SlideShare uma empresa Scribd logo
Como desenvolver avaliação
institucional na escola?
MÓDULO IX
AVALIAR EXAMINAR
PONTUAL
CONSTATAR
MERITOCRATICA
CONTROLE
PROCESSO DE REFLEXÃO CRITICA
TOMADA DE CONSCIENCIA
ATIVIDADE TRANSFORMADORA DA REALIDADE
TRANSFORMAÇÃO E O APERFEIÇOAMENTO
Avaliar não se trata de medir aspectos
fragmentados, mas de avaliar articuladamente as
diversas dimensões da Instituição.
J.D. Sobrinho (2000)
A avaliação implica em um debate
estrutural, ético e político.
H. Simons (1993)
As principais dificuldades não são técnicas,
senão políticas, de vontade, de sentido comum,
de sensibilidade pedagógica, de flexibilidade e de
criatividade.
Branco (1993)
Quais os princípios, as
finalidades e os
objetivos da avaliação
institucional ?
01
Princípios
Avaliação institucional
Objetivos
Finalidades
Processo
global
Continuo
Sistemático
Competente
Legitimo
Participativo
PROCESSO DE CONCRETIZAÇÃO DAS INTENÇÕES EDUCATIVAS
Melhoria da qualidade
da instituição escolar
(do ensino, da
aprendizagem, da
gestão)
Aperfeiçoamento
reconstrução
Identificar pontos
fortes e fracos;
Agir
Subsídio para a
formulação de
diretrizes para as
políticas públicas de
educação e,
sobretudo, para a
gestão das
Instituições, visando
a melhoria da
qualidade da escola
e do sistema
educacional.
Quais os processos
metodológicos e etapas de
operacionalização da
avaliação institucional?
02
Gestão
democrática
Projeto
Político
Pedagógico
Avaliação
Institucional
Princípios norteadores
Participação
coletiva
Planejamento e
acompanhamento
Visão de
totalidade
Ações metodológicas
Avaliação
diagnostica
inicial
Avaliação
de processo
Avaliação de
resultados
Modalidades básicas da AI
Meta - avaliação
etapa de auto-crítica onde os aspectos
metodológicos e instrumentais do
processo avaliativo são submetidos a
um criterioso julgamento,
Qual é a
situação atual?
Qual é a
situação futura?
Que caminhos
seguir?
Etapa de preparação
Etapa de implementação
Etapa de síntese
Estratégias de operacionalização
Grupos Trabalho
formados pelos
segmentos da UE
Elaboração
instrumentos
Aplicação
Analise
Divulgação
Tomada de
decisão
PPP
Processos de Avaliação Institucional
Auto-Avaliação
Avaliação Externa
É o momento onde a própria instituição volta-se
para o levantamento da sua realidade, utilizando
metodologias e instrumentos que possibilitem
uma análise abrangente e profunda sobre a sua
estrutura institucional
É o momento de agregar o olhar externo ao
processo interno. Pode ser praticada por
especialista externo convidado e/ou pelo poder
público por meio de suas ações de regulação do
sistema de ensino
Fio Condutor...
COMO PODEMOS CONDUZIR A
AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL
PARA QUE DE FATO POSSA
TRADUZIR E CONCRETIZAR AS
INTENÇÕES EDUCATIVAS QUE
SÃO PROPOSTAS NO PROJETO
POLÍTICO PEDAGÓGICO?
Como implementar o
processo de avaliação
institucional integrado
ao projeto político
pedagógico da escola?
03
Articulação das concepções expressas no
PPP sobre:
Sociedade
Educação
Escola
Currículo
Avaliação
Aprendizagem
Integração da identidade da UE expressa no
PPP através:
Missão
Visão de escola
Objetivos estratégicos
Ações
Metas
Recursos
Avaliação Institucional
É um processo de controle e acompanhamento das
atividades desenvolvidas em instituições de
ensino, dentro de uma abordagem construtiva e
dialógica.
Deve ter sempre por princípio a melhoria contínua
dos processos visando alavancar a instituição no
seu percurso de crescimento e/ou consolidação.
Como elaborar, aplicar,
organizar e interpretar
instrumentos de coleta
de informações sobre a
escola?
04
METODOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO DE UM
PROCESSO DE AVALIAÇÃO
Processamento dos dados,
sistematização e cruzamento das
informações, visando a análise
das dimensões de avaliação e a
elaboração dos juízos avaliativos.
Coleta de dados
e geração de
informações Questionários
Entrevistas
Reuniões com
grupos focais
Formas de coletar informação de pessoas (opiniões):
Conversação preestabelecida através de
perguntas que estão estruturadas de uma única
maneira, tanto na sua seqüência quanto na sua
abordagem, não havendo liberdade para variar
o desenvolvimento da consulta.
Questionários
Voltada a pessoas, individualmente, em uma
conversação dirigida, porém com algum grau
de liberdade para ser adequada às
características da pessoa entrevistada.
Entrevistas
Reuniões com
grupos focais
Conversação sobre um tema, protagonizada por
representantes de vários segmentos da
comunidade escolar, juntos ou separados por
categoria, na presença de um moderador que
só induz a conversação ou atua concluindo o
debate quando considera que o tema está
esgotado
Exige divulgação permanente com a
comunidade do processo de implementação
das ações com as quais houve compromisso
institucional
Associada ao melhoramento
da qualidade
Credibilidade
do Processo
Dimensões
Categorias
analíticas
Aspectos
Pedagógica
Administrativa
Financeira
Infra estrutura
Jurídica
Agregam os dados e informações das
Instituições – grande abrangência
Constituem os
desdobramentos das
Dimensões - questões
detalhes
Dimensão 1 – Contexto Institucional
Categoria de Análise Aspectos a serem analisados Atende Não
Aten
de
1.1 Características da instituição Existência de uma missão claramente
formulada e indicação de
possibilidade de cumprimento.
Concordância da missão com o
campo de atuação e o tipo da
instituição.
Organograma da instituição.
Adequação à legislação vigente.
Condições de cumprimento de
Normas institucionais.
Representação docente e discente.
Como usar os
resultados da
avaliação
institucional ?
Aperfeiçoamento
Ações simples
Implantação imediata
Repercutem em visibilidade
da eficiência do processo
e credibilidade
Ações que exigem
estratégias de implantação
Nutrem o planejamento
estratégico
Introduzem ajustes no PPP
Repercutem em eficiência
da gestão, resultados
positivos e credibilidade
Devem ser usadas ferramentas para melhor visualizar os
significados que os dados e as informações podem revelar.
Com tais ferramentas pode-se estruturar
qualitativamente (quadros e listas)
e quantitativamente (escalas, matrizes, gráficos e séries)
a informação
APRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO
• Discussão ampla dos resultados obtidos;
• Geração de consensos;
• Trata-se de uma análise compartilhada;
• A avaliação DEVE conduzir a ações de
melhoramento (PPP)
Relatório
• Dados institucionais
• Relação nominal do membros da Comissão de Avaliação
• Descrição dos procedimentos de sensibilização
• Agenda da avaliação
• Descrição das atividades desenvolvidas, dos instrumentos
utilizados, dos atores envolvidos no período de levantamento
de dados e de inspeção in loco
• Identificação das POTENCIALIDADES, assim como das
FRAGILIDADES institucionais
• Indicação das AÇÕES
ADMINISTRATIVAS/TECNICAS/PEDAGÓGICAS e as suas
ESTRATÉGIAS de implementação
• Indicação das melhorias implementadas ou a implementar
(curto, médio e longo prazo)
• Síntese da avaliação destacando os pontos mais relevantes
Relatório
Ciclo do
Processo de
Avaliação
Institucional
Definição do
projeto
,princípios e
finalidades
Metodologia
do processo
Instrumental
Dimensões,
categorias ,
analíticas e
aspectos
Planejamento e
organização do
processo-
GT,cronogramas
Resultados
Uso efetivo
dos
resultados
Meta-
Avaliação
Operacionali-
zação do
processo
“A construção do resignificado da avaliação pressupõe dos
educadores um enfoque crítico da educação e do seu
papel social.”
Jussara Hoffmann
Nesse cenário, a avaliação da aprendizagem escolar é compreendida
como um ato amoroso, "O ato amoroso é aquele que acolhe a situação,
na sua verdade (como ela é)" (LUCKESI, 2005), é um estado psicológico
oposto ao estado de exclusão. Como afirma Hoffmann (1993), "a
avaliação é uma reflexão permanente sobre a realidade, e
acompanhamento, passo a passo, do educando, na sua trajetória de cons-
trução de conhecimento". Dessa forma, o avaliador, por ser avaliador, não
se assusta com a realidade, mas a observa atentamente; não a julga
(aprova/reprova), mas se abre para observá-la, buscando conhecer essa
realidade como verdadeiramente é, e, a partir dela, criar estratégias de
superação dos limites e ampliação das possibilidades, com vistas à
garantia da aprendizagem.
progestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliação

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a progestao da educação escolar e avaliação

08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
Joao Balbi
 
Grupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia PirassunungaGrupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia Pirassununga
camilaperez25
 
Avaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpiAvaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpi
Robson Eugênio
 
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptxApresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
SupervisoEMAC
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
Marcelo Brito
 
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
SEEDUC-RJ
 
Seminário Aprova Brasil Santillana 2010
Seminário Aprova Brasil Santillana  2010Seminário Aprova Brasil Santillana  2010
Seminário Aprova Brasil Santillana 2010
Editora Moderna
 
Progestão x
Progestão xProgestão x
Progestão x
progestaoanguera
 
Progestão módulo ix
Progestão   módulo ix Progestão   módulo ix
Progestão módulo ix
progestaoanguera
 
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SPINOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
mrbaires
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Marcos Ra
 
AAVA Alves
AAVA AlvesAAVA Alves
AAVA Alves
Lucila Pesce
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Leonardo Severo
 
Aula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptx
Aula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptxAula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptx
Aula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptx
MaelDaSilvaNegreiros
 
Os contornos da gestão como mudança na esco
Os contornos da gestão como mudança na escoOs contornos da gestão como mudança na esco
Os contornos da gestão como mudança na esco
Antonio Alfazema Alfazema
 
Os desafios da escola pública
Os desafios da escola públicaOs desafios da escola pública
Os desafios da escola pública
SimoneHelenDrumond
 
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
SimoneHelenDrumond
 
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
SimoneHelenDrumond
 
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
Flavio de Souza
 
A avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreu
A avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreuA avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreu
A avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreu
PROIDDBahiana
 

Semelhante a progestao da educação escolar e avaliação (20)

08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
 
Grupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia PirassunungaGrupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia Pirassununga
 
Avaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpiAvaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpi
 
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptxApresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
 
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
 
Seminário Aprova Brasil Santillana 2010
Seminário Aprova Brasil Santillana  2010Seminário Aprova Brasil Santillana  2010
Seminário Aprova Brasil Santillana 2010
 
Progestão x
Progestão xProgestão x
Progestão x
 
Progestão módulo ix
Progestão   módulo ix Progestão   módulo ix
Progestão módulo ix
 
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SPINOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
AAVA Alves
AAVA AlvesAAVA Alves
AAVA Alves
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
 
Aula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptx
Aula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptxAula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptx
Aula 2 - Avaliação em Educacional atual.pptx
 
Os contornos da gestão como mudança na esco
Os contornos da gestão como mudança na escoOs contornos da gestão como mudança na esco
Os contornos da gestão como mudança na esco
 
Os desafios da escola pública
Os desafios da escola públicaOs desafios da escola pública
Os desafios da escola pública
 
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
 
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
2014 unioeste ped_pdp_soeli_regiane_hermes
 
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
 
A avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreu
A avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreuA avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreu
A avaliacao-da-aprendizagem-no-ensino-superior-adriana-lima-abreu
 

Último

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 

Último (20)

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 

progestao da educação escolar e avaliação

  • 2. AVALIAR EXAMINAR PONTUAL CONSTATAR MERITOCRATICA CONTROLE PROCESSO DE REFLEXÃO CRITICA TOMADA DE CONSCIENCIA ATIVIDADE TRANSFORMADORA DA REALIDADE TRANSFORMAÇÃO E O APERFEIÇOAMENTO
  • 3. Avaliar não se trata de medir aspectos fragmentados, mas de avaliar articuladamente as diversas dimensões da Instituição. J.D. Sobrinho (2000) A avaliação implica em um debate estrutural, ético e político. H. Simons (1993) As principais dificuldades não são técnicas, senão políticas, de vontade, de sentido comum, de sensibilidade pedagógica, de flexibilidade e de criatividade. Branco (1993)
  • 4. Quais os princípios, as finalidades e os objetivos da avaliação institucional ? 01
  • 5. Princípios Avaliação institucional Objetivos Finalidades Processo global Continuo Sistemático Competente Legitimo Participativo PROCESSO DE CONCRETIZAÇÃO DAS INTENÇÕES EDUCATIVAS Melhoria da qualidade da instituição escolar (do ensino, da aprendizagem, da gestão) Aperfeiçoamento reconstrução Identificar pontos fortes e fracos; Agir Subsídio para a formulação de diretrizes para as políticas públicas de educação e, sobretudo, para a gestão das Instituições, visando a melhoria da qualidade da escola e do sistema educacional.
  • 6. Quais os processos metodológicos e etapas de operacionalização da avaliação institucional? 02
  • 9. Avaliação diagnostica inicial Avaliação de processo Avaliação de resultados Modalidades básicas da AI Meta - avaliação etapa de auto-crítica onde os aspectos metodológicos e instrumentais do processo avaliativo são submetidos a um criterioso julgamento,
  • 10. Qual é a situação atual? Qual é a situação futura? Que caminhos seguir? Etapa de preparação Etapa de implementação Etapa de síntese Estratégias de operacionalização Grupos Trabalho formados pelos segmentos da UE Elaboração instrumentos Aplicação Analise Divulgação Tomada de decisão PPP
  • 11. Processos de Avaliação Institucional Auto-Avaliação Avaliação Externa É o momento onde a própria instituição volta-se para o levantamento da sua realidade, utilizando metodologias e instrumentos que possibilitem uma análise abrangente e profunda sobre a sua estrutura institucional É o momento de agregar o olhar externo ao processo interno. Pode ser praticada por especialista externo convidado e/ou pelo poder público por meio de suas ações de regulação do sistema de ensino
  • 12. Fio Condutor... COMO PODEMOS CONDUZIR A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PARA QUE DE FATO POSSA TRADUZIR E CONCRETIZAR AS INTENÇÕES EDUCATIVAS QUE SÃO PROPOSTAS NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO?
  • 13. Como implementar o processo de avaliação institucional integrado ao projeto político pedagógico da escola? 03
  • 14. Articulação das concepções expressas no PPP sobre: Sociedade Educação Escola Currículo Avaliação Aprendizagem
  • 15. Integração da identidade da UE expressa no PPP através: Missão Visão de escola Objetivos estratégicos Ações Metas Recursos
  • 16. Avaliação Institucional É um processo de controle e acompanhamento das atividades desenvolvidas em instituições de ensino, dentro de uma abordagem construtiva e dialógica. Deve ter sempre por princípio a melhoria contínua dos processos visando alavancar a instituição no seu percurso de crescimento e/ou consolidação.
  • 17. Como elaborar, aplicar, organizar e interpretar instrumentos de coleta de informações sobre a escola? 04
  • 18. METODOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO DE UM PROCESSO DE AVALIAÇÃO Processamento dos dados, sistematização e cruzamento das informações, visando a análise das dimensões de avaliação e a elaboração dos juízos avaliativos. Coleta de dados e geração de informações Questionários Entrevistas Reuniões com grupos focais
  • 19. Formas de coletar informação de pessoas (opiniões): Conversação preestabelecida através de perguntas que estão estruturadas de uma única maneira, tanto na sua seqüência quanto na sua abordagem, não havendo liberdade para variar o desenvolvimento da consulta. Questionários Voltada a pessoas, individualmente, em uma conversação dirigida, porém com algum grau de liberdade para ser adequada às características da pessoa entrevistada. Entrevistas Reuniões com grupos focais Conversação sobre um tema, protagonizada por representantes de vários segmentos da comunidade escolar, juntos ou separados por categoria, na presença de um moderador que só induz a conversação ou atua concluindo o debate quando considera que o tema está esgotado
  • 20. Exige divulgação permanente com a comunidade do processo de implementação das ações com as quais houve compromisso institucional Associada ao melhoramento da qualidade Credibilidade do Processo
  • 21. Dimensões Categorias analíticas Aspectos Pedagógica Administrativa Financeira Infra estrutura Jurídica Agregam os dados e informações das Instituições – grande abrangência Constituem os desdobramentos das Dimensões - questões detalhes
  • 22. Dimensão 1 – Contexto Institucional Categoria de Análise Aspectos a serem analisados Atende Não Aten de 1.1 Características da instituição Existência de uma missão claramente formulada e indicação de possibilidade de cumprimento. Concordância da missão com o campo de atuação e o tipo da instituição. Organograma da instituição. Adequação à legislação vigente. Condições de cumprimento de Normas institucionais. Representação docente e discente.
  • 23. Como usar os resultados da avaliação institucional ?
  • 24. Aperfeiçoamento Ações simples Implantação imediata Repercutem em visibilidade da eficiência do processo e credibilidade Ações que exigem estratégias de implantação Nutrem o planejamento estratégico Introduzem ajustes no PPP Repercutem em eficiência da gestão, resultados positivos e credibilidade
  • 25. Devem ser usadas ferramentas para melhor visualizar os significados que os dados e as informações podem revelar. Com tais ferramentas pode-se estruturar qualitativamente (quadros e listas) e quantitativamente (escalas, matrizes, gráficos e séries) a informação APRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO
  • 26. • Discussão ampla dos resultados obtidos; • Geração de consensos; • Trata-se de uma análise compartilhada; • A avaliação DEVE conduzir a ações de melhoramento (PPP) Relatório
  • 27. • Dados institucionais • Relação nominal do membros da Comissão de Avaliação • Descrição dos procedimentos de sensibilização • Agenda da avaliação • Descrição das atividades desenvolvidas, dos instrumentos utilizados, dos atores envolvidos no período de levantamento de dados e de inspeção in loco • Identificação das POTENCIALIDADES, assim como das FRAGILIDADES institucionais • Indicação das AÇÕES ADMINISTRATIVAS/TECNICAS/PEDAGÓGICAS e as suas ESTRATÉGIAS de implementação • Indicação das melhorias implementadas ou a implementar (curto, médio e longo prazo) • Síntese da avaliação destacando os pontos mais relevantes Relatório
  • 28. Ciclo do Processo de Avaliação Institucional Definição do projeto ,princípios e finalidades Metodologia do processo Instrumental Dimensões, categorias , analíticas e aspectos Planejamento e organização do processo- GT,cronogramas Resultados Uso efetivo dos resultados Meta- Avaliação Operacionali- zação do processo
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40. “A construção do resignificado da avaliação pressupõe dos educadores um enfoque crítico da educação e do seu papel social.” Jussara Hoffmann Nesse cenário, a avaliação da aprendizagem escolar é compreendida como um ato amoroso, "O ato amoroso é aquele que acolhe a situação, na sua verdade (como ela é)" (LUCKESI, 2005), é um estado psicológico oposto ao estado de exclusão. Como afirma Hoffmann (1993), "a avaliação é uma reflexão permanente sobre a realidade, e acompanhamento, passo a passo, do educando, na sua trajetória de cons- trução de conhecimento". Dessa forma, o avaliador, por ser avaliador, não se assusta com a realidade, mas a observa atentamente; não a julga (aprova/reprova), mas se abre para observá-la, buscando conhecer essa realidade como verdadeiramente é, e, a partir dela, criar estratégias de superação dos limites e ampliação das possibilidades, com vistas à garantia da aprendizagem.