SlideShare uma empresa Scribd logo
Sistema Respiratório 
Função: 
Assegurar as trocas gasosas entre o organismo e o ar da 
atmosfera. 
É responsável pelo transporte do oxigénio do ar da atmosfera 
para a corrente sanguínea e pela eliminação de dióxido de 
carbono da corrente sanguínea para o ar.
As fossas nasais comunicam-se com o meio externo pelos orifícios das 
narinas. São responsáveis por preparar o ar para penetrar no interior do 
aparelho respiratório, iniciando o processo de filtragem, o aquecimento e 
a umidificação do ar inspirado. 
Função: Filtrar, umedecer e aquecer o ar que é inspirado para os 
pulmões, tornado-o mais propício para o seu devido processamento.
Faringe 
É a parte da garganta que é comum a ambos os 
sistemas digestivo e do sistema respiratório. Inicia-se 
por trás do nariz e termina no início da caixa vocal 
(laringe) e do esófago. É um tubo muscular revestido 
por membranas mucosas que liga o nariz com o vento-pipe 
(traquéia) e da boca com a comida-pipe (esôfago) 
e, portanto, atua como uma passagem comum para 
alimentos e ar.
A laringe é um órgão fibromuscular, situado entre a 
traqueia e a base da língua. Consiste em uma série de 
cartilagens, como a tiroide, a cricoide e a epiglote e três 
pares de cartilagens: aritnoide, corniculada e cuneiforme, 
todas elas revestidas de membrana mucosa que são 
movidas pelos músculos da laringe.
A Traqueia é um Órgão Tubular presentes nos 
mamíferos, com aproximadamente 10 a 12 centímetros 
de comprimento e 1,5 centímetros de diâmetro. A 
Traqueia é mantida aberta devido a vários semicírculos 
de cartilagem hialina, internamente ela é revestida por 
um epitélio ciliado mucoso, importante para reter 
partículas sólidas.
Os brônquios são os tubos que levam o ar aos pulmões. A 
traqueia divide-se em dois brônquios (direito e esquerdo). Estes 
apresentam estrutura muito semelhante à da traqueia e são 
denominados brônquios de primeira ordem.
É a sub-ramificação de menor calibre da árvore brônquica,que 
penetra nos alvéolos pulmonares,com isso realizam as trocas 
gasosas. Nos bronquíolos não existem anéis cartilaginosos, nas 
paredes deles só existem fibras musculares lisas. Os bronquíolos 
não são formados por anéis cartilaginosos,e sim por tecidos 
conjuntivos. 
Função: na inspiração, conduzir o ar proveniente do exterior até os 
alvéolos pulmonares e, na expiração, devolver os gases ao meio 
exterior. Também colaboram na filtragem do ar através de mucos, 
cílios e macrófagos.
O pulmão é um órgão de forma piramidal, semelhante a uma bexiga, de 
consistência esponjosa, cor-de-rosa, localizado na caixa torácia e que faz 
parte do sistema respiratório. O corpo humano possui dois pulmões, divididos 
em segmentos chamados de lobos; o pulmão esquerdo tem dois lobos e o 
direito, três. O direito é mais espesso e mais largo que o esquerdo e também 
um pouco mais curto. 
A principal função dos pulmões é oxigenar o sangue e eliminar o dióxido de 
carbono, permitindo que o ar que respiramos entre em contato com o sangue 
que circula no corpo. Esse contato possibilita uma troca gasosa essencial 
para a vida e consiste, basicamente, na absorção do oxigênio pelo sangue a 
fim de, ligado à hemoglobina, ser transportado para todas as células do 
organismo, e na eliminação do gás carbônico, que as células produziram 
para gerar energia.
Os alvéolos pulmonares são pequenas estruturas encontradas nos 
sacos alveolares, ductos alveolares e bronquíolos respiratórios, 
constituindo a última porção da árvore brônquica, sendo os 
responsáveis pela estrutura de aspecto esponjoso do parênquima 
pulmonar. São pequenas bolsas, morfologicamente semelhantes a um 
favo de mel, abertas de um dos lados, possuindo uma parede 
altamente vascularizada.
Evidentemente, a respiração tem por objetivo fornecer oxigênio aos tecidos e 
remover o dióxido de carbono. Considerando-se esta função, a respiração pode 
ser dividida em quatro eventos principais: 
(1) ventilação pulmonar, que se refere a entrada e saída de ar entre a atmosfera 
e os alvéolos pulmonares. 
(2) difusão de oxigênio e de dióxido de carbono entre os alvéolos e o sangue 
(3) transporte de oxigênio e de dióxido de carbono no sangue e nos líquidos 
corporais, para e das células. 
(4) regulação da ventilação e de outros aspectos da respiração.
Inspiração: 
Promove a entrada de ar nos pulmões, dá-se pela contração da musculatura do 
diafragma e dos músculos intercostais. O diafragma abaixa e as costelas 
elevam-se, promovendo o aumento da caixa torácica, com conseqüente 
redução da pressão interna (em relação à externa), forçando o ar a entrar nos 
pulmões. 
Expiração: 
Promove a saída de ar dos pulmões, dá-se pelo relaxamento da musculatura do 
diafragma e dos músculos intercostais. O diafragma eleva-se e as costelas 
abaixam, o que diminui o volume da caixa torácica, com conseqüente aumento 
da pressão interna, forçando o ar a sair dos pulmões.
Até certo ponto, é possível controlar os movimentos respiratórios. Podemos, 
por exemplo, parar de respirar durante certo tempo, também é possível 
aumentar ou diminuir a freqüência de inspiração e expiração. O sistema 
nervoso, entretanto, exerce sobre os movimentos respiratórios um controle 
involuntário, isto é, independente de nossa vontade. Após prender a 
respiração por certo tempo, somos forçados a voltar a respirar, queiramos ou 
não, os centros nervosos que controlam a respiração localizam-se no bulbo 
encefálico e na medula espinal. Em condições de repouso, nosso sistema 
nervoso produz, aproximadamente a cada 5 segundos, impulsos nervosos 
que estimulam a contração da musculatura torácica e do diafragma, fazendo-nos 
inspirar. 
Quando nos exercitamos, as células musculares aumentam a taxa de 
respiração celular, liberando mais gás carbônico. Esse gás combina-se com 
a água e origina acido carbônico, o que torna o sangue mais acido. O 
aumento da acidez sanguínea é prontamente detectado pelo sistema 
nervoso, que aumenta a estimulação dos músculos envolvidos na respiração, 
com aumento da freqüência respiratória.
A hematose pulmonar é um processo químico-molecular que visa a 
estabilização das trocas gasosas - oxigênio x gás carbônico - a fim de manter o 
equilíbrio ácido básico. É, portanto, o intercâmbio, no caso de difusão indirecta, 
de oxigénio e dióxido de carbono nas paredes dos alvéolos pulmonares, entre 
o ar e o sangue, permitindo a oxigenação do sangue venoso, que se torna 
arterial. A hematose é uma consequência da respiração aeróbia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Jonathan Ferreira
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
MariaJoão Agualuza
 
Fisiologia do sistema respiratório
Fisiologia do sistema respiratórioFisiologia do sistema respiratório
Fisiologia do sistema respiratório
LIVROS PSI
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
Elyane Oliveira
 
Anatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratórioAnatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratório
Flávia Salame
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
91271579
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
emanuel
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIOSISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIO
Alexssander Gonçalves de Lima
 
Slide sobre Sistema Respiratório
Slide sobre Sistema RespiratórioSlide sobre Sistema Respiratório
Slide sobre Sistema Respiratório
Faculdade de Tecnologia e Ciência
 
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema RespiratórioFisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Herbert Santana
 
Capítulo 03 sistema respiratório
Capítulo 03   sistema respiratórioCapítulo 03   sistema respiratório
Capítulo 03 sistema respiratório
Igor Brant
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Andrea Barreto
 
Aula 11 sistema respiratório
Aula 11   sistema respiratórioAula 11   sistema respiratório
Aula 11 sistema respiratório
Hamilton Nobrega
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Douglas Barreto
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Cláudia Moura
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Aula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorioAula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorio
Luciano Quadros
 
Sistema respiratorio powerpoint
Sistema respiratorio powerpointSistema respiratorio powerpoint
Sistema respiratorio powerpoint
isabelalexandrapinto
 
Sistema Urinario
Sistema UrinarioSistema Urinario
Sistema Urinario
Andrea Lemos
 

Mais procurados (20)

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Fisiologia do sistema respiratório
Fisiologia do sistema respiratórioFisiologia do sistema respiratório
Fisiologia do sistema respiratório
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
 
Anatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratórioAnatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratório
 
Aula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio andAula sistema respiratorio and
Aula sistema respiratorio and
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIOSISTEMA RESPIRATÓRIO
SISTEMA RESPIRATÓRIO
 
Slide sobre Sistema Respiratório
Slide sobre Sistema RespiratórioSlide sobre Sistema Respiratório
Slide sobre Sistema Respiratório
 
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema RespiratórioFisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
Fisiologia Humana 7 - Sistema Respiratório
 
Capítulo 03 sistema respiratório
Capítulo 03   sistema respiratórioCapítulo 03   sistema respiratório
Capítulo 03 sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Aula 11 sistema respiratório
Aula 11   sistema respiratórioAula 11   sistema respiratório
Aula 11 sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Aula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorioAula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorio
 
Sistema respiratorio powerpoint
Sistema respiratorio powerpointSistema respiratorio powerpoint
Sistema respiratorio powerpoint
 
Sistema Urinario
Sistema UrinarioSistema Urinario
Sistema Urinario
 

Destaque

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
HOSPITAL GERAL DE PROMISSÃO
 
Trabalho de biologia divisão celular
Trabalho de biologia divisão celularTrabalho de biologia divisão celular
Trabalho de biologia divisão celular
ssrobson
 
Sistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizadoSistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizado
aulasdotubao
 
O Sistema Respiratório
O Sistema RespiratórioO Sistema Respiratório
O Sistema Respiratório
Ubirajara Neves
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Respiratório
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema RespiratórioSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Respiratório
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Respiratório
Turma Olímpica
 
Biologia sistema respiratório
Biologia   sistema respiratórioBiologia   sistema respiratório
Biologia sistema respiratório
Edwin Juan
 
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemasAula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Hamilton Nobrega
 
Bases moleculares del cancer
Bases moleculares del cancerBases moleculares del cancer
Bases moleculares del cancer
Fernanda Bravo
 
Evolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme Ciro
Evolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme CiroEvolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme Ciro
Evolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme Ciro
fegave
 
Bases Moleculares De La Bioquimica ALR
Bases Moleculares De La Bioquimica ALRBases Moleculares De La Bioquimica ALR
Bases Moleculares De La Bioquimica ALR
Alicia
 
Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas
Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticasBases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas
Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas
Maykon Fenelon
 
Sistema locomotor 7º ano
Sistema locomotor   7º anoSistema locomotor   7º ano
Sistema locomotor 7º ano
Abmael Rocha Junior
 
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRCNefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Hamilton Nobrega
 
Biofeedback
BiofeedbackBiofeedback
Biofeedback
Mundus Esportivus
 
Erwin. bases de la herencia
Erwin. bases de la herenciaErwin. bases de la herencia
Erwin. bases de la herencia
Erwin Chiquete, MD, PhD
 
Proyecto aparato locomotor
Proyecto aparato locomotorProyecto aparato locomotor
Proyecto aparato locomotor
guest10f9b6
 
Aula 03 Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da Vida
Aula 03   Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da VidaAula 03   Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da Vida
Aula 03 Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da Vida
Hamilton Nobrega
 
Sistema locomotor slides
Sistema locomotor slidesSistema locomotor slides
Sistema locomotor slides
Gedimar Pereira
 
Organização do Organismo
Organização do OrganismoOrganização do Organismo
Organização do Organismo
Clécio Bubela
 
Niveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaNiveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologia
Diana Costa
 

Destaque (20)

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Trabalho de biologia divisão celular
Trabalho de biologia divisão celularTrabalho de biologia divisão celular
Trabalho de biologia divisão celular
 
Sistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizadoSistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizado
 
O Sistema Respiratório
O Sistema RespiratórioO Sistema Respiratório
O Sistema Respiratório
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Respiratório
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema RespiratórioSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Respiratório
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Respiratório
 
Biologia sistema respiratório
Biologia   sistema respiratórioBiologia   sistema respiratório
Biologia sistema respiratório
 
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemasAula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
 
Bases moleculares del cancer
Bases moleculares del cancerBases moleculares del cancer
Bases moleculares del cancer
 
Evolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme Ciro
Evolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme CiroEvolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme Ciro
Evolucion Viral: Las bases moleculares de la eficacia biológica. Jose Usme Ciro
 
Bases Moleculares De La Bioquimica ALR
Bases Moleculares De La Bioquimica ALRBases Moleculares De La Bioquimica ALR
Bases Moleculares De La Bioquimica ALR
 
Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas
Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticasBases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas
Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas
 
Sistema locomotor 7º ano
Sistema locomotor   7º anoSistema locomotor   7º ano
Sistema locomotor 7º ano
 
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRCNefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
 
Biofeedback
BiofeedbackBiofeedback
Biofeedback
 
Erwin. bases de la herencia
Erwin. bases de la herenciaErwin. bases de la herencia
Erwin. bases de la herencia
 
Proyecto aparato locomotor
Proyecto aparato locomotorProyecto aparato locomotor
Proyecto aparato locomotor
 
Aula 03 Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da Vida
Aula 03   Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da VidaAula 03   Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da Vida
Aula 03 Tipos Básicos de Células e Bases Moleculares da Vida
 
Sistema locomotor slides
Sistema locomotor slidesSistema locomotor slides
Sistema locomotor slides
 
Organização do Organismo
Organização do OrganismoOrganização do Organismo
Organização do Organismo
 
Niveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaNiveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologia
 

Semelhante a Sistema respiratório Humano

SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxSISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
Matheus Sousa
 
Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02
Simone Alvarenga
 
Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
Helena Borralho
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
carlotabuchi
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
AlanWillianLeonioSil
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
guest46e0e6
 
Sistema respiratório 8º ano
Sistema respiratório 8º anoSistema respiratório 8º ano
Sistema respiratório 8º ano
rdsantos
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Mariana Sofia
 
Sistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonarSistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonar
BriefCase
 
Sistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosaSistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosa
Sirlene Cláudio
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Margarida Catarro
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Margarida Catarro
 
Aula 8º Ano Colégio Silva Serpa
Aula 8º Ano Colégio Silva SerpaAula 8º Ano Colégio Silva Serpa
Aula 8º Ano Colégio Silva Serpa
Renato Cosme Fulgoni
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
RAPHAELREISDEOLIVEIR1
 
Movimentos respiratórios
Movimentos respiratóriosMovimentos respiratórios
Movimentos respiratórios
PauloTaylor007
 
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdfSistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
MarcusBancilon1
 
Respirartorio
RespirartorioRespirartorio
Respirartorio
biomedunifil
 
Fisiologia humana
Fisiologia humana Fisiologia humana
Fisiologia humana
Rossana Martins
 
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema RespiratórioJoana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
António Machado
 
sistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdf
sistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdfsistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdf
sistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdf
ThiagoAlmeida458596
 

Semelhante a Sistema respiratório Humano (20)

SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptxSISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
SISTEMA RESPIRATÓRIO.pptx
 
Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02Trabalho202 110816190049-phpapp02
Trabalho202 110816190049-phpapp02
 
Sistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRioSistema RespiratóRio
Sistema RespiratóRio
 
Aula sistema respiratório
Aula sistema respiratórioAula sistema respiratório
Aula sistema respiratório
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Sistema respiratório 8º ano
Sistema respiratório 8º anoSistema respiratório 8º ano
Sistema respiratório 8º ano
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonarSistema respiratório pulmonar
Sistema respiratório pulmonar
 
Sistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosaSistema respiratório e troca gasosa
Sistema respiratório e troca gasosa
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Aula 8º Ano Colégio Silva Serpa
Aula 8º Ano Colégio Silva SerpaAula 8º Ano Colégio Silva Serpa
Aula 8º Ano Colégio Silva Serpa
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Movimentos respiratórios
Movimentos respiratóriosMovimentos respiratórios
Movimentos respiratórios
 
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdfSistema_Respiratrio_8_ano.pdf
Sistema_Respiratrio_8_ano.pdf
 
Respirartorio
RespirartorioRespirartorio
Respirartorio
 
Fisiologia humana
Fisiologia humana Fisiologia humana
Fisiologia humana
 
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema RespiratórioJoana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
Joana e Gisela, 6ºD Funções e Constituição Do Sistema Respiratório
 
sistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdf
sistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdfsistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdf
sistemarespiratrio8ano-100430134809-phpapp01.pdf
 

Último

05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 

Último (20)

05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 

Sistema respiratório Humano

  • 1.
  • 2. Sistema Respiratório Função: Assegurar as trocas gasosas entre o organismo e o ar da atmosfera. É responsável pelo transporte do oxigénio do ar da atmosfera para a corrente sanguínea e pela eliminação de dióxido de carbono da corrente sanguínea para o ar.
  • 3.
  • 4. As fossas nasais comunicam-se com o meio externo pelos orifícios das narinas. São responsáveis por preparar o ar para penetrar no interior do aparelho respiratório, iniciando o processo de filtragem, o aquecimento e a umidificação do ar inspirado. Função: Filtrar, umedecer e aquecer o ar que é inspirado para os pulmões, tornado-o mais propício para o seu devido processamento.
  • 5. Faringe É a parte da garganta que é comum a ambos os sistemas digestivo e do sistema respiratório. Inicia-se por trás do nariz e termina no início da caixa vocal (laringe) e do esófago. É um tubo muscular revestido por membranas mucosas que liga o nariz com o vento-pipe (traquéia) e da boca com a comida-pipe (esôfago) e, portanto, atua como uma passagem comum para alimentos e ar.
  • 6.
  • 7. A laringe é um órgão fibromuscular, situado entre a traqueia e a base da língua. Consiste em uma série de cartilagens, como a tiroide, a cricoide e a epiglote e três pares de cartilagens: aritnoide, corniculada e cuneiforme, todas elas revestidas de membrana mucosa que são movidas pelos músculos da laringe.
  • 8.
  • 9. A Traqueia é um Órgão Tubular presentes nos mamíferos, com aproximadamente 10 a 12 centímetros de comprimento e 1,5 centímetros de diâmetro. A Traqueia é mantida aberta devido a vários semicírculos de cartilagem hialina, internamente ela é revestida por um epitélio ciliado mucoso, importante para reter partículas sólidas.
  • 10.
  • 11. Os brônquios são os tubos que levam o ar aos pulmões. A traqueia divide-se em dois brônquios (direito e esquerdo). Estes apresentam estrutura muito semelhante à da traqueia e são denominados brônquios de primeira ordem.
  • 12.
  • 13. É a sub-ramificação de menor calibre da árvore brônquica,que penetra nos alvéolos pulmonares,com isso realizam as trocas gasosas. Nos bronquíolos não existem anéis cartilaginosos, nas paredes deles só existem fibras musculares lisas. Os bronquíolos não são formados por anéis cartilaginosos,e sim por tecidos conjuntivos. Função: na inspiração, conduzir o ar proveniente do exterior até os alvéolos pulmonares e, na expiração, devolver os gases ao meio exterior. Também colaboram na filtragem do ar através de mucos, cílios e macrófagos.
  • 14.
  • 15. O pulmão é um órgão de forma piramidal, semelhante a uma bexiga, de consistência esponjosa, cor-de-rosa, localizado na caixa torácia e que faz parte do sistema respiratório. O corpo humano possui dois pulmões, divididos em segmentos chamados de lobos; o pulmão esquerdo tem dois lobos e o direito, três. O direito é mais espesso e mais largo que o esquerdo e também um pouco mais curto. A principal função dos pulmões é oxigenar o sangue e eliminar o dióxido de carbono, permitindo que o ar que respiramos entre em contato com o sangue que circula no corpo. Esse contato possibilita uma troca gasosa essencial para a vida e consiste, basicamente, na absorção do oxigênio pelo sangue a fim de, ligado à hemoglobina, ser transportado para todas as células do organismo, e na eliminação do gás carbônico, que as células produziram para gerar energia.
  • 16.
  • 17. Os alvéolos pulmonares são pequenas estruturas encontradas nos sacos alveolares, ductos alveolares e bronquíolos respiratórios, constituindo a última porção da árvore brônquica, sendo os responsáveis pela estrutura de aspecto esponjoso do parênquima pulmonar. São pequenas bolsas, morfologicamente semelhantes a um favo de mel, abertas de um dos lados, possuindo uma parede altamente vascularizada.
  • 18.
  • 19. Evidentemente, a respiração tem por objetivo fornecer oxigênio aos tecidos e remover o dióxido de carbono. Considerando-se esta função, a respiração pode ser dividida em quatro eventos principais: (1) ventilação pulmonar, que se refere a entrada e saída de ar entre a atmosfera e os alvéolos pulmonares. (2) difusão de oxigênio e de dióxido de carbono entre os alvéolos e o sangue (3) transporte de oxigênio e de dióxido de carbono no sangue e nos líquidos corporais, para e das células. (4) regulação da ventilação e de outros aspectos da respiração.
  • 20. Inspiração: Promove a entrada de ar nos pulmões, dá-se pela contração da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais. O diafragma abaixa e as costelas elevam-se, promovendo o aumento da caixa torácica, com conseqüente redução da pressão interna (em relação à externa), forçando o ar a entrar nos pulmões. Expiração: Promove a saída de ar dos pulmões, dá-se pelo relaxamento da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais. O diafragma eleva-se e as costelas abaixam, o que diminui o volume da caixa torácica, com conseqüente aumento da pressão interna, forçando o ar a sair dos pulmões.
  • 21.
  • 22. Até certo ponto, é possível controlar os movimentos respiratórios. Podemos, por exemplo, parar de respirar durante certo tempo, também é possível aumentar ou diminuir a freqüência de inspiração e expiração. O sistema nervoso, entretanto, exerce sobre os movimentos respiratórios um controle involuntário, isto é, independente de nossa vontade. Após prender a respiração por certo tempo, somos forçados a voltar a respirar, queiramos ou não, os centros nervosos que controlam a respiração localizam-se no bulbo encefálico e na medula espinal. Em condições de repouso, nosso sistema nervoso produz, aproximadamente a cada 5 segundos, impulsos nervosos que estimulam a contração da musculatura torácica e do diafragma, fazendo-nos inspirar. Quando nos exercitamos, as células musculares aumentam a taxa de respiração celular, liberando mais gás carbônico. Esse gás combina-se com a água e origina acido carbônico, o que torna o sangue mais acido. O aumento da acidez sanguínea é prontamente detectado pelo sistema nervoso, que aumenta a estimulação dos músculos envolvidos na respiração, com aumento da freqüência respiratória.
  • 23. A hematose pulmonar é um processo químico-molecular que visa a estabilização das trocas gasosas - oxigênio x gás carbônico - a fim de manter o equilíbrio ácido básico. É, portanto, o intercâmbio, no caso de difusão indirecta, de oxigénio e dióxido de carbono nas paredes dos alvéolos pulmonares, entre o ar e o sangue, permitindo a oxigenação do sangue venoso, que se torna arterial. A hematose é uma consequência da respiração aeróbia.