SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Nome ____________________________________________________Nº Série______________________
AVALIAÇÃO DIAGNOSTICA EM ARTE
HABILIDADE DE RETOMADA: (EM13LGG305) Mapear e criar, por meio de práticas de linguagem, possibilidades de atuação
social, política, artística e cultural para enfrentar desafios contemporâneos, discutindo princípiose objetivos dessa atuação de maneira
crítica, criativa, solidária e ética
01 – Marque a alternativa que nos mostra o nome da arte que surgiu no século XX, e
que consiste em desenhar ou escrever com tinta em locais públicos, principalmente em
muos dos espaços urbanos.
A- Aquarela
B- Grafite
C- Pontilhismo
D- Históriaemquadrinhos
02- O Hip Hoppossui 4 elementos,misturadosassimadança,o desenhoe amúsica.São
componentes desse movimento,exceto:
A- Grafite
B- Rap
C- Breaking
D- Música eletrônica
03- “A batalha das autoridades paulistanas contra a poluição visual está entrelaçada a um
conflito social profundo cuja forma de expressão não é vista em outras cidades – a
pichação. O jornal americano, ‘New York Times’ diz que, mesmo com o reconhecimento
do grafite paulistano em galerias internacionais, a pichação permanece como uma
expressão marginal, com sua grafia muitas vezes incompreensível para quem não é do
meio. Os integrantes das gangues de pichadores inclusive não se consideram grafiteiros,
Instruções Importantes
 Leia a prova atentamente antes de respondê-la;
 Preencha o cabeçalho com a data, turma e seu nome completo;
 Responda as questões de caneta preta ou azul;
 Não é permitido o uso de corretivos e respostas à lápis;
 Não é aceito o uso de livros, dicionários, cadernos ou quaisquer fontes de consulta;
 Para uma possível revisão da avaliação é necessário que todas asinstruções acima tenhamsido seguidas.
e veem o grafite como uma arte frequentemente cooptada comercialmente”, afirma o
texto.
Fonte: Folhade SP, publicado em29-01-2012.Adaptado.http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1041022-sp-viveconflito-entre-
cidade-limpa-e-pichacao-protesto-diz-nyt.shtml Acessado em 15-09-2013
O conflito explicitado pela matéria jornalística pode ser assim compreendido:
A. Grafite e pichação estão desvinculados do universo artístico em razão de seu
caráter de expressão marginal.
B. O grafite parte de um engajamento político e social, enquanto a pichação visa ao
embelezamento da cidade.
C. A pichação, em sua finalidade, destoa do grafite, já que seu compromisso é
meramente estético.
D. Grafite e pichação são criações com propostas estéticas diferentes, sendo que os
pichadores criticam a cooptação comercial dos grafiteiros.
5- Muitas pessoas pensam que obras de arte só podem ser vistas e apreciadas em museus
ou galerias. A arte, porém vem ocupando cada vez mais as ruas, as praças, os muros e tantos
outros espaços urbanos. Assim, as cidades têm se tornado verdadeiros museus a céu aberto.
A essa arte que vemos ao andar pelas cidades, que interagem com o ambiente, damos o
nome dê:
A- Arte Rural
B- Arte Acadêmica
C- Arte Urbana
D- Arte Abstrata

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Avaliação 3 serie

PichaçãO X Grafite 1 Jacarei Sp
PichaçãO X Grafite 1 Jacarei SpPichaçãO X Grafite 1 Jacarei Sp
PichaçãO X Grafite 1 Jacarei Sp
EducaRede Brasil
 
A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1
A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1
A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1
Laise Guedes
 

Semelhante a Avaliação 3 serie (14)

O Poder da Arte nas Ruas: Como a Arte Urbana Inspira e Transforma
O Poder da Arte nas Ruas: Como a Arte Urbana Inspira e TransformaO Poder da Arte nas Ruas: Como a Arte Urbana Inspira e Transforma
O Poder da Arte nas Ruas: Como a Arte Urbana Inspira e Transforma
 
Avaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafiteAvaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafite
 
Graffiti à Brasileira n° 1, mar 2011
Graffiti à Brasileira n° 1, mar 2011Graffiti à Brasileira n° 1, mar 2011
Graffiti à Brasileira n° 1, mar 2011
 
PichaçãO X Grafite 1 Jacarei Sp
PichaçãO X Grafite 1 Jacarei SpPichaçãO X Grafite 1 Jacarei Sp
PichaçãO X Grafite 1 Jacarei Sp
 
lambe-lambe-cidadegrafica-nossotrampo
lambe-lambe-cidadegrafica-nossotrampolambe-lambe-cidadegrafica-nossotrampo
lambe-lambe-cidadegrafica-nossotrampo
 
Breve Apresentação sobre à Arte-de-Rua.pptx
Breve Apresentação sobre à Arte-de-Rua.pptxBreve Apresentação sobre à Arte-de-Rua.pptx
Breve Apresentação sobre à Arte-de-Rua.pptx
 
Arte Urbana.pptx
Arte Urbana.pptxArte Urbana.pptx
Arte Urbana.pptx
 
TCC - GRAFITE MARAJOARA COMO MÍDIA ALTERNATIVA EM BELÉM
TCC - GRAFITE MARAJOARA COMO MÍDIA ALTERNATIVA EM BELÉMTCC - GRAFITE MARAJOARA COMO MÍDIA ALTERNATIVA EM BELÉM
TCC - GRAFITE MARAJOARA COMO MÍDIA ALTERNATIVA EM BELÉM
 
beco_do_batman_ricardi_filadelfo_freitas_cruz_goncalves.pdf
beco_do_batman_ricardi_filadelfo_freitas_cruz_goncalves.pdfbeco_do_batman_ricardi_filadelfo_freitas_cruz_goncalves.pdf
beco_do_batman_ricardi_filadelfo_freitas_cruz_goncalves.pdf
 
Et
EtEt
Et
 
Representações sociais / “moradores de rua” /Jornal Boca de Rua
Representações sociais / “moradores de rua” /Jornal Boca de RuaRepresentações sociais / “moradores de rua” /Jornal Boca de Rua
Representações sociais / “moradores de rua” /Jornal Boca de Rua
 
Imaginários urbanos
Imaginários urbanosImaginários urbanos
Imaginários urbanos
 
Jussara fino
Jussara finoJussara fino
Jussara fino
 
A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1
A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1
A arte de rua paulistana e as estrategias de marcas 1
 

Mais de ProfRodrigoAndradeAr (6)

TEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.ppt
TEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.pptTEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.ppt
TEATRO - Diversidade nas técnicas formas animadas.ppt
 
Avaliacao diagnostica-9º-ano-doc
Avaliacao diagnostica-9º-ano-docAvaliacao diagnostica-9º-ano-doc
Avaliacao diagnostica-9º-ano-doc
 
Avaliacao de-artes-1ºserie
Avaliacao de-artes-1ºserieAvaliacao de-artes-1ºserie
Avaliacao de-artes-1ºserie
 
Avaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arteAvaliacao 8-ano-arte
Avaliacao 8-ano-arte
 
Avaliacao 7-ano-arte (1)
Avaliacao 7-ano-arte (1)Avaliacao 7-ano-arte (1)
Avaliacao 7-ano-arte (1)
 
Avaliacao 6-ano-arte (1)
Avaliacao 6-ano-arte (1)Avaliacao 6-ano-arte (1)
Avaliacao 6-ano-arte (1)
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 

Avaliação 3 serie

  • 1. Nome ____________________________________________________Nº Série______________________ AVALIAÇÃO DIAGNOSTICA EM ARTE HABILIDADE DE RETOMADA: (EM13LGG305) Mapear e criar, por meio de práticas de linguagem, possibilidades de atuação social, política, artística e cultural para enfrentar desafios contemporâneos, discutindo princípiose objetivos dessa atuação de maneira crítica, criativa, solidária e ética 01 – Marque a alternativa que nos mostra o nome da arte que surgiu no século XX, e que consiste em desenhar ou escrever com tinta em locais públicos, principalmente em muos dos espaços urbanos. A- Aquarela B- Grafite C- Pontilhismo D- Históriaemquadrinhos 02- O Hip Hoppossui 4 elementos,misturadosassimadança,o desenhoe amúsica.São componentes desse movimento,exceto: A- Grafite B- Rap C- Breaking D- Música eletrônica 03- “A batalha das autoridades paulistanas contra a poluição visual está entrelaçada a um conflito social profundo cuja forma de expressão não é vista em outras cidades – a pichação. O jornal americano, ‘New York Times’ diz que, mesmo com o reconhecimento do grafite paulistano em galerias internacionais, a pichação permanece como uma expressão marginal, com sua grafia muitas vezes incompreensível para quem não é do meio. Os integrantes das gangues de pichadores inclusive não se consideram grafiteiros, Instruções Importantes  Leia a prova atentamente antes de respondê-la;  Preencha o cabeçalho com a data, turma e seu nome completo;  Responda as questões de caneta preta ou azul;  Não é permitido o uso de corretivos e respostas à lápis;  Não é aceito o uso de livros, dicionários, cadernos ou quaisquer fontes de consulta;  Para uma possível revisão da avaliação é necessário que todas asinstruções acima tenhamsido seguidas.
  • 2. e veem o grafite como uma arte frequentemente cooptada comercialmente”, afirma o texto. Fonte: Folhade SP, publicado em29-01-2012.Adaptado.http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1041022-sp-viveconflito-entre- cidade-limpa-e-pichacao-protesto-diz-nyt.shtml Acessado em 15-09-2013 O conflito explicitado pela matéria jornalística pode ser assim compreendido: A. Grafite e pichação estão desvinculados do universo artístico em razão de seu caráter de expressão marginal. B. O grafite parte de um engajamento político e social, enquanto a pichação visa ao embelezamento da cidade. C. A pichação, em sua finalidade, destoa do grafite, já que seu compromisso é meramente estético. D. Grafite e pichação são criações com propostas estéticas diferentes, sendo que os pichadores criticam a cooptação comercial dos grafiteiros. 5- Muitas pessoas pensam que obras de arte só podem ser vistas e apreciadas em museus ou galerias. A arte, porém vem ocupando cada vez mais as ruas, as praças, os muros e tantos outros espaços urbanos. Assim, as cidades têm se tornado verdadeiros museus a céu aberto. A essa arte que vemos ao andar pelas cidades, que interagem com o ambiente, damos o nome dê: A- Arte Rural B- Arte Acadêmica C- Arte Urbana D- Arte Abstrata