SlideShare uma empresa Scribd logo
NÚMERO
                                                                      1 - 2012




                                                             Nutrição
                                                                                 ...da Redação
Diretora Geral: Antonia Cardeal
                                                              Beleza




Mercado Anunciante: Rafael Cardeal                                Cuidar da alimentação durante o
                                                                   tratamento do câncer de mama
                                                             estimula a recuperação da autoestima

                                                  Segundo estudos, muitas pacientes sofrem com ansiedade du-
                                                rante o tratamento e acabam descontando na alimentação e com
                                                o tempo percebem alguns quilos a mais na balança. Nesta edição
                                                conversamos com a nutricionista Fernanda Bortolon, especialista
                                                em nutrição oncológica, para explicar a necessidade de uma dieta
                                                balanceada e uma rotina com mais atividades físicas durante o tra-
                       NÚMERO 1 - 2012          tamento do câncer de mama.

Redação: Bruno Cavalcanti                         Outro destaque é a importância do auxílio da terapia ocupacio-
Arte: Fernando Martins                          nal, que baseada no “fazer humano” busca melhorar a qualidade
                                                de vida do paciente e aumentar o desempenho em suas funções.
Produção: Francisco do Carmo,
Guilherme Gamito, Taffarel de Lima.             Para entender melhor quando é necessário e quais são os benefí-
                                                cios da terapia ocupacional para o paciente oncológico, a terapeu-
Publicações da Editor Criação:                  ta ocupacional Renata Magalhães em entrevista para a “Giro na
Gestarbem, Mais Revista, Mais Revista           Medicina - Simples Olhar”, explica com detalhes como tem sido a
Homem, Mais Revista Mulher, Mais Revista
Negócios, Mais Revista Cultura, Mais Revista    aceitação do acompanhamento da terapia ocupacional durante o
Esporte, Mais Revista São Paulo.                tratamento.
Giro na Medicina Simples Olhar
Publicação da Editor Criação                      Entenda como pequenos cuidados podem amenizar os efeitos
Distribuição gratuita para profissionais
de saúde.
                                                colaterais causados por alguns tipos de tratamento, como as ses-
Praça Silvio Romero, n. 55 - sala 45            sões de quimioterapia e radioterapia que costumam causar sinto-
São Paulo – SP, CEP 03323-000
tel.: (11) 2679 4420.
                                                mas indesejáveis na pele, como coceiras, pequenas erupções etc.
                                                Você encontra em “Beleza” dicas de como cuidar da pele durante
Tiragem:
5.200                                           alguns tipos de tratamento.

Sugestões e Comentários:                          O direito a medicamentos gratuitos, que é previsto na constitui-
redacao@editorcriacao.com.br
                                                ção federal; a psicoterapia para auxiliar nas tensões pré-exames; e
Revista disponível em formato digital no site
www.medicina.editorcriacao.com.br               o artesanato como forma de superação, completam esta edição.
As propagandas são de responsabilidade
exclusiva dos patrocinadores.
                                                                                     Um grande abraço e boa leitura!
Todos os artigos publicados na revista Giro                                                       Antonia Cardeal
na Medicina terão seus direitos reservados
pela Editor Criação, e só poderão ser
                                                                                      Envie sugestões e comentários:
publicados, parcial ou integralmente, com
autorização por escrito da Editora.                                                    redacao@editorcriacao.com.br
nutrição



Perder peso após o
   tratamento do
câncer de mama
   A importância de uma dieta balanceada
    no pós-tratamento e para toda a vida




             Simples   4   Olhar
Segundo estudos, um terço das pacientes em             versas funções do organismo, dessa forma eles se
tratamento de câncer de mama tem aumento de               agrupam de acordo com as funções que exercem,
peso em mais de 5kg. As causas que refletem no            não existe nenhum alimento que seja completo,
ganho de peso podem ser provenientes da ansie-            ou seja, que sozinho tenha tudo o que organismo
dade gerada pelo tratamento e dos medicamentos,           precisa para ter um bom funcionamento”, é o que
que podem causar retenção de líquido, ou mesmo            explica a nutricionista Fernanda Bortolon, especia-
podem estar associadas a um estilo de vida seden-         lizada em nutrição oncológica.
tário, sem nenhuma atividade física. O segredo
                                                             Fernanda enfatiza que é importante inserir ali-
para voltar ao peso normal ou entrar em forma é
                                                          mentos de funções diferentes nas refeições para
adotar uma dieta saudável que possa ser estabele-
                                                          atingir uma dieta equilibrada, por exemplo, “o al-
cida para toda a vida.
                                                          moço contendo uma porção de cereal (arroz, ma-
   É necessário não adotar um plano de alimen-            carrão, batata ou mandioca), uma porção de legu-
tação radical, porque este pode apresentar riscos à       minosa (feijão, lentilha, ervilha ou grão-de-bico),
saúde e desencadear o famoso efeito sanfona, que          uma porção de carne ou ovo, duas porções de hor-
é quando o corpo perde massa rapidamente e logo           taliças (vegetais crus e cozidos) e uma porção de
volta a recuperar. Esse efeito pode deixar o me-          fruta como sobremesa”, explica. A nutricionista
tabolismo comprometido, pela baixa ingestão de            acrescenta que é importante utilizar óleo e sal com
nutrientes. É fundamental a reeducação alimen-            moderação para o preparo das refeições. Cebola,
tar para que o organismo se adapte e mantenha a           alho e ervas aromáticas (salsa, coentro, manjericão,
nova rotina alimentar.                                    alecrim, louro, etc.) podem ser usados à vontade.

   Ainda durante o tratamento, pode ser iniciada             A avaliação do estado nutricional do paciente
uma dieta com baixo teor de gorduras e de baixa           é importante para determinar se houve ganho ou
caloria, que pode ser mantida após o tratamento. É        perda de peso e estabelecer as necessidades calóri-
indicado o acompanhamento de uma equipe mul-              cas diárias. É importante ressaltar que o sobrepeso
tidisciplinar com o intuito de minimizar os efeitos       é um fator de risco para reincidência do câncer de
colaterais do tratamento, como o ganho de peso.           mama, por isso a importância de um acompanha-
“Os alimentos exercem um papel essencial em di-           mento nutricional.




                                          Simples     5   Olhar
DICAS DA
NUTRICIONISTA
PARA MANTER UMA
DIETA SAUDÁVEL
PARA TODA A VIDA                                              Evite a ingestão de produtos
                                                              industrializados ricos em produtos
                                                              químicos (conservantes, corantes,
                                                              aromatizantes, etc.), enlatados, em
                                                              conserva, alimentos conservados em sal,
                                                              temperos prontos, etc.


                                                              Evite frituras, alimentos gordurosos,
                                                              embutidos e defumados (carnes gordas,
É indicado realizar de cinco a seis refeições                 bacon, linguiça, salsicha, frios, leite
diárias, em intervalos de três horas.                         integral, manteiga, queijos gordos,
                                                              maionese, creme de leite, pele de frango,
                                                              salgadinhos, fast food, etc.).


Dê preferência aos alimentos naturais e
frescos, com ênfase para um maior consumo                     Dê preferência aos produtos integrais no
de frutas, hortaliças (verduras e legumes),                   lugar dos refinados. Eles contêm maior
cereais integrais e leguminosas.                              teor de vitaminas e sais minerais que se
                                                              perdem no processo de refinamento.


Procure ingerir as hortaliças cruas. As que
requerem cozimento, opte pela cocção a                        Dê preferência aos peixes e às aves; e,
vapor e evite muito tempo sob a ação do                       quando consumir carne vermelha, opte
calor e/ou em ebulição na água.                               pelos cortes que têm menos gordura.




                                        Simples   6   Olhar
No preparo dos alimentos, use óleos
                                                                                          Mantenha o peso adequado. O excesso de
         vegetais (em pequenas quantidades).
                                                                                          gordura estimula a produção de certos
                                                                                          hormônios e processos inflamatórios.



         Abuse dos temperos naturais (cebola,
                                                                                          Pratique atividade física regularmente.
         alho, salsinha, cebolinha, etc.); para
         temperar as saladas, usar azeite de oliva
         extravirgem, ervas aromáticas (orégano,
         manjericão, alecrim, hortelã etc.) e uma
         pitada de sal.


         Evite os molhos prontos e/ou à base
         de creme de leite ou de maionese.




         Evite doces em geral, refrigerantes,
         inclusive os light e diet, e bebidas alcoólicas.




         Varie sempre os alimentos para que
         sua alimentação não fique monótona e
         capriche nas cores, quanto mais colorida
         for sua alimentação, mais vitaminas e
         minerais estarão presentes. Consuma,
         pelo menos, cinco cores de alimentos
         diferentes ao longo do dia.




Referências: (1) INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Detecção precoce do câncer de mama. Rio de Janeiro: INCA.
Disponível em: <http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/folheto_mama_2011_web.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2011. (2)
INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2011.
Disponível em: <http://www.inca.gov.br/estimativa/2012/estimativa20122111.pdf>. Acesso em: 06 dez. 2011.




                                                           Simples       7     Olhar
bem-estar


           Terapia ocupacional no
           tratamento do câncer
                                                        A importância de vencer as barreiras




   O tratamento oncológico representa mudanças                  Definida como um campo de conhecimento e de
na vida da pessoa que descobre a presença da doen-           intervenção em saúde, em educação e na área so-
ça. As alterações na rotina são inevitáveis, devido          cial, a terapia ocupacional auxilia na emancipação
aos tipos de terapias utilizadas. O paciente com cân-        e na autonomia de pessoas que estão passando por
cer passa por períodos de internação, cirurgias, qui-        situações específicas, como doenças, deficiências fí-
mioterapias, entre outros procedimentos que são              sicas, problemas emocionais ou sociais. O terapeuta
fundamentais para a evolução do tratamento, mas              ocupacional na área da oncologia utiliza estratégias
que também trazem mudanças que nem sempre são                para facilitar e ajudar o paciente a adaptar-se com
sutis. O paciente pode encontrar dificuldades em             mais facilidade à sua nova capacidade funcional,
atividade corriqueiras, que antes eram exercidas             buscando equilíbrio tanto na parte física, quanto no
com naturalidade, como escovar os dentes, tomar              emocional. As atividades devem estar relacionadas
banho, vestir-se, estudar, sair de casa sozinho, etc.        ao que seja importante na vida da pessoa.




                                              Simples    8   Olhar
ALGUMAS ABORDAGENS DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ONCOLOGIA

     Acolhimento dos pacientes e seus familiares.

     Orientações sobre as formas de melhorar e recuperar o desempenho das ativi-
     dades básicas e instrumentais de vida diária no seu nível máximo;

     Ensino e incitação quanto à realização diária da automassagem, facilitando o
     reconhecimento do corpo por meio de estímulos.

     Realização de atividades que facilitem o desempenho de componentes motores,
     visando ao ganho de amplitude de movimento e ao menor gasto energético
     durante as atividades desenvolvidas.

     Estímulo a participação em atividades de abordagem corporal (alongamento,
     relaxamento e conscientização corporal).

     Técnicas para controle da dor e da fadiga.

     Favorecer espaços que permitam compartilhamento, encorajamento e troca de
     experiência entre pacientes, familiares e equipe de saúde.

                                                         Fonte: Adaptado de BATISTA, R. M. M.; SILVA, J. B., 2011.



Para esclarecer a função da terapia ocupacional durante o tratamento do câncer, conversamos com
Renata Magalhães, terapeuta ocupacional residente em Saúde da Mulher no Hospital das Clínicas da
Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE).


Simples Olhar - Quais os benefícios da tera-
pia ocupacional para pacientes com câncer?

   Renata Magalhães - As ações em Terapia                  O terapeuta ocupacional deve, portanto, criar pos-
Ocupacional baseiam-se no “fazer humano”, seja             sibilidades para que o paciente tenha condições fí-
nas atividades cotidianas, nas artes, no trabalho,         sicas e emocionais para a manutenção, o resgate
no lazer, no autocuidado, na circulação no meio            e a descoberta de seus projetos de vida, frente à
social. Uma vez que, por algum motivo, deixamos            situação em que se encontra. Busca proporcionar
de realizar tais atividades, perdemos a capacidade         uma melhor qualidade de vida e potencializar o de-
de escolha (autonomia) e função (independência).           sempenho de suas funções em seu nível máximo.




                                          Simples    9     Olhar
Simples Olhar - Quando é indicada?                          pressão, de deformidades de estruturas ósseas e
                                                            articulares, a partir do correto posicionamento e
   Renata Magalhães - Alguns procedimentos
                                                            alinhamento postural, como a correta indicação de
terapêuticos ou mesmo a internação hospitalar
                                                            equipamentos de tecnologia assistiva, capacitando
culminam em desconfortos físicos, emocionais e
                                                            e orientando este para a realização das atividades
sociais, e acabam gerando repercussões no desem-
                                                            de vida diária e mobilidade por meio ou não de
penho das atividades de vida diária, nas atividades
                                                            adaptações que variam da alta à baixa tecnologia.
produtivas e nas atividades de lazer. A indicação
terapêutica ocupacional baseia-se nessa necessida-
                                                            Simples Olhar - Quais os tipos de abordagem
de/demanda de potencializar o desempenho dessas
                                                            que podem ser desenvolvidas?
funções e permitir que o indivíduo mantenha a par-
ticipação social e manutenção de atividades signifi-           Renata Magalhães - Podem ser realizadas
cativas para si.                                            intervenções individuais ou em grupo, a depen-
                                                            der do objetivo estabelecido pelo terapeuta. Em
Simples Olhar - Qual o objetivo da terapia                  geral, a abordagem utilizada é a Prática Cen-
ocupacional?                                                trada no Cliente, que privilegia a qualidade da
                                                            interação entre terapeuta e cliente no processo
   Renata Magalhães - Através das avaliações
                                                            terapêutico, e reconhece o cliente como sujeito na
funcional e ocupacional associadas ao conhe-
                                                            construção dos projetos terapêuticos. Envolve a
cimento dos hábitos ocupacionais, o terapeuta
                                                            parceria entre terapeuta e cliente, e a distribui-
ocupacional é capaz de identificar as limitações e
                                                            ção de poder envolvida nessa relação, em que
potencialidades do paciente, buscando promover
                                                            o terapeuta se coloca como um elemento faci-
ações que visam a resgatar a independência, a au-
                                                            litador. Essa abordagem prega o deslocamento
tonomia no cotidiano, a autoestima e a inclusão
                                                            de um modelo de intervenção baseado na dimi-
social. O terapeuta ocupacional tem como objetivo
                                                            nuição de déficits funcionais, para um modelo
tratar os agravos físicos, sensoriais e emocionais
                                                            mais preocupado com a habilitação segundo
decorrentes do tratamento, que podem ser inicia-
                                                            metas significativas para o cliente. Em suma,
dos desde o diagnóstico, no período da internação
                                                            é uma abordagem que adota a filosofia de res-
ou no da pós-alta.
                                                            peito e parceria com as pessoas que recebem os
   Em especial, no contexto hospitalar, a inter-            cuidados, reconhece a autonomia do cliente e
venção terapêutica ocupacional deve está voltada            a necessidade de ele realizar escolhas e tomar
à prevenção de agravos, à prevenção de úlceras de           decisões de acordo com suas necessidades.




                                           Simples     10   Olhar
Simples Olhar - A TO pode ser indicada para                                      haja uma equipe capacitada e sensível para pres-
os familiares da pessoa com câncer? Em que                                       tar um cuidado holístico. O terapeuta ocupacional
situações?                                                                       pode oferecer espaços de troca, reflexão e escuta
                                                                                 ao familiar/cuidador e ainda facilitar a comuni-
    Renata Magalhães - A assistência ao pacien-
                                                                                 cação entre paciente e cuidador, potencializando
te com câncer deve ser integral, sendo assim, a
                                                                                 esta relação.
família precisa ser considerada como parte inte-
grante do cuidado. O diagnóstico de um câncer
                                                                                 Simples Olhar - Como tem sido a aceitação a
por si só causa um profundo impacto psicossocial
                                                                                 este tipo de terapia com pessoas com câncer?
no paciente e nos seus familiares, visto que ocor-
re uma associação imediata com a possibilidade                                       Renata Magalhães - Tem sido aceita positiva-
de morte, causando sofrimento, medo, angústia.                                   mente, tanto pelos pacientes e familiares, quanto
O processo de enfrentamento da doença requer                                     pela equipe de saúde, que vem reconhecendo a in-
o apoio familiar e exige dessa família uma reor-                                 tervenção terapêutica ocupacional como meio de
ganização e adaptação mediante o desenrolar do                                   tratamento eficaz para promoção de uma melhor
tratamento. Muitos compreendem a assistência ao                                  qualidade de vida. A “atividade”, seja ela um pro-
familiar meramente como transmissão de infor-                                    duto concreto, uma expressão corporal ou uma
mações sobre a doença e orientações relacionadas                                 forma de planejar o cotidiano, é o recurso utili-
a procedimentos que o próprio familiar deve rea-                                 zado pelo terapeuta ocupacional, e surpreende
lizar nos cuidados diários. No entanto, o familiar                               positivamente os pacientes, pois leva o sujeito a
deve ser efetivamente cuidado e, para isso, deve                                 perceber melhor os seus limites e as suas possibili-
englobar o acolhimento, a escuta e a compreen-                                   dades, tendo uma melhor compreensão e aceitação
são de seu sofrimento. Deve ainda respeitar suas                                 do processo atual e, assim, poder desenvolver um
crenças, seus valores e sua compreensão diante do                                estilo adaptativo de vida, integrando suas capaci-
processo de adoecimento. Para isso, é preciso que                                dades funcionais e ocupacionais.




Referências: (1) ONCOGUIA. Recursos e suportes. Terapia ocupacional. Disponível em: <http://www.oncoguia.com.br/site/interna.php?cat=4&id=210&menu=4>.
Acesso em: 29 nov. 2011. (2) ONCOPEDIATRIA. Contribuições da terapia ocupacional no tratamento de adolescentes com câncer. Disponível em: <http://www.on-
copediatria.org.br/content/contribuicoes-da-terapia-ocupacional-no-tratamento-de-adoles>. Acesso em: 29 nov. 2011. (3) INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER.
Controle do câncer de mama: documento de consenso. Rio de Janeiro: INCA, 2004. Disponível em: <http://www.inca.gov.br/publicacoes/Consensointegra.pdf>.
Acesso em: 29 nov. 2011. (4) SILVA, A. C. C.; SANTOS, A. R.; GIARDINETTO, B. O terapeuta ocupacional na vigência das políticas públicas em oncologia. In:
CONGRESSO BRASILEIRO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 12.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 9., 2011, São Paulo.
Trabalhos...São Paulo, 2011. 10 p. Disponível em: <http://www.cbtoeclato2011.com.br/cd/resumos/TC1100-1.pdf>. Acesso em: 29 nov. 2011. (5) BATISTA, R. M.
M.; SILVA, J. B. Câncer de mama e terapia ocupacional: desafios e possibilidades para atuação interdisciplinar. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TERAPIA
OCUPACIONAL, 12.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 9., 2011, São Paulo. Trabalhos...São Paulo, 2011. 10 p. Disponível
em: <http://www.cbtoeclato2011.com.br/cd/resumos/TC0715-3.pdf>. Acesso em: 29 nov. 2011.




                                                            Simples       11    Olhar
beleza



  A importância
  dos cuidados
  com a pele
  Durante o tratamento oncológico podem surgir
  manchas e irritações na pele


   Alguns tipos de tratamento, como os qui-               do tratamento, porém sinais, como o escureci-
mioterápicos, podem causar modificações na                mento da pele, podem permanecer por mais tem-
pele, como o ressecamento, coceiras, erupções e           po. Os sinais comuns em quem faz radioterapia
pequenas ulcerações. Em alguns casos, a pessoa            são: ressecamento, coceira e irritação, embora es-
passa a suar mais, e sinais, como veias e unhas           ses efeitos sejam limitados às áreas nas quais são
mais escuras, podem aparecer. É preciso muita             aplicados os raios, os efeitos colaterais podem ser
cautela ao tomar sol, a quimioterapia deixa a pele        muito desagradáveis.
do paciente mais propensa a queimaduras em
                                                             Os efeitos colaterais causados por esses tipos
contato com os raios solares.
                                                          de tratamento podem gerar irritação e estres-
   O paciente que faz radioterapia também está            se no paciente oncológico. Para suavizar esses
exposto a alguns problemas causados por este              problemas, algumas medidas podem auxiliar no
tipo de tratamento, mas que, na maioria das ve-           alívio e até na eliminação de alguns sintomas ge-
zes, desaparecem após algumas semanas ao fim              rados pelo tratamento.




                                          Simples    12   Olhar
PARA ALIVIAR A COCEIRA


Tomar banhos com água fria e usar                        Cuidados com a roupa de cama
sabonete neutro                                             Quando dormimos, naturalmente, a pele des-
   A água morna ou quente pode ressecar ainda            cama, e esse contato pode causar mais irritação
mais a pele, sabonetes neutros não contêm ele-           à pele que está sensível, por isso é importante
mentos que podem danificar a pele, por isso são          trocar diariamente os lençóis para evitar as bac-
a melhor escolha.                                        térias que se alimentam dos restos de pele.

Secar bem a pele após o banho                            Evitar temperaturas extremas
   É necessário secar bem a pele, tirar a umidade           Tanto o frio quanto o calor ao extremo po-
em locais como virilhas, axilas e entre os dedos         dem causar ressecamentos e queimaduras à pele.
para evitar a proliferação de fungos e bactérias.
                                                         Cuidados com o sol
Aplicar compressas frias na região                          É necessária atenção especial aos efeitos do
onde coça                                                sol. Proteger-se do sol evita o suor excessivo e
   Essa medida pode aliviar o incômodo. O melhor         possíveis queimaduras. É recomendável usar lo-
é usar as compressas com água gelada.                    ção ou gel com filtro solar com fator acima de 15.

Manter as unhas cortadas e limpas
   Manter as unhas bem curtas evita possíveis ar-
ranhões na pele. Uma opção, caso a pessoas esteja
se arranhando enquanto dorme, é dormir de luvas.




                                          Simples   13   Olhar
“Os banhos de banheira devem ser
                     evitados, por expor durante muito
                    tempo a pele ao calor, o que favorece
                          o ressecamento da pele.”




     Prevenindo o ressecamento                                    Disfarçando a pele e as
            e as coceiras                                              veias escuras

   Algumas medidas podem ser tomadas antes do                As roupas de mangas compridas são uma
aparecimento dos desagradáveis efeitos do resse-          boa opção, além de esconder as manchas e as
camento da pele e das coceiras geradas pelo trata-        veias escuras, protegem a pele de possíveis
mento com radioterapia e quimioterapia. Adicio-           contusões. Outra dica é manter as unhas sem-
nar óleo mineral ou de bebê à água do banho para          pre bem cortadas e limpas para favorecer o
hidratar a pele de forma neutra é uma boa saída.          crescimento e disfarçar as manchas escuras.
Os banhos de banheira devem ser evitados, por             Para as mulheres, pintar a unha e maquiar-se
expor durante muito tempo a pele ao calor, o que          ajuda a amenizar as alterações de cor, mas lem-
favorece o ressecamento da pele. Os perfumes à            brando que, para o uso de qualquer substân-
base de álcool devem ser evitados, principalmente         cia química durante o tratamento, é necessário
após o banho e depois de barbear-se. É indicada a         consultar um dermatologista.
ingestão diária de dois litros de água.




                                          Simples    14   Olhar
Simples   15   Olhar
cidadania


Direito a medicamentos gratuitos
         A saúde é um direito de todos previsto na constituição federal
    Por intermédio do Sistema Único de Saúde –                      Para que o paciente consiga o medicamento,
 SUS, o Estado deve garantir a todos os cidadãos o              é necessário que a eficácia do remédio seja com-
 direito à saúde, mediante políticas sociais e econômi-         provada por relatório médico, fundamentado na
 cas que visem à redução do risco de doença e a prover          literatura médica e com registro na Agência Na-
 o acesso de forma igualitária à promoção, à proteção           cional de Vigilância Sanitária – ANVISA. O pri-
 e à recuperação. Essa lei está prevista no artigo 196 e        meiro passo para conseguir acesso aos medica-
 inclui o fornecimento de medicamentos quando com-              mentos é a solicitação na Coordenação Estadual
 provada a necessidade clínica do paciente.                     de Assistência Farmacêutica.


  DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE MEDICAMENTO

 - CPF (original e cópia).                                      - Solicitação de Medicamentos
 No caso de menores de 18 anos, os responsá-                    Excepcionais (SME) ou Laudo
 veis devem procurar um posto de atendimento                    para Solicitação/Autorização de
 da Receita Federal, para cadastramento de pes-                 Medicamentos de Dispensação
 soa física e apresentar a Certidão de Nascimen-
                                                                Excepcional (LME).
 to e a receita médica originais.
                                                                A SME/LME é o documento que contém as
 - Documento de identidade - R.G.                               informações sobre a justificativa para o forne-
 (original e cópia).                                            cimento dos medicamentos e deverá ser emitida
 Apresentar Certidão de Nascimento quando se                    em quatro vias. E, em todas as vias, o médico
                                                                deve assinar e carimbar.
 tratar de menor de 18 anos. 
                                                                - Resumo do laudo clínico emitido pelo
 - Comprovante de
                                                                médico. 
 residência (original e cópia).
                                                                Após os documentos serem aprovados, o pacien-
 - Cópia do Cartão Nacional de Saúde.                           te ou seu representante será encaminhado a um
                                                                Pólo de Medicamentos Excepcionais da Secreta-
 - Receita médica em duas vias, com                             ria para retirar os medicamentos.
 medicamento e posologia diária.
                                                                Referências: (1) BRASIL. Constituição (1998). Constituição da República
 É importante destacar a validade da receita, que               Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988. Disponível em: <http://
                                                                www.dji.com.br/constituicao_federal/cf196a200.htm>. Acesso em: 2 dez.
 é de 30 dias após o médico prescrevê-la.                       2011. (2) GUIA DE MULHER. Novidades. Como conseguir medicamentos
                                                                gratuitos pelo SUS para o tratamento de câncer. Disponível em: <http://www.
                                                                guiademulher.com.br/ver_noticias.php?cid=como-conseguir-medicamentos-
                                                                gratuitos-pelo-sus-para-o-tratamento-de-cancer-1>. Acesso em: 2 dez. 2011.




                                               Simples     16   Olhar
comportamento


Auxílio pode                                                    O acompanhamento de um psico-oncologista
                                                            é um caminho para a redução das tensões e con-



ser vital para
                                                            fusões que normalmente são geradas por falta de
                                                            informação sobre o tratamento e sobre os exames
                                                            necessários. A assistência de um psicólogo espe-


   vencer as                                                cialista em oncologia pode ser iniciada desde o
                                                            momento em que o paciente recebe o diagnóstico,



     tensões
                                                            na pré e na pós-consulta para esclarecer sobre os
                                                            resultados e os próximos passos do tratamento. O
                                                            trabalho deste profissional não é apenas conscien-


pré- exames                                                 tizar o paciente, mas também oferecer suporte aos
                                                            familiares sobre o que é a doença e como conviver
                                                            melhor com a pessoa que está se tratando.

A psicoterapia pode auxiliar antes e
depois dos exames e das consultas
                                                                      Tipos de abordagem da
Conviver com o tratamento do câncer não é tarefa
                                                                     psicoterapia na oncologia
fácil. Após o recebimento do diagnóstico, a pessoa
                                                                Problemática intrapsíquica:  ansiedade,
se depara com o medo de uma doença sem cura
                                                                depressão, medo, raiva, revolta, insegu-
e, por instinto, o medo da morte. A nova situação
                                                                rança, perdas, desespero, mudanças de hu-
traz a necessidade de adaptações, e as mudanças
                                                                mor e esperança.
afetam, de forma significativa, o trabalho, o lazer,
as relações familiares. Os problemas que surgem                 Problemática social:  isolamento, estig-
são desencadeados muito mais pelo lado psicoló-                 ma, mudança de papéis, perda de controle,
gico do que pelo físico.                                        perda de autonomia.
   Nem sempre a alteração na rotina de exames é                 Problemática relacionada ao câncer:
absorvida e compreendida da melhor forma. Em                    processo da doença, mutilações, tratamen-
alguns casos, as pessoas têm dificuldades para                  tos, dor, efeitos colaterais, relação proble-
aderir ao tratamento com motivação. Esse com-                   mática com o médico.
portamento pode acarretar tensões emocionais
                                                            Fonte: Adaptado de CARVALHO, M. M., 2002.
que resultam, muitas vezes, em depressão, em
desinteresse ao tratamento e, em casos extremos,
                                                            Referências: CARVALHO, M. M. Psico-oncologia: história, características e
pode-se apresentar a atitude de fuga aos encami-            desafios. Psicol. USP, v.13, n.1,  p.151-166, 2002. Disponível em: <http://www.
                                                            scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642002000100008&ln
nhamentos das consultas e dos exames.                       g=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 6 dez. 2011.




                                           Simples     17   Olhar
faça você mesmo


     Artesanato: a arte de superar
               Atividades artísticas auxiliam na reorganização das emoções

        Durante o tratamento do câncer, o paciente so-          onde podem encontrar afinidades, compartilhar
     fre com alguns sentimentos confusos, ansiedades            dificuldades, e esse contato pode representar um
     e estresse dos exames que viram rotina. O artesa-          estímulo para continuar com uma rotina nova e
     nato pode ser uma excelente maneira de expressar           criativa.
     e descobrir novas aptidões. No artesanato, muitas
                                                                   Para a artesã Alexsandra Novoa, o artesanato
     pessoas têm encontrado uma oportunidade de me-
                                                                traz benefícios ao corpo e a mente, relaxa as ten-
     lhorar o autoconhecimento, de recuperar a auto-
                                                                sões do dia a dia e desenvolve o cérebro através
     estima, de refletir e, principalmente, de desenvol-
                                                                das técnicas utilizadas. “Enquanto trabalhamos,
     ver a criatividade.
                                                                estamos calmos, atentos ao trabalho, obtendo o
        A atividade artesanal em grupo faz com que os           resultado passo a passo e criando peças únicas. Fa-
     envolvidos entrem em contato com outras pesso-             zer artesanato é aprender a conviver melhor com
     as que estão passando por situações semelhantes,           nós mesmos”, explica.


     APRENDA A FAZER UM PORTA-CONTROLE REMOTO COM DICAS DA ARTESÃ
     ALEXSANDRA NOVOA

•	    Tinta para artesanato fosca na cor branca
•	    Tinta para artesanato fosca na cor cereja
•	    Tubo de betume
•	    Cola gel decoupage
•	    Papel de decoupage (recorte de papel) à sua escolha
•	    Três pincéis macios
•	    Lixa para madeira grão 100
•	    Verniz vitral brilhante inodoro
•	    Caixa com divisórias
•	    Solvente pra limpar os pincéis (caso haja restri-
      ção, peça para alguém ajudar e faça a limpeza em
      ambiente arejado, usando luvas).




                                                Simples    18   Olhar
faça você mesmo

1º Passo: pintar a caixa com divisórias com a tinta branca e aguardar até secar.




2º Passo: lixar a peça até que a                  3º Passo: pintar a peça com a
superfície fique lisa.                            tinta cereja e aguardar até secar.




4º Passo: dissolver algumas gotas de solvente no betume, usando luvas para
torná-lo menos denso e aplicar a peça com pincel e aguardar até secar.


                                                     5º Passo: colar o papel com a cola gel
                                                     decoupage de sua preferência e aplicar
                                                     o verniz brilhante incolor e esperar
                                                     secar durante 24 horas.




O custo fica em torno de R$10,00 e, com
todo o acabamento, o preço de venda
fica entre R$25,00.




                                   Simples   19   Olhar
20 de janeiro - Dia do Farmacêutico




Uma homenagem da Libbs Oncologia a esse profissional da área de saúde, que dedica
 a sua vida à pesquisa, preparando soluções, manipulando fórmulas, transformando
  substâncias em medicamentos e, assim, contribuindo efetivamente para prevenir,
                          melhorar, tratar e curar doenças.
                                                                              502071 - fevereiro de 2012

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Revista Simples Olhar

Release Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria PaschoalRelease Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria Paschoal
forumdealimetacao
 
Texto ref alimentos funcionais
Texto ref alimentos funcionaisTexto ref alimentos funcionais
Texto ref alimentos funcionais
rosilda2011
 
9 principais benefícios da dieta mediterrânea
9 principais benefícios da dieta mediterrânea9 principais benefícios da dieta mediterrânea
9 principais benefícios da dieta mediterrânea
Tookmed
 
Documento base para guias de boas práticas nutricionais
Documento base para guias de boas práticas nutricionaisDocumento base para guias de boas práticas nutricionais
Documento base para guias de boas práticas nutricionais
visacamacan
 
2 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais2
2 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais22 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais2
2 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais2
Lidiane Martins
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
Davi Carneiro
 
Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...
Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...
Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...
minhamelhordica
 
Vera_Mito_verdade_alimentacao
Vera_Mito_verdade_alimentacaoVera_Mito_verdade_alimentacao
Vera_Mito_verdade_alimentacao
comunidadedepraticas
 
Manual do paciente 01
Manual do paciente 01Manual do paciente 01
Manual do paciente 01
adrianomedico
 
Como Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser Feliz
Como Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser FelizComo Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser Feliz
Como Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser Feliz
adnbhz
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
Barbara77ful
 
Nutriçao.. esportiva
 Nutriçao.. esportiva Nutriçao.. esportiva
Nutriçao.. esportiva
elcinho
 
A Obesidade
A ObesidadeA Obesidade
Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)
Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)
Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)
Renata Rodrigues de Oliveira
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
Raffaella Lima
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
phtizzo
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
Raffaella Lima
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
Raffaella Lima
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
Raffaella Lima
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
Raffaella Lima
 

Semelhante a Revista Simples Olhar (20)

Release Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria PaschoalRelease Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria Paschoal
 
Texto ref alimentos funcionais
Texto ref alimentos funcionaisTexto ref alimentos funcionais
Texto ref alimentos funcionais
 
9 principais benefícios da dieta mediterrânea
9 principais benefícios da dieta mediterrânea9 principais benefícios da dieta mediterrânea
9 principais benefícios da dieta mediterrânea
 
Documento base para guias de boas práticas nutricionais
Documento base para guias de boas práticas nutricionaisDocumento base para guias de boas práticas nutricionais
Documento base para guias de boas práticas nutricionais
 
2 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais2
2 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais22 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais2
2 documentobaseparaguiasdeboaspraticasnutricionais2
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
 
Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...
Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...
Mentoria Atitude Seja leve de Emagrecimento - Mentoria Atitude Seja Leve de E...
 
Vera_Mito_verdade_alimentacao
Vera_Mito_verdade_alimentacaoVera_Mito_verdade_alimentacao
Vera_Mito_verdade_alimentacao
 
Manual do paciente 01
Manual do paciente 01Manual do paciente 01
Manual do paciente 01
 
Como Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser Feliz
Como Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser FelizComo Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser Feliz
Como Ter uma Dieta Saudável, Equilibrada e Ser Feliz
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
Nutriçao.. esportiva
 Nutriçao.. esportiva Nutriçao.. esportiva
Nutriçao.. esportiva
 
A Obesidade
A ObesidadeA Obesidade
A Obesidade
 
Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)
Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)
Estado de Minas, caderno Bem Viver: Nutracêuticos (parte 2)
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
 
Alimentação8ano
Alimentação8anoAlimentação8ano
Alimentação8ano
 

Revista Simples Olhar

  • 1.
  • 2. NÚMERO 1 - 2012 Nutrição ...da Redação Diretora Geral: Antonia Cardeal Beleza Mercado Anunciante: Rafael Cardeal Cuidar da alimentação durante o tratamento do câncer de mama estimula a recuperação da autoestima Segundo estudos, muitas pacientes sofrem com ansiedade du- rante o tratamento e acabam descontando na alimentação e com o tempo percebem alguns quilos a mais na balança. Nesta edição conversamos com a nutricionista Fernanda Bortolon, especialista em nutrição oncológica, para explicar a necessidade de uma dieta balanceada e uma rotina com mais atividades físicas durante o tra- NÚMERO 1 - 2012 tamento do câncer de mama. Redação: Bruno Cavalcanti Outro destaque é a importância do auxílio da terapia ocupacio- Arte: Fernando Martins nal, que baseada no “fazer humano” busca melhorar a qualidade de vida do paciente e aumentar o desempenho em suas funções. Produção: Francisco do Carmo, Guilherme Gamito, Taffarel de Lima. Para entender melhor quando é necessário e quais são os benefí- cios da terapia ocupacional para o paciente oncológico, a terapeu- Publicações da Editor Criação: ta ocupacional Renata Magalhães em entrevista para a “Giro na Gestarbem, Mais Revista, Mais Revista Medicina - Simples Olhar”, explica com detalhes como tem sido a Homem, Mais Revista Mulher, Mais Revista Negócios, Mais Revista Cultura, Mais Revista aceitação do acompanhamento da terapia ocupacional durante o Esporte, Mais Revista São Paulo. tratamento. Giro na Medicina Simples Olhar Publicação da Editor Criação Entenda como pequenos cuidados podem amenizar os efeitos Distribuição gratuita para profissionais de saúde. colaterais causados por alguns tipos de tratamento, como as ses- Praça Silvio Romero, n. 55 - sala 45 sões de quimioterapia e radioterapia que costumam causar sinto- São Paulo – SP, CEP 03323-000 tel.: (11) 2679 4420. mas indesejáveis na pele, como coceiras, pequenas erupções etc. Você encontra em “Beleza” dicas de como cuidar da pele durante Tiragem: 5.200 alguns tipos de tratamento. Sugestões e Comentários: O direito a medicamentos gratuitos, que é previsto na constitui- redacao@editorcriacao.com.br ção federal; a psicoterapia para auxiliar nas tensões pré-exames; e Revista disponível em formato digital no site www.medicina.editorcriacao.com.br o artesanato como forma de superação, completam esta edição. As propagandas são de responsabilidade exclusiva dos patrocinadores. Um grande abraço e boa leitura! Todos os artigos publicados na revista Giro Antonia Cardeal na Medicina terão seus direitos reservados pela Editor Criação, e só poderão ser Envie sugestões e comentários: publicados, parcial ou integralmente, com autorização por escrito da Editora. redacao@editorcriacao.com.br
  • 3.
  • 4. nutrição Perder peso após o tratamento do câncer de mama A importância de uma dieta balanceada no pós-tratamento e para toda a vida Simples 4 Olhar
  • 5. Segundo estudos, um terço das pacientes em versas funções do organismo, dessa forma eles se tratamento de câncer de mama tem aumento de agrupam de acordo com as funções que exercem, peso em mais de 5kg. As causas que refletem no não existe nenhum alimento que seja completo, ganho de peso podem ser provenientes da ansie- ou seja, que sozinho tenha tudo o que organismo dade gerada pelo tratamento e dos medicamentos, precisa para ter um bom funcionamento”, é o que que podem causar retenção de líquido, ou mesmo explica a nutricionista Fernanda Bortolon, especia- podem estar associadas a um estilo de vida seden- lizada em nutrição oncológica. tário, sem nenhuma atividade física. O segredo Fernanda enfatiza que é importante inserir ali- para voltar ao peso normal ou entrar em forma é mentos de funções diferentes nas refeições para adotar uma dieta saudável que possa ser estabele- atingir uma dieta equilibrada, por exemplo, “o al- cida para toda a vida. moço contendo uma porção de cereal (arroz, ma- É necessário não adotar um plano de alimen- carrão, batata ou mandioca), uma porção de legu- tação radical, porque este pode apresentar riscos à minosa (feijão, lentilha, ervilha ou grão-de-bico), saúde e desencadear o famoso efeito sanfona, que uma porção de carne ou ovo, duas porções de hor- é quando o corpo perde massa rapidamente e logo taliças (vegetais crus e cozidos) e uma porção de volta a recuperar. Esse efeito pode deixar o me- fruta como sobremesa”, explica. A nutricionista tabolismo comprometido, pela baixa ingestão de acrescenta que é importante utilizar óleo e sal com nutrientes. É fundamental a reeducação alimen- moderação para o preparo das refeições. Cebola, tar para que o organismo se adapte e mantenha a alho e ervas aromáticas (salsa, coentro, manjericão, nova rotina alimentar. alecrim, louro, etc.) podem ser usados à vontade. Ainda durante o tratamento, pode ser iniciada A avaliação do estado nutricional do paciente uma dieta com baixo teor de gorduras e de baixa é importante para determinar se houve ganho ou caloria, que pode ser mantida após o tratamento. É perda de peso e estabelecer as necessidades calóri- indicado o acompanhamento de uma equipe mul- cas diárias. É importante ressaltar que o sobrepeso tidisciplinar com o intuito de minimizar os efeitos é um fator de risco para reincidência do câncer de colaterais do tratamento, como o ganho de peso. mama, por isso a importância de um acompanha- “Os alimentos exercem um papel essencial em di- mento nutricional. Simples 5 Olhar
  • 6. DICAS DA NUTRICIONISTA PARA MANTER UMA DIETA SAUDÁVEL PARA TODA A VIDA Evite a ingestão de produtos industrializados ricos em produtos químicos (conservantes, corantes, aromatizantes, etc.), enlatados, em conserva, alimentos conservados em sal, temperos prontos, etc. Evite frituras, alimentos gordurosos, embutidos e defumados (carnes gordas, É indicado realizar de cinco a seis refeições bacon, linguiça, salsicha, frios, leite diárias, em intervalos de três horas. integral, manteiga, queijos gordos, maionese, creme de leite, pele de frango, salgadinhos, fast food, etc.). Dê preferência aos alimentos naturais e frescos, com ênfase para um maior consumo Dê preferência aos produtos integrais no de frutas, hortaliças (verduras e legumes), lugar dos refinados. Eles contêm maior cereais integrais e leguminosas. teor de vitaminas e sais minerais que se perdem no processo de refinamento. Procure ingerir as hortaliças cruas. As que requerem cozimento, opte pela cocção a Dê preferência aos peixes e às aves; e, vapor e evite muito tempo sob a ação do quando consumir carne vermelha, opte calor e/ou em ebulição na água. pelos cortes que têm menos gordura. Simples 6 Olhar
  • 7. No preparo dos alimentos, use óleos Mantenha o peso adequado. O excesso de vegetais (em pequenas quantidades). gordura estimula a produção de certos hormônios e processos inflamatórios. Abuse dos temperos naturais (cebola, Pratique atividade física regularmente. alho, salsinha, cebolinha, etc.); para temperar as saladas, usar azeite de oliva extravirgem, ervas aromáticas (orégano, manjericão, alecrim, hortelã etc.) e uma pitada de sal. Evite os molhos prontos e/ou à base de creme de leite ou de maionese. Evite doces em geral, refrigerantes, inclusive os light e diet, e bebidas alcoólicas. Varie sempre os alimentos para que sua alimentação não fique monótona e capriche nas cores, quanto mais colorida for sua alimentação, mais vitaminas e minerais estarão presentes. Consuma, pelo menos, cinco cores de alimentos diferentes ao longo do dia. Referências: (1) INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Detecção precoce do câncer de mama. Rio de Janeiro: INCA. Disponível em: <http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/folheto_mama_2011_web.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2011. (2) INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2011. Disponível em: <http://www.inca.gov.br/estimativa/2012/estimativa20122111.pdf>. Acesso em: 06 dez. 2011. Simples 7 Olhar
  • 8. bem-estar Terapia ocupacional no tratamento do câncer A importância de vencer as barreiras O tratamento oncológico representa mudanças Definida como um campo de conhecimento e de na vida da pessoa que descobre a presença da doen- intervenção em saúde, em educação e na área so- ça. As alterações na rotina são inevitáveis, devido cial, a terapia ocupacional auxilia na emancipação aos tipos de terapias utilizadas. O paciente com cân- e na autonomia de pessoas que estão passando por cer passa por períodos de internação, cirurgias, qui- situações específicas, como doenças, deficiências fí- mioterapias, entre outros procedimentos que são sicas, problemas emocionais ou sociais. O terapeuta fundamentais para a evolução do tratamento, mas ocupacional na área da oncologia utiliza estratégias que também trazem mudanças que nem sempre são para facilitar e ajudar o paciente a adaptar-se com sutis. O paciente pode encontrar dificuldades em mais facilidade à sua nova capacidade funcional, atividade corriqueiras, que antes eram exercidas buscando equilíbrio tanto na parte física, quanto no com naturalidade, como escovar os dentes, tomar emocional. As atividades devem estar relacionadas banho, vestir-se, estudar, sair de casa sozinho, etc. ao que seja importante na vida da pessoa. Simples 8 Olhar
  • 9. ALGUMAS ABORDAGENS DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ONCOLOGIA Acolhimento dos pacientes e seus familiares. Orientações sobre as formas de melhorar e recuperar o desempenho das ativi- dades básicas e instrumentais de vida diária no seu nível máximo; Ensino e incitação quanto à realização diária da automassagem, facilitando o reconhecimento do corpo por meio de estímulos. Realização de atividades que facilitem o desempenho de componentes motores, visando ao ganho de amplitude de movimento e ao menor gasto energético durante as atividades desenvolvidas. Estímulo a participação em atividades de abordagem corporal (alongamento, relaxamento e conscientização corporal). Técnicas para controle da dor e da fadiga. Favorecer espaços que permitam compartilhamento, encorajamento e troca de experiência entre pacientes, familiares e equipe de saúde. Fonte: Adaptado de BATISTA, R. M. M.; SILVA, J. B., 2011. Para esclarecer a função da terapia ocupacional durante o tratamento do câncer, conversamos com Renata Magalhães, terapeuta ocupacional residente em Saúde da Mulher no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE). Simples Olhar - Quais os benefícios da tera- pia ocupacional para pacientes com câncer? Renata Magalhães - As ações em Terapia O terapeuta ocupacional deve, portanto, criar pos- Ocupacional baseiam-se no “fazer humano”, seja sibilidades para que o paciente tenha condições fí- nas atividades cotidianas, nas artes, no trabalho, sicas e emocionais para a manutenção, o resgate no lazer, no autocuidado, na circulação no meio e a descoberta de seus projetos de vida, frente à social. Uma vez que, por algum motivo, deixamos situação em que se encontra. Busca proporcionar de realizar tais atividades, perdemos a capacidade uma melhor qualidade de vida e potencializar o de- de escolha (autonomia) e função (independência). sempenho de suas funções em seu nível máximo. Simples 9 Olhar
  • 10. Simples Olhar - Quando é indicada? pressão, de deformidades de estruturas ósseas e articulares, a partir do correto posicionamento e Renata Magalhães - Alguns procedimentos alinhamento postural, como a correta indicação de terapêuticos ou mesmo a internação hospitalar equipamentos de tecnologia assistiva, capacitando culminam em desconfortos físicos, emocionais e e orientando este para a realização das atividades sociais, e acabam gerando repercussões no desem- de vida diária e mobilidade por meio ou não de penho das atividades de vida diária, nas atividades adaptações que variam da alta à baixa tecnologia. produtivas e nas atividades de lazer. A indicação terapêutica ocupacional baseia-se nessa necessida- Simples Olhar - Quais os tipos de abordagem de/demanda de potencializar o desempenho dessas que podem ser desenvolvidas? funções e permitir que o indivíduo mantenha a par- ticipação social e manutenção de atividades signifi- Renata Magalhães - Podem ser realizadas cativas para si. intervenções individuais ou em grupo, a depen- der do objetivo estabelecido pelo terapeuta. Em Simples Olhar - Qual o objetivo da terapia geral, a abordagem utilizada é a Prática Cen- ocupacional? trada no Cliente, que privilegia a qualidade da interação entre terapeuta e cliente no processo Renata Magalhães - Através das avaliações terapêutico, e reconhece o cliente como sujeito na funcional e ocupacional associadas ao conhe- construção dos projetos terapêuticos. Envolve a cimento dos hábitos ocupacionais, o terapeuta parceria entre terapeuta e cliente, e a distribui- ocupacional é capaz de identificar as limitações e ção de poder envolvida nessa relação, em que potencialidades do paciente, buscando promover o terapeuta se coloca como um elemento faci- ações que visam a resgatar a independência, a au- litador. Essa abordagem prega o deslocamento tonomia no cotidiano, a autoestima e a inclusão de um modelo de intervenção baseado na dimi- social. O terapeuta ocupacional tem como objetivo nuição de déficits funcionais, para um modelo tratar os agravos físicos, sensoriais e emocionais mais preocupado com a habilitação segundo decorrentes do tratamento, que podem ser inicia- metas significativas para o cliente. Em suma, dos desde o diagnóstico, no período da internação é uma abordagem que adota a filosofia de res- ou no da pós-alta. peito e parceria com as pessoas que recebem os Em especial, no contexto hospitalar, a inter- cuidados, reconhece a autonomia do cliente e venção terapêutica ocupacional deve está voltada a necessidade de ele realizar escolhas e tomar à prevenção de agravos, à prevenção de úlceras de decisões de acordo com suas necessidades. Simples 10 Olhar
  • 11. Simples Olhar - A TO pode ser indicada para haja uma equipe capacitada e sensível para pres- os familiares da pessoa com câncer? Em que tar um cuidado holístico. O terapeuta ocupacional situações? pode oferecer espaços de troca, reflexão e escuta ao familiar/cuidador e ainda facilitar a comuni- Renata Magalhães - A assistência ao pacien- cação entre paciente e cuidador, potencializando te com câncer deve ser integral, sendo assim, a esta relação. família precisa ser considerada como parte inte- grante do cuidado. O diagnóstico de um câncer Simples Olhar - Como tem sido a aceitação a por si só causa um profundo impacto psicossocial este tipo de terapia com pessoas com câncer? no paciente e nos seus familiares, visto que ocor- re uma associação imediata com a possibilidade Renata Magalhães - Tem sido aceita positiva- de morte, causando sofrimento, medo, angústia. mente, tanto pelos pacientes e familiares, quanto O processo de enfrentamento da doença requer pela equipe de saúde, que vem reconhecendo a in- o apoio familiar e exige dessa família uma reor- tervenção terapêutica ocupacional como meio de ganização e adaptação mediante o desenrolar do tratamento eficaz para promoção de uma melhor tratamento. Muitos compreendem a assistência ao qualidade de vida. A “atividade”, seja ela um pro- familiar meramente como transmissão de infor- duto concreto, uma expressão corporal ou uma mações sobre a doença e orientações relacionadas forma de planejar o cotidiano, é o recurso utili- a procedimentos que o próprio familiar deve rea- zado pelo terapeuta ocupacional, e surpreende lizar nos cuidados diários. No entanto, o familiar positivamente os pacientes, pois leva o sujeito a deve ser efetivamente cuidado e, para isso, deve perceber melhor os seus limites e as suas possibili- englobar o acolhimento, a escuta e a compreen- dades, tendo uma melhor compreensão e aceitação são de seu sofrimento. Deve ainda respeitar suas do processo atual e, assim, poder desenvolver um crenças, seus valores e sua compreensão diante do estilo adaptativo de vida, integrando suas capaci- processo de adoecimento. Para isso, é preciso que dades funcionais e ocupacionais. Referências: (1) ONCOGUIA. Recursos e suportes. Terapia ocupacional. Disponível em: <http://www.oncoguia.com.br/site/interna.php?cat=4&id=210&menu=4>. Acesso em: 29 nov. 2011. (2) ONCOPEDIATRIA. Contribuições da terapia ocupacional no tratamento de adolescentes com câncer. Disponível em: <http://www.on- copediatria.org.br/content/contribuicoes-da-terapia-ocupacional-no-tratamento-de-adoles>. Acesso em: 29 nov. 2011. (3) INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Controle do câncer de mama: documento de consenso. Rio de Janeiro: INCA, 2004. Disponível em: <http://www.inca.gov.br/publicacoes/Consensointegra.pdf>. Acesso em: 29 nov. 2011. (4) SILVA, A. C. C.; SANTOS, A. R.; GIARDINETTO, B. O terapeuta ocupacional na vigência das políticas públicas em oncologia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 12.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 9., 2011, São Paulo. Trabalhos...São Paulo, 2011. 10 p. Disponível em: <http://www.cbtoeclato2011.com.br/cd/resumos/TC1100-1.pdf>. Acesso em: 29 nov. 2011. (5) BATISTA, R. M. M.; SILVA, J. B. Câncer de mama e terapia ocupacional: desafios e possibilidades para atuação interdisciplinar. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 12.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE TERAPIA OCUPACIONAL, 9., 2011, São Paulo. Trabalhos...São Paulo, 2011. 10 p. Disponível em: <http://www.cbtoeclato2011.com.br/cd/resumos/TC0715-3.pdf>. Acesso em: 29 nov. 2011. Simples 11 Olhar
  • 12. beleza A importância dos cuidados com a pele Durante o tratamento oncológico podem surgir manchas e irritações na pele Alguns tipos de tratamento, como os qui- do tratamento, porém sinais, como o escureci- mioterápicos, podem causar modificações na mento da pele, podem permanecer por mais tem- pele, como o ressecamento, coceiras, erupções e po. Os sinais comuns em quem faz radioterapia pequenas ulcerações. Em alguns casos, a pessoa são: ressecamento, coceira e irritação, embora es- passa a suar mais, e sinais, como veias e unhas ses efeitos sejam limitados às áreas nas quais são mais escuras, podem aparecer. É preciso muita aplicados os raios, os efeitos colaterais podem ser cautela ao tomar sol, a quimioterapia deixa a pele muito desagradáveis. do paciente mais propensa a queimaduras em Os efeitos colaterais causados por esses tipos contato com os raios solares. de tratamento podem gerar irritação e estres- O paciente que faz radioterapia também está se no paciente oncológico. Para suavizar esses exposto a alguns problemas causados por este problemas, algumas medidas podem auxiliar no tipo de tratamento, mas que, na maioria das ve- alívio e até na eliminação de alguns sintomas ge- zes, desaparecem após algumas semanas ao fim rados pelo tratamento. Simples 12 Olhar
  • 13. PARA ALIVIAR A COCEIRA Tomar banhos com água fria e usar Cuidados com a roupa de cama sabonete neutro Quando dormimos, naturalmente, a pele des- A água morna ou quente pode ressecar ainda cama, e esse contato pode causar mais irritação mais a pele, sabonetes neutros não contêm ele- à pele que está sensível, por isso é importante mentos que podem danificar a pele, por isso são trocar diariamente os lençóis para evitar as bac- a melhor escolha. térias que se alimentam dos restos de pele. Secar bem a pele após o banho Evitar temperaturas extremas É necessário secar bem a pele, tirar a umidade Tanto o frio quanto o calor ao extremo po- em locais como virilhas, axilas e entre os dedos dem causar ressecamentos e queimaduras à pele. para evitar a proliferação de fungos e bactérias. Cuidados com o sol Aplicar compressas frias na região É necessária atenção especial aos efeitos do onde coça sol. Proteger-se do sol evita o suor excessivo e Essa medida pode aliviar o incômodo. O melhor possíveis queimaduras. É recomendável usar lo- é usar as compressas com água gelada. ção ou gel com filtro solar com fator acima de 15. Manter as unhas cortadas e limpas Manter as unhas bem curtas evita possíveis ar- ranhões na pele. Uma opção, caso a pessoas esteja se arranhando enquanto dorme, é dormir de luvas. Simples 13 Olhar
  • 14. “Os banhos de banheira devem ser evitados, por expor durante muito tempo a pele ao calor, o que favorece o ressecamento da pele.” Prevenindo o ressecamento Disfarçando a pele e as e as coceiras veias escuras Algumas medidas podem ser tomadas antes do As roupas de mangas compridas são uma aparecimento dos desagradáveis efeitos do resse- boa opção, além de esconder as manchas e as camento da pele e das coceiras geradas pelo trata- veias escuras, protegem a pele de possíveis mento com radioterapia e quimioterapia. Adicio- contusões. Outra dica é manter as unhas sem- nar óleo mineral ou de bebê à água do banho para pre bem cortadas e limpas para favorecer o hidratar a pele de forma neutra é uma boa saída. crescimento e disfarçar as manchas escuras. Os banhos de banheira devem ser evitados, por Para as mulheres, pintar a unha e maquiar-se expor durante muito tempo a pele ao calor, o que ajuda a amenizar as alterações de cor, mas lem- favorece o ressecamento da pele. Os perfumes à brando que, para o uso de qualquer substân- base de álcool devem ser evitados, principalmente cia química durante o tratamento, é necessário após o banho e depois de barbear-se. É indicada a consultar um dermatologista. ingestão diária de dois litros de água. Simples 14 Olhar
  • 15. Simples 15 Olhar
  • 16. cidadania Direito a medicamentos gratuitos A saúde é um direito de todos previsto na constituição federal Por intermédio do Sistema Único de Saúde – Para que o paciente consiga o medicamento, SUS, o Estado deve garantir a todos os cidadãos o é necessário que a eficácia do remédio seja com- direito à saúde, mediante políticas sociais e econômi- provada por relatório médico, fundamentado na cas que visem à redução do risco de doença e a prover literatura médica e com registro na Agência Na- o acesso de forma igualitária à promoção, à proteção cional de Vigilância Sanitária – ANVISA. O pri- e à recuperação. Essa lei está prevista no artigo 196 e meiro passo para conseguir acesso aos medica- inclui o fornecimento de medicamentos quando com- mentos é a solicitação na Coordenação Estadual provada a necessidade clínica do paciente. de Assistência Farmacêutica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE MEDICAMENTO - CPF (original e cópia). - Solicitação de Medicamentos No caso de menores de 18 anos, os responsá- Excepcionais (SME) ou Laudo veis devem procurar um posto de atendimento para Solicitação/Autorização de da Receita Federal, para cadastramento de pes- Medicamentos de Dispensação soa física e apresentar a Certidão de Nascimen- Excepcional (LME). to e a receita médica originais. A SME/LME é o documento que contém as - Documento de identidade - R.G. informações sobre a justificativa para o forne- (original e cópia). cimento dos medicamentos e deverá ser emitida Apresentar Certidão de Nascimento quando se em quatro vias. E, em todas as vias, o médico deve assinar e carimbar. tratar de menor de 18 anos.  - Resumo do laudo clínico emitido pelo - Comprovante de médico.  residência (original e cópia). Após os documentos serem aprovados, o pacien- - Cópia do Cartão Nacional de Saúde.  te ou seu representante será encaminhado a um Pólo de Medicamentos Excepcionais da Secreta- - Receita médica em duas vias, com ria para retirar os medicamentos. medicamento e posologia diária. Referências: (1) BRASIL. Constituição (1998). Constituição da República É importante destacar a validade da receita, que Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988. Disponível em: <http:// www.dji.com.br/constituicao_federal/cf196a200.htm>. Acesso em: 2 dez. é de 30 dias após o médico prescrevê-la. 2011. (2) GUIA DE MULHER. Novidades. Como conseguir medicamentos gratuitos pelo SUS para o tratamento de câncer. Disponível em: <http://www. guiademulher.com.br/ver_noticias.php?cid=como-conseguir-medicamentos- gratuitos-pelo-sus-para-o-tratamento-de-cancer-1>. Acesso em: 2 dez. 2011. Simples 16 Olhar
  • 17. comportamento Auxílio pode O acompanhamento de um psico-oncologista é um caminho para a redução das tensões e con- ser vital para fusões que normalmente são geradas por falta de informação sobre o tratamento e sobre os exames necessários. A assistência de um psicólogo espe- vencer as cialista em oncologia pode ser iniciada desde o momento em que o paciente recebe o diagnóstico, tensões na pré e na pós-consulta para esclarecer sobre os resultados e os próximos passos do tratamento. O trabalho deste profissional não é apenas conscien- pré- exames tizar o paciente, mas também oferecer suporte aos familiares sobre o que é a doença e como conviver melhor com a pessoa que está se tratando. A psicoterapia pode auxiliar antes e depois dos exames e das consultas Tipos de abordagem da Conviver com o tratamento do câncer não é tarefa psicoterapia na oncologia fácil. Após o recebimento do diagnóstico, a pessoa Problemática intrapsíquica:  ansiedade, se depara com o medo de uma doença sem cura depressão, medo, raiva, revolta, insegu- e, por instinto, o medo da morte. A nova situação rança, perdas, desespero, mudanças de hu- traz a necessidade de adaptações, e as mudanças mor e esperança. afetam, de forma significativa, o trabalho, o lazer, as relações familiares. Os problemas que surgem Problemática social:  isolamento, estig- são desencadeados muito mais pelo lado psicoló- ma, mudança de papéis, perda de controle, gico do que pelo físico. perda de autonomia. Nem sempre a alteração na rotina de exames é Problemática relacionada ao câncer: absorvida e compreendida da melhor forma. Em processo da doença, mutilações, tratamen- alguns casos, as pessoas têm dificuldades para tos, dor, efeitos colaterais, relação proble- aderir ao tratamento com motivação. Esse com- mática com o médico. portamento pode acarretar tensões emocionais Fonte: Adaptado de CARVALHO, M. M., 2002. que resultam, muitas vezes, em depressão, em desinteresse ao tratamento e, em casos extremos, Referências: CARVALHO, M. M. Psico-oncologia: história, características e pode-se apresentar a atitude de fuga aos encami- desafios. Psicol. USP, v.13, n.1,  p.151-166, 2002. Disponível em: <http://www. scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642002000100008&ln nhamentos das consultas e dos exames. g=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 6 dez. 2011. Simples 17 Olhar
  • 18. faça você mesmo Artesanato: a arte de superar Atividades artísticas auxiliam na reorganização das emoções Durante o tratamento do câncer, o paciente so- onde podem encontrar afinidades, compartilhar fre com alguns sentimentos confusos, ansiedades dificuldades, e esse contato pode representar um e estresse dos exames que viram rotina. O artesa- estímulo para continuar com uma rotina nova e nato pode ser uma excelente maneira de expressar criativa. e descobrir novas aptidões. No artesanato, muitas Para a artesã Alexsandra Novoa, o artesanato pessoas têm encontrado uma oportunidade de me- traz benefícios ao corpo e a mente, relaxa as ten- lhorar o autoconhecimento, de recuperar a auto- sões do dia a dia e desenvolve o cérebro através estima, de refletir e, principalmente, de desenvol- das técnicas utilizadas. “Enquanto trabalhamos, ver a criatividade. estamos calmos, atentos ao trabalho, obtendo o A atividade artesanal em grupo faz com que os resultado passo a passo e criando peças únicas. Fa- envolvidos entrem em contato com outras pesso- zer artesanato é aprender a conviver melhor com as que estão passando por situações semelhantes, nós mesmos”, explica. APRENDA A FAZER UM PORTA-CONTROLE REMOTO COM DICAS DA ARTESÃ ALEXSANDRA NOVOA • Tinta para artesanato fosca na cor branca • Tinta para artesanato fosca na cor cereja • Tubo de betume • Cola gel decoupage • Papel de decoupage (recorte de papel) à sua escolha • Três pincéis macios • Lixa para madeira grão 100 • Verniz vitral brilhante inodoro • Caixa com divisórias • Solvente pra limpar os pincéis (caso haja restri- ção, peça para alguém ajudar e faça a limpeza em ambiente arejado, usando luvas). Simples 18 Olhar
  • 19. faça você mesmo 1º Passo: pintar a caixa com divisórias com a tinta branca e aguardar até secar. 2º Passo: lixar a peça até que a 3º Passo: pintar a peça com a superfície fique lisa. tinta cereja e aguardar até secar. 4º Passo: dissolver algumas gotas de solvente no betume, usando luvas para torná-lo menos denso e aplicar a peça com pincel e aguardar até secar. 5º Passo: colar o papel com a cola gel decoupage de sua preferência e aplicar o verniz brilhante incolor e esperar secar durante 24 horas. O custo fica em torno de R$10,00 e, com todo o acabamento, o preço de venda fica entre R$25,00. Simples 19 Olhar
  • 20. 20 de janeiro - Dia do Farmacêutico Uma homenagem da Libbs Oncologia a esse profissional da área de saúde, que dedica a sua vida à pesquisa, preparando soluções, manipulando fórmulas, transformando substâncias em medicamentos e, assim, contribuindo efetivamente para prevenir, melhorar, tratar e curar doenças. 502071 - fevereiro de 2012