SlideShare uma empresa Scribd logo
1
GUIA DE FORMULAÇÕES
2
Guia de Formulações
Este guia de formulações é parte integrante do curso de Suplementos e Fitoterápicos
da Gestante ao Idoso. As fórmulas aqui descritas são orientadas pelos módulos deste
curso.
Copyright © Instituto Ana Paula Pujol 2011
Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material poderá ser reproduzido
ou transmitido por qualquer forma e/ou quaisquer meios (eletrônico ou mecânico,
incluindo fotocópia e gravação) ou arquivado em qualquer sistema ou banco de dados
de terceiros, sem permissão da autora.
Lei 9610, de 19 de fevereiro de 1998.
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO............................................................................................ 03
SUPLEMENTO PARA TERCEIRO TRIMESTRE (GESTANTE)................ 04
NÁUSEA E VÔMITOS NA GESTAÇÃO..................................................... 04
CONSTIPAÇÃO INTESTINAL.................................................................... 05
HIPOTIREOIDISMO................................................................................... 06
IMUNO ESTIMULANTE E ANTIALÉRGICO............................................... 07
TINTURA DESINTOXICANTE.................................................................... 07
ACNE ......................................................................................................... 07
SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL................................................................. 08
REDUÇÃO DA COMPULSÃO POR DOCE................................................ 09
CANDIDÍASE VULVOVAGINAL................................................................. 09
INIBIDORES DE 5 ALFA REDUTASE........................................................ 10
ESTIMULANTE DE GABA.......................................................................... 11
ESTIMULANTE DE ACETILCOLINA.......................................................... 11
ANSIEDADE, ESTRESSE E INSÔNIA....................................................... 12
REDUTORES DE CORTISOL.................................................................... 12
MENOPAUSA/CLIMATÉRIO...................................................................... 12
OSTEOPOROSE........................................................................................ 13
OSTEOPENIA NO CLIMATÉRIO................................................................ 13
MEMÓRIA.................................................................................................... 14
HEMORROIDAS.......................................................................................... 14
REPOSIÇÃO DA MICROBIOTA INTESTINAL............................................ 14
DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS....................................................... 15
ESCLEROSE MÚLTIPLA............................................................................. 15
VARIZES...................................................................................................... 15
DIABETES TIPO 2/RESISTÊNCIA À INSULINA......................................... 16
REDUÇÃO DE PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA.................................................. 16
REDUÇÃO DE COLESTEROL.................................................................... 16
OSTEOARTRITE.......................................................................................... 17
REDUÇÃO DE HOMOCISTEÍNA................................................................. 17
FIBROMIALGIA........................................................................................... 17
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA..................................................... 18
PRECAUÇÕES............................................................................................. 19
CONHEÇA ALGUNS DE NOSSOS CURSOS ONLINE............................... 20
FAÇA UMA PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO ESTÉTICA......................21
3
A suplementação, muitas vezes, é considerada "complementação" já que há limitações
no consumo de nutrientes e interações nutricionais, metabólicas além dos
antagonismos nutricionais na dieta.
Vários estudos também têm demonstrado que a composição nutricional do solo e dos
alimentos tem sido modificada pelos tipos de cultivo, métodos genéticos e ambientais.
Por outro lado, a recomendação da ADA (American Dietetic Association), a melhor
estratégia nutricional para promoção da saúde e redução do risco de doenças crônicas
é manter uma alimentação variada. Em contrapartida, o mais comum é observarmos um
repertório cada vez menor, especialmente de frutas e verduras, no mundo onde a falta
de tempo impera, instigando ao consumo de fast foods, em geral muito ricos em
carboidratos, gorduras e energia, mas pobres nutricionalmente.
Independentemente deste perfil, a reeducação alimentar deve ser priorizada e a
suplementação deve ser uma alternativa para suprir carências nutricionais ou reduzir os
sinais clínicos, físicos e bioquímicos que levam à queixas.
Apesar da prescrição nutricional ser realizada por nutricionista, é ao farmacêutico que
cabe selecionar o preparo a partir de uma prescrição. Por isto a integração entre estes
profissionais permite o estabelecimento do sucesso terapêutico no âmbito da adesão ao
tratamento por parte do paciente, a integridade e as características sensoriais do
produto.
Este formulário é embasado em evidências científicas e clínicas e serve de apoio ao
profissional nutricionista no que concerne a formulações de suplementos e fitoterápicos
nos ciclos da vida. Somente as fórmulas destinadas à gestantes podem ser prescritas
para este grupo. As demais formulações não são indicadas para gestantes e lactantes.
As fórmulas a seguir, devem ser prescritas de forma individualizada, considerando
aspectos clínicos, bioquímicos e socioeconômicos. Além disso é necessário o
acompanhamento do paciente/cliente associado ao plano alimentar individualizado.
Guia de Formulações
INTRODUÇÃO
SOBRE ESTE GUIA
2
Algumas formulações possuem recomendações associadas e serão idenƟficadas
com um número. Verificar o item Precauções ao final deste guia para verificar res-
trições relacionadas.
Formulações indicadas para gestantes
4
Guia de Formulações
FORMULAÇÕES DO MÓDULO 2
1.
Tintura de gengibre 20% - 100 ml
Tomar 20 gotas diluídas em água 2 vezes ao dia
2.
Chá de gengibre
Ingredientes:
• 1 1/2 litro de água
• 2 colheres de sopa de gengibre ralado
• 1 rodela de limão sem casca
• Cravo a gosto
• Canela a gosto
Modo de preparo: Ferver os ingredientes por 15 minutos. Coar e servir.
NÁUSEAS E VÔMITOS NA GESTAÇÃO
Vitamina C 200 mg
Ferro quelado 30 mg
Cobre 1 mg
Cápsulas 30 doses
Tomar 1 dose ao dia.
SUPLEMENTO PARA TERCEIRO TRIMESTRE (gestante)
5
Guia de Formulações
IĦٛ—®›Äã›Ý
6 colheres (sopa rasa) de farelo de arroz
1 colher (sopa) de semente de abóbora
3 colheres (sopa) de semente de linhaça
3 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (sopa) de farinha de semente de uva
CONSTIPAÇÃO INTESTINAL
1.
Lactobacillus rhamnosus 500 milhões
Lactobacillus casei 500 milhões
Lactobacillus bifidum 500 milhões
Lactobacillus acidophillus 500 milhões
30 doses - cápsulas
Tomar 1 dose em jejum
OU
2.
FASE 1
Glutamina 5g
10 doses
Pó para preparo de bebida extemporânia
Tomar no mínimo por 10 dias (ideal de 1 a 2 meses)
FASE 2
Lactobacillus rhamnosus 1 bilhão
Lactobacillus bulgaricus 2 bilhões
Lactobacillus bifidum 2 bilhões
Lactobacillus acidophillus 2 bilhões
60 doses - cápsulas
Tomar 1 dose em jejum
FASE 3
FOS (Frutooligossacarídeo) 2g
20 saches
Pó para preparo de bebida extemporânia
Tomar 1 dose ao dia pela manhã após o término do suplemento da FASE 2
6
Guia de Formulações
HIPOTIREOIDISMO
SeleniomeƟonina 50 mcg
Zinco 15 mg
Picolinato de cromo 200 mcg
Cobre 1 mg
NicoƟnamida 25 mg
Vitamina B6 20 mg
Cianocobalamina 25 mcg
Vitamina A 3000 UI
Vitamina C 250 mg
L –Ɵrosina 50 mg
Rhodiola Rosae 250 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose de manhã
1
7
Guia de Formulações
Cardo mariano (Silybum marinum) 20% - 20 ml
Alfafa (Medicago saƟva) 20% - 20 ml
Dente de leão (Taraxacum officinali) 20% - 20 ml
Chapéu de couro (Echinodorus macrophyllus) 20% - 40 ml
10 gotas diluídas em água 3 vezes ao dia
TINTURA DESINTOXICANTE
Ácido ascórbico 100 mg
Alfa-tocoferol 20 UI
SeleniomeƟonina 50 mcg
Zinco quelado 15mg
Cobre 1 mg
Vitamina B5 5 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose 1 vez ao dia
ACNE
IMUNOESTIMULANTE E ANTIALÉRGICO
Lactobacillus rhamnosus 320 milhões
Lactobacillus acidophilus 320 milhões
Lactobacillus bulgaricus 320 milhões
Lactobacillus casei 320 milhões
Bifidobacterium bifidum 320 milhões
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose ao dia em jejum.
FORMULAÇÕES DO MÓDULO 4
8
Guia de Formulações
1.
Vitex agnus-castus (0,5% agnosídeos) 30 mg
Vitamina B6 20 mg
L-triptofano 200 mg
Griffonia simplicifolia 25 mg
Magnésio 100 mg
Manganês 2 mg
Cápsulas—15 doses
Tomar 1 dose ao dia no final da tarde a parƟr do 14º dia do ciclo menstrual*.
2.
Óleo de prímula 1g
Cápsulas—15 doses
Tomar 1 dose ao dia pela manhã a parƟr do 14º dia do ciclo menstrual*.
* Conta-se como 1º dia do ciclo o 1º dia do fluxo menstrual
SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL 1
Vitex agnus-castus 40 mg
Magnésio glicina 250 mg
Cálcio citrato 400 mg
Vitamina D 800 UI
L-triptofano 500 mg
Griffonia simplicifolia 50 mg
Vitamina B6 10 mg
Cápsulas - 15 doses
Tomar de manhã após café a parƟr do 14º dia do ciclo menstrual.
SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL 2
FORMULAÇÕES DO MÓDULO 5
2
2
9
Guia de Formulações
Spray oral
Griffonia simplicifolia 25mg
Garcína Camboja 50mg
Gymnena silvestre 25mg
Aroma chocolate 0,02%
Veículo 1ml
Borrifar 4 x ao dia.
Frasco de 20ml
REDUÇÃO DA COMPULSÃO POR DOCES
1.
Lactobacillus rhamnosus 5 bilhões de UFC
Shake sem leite 1 UN
1 sachê ao dia.
Adicionar o conteúdo do sachê em 1 copo de água. Tomar imediatamente após o preparo, em
jejum, 15 minutos antes do café-da-manhã.
2.
Lactobacillus rhamnosus 800 milhões de UFC*
Lactobacillus acidophillus 800 milhões de UFC*
Lactobacillus fermentum 1 bilhão de UFC*
Efervescente 1 UN
1 sachê ao dia.
Adicionar o conteúdo do sachê em 1 copo de água. Tomar imediatamente após o preparo, em
jejum, 15 minutos antes do café-da-manhã.
Observação: As fórmulas acima podem ser manipuladas em cápsulas.
CANDIDÍASE VULVOVAGINAL
3
10
Guia de Formulações
1.
Óleo de alho (Allium savaƟum) 500 mg
Cápsulas—30 doses
Tomar 1 dose ao dia.
2.
Própolis 500 mg
Cápsulas—30 doses
Tomar 1 dose ao dia.
1 dose ao dia.
3.
Glutamina 5g
Pó para preparo de bebida extemporânia
Tomar 1 dose 1 vez ao dia.
4.
Tintura Orégano 20% - 60 ml
Tintura Cravo 20% - 20 ml
Tintura Salsaparrilha 20% - 20 ml
Consumir 20 gotas diluídas em água 2 vezes ao dia
Ácido alfa-lipóico 200 mg
Gymnema sylvestre 300 mg
Cromo picolinato 400 mcg
Magnésio quelado 200 mg
Vanádio quelado 40 mcg
Cápsulas 30 doses
Tomar 1 dose ao dia após a refeição
*Indicado na alopécia androgenéƟca, síndrome do ovário policísƟco e prevenção de
hiperplasia benigna prostáƟca.
INIBIDOR DE 5 ALFA REDUTASE*
CANDIDÍASE VULVOVAGINAL
5
11
Guia de Formulações
1.
Huperzine serrata extrato padronizado 1% - 5 mg
Cápsulas - 60 doses
Tomar 1 dose 2 vezes ao dia.
2.
L-Triptofano 500 mg
Grifonnia simplicifolia 100mg
Rhodiola Rosae a 3% de salidrosídeo 250 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose no final do dia
ESTIMULANTE DE ACETILCOLINA
Glutamina 500 mg
L-glicina 500 mg
L-taurina 500 mg
Vitamina B6 30 mg
Zinco 16 mg
Cobre 500 mcg
Cálcio citrato 300 mg
Magnésio 150 mg
L-teanina 100 mg
Pó para preparo de bebida extemporânia
Sachê - 30 doses
Tomar 1 dose misturado com água 1 vez ao dia .
ESTIMULANTE DE GABA
FORMULAÇÕES DO MÓDULO 6
6
7
8
12
Guia de Formulações
1.
L-triptofano 500 mg
Vitamina B6 20 mg
Vitamina B3 10 mg
Griffonia simplicifolia 50 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose a noite ou no final da tarde.
2.
Tintura Mulungu 20% 40%
Tintura Passiflora 20% 30%
Tintura Melissa 20% 30%
Tomar 30 gotas de manhã ou a noite diluídas em água.
ANSIEDADE, ESTRESSE E INSÔNIA
1.
Licorice (Glycyrhiza glabra L.) 300 mg
Cápsulas - 60 doses
Tomar 1 dose de manhã e outra perto do meio dia.
2.
Magnólia officinalis 150mg
Seaweed kombu 150mg
Ashwagandha – Withania somnifera 370mg
Cápsulas - 90 doses
Tomar 1 dose 3 vezes ao dia.
REDUTORES DE CORTISOL
Soja extrato seco (40% de isoflavona) 150 mg
PomacƟve HFV® 100 mg
Lactobacillus casei 1 bilhão
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose ao dia em jejum
MENOPAUSA/CLIMATÉRIO
9
10
8
13
Guia de Formulações
1.
Citrato de cálcio 500 mg
Magnésio glicina 250 mg
Manganês 2 mg
Boro quelado 2 mg
Vitamina D 400 UI
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose ao dia.
OSTEOPOROSE
Extrado seco de soja 40% de isoflavona 190 mg
Frutooligossacarídios 6 g
Pó para preparo extemporâneo aroma chocolate 10 g
Dissolver 1 sachê em água e tomar imediatamente após o preparo.
Tomar pela manhã.
OSTEOPENIA NO CLIMATÉRIO
OSTEOPOROSE
Vitamina E 80 mg
Vitamina C 200 mg
Selênio quelado 50 mg
Sulfato de glucosamina 500 mg
L-glicina 100 mg
L-prolina 100 mg
L-lisina 100 mg
Manganês quelado 2 mg
Sulfato de zinco 20 mg
Cobre quelado 200 mcg
QuerceƟna (fonte alimentar) 100 mg
Base efervescente
Cápsulas - 30 doses.
Tomar 1 dose ao dia.
11
12
14
Guia de Formulações
FORMULAÇÕES DO MÓDULO 7
MEMÓRIA
Ibedenona (Coenzina Q10) 45 mg
L-taurina 100 mg
FosfaƟlsiderina 200 mg
AceƟl L-carniƟna 300 mg
L-Ɵrosina 100 mg
Ácido glutâmico 20 mg
MeƟlcobalamina (vitamina B12) 100 mcg
Colina 300 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose ao dia.
HEMORROIDAS
Extrato seco de castanha-da-índia(Aesculus hippocastanum L.) 100 mg
Extrato seco de hamamélis (Hamamelis virginiana) 50 mg
RuƟna (extraída de frutas) 50 mg
Vitamina C 200 mg
Cápsulas - 60 doses
Tomar 1 dose 2 a 3 vezes ao dia.
REPOSIÇÃO DA MICROBIOTA INTESTINAL
Lactobacillus acidophilus 25 mg
Lactobacillus Bulgaricum 25 mg
Lactobacillus Bifidum 25 mg
Lactobacillus casei 25 mg
Frutooligossacarídeos qsp 500 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 cápsula pela manhã e a noite.
Manter em geladeira.
15
Guia de Formulações
DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS
Ácido fólico 1 mg
Vitamina B1 30 mg
Vitamina B2 25 mg
Niacina 100 mg
BioƟna 0,5 mg
Pantotenato de cálcio 100 mg
Vitamina D 200 UI
Cápsulas - 90 doses
Tomar 1 dose de 1 a 3 vezes ao dia.
ESCLEROSE MÚLTIPLA
Óleo de prímula (Oenothera biennis) ou de borragem 1 g
Cápsulas - 90 doses
Tomar 1 dose 3 vezes ao dia.
VARIZES
1.
Castanha-da-índia(Aesculus hippocastanum L.) 100 mg
RuƟna (extraída de frutas) 20 mg
Vitamina C 100 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose 1 a 2 vezes ao dia.
2.
Castanha-da-índia(Aesculus hippocastanum L.) 100 mg
Vitamina C 100 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose 1 a 2 vezes ao dia.
13
13
16
Guia de Formulações
DIABETES TIPO 2/ RESISTÊNCIA À INSULINA
Luteína 10 mg
Tiamina 2 mg
Ácido alfa lipóico 100 mg
Cromo quelado 200 mcg
Manganês quelado 10 mg
Zinco Taste Free® 15 mg
Cobre quelado 1 mg
Selênio quelado 50 mcg
Alfa-tocoferol 100 mg
Vanádio quelado 100 mcg
Magnésio Taste Free® 40 mg
Pó para preparação extemporânea aroma chocolate 10 g
Sachês - 30 doses
Tomar 1 sachê ao dia.
Modo de preparo: misturar 1 sachê em um copo com água.
REDUÇÃO DE PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA
Extrato Seco de Uva (ViƟs vinífera) 150 mg
Zinco quelado 15 mg
SeleniomeƟonina 100 mcg
Coenzima Q10 20 mg
Vitamina C 100 mg
Vitamina E 400 UI
Cápsulas - 30 doses
REDUÇÃO DE COLESTEROL
Resvetrol®: Forma trans do resveratrol pura padronizada em 100% 5 mg
Policosanol 5 mg
Red Yeast (Monascus purpureus) 700 mg
Niacina 5 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 a 2 doses de manhã
14
17
Guia de Formulações
OSTEOARTRITE
Ácido Fólico 2 mg
Boro quelado 2 mg
Citrato de cálcio 200 mg
Cobre quelado 1 mg
Magnésio Taste free® 100 mg
Manganês quelado 2 mg
Vitamina 50 mg
Sulfato de Glucosamina 500 mg
Zinco Taste free® 25 mg
Shake sabor baunilha 10g
Sachês - 30 sachês
Dissolver 1 sachê em 1 copo da água e tomar imediatamente após o preparo.
REDUÇÃO DE HOMOCISTEÍNA
Ácido fólico 1 mg
Vitamina B6 25 mg
Vitamina B12 0,25 mg
Cápsulas - 30 doses.
Tomar 1 cápsula ao dia.
FIBROMIALGIA
1.
D-ribose 5g ao dia
Pó para preparo de bebida extemporânia
Sachê—30 doses
Tomar 1 sachê ao dia misturado com água.
2.
Ácido málico (extraído da maçã) 600mg
Magnésio quelado 300mg
Vitamina B6 15 mg
Cápsulas - 60 doses
Tomar 1 dose 2 vezes ao dia.
15
18
Guia de Formulações
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
1.
Extrato de folha de oliveira (Olea europaea) 500 mg
Cápsulas - 60 doses
Tomar 2 doses ao dia.
2.
Allium saƟvum(extrato seco) 500 mg
Cápsulas – 60 doses
Tomar 2 doses ao dia.
3.
Magnésio 100 mg
Coenzima Q10 (Ibedenona) 20 mg
Chá branco (Camelia sinensis) 200 mg
Potássio 10 mg
Picnogenol (Pinus pinaster) 100 mg
Vitamina D 400 UI
Niacina 10 mg
Cápsulas - 30 doses.
Tomar 1 dose ao dia.
4.
Vitamina E 200 UI
Magnésio citrato 240 mg
SeleniomeƟonina 200 mg
Potássio 10 mg
Coenzima Q10 (Ibedenona ) 60 mg
L arginina 300 mg
Ganoderma lucidum 240 mg
Cápsulas - 30 doses
Tomar 1 dose ao dia.
16
19
Guia de Formulações
1. HIPOTIREOIDISMO
Cromo: evitar em pacientes com anemia já que o cromo reduz absorção de ferro pela ligação da
transferrina.
Niacinamida : em alguns pacientes pode causar rubor intenso, prurido e manifestações cutâneas
diversas.
Vitamina A: contra indicado para pacientes que estão em tratamento com isotreƟnoína (Roacutam®)
Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa
pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina.
2. SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL 1 e 2
Vitex agnus-castus: não é recomendado o seu uso em conjunto com terapia de reposição
hormonal e gestantes. Devido aos efeitos dopaminérgicos do fitoterápico, poderá ocorrer
interação medicamentosa, com o enfraquecimento da ação dos antagonistas da dopamina
(anƟpsicóƟcos) administrados conjuntamente.
Griffonia simplicifolia - não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina
oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal grave.
Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia sendo que o efeito adverso mais comum é náusea.
Cálcio: Pacientes com hiperparaƟreoidismo, doença renal crônica, ou liơase renal não devem exceder a
suplementação de cálcio. Podem ocorrer relatos de obsƟpação e flatulência com o uso de suplementos
do mineral.
Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa
pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina.
3. REDUÇÃO DA COMPULSÃO POR DOCES
Griffonia simplicifolia - não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina
oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal
grave. Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia.O efeito adverso mais comum é náusea.
4. CANDIDÍASE VULVOVAGINAL
Alho: contra indicado para indivíduos com hipotensão e/ou que uƟlizam anƟcoagulantes e
anƟplaquetários como a varfarina pois poderão apresentar aumento do tempo de sangramento.
O alho poderá intensificar o efeito de drogas hipoglicemiantes (insulina e glipizida) podendo
causar hipoglicemia.
PRECAUÇÕES
1
2
3
4
20
5. INIBIDOR DE 5 ALFAREDUTASE
Ácido alfa lipóico: critério na uƟlização em diabéƟcos em terapia com hipoglicemiantes orais já
que pode ocasionar hipoglicemia.
Vanádio: não deve ser uƟlizado em casos de insuficiência renal grave ou pacientes em tratamento
de hemodiálise
6. ESTIMULANTE DE GABA
Cálcio: indivíduos com hiperparaƟreoidismo, doença renal crônica, ou liơase renal não devem
exceder a suplementação de cálcio. Podem ocorrer relatos de obsƟpação e flatulência com o uso
de suplementos de cálcio.
Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa
pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina.
7. ESTIMULANTE DE ACETILCOLINA
Huperzine serrata: quando administrado com betabloqueadores e medicamentos cardíacos
pode causar bradicardia.
Griffonia simplicifolia – não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina
oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal grave.
Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia.O efeito adverso mais comum é náusea.
8. ANSIEDADE, ESTRESSE E INSÔNIA.
Griffonia simplicifolia – não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina
oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal
grave. Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia.O efeito adverso mais comum é náusea.
Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa
pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina.
9. REDUTORES DE CORTISOL
Licorice (Glycyrhiza glabra L.): contra indicado para hipertensos e nas doenças cardiovasculares
10. MENOPAUSA/CLIMATÉRIO
Soja: contra indicada para mulheres com histórico de câncer de mama e alterações Ɵreoidianas.
11. OSTEOPENIA NO CLIMATÉRIO
Soja: contra indicada para mulheres com histórico de câncer de mama e alterações Ɵreoidianas.
12. OSTEOPOROSE
Cálcio: Pacientes com hiperparaƟreoidismo, doença renal crônica, ou liơase renal não devem
exceder a suplementação de cálcio. Podem ocorrer relatos de obsƟpação e flatulência com o uso
de suplementos de cálcio.
Glucosamina: deve ser uƟlizada com cautela em pacientes diabéƟcos ou resistentes à insulina.
Guia de Formulações
5
6
7
8
9
10
11
12
21
13. VARIZES
Castanha da índia (Aesculus hippocastanum L.) : indivíduos com insuficiência renal, hepáƟca ou
com lesões da mucosa digesƟva não devem consumir o fitoterápico. Não deve ser uƟlizado em
casos de distúrbios hemorrágicos conhecidos ou associado a medicamentos anƟcoagulantes.
14. DIABETES TIPO II E RESISTÊNCIA INSULÍNICA
Ácido alfa lipóico: critério na uƟlização em diabéƟcos em terapia com hipoglicemiantes orais já
que pode ocasionar hipoglicemia.
15. OSTEOARTRITE
Glucosamina: deve ser uƟlizada com cautela em pacientes diabéƟcos ou resistentes à insulina
16. HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
Alho: contra indicado para indivíduos com hipotensão e/ou que uƟlizam anƟcoagulantes e anƟ-
plaquetários como a varfarina pois poderão apresentar aumento do tempo de sangramento. O
alho poderá intensificar o efeito de drogas hipoglicemiantes (insulina e glipizida) podendo causar
hipoglicemia.
Arginina: não deve ser ingerido por indivíduos com glaucoma ou herpes vulgar (labial ou genital), em
virtude da possibilidade de que a arginina pode esƟmular a replicação do vírus. Também não é reco-
mendado para pessoas que tenham sofrido infarto do miocárdio ou doença da artéria coronária esta-
belecida e pessoas com hipotensão arterial. Devido a sua ação vasodilatadora, também se deve evitar
o uso concomitante com anƟcoagulantes.
13
14
15
16
22
Guia de Formulações
CONHEÇA ALGUNS DE NOSSOS CURSOS ONLINE
23
Guia de Formulações
WWW.INSTITUTOANAPAULAPUJOL.COM.BR - WWW.IAPPSHOP.COM.BR
Copyright © Instituto Ana Paula Pujol 2011
IEPN - Instituto de Ensino e Pesquisa em Nutrição
Lei 9610 de 19 de fevereiro de 1998
FAÇA SUA PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO ESTÉTICA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Nutrição antes durante após treino
Nutrição antes durante após treinoNutrição antes durante após treino
Nutrição antes durante após treino
Nuno Amaro
 
Gestação 2
Gestação 2Gestação 2
Gestação 2
Saúde Hervalense
 
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentarNutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Erly Batista Neto
 
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
deboradamata
 
Apresentação PCE UAN
Apresentação PCE UANApresentação PCE UAN
Apresentação PCE UAN
cristiane1981
 
Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...
Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...
Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...
KetlenBatista
 
Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência  Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência
Rita Galrito
 
Relatório Clinica Nutrição
Relatório Clinica NutriçãoRelatório Clinica Nutrição
Relatório Clinica Nutrição
cristiane1981
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idosoNutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
KetlenBatista
 
Avaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporalAvaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporal
KetlenBatista
 
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Terapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeoTerapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeo
Jamille Salvador
 
Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez
Andreia Neves
 
Livro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdfLivro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdf
Marcela Cardoso
 
Allimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idosoAllimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idoso
Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP
 
Saúde do idoso
 Saúde do idoso Saúde do idoso
Saúde do idoso
Marcos Figueiredo
 
Necessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no IdosoNecessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no Idoso
Amanda Thomé
 
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
Erly Batista Neto
 
Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.
Nair Rodrigues Neves Boni
 

Mais procurados (20)

Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução Alimentar
 
Nutrição antes durante após treino
Nutrição antes durante após treinoNutrição antes durante após treino
Nutrição antes durante após treino
 
Gestação 2
Gestação 2Gestação 2
Gestação 2
 
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentarNutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
 
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
 
Apresentação PCE UAN
Apresentação PCE UANApresentação PCE UAN
Apresentação PCE UAN
 
Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...
Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...
Técnica e dietética: pesagem e medição per capita porção fator de correção e ...
 
Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência  Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência
 
Relatório Clinica Nutrição
Relatório Clinica NutriçãoRelatório Clinica Nutrição
Relatório Clinica Nutrição
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idosoNutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
 
Avaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporalAvaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporal
 
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
 
Terapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeoTerapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeo
 
Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez
 
Livro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdfLivro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdf
 
Allimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idosoAllimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idoso
 
Saúde do idoso
 Saúde do idoso Saúde do idoso
Saúde do idoso
 
Necessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no IdosoNecessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no Idoso
 
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
 
Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.
 

Destaque

Ebook sindrome pre mestrual ana paula pujol
Ebook sindrome pre mestrual  ana paula pujolEbook sindrome pre mestrual  ana paula pujol
Ebook sindrome pre mestrual ana paula pujol
Angelica Martins
 
Nutrição estética - Prescrição de nutricosméticos
Nutrição estética - Prescrição de nutricosméticosNutrição estética - Prescrição de nutricosméticos
Nutrição estética - Prescrição de nutricosméticos
Lupe Bello Cuerpo
 
Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014
Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014
Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014
Leandro Medeiros
 
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionistaFitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
Renato Marques
 
Nutricao Funcional
Nutricao FuncionalNutricao Funcional
Nutricao Funcional
pollyana lopes
 
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporalFitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
e.ferreira
 
Suplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricionalSuplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricional
Arícia Motta Nutrição
 
Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos
Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos
Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos
Lupe Bello Cuerpo
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais
Far Cavalcante
 
Disfunção erétil
Disfunção erétilDisfunção erétil
Disfunção erétil
Hannah Médici Scielzo
 
Doença de Hashimoto
Doença de HashimotoDoença de Hashimoto
Doença de Hashimoto
José Carlos Morais
 
Alimentos Funcionais Ou NutracêUticos
Alimentos Funcionais Ou NutracêUticosAlimentos Funcionais Ou NutracêUticos
Alimentos Funcionais Ou NutracêUticos
MaisVitamina
 
Nutrição e estética corporal
Nutrição e estética corporalNutrição e estética corporal
Nutrição e estética corporal
e.ferreira
 
Resiliência pessoal e profissional
Resiliência pessoal e profissionalResiliência pessoal e profissional
Resiliência pessoal e profissional
Lupe Bello Cuerpo
 
Gestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelênciaGestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelência
Lupe Bello Cuerpo
 
Disfunção erétil
Disfunção erétilDisfunção erétil
Peeling 3x1
Peeling 3x1Peeling 3x1
Peeling 3x1
Lupe Bello Cuerpo
 
Fitoterápicos
FitoterápicosFitoterápicos
Fitoterápicos
Pedro Escudeiro
 
Gastronomia funcional como potencializadora da nutrição estética
Gastronomia funcional como potencializadora da nutrição estéticaGastronomia funcional como potencializadora da nutrição estética
Gastronomia funcional como potencializadora da nutrição estética
Lupe Bello Cuerpo
 
Gestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelênciaGestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelência
Lupe Bello Cuerpo
 

Destaque (20)

Ebook sindrome pre mestrual ana paula pujol
Ebook sindrome pre mestrual  ana paula pujolEbook sindrome pre mestrual  ana paula pujol
Ebook sindrome pre mestrual ana paula pujol
 
Nutrição estética - Prescrição de nutricosméticos
Nutrição estética - Prescrição de nutricosméticosNutrição estética - Prescrição de nutricosméticos
Nutrição estética - Prescrição de nutricosméticos
 
Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014
Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014
Prescrição de fitoterápicos_Nutricionistas_Bahianut_2014
 
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionistaFitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
 
Nutricao Funcional
Nutricao FuncionalNutricao Funcional
Nutricao Funcional
 
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporalFitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
Fitonutrientes alimentos funcionais e nutrição e estética corporal
 
Suplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricionalSuplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricional
 
Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos
Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos
Nutrição Estética - Prescrição de Nutricosméticos
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais
 
Disfunção erétil
Disfunção erétilDisfunção erétil
Disfunção erétil
 
Doença de Hashimoto
Doença de HashimotoDoença de Hashimoto
Doença de Hashimoto
 
Alimentos Funcionais Ou NutracêUticos
Alimentos Funcionais Ou NutracêUticosAlimentos Funcionais Ou NutracêUticos
Alimentos Funcionais Ou NutracêUticos
 
Nutrição e estética corporal
Nutrição e estética corporalNutrição e estética corporal
Nutrição e estética corporal
 
Resiliência pessoal e profissional
Resiliência pessoal e profissionalResiliência pessoal e profissional
Resiliência pessoal e profissional
 
Gestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelênciaGestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelência
 
Disfunção erétil
Disfunção erétilDisfunção erétil
Disfunção erétil
 
Peeling 3x1
Peeling 3x1Peeling 3x1
Peeling 3x1
 
Fitoterápicos
FitoterápicosFitoterápicos
Fitoterápicos
 
Gastronomia funcional como potencializadora da nutrição estética
Gastronomia funcional como potencializadora da nutrição estéticaGastronomia funcional como potencializadora da nutrição estética
Gastronomia funcional como potencializadora da nutrição estética
 
Gestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelênciaGestão de Estética com excelência
Gestão de Estética com excelência
 

Semelhante a Livro fitoterapia ana paula pujol

AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).pptAULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
MarcoAurlioSoaresFer1
 
Agel Produtos Pwp
Agel Produtos PwpAgel Produtos Pwp
Agel Produtos Pwp
guest6d64f5
 
Catalogo amway blog gilberto neide amway 3188037653
Catalogo amway   blog gilberto neide amway 3188037653Catalogo amway   blog gilberto neide amway 3188037653
Catalogo amway blog gilberto neide amway 3188037653
Gilberto Neide
 
Workshop Consulfarma
Workshop ConsulfarmaWorkshop Consulfarma
Workshop Consulfarma
Idealfarma Distribuidora
 
A dieta vegetariana
A dieta vegetarianaA dieta vegetariana
A dieta vegetariana
Andreia Araujo Lima Torres
 
Luteina
LuteinaLuteina
Alimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevida
AlimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevidaAlimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevida
Alimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevida
elaine gomes
 
Alimento saudavel educasão fisica
Alimento saudavel educasão fisicaAlimento saudavel educasão fisica
Alimento saudavel educasão fisica
Luis Gabriel Miacci
 
Receitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicasReceitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicas
Rama Shakti
 
347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer
Ariston Guilhermino
 
ESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptx
ESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptxESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptx
ESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptx
BiancaMoraisLemos
 
Fabricio costa conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedade
Fabricio costa   conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedadeFabricio costa   conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedade
Fabricio costa conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedade
Galdino Pinto Cardoso
 
Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2
Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2
Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2
Mazé Inácio
 
Release Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria PaschoalRelease Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria Paschoal
forumdealimetacao
 
Bula do Prostatal
Bula do ProstatalBula do Prostatal
Bula do Prostatal
Fabiano Neves
 
Iniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - NutriçãoIniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - Nutrição
AgriPoint
 
Manual de Nutrição para Pessoas com Diabetes
Manual de Nutrição para Pessoas com DiabetesManual de Nutrição para Pessoas com Diabetes
Manual de Nutrição para Pessoas com Diabetes
Sérgio Amaral
 
Suco Do Animo
Suco Do AnimoSuco Do Animo
Suco Do Animo
MaisVitamina
 
Revista Simples Olhar
Revista Simples OlharRevista Simples Olhar
Revista Simples Olhar
sequipe
 
Receitas De Sucos Para Emagrecer
Receitas De Sucos Para EmagrecerReceitas De Sucos Para Emagrecer
Receitas De Sucos Para Emagrecer
Culinaria Fabula
 

Semelhante a Livro fitoterapia ana paula pujol (20)

AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).pptAULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
 
Agel Produtos Pwp
Agel Produtos PwpAgel Produtos Pwp
Agel Produtos Pwp
 
Catalogo amway blog gilberto neide amway 3188037653
Catalogo amway   blog gilberto neide amway 3188037653Catalogo amway   blog gilberto neide amway 3188037653
Catalogo amway blog gilberto neide amway 3188037653
 
Workshop Consulfarma
Workshop ConsulfarmaWorkshop Consulfarma
Workshop Consulfarma
 
A dieta vegetariana
A dieta vegetarianaA dieta vegetariana
A dieta vegetariana
 
Luteina
LuteinaLuteina
Luteina
 
Alimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevida
AlimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevidaAlimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevida
Alimentaçãosaudávelatividadefísicaequalidadedevida
 
Alimento saudavel educasão fisica
Alimento saudavel educasão fisicaAlimento saudavel educasão fisica
Alimento saudavel educasão fisica
 
Receitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicasReceitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicas
 
347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer
 
ESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptx
ESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptxESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptx
ESF WILSON BRITO - ESTÁGIO SOCIAL - ALUNA BIANCA MORAIS.pptx
 
Fabricio costa conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedade
Fabricio costa   conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedadeFabricio costa   conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedade
Fabricio costa conheça 7 alimentos que ajudam a controlar a ansiedade
 
Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2
Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2
Apostila produtos omnilife_novo_-_versao_2.2
 
Release Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria PaschoalRelease Palestra Dra Valéria Paschoal
Release Palestra Dra Valéria Paschoal
 
Bula do Prostatal
Bula do ProstatalBula do Prostatal
Bula do Prostatal
 
Iniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - NutriçãoIniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - Nutrição
 
Manual de Nutrição para Pessoas com Diabetes
Manual de Nutrição para Pessoas com DiabetesManual de Nutrição para Pessoas com Diabetes
Manual de Nutrição para Pessoas com Diabetes
 
Suco Do Animo
Suco Do AnimoSuco Do Animo
Suco Do Animo
 
Revista Simples Olhar
Revista Simples OlharRevista Simples Olhar
Revista Simples Olhar
 
Receitas De Sucos Para Emagrecer
Receitas De Sucos Para EmagrecerReceitas De Sucos Para Emagrecer
Receitas De Sucos Para Emagrecer
 

Último

Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
balmeida871
 
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabiConferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
FabianeOlegario2
 
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema TegumentarSeminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
PatrciaOliveiraPat
 
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagemAula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Jssica597589
 
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
NanandorMacosso
 
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacteriasTuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
CarolLopes74
 

Último (6)

Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
 
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabiConferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
 
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema TegumentarSeminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
 
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagemAula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
 
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
 
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacteriasTuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
 

Livro fitoterapia ana paula pujol

  • 2. 2 Guia de Formulações Este guia de formulações é parte integrante do curso de Suplementos e Fitoterápicos da Gestante ao Idoso. As fórmulas aqui descritas são orientadas pelos módulos deste curso. Copyright © Instituto Ana Paula Pujol 2011 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material poderá ser reproduzido ou transmitido por qualquer forma e/ou quaisquer meios (eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e gravação) ou arquivado em qualquer sistema ou banco de dados de terceiros, sem permissão da autora. Lei 9610, de 19 de fevereiro de 1998. SUMÁRIO INTRODUÇÃO............................................................................................ 03 SUPLEMENTO PARA TERCEIRO TRIMESTRE (GESTANTE)................ 04 NÁUSEA E VÔMITOS NA GESTAÇÃO..................................................... 04 CONSTIPAÇÃO INTESTINAL.................................................................... 05 HIPOTIREOIDISMO................................................................................... 06 IMUNO ESTIMULANTE E ANTIALÉRGICO............................................... 07 TINTURA DESINTOXICANTE.................................................................... 07 ACNE ......................................................................................................... 07 SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL................................................................. 08 REDUÇÃO DA COMPULSÃO POR DOCE................................................ 09 CANDIDÍASE VULVOVAGINAL................................................................. 09 INIBIDORES DE 5 ALFA REDUTASE........................................................ 10 ESTIMULANTE DE GABA.......................................................................... 11 ESTIMULANTE DE ACETILCOLINA.......................................................... 11 ANSIEDADE, ESTRESSE E INSÔNIA....................................................... 12 REDUTORES DE CORTISOL.................................................................... 12 MENOPAUSA/CLIMATÉRIO...................................................................... 12 OSTEOPOROSE........................................................................................ 13 OSTEOPENIA NO CLIMATÉRIO................................................................ 13 MEMÓRIA.................................................................................................... 14 HEMORROIDAS.......................................................................................... 14 REPOSIÇÃO DA MICROBIOTA INTESTINAL............................................ 14 DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS....................................................... 15 ESCLEROSE MÚLTIPLA............................................................................. 15 VARIZES...................................................................................................... 15 DIABETES TIPO 2/RESISTÊNCIA À INSULINA......................................... 16 REDUÇÃO DE PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA.................................................. 16 REDUÇÃO DE COLESTEROL.................................................................... 16 OSTEOARTRITE.......................................................................................... 17 REDUÇÃO DE HOMOCISTEÍNA................................................................. 17 FIBROMIALGIA........................................................................................... 17 HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA..................................................... 18 PRECAUÇÕES............................................................................................. 19 CONHEÇA ALGUNS DE NOSSOS CURSOS ONLINE............................... 20 FAÇA UMA PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO ESTÉTICA......................21
  • 3. 3 A suplementação, muitas vezes, é considerada "complementação" já que há limitações no consumo de nutrientes e interações nutricionais, metabólicas além dos antagonismos nutricionais na dieta. Vários estudos também têm demonstrado que a composição nutricional do solo e dos alimentos tem sido modificada pelos tipos de cultivo, métodos genéticos e ambientais. Por outro lado, a recomendação da ADA (American Dietetic Association), a melhor estratégia nutricional para promoção da saúde e redução do risco de doenças crônicas é manter uma alimentação variada. Em contrapartida, o mais comum é observarmos um repertório cada vez menor, especialmente de frutas e verduras, no mundo onde a falta de tempo impera, instigando ao consumo de fast foods, em geral muito ricos em carboidratos, gorduras e energia, mas pobres nutricionalmente. Independentemente deste perfil, a reeducação alimentar deve ser priorizada e a suplementação deve ser uma alternativa para suprir carências nutricionais ou reduzir os sinais clínicos, físicos e bioquímicos que levam à queixas. Apesar da prescrição nutricional ser realizada por nutricionista, é ao farmacêutico que cabe selecionar o preparo a partir de uma prescrição. Por isto a integração entre estes profissionais permite o estabelecimento do sucesso terapêutico no âmbito da adesão ao tratamento por parte do paciente, a integridade e as características sensoriais do produto. Este formulário é embasado em evidências científicas e clínicas e serve de apoio ao profissional nutricionista no que concerne a formulações de suplementos e fitoterápicos nos ciclos da vida. Somente as fórmulas destinadas à gestantes podem ser prescritas para este grupo. As demais formulações não são indicadas para gestantes e lactantes. As fórmulas a seguir, devem ser prescritas de forma individualizada, considerando aspectos clínicos, bioquímicos e socioeconômicos. Além disso é necessário o acompanhamento do paciente/cliente associado ao plano alimentar individualizado. Guia de Formulações INTRODUÇÃO SOBRE ESTE GUIA 2 Algumas formulações possuem recomendações associadas e serão idenƟficadas com um número. Verificar o item Precauções ao final deste guia para verificar res- trições relacionadas. Formulações indicadas para gestantes
  • 4. 4 Guia de Formulações FORMULAÇÕES DO MÓDULO 2 1. Tintura de gengibre 20% - 100 ml Tomar 20 gotas diluídas em água 2 vezes ao dia 2. Chá de gengibre Ingredientes: • 1 1/2 litro de água • 2 colheres de sopa de gengibre ralado • 1 rodela de limão sem casca • Cravo a gosto • Canela a gosto Modo de preparo: Ferver os ingredientes por 15 minutos. Coar e servir. NÁUSEAS E VÔMITOS NA GESTAÇÃO Vitamina C 200 mg Ferro quelado 30 mg Cobre 1 mg Cápsulas 30 doses Tomar 1 dose ao dia. SUPLEMENTO PARA TERCEIRO TRIMESTRE (gestante)
  • 5. 5 Guia de Formulações IĦٛ—®›Äã›Ý 6 colheres (sopa rasa) de farelo de arroz 1 colher (sopa) de semente de abóbora 3 colheres (sopa) de semente de linhaça 3 colheres (sopa) de cacau em pó 2 colheres (sopa) de farinha de semente de uva CONSTIPAÇÃO INTESTINAL 1. Lactobacillus rhamnosus 500 milhões Lactobacillus casei 500 milhões Lactobacillus bifidum 500 milhões Lactobacillus acidophillus 500 milhões 30 doses - cápsulas Tomar 1 dose em jejum OU 2. FASE 1 Glutamina 5g 10 doses Pó para preparo de bebida extemporânia Tomar no mínimo por 10 dias (ideal de 1 a 2 meses) FASE 2 Lactobacillus rhamnosus 1 bilhão Lactobacillus bulgaricus 2 bilhões Lactobacillus bifidum 2 bilhões Lactobacillus acidophillus 2 bilhões 60 doses - cápsulas Tomar 1 dose em jejum FASE 3 FOS (Frutooligossacarídeo) 2g 20 saches Pó para preparo de bebida extemporânia Tomar 1 dose ao dia pela manhã após o término do suplemento da FASE 2
  • 6. 6 Guia de Formulações HIPOTIREOIDISMO SeleniomeƟonina 50 mcg Zinco 15 mg Picolinato de cromo 200 mcg Cobre 1 mg NicoƟnamida 25 mg Vitamina B6 20 mg Cianocobalamina 25 mcg Vitamina A 3000 UI Vitamina C 250 mg L –Ɵrosina 50 mg Rhodiola Rosae 250 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose de manhã 1
  • 7. 7 Guia de Formulações Cardo mariano (Silybum marinum) 20% - 20 ml Alfafa (Medicago saƟva) 20% - 20 ml Dente de leão (Taraxacum officinali) 20% - 20 ml Chapéu de couro (Echinodorus macrophyllus) 20% - 40 ml 10 gotas diluídas em água 3 vezes ao dia TINTURA DESINTOXICANTE Ácido ascórbico 100 mg Alfa-tocoferol 20 UI SeleniomeƟonina 50 mcg Zinco quelado 15mg Cobre 1 mg Vitamina B5 5 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose 1 vez ao dia ACNE IMUNOESTIMULANTE E ANTIALÉRGICO Lactobacillus rhamnosus 320 milhões Lactobacillus acidophilus 320 milhões Lactobacillus bulgaricus 320 milhões Lactobacillus casei 320 milhões Bifidobacterium bifidum 320 milhões Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose ao dia em jejum. FORMULAÇÕES DO MÓDULO 4
  • 8. 8 Guia de Formulações 1. Vitex agnus-castus (0,5% agnosídeos) 30 mg Vitamina B6 20 mg L-triptofano 200 mg Griffonia simplicifolia 25 mg Magnésio 100 mg Manganês 2 mg Cápsulas—15 doses Tomar 1 dose ao dia no final da tarde a parƟr do 14º dia do ciclo menstrual*. 2. Óleo de prímula 1g Cápsulas—15 doses Tomar 1 dose ao dia pela manhã a parƟr do 14º dia do ciclo menstrual*. * Conta-se como 1º dia do ciclo o 1º dia do fluxo menstrual SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL 1 Vitex agnus-castus 40 mg Magnésio glicina 250 mg Cálcio citrato 400 mg Vitamina D 800 UI L-triptofano 500 mg Griffonia simplicifolia 50 mg Vitamina B6 10 mg Cápsulas - 15 doses Tomar de manhã após café a parƟr do 14º dia do ciclo menstrual. SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL 2 FORMULAÇÕES DO MÓDULO 5 2 2
  • 9. 9 Guia de Formulações Spray oral Griffonia simplicifolia 25mg Garcína Camboja 50mg Gymnena silvestre 25mg Aroma chocolate 0,02% Veículo 1ml Borrifar 4 x ao dia. Frasco de 20ml REDUÇÃO DA COMPULSÃO POR DOCES 1. Lactobacillus rhamnosus 5 bilhões de UFC Shake sem leite 1 UN 1 sachê ao dia. Adicionar o conteúdo do sachê em 1 copo de água. Tomar imediatamente após o preparo, em jejum, 15 minutos antes do café-da-manhã. 2. Lactobacillus rhamnosus 800 milhões de UFC* Lactobacillus acidophillus 800 milhões de UFC* Lactobacillus fermentum 1 bilhão de UFC* Efervescente 1 UN 1 sachê ao dia. Adicionar o conteúdo do sachê em 1 copo de água. Tomar imediatamente após o preparo, em jejum, 15 minutos antes do café-da-manhã. Observação: As fórmulas acima podem ser manipuladas em cápsulas. CANDIDÍASE VULVOVAGINAL 3
  • 10. 10 Guia de Formulações 1. Óleo de alho (Allium savaƟum) 500 mg Cápsulas—30 doses Tomar 1 dose ao dia. 2. Própolis 500 mg Cápsulas—30 doses Tomar 1 dose ao dia. 1 dose ao dia. 3. Glutamina 5g Pó para preparo de bebida extemporânia Tomar 1 dose 1 vez ao dia. 4. Tintura Orégano 20% - 60 ml Tintura Cravo 20% - 20 ml Tintura Salsaparrilha 20% - 20 ml Consumir 20 gotas diluídas em água 2 vezes ao dia Ácido alfa-lipóico 200 mg Gymnema sylvestre 300 mg Cromo picolinato 400 mcg Magnésio quelado 200 mg Vanádio quelado 40 mcg Cápsulas 30 doses Tomar 1 dose ao dia após a refeição *Indicado na alopécia androgenéƟca, síndrome do ovário policísƟco e prevenção de hiperplasia benigna prostáƟca. INIBIDOR DE 5 ALFA REDUTASE* CANDIDÍASE VULVOVAGINAL 5
  • 11. 11 Guia de Formulações 1. Huperzine serrata extrato padronizado 1% - 5 mg Cápsulas - 60 doses Tomar 1 dose 2 vezes ao dia. 2. L-Triptofano 500 mg Grifonnia simplicifolia 100mg Rhodiola Rosae a 3% de salidrosídeo 250 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose no final do dia ESTIMULANTE DE ACETILCOLINA Glutamina 500 mg L-glicina 500 mg L-taurina 500 mg Vitamina B6 30 mg Zinco 16 mg Cobre 500 mcg Cálcio citrato 300 mg Magnésio 150 mg L-teanina 100 mg Pó para preparo de bebida extemporânia Sachê - 30 doses Tomar 1 dose misturado com água 1 vez ao dia . ESTIMULANTE DE GABA FORMULAÇÕES DO MÓDULO 6 6 7 8
  • 12. 12 Guia de Formulações 1. L-triptofano 500 mg Vitamina B6 20 mg Vitamina B3 10 mg Griffonia simplicifolia 50 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose a noite ou no final da tarde. 2. Tintura Mulungu 20% 40% Tintura Passiflora 20% 30% Tintura Melissa 20% 30% Tomar 30 gotas de manhã ou a noite diluídas em água. ANSIEDADE, ESTRESSE E INSÔNIA 1. Licorice (Glycyrhiza glabra L.) 300 mg Cápsulas - 60 doses Tomar 1 dose de manhã e outra perto do meio dia. 2. Magnólia officinalis 150mg Seaweed kombu 150mg Ashwagandha – Withania somnifera 370mg Cápsulas - 90 doses Tomar 1 dose 3 vezes ao dia. REDUTORES DE CORTISOL Soja extrato seco (40% de isoflavona) 150 mg PomacƟve HFV® 100 mg Lactobacillus casei 1 bilhão Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose ao dia em jejum MENOPAUSA/CLIMATÉRIO 9 10 8
  • 13. 13 Guia de Formulações 1. Citrato de cálcio 500 mg Magnésio glicina 250 mg Manganês 2 mg Boro quelado 2 mg Vitamina D 400 UI Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose ao dia. OSTEOPOROSE Extrado seco de soja 40% de isoflavona 190 mg Frutooligossacarídios 6 g Pó para preparo extemporâneo aroma chocolate 10 g Dissolver 1 sachê em água e tomar imediatamente após o preparo. Tomar pela manhã. OSTEOPENIA NO CLIMATÉRIO OSTEOPOROSE Vitamina E 80 mg Vitamina C 200 mg Selênio quelado 50 mg Sulfato de glucosamina 500 mg L-glicina 100 mg L-prolina 100 mg L-lisina 100 mg Manganês quelado 2 mg Sulfato de zinco 20 mg Cobre quelado 200 mcg QuerceƟna (fonte alimentar) 100 mg Base efervescente Cápsulas - 30 doses. Tomar 1 dose ao dia. 11 12
  • 14. 14 Guia de Formulações FORMULAÇÕES DO MÓDULO 7 MEMÓRIA Ibedenona (Coenzina Q10) 45 mg L-taurina 100 mg FosfaƟlsiderina 200 mg AceƟl L-carniƟna 300 mg L-Ɵrosina 100 mg Ácido glutâmico 20 mg MeƟlcobalamina (vitamina B12) 100 mcg Colina 300 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose ao dia. HEMORROIDAS Extrato seco de castanha-da-índia(Aesculus hippocastanum L.) 100 mg Extrato seco de hamamélis (Hamamelis virginiana) 50 mg RuƟna (extraída de frutas) 50 mg Vitamina C 200 mg Cápsulas - 60 doses Tomar 1 dose 2 a 3 vezes ao dia. REPOSIÇÃO DA MICROBIOTA INTESTINAL Lactobacillus acidophilus 25 mg Lactobacillus Bulgaricum 25 mg Lactobacillus Bifidum 25 mg Lactobacillus casei 25 mg Frutooligossacarídeos qsp 500 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 cápsula pela manhã e a noite. Manter em geladeira.
  • 15. 15 Guia de Formulações DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS Ácido fólico 1 mg Vitamina B1 30 mg Vitamina B2 25 mg Niacina 100 mg BioƟna 0,5 mg Pantotenato de cálcio 100 mg Vitamina D 200 UI Cápsulas - 90 doses Tomar 1 dose de 1 a 3 vezes ao dia. ESCLEROSE MÚLTIPLA Óleo de prímula (Oenothera biennis) ou de borragem 1 g Cápsulas - 90 doses Tomar 1 dose 3 vezes ao dia. VARIZES 1. Castanha-da-índia(Aesculus hippocastanum L.) 100 mg RuƟna (extraída de frutas) 20 mg Vitamina C 100 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose 1 a 2 vezes ao dia. 2. Castanha-da-índia(Aesculus hippocastanum L.) 100 mg Vitamina C 100 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose 1 a 2 vezes ao dia. 13 13
  • 16. 16 Guia de Formulações DIABETES TIPO 2/ RESISTÊNCIA À INSULINA Luteína 10 mg Tiamina 2 mg Ácido alfa lipóico 100 mg Cromo quelado 200 mcg Manganês quelado 10 mg Zinco Taste Free® 15 mg Cobre quelado 1 mg Selênio quelado 50 mcg Alfa-tocoferol 100 mg Vanádio quelado 100 mcg Magnésio Taste Free® 40 mg Pó para preparação extemporânea aroma chocolate 10 g Sachês - 30 doses Tomar 1 sachê ao dia. Modo de preparo: misturar 1 sachê em um copo com água. REDUÇÃO DE PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA Extrato Seco de Uva (ViƟs vinífera) 150 mg Zinco quelado 15 mg SeleniomeƟonina 100 mcg Coenzima Q10 20 mg Vitamina C 100 mg Vitamina E 400 UI Cápsulas - 30 doses REDUÇÃO DE COLESTEROL Resvetrol®: Forma trans do resveratrol pura padronizada em 100% 5 mg Policosanol 5 mg Red Yeast (Monascus purpureus) 700 mg Niacina 5 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 a 2 doses de manhã 14
  • 17. 17 Guia de Formulações OSTEOARTRITE Ácido Fólico 2 mg Boro quelado 2 mg Citrato de cálcio 200 mg Cobre quelado 1 mg Magnésio Taste free® 100 mg Manganês quelado 2 mg Vitamina 50 mg Sulfato de Glucosamina 500 mg Zinco Taste free® 25 mg Shake sabor baunilha 10g Sachês - 30 sachês Dissolver 1 sachê em 1 copo da água e tomar imediatamente após o preparo. REDUÇÃO DE HOMOCISTEÍNA Ácido fólico 1 mg Vitamina B6 25 mg Vitamina B12 0,25 mg Cápsulas - 30 doses. Tomar 1 cápsula ao dia. FIBROMIALGIA 1. D-ribose 5g ao dia Pó para preparo de bebida extemporânia Sachê—30 doses Tomar 1 sachê ao dia misturado com água. 2. Ácido málico (extraído da maçã) 600mg Magnésio quelado 300mg Vitamina B6 15 mg Cápsulas - 60 doses Tomar 1 dose 2 vezes ao dia. 15
  • 18. 18 Guia de Formulações HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA 1. Extrato de folha de oliveira (Olea europaea) 500 mg Cápsulas - 60 doses Tomar 2 doses ao dia. 2. Allium saƟvum(extrato seco) 500 mg Cápsulas – 60 doses Tomar 2 doses ao dia. 3. Magnésio 100 mg Coenzima Q10 (Ibedenona) 20 mg Chá branco (Camelia sinensis) 200 mg Potássio 10 mg Picnogenol (Pinus pinaster) 100 mg Vitamina D 400 UI Niacina 10 mg Cápsulas - 30 doses. Tomar 1 dose ao dia. 4. Vitamina E 200 UI Magnésio citrato 240 mg SeleniomeƟonina 200 mg Potássio 10 mg Coenzima Q10 (Ibedenona ) 60 mg L arginina 300 mg Ganoderma lucidum 240 mg Cápsulas - 30 doses Tomar 1 dose ao dia. 16
  • 19. 19 Guia de Formulações 1. HIPOTIREOIDISMO Cromo: evitar em pacientes com anemia já que o cromo reduz absorção de ferro pela ligação da transferrina. Niacinamida : em alguns pacientes pode causar rubor intenso, prurido e manifestações cutâneas diversas. Vitamina A: contra indicado para pacientes que estão em tratamento com isotreƟnoína (Roacutam®) Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina. 2. SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL 1 e 2 Vitex agnus-castus: não é recomendado o seu uso em conjunto com terapia de reposição hormonal e gestantes. Devido aos efeitos dopaminérgicos do fitoterápico, poderá ocorrer interação medicamentosa, com o enfraquecimento da ação dos antagonistas da dopamina (anƟpsicóƟcos) administrados conjuntamente. Griffonia simplicifolia - não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal grave. Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia sendo que o efeito adverso mais comum é náusea. Cálcio: Pacientes com hiperparaƟreoidismo, doença renal crônica, ou liơase renal não devem exceder a suplementação de cálcio. Podem ocorrer relatos de obsƟpação e flatulência com o uso de suplementos do mineral. Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina. 3. REDUÇÃO DA COMPULSÃO POR DOCES Griffonia simplicifolia - não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal grave. Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia.O efeito adverso mais comum é náusea. 4. CANDIDÍASE VULVOVAGINAL Alho: contra indicado para indivíduos com hipotensão e/ou que uƟlizam anƟcoagulantes e anƟplaquetários como a varfarina pois poderão apresentar aumento do tempo de sangramento. O alho poderá intensificar o efeito de drogas hipoglicemiantes (insulina e glipizida) podendo causar hipoglicemia. PRECAUÇÕES 1 2 3 4
  • 20. 20 5. INIBIDOR DE 5 ALFAREDUTASE Ácido alfa lipóico: critério na uƟlização em diabéƟcos em terapia com hipoglicemiantes orais já que pode ocasionar hipoglicemia. Vanádio: não deve ser uƟlizado em casos de insuficiência renal grave ou pacientes em tratamento de hemodiálise 6. ESTIMULANTE DE GABA Cálcio: indivíduos com hiperparaƟreoidismo, doença renal crônica, ou liơase renal não devem exceder a suplementação de cálcio. Podem ocorrer relatos de obsƟpação e flatulência com o uso de suplementos de cálcio. Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina. 7. ESTIMULANTE DE ACETILCOLINA Huperzine serrata: quando administrado com betabloqueadores e medicamentos cardíacos pode causar bradicardia. Griffonia simplicifolia – não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal grave. Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia.O efeito adverso mais comum é náusea. 8. ANSIEDADE, ESTRESSE E INSÔNIA. Griffonia simplicifolia – não uƟlizar associado a medicamentos inibidores da MAO (monoamina oxidase), anƟdepressivos ou no caso de doenças cardiovasculares, além de insuficiência renal grave. Pode gerar sonolência, náuseas, tontura e cefaléia.O efeito adverso mais comum é náusea. Vitamina B6 (piridoxina): deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina. 9. REDUTORES DE CORTISOL Licorice (Glycyrhiza glabra L.): contra indicado para hipertensos e nas doenças cardiovasculares 10. MENOPAUSA/CLIMATÉRIO Soja: contra indicada para mulheres com histórico de câncer de mama e alterações Ɵreoidianas. 11. OSTEOPENIA NO CLIMATÉRIO Soja: contra indicada para mulheres com histórico de câncer de mama e alterações Ɵreoidianas. 12. OSTEOPOROSE Cálcio: Pacientes com hiperparaƟreoidismo, doença renal crônica, ou liơase renal não devem exceder a suplementação de cálcio. Podem ocorrer relatos de obsƟpação e flatulência com o uso de suplementos de cálcio. Glucosamina: deve ser uƟlizada com cautela em pacientes diabéƟcos ou resistentes à insulina. Guia de Formulações 5 6 7 8 9 10 11 12
  • 21. 21 13. VARIZES Castanha da índia (Aesculus hippocastanum L.) : indivíduos com insuficiência renal, hepáƟca ou com lesões da mucosa digesƟva não devem consumir o fitoterápico. Não deve ser uƟlizado em casos de distúrbios hemorrágicos conhecidos ou associado a medicamentos anƟcoagulantes. 14. DIABETES TIPO II E RESISTÊNCIA INSULÍNICA Ácido alfa lipóico: critério na uƟlização em diabéƟcos em terapia com hipoglicemiantes orais já que pode ocasionar hipoglicemia. 15. OSTEOARTRITE Glucosamina: deve ser uƟlizada com cautela em pacientes diabéƟcos ou resistentes à insulina 16. HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA Alho: contra indicado para indivíduos com hipotensão e/ou que uƟlizam anƟcoagulantes e anƟ- plaquetários como a varfarina pois poderão apresentar aumento do tempo de sangramento. O alho poderá intensificar o efeito de drogas hipoglicemiantes (insulina e glipizida) podendo causar hipoglicemia. Arginina: não deve ser ingerido por indivíduos com glaucoma ou herpes vulgar (labial ou genital), em virtude da possibilidade de que a arginina pode esƟmular a replicação do vírus. Também não é reco- mendado para pessoas que tenham sofrido infarto do miocárdio ou doença da artéria coronária esta- belecida e pessoas com hipotensão arterial. Devido a sua ação vasodilatadora, também se deve evitar o uso concomitante com anƟcoagulantes. 13 14 15 16
  • 22. 22 Guia de Formulações CONHEÇA ALGUNS DE NOSSOS CURSOS ONLINE
  • 23. 23 Guia de Formulações WWW.INSTITUTOANAPAULAPUJOL.COM.BR - WWW.IAPPSHOP.COM.BR Copyright © Instituto Ana Paula Pujol 2011 IEPN - Instituto de Ensino e Pesquisa em Nutrição Lei 9610 de 19 de fevereiro de 1998 FAÇA SUA PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO ESTÉTICA