SlideShare uma empresa Scribd logo
Visão estratégica
Economia Verde, o que é ?
Problemas e Alternativas Existentes
Solução
Análise SWOT
Vantagem Desleal
Métricas Principais
Canais
Segmentos de Consumidor
Estrutura de Gastos e Fluxo de Receita
Brainstorming
Assuntos
Voltar para o slide de temas
Objetivo
O principal objetivo da Economia Verde é
possibilitar o desenvolvimento económico
compatibilizando-o com igualdade social a
escassez de bens e recursos, e a melhoria
do bem-estar dos seres humanos, reduzindo
os impactos ambientais negativos.
Voltar para o slide de assuntos
ECONOMIA VERDE
uma alavanca para a competitividade
Definição (o que é):
A competitividade de uma empresa depende sempre
da sua capacidade para colocar no mercado
produtos e serviços que atendam aos padrões de
qualidade.
A economia Verde são processos económicos que
respeitam a preservação do meio ambiente. Ou seja,
um conjunto de processos produtivos que, ao ser
aplicado em um determinado local, possa gerar nele
um desenvolvimento sustentável nos aspetos
ambiental e social.
Pouco uso de combustíveis fósseis (gasolina,
carvão, diesel, gpl, gnv, etc.) e aumento do uso
de fontes limpas e renováveis de energia;
Eficiência na utilização de recursos naturais;
Práticas e processos que visam à inclusão social
e a escassez de bens e recursos;
Investimento e valorização na produção
sustentável de energia verde;
Tratamento adequado do lixo com sistemas
eficientes de reciclagem;
Qualidade e eficiência nos sistemas de
mobilidade urbana.
Voltar para o slide de assuntos
Principais características
de uma Economia Verde
1. Eco-inovação e competição por recursos naturais.
As indústrias intensivas em recursos (ex: grande
consumo; química; automóvel) têm um incentivo ainda
maior para investir em eco-inovação / eficiência no uso
dos recursos – não podem competir no mercado sem
se tornarem “verdes”.
2. Pensar “verde” em todos os aspetos das empresas.
Os critérios de sustentabilidade podem ser aplicados
em toda a empresa: processos de produção, gestão
do ciclo de vida, novos produtos e serviços e novos
modelos de negócio.
Voltar para o slide de assuntos
A utilização dos atributos da sustentabilidade para
estimular o crescimento verde nas empresas
3. Reciclagem e reutilização de recursos.
A introdução da lógica da economia circular
permitindo obter ganhos no processo produtivo.
4. Marcas.
A percepção positiva de uma marca “verde”
pode ser proveitosa para as empresas.
5. Redução da pegada ambiental das empresas.
6. Internacionalização de empresas e sectores.
Uma empresa sustentável, quando reconhecida
internacionalmente, contribui para o aumento da
exportação de produtos e serviços.
Voltar para o slide de assuntos
A utilização dos atributos da sustentabilidade para
estimular o crescimento e criar valor
7. Benefícios intangíveis.
Para além das marcas, existem outros benefícios
intangíveis para as empresas “verdes”.
O reconhecimento de que a empresa opera sob
princípios de sustentabilidade permite-lhe alcançar
a confiança de stakeholders e investidores, bem
como fidelizar clientes e fornecedores.
Fonte: MA/OTE
A distância no acesso aos contentores que pode condicionar
de forma determinante a participação da população em
esquemas de recolha.
Aumentar a produção de equipamentos.
Criação de novos pontos de recolha para aumentar a
taxa de adesão.
A questão estética relacionada com os próprios oleões
tradicionais que podem-se tornar numa marca negativa na
paisagem de um meio urbano.
Inovar e integrar este equipamento em mobiliário
urbano inteligente.
Além dos problemas de sobrelotação e falta de limpeza
devido a derrames, e a vandalização de ecopontos que é
bem presente no dia-a-dia.
Aumentar a capacidade do equipamento e reforçar a
sinalização adequada de segurança.
Criar uma nova plataforma de organização inteligente
(monitorização) e reorganizar equipas de trabalho nas
diferentes áreas de atuação (recolha, higienização e
limpezas, etc).
Problemas e Alternativas
Voltar para o slide de assuntos
Aumento da procura que surge com a consequente
preocupação de cumprir as metas vinculativas da UE até
2030 ( Recolha seletiva / economia circular / produção
de energia verde / redução da pegada ecológica no
consumo, etc).
Celebração de novos contratos com a industria
alimentar e a cadeia de distribuição alimentar de forma a
reforçar as relações comerciais com fornecedores.
Sistema de triagem atual (unidade de triagem manual e
obsoleto com baixa produtividade) que não possibilita a
melhoria da qualidade da matéria-prima, nem uma
produtividade suficiente.
Inovar uma nova triagem assente em tecnologias que
permite optimizar o processo e responder ao aumento
da procura de matéria-primas para a produção de
energia "baixa carbono".
Não valorização dos resíduos que resultam das várias
fases do processo produtivo (glicerina) e de outros
resíduos resultantes da triagem (embalagens
contaminados com óleo).
Dimensionar e otimizar a unidade de triagem por forma a
reforçar o sistema de gestão seletiva de OAU com
outros matérias recicláveis.
Problemas e Alternativas
Voltar para o slide de assuntos
Entrada de um investidor já consolidada para financiar as
iniciativas propostas. Apreciação do património no
âmbito da AMEITI e aumentar investimento de forma a
potenciar recursos em bioenergia enquanto referência
do Crescimento Verde.
SOLUÇÃO 1
Apostar em atividades económicas com forte cariz
verde, com impacto nas metas a atingir até 2030.
Gestão otimizada de novos recursos com o objetivo
de aumentar a produtividade e a respectiva utilização
(ex: biomassa, eficiência energética).
SOLUÇÃO 2
Dinamizar atividades que permitem a proteção do
ambiente, nomeadamente através da redução das
emissões de CO2 e na valorização dos serviços de
ecosistema;
SOLUÇÃO 3
Voltar para o slide de assuntos
Solução
S
(Força)
W
(Fraqueza)
O
(Oportunidade)
T
(Ameaça)
Qual valor único sua empresa
tem que a concorrência não
tem?
Modelo de rastreabilidade da
cadeia de resíduos domésticos
+
Aliança estratégica
Quais os bens mais valiosos da
sua empresa ?
Marca de confiança ambiente e
de rastreabilidade
+
Selo de SGS da
Sustentabilidade
+
Sistema de gestão sustentada
pelo alargamento da rede
nacional pública privada
Quais são as forças internas que
impactam sua empresa?
Alterações à estrutura orgânica
da direção e secretaria
Quais áreas da empresa
precisam ser melhoradas?
Implementação de Tecnologias
voltadas e processos
associados à Indústria 4.0
+
Mercado promissora na área de
gestão seletiva, triagem,
equipamentos de deposição e
transporte
+
Software de monitorização /
rastreio em todo a cadeia de
valor.
Qual tecnologia em ascensão sua
empresa pode implantar?
Nova plataforma que funciona com
logística reversa pós-consumo.
+
Consciência Cidadão em alta sobre
cuidados socioambientais
Há outras tendências e necessidades
de mercado que sua empresa pode
utilizar?
Mercado com grandes perspectiva de
crescimento com atuação nos
setores da floresta, indústria, logística
e mobilidade, energia e
biocombustíveis, gestão de resíduos,
água e saneamento
+
Evolução do projeto para outras áreas
de reciclagem e da bioenergia
Quais são as forças
externas que podem
impactar sua empresa?
Entrada de novas
Greentechs encosto de
indústrias intensivas
Há outras empresas que
podem se tornar
concorrentes em
potencial?
Iberdrol / Enerfuel / The
Navigator Company / Air
liquide
Voltar para o slide de assuntos
Vantagens
da empresa
Voltar para o slide de assuntos
VANTAGEM COMPETITIVA 1
Unidade com capacidade para produzir
cerca de 5 mil toneladas de
biocombustível/ano e glicerina que
pode ser usada na fabrica de velas e na
indústria de cosmética e em
fertilizantes para a agricultura, assim
como armazenar até 7,5 tonelada diária
de matéria-prima, o que possibilita
trabalhar em trading e obter uma rápida
amortização no investimento para quem
utiliza este tipo de materia-prima.
VANTAGEM COMPETITIVA 2
A primeira empresa a conseguir a
certificação SGS Sustentabilidade
baseada na avaliação dos critérios
de produção sustentável,
passando pela gestão,
documentação e rastreabilidade
dos processos.
VANTAGEM COMPETITIVA 3
Uma aliança estrategica constituída
pela rede pública e pela rede privada
de pontos de recolha que separa
diferentes tipos de resíduos, podendo
ser valorizados na nossa unidade a
baixo custo de produção e de
manutenção, para a produção de
bioenergia, o que se traduz também
um valor acrescentado na pegada de
carbono.
CANAL DE MARKETING 1
Como você irá alcançar seus consumidores-alvo?
CANAL DE MARKETING 2
Associação do setor Industria Alimentar:
> Fabricantes
> Intermediários
> Distribuição dual (Varejistas, atacadistas,
distribuidores e agentes)
CANAL DE MARKETING 3
Canais
Voltar para o slide de assuntos
Autarquias, Entidades públicas e privadas
> Concurso público / Ajustes diretos simplificados
Associação do setor Distribuição Alimentar
> Fabricantes
> Intermediários
> Distribuição dual (Varejistas, atacadistas,
distribuidores e agentes)
GRUPO DISA/PRIO GALP / ENERFUEL
Os clientes - em potencial
Lei 7/2013, 22/01
Bioenergia / Biorefinarias
Incorporadoras
Voltar para o slide de assuntos
CONSUMIDORES
INTENSIVAS DE ENERGIA
Bioenergia / Biorefinarias
Incorporadoras
55%
Métricas principais
TAXA DE ADESÃO
REDE OAU
REDE PUBLICA
NUMERO DE
EQUIPAMENTO
350 PONTOS DE RECOLHA
OAU
TAXA DE ADESAO
REDE OAU
REDE DISTRIBUIÇÃO
ALIMENTAR
Voltar para o slide de assuntos
45%
Income Statement 2018 2019 2020 2021
Receita
Preço médio de vendas do seu produto e a quantidade de unidades
vendidas juntamente com outras fontes de receita
€ 264 238 € 1.941 406 € 403 365 € 430 807
Gastos Fixos
Salários, seguro, aluguer e outros
€ 77 774 € 71 084 € 108 009 € 139 317
Gastos Variáveis
Materiais, mão de obra, seguro e outros
€ 177 296 € 1.800 566 € 238 468 € 162 065
Gastos Totais
Gastos fixos e variáveis
€ 255 070 € 1.871 650 € 346 477 € 301 382
Lucro
Deduzido o total de gastos da receita total
€ 9 168 € 69 756 € 56 888 € 129 425
Receitas e despesas
Voltar para o slide de assuntos
Gráfico de comparação entre as receitas e as
despesas totais do negócio.
Receitas Gastos T
2018 2019 2020 2021
€ 2 000 000
€ 1 500 000
€ 1 000 000
€ 500 000
€ 0
Voltar para o slide de assuntos
Demonstrativo
de receitas e
despesas
10 u 30 u 50 u 70 u
€ 2 000 000
€ 1 500 000
€ 1 000 000
€ 500 000
€ 0
Gráfico de estrutura de custos e receitas
Demonstrativo
de receitas e
despesas
Voltar para o slide de assuntos
Gastos variáveis
Receitas
Gastos totais
Gastos fixos
Grupo Principal
GESTAO
BIOMASSA
GESTAO DE
RESÍDUOS
DOMESTICOS
Resíduos florestais
e os das
industriais de
fileira florestal
Fracção
biodegradável
dos resíduos
Industriais
Fracção
biodegradável
dos resíduos
Urbanos
OAU
Mobiliário Urbano
Metilesteres de
ácidos graxos
Glicerina
Voltar para o slide de assuntos
Resíduos das
industrias agro-
alimentares e os
efluentes
Resíduos de
madeira
Celulose
Lenhas
Limpeza e
Conservação
Urbana
BIOENERGIA
GESTAO URBANA

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação de Negócios Plano de Negócios Simples e Minimalista Azul, Branco e Cinza.pdf

Estudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green ITEstudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green IT
Laercio Bruno
 
Estudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green ITEstudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green IT
Laercio Bruno Filho
 
Apresentação sustentabilidade e gestão de risco
Apresentação sustentabilidade e gestão de riscoApresentação sustentabilidade e gestão de risco
Apresentação sustentabilidade e gestão de risco
Dilmer Rodrigues
 
Gestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtosGestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtos
GAVOLUNTARIA
 
Economia CIRCULAR -
Economia CIRCULAR -Economia CIRCULAR -
Economia CIRCULAR -
Daniel de Carvalho Luz
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
gustavofantin2
 
Aula 3 sga qualidade
Aula 3   sga qualidadeAula 3   sga qualidade
Aula 3 sga qualidade
Giovanna Ortiz
 
Guia da-pmaisl
Guia da-pmaislGuia da-pmaisl
Guia da-pmaisl
afermartins
 
Sustentabilidade, a competência do futuro - Vitor Seravalli
Sustentabilidade, a competência do futuro - Vitor SeravalliSustentabilidade, a competência do futuro - Vitor Seravalli
Sustentabilidade, a competência do futuro - Vitor Seravalli
Instituto Mauá de Tecnologia
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
sionara14
 
Conferência Ethos 360°: Dirceu Azevedo
Conferência Ethos 360°: Dirceu AzevedoConferência Ethos 360°: Dirceu Azevedo
Conferência Ethos 360°: Dirceu Azevedo
institutoethos
 
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
ISetor
 
Cadeia de Suprimentos Sustentável
Cadeia de Suprimentos SustentávelCadeia de Suprimentos Sustentável
Cadeia de Suprimentos Sustentável
Daiane Lins
 
Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01
Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01
Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01
Natália Michelan
 
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
wesleyfteixeira
 
Carlos andre (1)
Carlos andre (1)Carlos andre (1)
Carlos andre (1)
Artemis Matricaria
 
Produção sustentável
Produção sustentávelProdução sustentável
Produção sustentável
Pedro Henrique Alves
 
BRU_n07_compras.pdf
BRU_n07_compras.pdfBRU_n07_compras.pdf
BRU_n07_compras.pdf
VaderBelzebuth
 
Sustentabilidade GlobalCompass
Sustentabilidade GlobalCompassSustentabilidade GlobalCompass
Sustentabilidade GlobalCompass
Carlos Alberto Correa
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
Regiane Oliveira
 

Semelhante a Apresentação de Negócios Plano de Negócios Simples e Minimalista Azul, Branco e Cinza.pdf (20)

Estudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green ITEstudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green IT
 
Estudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green ITEstudo de Caso em Green IT
Estudo de Caso em Green IT
 
Apresentação sustentabilidade e gestão de risco
Apresentação sustentabilidade e gestão de riscoApresentação sustentabilidade e gestão de risco
Apresentação sustentabilidade e gestão de risco
 
Gestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtosGestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtos
 
Economia CIRCULAR -
Economia CIRCULAR -Economia CIRCULAR -
Economia CIRCULAR -
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
 
Aula 3 sga qualidade
Aula 3   sga qualidadeAula 3   sga qualidade
Aula 3 sga qualidade
 
Guia da-pmaisl
Guia da-pmaislGuia da-pmaisl
Guia da-pmaisl
 
Sustentabilidade, a competência do futuro - Vitor Seravalli
Sustentabilidade, a competência do futuro - Vitor SeravalliSustentabilidade, a competência do futuro - Vitor Seravalli
Sustentabilidade, a competência do futuro - Vitor Seravalli
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
 
Conferência Ethos 360°: Dirceu Azevedo
Conferência Ethos 360°: Dirceu AzevedoConferência Ethos 360°: Dirceu Azevedo
Conferência Ethos 360°: Dirceu Azevedo
 
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
 
Cadeia de Suprimentos Sustentável
Cadeia de Suprimentos SustentávelCadeia de Suprimentos Sustentável
Cadeia de Suprimentos Sustentável
 
Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01
Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01
Aula3gestaoambiental 140421131658-phpapp01
 
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
 
Carlos andre (1)
Carlos andre (1)Carlos andre (1)
Carlos andre (1)
 
Produção sustentável
Produção sustentávelProdução sustentável
Produção sustentável
 
BRU_n07_compras.pdf
BRU_n07_compras.pdfBRU_n07_compras.pdf
BRU_n07_compras.pdf
 
Sustentabilidade GlobalCompass
Sustentabilidade GlobalCompassSustentabilidade GlobalCompass
Sustentabilidade GlobalCompass
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
 

Último

Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
E-Commerce Brasil
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Leonardo Espírito Santo
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
EMERSON BRITO
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
E-Commerce Brasil
 

Último (13)

Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
 

Apresentação de Negócios Plano de Negócios Simples e Minimalista Azul, Branco e Cinza.pdf

  • 2. Economia Verde, o que é ? Problemas e Alternativas Existentes Solução Análise SWOT Vantagem Desleal Métricas Principais Canais Segmentos de Consumidor Estrutura de Gastos e Fluxo de Receita Brainstorming Assuntos Voltar para o slide de temas
  • 3. Objetivo O principal objetivo da Economia Verde é possibilitar o desenvolvimento económico compatibilizando-o com igualdade social a escassez de bens e recursos, e a melhoria do bem-estar dos seres humanos, reduzindo os impactos ambientais negativos. Voltar para o slide de assuntos ECONOMIA VERDE uma alavanca para a competitividade Definição (o que é): A competitividade de uma empresa depende sempre da sua capacidade para colocar no mercado produtos e serviços que atendam aos padrões de qualidade. A economia Verde são processos económicos que respeitam a preservação do meio ambiente. Ou seja, um conjunto de processos produtivos que, ao ser aplicado em um determinado local, possa gerar nele um desenvolvimento sustentável nos aspetos ambiental e social.
  • 4. Pouco uso de combustíveis fósseis (gasolina, carvão, diesel, gpl, gnv, etc.) e aumento do uso de fontes limpas e renováveis de energia; Eficiência na utilização de recursos naturais; Práticas e processos que visam à inclusão social e a escassez de bens e recursos; Investimento e valorização na produção sustentável de energia verde; Tratamento adequado do lixo com sistemas eficientes de reciclagem; Qualidade e eficiência nos sistemas de mobilidade urbana. Voltar para o slide de assuntos Principais características de uma Economia Verde
  • 5. 1. Eco-inovação e competição por recursos naturais. As indústrias intensivas em recursos (ex: grande consumo; química; automóvel) têm um incentivo ainda maior para investir em eco-inovação / eficiência no uso dos recursos – não podem competir no mercado sem se tornarem “verdes”. 2. Pensar “verde” em todos os aspetos das empresas. Os critérios de sustentabilidade podem ser aplicados em toda a empresa: processos de produção, gestão do ciclo de vida, novos produtos e serviços e novos modelos de negócio. Voltar para o slide de assuntos A utilização dos atributos da sustentabilidade para estimular o crescimento verde nas empresas 3. Reciclagem e reutilização de recursos. A introdução da lógica da economia circular permitindo obter ganhos no processo produtivo. 4. Marcas. A percepção positiva de uma marca “verde” pode ser proveitosa para as empresas. 5. Redução da pegada ambiental das empresas. 6. Internacionalização de empresas e sectores. Uma empresa sustentável, quando reconhecida internacionalmente, contribui para o aumento da exportação de produtos e serviços.
  • 6. Voltar para o slide de assuntos A utilização dos atributos da sustentabilidade para estimular o crescimento e criar valor 7. Benefícios intangíveis. Para além das marcas, existem outros benefícios intangíveis para as empresas “verdes”. O reconhecimento de que a empresa opera sob princípios de sustentabilidade permite-lhe alcançar a confiança de stakeholders e investidores, bem como fidelizar clientes e fornecedores. Fonte: MA/OTE
  • 7. A distância no acesso aos contentores que pode condicionar de forma determinante a participação da população em esquemas de recolha. Aumentar a produção de equipamentos. Criação de novos pontos de recolha para aumentar a taxa de adesão. A questão estética relacionada com os próprios oleões tradicionais que podem-se tornar numa marca negativa na paisagem de um meio urbano. Inovar e integrar este equipamento em mobiliário urbano inteligente. Além dos problemas de sobrelotação e falta de limpeza devido a derrames, e a vandalização de ecopontos que é bem presente no dia-a-dia. Aumentar a capacidade do equipamento e reforçar a sinalização adequada de segurança. Criar uma nova plataforma de organização inteligente (monitorização) e reorganizar equipas de trabalho nas diferentes áreas de atuação (recolha, higienização e limpezas, etc). Problemas e Alternativas Voltar para o slide de assuntos
  • 8. Aumento da procura que surge com a consequente preocupação de cumprir as metas vinculativas da UE até 2030 ( Recolha seletiva / economia circular / produção de energia verde / redução da pegada ecológica no consumo, etc). Celebração de novos contratos com a industria alimentar e a cadeia de distribuição alimentar de forma a reforçar as relações comerciais com fornecedores. Sistema de triagem atual (unidade de triagem manual e obsoleto com baixa produtividade) que não possibilita a melhoria da qualidade da matéria-prima, nem uma produtividade suficiente. Inovar uma nova triagem assente em tecnologias que permite optimizar o processo e responder ao aumento da procura de matéria-primas para a produção de energia "baixa carbono". Não valorização dos resíduos que resultam das várias fases do processo produtivo (glicerina) e de outros resíduos resultantes da triagem (embalagens contaminados com óleo). Dimensionar e otimizar a unidade de triagem por forma a reforçar o sistema de gestão seletiva de OAU com outros matérias recicláveis. Problemas e Alternativas Voltar para o slide de assuntos
  • 9. Entrada de um investidor já consolidada para financiar as iniciativas propostas. Apreciação do património no âmbito da AMEITI e aumentar investimento de forma a potenciar recursos em bioenergia enquanto referência do Crescimento Verde. SOLUÇÃO 1 Apostar em atividades económicas com forte cariz verde, com impacto nas metas a atingir até 2030. Gestão otimizada de novos recursos com o objetivo de aumentar a produtividade e a respectiva utilização (ex: biomassa, eficiência energética). SOLUÇÃO 2 Dinamizar atividades que permitem a proteção do ambiente, nomeadamente através da redução das emissões de CO2 e na valorização dos serviços de ecosistema; SOLUÇÃO 3 Voltar para o slide de assuntos Solução
  • 10. S (Força) W (Fraqueza) O (Oportunidade) T (Ameaça) Qual valor único sua empresa tem que a concorrência não tem? Modelo de rastreabilidade da cadeia de resíduos domésticos + Aliança estratégica Quais os bens mais valiosos da sua empresa ? Marca de confiança ambiente e de rastreabilidade + Selo de SGS da Sustentabilidade + Sistema de gestão sustentada pelo alargamento da rede nacional pública privada Quais são as forças internas que impactam sua empresa? Alterações à estrutura orgânica da direção e secretaria Quais áreas da empresa precisam ser melhoradas? Implementação de Tecnologias voltadas e processos associados à Indústria 4.0 + Mercado promissora na área de gestão seletiva, triagem, equipamentos de deposição e transporte + Software de monitorização / rastreio em todo a cadeia de valor. Qual tecnologia em ascensão sua empresa pode implantar? Nova plataforma que funciona com logística reversa pós-consumo. + Consciência Cidadão em alta sobre cuidados socioambientais Há outras tendências e necessidades de mercado que sua empresa pode utilizar? Mercado com grandes perspectiva de crescimento com atuação nos setores da floresta, indústria, logística e mobilidade, energia e biocombustíveis, gestão de resíduos, água e saneamento + Evolução do projeto para outras áreas de reciclagem e da bioenergia Quais são as forças externas que podem impactar sua empresa? Entrada de novas Greentechs encosto de indústrias intensivas Há outras empresas que podem se tornar concorrentes em potencial? Iberdrol / Enerfuel / The Navigator Company / Air liquide Voltar para o slide de assuntos
  • 11. Vantagens da empresa Voltar para o slide de assuntos VANTAGEM COMPETITIVA 1 Unidade com capacidade para produzir cerca de 5 mil toneladas de biocombustível/ano e glicerina que pode ser usada na fabrica de velas e na indústria de cosmética e em fertilizantes para a agricultura, assim como armazenar até 7,5 tonelada diária de matéria-prima, o que possibilita trabalhar em trading e obter uma rápida amortização no investimento para quem utiliza este tipo de materia-prima. VANTAGEM COMPETITIVA 2 A primeira empresa a conseguir a certificação SGS Sustentabilidade baseada na avaliação dos critérios de produção sustentável, passando pela gestão, documentação e rastreabilidade dos processos. VANTAGEM COMPETITIVA 3 Uma aliança estrategica constituída pela rede pública e pela rede privada de pontos de recolha que separa diferentes tipos de resíduos, podendo ser valorizados na nossa unidade a baixo custo de produção e de manutenção, para a produção de bioenergia, o que se traduz também um valor acrescentado na pegada de carbono.
  • 12. CANAL DE MARKETING 1 Como você irá alcançar seus consumidores-alvo? CANAL DE MARKETING 2 Associação do setor Industria Alimentar: > Fabricantes > Intermediários > Distribuição dual (Varejistas, atacadistas, distribuidores e agentes) CANAL DE MARKETING 3 Canais Voltar para o slide de assuntos Autarquias, Entidades públicas e privadas > Concurso público / Ajustes diretos simplificados Associação do setor Distribuição Alimentar > Fabricantes > Intermediários > Distribuição dual (Varejistas, atacadistas, distribuidores e agentes)
  • 13. GRUPO DISA/PRIO GALP / ENERFUEL Os clientes - em potencial Lei 7/2013, 22/01 Bioenergia / Biorefinarias Incorporadoras Voltar para o slide de assuntos CONSUMIDORES INTENSIVAS DE ENERGIA Bioenergia / Biorefinarias Incorporadoras
  • 14. 55% Métricas principais TAXA DE ADESÃO REDE OAU REDE PUBLICA NUMERO DE EQUIPAMENTO 350 PONTOS DE RECOLHA OAU TAXA DE ADESAO REDE OAU REDE DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR Voltar para o slide de assuntos 45%
  • 15. Income Statement 2018 2019 2020 2021 Receita Preço médio de vendas do seu produto e a quantidade de unidades vendidas juntamente com outras fontes de receita € 264 238 € 1.941 406 € 403 365 € 430 807 Gastos Fixos Salários, seguro, aluguer e outros € 77 774 € 71 084 € 108 009 € 139 317 Gastos Variáveis Materiais, mão de obra, seguro e outros € 177 296 € 1.800 566 € 238 468 € 162 065 Gastos Totais Gastos fixos e variáveis € 255 070 € 1.871 650 € 346 477 € 301 382 Lucro Deduzido o total de gastos da receita total € 9 168 € 69 756 € 56 888 € 129 425 Receitas e despesas Voltar para o slide de assuntos
  • 16. Gráfico de comparação entre as receitas e as despesas totais do negócio. Receitas Gastos T 2018 2019 2020 2021 € 2 000 000 € 1 500 000 € 1 000 000 € 500 000 € 0 Voltar para o slide de assuntos Demonstrativo de receitas e despesas
  • 17. 10 u 30 u 50 u 70 u € 2 000 000 € 1 500 000 € 1 000 000 € 500 000 € 0 Gráfico de estrutura de custos e receitas Demonstrativo de receitas e despesas Voltar para o slide de assuntos Gastos variáveis Receitas Gastos totais Gastos fixos
  • 18. Grupo Principal GESTAO BIOMASSA GESTAO DE RESÍDUOS DOMESTICOS Resíduos florestais e os das industriais de fileira florestal Fracção biodegradável dos resíduos Industriais Fracção biodegradável dos resíduos Urbanos OAU Mobiliário Urbano Metilesteres de ácidos graxos Glicerina Voltar para o slide de assuntos Resíduos das industrias agro- alimentares e os efluentes Resíduos de madeira Celulose Lenhas Limpeza e Conservação Urbana BIOENERGIA GESTAO URBANA