SlideShare uma empresa Scribd logo
SISTEMA
RESPIRATÓRIO
Monitora:
Ana Carolina B. Silva
SISTEMA RESPIRATÓRIO
 Quase todas as células utilizam continuamente o
oxigênio (O2) para as reações metabólicas que liberam
energia a partir das moléculas dos nutrientes e
produzem ATP.
 Essas reações liberam dióxido de carbono (CO2), que
em quantidade excessiva produz acidez, condições
tóxica para as células e deve ser eliminado
rapidamente.
 Todo o processo de troca de gases no corpo,
denominado respiração, ocorre em três etapas
básicas:
a) Ventilação pulmonar ou respiração:
É o fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões.
b) Respiração externa: (alvéolos e sangue)
É a troca de gases entre os espaços aéreos
(alvéolos dos pulmões) e sangue, nos vasos capilares
pulmonares. Nesse processo, o sangue capilar
pulmonar recebe O2 e libera CO2.
c) Respiração interna: (capilares e tecidos)
É a troca de gases entre o sangue nos vasos
capilares sistêmicos e as células dos tecidos. O
sangue fornece O2 e recebe CO2.No interior das
células, as reações metabólicas que consomem O2 e
desprendem CO2, são denominadas de RESPIRAÇÃO
CELULAR.
 Como pode-se ver, dois sistemas cooperam para
suprir O2 e eliminar CO2, os sistemas circulatório e
respiratório.
 As duas primeiras etapas são da responsabilidade
do sistema respiratório, enquanto a terceira etapa é
uma função do sistema circulatório.
ÓRGÃOS DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
Estruturalmente, o sistema respiratório consiste em
duas partes:
 Sistema respiratório superior
-nariz
-faringe
-estruturas associadas
 Sistema respiratório inferior
-laringe
-traqueia
-brônquio
-pulmões
O SISTEMA RESPIRATÓRIO TAMBÉM PODE SER
DIVIDIDO EM DUAS PARTES, COM BASE EM SUA
FUNÇÃO:
PORÇÃO CONDUTORA
(cavidades e tubos)
-nariz
-faringe
-laringe
-traqueia
-brônquios
-bronquíolos terminais
PORÇÃO RESPIRATÓRIO:
• consiste nos tecidos
intrapulmonares em que
ocorre a troca de gases.
-bronquíolos respiratórios
-dúctos alveolares
-sáculos alveolares
-alvéolos
A CAVIDADE NASAL OU FOSSAS NASAIS
Filtração do ar – pêlos e
cílios
Aquecimento do ar –
capilares sanguíneos
Umidificação do ar –
glândulas da mucosa
Tem, também ,capacidade
absortiva, podendo, desta
forma, a via nasal ser
utilizada como via de
administração de alguns
medicamentos
FARINGE
Fossas
nasais
Boca
Epiglote
Úvula
Faringe
Faringe
Serve tanto ao S.D. Quanto
para o S.R.
• Permite a passagem do
bolo alimentar (sistema
digestivo);
• Permite a passagem do ar
(sistema respiratório);
Dupla função controlada pela
epiglote
Nasofaringe
Orofaringe
Laringofaringe
grupo de folículos
linfáticos,
localizados
estrategicamente
• faríngea
• palatinas
(amigdalas)
• lingual
Protegem a entrada
do S. R e S.D.
LARINGE
Formada por tecido muscular e tecido cartilagíneo;
• É nela que se
encontra a epiglote
que impede a entrada
do bolo alimentar nas
vias respiratórias;
• Condutora do Ar e
participa da fonação.
TRAQUEIA
Situa-se à frente do esôfago;
• Constituída por anéis de cartilagem incompletos
na parte posterior;
• Revestida por glândulas produtoras de muco
(humidificação) e células ciliadas (filtração).
BRÔNQUIOS
• Resultam da bifurcação da
traqueia;
• Constituídos por anéis de
cartilagem completos;
• Revestidos por uma
mucosa lubrificante e
ciliada.
Quando atingem 0,5-1 mm de diâmetro
designam-se Bronquíolos
PULMÕES
• Localizados na caixa
torácica;
• Limitados anteriormente
pelo esterno,
posteriormente pela
coluna vertebral e
inferiormente pelo
diafragma;
PULMÕES
 Estão divididos em lobos
(pulmão direito – 3;
pulmão esquerdo – 2);
 Revestidos por uma
dupla membrana –
pleura – facilita a
aderência e o
escorregamento dos
pulmões na caixa
torácica.
PLEURA
 A pleura é uma dupla membrana serosa, brilhante e
escorregadia, que envolve o pulmão. A camada
externa está aderida à parede da cavidade toráxica e
ao diafragma, esta pleura é denominada pleura
parietal, que reflete-se na região do hilo pulmonar
para formar a pleura visceral.
 A pleura visceral é a camada interna, que reveste os
pulmões. Ela adere-se à superfície do pulmão e
penetra nas fissuras entre os lobos.
INSPIRAÇÃO/ EXPIRAÇÃO
 A inspiração é o processo de sugar o ar para dentro
do organismo, para depois liberá-lo para fora do corpo
através da expiração, realizando um ciclo respiratório.
MECANISMO DA RESPIRAÇÃO
 Após inspirado, entrando pelas narinas (cavidade
nasal), o ar passa para a faringe, uma região que
comunica o sistema digestório ao respiratório através
de uma válvula denominada epiglote.
 A cavidade nasal possui células epiteliais que a
revestem e protegem. Essas células produzem muco
que umedece as vias respiratórias e retém partículas
sólidas e bactérias presentes no ar que inspiramos
como se fosse um filtro. Portanto, é nas cavidades
nasais que o ar que inspiramos é filtrado, umedecido e
aquecido.
MECANISMO DA RESPIRAÇÃO
 Durante o processo respiratório, a epiglote permite a
passagem de ar de forma a não fechar a abertura de
acesso à laringe em relação à glote.
 Em seguida, o ar inspirado atinge então a região da
laringe (estrutura formada por cartilagem), local onde se
encontra as cordas vocais que proporcionam a voz, a
partir da emissão de uma corrente de ar que vibra as
pregas vocais produzindo o som.
 A epiglote se encontra no início da laringe e é uma
espécie de lâmina que se encontra por detrás
da língua e que serve para fechar a ligação
da faringe com a glote durante a deglutição. Essa
cartilagem evita a comunicação entre os aparelhos
respiratório e digestivo.
 A epiglote funciona como uma espécie de válvula
da laringe, que é um dos órgãos do aparelho
respiratório.
 Imediatamente o ar percorre a traqueia, que se divide
(bifurca) em dois ramos chamados brônquios, um em
direção ao pulmão direito (que contém três lóbulos) e o
outro para o pulmão esquerdo (com dois lóbulos).
 Dos brônquios partem numerosos canalículos (os
bronquíolos), e em suas terminações encontram-se os
alvéolos.
 Nos alvéolos ocorrem as hematoses, processo em que os
gases se difundem de acordo com o gradiente de
concentração (do meio de maior concentração para o de
menor concentração)
Veia pulmonar
Artéria
pulmonar
Bronquíolo
Bronquíolo
respiratório
Saco alveolar
A DIFUSÃO DO OXIGÊNIO DO PULMÃO PARA
O SANGUE E DO GÁS CARBÔNICO DO SANGUE
PARA O PULMÃO - HEMATOSE PULMONAR
 O oxigênio que é inspirado chega até os alvéolos
pulmonares, onde ocorre a troca gasosa (através de suas
finas paredes), com o sangue dos capilares, sendo que o
oxigênio presente nestas estruturas passa para a corrente
sanguínea (antes o sangue era venoso, passa a ser
arterial) e o gás carbônico presente nos capilares passa
para o interior dos alvéolos por difusão.
 Este gás, por sua vez, será eliminado para o ambiente
durante o movimento de expiração, passando por todo
o trato respiratório (bronquíolos,
brônquios, traqueia, laringe, faringe, fossas nasais ou pela
cavidade oral).
O TRANSPORTE SANGUÍNEO DO OXIGÊNIO AOS
TECIDOS E DO GÁS CARBÔNICO PROVENIENTE
DOS TECIDOS
 O oxigênio é transportado pelo sangue aos tecidos através de
dois mecanismos:(1) ligado à hemoglobina; (2) dissolvido na
água do sangue.
 A hemoglobina é uma proteína localizada no interior da célula
vermelha do sangue, chamada hemácia ou eritrócito. Ela é
responsável por carrear a maior parte do oxigênio no sangue,
cerca de 97% do total. O restante (3%) é transportado
dissolvido no plasma, que é a parte líquida do sangue.
 O gás carbônico é transportado dos tecidos para os pulmões
dissolvidos no sangue (apenas 7%) ou através de
combinações químicas com a água das hemácias (maior
parte), com a hemoglobina e com proteínas plasmáticas.
A REGULAÇÃO DA VENTILAÇÃO
 O centro respiratório é constituído por grupos
espalhados de neurônios localizados em duas regiões
do tronco cerebral, o bulbo e a ponte. Estes neurônios
estão divididos em três grupos principais:
 (1) o grupo respiratório dorsal (localização: bulbo;
função: regular a inspiração);
 (2) o grupo respiratório ventral (localização: bulbo;
função: regular tanto a inspiração quanto a expiração);
 (3) o centro pneumotáxico (localização: ponte; função:
regular a frequência e o padrão respiratórios).
A FREQUÊNCIA RESPIRATÓRIA, VOLUME
CORRENTE E VOLUME-MINUTO RESPIRATÓRIO
 A frequência respiratória equivale ao número de ciclos
respiratórios (inspiração + expiração) que ocorrem a
cada minuto e, numa respiração calma, situa-se em
torno de 12-20 ciclos por minuto, totalizando por volta de
23 000 ciclos por dia.
 O volume corrente é o volume de ar inspirado (ou
expirado) a cada ciclo respiratório (± 500ml).
 O volume-minuto respiratório é o resultado da
multiplicação do volume corrente pela frequência
respiratória, ou seja, corresponde ao volume de
ar inspirado (ou expirado) a cada minuto.
4
2 3
1
OBRIGADA PELA ATENÇÃO E
BONS ESTUDOS!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
sandranascimento
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
César Milani
 
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRioA Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
Aula 11 sistema respiratório - anatomia e fisiologia
Aula 11   sistema respiratório - anatomia e fisiologiaAula 11   sistema respiratório - anatomia e fisiologia
Aula 11 sistema respiratório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Sistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaSistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humana
Marília Gomes
 
Sistema Respiratorio
Sistema RespiratorioSistema Respiratorio
Sistema Respiratorio
Andrea Lemos
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
91271579
 
Sistema respiratório. 2º bim
Sistema respiratório. 2º bimSistema respiratório. 2º bim
Sistema respiratório. 2º bim
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Sistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaSistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aula
Fabiano Reis
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
César Milani
 
Fisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratórioFisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratório
Raul Tomé
 
7 sistema cardiovascular
7   sistema cardiovascular7   sistema cardiovascular
7 sistema cardiovascular
Rebeca Vale
 
Sistema cardiovascular bárbara de castro
Sistema cardiovascular   bárbara de castroSistema cardiovascular   bárbara de castro
Sistema cardiovascular bárbara de castro
BarbaraCastroLoureiro
 
Aula 09 sistema digestório - anatomia e fisiologia
Aula 09   sistema digestório - anatomia e fisiologiaAula 09   sistema digestório - anatomia e fisiologia
Aula 09 sistema digestório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
O sistema linfático
O sistema linfáticoO sistema linfático
O sistema linfático
Catir
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
Cláudia Moura
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Andrea Barreto
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
emanuel
 
Capítulo 03 sistema respiratório
Capítulo 03   sistema respiratórioCapítulo 03   sistema respiratório
Capítulo 03 sistema respiratório
Igor Brant
 

Mais procurados (20)

II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRioA Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
A Fisiologia Do Sistema RespiratóRio
 
Aula 11 sistema respiratório - anatomia e fisiologia
Aula 11   sistema respiratório - anatomia e fisiologiaAula 11   sistema respiratório - anatomia e fisiologia
Aula 11 sistema respiratório - anatomia e fisiologia
 
Sistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaSistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humana
 
Sistema Respiratorio
Sistema RespiratorioSistema Respiratorio
Sistema Respiratorio
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
 
Sistema respiratório. 2º bim
Sistema respiratório. 2º bimSistema respiratório. 2º bim
Sistema respiratório. 2º bim
 
Sistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaSistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aula
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Fisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratórioFisiologia sistema respiratório
Fisiologia sistema respiratório
 
7 sistema cardiovascular
7   sistema cardiovascular7   sistema cardiovascular
7 sistema cardiovascular
 
Sistema cardiovascular bárbara de castro
Sistema cardiovascular   bárbara de castroSistema cardiovascular   bárbara de castro
Sistema cardiovascular bárbara de castro
 
Aula 09 sistema digestório - anatomia e fisiologia
Aula 09   sistema digestório - anatomia e fisiologiaAula 09   sistema digestório - anatomia e fisiologia
Aula 09 sistema digestório - anatomia e fisiologia
 
O sistema linfático
O sistema linfáticoO sistema linfático
O sistema linfático
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Capítulo 03 sistema respiratório
Capítulo 03   sistema respiratórioCapítulo 03   sistema respiratório
Capítulo 03 sistema respiratório
 

Destaque

Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
Helena Borralho
 
Circulação do ar
Circulação do arCirculação do ar
Circulação do ar
Tânia Reis
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
rukka
 
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ CardiovascularSistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
Grazi Grazi
 
Sistema circulatório apresentação 2
Sistema circulatório   apresentação 2Sistema circulatório   apresentação 2
Sistema circulatório apresentação 2
Darlene Santana
 
Aula respiração
Aula respiraçãoAula respiração
Aula respiração
Joseanny Pereira
 
Sistema Circulatório na Educação Física
Sistema Circulatório na Educação FísicaSistema Circulatório na Educação Física
Sistema Circulatório na Educação Física
guest7ea51f
 
Semiologia de orofaringe
Semiologia de orofaringeSemiologia de orofaringe
Semiologia de orofaringe
Lidsay Uh
 
sistemas circ e excretor
sistemas circ e excretorsistemas circ e excretor
sistemas circ e excretor
Antenogenes Negrão
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
Digux
 
Orofaringe
OrofaringeOrofaringe
Orofaringe
andy guevara
 
Fisiologia respiratória- transporte de Gás
Fisiologia respiratória- transporte de GásFisiologia respiratória- transporte de Gás
Fisiologia respiratória- transporte de Gás
Flávia Salame
 
Histologia respiratória
Histologia respiratóriaHistologia respiratória
Histologia respiratória
Flávia Salame
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Ivo Volmir Ribas
 
Apostila ventilação mecânica
Apostila ventilação mecânicaApostila ventilação mecânica
Apostila ventilação mecânica
Natha Fisioterapia
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
bandeiraneidi
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticos
Ana Carolina
 
Modos ventilatórios
 Modos ventilatórios  Modos ventilatórios
Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica BásicaVentilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica
Felipe Patrocínio
 
Futsal exercicios treinamento
Futsal   exercicios treinamentoFutsal   exercicios treinamento
Futsal exercicios treinamento
Alessandro Martins Nogueira
 

Destaque (20)

Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
 
Circulação do ar
Circulação do arCirculação do ar
Circulação do ar
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ CardiovascularSistema Circulatório/ Cardiovascular
Sistema Circulatório/ Cardiovascular
 
Sistema circulatório apresentação 2
Sistema circulatório   apresentação 2Sistema circulatório   apresentação 2
Sistema circulatório apresentação 2
 
Aula respiração
Aula respiraçãoAula respiração
Aula respiração
 
Sistema Circulatório na Educação Física
Sistema Circulatório na Educação FísicaSistema Circulatório na Educação Física
Sistema Circulatório na Educação Física
 
Semiologia de orofaringe
Semiologia de orofaringeSemiologia de orofaringe
Semiologia de orofaringe
 
sistemas circ e excretor
sistemas circ e excretorsistemas circ e excretor
sistemas circ e excretor
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
Orofaringe
OrofaringeOrofaringe
Orofaringe
 
Fisiologia respiratória- transporte de Gás
Fisiologia respiratória- transporte de GásFisiologia respiratória- transporte de Gás
Fisiologia respiratória- transporte de Gás
 
Histologia respiratória
Histologia respiratóriaHistologia respiratória
Histologia respiratória
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
 
Apostila ventilação mecânica
Apostila ventilação mecânicaApostila ventilação mecânica
Apostila ventilação mecânica
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticos
 
Modos ventilatórios
 Modos ventilatórios  Modos ventilatórios
Modos ventilatórios
 
Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica BásicaVentilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica
 
Futsal exercicios treinamento
Futsal   exercicios treinamentoFutsal   exercicios treinamento
Futsal exercicios treinamento
 

Semelhante a Sistema Respiratório

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Margarida Catarro
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Margarida Catarro
 
Sistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonarSistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonar
BriefCase
 
Sistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosaSistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosa
Sirlene Cláudio
 
Sistema respiratório Humano
Sistema respiratório HumanoSistema respiratório Humano
Sistema respiratório Humano
Euvinho
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
RAPHAELREISDEOLIVEIR1
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
carlotabuchi
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
Colégios particulares
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
guest46e0e6
 
Sistema respiratório- fisiologia
Sistema respiratório- fisiologiaSistema respiratório- fisiologia
Sistema respiratório- fisiologia
PauloHenrique350
 
Slide Anatomia Humana
Slide Anatomia HumanaSlide Anatomia Humana
Slide Anatomia Humana
SABRINA
 
Slide Anatomia Humana
Slide Anatomia HumanaSlide Anatomia Humana
Slide Anatomia Humana
professoralivia
 
Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02
Simone Alvarenga
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
AlanWillianLeonioSil
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Mariana Sofia
 
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdfSistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
MarcusBancilon1
 
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema RespiratórioJoana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
António Machado
 
Sistemarespiratorio
SistemarespiratorioSistemarespiratorio
Sistemarespiratorio
danny sousa
 
Sistema respiratório RESUMO
Sistema respiratório RESUMOSistema respiratório RESUMO
Sistema respiratório RESUMO
Wilson Lima
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxSISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
Matheus Sousa
 

Semelhante a Sistema Respiratório (20)

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonarSistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonar
 
Sistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosaSistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosa
 
Sistema respiratório Humano
Sistema respiratório HumanoSistema respiratório Humano
Sistema respiratório Humano
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Sistema respiratório- fisiologia
Sistema respiratório- fisiologiaSistema respiratório- fisiologia
Sistema respiratório- fisiologia
 
Slide Anatomia Humana
Slide Anatomia HumanaSlide Anatomia Humana
Slide Anatomia Humana
 
Slide Anatomia Humana
Slide Anatomia HumanaSlide Anatomia Humana
Slide Anatomia Humana
 
Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdfSistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
 
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema RespiratórioJoana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
 
Sistemarespiratorio
SistemarespiratorioSistemarespiratorio
Sistemarespiratorio
 
Sistema respiratório RESUMO
Sistema respiratório RESUMOSistema respiratório RESUMO
Sistema respiratório RESUMO
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxSISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
 

Último

5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
AmaroAlmeidaChimbala
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
DelcioVumbuca
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
rickriordan
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 

Último (6)

5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 

Sistema Respiratório

  • 2. SISTEMA RESPIRATÓRIO  Quase todas as células utilizam continuamente o oxigênio (O2) para as reações metabólicas que liberam energia a partir das moléculas dos nutrientes e produzem ATP.  Essas reações liberam dióxido de carbono (CO2), que em quantidade excessiva produz acidez, condições tóxica para as células e deve ser eliminado rapidamente.  Todo o processo de troca de gases no corpo, denominado respiração, ocorre em três etapas básicas:
  • 3. a) Ventilação pulmonar ou respiração: É o fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões. b) Respiração externa: (alvéolos e sangue) É a troca de gases entre os espaços aéreos (alvéolos dos pulmões) e sangue, nos vasos capilares pulmonares. Nesse processo, o sangue capilar pulmonar recebe O2 e libera CO2. c) Respiração interna: (capilares e tecidos) É a troca de gases entre o sangue nos vasos capilares sistêmicos e as células dos tecidos. O sangue fornece O2 e recebe CO2.No interior das células, as reações metabólicas que consomem O2 e desprendem CO2, são denominadas de RESPIRAÇÃO CELULAR.
  • 4.  Como pode-se ver, dois sistemas cooperam para suprir O2 e eliminar CO2, os sistemas circulatório e respiratório.  As duas primeiras etapas são da responsabilidade do sistema respiratório, enquanto a terceira etapa é uma função do sistema circulatório.
  • 5. ÓRGÃOS DO SISTEMA RESPIRATÓRIO Estruturalmente, o sistema respiratório consiste em duas partes:  Sistema respiratório superior -nariz -faringe -estruturas associadas  Sistema respiratório inferior -laringe -traqueia -brônquio -pulmões
  • 6. O SISTEMA RESPIRATÓRIO TAMBÉM PODE SER DIVIDIDO EM DUAS PARTES, COM BASE EM SUA FUNÇÃO: PORÇÃO CONDUTORA (cavidades e tubos) -nariz -faringe -laringe -traqueia -brônquios -bronquíolos terminais PORÇÃO RESPIRATÓRIO: • consiste nos tecidos intrapulmonares em que ocorre a troca de gases. -bronquíolos respiratórios -dúctos alveolares -sáculos alveolares -alvéolos
  • 7. A CAVIDADE NASAL OU FOSSAS NASAIS Filtração do ar – pêlos e cílios Aquecimento do ar – capilares sanguíneos Umidificação do ar – glândulas da mucosa Tem, também ,capacidade absortiva, podendo, desta forma, a via nasal ser utilizada como via de administração de alguns medicamentos
  • 8. FARINGE Fossas nasais Boca Epiglote Úvula Faringe Faringe Serve tanto ao S.D. Quanto para o S.R. • Permite a passagem do bolo alimentar (sistema digestivo); • Permite a passagem do ar (sistema respiratório); Dupla função controlada pela epiglote
  • 10. grupo de folículos linfáticos, localizados estrategicamente • faríngea • palatinas (amigdalas) • lingual Protegem a entrada do S. R e S.D.
  • 11. LARINGE Formada por tecido muscular e tecido cartilagíneo; • É nela que se encontra a epiglote que impede a entrada do bolo alimentar nas vias respiratórias; • Condutora do Ar e participa da fonação.
  • 12. TRAQUEIA Situa-se à frente do esôfago; • Constituída por anéis de cartilagem incompletos na parte posterior; • Revestida por glândulas produtoras de muco (humidificação) e células ciliadas (filtração).
  • 13. BRÔNQUIOS • Resultam da bifurcação da traqueia; • Constituídos por anéis de cartilagem completos; • Revestidos por uma mucosa lubrificante e ciliada. Quando atingem 0,5-1 mm de diâmetro designam-se Bronquíolos
  • 14. PULMÕES • Localizados na caixa torácica; • Limitados anteriormente pelo esterno, posteriormente pela coluna vertebral e inferiormente pelo diafragma;
  • 15. PULMÕES  Estão divididos em lobos (pulmão direito – 3; pulmão esquerdo – 2);  Revestidos por uma dupla membrana – pleura – facilita a aderência e o escorregamento dos pulmões na caixa torácica.
  • 16. PLEURA  A pleura é uma dupla membrana serosa, brilhante e escorregadia, que envolve o pulmão. A camada externa está aderida à parede da cavidade toráxica e ao diafragma, esta pleura é denominada pleura parietal, que reflete-se na região do hilo pulmonar para formar a pleura visceral.  A pleura visceral é a camada interna, que reveste os pulmões. Ela adere-se à superfície do pulmão e penetra nas fissuras entre os lobos.
  • 17.
  • 18. INSPIRAÇÃO/ EXPIRAÇÃO  A inspiração é o processo de sugar o ar para dentro do organismo, para depois liberá-lo para fora do corpo através da expiração, realizando um ciclo respiratório.
  • 19.
  • 20. MECANISMO DA RESPIRAÇÃO  Após inspirado, entrando pelas narinas (cavidade nasal), o ar passa para a faringe, uma região que comunica o sistema digestório ao respiratório através de uma válvula denominada epiglote.  A cavidade nasal possui células epiteliais que a revestem e protegem. Essas células produzem muco que umedece as vias respiratórias e retém partículas sólidas e bactérias presentes no ar que inspiramos como se fosse um filtro. Portanto, é nas cavidades nasais que o ar que inspiramos é filtrado, umedecido e aquecido.
  • 21. MECANISMO DA RESPIRAÇÃO  Durante o processo respiratório, a epiglote permite a passagem de ar de forma a não fechar a abertura de acesso à laringe em relação à glote.  Em seguida, o ar inspirado atinge então a região da laringe (estrutura formada por cartilagem), local onde se encontra as cordas vocais que proporcionam a voz, a partir da emissão de uma corrente de ar que vibra as pregas vocais produzindo o som.
  • 22.  A epiglote se encontra no início da laringe e é uma espécie de lâmina que se encontra por detrás da língua e que serve para fechar a ligação da faringe com a glote durante a deglutição. Essa cartilagem evita a comunicação entre os aparelhos respiratório e digestivo.  A epiglote funciona como uma espécie de válvula da laringe, que é um dos órgãos do aparelho respiratório.
  • 23.
  • 24.  Imediatamente o ar percorre a traqueia, que se divide (bifurca) em dois ramos chamados brônquios, um em direção ao pulmão direito (que contém três lóbulos) e o outro para o pulmão esquerdo (com dois lóbulos).  Dos brônquios partem numerosos canalículos (os bronquíolos), e em suas terminações encontram-se os alvéolos.  Nos alvéolos ocorrem as hematoses, processo em que os gases se difundem de acordo com o gradiente de concentração (do meio de maior concentração para o de menor concentração)
  • 26. A DIFUSÃO DO OXIGÊNIO DO PULMÃO PARA O SANGUE E DO GÁS CARBÔNICO DO SANGUE PARA O PULMÃO - HEMATOSE PULMONAR  O oxigênio que é inspirado chega até os alvéolos pulmonares, onde ocorre a troca gasosa (através de suas finas paredes), com o sangue dos capilares, sendo que o oxigênio presente nestas estruturas passa para a corrente sanguínea (antes o sangue era venoso, passa a ser arterial) e o gás carbônico presente nos capilares passa para o interior dos alvéolos por difusão.  Este gás, por sua vez, será eliminado para o ambiente durante o movimento de expiração, passando por todo o trato respiratório (bronquíolos, brônquios, traqueia, laringe, faringe, fossas nasais ou pela cavidade oral).
  • 27.
  • 28. O TRANSPORTE SANGUÍNEO DO OXIGÊNIO AOS TECIDOS E DO GÁS CARBÔNICO PROVENIENTE DOS TECIDOS  O oxigênio é transportado pelo sangue aos tecidos através de dois mecanismos:(1) ligado à hemoglobina; (2) dissolvido na água do sangue.  A hemoglobina é uma proteína localizada no interior da célula vermelha do sangue, chamada hemácia ou eritrócito. Ela é responsável por carrear a maior parte do oxigênio no sangue, cerca de 97% do total. O restante (3%) é transportado dissolvido no plasma, que é a parte líquida do sangue.  O gás carbônico é transportado dos tecidos para os pulmões dissolvidos no sangue (apenas 7%) ou através de combinações químicas com a água das hemácias (maior parte), com a hemoglobina e com proteínas plasmáticas.
  • 29. A REGULAÇÃO DA VENTILAÇÃO  O centro respiratório é constituído por grupos espalhados de neurônios localizados em duas regiões do tronco cerebral, o bulbo e a ponte. Estes neurônios estão divididos em três grupos principais:  (1) o grupo respiratório dorsal (localização: bulbo; função: regular a inspiração);  (2) o grupo respiratório ventral (localização: bulbo; função: regular tanto a inspiração quanto a expiração);  (3) o centro pneumotáxico (localização: ponte; função: regular a frequência e o padrão respiratórios).
  • 30. A FREQUÊNCIA RESPIRATÓRIA, VOLUME CORRENTE E VOLUME-MINUTO RESPIRATÓRIO  A frequência respiratória equivale ao número de ciclos respiratórios (inspiração + expiração) que ocorrem a cada minuto e, numa respiração calma, situa-se em torno de 12-20 ciclos por minuto, totalizando por volta de 23 000 ciclos por dia.  O volume corrente é o volume de ar inspirado (ou expirado) a cada ciclo respiratório (± 500ml).  O volume-minuto respiratório é o resultado da multiplicação do volume corrente pela frequência respiratória, ou seja, corresponde ao volume de ar inspirado (ou expirado) a cada minuto.
  • 32. OBRIGADA PELA ATENÇÃO E BONS ESTUDOS!