelos
famosos duelos verbais, pela retórica rápida e grotesca além
de trocadilhos ásperos e jogos de palavras rústicos.
Uma relação de tipos pitorescos completavam o elenco do
teatro de sombras: Celebi, o jovem dândi; a linda Messalina
Zenne; Beberuhi, anão ingênuo; o persa com sua pipa d’água,
o albanês, e outros personagens regionais; o viciado em ópio;
o bêbado.
Apesar de suas piadas grosseiras e francas obscenidades,
Karagöz ludibriava os grilhões das autoridades religiosas.
Os bonecos, movidos por varas e recortados em couro ou
pergaminho.
O uso de tipos fixos oferecia campo para a sátira e polêmica,
num disfarce de aparente inocência. Não havia fraqueza
humana, vaidade de classe ou abuso tópico que Karagöz não
convertesse em motivo de riso
www.pinterest.com -236 × 308-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/
Bunraku
Teatro de Bonecos Marionetes surgidos
no Japão, há indícios de seu surgimento
por volta do século VIII, mas um
desenvolvimento mais significativo vai
aparecer em Osaka, depois do século
XVI, com a denominação de “ninguiô-
Jôruri” (jôruri sendo um personagem
feminino tradicional).
Mas foi somente em 1871 que Uemura
Bunrakuken criou o Bunraku Teatro de
Osaka (destruído por um incêndio em
1926) Passando o gênero a se chamar
Bunraku, como hoje é conhecido
universalmente, se caracterizando com
uma técnica tradicional e ao mesmo
tempo sofisticada de Teatro de bonecos
para adultos.
Teatro de Bonecos pelo Mundo
www.gentiuno.com -550 × 413-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/
Bunraku
Os bonecos geralmente têm entre 90 a 140 cm
de altura e seu peso pode chegar de 6 até 20
quilos.
Os movimentos são muito precisos, delicados
e sincrônicos, isto porque cada boneco é
manipulado por três homens em sincronia
perfeita.
Em escolas tradicionais japonesas o aprendizado
no Bunraku pode levar décadas, principalmente
em relação à manipulação da cabeça.
O titereiro principal se chama omo-zukai e ele
insere sua mão esquerda no orifício do quadril
e segura a haste do pescoço entre o polegar e o
indicador. Sustenta o peso do boneco, utiliza os
3 dedos restantes da mão para manipular os fios
que movem os olhos, a boca, e a sobrancelha.
Sua mão direita é utilizada para mover o braço
direito do boneco.
http://www.dainihonshi.com/2013/04/el-bunraku-el-teatro-de-marionetas.html
sac3a.blogspot.com -500 × 291-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/
Bunraku
O braço esquerdo do boneco é manipulado
pelo hidari-zukai que desempenha o papel
de assistente. Precisa trabalhar em sintonia
com o omo-zukai observando a direção da
cabeça do boneco e determinando a
posição do braço esquerdo de acordo com
essa direção.
As pernas do boneco são manipuladas pelo
ashi-zukai, que move os ganchos em forma
de L, instalados atrás dos calcanhares para
trás e para frente, para esquerda e para
direita a fim de imitar os movimentos das
pernas.
Para todos os movimentos há regras e
metodologias detalhadas a serem seguidas.
https://www.youtube.com/watch?v=NGsyXvmmP8w
Vídeo:Teatro Japones Teatro Bunraku
rakugoleon.wordpress.com -800 × 545-
www.crunchyroll.com -640 × 640-
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/
Petruska
“Historiadores como o francês Jacques
Chesnais (1980) e o polonês Marek
Wazkiel (1997) afirmam que o teatro de
bonecos foi introduzido na Rússia pelos
alemães. Dizem ainda que nasceu no
século XVII e que “sob o reinado do
Imperador Alexis, foi proibido de 1648
a 1672.
Petruchka
é uma personagem extremamente
popular, vulgar em suas palavras e em
seus atos.
Faz parte da família dos Polichinellos e
é quase exclusivamente representado
por bonecos de luva” (CHESNAIS, 1980,
p. 165).
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
https://formasanimadas.wordpress.com/
Petruchka
Vale destacar que tanto o Petruchka, quanto as personagens do nosso Mamulengo,
assim como heróis populares do teatro de bonecos de outros países, mantêm traços
comuns, tais como: são bonecos de luva, o que no Brasil comumente se chama de
Fantoche; em seus aspectos físicos destacam-se narigões, bocarras por vezes apenas
pintadas com traços amplos, exagerados, sem preocupações realistas.
Além da origem popular comum, a personagem central possui caráter irreverente,
é justiceiro, têm um vocabulário recheado de palavrões, questiona as autoridades
constituídas e resolve seus conflitos com surras e pauladas.
A palavra tem grande ênfase neste tipo de teatro que representa comédias
improvisadas a partir de um roteiro que se atualiza e modifica com os acontecimentos
cotidianos e intervenções das plateias.
O bonequeiro ao interpretar durante toda a sua vida a mesma personagem, vai
ampliando o repertório de gestos, ações e falas desta personagem que ganha cada vez
mais autonomia e força, solidificando-se como personagem na prática de representar.”
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
JAVA - O WAYANG
“Marionnettiste
JAGLISH
ÍNDIA - O VIDOUCHAKA
Javanese Wayang Golek Foto de Stock - Imagem:
28784450 pt.dreamstime.com -957 × 1300-
Hire PUNCH AND JUDY booking children's puppet
Shows hiring UK www.brightonpunchandjudy.com -
417 × 364-
INGLATERRA - PUNCH
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
http://www.museudamarioneta.pt/gca/?id=146
As marionetas de sombra de Java Wayang Kulit
São feitas a partir de pele de búfalo, limpa e
amaciada em sucessivas etapas de tratamento,
recortadas conforme a iconografia da personagem
representada e cuja superfície translúcida é
coberta com rica ornamentação pintada a cores
feitas de pigmentos naturais e sublinhada a folha
de ouro.
A pintura das marionetas é ainda acentuada pelo
recorte da pele segundo uma variedade de
padrões e de uma delicadeza a lembrar o trabalho
da renda.
Cada uma das marionetas é manipulada com as
mãos graças a um suporte feito em madeira ou a
partir do entalhe de chifre de búfalo, material que
adquire à luz uma bela transparência, à
semelhança da pele colorida e decorada das
marionetas.
Na ilha de Java ainda é, uma das manifestações
maiores das suas culturas.
A sua presença no quotidiano das cortes está
documentada por inscrições datadas do séc. IX.
Fantoche Do Javanese Foto de Stock Royalty Free - Imagem: 35623035
pt.dreamstime.com -400 × 271-
Aquele que manipula e dá vida e voz às
marionetas de sombra, o Dalang, encontra-se
investida de um poder mágico e espiritual, sendo
parte importante dos rituais das cortes de Cirebon.
As marionetas de sombra, para além do seu papel
ritual e sagrado, permitem ainda identificar os
comportamentos, indicando às suas audiências
quais os que são próprios dos heróis e dos deuses
e aqueles que são socialmente reprovados.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
Diversas técnicas e mecanismos de manipulação foram desenvolvidos ao
longo da história do Teatro de Bonecos e, atualmente, uma série de outros
métodos tem sido incorporados na construção e manipulação, além de
técnicas mistas e experimentais. Suas especificidades envolvem tanto
questões técnicas e práticas de funcionalidades de mecanismos quanto
concepções estéticas e dramatúrgicas do Teatro de Bonecos.
Veja abaixo algumas técnicas básicas e tradicionais de manipulação :
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
* Boneco de Luva - Fantoche
* Boneco de Vara * Marionete ou Boneco de Fio
* Boneco de Manipulação Direta
* Boneco de Balcão
* Boneco de Sombra - Silhueta
* Teatro Negro
* Kuruma Ningyo
* Lambe Lambe
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
Boneco de Luva - Fantoche
Boneco que o manipulador calça na mão,
como os Mamulengos.
Normalmente, possui corpo de tecido onde o
indicador manipula a cabeça e dedos polegar
e médio manipulam braços.
Cabeça e mãos podem ser esculpidas ou
modeladas em diversos tipos de materiais,
no Mamulengo é mais comum o uso de
madeira e papel machê.
A principal característica da manipulação
de bonecos de luva é a agilidade dos
movimentos, apesar das limitações de
movimentos dos braços do boneco.
Outras variações de manipulação de luva
são aquelas em que a mão do manipulador
articula a boca do boneco, além dos
dedoches e a técnica de luva cruzada.
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/
tecnicas-de-manipulacao/
FANTOCHESANTIGOSS.jpg nossofolclore36.zip.net-1024 × 875-
pt.aliexpress.com750 × 750
a7santestahel.blogspot.com190 × 190
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
Boneco de Vara
Mecanismo de manipulação por varas ou
hastes, pode ser um objeto acoplado às
varas ou bonecos projetados com
mecanismos de boca e olhos.
No caso de bonecos de figura humana,
normalmente, possui uma vara como eixo
central e outras duas para os braços.
Na manipulação, pode se obter tanto
movimentos bruscos quanto delicados, uma
dificuldade pode estar relacionada a
sustentar o peso do boneco para que
mantenha os eixos, conciliando com a
manipulação das varas.
ofolclorebrasileiro.wordpress.com -1024 × 768-Pesquisa por imagem
TEATRO DE FANTOCHES NA ESCOLA
Em bonecos mais complexos e pesados pode ser necessário mais de um manipulador para operar
todos os mecanismos.
Uma variação do boneco de vara é o tringle, que se caracteriza por ser um boneco com uma vara
fixa, normalmente na cabeça e manipulado por cima do boneco.
O boneco de tringle possibilita movimentos extremamente rápidos, bruscos e pausados.
.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-
manipulacao /
Marionete ou Boneco de Fio
Boneco de fio ou marionete , do termo
francês “marionette”, tipo de boneco
manipulado por fios ou cabos, conectados
a uma estrutura de madeira [cruz].
A manipulação é feita por movimentos e
mecanismos da cruz ou manipulando
diretamente os fios.
Uma característica da marionete é a
possibilidade de coordenar peso[altura],
eixos e pernas do boneco em apenas uma
mão que manipula a cruz, deixando livre a
outra mão para manipular outros fios e
mecanismos.
A manipulação de bonecos de fio é uma
técnica delicada que requer prática e
apurado conhecimento do boneco, seus
eixos, mecanismos e possibilidades de
movimentos.
Uma marionete simples pode chegar a ter nove fios:
um em cada perna, um em cada mão, um em cada
ombro, um em cada orelha (eixo da cabeça) e um na
base da coluna, para inclinação do tronco do boneco.
Movimentos mais detalhados podem exigir o dobro
ou o triplo desse número.
As marionetes são capazes de representar
praticamente todos os movimentos humanos ou de
animais, além de diversas outras possibilidades de
articulações específicas a cada boneco.
g1.globo.com346 × 414
felixnovo.wordpress.com333 × 400
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
Boneco de Manipulação Direta Bunraku
Inspirado no Bunraku, uma técnica
tradicional de Teatro Japonês, o boneco
de manipulação direta, originalmente, é
manipulado à vista da plateia e
sincronicamente por três pessoas,
a manipulação se dá pelo contato direto
com o boneco.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-
de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
www.piafraus.com.br494 × 352
Um manipulador controla e direciona a
cabeça e seus mecanismos enquanto
sustenta o peso do boneco pelo
quadril, um segundo manipulador
manipula os braços e o terceiro os pés.
A coordenação entre esses três artistas
exige um longo e rigoroso treinamento
de manipulação.
sociopedagogico.blogspot.com675 × 450
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
Boneco de Balcão
O boneco de balcão é uma
variação da manipulação direta,
porém, os manipuladores não
tocam diretamente no boneco.
É manipulado em uma mesa,
bancada ou balcão e,
normalmente, possui um
mecanismo central em suas
costas ou cabeça, o que possibilita
a coordenação de peso e eixo em
apenas uma mão.
Mãos e braços do boneco podem
ter mecanismos que são
articulados pelo cotovelo.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
Uma das grandes vantagens do boneco de balcão
é a possibilidade de mecanismos da cabeça e do
pescoço serem manipulados no interior do
boneco, além da manipulação por apenas um ou
dois manipuladores.
.
www.maringa.com360 × 263
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
Boneco de Sombra - Silhueta
Consiste em manipular figuras em focos de luz projetando suas sombras em uma tela.
As figuras de sombras são chamadas de Silhuetas ou Bonecos de Sombra, podem ser silhuetas
chapadas ou tridimensionais, articuláveis ou não.
Nos teatros tradicionais da China, Índia, Turquia e Grécia as silhuetas são, comumente,
figuras planas, recortadas em couro, algum outro material opaco, ou ainda materiais
semitransparentes como pele de peixe.
Atualmente, diversos grupos desenvolvem pesquisas em Teatro de Sombras, bonecos podem
ser criados em acetato, acrílico, gelatinas, papel, etc.
As fontes de iluminação utilizadas são diversificadas como velas, lamparinas, lanternas,
refletores, projetores de vídeo, dentre outros.
A manipulação de silhuetas pode se dar através de varas perpendiculares como no teatro
javanês; com varas em ângulo reto com a tela, como nos teatros chinês e grego; ou por meio
de cordões escondidos atrás dos bonecos como nas sombras chinesas, além de outras formas
alternativas de manipulação.
Bonecos de sombra podem também ser figuras tridimensionais, com silhuetas planas em
ângulo a um eixo.
Além da criação de sombras com o próprio corpo humano, o sombrista pode utilizar máscaras
e outros aparatos em seu próprio corpo para a projeção de formas, volumes e silhuetas.
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
.
Boneco de Sombra - Silhueta
Sombras remetem à fascinação primitiva do homem pelas silhuetas.
Desde à Antiguidade, os limites entre o real e o intangível tem sido vivenciado
pelos rituais e práticas de representação do sobrenatural através das sombras.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-sombras
/garatujasfantasticas.com -1280 × 853
.
http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/o-teatro-de-sombras
Na Turquia, o teatro de sombras faz sucesso
Na China
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
Teatro Negro
Se caracteriza com uma técnica de manipulação
não aparente, ou seja, os manipuladores não
ficam visíveis para o público.
Normalmente, consiste em um cenário em
câmara escura e fundo negro e os manipuladores
com figurinos completamente em preto,
produzindo a ilusão de que bonecos e objetos
não estão sendo manipulados mas sim possuem
movimentos próprios.
Diversas técnicas e mecanismos podem ser
usadas em conformidade com o Teatro Negro,
principalmente no que se refere às técnicas de
trabalho com luz negra, à exemplo do Teatro
Negro de Praga.
www.laverdad.es -300 × 203-
VÍDEOS www.youtube.com/watch?v=30p5aKf1u
www.youtube.com/watch?v=dSyhdfNNF_oPg
gazetadooeste.com.br6000 × 4000
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Técnicas de Manipulação
.
https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/
Kuruma Ningyo
Kuruma Ningyo é um gênero japonês de teatro
de bonecos. Diferentemente do Bunraku, um
único ator manipula o boneco, trabalhando
sentado em uma estrutura em forma de caixa
com rodinhas.
Esta técnica consiste na união do boneco com
um único ator, que manipula à vista do público.
Esta caixa em que o ator se desloca é uma
espécie de carrinho, denominado Kuruma em
japonês, originalmente, possui cerca de 20 x 25
x 15cm e três rodas.
O ator trabalha sentado manipulando braços,
tronco e cabeça do boneco e seus próprios pés
são encaixados no calcanhar do boneco. 542 × 816 - annablume.com.br
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Lambe Lambe
“A última grande invenção do teatro de animação no mundo”
O Teatro Lambe-Lambe é uma das várias manifestações das
quais se constituem o Teatro de Animação Contemporâneo.
Dentro de um espaço cênico muito pequeno, uma caixa, são
apresentadas peças teatrais de curta duração através da
manipulação de bonecos e objetos para apenas um espectador.
O termo refere-se aos fotógrafos de rua que trabalhavam em
praças e parques de várias cidades do Brasil no início do século
XX. Originalmente, estes fotógrafos utilizavam máquinas, em
forma de caixa, onde o processo de revelação consistia em
lamber o negativo.
O Lambe Lambe é um espetáculo que acontece no invólucro de
uma caixa, um mini teatro para um único espectador.
Através de um furo na caixa, o público pode experimentar a
confidência de um mundo paralelo, uma experiência imagética
e poética. Tornando possível, de maneira simples e breve,
transpor a realidade cotidiana para um universo metafórico,
imaginado. Olhar por uma pequena janela, adentrar a caixa, um
encontro com o interno, revelação do que está
apropriadamente guardado, um segredo compartilhado.
https://formasanimadas.wordpress.com/lambe-lambe/
www1.prefpoa.com.br200 × 133
campus.fac.unb.br640 × 425
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro Lambe Lambe
centroteatrodebonecosebiblioteca.blogspot.com1600 × 1200
kultme.com.br800 × 600Pesquisa por imagem
ARTE - 8º Série TEATRO
A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
Teatro de Objetos
simataa.blogspot.com222 × 371
www.pemais.com320 × 157
www.festivalriopreto.com.br280 × 373
Foi Katy Deville quem cunhou o termo teatro de
objetos. A francesa fazia teatro de marionetes até
conhecer Cristhian Carrignon, que vinha do teatro
tradicional. Com ele, começou a criar histórias para
personagens inusitados: legumes.
Uma noite, depois de assistir à peça Pequenos
suicídios (que está no Fito 2011), a francesa teve o
insight – o que faziam era teatro de objetos.
O que é teatro de objetos?
O Teatro de Objetos é o teatro no qual
representamos com objetos sem transformar
a sua natureza, isto é, sem fazer dele uma
marionete, mas criando uma dramaturgia a
partir da associação de ideias que esse
objeto, que está em cena, desperta no
espectador. Essa associação de ideias, vem
primeiramente, pela utilização que damos a
esse objeto no cotidiano de todos nós,
criando uma metáfora com essa função.
http://www.satisfeitayolanda.com.br/blog/tag/teatro-de-objetos/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Releitura de obras de arte
Releitura de obras de arteReleitura de obras de arte
Releitura de obras de arte
lisneia2012
 
As linguagens da arte
As linguagens da arteAs linguagens da arte
As linguagens da arte
dpport
 
23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula
Eduardo Lopes
 
Entenda a arte (atividades)
Entenda a arte (atividades)Entenda a arte (atividades)
Entenda a arte (atividades)
graduartes
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
Fabiola Oliveira
 

Mais procurados (20)

Atividade de arte Historia do cinema
Atividade de arte Historia do cinemaAtividade de arte Historia do cinema
Atividade de arte Historia do cinema
 
Releitura de obras de arte
Releitura de obras de arteReleitura de obras de arte
Releitura de obras de arte
 
Arte - plano de curso-2016
Arte  - plano de curso-2016Arte  - plano de curso-2016
Arte - plano de curso-2016
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
 
As linguagens da arte
As linguagens da arteAs linguagens da arte
As linguagens da arte
 
Avaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arteAvaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arte
 
Sequencia didatica arte
Sequencia didatica arteSequencia didatica arte
Sequencia didatica arte
 
Os vários tipos de teatro
Os vários tipos de teatroOs vários tipos de teatro
Os vários tipos de teatro
 
Teatro de fantoches
Teatro de fantochesTeatro de fantoches
Teatro de fantoches
 
Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest
Projeto nos passos da dança   6º, 7º, 8º e 9º ano  cestProjeto nos passos da dança   6º, 7º, 8º e 9º ano  cest
Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest
 
23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula
 
Entenda a arte (atividades)
Entenda a arte (atividades)Entenda a arte (atividades)
Entenda a arte (atividades)
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
 
Plano de curso arte 5º ano
Plano de curso arte   5º anoPlano de curso arte   5º ano
Plano de curso arte 5º ano
 
Parte 1 Introducao,Arte E Tecnologia
Parte 1  Introducao,Arte E TecnologiaParte 1  Introducao,Arte E Tecnologia
Parte 1 Introducao,Arte E Tecnologia
 
Apostila ensino médio danca
Apostila ensino médio dancaApostila ensino médio danca
Apostila ensino médio danca
 
Prova história do teatro
Prova   história do teatroProva   história do teatro
Prova história do teatro
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
 
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - A HISTÓRIA DAS CORES E O TEATRO.
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - A HISTÓRIA DAS CORES E O TEATRO.EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - A HISTÓRIA DAS CORES E O TEATRO.
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - A HISTÓRIA DAS CORES E O TEATRO.
 

Semelhante a TEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.ppt

Revista moin moin_4
Revista moin moin_4Revista moin moin_4
Revista moin moin_4
Ariane Mafra
 
TEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.ppt
TEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.pptTEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.ppt
TEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.ppt
JoaoAlves319493
 
Bonequeiros do Ceará
Bonequeiros do CearáBonequeiros do Ceará
Bonequeiros do Ceará
Rafael Sol
 
Brincante Itinerante para Educadores
Brincante Itinerante para EducadoresBrincante Itinerante para Educadores
Brincante Itinerante para Educadores
institutobrincante
 
Revista moin moin_6
Revista moin moin_6Revista moin moin_6
Revista moin moin_6
Ariane Mafra
 

Semelhante a TEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.ppt (20)

Cocos e mitos
Cocos e mitosCocos e mitos
Cocos e mitos
 
Apresentação Circo Mambembe
Apresentação Circo MambembeApresentação Circo Mambembe
Apresentação Circo Mambembe
 
Apresentação Ze Da Vaca
Apresentação Ze Da VacaApresentação Ze Da Vaca
Apresentação Ze Da Vaca
 
Brisalenta+book
Brisalenta+bookBrisalenta+book
Brisalenta+book
 
PROAC - ICMS - Recontando as Origens
PROAC - ICMS - Recontando as OrigensPROAC - ICMS - Recontando as Origens
PROAC - ICMS - Recontando as Origens
 
Revista moin moin_4
Revista moin moin_4Revista moin moin_4
Revista moin moin_4
 
Material der 2012
Material der 2012Material der 2012
Material der 2012
 
TEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.ppt
TEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.pptTEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.ppt
TEATRO – Diversidade nas técnicas Bonecos.ppt
 
HOJE É DIA DE TEATRO
HOJE É DIA DE TEATROHOJE É DIA DE TEATRO
HOJE É DIA DE TEATRO
 
Cia 2 Banquinhos
Cia 2 BanquinhosCia 2 Banquinhos
Cia 2 Banquinhos
 
Plano de folclorico infantil 3 de simone drumond1
Plano de folclorico   infantil 3 de simone drumond1Plano de folclorico   infantil 3 de simone drumond1
Plano de folclorico infantil 3 de simone drumond1
 
Cuco a linguagem dos bebês no teatro
Cuco a linguagem dos bebês no teatroCuco a linguagem dos bebês no teatro
Cuco a linguagem dos bebês no teatro
 
Bonequeiros do Ceará
Bonequeiros do CearáBonequeiros do Ceará
Bonequeiros do Ceará
 
Brincante Itinerante para Educadores
Brincante Itinerante para EducadoresBrincante Itinerante para Educadores
Brincante Itinerante para Educadores
 
Revista moin moin_6
Revista moin moin_6Revista moin moin_6
Revista moin moin_6
 
Prova de arte 6ano 3b pronta
Prova de arte 6ano 3b prontaProva de arte 6ano 3b pronta
Prova de arte 6ano 3b pronta
 
Portfólio PEBA
Portfólio PEBA Portfólio PEBA
Portfólio PEBA
 
Portfólio/Clipping - PEBA
Portfólio/Clipping - PEBA Portfólio/Clipping - PEBA
Portfólio/Clipping - PEBA
 
Apostila de artes 2
Apostila de artes 2 Apostila de artes 2
Apostila de artes 2
 
Mamulengo: História e linguagem
Mamulengo: História e linguagemMamulengo: História e linguagem
Mamulengo: História e linguagem
 

Último

APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 

Último (20)

MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 

TEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.ppt

  • 1. ARTE Fundamental – 8º Ano TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas
  • 2. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.files.wordpress.com/2010/04/mummenschanz1.jpg THAIS CIBELE ARTE TOTAL: Mamulengo: o teatro de bonecos popular no ...thaiscibelearteevida.blogspot.com-1600 × 1067 http://www.cultura.rj.gov.br/artigos/mamulengo-o-teatro-de-boneco s-popular-no-brasil VOCE CONHECE E ARTE apkfun.co-300 × 400- Teatro de bonecos do Sesi - Abril.comwww.abril.com.br- 615 × 409 ANIMAÇÃO PESSOAL! HOJE TEM ESPETÁCULO? VOCÊ JÁ ASSISTIU ESTE ESTILO DE TEATRO? QUAL O NOME DELES?
  • 3. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Formas O termo Formas animadas está relacionado ao Teatro de Formas Animadas, também chamado de teatro de animação, é um gênero teatral que inclui o teatro de bonecos, máscaras, objetos, sombras, imagens e formas abstratas. Muito influenciado pelo teatro visual, artes plásticas e pelo cinema, as formas animadas são, atualmente, um campo híbrido de experimentação estética, conceitual e dramatúrgica. https://formasanimadas.files.wordpress.com/2010/04/mummenschanz1.jpg . No Teatro de formas animadas os objetos materiais inanimados: boneco, máscara, objetos ou simples imagem, ganham vida e passam a representar essências ( por extensão da energia vital do ator-manipulador, e ao se tornarem personagens, ao serem animados perdem as características de corpo material inerte e adquirem anima, isto é, alma, passando a transmitir conteúdos, substâncias , que se identificam com a sua forma. ashttps://books.google.com.br/books?id=InGKrQSeK1AC&pg=PA241&lpg=PA241&dq=teatro+formas+animadas&source=bl&ots=bfueJJPIW7&sig= iQ8FI_TvZDH4qMeV7QfRJPrc8sU&hl=pt-BR&sa=X&ved=0CFMQ6AEwDWoVChMIuImb- dyWxgIVgZQNCh2UUABF#v=onepage&q=teatro%20formas%20animadas&f=false
  • 4. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas QUEM FAZ O TEATRO DE FORMAS ANIMADAS? Mamulengueiros, fantocheiros, manipulares, marioneteiros, bonequeiros, titereiros e seus sopros de vida, através de dedos e mãos, contam o mágico da alegria, lúdico e fantasia, causos, contos, histórias e memórias sociais nas falas e vozes de mamulengos, fantoches, formas manipuladas, marionetes, bonecos e títeres. imagens divulgação Sesi Bonecos do Mundo - 10 Anos http://manekonascimento.blogspot.com.br/2014/11/teresina-capital-teatro-bonecos.html
  • 5. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Bonecos A origem do Teatro de Bonecos remonta, possivelmente, ao Antigo Oriente, em países como: China, Índia, Java e Indonésia. Por intermédio dos mercadores foi se dispersando pelo mundo, assumindo fisionomias e espírito dramático bem diferenciado, dependendo da localização geográfica, tradições culturais, crenças e costumes. https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/ http://www.infoescola.com/artes/teatro-de-bonecos/
  • 6. ARTE - 8º Série TEATRO diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Bonecos Boneco pode ter uma forma humana, zoomórfica, antropomórfica, mista, definida e abstrata. uito de sua expressão se concentra no trabalho de manipulação. https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/ Prefeitura do Recife - Cultura - Projeto Forró de Um Real ...www.recife.pe.gov.br-333 × 221 www.infonet.com.br-1000 × 664-
  • 7. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/ Art & Art: TEATRO DE FANTOCHES escambarte.blogspot.com-275 × 183- O manipulador é o ser que anima, dá vida ao boneco.
  • 8. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas O Teatro de Bonecos é arte inserida em uma diversidade de contextos sociais, históricos, culturais, econômicos e políticos. . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/ https://voarteatrodebonecos.wordpress.com/tag/mamulengo-mulungu/ Constituem-se de aspectos das tradições, dos fazeres e ofícios tradicionais, da representação, do imaginário popular, também como técnica e linguagem de teatro, como construção de narrativas cênicas e foco de pesquisa.
  • 9. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro de Bonecos no Brasil “A matéria do homem junta-se à matéria do boneco, para uma transfiguração. A alma do homem dá ao boneco também uma alma e, nesta pureza, realizam um ato poético. “Hermilo Borba Filho [1917 – 1977 Escritor, dramaturgo pernambucano. https://formasanimadas.wordpress.com /teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/ bcircuitobrasil.wordpress.com-604 × 322-Pesquisa por imagem ...
  • 10. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro de Bonecos no Nordeste http://culturadigital.br/mincnordeste/2015/03/06/teatro-de-bonecos-popular-do-nordeste-e-reconhecido-como-patrimonio-cultural-do-brasil/ ... Foi publicado no Diário Oficial da União, pelo Ministério de Cultura, o comunicado de reconhecimento do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste como Patrimônio Cultural do Brasil. https://bcircuitobrasil.wordpress.com/2015/05/ Foto:Teatro de Bonecos deOlinda/Divulgação Teatro de Bonecos Popular do Nordeste foi aprovado, com unanimidade, como Patrimônio Cultural do Brasil e inscrito no Livro de Formas de Expressão do Patrimônio Cultural Brasileiro.
  • 11. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/ Histórico Os primeiros bonecos, que se tem notícia, “Brasil Colônia”, são bonecos de luva portugueses e espanhóis. No século XIX, imigrantes germânicos trouxeram o seu teatro de títeres, o Kaspels Theater, também de luvas. As apresentações mais antigas de teatro de marionetes, no Brasil, foram mencionadas no Rio de Janeiro, no século XVIII, por Luiz Edmundo, no livro “O Rio de Janeiro no Tempo dos Vice-Reis”. Em Pernambuco surgem as primeiras apresentações do Mamulengo. Nas diferentes regiões brasileiras, o boneco de luva ou fantoche possui denominações diversas como: Briguela ou João Minhoca, em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro; Mané Gostoso, na Bahia; Mamulengo, em Pernambuco; e João Redondo, no Rio Grande do Norte e Paraíba. . http://merypetty.com.br/index.php?b=9
  • 12. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/ Mamulengo “Só pode brincar mamulengo se for poeta. Se não for poeta não pode brincar”. Mestre Luiz da Serra - Mamulengueiro de Vitória de Santo Antão (PE). mamulengo | Sala de artes virtual saladeartesvirtual.wordpress.com -1600 × 1066- Flor do mamulengo - Beco dos Poetas www.becodospoetas.com.br -1037 × 957 -
  • 13. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/ O Mamulengo é um teatro popular que teve sua origem em Pernambuco, bonecos de luva com técnicas de manipulação rápida e espetáculos populares, de improviso, com repentes e cordéis. Apresentado em praças, feiras e ruas, em uma linguagem provocativa, debochada e irreverente, com repertórios inspirados diretamente nos fatos do cotidiano popular e interagindo com o público que participava e também construía o espetáculo. Os personagens mais conhecidos foram: a Quitéria, o Cabo, o Coronel, o Simão, o Cangaceiro, o Padre, o diabo e as almas penadas. FUZUÊ NO SERTÃO ENCANTADO – Espetáculo de Teatro de Bonecos ...maisteatro.org- 983 × 655-Fuzuê no Sertão Encantado3_ Leandro Anton corujices.com-615 × 413- www.culturaleste.com.br -1080 × 432-
  • 14. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/ De acordo com Luís da Câmara Cascudo em seu “Dicionário do Folclore”, Mamulengo “é uma espécie de divertimento popular em Pernambuco, que consiste em representações dramáticas por meio de bonecos, em pequeno palco, alguma coisa elevado. Por detrás de uma empanada, esconde-se uma ou duas pessoas adestradas, e fazem que os bonecos se exibam com movimento e fala. A esses dramas servem ao mesmo tempo de assunto, cenas bíblicas e de atualidade. Tem lugar por ocasião das festividades da igreja, principalmente nos arrabaldes. O povo aplaude e se deleita com essa distração, recompensando seus autores com pequenas dádivas pecuniárias. Em outras regiões do país a “brincadeira” (como denominam os praticantes desta arte popular), adquire outras denominações como Babau, João Redondo, Cassimiro Coco etc“. Casa de Chica, pousada de charme em Olinda | Destino de Viagem www.destinodeviagem.com.br -514 × 714
  • 15. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/bonecos-no-brasil/ A etimologia do termo “mamulengo” é controversa, presume-se que tenha origem na conjugação das palavras: mão e molengo, mão mole, mão que se move. corujices.com -615 × 413- A tradição ainda resiste no trabalho de diversos Mamulengueiros, principalmente nordestinos, que preservam essa forma popular de arte dramática, o Mamulengo: um teatro popular, de riso e de deboche Ministério da Cultura - Bonecos no Centro de Folclore e Cultura ... www.cultura.gov.br -264 × 419-
  • 16. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Primeiramente em um balde com água repique muito papel higiênico. Os processos de confecção de bonecos - Como fazer o seu mamulengo - Parte 1 Esprema num pano o papel para extrair toda a umidade. Leve ao fogo farinha de tapioca com água até obter a consistência de cola, bem transparente. http://oxentedeteatro.blogspot.com.br/2012/09/como-fazer-o-seu-mamulengo-parte.html Adicione a cola ao papel já seco.
  • 17. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Como fazer o seu mamulengo - Parte 2 Com rolo de papel higiênico enrola em um dos dedos para desenhar o pescoço do mamulengo. No pescoço do seu mamulengo preencha com jornal, barbante depois com o papel com cola. Após preencher o seu boneco com papel machê coloque-o para secar. Passe massa corrida no seu boneco e aguarde até secar. Pinte o rosto, faça colagem e pense no nome dele(a). http://oxentedeteatro.blogspot.com.br/2012/09/como-fazer-o-seu-mamulengo-parte.html
  • 18. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro de Bonecos pelo Mundo https://formasanimadas.wordpress.com/ Diversas técnicas de concepção de teatro de bonecos, de mecanismos, manipulação e narrativas foram desenvolvidas e aperfeiçoadas ao longo da história do Teatro. Na Itália, o boneco mais conhecido foi o MACEUS, que antecedeu o POLICHINELO, o PUPPI e o FANTOCCINI. http://ciapolichinelo.blogspot.com. br/p/o-espaco-do-boneco.html Vídeo: Espaço do Boneco -Cia Polichinelo de Teatro de Bonecos YouTube.com
  • 19. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro de Bonecos pelo Mundo https://formasanimadas.wordpress.com/ Na Turquia havia o Teatro de sombras KARAGÓZ www.htrviajesturquia.com -1225 × 919- www.byegm.gov.tr -800 × 466- http://www.videoizle.co/video/118519/karagoz-ve-hacivat- yalan-soylemek Vídeos: Hacivat Karagoz Golge oyunu www.videoizle.com -720 × 405- doruklardangelen.blogspot.com -597 × 341-
  • 20. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro de Bonecos pelo Mundo Karagóz https://formasanimadas.wordpress.com/ Karagöz é o herói do teatro de sombras turco e árabe e dá nome ao espetáculo de sombras. Karagöz e seu companheiro Hadjeivat, são lendários pelos famosos duelos verbais, pela retórica rápida e grotesca além de trocadilhos ásperos e jogos de palavras rústicos. Uma relação de tipos pitorescos completavam o elenco do teatro de sombras: Celebi, o jovem dândi; a linda Messalina Zenne; Beberuhi, anão ingênuo; o persa com sua pipa d’água, o albanês, e outros personagens regionais; o viciado em ópio; o bêbado. Apesar de suas piadas grosseiras e francas obscenidades, Karagöz ludibriava os grilhões das autoridades religiosas. Os bonecos, movidos por varas e recortados em couro ou pergaminho. O uso de tipos fixos oferecia campo para a sátira e polêmica, num disfarce de aparente inocência. Não havia fraqueza humana, vaidade de classe ou abuso tópico que Karagöz não convertesse em motivo de riso www.pinterest.com -236 × 308-
  • 21. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/ Bunraku Teatro de Bonecos Marionetes surgidos no Japão, há indícios de seu surgimento por volta do século VIII, mas um desenvolvimento mais significativo vai aparecer em Osaka, depois do século XVI, com a denominação de “ninguiô- Jôruri” (jôruri sendo um personagem feminino tradicional). Mas foi somente em 1871 que Uemura Bunrakuken criou o Bunraku Teatro de Osaka (destruído por um incêndio em 1926) Passando o gênero a se chamar Bunraku, como hoje é conhecido universalmente, se caracterizando com uma técnica tradicional e ao mesmo tempo sofisticada de Teatro de bonecos para adultos. Teatro de Bonecos pelo Mundo www.gentiuno.com -550 × 413-
  • 22. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/ Bunraku Os bonecos geralmente têm entre 90 a 140 cm de altura e seu peso pode chegar de 6 até 20 quilos. Os movimentos são muito precisos, delicados e sincrônicos, isto porque cada boneco é manipulado por três homens em sincronia perfeita. Em escolas tradicionais japonesas o aprendizado no Bunraku pode levar décadas, principalmente em relação à manipulação da cabeça. O titereiro principal se chama omo-zukai e ele insere sua mão esquerda no orifício do quadril e segura a haste do pescoço entre o polegar e o indicador. Sustenta o peso do boneco, utiliza os 3 dedos restantes da mão para manipular os fios que movem os olhos, a boca, e a sobrancelha. Sua mão direita é utilizada para mover o braço direito do boneco. http://www.dainihonshi.com/2013/04/el-bunraku-el-teatro-de-marionetas.html sac3a.blogspot.com -500 × 291-
  • 23. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/ Bunraku O braço esquerdo do boneco é manipulado pelo hidari-zukai que desempenha o papel de assistente. Precisa trabalhar em sintonia com o omo-zukai observando a direção da cabeça do boneco e determinando a posição do braço esquerdo de acordo com essa direção. As pernas do boneco são manipuladas pelo ashi-zukai, que move os ganchos em forma de L, instalados atrás dos calcanhares para trás e para frente, para esquerda e para direita a fim de imitar os movimentos das pernas. Para todos os movimentos há regras e metodologias detalhadas a serem seguidas. https://www.youtube.com/watch?v=NGsyXvmmP8w Vídeo:Teatro Japones Teatro Bunraku rakugoleon.wordpress.com -800 × 545- www.crunchyroll.com -640 × 640-
  • 24. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/ Petruska “Historiadores como o francês Jacques Chesnais (1980) e o polonês Marek Wazkiel (1997) afirmam que o teatro de bonecos foi introduzido na Rússia pelos alemães. Dizem ainda que nasceu no século XVII e que “sob o reinado do Imperador Alexis, foi proibido de 1648 a 1672. Petruchka é uma personagem extremamente popular, vulgar em suas palavras e em seus atos. Faz parte da família dos Polichinellos e é quase exclusivamente representado por bonecos de luva” (CHESNAIS, 1980, p. 165).
  • 25. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas https://formasanimadas.wordpress.com/ Petruchka Vale destacar que tanto o Petruchka, quanto as personagens do nosso Mamulengo, assim como heróis populares do teatro de bonecos de outros países, mantêm traços comuns, tais como: são bonecos de luva, o que no Brasil comumente se chama de Fantoche; em seus aspectos físicos destacam-se narigões, bocarras por vezes apenas pintadas com traços amplos, exagerados, sem preocupações realistas. Além da origem popular comum, a personagem central possui caráter irreverente, é justiceiro, têm um vocabulário recheado de palavrões, questiona as autoridades constituídas e resolve seus conflitos com surras e pauladas. A palavra tem grande ênfase neste tipo de teatro que representa comédias improvisadas a partir de um roteiro que se atualiza e modifica com os acontecimentos cotidianos e intervenções das plateias. O bonequeiro ao interpretar durante toda a sua vida a mesma personagem, vai ampliando o repertório de gestos, ações e falas desta personagem que ganha cada vez mais autonomia e força, solidificando-se como personagem na prática de representar.”
  • 26. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas JAVA - O WAYANG “Marionnettiste JAGLISH ÍNDIA - O VIDOUCHAKA Javanese Wayang Golek Foto de Stock - Imagem: 28784450 pt.dreamstime.com -957 × 1300- Hire PUNCH AND JUDY booking children's puppet Shows hiring UK www.brightonpunchandjudy.com - 417 × 364- INGLATERRA - PUNCH
  • 27. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas http://www.museudamarioneta.pt/gca/?id=146 As marionetas de sombra de Java Wayang Kulit São feitas a partir de pele de búfalo, limpa e amaciada em sucessivas etapas de tratamento, recortadas conforme a iconografia da personagem representada e cuja superfície translúcida é coberta com rica ornamentação pintada a cores feitas de pigmentos naturais e sublinhada a folha de ouro. A pintura das marionetas é ainda acentuada pelo recorte da pele segundo uma variedade de padrões e de uma delicadeza a lembrar o trabalho da renda. Cada uma das marionetas é manipulada com as mãos graças a um suporte feito em madeira ou a partir do entalhe de chifre de búfalo, material que adquire à luz uma bela transparência, à semelhança da pele colorida e decorada das marionetas. Na ilha de Java ainda é, uma das manifestações maiores das suas culturas. A sua presença no quotidiano das cortes está documentada por inscrições datadas do séc. IX. Fantoche Do Javanese Foto de Stock Royalty Free - Imagem: 35623035 pt.dreamstime.com -400 × 271- Aquele que manipula e dá vida e voz às marionetas de sombra, o Dalang, encontra-se investida de um poder mágico e espiritual, sendo parte importante dos rituais das cortes de Cirebon. As marionetas de sombra, para além do seu papel ritual e sagrado, permitem ainda identificar os comportamentos, indicando às suas audiências quais os que são próprios dos heróis e dos deuses e aqueles que são socialmente reprovados.
  • 28. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação Diversas técnicas e mecanismos de manipulação foram desenvolvidos ao longo da história do Teatro de Bonecos e, atualmente, uma série de outros métodos tem sido incorporados na construção e manipulação, além de técnicas mistas e experimentais. Suas especificidades envolvem tanto questões técnicas e práticas de funcionalidades de mecanismos quanto concepções estéticas e dramatúrgicas do Teatro de Bonecos. Veja abaixo algumas técnicas básicas e tradicionais de manipulação : . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ * Boneco de Luva - Fantoche * Boneco de Vara * Marionete ou Boneco de Fio * Boneco de Manipulação Direta * Boneco de Balcão * Boneco de Sombra - Silhueta * Teatro Negro * Kuruma Ningyo * Lambe Lambe
  • 29. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação Boneco de Luva - Fantoche Boneco que o manipulador calça na mão, como os Mamulengos. Normalmente, possui corpo de tecido onde o indicador manipula a cabeça e dedos polegar e médio manipulam braços. Cabeça e mãos podem ser esculpidas ou modeladas em diversos tipos de materiais, no Mamulengo é mais comum o uso de madeira e papel machê. A principal característica da manipulação de bonecos de luva é a agilidade dos movimentos, apesar das limitações de movimentos dos braços do boneco. Outras variações de manipulação de luva são aquelas em que a mão do manipulador articula a boca do boneco, além dos dedoches e a técnica de luva cruzada. . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/ tecnicas-de-manipulacao/ FANTOCHESANTIGOSS.jpg nossofolclore36.zip.net-1024 × 875- pt.aliexpress.com750 × 750 a7santestahel.blogspot.com190 × 190
  • 30. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ Boneco de Vara Mecanismo de manipulação por varas ou hastes, pode ser um objeto acoplado às varas ou bonecos projetados com mecanismos de boca e olhos. No caso de bonecos de figura humana, normalmente, possui uma vara como eixo central e outras duas para os braços. Na manipulação, pode se obter tanto movimentos bruscos quanto delicados, uma dificuldade pode estar relacionada a sustentar o peso do boneco para que mantenha os eixos, conciliando com a manipulação das varas. ofolclorebrasileiro.wordpress.com -1024 × 768-Pesquisa por imagem TEATRO DE FANTOCHES NA ESCOLA Em bonecos mais complexos e pesados pode ser necessário mais de um manipulador para operar todos os mecanismos. Uma variação do boneco de vara é o tringle, que se caracteriza por ser um boneco com uma vara fixa, normalmente na cabeça e manipulado por cima do boneco. O boneco de tringle possibilita movimentos extremamente rápidos, bruscos e pausados. .
  • 31. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de- manipulacao / Marionete ou Boneco de Fio Boneco de fio ou marionete , do termo francês “marionette”, tipo de boneco manipulado por fios ou cabos, conectados a uma estrutura de madeira [cruz]. A manipulação é feita por movimentos e mecanismos da cruz ou manipulando diretamente os fios. Uma característica da marionete é a possibilidade de coordenar peso[altura], eixos e pernas do boneco em apenas uma mão que manipula a cruz, deixando livre a outra mão para manipular outros fios e mecanismos. A manipulação de bonecos de fio é uma técnica delicada que requer prática e apurado conhecimento do boneco, seus eixos, mecanismos e possibilidades de movimentos. Uma marionete simples pode chegar a ter nove fios: um em cada perna, um em cada mão, um em cada ombro, um em cada orelha (eixo da cabeça) e um na base da coluna, para inclinação do tronco do boneco. Movimentos mais detalhados podem exigir o dobro ou o triplo desse número. As marionetes são capazes de representar praticamente todos os movimentos humanos ou de animais, além de diversas outras possibilidades de articulações específicas a cada boneco. g1.globo.com346 × 414 felixnovo.wordpress.com333 × 400
  • 32. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação Boneco de Manipulação Direta Bunraku Inspirado no Bunraku, uma técnica tradicional de Teatro Japonês, o boneco de manipulação direta, originalmente, é manipulado à vista da plateia e sincronicamente por três pessoas, a manipulação se dá pelo contato direto com o boneco. https://formasanimadas.wordpress.com/teatro- de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ www.piafraus.com.br494 × 352 Um manipulador controla e direciona a cabeça e seus mecanismos enquanto sustenta o peso do boneco pelo quadril, um segundo manipulador manipula os braços e o terceiro os pés. A coordenação entre esses três artistas exige um longo e rigoroso treinamento de manipulação. sociopedagogico.blogspot.com675 × 450
  • 33. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação Boneco de Balcão O boneco de balcão é uma variação da manipulação direta, porém, os manipuladores não tocam diretamente no boneco. É manipulado em uma mesa, bancada ou balcão e, normalmente, possui um mecanismo central em suas costas ou cabeça, o que possibilita a coordenação de peso e eixo em apenas uma mão. Mãos e braços do boneco podem ter mecanismos que são articulados pelo cotovelo. https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ Uma das grandes vantagens do boneco de balcão é a possibilidade de mecanismos da cabeça e do pescoço serem manipulados no interior do boneco, além da manipulação por apenas um ou dois manipuladores. . www.maringa.com360 × 263
  • 34. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ Boneco de Sombra - Silhueta Consiste em manipular figuras em focos de luz projetando suas sombras em uma tela. As figuras de sombras são chamadas de Silhuetas ou Bonecos de Sombra, podem ser silhuetas chapadas ou tridimensionais, articuláveis ou não. Nos teatros tradicionais da China, Índia, Turquia e Grécia as silhuetas são, comumente, figuras planas, recortadas em couro, algum outro material opaco, ou ainda materiais semitransparentes como pele de peixe. Atualmente, diversos grupos desenvolvem pesquisas em Teatro de Sombras, bonecos podem ser criados em acetato, acrílico, gelatinas, papel, etc. As fontes de iluminação utilizadas são diversificadas como velas, lamparinas, lanternas, refletores, projetores de vídeo, dentre outros. A manipulação de silhuetas pode se dar através de varas perpendiculares como no teatro javanês; com varas em ângulo reto com a tela, como nos teatros chinês e grego; ou por meio de cordões escondidos atrás dos bonecos como nas sombras chinesas, além de outras formas alternativas de manipulação. Bonecos de sombra podem também ser figuras tridimensionais, com silhuetas planas em ângulo a um eixo. Além da criação de sombras com o próprio corpo humano, o sombrista pode utilizar máscaras e outros aparatos em seu próprio corpo para a projeção de formas, volumes e silhuetas.
  • 35. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação . Boneco de Sombra - Silhueta Sombras remetem à fascinação primitiva do homem pelas silhuetas. Desde à Antiguidade, os limites entre o real e o intangível tem sido vivenciado pelos rituais e práticas de representação do sobrenatural através das sombras. https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-sombras /garatujasfantasticas.com -1280 × 853 . http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/o-teatro-de-sombras Na Turquia, o teatro de sombras faz sucesso Na China
  • 36. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ Teatro Negro Se caracteriza com uma técnica de manipulação não aparente, ou seja, os manipuladores não ficam visíveis para o público. Normalmente, consiste em um cenário em câmara escura e fundo negro e os manipuladores com figurinos completamente em preto, produzindo a ilusão de que bonecos e objetos não estão sendo manipulados mas sim possuem movimentos próprios. Diversas técnicas e mecanismos podem ser usadas em conformidade com o Teatro Negro, principalmente no que se refere às técnicas de trabalho com luz negra, à exemplo do Teatro Negro de Praga. www.laverdad.es -300 × 203- VÍDEOS www.youtube.com/watch?v=30p5aKf1u www.youtube.com/watch?v=dSyhdfNNF_oPg gazetadooeste.com.br6000 × 4000
  • 37. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Técnicas de Manipulação . https://formasanimadas.wordpress.com/teatro-de-bonecos/tecnicas-de-manipulacao/ Kuruma Ningyo Kuruma Ningyo é um gênero japonês de teatro de bonecos. Diferentemente do Bunraku, um único ator manipula o boneco, trabalhando sentado em uma estrutura em forma de caixa com rodinhas. Esta técnica consiste na união do boneco com um único ator, que manipula à vista do público. Esta caixa em que o ator se desloca é uma espécie de carrinho, denominado Kuruma em japonês, originalmente, possui cerca de 20 x 25 x 15cm e três rodas. O ator trabalha sentado manipulando braços, tronco e cabeça do boneco e seus próprios pés são encaixados no calcanhar do boneco. 542 × 816 - annablume.com.br
  • 38. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Lambe Lambe “A última grande invenção do teatro de animação no mundo” O Teatro Lambe-Lambe é uma das várias manifestações das quais se constituem o Teatro de Animação Contemporâneo. Dentro de um espaço cênico muito pequeno, uma caixa, são apresentadas peças teatrais de curta duração através da manipulação de bonecos e objetos para apenas um espectador. O termo refere-se aos fotógrafos de rua que trabalhavam em praças e parques de várias cidades do Brasil no início do século XX. Originalmente, estes fotógrafos utilizavam máquinas, em forma de caixa, onde o processo de revelação consistia em lamber o negativo. O Lambe Lambe é um espetáculo que acontece no invólucro de uma caixa, um mini teatro para um único espectador. Através de um furo na caixa, o público pode experimentar a confidência de um mundo paralelo, uma experiência imagética e poética. Tornando possível, de maneira simples e breve, transpor a realidade cotidiana para um universo metafórico, imaginado. Olhar por uma pequena janela, adentrar a caixa, um encontro com o interno, revelação do que está apropriadamente guardado, um segredo compartilhado. https://formasanimadas.wordpress.com/lambe-lambe/ www1.prefpoa.com.br200 × 133 campus.fac.unb.br640 × 425
  • 39. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro Lambe Lambe centroteatrodebonecosebiblioteca.blogspot.com1600 × 1200 kultme.com.br800 × 600Pesquisa por imagem
  • 40. ARTE - 8º Série TEATRO A diversidade das técnicas formadas: Formas animadas Teatro de Objetos simataa.blogspot.com222 × 371 www.pemais.com320 × 157 www.festivalriopreto.com.br280 × 373 Foi Katy Deville quem cunhou o termo teatro de objetos. A francesa fazia teatro de marionetes até conhecer Cristhian Carrignon, que vinha do teatro tradicional. Com ele, começou a criar histórias para personagens inusitados: legumes. Uma noite, depois de assistir à peça Pequenos suicídios (que está no Fito 2011), a francesa teve o insight – o que faziam era teatro de objetos. O que é teatro de objetos? O Teatro de Objetos é o teatro no qual representamos com objetos sem transformar a sua natureza, isto é, sem fazer dele uma marionete, mas criando uma dramaturgia a partir da associação de ideias que esse objeto, que está em cena, desperta no espectador. Essa associação de ideias, vem primeiramente, pela utilização que damos a esse objeto no cotidiano de todos nós, criando uma metáfora com essa função. http://www.satisfeitayolanda.com.br/blog/tag/teatro-de-objetos/