COORDENADORIA DE ESTUDOS E NORMAS PEDAGÓGICAS Relatório da Pesquisa-ação
Grupo de Referência: Adriana, Daniela, Mª Auxiliadora, Miriam, Patrícia e Tânia D.E de Pirassununga
Como poderia o gestor realizar a gestão pedagógica e atuar de modo a contribuir para a melhoria da aprendizagem dos alunos...
<ul><li>Resposta lógica a essa questão é que os alunos aprendam e tenham a oportunidade de desenvolver o potencial e as ha...
<ul><li>A aprendizagem e formação dos alunos são, pois, o foco do trabalho escolar. </li></ul><ul><li>A sua realização, po...
<ul><li>Esse processo, por certo, pela sua complexidade, dinâmica e abrangência demanda uma  gestão específica  que envolv...
<ul><li>Esse processo de articulação representa a Gestão Pedagógica. </li></ul>PLANEJAMENTO COORDENAÇÃO  E REPRESENTAÇÃO G...
<ul><li>Da situação; </li></ul><ul><li>Dos participantes; </li></ul><ul><li>Das práticas profissionais atuais; </li></ul><...
<ul><li>Planejamento: da preocupação temática (ou ciclo anterior) ao primeiro passo de ação; </li></ul><ul><li>Implementaç...
<ul><li>Sumário das melhorias práticas alcançadas, suas implicações e recomendações para a prática do pesquisador e de out...
David Tripp. Pesquisa-ação: Uma Introdução Metodológica
<ul><li>Planejamento </li></ul><ul><li>Prática regular de observação do processo ensino-aprendizagem na sala de aula </li>...
<ul><li>Envolver professores na observação de aulas ministradas por seus colegas </li></ul><ul><li>Construção do conhecime...
<ul><li>Implantação </li></ul><ul><li>Prática Regular: PC + Prof. Observado </li></ul><ul><li>Acompanhar o desenvolvimento...
<ul><li>Feedback reflexivo: PC+Prof. Observado </li></ul><ul><li>Através da ficha refletir com o professor (levantamento) ...
<ul><li>Envolvimento dos professores: </li></ul><ul><li>HTPC=PC+Professores+Diretor/Vice </li></ul><ul><li>O PC descreve a...
<ul><li>Que objetivos e metas não puderam ser alcançados? </li></ul><ul><li>As pessoas e grupos participantes foram verdad...
<ul><li>Documento da CENP -  Plano de Formação Continuada de Professores e Gestores </li></ul><ul><li>LÜCK, Heloísa. Dimen...
<ul><li>A sala de aula como a instância  </li></ul><ul><li>privilegiada de orientação de aprendizagem e atuação do gestor ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Grupo de Referencia Pirassununga

1.616 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.616
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grupo de Referencia Pirassununga

  1. 1. COORDENADORIA DE ESTUDOS E NORMAS PEDAGÓGICAS Relatório da Pesquisa-ação
  2. 2. Grupo de Referência: Adriana, Daniela, Mª Auxiliadora, Miriam, Patrícia e Tânia D.E de Pirassununga
  3. 3. Como poderia o gestor realizar a gestão pedagógica e atuar de modo a contribuir para a melhoria da aprendizagem dos alunos se não conhece o que acontece na sala de aula: se não influencia esse processo; se não contribui para que ele seja mais efetivo? Problemática
  4. 4. <ul><li>Resposta lógica a essa questão é que os alunos aprendam e tenham a oportunidade de desenvolver o potencial e as habilidades necessárias para que possam participar ativamente dos contextos sociais que fazem parte, tanto aproveitando o seu acervo sociocultural e produtivo, como contribuindo para sua expansão. </li></ul>Qual o principal objetivo da escola? 1 – Introdução: intenções do pesquisador e benefícios previstos
  5. 5. <ul><li>A aprendizagem e formação dos alunos são, pois, o foco do trabalho escolar. </li></ul><ul><li>A sua realização, porém, se dá na medida em que todos e cada um dos profissionais que atuam na escola entendam e assumam esse papel como seu. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Esse processo, por certo, pela sua complexidade, dinâmica e abrangência demanda uma gestão específica que envolve uma articulação entre concepções, estratégias, métodos e conteúdos, assim como demanda esforços, recursos e ações, com foco no resultado pretendido. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Esse processo de articulação representa a Gestão Pedagógica. </li></ul>PLANEJAMENTO COORDENAÇÃO E REPRESENTAÇÃO GESTÃO PEDAGÓGICA ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS AVALIAÇÃO EDUCACIONAL Portela, Lück e Gouvêa. Gestão Pedagógica da Educação Escolar
  8. 8. <ul><li>Da situação; </li></ul><ul><li>Dos participantes; </li></ul><ul><li>Das práticas profissionais atuais; </li></ul><ul><li>Da intencionalidade e do foco temático inicial; </li></ul>2 – Reconhecimento (investigação de trabalho de campo e revisão da literatura)
  9. 9. <ul><li>Planejamento: da preocupação temática (ou ciclo anterior) ao primeiro passo de ação; </li></ul><ul><li>Implementação: relato discursivo de quem fez o quê, quando, onde, como e por quê; </li></ul><ul><li>Relatório de pesquisa sobre os resultados da melhora planejada; </li></ul><ul><ul><li>Métodos </li></ul></ul><ul><ul><li>Apresentação e análise de dados </li></ul></ul><ul><ul><li>Discussão dos resultados </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação (mudança na prática, da pesquisa) </li></ul></ul>3 – A cada ciclo da pesquisa-ação
  10. 10. <ul><li>Sumário das melhorias práticas alcançadas, suas implicações e recomendações para a prática do pesquisador e de outros; </li></ul><ul><li>Sumário do que foi aprendido a respeito do processo de pesquisa-ação, suas implicações e recomendações para trabalhos futuros; </li></ul>4 - Conclusão
  11. 11. David Tripp. Pesquisa-ação: Uma Introdução Metodológica
  12. 12. <ul><li>Planejamento </li></ul><ul><li>Prática regular de observação do processo ensino-aprendizagem na sala de aula </li></ul><ul><li>Análise dos aspectos observados, com o objetivo de desenvolver a compreensão a respeito de como maximizar a aprendizagem dos alunos na sala de aula </li></ul><ul><li>Feedback reflexivo com os professores a respeito dos aspectos observados </li></ul><ul><li>Registro organizado de toda essa experiência em portfólio, de modo a construir o desenvolvimento contínuo </li></ul>Ação: Aprendizagem significativa do aluno (melhora) Heloisa Luck
  13. 13. <ul><li>Envolver professores na observação de aulas ministradas por seus colegas </li></ul><ul><li>Construção do conhecimento pedagógico na escola mediante elaboração de portfólio, com o registro das observações e aprendizagens profissionais desenvolvidas a partir delas. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Implantação </li></ul><ul><li>Prática Regular: PC + Prof. Observado </li></ul><ul><li>Acompanhar o desenvolvimento do Plano de Aula programada pelo professor. </li></ul><ul><li>Registro na Ficha de Acompanhamento (anexa) </li></ul><ul><li>Analisar o observado: Trio Gestor </li></ul><ul><li>Utilizar a ficha (anexa) e analisar com estas questões: </li></ul><ul><li>Quais são os critérios utilizados na seleção do conhecimento sistematizado e usualmente ministrado? </li></ul><ul><li>Com quais intencionalidades esses interesses estão comprometidos? Que contextos privilegiam? </li></ul><ul><li>De que métodos se utilizam? </li></ul><ul><li>Como os professores articulam o saber escolar com o saber do aluno? </li></ul><ul><li>Em que medida e de que forma os professores tornam os alunos sujeitos na construção de um saber próprio, orientado pelos princípios da construção do conhecimento com rigor científico? </li></ul><ul><li>O que pode ser feito para maximizar a aprendizagem dos alunos em sala de aula? </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Feedback reflexivo: PC+Prof. Observado </li></ul><ul><li>Através da ficha refletir com o professor (levantamento) </li></ul><ul><li>Verificar sua opinião </li></ul><ul><li>Fundamentar a observação para a maximização da aprendizagem </li></ul><ul><li>Tomar ciência inequívoca </li></ul><ul><li>Acompanhar mudanças </li></ul><ul><li>Registro: Portifólio (agenda, fichas, fotos relatos e atas) </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Envolvimento dos professores: </li></ul><ul><li>HTPC=PC+Professores+Diretor/Vice </li></ul><ul><li>O PC descreve a observação global </li></ul><ul><li>O Professor Observado descreve a experiência vivida </li></ul><ul><li>Os professores opinam </li></ul><ul><li>Momento de Formação: textos </li></ul><ul><li>O diretor finaliza, coordenando: </li></ul><ul><li>O acolhimento e a interação entre as várias orientações sobre o que e como ensinar e aprender, de modo a dar sentido interdisciplinar e abrangente a esse processo </li></ul><ul><li>A uma construção curricular crítica </li></ul><ul><li>O acesso pelo aluno aos conhecimentos fundamentais necessários à qualidade de vida e cidadania </li></ul><ul><li>A construção de unidade de atuação entre os profissionais da escola, a partir de sua orientação por princípios, diretrizes e objetivos comuns </li></ul><ul><li>O estabelecimento de parâmetros orientadores para a coordenação pedagógica, a ação docente, a capacitação dos professores em serviço e a avaliação da efetividade do seu trabalho educacional maximizando o aprendizado. </li></ul><ul><li>Confecção do Registro contendo observações e aprendizagem profissional desenvolvida a partir destas ações. (ATA/Portifólio) </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Que objetivos e metas não puderam ser alcançados? </li></ul><ul><li>As pessoas e grupos participantes foram verdadeiros representados? </li></ul><ul><li>Aconteceram resultados não esperados? </li></ul><ul><li>As técnicas e ações estiveram adequadas aos resultados obtidos? </li></ul><ul><li>Quais foram os efeitos do processo, as potencialidades e limitações? </li></ul><ul><li>O que deve ser aprofundado? </li></ul><ul><li>O que deve ser reorientado? </li></ul><ul><li>Quem deve ser incorporado na continuação do processo? </li></ul><ul><li>Com quem se pode contar? </li></ul><ul><li>Que aspectos devem ser reforçados? </li></ul><ul><li>...entre outros questionamentos... </li></ul>Procurando aprofundar:
  18. 18. <ul><li>Documento da CENP - Plano de Formação Continuada de Professores e Gestores </li></ul><ul><li>LÜCK, Heloísa. Dimensões da gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009 </li></ul><ul><li>TRIPP, David. Pesquisa-ação: Uma Introdução Metodológica. Educação e Pesquisa; São Paulo.v.31. n. 3 p.443-466.set/dez.2005 </li></ul>Referência Bibliográfica:
  19. 19. <ul><li>A sala de aula como a instância </li></ul><ul><li>privilegiada de orientação de aprendizagem e atuação do gestor em sua melhoria. </li></ul><ul><li>Heloísa Lück </li></ul>

×