SlideShare uma empresa Scribd logo
SISTEMA DE COMUNICAÇÃO BLUETOOTH  USANDO MICROCONTROLADOR PIC ALUNO: DAVIDSON FELLIPE | email@fellipe.com ORIENTADOR: PROF. DR. SÉRGIO CAMPELLO | scampello@dsc.upe.br
MOTIVAÇÃO Apoiar ao ensino e pesquisas em comunicação sem fio na Universidade de Pernambuco Apoiar pesquisas sobre monitoramento de linhas de transmissão de alta tensão
Projetar um hardware que servirá como módulo para o desenvolvimento de aplicações que desejam utilizar Bluetooth Desenvolver uma Biblioteca de funções básicas OBJETIVOS
SpecialInterestGroup (SIG) Mais de 12 mil membros Cerca de 2 bilhões de produtos na primeira década de existência BLUETOOTH E O SIG
Mundo sem fios Problema do cabo proprietário Baixo consumo de energia Comunicação com uma gama de dispositivos Criptografia de 128 bits	 POR QUE USAR BLUETOOTH?
TOPOLOGIA BLUETOOTH PICONET SCATTERNET M M E E E M M E E E E E M E mestre escravo Legenda:
Para a transmissão de dados utiliza FHSS (frequency hopping spread spectrum) Até 79 canais separados por 1 MHz, na banda ISM [2400 – 2483,5 MHz] ID universal de 48 bits Taxa de 1, 2 ou 3 Megabit COMUNICAÇÃO BLUETOOTH f = 2402+k MHz, onde k=0,…,78
ARQUITETURA BLUETOOTH PROTOCOLOS  DE APLICAÇÃO Aplicações Protocolos de terceiros e padrões industriais OBEX, TCP, WAP PROTOCOLOS  DE MIDDLEWARE L2CAP multiplexação e demultiplexação dos dados trafegados PROTOCOLOS DE  TRANSPORTE HCI interface com regras para a baseband e o LMP Link Manager estabelecimento de comunicação entre dispositivos Baseband papéis de um dispositivo e regras de acesso ao meio Rádio freqüência, potência, modulação e transmissão
MICROCONTROLADORES Sistema microprocessado Contém memórias de programa e dados, portas de E/S seriais e paralelas, temporizadores, interrupções externas e internas  Integrados em um único chip.
MICROCONTROLADORES Vantagens Circuito pronto para usar Memórias de programa e de dados implementadas no mesmo chip Baixo custo Desvantagens ,[object Object]
Número reduzido de portas de E/S
Baixa velocidade de processamento,[object Object]
Fabricado pela KCWirefree Chip para comunicação Bluetooth Classe 2 (até 30 metros) Velocidade máxima de 921 Kbaud KCWIREFREE KC-21
Tensão de 3,3 volts. 14 pinos de entrada e saída de propósito geral Memória flash de 8 Mbit KCWIREFREE KC-21
SISTEMA DE FLUXO DE DADOS DO KCWIREFREE KC-21 HOST comandos, respostas e fluxo de dados Controle da UART  respostas dados comandos Pilha Bluetooth Parser dos  Comandos controle   status MÓDULO
ESQUEMA PLATAFORMA PIC Circuito Oscilador PIC 16F877A Interface Módulo Bluetooth Circuito de Reset Circuito Gravação Porta A Porta B Porta C Porta D Porta E
Verificação dos níveis de tensão nas alimentações KC-21 Wirefree com 3,3 volts Microcontrolador com 5 volts TESTE DO HARDWARE
Dificuldades para tratar as informações recebidas do KCWIREFREE KC-21 Tentativas de modificar o nome padrão dispositivo “KCWirefreeDevice”  Configuração do baud para 115200 PROBLEMAS ENFRENTADOS
Transmissão de dados sem fio em um ambiente de monitoramento de corrente de fuga em cadeias de isoladores de linhas de alta tensão Comunicação entre Módulo Bluetooth e um computador pessoal Criação de interfaces como GPRS, ZigBee, entre outras TRABALHOS FUTUROS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

58171758 bluetooth
58171758 bluetooth58171758 bluetooth
58171758 bluetooth
Bruno Santana
 
Apresentação Bluetooth
Apresentação BluetoothApresentação Bluetooth
Apresentação Bluetooth
safetycontrol
 
Ri a8
Ri a8Ri a8
Redes Industriais
Redes IndustriaisRedes Industriais
Redes Industriais
Jim Naturesa
 
Redes Wireless_Montagem de Redes de Computadores
Redes Wireless_Montagem de  Redes de ComputadoresRedes Wireless_Montagem de  Redes de Computadores
Redes Wireless_Montagem de Redes de Computadores
Jorge Muchacuar
 
Distribuidores telefônicos (dg’s)
Distribuidores telefônicos (dg’s)Distribuidores telefônicos (dg’s)
Distribuidores telefônicos (dg’s)
Marcio
 
Ebep pcomponente do curso cabeamento estruturado
Ebep pcomponente do curso cabeamento estruturadoEbep pcomponente do curso cabeamento estruturado
Ebep pcomponente do curso cabeamento estruturado
redtambe
 
Apresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SP
Apresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SPApresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SP
Apresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SP
Carlos Mandolesi
 
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturadoApostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
jpl200
 
Infraestrutura de Redes
Infraestrutura de RedesInfraestrutura de Redes
Infraestrutura de Redes
Leandro Machado
 
Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...
Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...
Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...
Eduardo Santana
 
30 abr16 ativ-ii
30 abr16 ativ-ii30 abr16 ativ-ii
30 abr16 ativ-ii
ricnicpontounipac
 
Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87
Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87
Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87
fluidotronica
 
Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturado Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturado
Cesar Augusto
 
Redes cabeamento estruturado
Redes   cabeamento estruturadoRedes   cabeamento estruturado
Redes cabeamento estruturado
robinhoct
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
João Freire Abramowicz
 
Mit manual infraestruturacliente
Mit manual infraestruturaclienteMit manual infraestruturacliente
Mit manual infraestruturacliente
sidicleibrito
 
Apostila de infraestrutura de redes
Apostila de infraestrutura de redesApostila de infraestrutura de redes
Apostila de infraestrutura de redes
Josefran Ranniery
 
Sistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicações
Sistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicaçõesSistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicações
Sistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicações
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturadoCabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
Paulo Fonseca
 

Mais procurados (20)

58171758 bluetooth
58171758 bluetooth58171758 bluetooth
58171758 bluetooth
 
Apresentação Bluetooth
Apresentação BluetoothApresentação Bluetooth
Apresentação Bluetooth
 
Ri a8
Ri a8Ri a8
Ri a8
 
Redes Industriais
Redes IndustriaisRedes Industriais
Redes Industriais
 
Redes Wireless_Montagem de Redes de Computadores
Redes Wireless_Montagem de  Redes de ComputadoresRedes Wireless_Montagem de  Redes de Computadores
Redes Wireless_Montagem de Redes de Computadores
 
Distribuidores telefônicos (dg’s)
Distribuidores telefônicos (dg’s)Distribuidores telefônicos (dg’s)
Distribuidores telefônicos (dg’s)
 
Ebep pcomponente do curso cabeamento estruturado
Ebep pcomponente do curso cabeamento estruturadoEbep pcomponente do curso cabeamento estruturado
Ebep pcomponente do curso cabeamento estruturado
 
Apresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SP
Apresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SPApresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SP
Apresentação sobre Redes Industriais na UNIP Jundiaí/SP
 
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturadoApostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
 
Infraestrutura de Redes
Infraestrutura de RedesInfraestrutura de Redes
Infraestrutura de Redes
 
Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...
Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...
Normas da ABNT NBR 14565 - Procedimento Básico Para Elaboração de projetos de...
 
30 abr16 ativ-ii
30 abr16 ativ-ii30 abr16 ativ-ii
30 abr16 ativ-ii
 
Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87
Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87
Artigo sobre a Bahr na Revista Robótica 87
 
Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturado Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturado
 
Redes cabeamento estruturado
Redes   cabeamento estruturadoRedes   cabeamento estruturado
Redes cabeamento estruturado
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
 
Mit manual infraestruturacliente
Mit manual infraestruturaclienteMit manual infraestruturacliente
Mit manual infraestruturacliente
 
Apostila de infraestrutura de redes
Apostila de infraestrutura de redesApostila de infraestrutura de redes
Apostila de infraestrutura de redes
 
Sistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicações
Sistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicaçõesSistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicações
Sistemas de Informação - Aula06 - cap6 telecomunicações
 
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturadoCabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
 

Destaque

Tutorial Crição De Imagens Panoramicas Hugin
Tutorial Crição De Imagens Panoramicas HuginTutorial Crição De Imagens Panoramicas Hugin
Tutorial Crição De Imagens Panoramicas Hugin
Davidson Fellipe
 
Frontend Engineers: passado, presente e futuro
Frontend Engineers: passado, presente e futuroFrontend Engineers: passado, presente e futuro
Frontend Engineers: passado, presente e futuro
Davidson Fellipe
 
Apostila de pic basic
Apostila de pic basicApostila de pic basic
Apostila de pic basic
Cláudia Tavares
 
C pic
C picC pic
O melhor da monitoração de web performance
O melhor da monitoração de web performanceO melhor da monitoração de web performance
O melhor da monitoração de web performance
Davidson Fellipe
 
Guia do Front-end das Galáxias
Guia do Front-end das GaláxiasGuia do Front-end das Galáxias
Guia do Front-end das Galáxias
Davidson Fellipe
 
Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.
Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.
Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.
Angel Perez
 

Destaque (7)

Tutorial Crição De Imagens Panoramicas Hugin
Tutorial Crição De Imagens Panoramicas HuginTutorial Crição De Imagens Panoramicas Hugin
Tutorial Crição De Imagens Panoramicas Hugin
 
Frontend Engineers: passado, presente e futuro
Frontend Engineers: passado, presente e futuroFrontend Engineers: passado, presente e futuro
Frontend Engineers: passado, presente e futuro
 
Apostila de pic basic
Apostila de pic basicApostila de pic basic
Apostila de pic basic
 
C pic
C picC pic
C pic
 
O melhor da monitoração de web performance
O melhor da monitoração de web performanceO melhor da monitoração de web performance
O melhor da monitoração de web performance
 
Guia do Front-end das Galáxias
Guia do Front-end das GaláxiasGuia do Front-end das Galáxias
Guia do Front-end das Galáxias
 
Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.
Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.
Comunicación Bluetooth entre un dispositivo Mobil y un microcontrolador.
 

Semelhante a Sistema De Comunicação Bluetooth Usando Microcontrolador PIC

Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...
Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...
Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...
fesaab
 
Redes industriais
Redes industriais Redes industriais
Redes industriais
ubirata paulo
 
Redes industriais
Redes industriais Redes industriais
Redes industriais
ubirata paulo
 
Transputer
TransputerTransputer
TradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da Latencia
TradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da LatenciaTradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da Latencia
TradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da Latencia
Jose Ricardo Maia Moraes
 
Aula 01 - Redes Wireless
Aula 01 - Redes WirelessAula 01 - Redes Wireless
Aula 01 - Redes Wireless
Alberane Lúcio Thiago da Cunha
 
Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22
Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22
Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22
Embarcados
 
Aula Redes de Computadores cabeamento estruturado
Aula Redes de Computadores cabeamento estruturadoAula Redes de Computadores cabeamento estruturado
Aula Redes de Computadores cabeamento estruturado
GeorgeRodrigues42
 
Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4
Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4
Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4
SAFETY CONTROL
 
Redes industriais
Redes industriaisRedes industriais
Redes industriais
Mário Bassoli
 
Redes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdfRedes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdf
ritaporfrio
 
RedesIndustriais-unlocked.pdf
RedesIndustriais-unlocked.pdfRedesIndustriais-unlocked.pdf
RedesIndustriais-unlocked.pdf
filipeisep
 
Corpo relatorio
Corpo relatorioCorpo relatorio
Corpo relatorio
Eduardo Greffner
 
Programando microcontroladores pic março
Programando microcontroladores pic marçoProgramando microcontroladores pic março
Programando microcontroladores pic março
Cristiano Correa Dos Santos
 
Glossário de Termos Técnicos em Redes de Computadores
Glossário de Termos Técnicos em Redes de ComputadoresGlossário de Termos Técnicos em Redes de Computadores
Glossário de Termos Técnicos em Redes de Computadores
Ministério Público da Paraíba
 
MICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEM
MICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEMMICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEM
MICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEM
zelmasantos2015
 
Bluetooth
BluetoothBluetooth
Bluetooth
Tallison Renan
 
Wavecom
WavecomWavecom
Asterisk
AsteriskAsterisk
Asterisk
Mauro Tapajós
 
Trabalho protocolo profibus
Trabalho protocolo profibusTrabalho protocolo profibus
Trabalho protocolo profibus
Gerson Roberto da Silva
 

Semelhante a Sistema De Comunicação Bluetooth Usando Microcontrolador PIC (20)

Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...
Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...
Controle de protótipo movimentado por liga de memória de forma (sma) pelo pc,...
 
Redes industriais
Redes industriais Redes industriais
Redes industriais
 
Redes industriais
Redes industriais Redes industriais
Redes industriais
 
Transputer
TransputerTransputer
Transputer
 
TradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da Latencia
TradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da LatenciaTradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da Latencia
TradeTech Brazil 2011 - O Desafio Da Latencia
 
Aula 01 - Redes Wireless
Aula 01 - Redes WirelessAula 01 - Redes Wireless
Aula 01 - Redes Wireless
 
Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22
Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22
Webinar – Desenvolvendo projetos com a Thunderboard EFR32BG22
 
Aula Redes de Computadores cabeamento estruturado
Aula Redes de Computadores cabeamento estruturadoAula Redes de Computadores cabeamento estruturado
Aula Redes de Computadores cabeamento estruturado
 
Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4
Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4
Safety Control - Coletores de dados Falcon e Skorpio X4
 
Redes industriais
Redes industriaisRedes industriais
Redes industriais
 
Redes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdfRedes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdf
 
RedesIndustriais-unlocked.pdf
RedesIndustriais-unlocked.pdfRedesIndustriais-unlocked.pdf
RedesIndustriais-unlocked.pdf
 
Corpo relatorio
Corpo relatorioCorpo relatorio
Corpo relatorio
 
Programando microcontroladores pic março
Programando microcontroladores pic marçoProgramando microcontroladores pic março
Programando microcontroladores pic março
 
Glossário de Termos Técnicos em Redes de Computadores
Glossário de Termos Técnicos em Redes de ComputadoresGlossário de Termos Técnicos em Redes de Computadores
Glossário de Termos Técnicos em Redes de Computadores
 
MICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEM
MICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEMMICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEM
MICROCONTROLADORES E PLATAFORMAS DE PROTOTIPAGEM
 
Bluetooth
BluetoothBluetooth
Bluetooth
 
Wavecom
WavecomWavecom
Wavecom
 
Asterisk
AsteriskAsterisk
Asterisk
 
Trabalho protocolo profibus
Trabalho protocolo profibusTrabalho protocolo profibus
Trabalho protocolo profibus
 

Mais de Davidson Fellipe

Workflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.js
Workflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.jsWorkflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.js
Workflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.js
Davidson Fellipe
 
Como é trabalhar na globocom?
Como é trabalhar na globocom?Como é trabalhar na globocom?
Como é trabalhar na globocom?
Davidson Fellipe
 
Practical guide for front-end development for django devs
Practical guide for front-end development for django devsPractical guide for front-end development for django devs
Practical guide for front-end development for django devs
Davidson Fellipe
 
Guia prático de desenvolvimento front-end para django devs
Guia prático de desenvolvimento front-end para django devsGuia prático de desenvolvimento front-end para django devs
Guia prático de desenvolvimento front-end para django devs
Davidson Fellipe
 
Esse cara é o grunt
Esse cara é o gruntEsse cara é o grunt
Esse cara é o grunt
Davidson Fellipe
 
It's Javascript Time
It's Javascript TimeIt's Javascript Time
It's Javascript Time
Davidson Fellipe
 
Turbinando seu workflow para o desenvolvimento de webapps
Turbinando seu workflow para o desenvolvimento de webappsTurbinando seu workflow para o desenvolvimento de webapps
Turbinando seu workflow para o desenvolvimento de webapps
Davidson Fellipe
 
Workflow Open Source para Frontend Developers
Workflow Open Source para Frontend DevelopersWorkflow Open Source para Frontend Developers
Workflow Open Source para Frontend Developers
Davidson Fellipe
 
Os segredos dos front end engineers
Os segredos dos front end engineersOs segredos dos front end engineers
Os segredos dos front end engineers
Davidson Fellipe
 
Javascript Cross-browser
Javascript Cross-browserJavascript Cross-browser
Javascript Cross-browser
Davidson Fellipe
 
performance em jQuery apps
performance em jQuery appsperformance em jQuery apps
performance em jQuery apps
Davidson Fellipe
 
RioJS - Apresentação sobre o grupo
RioJS - Apresentação sobre o grupoRioJS - Apresentação sobre o grupo
RioJS - Apresentação sobre o grupo
Davidson Fellipe
 
frontend {retirante: nordestino;}
frontend {retirante: nordestino;}frontend {retirante: nordestino;}
frontend {retirante: nordestino;}
Davidson Fellipe
 
CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011
CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011
CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011
Davidson Fellipe
 
Canvas element
Canvas elementCanvas element
Canvas element
Davidson Fellipe
 

Mais de Davidson Fellipe (15)

Workflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.js
Workflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.jsWorkflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.js
Workflow para desenvolvimento Web & Mobile usando grunt.js
 
Como é trabalhar na globocom?
Como é trabalhar na globocom?Como é trabalhar na globocom?
Como é trabalhar na globocom?
 
Practical guide for front-end development for django devs
Practical guide for front-end development for django devsPractical guide for front-end development for django devs
Practical guide for front-end development for django devs
 
Guia prático de desenvolvimento front-end para django devs
Guia prático de desenvolvimento front-end para django devsGuia prático de desenvolvimento front-end para django devs
Guia prático de desenvolvimento front-end para django devs
 
Esse cara é o grunt
Esse cara é o gruntEsse cara é o grunt
Esse cara é o grunt
 
It's Javascript Time
It's Javascript TimeIt's Javascript Time
It's Javascript Time
 
Turbinando seu workflow para o desenvolvimento de webapps
Turbinando seu workflow para o desenvolvimento de webappsTurbinando seu workflow para o desenvolvimento de webapps
Turbinando seu workflow para o desenvolvimento de webapps
 
Workflow Open Source para Frontend Developers
Workflow Open Source para Frontend DevelopersWorkflow Open Source para Frontend Developers
Workflow Open Source para Frontend Developers
 
Os segredos dos front end engineers
Os segredos dos front end engineersOs segredos dos front end engineers
Os segredos dos front end engineers
 
Javascript Cross-browser
Javascript Cross-browserJavascript Cross-browser
Javascript Cross-browser
 
performance em jQuery apps
performance em jQuery appsperformance em jQuery apps
performance em jQuery apps
 
RioJS - Apresentação sobre o grupo
RioJS - Apresentação sobre o grupoRioJS - Apresentação sobre o grupo
RioJS - Apresentação sobre o grupo
 
frontend {retirante: nordestino;}
frontend {retirante: nordestino;}frontend {retirante: nordestino;}
frontend {retirante: nordestino;}
 
CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011
CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011
CANVAS vs SVG @ FrontInRio 2011
 
Canvas element
Canvas elementCanvas element
Canvas element
 

Último

Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Annelise Gripp
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
EliakimArajo2
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
anpproferick
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Ian Oliveira
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
anpproferick
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Rafael Santos
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
tnrlucas
 

Último (7)

Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
 

Sistema De Comunicação Bluetooth Usando Microcontrolador PIC

  • 1. SISTEMA DE COMUNICAÇÃO BLUETOOTH USANDO MICROCONTROLADOR PIC ALUNO: DAVIDSON FELLIPE | email@fellipe.com ORIENTADOR: PROF. DR. SÉRGIO CAMPELLO | scampello@dsc.upe.br
  • 2. MOTIVAÇÃO Apoiar ao ensino e pesquisas em comunicação sem fio na Universidade de Pernambuco Apoiar pesquisas sobre monitoramento de linhas de transmissão de alta tensão
  • 3. Projetar um hardware que servirá como módulo para o desenvolvimento de aplicações que desejam utilizar Bluetooth Desenvolver uma Biblioteca de funções básicas OBJETIVOS
  • 4. SpecialInterestGroup (SIG) Mais de 12 mil membros Cerca de 2 bilhões de produtos na primeira década de existência BLUETOOTH E O SIG
  • 5. Mundo sem fios Problema do cabo proprietário Baixo consumo de energia Comunicação com uma gama de dispositivos Criptografia de 128 bits POR QUE USAR BLUETOOTH?
  • 6.
  • 7. TOPOLOGIA BLUETOOTH PICONET SCATTERNET M M E E E M M E E E E E M E mestre escravo Legenda:
  • 8. Para a transmissão de dados utiliza FHSS (frequency hopping spread spectrum) Até 79 canais separados por 1 MHz, na banda ISM [2400 – 2483,5 MHz] ID universal de 48 bits Taxa de 1, 2 ou 3 Megabit COMUNICAÇÃO BLUETOOTH f = 2402+k MHz, onde k=0,…,78
  • 9. ARQUITETURA BLUETOOTH PROTOCOLOS DE APLICAÇÃO Aplicações Protocolos de terceiros e padrões industriais OBEX, TCP, WAP PROTOCOLOS DE MIDDLEWARE L2CAP multiplexação e demultiplexação dos dados trafegados PROTOCOLOS DE TRANSPORTE HCI interface com regras para a baseband e o LMP Link Manager estabelecimento de comunicação entre dispositivos Baseband papéis de um dispositivo e regras de acesso ao meio Rádio freqüência, potência, modulação e transmissão
  • 10. MICROCONTROLADORES Sistema microprocessado Contém memórias de programa e dados, portas de E/S seriais e paralelas, temporizadores, interrupções externas e internas Integrados em um único chip.
  • 11.
  • 12. Número reduzido de portas de E/S
  • 13.
  • 14. Fabricado pela KCWirefree Chip para comunicação Bluetooth Classe 2 (até 30 metros) Velocidade máxima de 921 Kbaud KCWIREFREE KC-21
  • 15. Tensão de 3,3 volts. 14 pinos de entrada e saída de propósito geral Memória flash de 8 Mbit KCWIREFREE KC-21
  • 16. SISTEMA DE FLUXO DE DADOS DO KCWIREFREE KC-21 HOST comandos, respostas e fluxo de dados Controle da UART respostas dados comandos Pilha Bluetooth Parser dos Comandos controle status MÓDULO
  • 17. ESQUEMA PLATAFORMA PIC Circuito Oscilador PIC 16F877A Interface Módulo Bluetooth Circuito de Reset Circuito Gravação Porta A Porta B Porta C Porta D Porta E
  • 18. Verificação dos níveis de tensão nas alimentações KC-21 Wirefree com 3,3 volts Microcontrolador com 5 volts TESTE DO HARDWARE
  • 19. Dificuldades para tratar as informações recebidas do KCWIREFREE KC-21 Tentativas de modificar o nome padrão dispositivo “KCWirefreeDevice” Configuração do baud para 115200 PROBLEMAS ENFRENTADOS
  • 20. Transmissão de dados sem fio em um ambiente de monitoramento de corrente de fuga em cadeias de isoladores de linhas de alta tensão Comunicação entre Módulo Bluetooth e um computador pessoal Criação de interfaces como GPRS, ZigBee, entre outras TRABALHOS FUTUROS
  • 21. OBRIGADO ! ALUNO: DAVIDSON FELLIPE | email@fellipe.com ORIENTADOR: PROF. DR. SÉRGIO CAMPELLO | scampello@dsc.upe.br