SlideShare uma empresa Scribd logo
T E X T O D O D I A
"Visto como, na sabedoria de
Deus, o mundo não conheceu a
Deus pela sua sabedoria, aprouve
a Deus salvar os crentes pela
loucura da pregação."
(1 Co 1.21)
SÍNTESE
A mensagem da cruz é loucura
para os que não conhecem a
Cristo, mas é a manifestação do
poder e sabedoria de Deus para
salvação de todo aquele que crê.
1 Coríntios 1.18-25
18 Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem;
mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
19 Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e
aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
20 Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o
inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a
sabedoria deste mundo?
21 Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não
conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar
os crentes pela loucura da pregação.
22 Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam
sabedoria;
Leitura bíblica
1 Coríntios 1.18-25
23 Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo
para os judeus e loucura para os gregos.
24 Mas, para os que são chamados, tanto judeus como
gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria
de Deus.
25 Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os
homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os
homens.
Leitura bíblica
INTRODUÇÃO
• O modo de pensar e o modelo de vida do
mundo são contrários ao pensamento divino.
• A mensagem da cruz, o meio de revelação de
Deus à humanidade, é tida como um paradoxo
para o pensamento e paradigma secular.
• Paulo adverte aos coríntios, que se
vangloriavam da história sapiencial grega
• Ele afirma que a sabedoria de Deus está em se
revelar somente por meio da cruz de Cristo.
INTRODUÇÃO
TÓPICO I
A CRUZ DE CRISTO E
A SABEDORIA DE DEUS
• A mensagem da justiça de Deus por meio da
cruz de Cristo se tornou para os gregos, os
romanos e, em especial para os judeus, uma
pedra de tropeço:
a) para os gregos, o herói era sempre o vencedor
triunfante;
b) para os romanos a morte de cruz era para os
subversivos, os inimigos políticos; e
c) para os judeus a morte de cruz era uma maldição (Dt
21.23).
1. A cruz de Cristo é
loucura para o mundo (v. 18)
• Pela tradição judaica não se esperava um
Messias que fosse crucificado, muito menos um
condenado à morte pelo supremo tribunal
judaico.
• O legalismo havia cegado os judeus de tal
forma que a mensagem da cruz parecia loucura.
• Para eles a morte de Jesus na cruz era
humilhante, amaldiçoada e repugnante (1 Co
1.23).
1. A cruz de Cristo é loucura
para o mundo (v. 18)
• Enquanto para alguns a cruz é pedra de tropeço,
para os cristãos salvos é a pedra angular e o
único meio de se chegar a’ Deus (1 Pe 2.6-8).
• A obra de Cristo satisfez a necessidade da
justiça de Deus e conquistou o direito da justiça
perfeita, que é atribuída a todo o que crê e
aceita o sacrifício vicário de Jesus.
• O fato de a justiça de Cristo ser a base da
justificação acentua amplamente a graça de
Deus.
2. A cruz de Cristo é o poder de Deus
para os salvos (v. 18)
• A graça tem como centro a cruz de Cristo, para
onde tudo se converge e os justificados são
perfeitamente reconciliados com Deus.
• A cruz de Cristo, loucura para o mundo, é o
poder de Deus para a salvação de todos os que
creem em Jesus.
2. A cruz de Cristo é o poder de Deus
para os salvos (v. 18)
• "Tendo conhecido a Deus, não o glorificaram
como Deus“ (Rm 1.21).
• Uma coisa é reconhecer a existência divina,
outra é se submeter e glorificar a Deus como
Soberano e Senhor.
• Paulo enfatiza a necessidade de reconhecer a
glória de Deus, ser grato por tudo e em tudo
glorificar o nome dEle.
• Um dia, Deus destruirá "a sabedoria dos sábios" e
"a inteligência dos inteligentes", mas os salvos
permanecerão para sempre.
3. A sabedoria de Deus prevalecerá
sobre a sabedoria do mundo (1.19)
PENSE
O que a Cruz de Cristo representa
para você?
IMPORTANTE
Cremos que a cruz de Cristo,
loucura para o mundo, é o poder
de Deus para a salvação de todos
os que creem em Jesus.
TÓPICO II
A VIDA ETERNA E
A VERDADEIRA SABEDORIA
VÊM DE DEUS
• A sabedoria de Deus aponta para:
• a cruz de Cristo (1 Co 1.17-25,30);
• a partilha dos sofrimentos de Jesus (2 Co 1.5); e
• o testemunho de uma vida transformada (Rm 8.17).
• Os judeus defendiam uma justiça própria -
cumprimento da lei (Rm 9.30-32; Rm 10.3).
• Ninguém é justificado pelas obras da lei (Rm
3.20).
• No juízo divino serão requeridos os "frutos de
justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e
louvor de Deus".
1. Não podem ser obtidas
por meio do legalismo religioso
• Alguns gregos com tendências gnósticas criam
que já haviam alcançado o conhecimento
necessário para a salvação, eram vaidosos e
desconsideravam os outros.
• Eles faziam descaso do ensino de Paulo,
considerando-o ingênuo tanto no conteúdo
como na retórica (1 Co 4.6,8,10,18).
• Eles não davam abertura para iluminação do
Espírito Santo por meio da Palavra.
• Todavia, Paulo não deixava de pregar o
Evangelho (Rm 1.16).
2. A verdadeira sabedoria
não se revela por determinação humana
• Paulo identifica claramente Cristo como a
sabedoria de Deus: "Cristo, poder de Deus e
sabedoria de Deus" (v. 24) e "Cristo, o qual para
nós foi feito por Deus sabedoria".
• Ele faz isso dentro de um contexto de oposição
entre a sabedoria humana e a sabedoria divina
(vv.18-31).
• Por isso, pela forma natural, o ser humano não
entende o plano de Deus para a salvação por
meio de Cristo.
3. Cristo, a verdadeira sabedoria
que garante a vida eterna (1.24,25)
• Paulo afirma que Jesus foi feito espírito
vivificante e que garante a ressurreição dos
salvos (1 Co 15.45-58).
• Ele é o mistério da sabedoria divina (1 Co
2.2,6,7).
• Cristo é a revelação plena da sabedoria divina e a
cruz é a concretização mais completa para a
vida eterna com Deus.
3. Cristo, a verdadeira sabedoria
que garante a vida eterna (1.24,25)
PENSE
A verdadeira sabedoria vem
do alto, de Deus.
IMPORTANTE
Jesus Cristo é a revelação
plena da sabedoria de Deus
Pai.
TÓPICO III
A VERDADEIRA SABEDORIA
ESTÁ EM CONHECER E
RECONHECER
O CRISTO CRUCIFICADO
• Jesus afirmou: "E a vida eterna é esta: que
conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a
Jesus Cristo" (Jo 17.3).
• Essa afirmação é um grande obstáculo para a
sabedoria humana, pois para conhecer a Deus é
preciso dar crédito à mensagem do Evangelho.
• Por isso, Paulo afirma que sua pregação não
consistiu em sabedoria de palavras (1 Co 1.17).
• Isso era uma afronta aos gregos, grandes
apreciadores da arte da oratória.
1. O orgulho humano é derrotado
na cruz de Cristo (1 Co 1.26,27)
• Paulo afirma que a grande maioria dos salvos
em Corinto não era considerada sábia,
poderosa ou nobre.
• Na cruz de Cristo, o Senhor transforma fraqueza
em força, pois chama "forte" o que o mundo
considera "fraco"; e transforma força em
fraqueza, pois chama "fraco" o que o mundo
considera "forte".
• Paulo afirma que Deus destruiu a sabedoria dos
sábios e aniquilou a inteligência dos entendidos
na cruz de Cristo (1 Co 1.19).
1. O orgulho humano é derrotado
na cruz de Cristo (1 Co 1.26,27)
• Confiar em si mesmo é vangloriar-se diante de
Deus (v.29).
• Em contraste, Paulo afirma que Deus escolheu
as coisas "humildes", "desprezíveis", que
humanamente não têm valor.
• A experiência da cruz de Cristo ensina a
humildade para o cristão.
• A sabedoria divina é vista como um antídoto
contra o orgulho, e deve ser buscada com todo
o ânimo (Pv 16.16).
2. O salvo alcança a sabedoria de Deus
na cruz de Cristo (1.28,29)
• Quem a encontra, sempre agirá com humildade
(Pv 11.2).
• A pessoa orgulhosa é desprovida de sabedoria
divina, por isso leva uma vida de prepotência e
arrogância.
• O temor do Senhor é apontado como o princípio
da sabedoria (Pv 1.7).
2. O salvo alcança a sabedoria de Deus
na cruz de Cristo (1.28,29)
• O ser humano jamais poderá alcançar a
verdadeira sabedoria sem Deus, sem olhar para
a cruz de Cristo.
• Paulo encoraja: "Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o
qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e
santificação, e redenção" (v.30).
• Todavia, a salvação só é possível enquanto
permanecer na fé (Hb 12.25,26).
• A glória não estava nos falsos mestres que
promoviam partidarismo e divisões.
• A glória da Igreja está na cruz de Cristo, que a
conduz para a vida eterna com Deus.
3. A glória de Deus revelada
na cruz de Cristo
PENSE
O orgulho é fatal na vida do
crente.
IMPORTANTE
O crente maduro, que teme
ao Senhor, é humilde e o seu
trabalho é realizado somente
para a glória de Deus.
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
1. A cruz de cristo é loucura para o mundo, poder
de Deus para os salvos e prevalecerá sobre a
sabedoria do mundo.
2. A vida eterna e a verdadeira sabedoria não pode
ser obtida por meio de legalismo religioso e nem
por determinação humana. Somente Cristo é
verdadeira sabedoria e garante a vida eterna.
3. A glória de Deus é revelada na Cruz de Cristo,
que derrota o orgulho humano e conduz o salvo à
sabedoria de Deus.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS
CONTATOS COM
O COMENTARISTA
Pr. Natalino das Neves
natalinoteologo@gmail.com
(41) 98409 8094 (WhatsApp/TIM)
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Tweter: @Natalinoneves

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Sergio Silva
 
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. CapriRevelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
capriello
 
Teologia Sistemática - Revelação Geral
Teologia Sistemática - Revelação GeralTeologia Sistemática - Revelação Geral
Teologia Sistemática - Revelação Geral
Pr. Luiz Carlos Lopes
 
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santoSilas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Tarcila Lais
 
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
Joel Silva
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
Pastor Cerqueira
 
Espírito Santo - O Intérprete da Bíblia
Espírito Santo - O Intérprete da BíbliaEspírito Santo - O Intérprete da Bíblia
Espírito Santo - O Intérprete da Bíblia
Elder Moraes
 
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé CristãApologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Gustavo Zimmermann
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Ricardo Gondim
 
A Revelação de Deus
A Revelação de DeusA Revelação de Deus
A Revelação de Deus
Geversom Sousa
 
Teologia sistemática bíblica e histórica robert duncan culver - parcial
Teologia sistemática bíblica e histórica   robert duncan culver - parcialTeologia sistemática bíblica e histórica   robert duncan culver - parcial
Teologia sistemática bíblica e histórica robert duncan culver - parcial
ALEX OLIVINDO
 
Gaudere et exsultate
Gaudere et exsultateGaudere et exsultate
Gaudere et exsultate
Jose Cosme
 
Teologia Sistemática - Revelação Especifica
Teologia Sistemática - Revelação EspecificaTeologia Sistemática - Revelação Especifica
Teologia Sistemática - Revelação Especifica
Pr. Luiz Carlos Lopes
 
Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...
Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...
Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...
pralucianaevangelista
 
Perseverança – Garimpando ouro...
Perseverança – Garimpando ouro...Perseverança – Garimpando ouro...
Perseverança – Garimpando ouro...
Pastor Paulo Francisco
 
Doutrina da mordomia cristã
Doutrina da mordomia cristãDoutrina da mordomia cristã
Doutrina da mordomia cristã
Geversom Sousa
 
A Grande Comissão
A Grande ComissãoA Grande Comissão
A Grande Comissão
Weinne Santos
 

Mais procurados (17)

Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...Lição 2   como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
Lição 2 como deus se faz conhecer - examinai as escrituras - ed. cristã eva...
 
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. CapriRevelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
 
Teologia Sistemática - Revelação Geral
Teologia Sistemática - Revelação GeralTeologia Sistemática - Revelação Geral
Teologia Sistemática - Revelação Geral
 
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santoSilas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
 
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
 
Espírito Santo - O Intérprete da Bíblia
Espírito Santo - O Intérprete da BíbliaEspírito Santo - O Intérprete da Bíblia
Espírito Santo - O Intérprete da Bíblia
 
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé CristãApologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
 
A Revelação de Deus
A Revelação de DeusA Revelação de Deus
A Revelação de Deus
 
Teologia sistemática bíblica e histórica robert duncan culver - parcial
Teologia sistemática bíblica e histórica   robert duncan culver - parcialTeologia sistemática bíblica e histórica   robert duncan culver - parcial
Teologia sistemática bíblica e histórica robert duncan culver - parcial
 
Gaudere et exsultate
Gaudere et exsultateGaudere et exsultate
Gaudere et exsultate
 
Teologia Sistemática - Revelação Especifica
Teologia Sistemática - Revelação EspecificaTeologia Sistemática - Revelação Especifica
Teologia Sistemática - Revelação Especifica
 
Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...
Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...
Lição 3 dons de revelacao - CPAD 2 trimestre de 2014 - Dons Espirituais e Min...
 
Perseverança – Garimpando ouro...
Perseverança – Garimpando ouro...Perseverança – Garimpando ouro...
Perseverança – Garimpando ouro...
 
Doutrina da mordomia cristã
Doutrina da mordomia cristãDoutrina da mordomia cristã
Doutrina da mordomia cristã
 
A Grande Comissão
A Grande ComissãoA Grande Comissão
A Grande Comissão
 

Semelhante a PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA

2021 2º trimestre jovem - lição 04
2021   2º trimestre jovem - lição 042021   2º trimestre jovem - lição 04
2021 2º trimestre jovem - lição 04
Joel Silva
 
2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx
2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx
2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx
Joel Silva
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
Natalino das Neves Neves
 
Romanos 4
Romanos   4Romanos   4
Romanos 4
Joel Silva
 
Lição 2 o evangelho da graça 3º trimestre de 2015
Lição 2   o evangelho da graça  3º trimestre de 2015Lição 2   o evangelho da graça  3º trimestre de 2015
Lição 2 o evangelho da graça 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
Justiça pela fé
Justiça pela féJustiça pela fé
Justiça pela fé
ASD Remanescentes
 
Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.
levibanez
 
Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014
Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014
Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014
Gerson G. Ramos
 
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de CristoA pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
Estação 4
 
3 - Heresias no sec II.pptx
3 - Heresias no sec II.pptx3 - Heresias no sec II.pptx
3 - Heresias no sec II.pptx
PIB Penha - SP
 
As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]
ayrtonslides
 
Um Impossivel mas Poderoso Evangelho
Um Impossivel mas Poderoso EvangelhoUm Impossivel mas Poderoso Evangelho
Um Impossivel mas Poderoso Evangelho
portaltestemunho
 
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus CristoLição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
A pregação do óbvio morte e ressurreição de cristo
A pregação do óbvio   morte e ressurreição de cristoA pregação do óbvio   morte e ressurreição de cristo
A pregação do óbvio morte e ressurreição de cristo
Daniela Sipert
 
Lição 02 - O evangelho da graça
Lição 02 - O evangelho da graçaLição 02 - O evangelho da graça
Lição 02 - O evangelho da graça
Regio Davis
 
Lição 02 - O evangelho da graça
Lição 02 - O  evangelho da graçaLição 02 - O  evangelho da graça
Lição 02 - O evangelho da graça
Regio Davis
 
Uma resposta para si mesmo
Uma resposta para si mesmoUma resposta para si mesmo
Uma resposta para si mesmo
A ROCHA - Ministério Batista Casa do Pai
 
Lição 8 - Cristo e a graça
Lição 8 - Cristo e a graçaLição 8 - Cristo e a graça
Lição 8 - Cristo e a graça
Natalino das Neves Neves
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
Paulo Ferreira
 

Semelhante a PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA (20)

2021 2º trimestre jovem - lição 04
2021   2º trimestre jovem - lição 042021   2º trimestre jovem - lição 04
2021 2º trimestre jovem - lição 04
 
2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx
2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx
2021 4º Trimestre Adulto Lição 05.pptx
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
Romanos 4
Romanos   4Romanos   4
Romanos 4
 
Lição 2 o evangelho da graça 3º trimestre de 2015
Lição 2   o evangelho da graça  3º trimestre de 2015Lição 2   o evangelho da graça  3º trimestre de 2015
Lição 2 o evangelho da graça 3º trimestre de 2015
 
Justiça pela fé
Justiça pela féJustiça pela fé
Justiça pela fé
 
Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.
 
Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014
Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014
Estudo adicional_A humildade da sabedoria celestial_842014
 
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de CristoA pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
 
3 - Heresias no sec II.pptx
3 - Heresias no sec II.pptx3 - Heresias no sec II.pptx
3 - Heresias no sec II.pptx
 
As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]
 
Um Impossivel mas Poderoso Evangelho
Um Impossivel mas Poderoso EvangelhoUm Impossivel mas Poderoso Evangelho
Um Impossivel mas Poderoso Evangelho
 
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus CristoLição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
 
A pregação do óbvio morte e ressurreição de cristo
A pregação do óbvio   morte e ressurreição de cristoA pregação do óbvio   morte e ressurreição de cristo
A pregação do óbvio morte e ressurreição de cristo
 
Lição 02 - O evangelho da graça
Lição 02 - O evangelho da graçaLição 02 - O evangelho da graça
Lição 02 - O evangelho da graça
 
Lição 02 - O evangelho da graça
Lição 02 - O  evangelho da graçaLição 02 - O  evangelho da graça
Lição 02 - O evangelho da graça
 
Uma resposta para si mesmo
Uma resposta para si mesmoUma resposta para si mesmo
Uma resposta para si mesmo
 
Lição 8 - Cristo e a graça
Lição 8 - Cristo e a graçaLição 8 - Cristo e a graça
Lição 8 - Cristo e a graça
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
Natalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Natalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Natalino das Neves Neves
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
Natalino das Neves Neves
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJAPRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJAPROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
Natalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_projecao
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJAPRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PRELEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJAPROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
PROJEÇÃO_LIÇÃO 3 - DIVISÕES NA IGREJA
 

Último

Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 

Último (20)

Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 

PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA

  • 1.
  • 2.
  • 3. T E X T O D O D I A "Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação." (1 Co 1.21)
  • 4. SÍNTESE A mensagem da cruz é loucura para os que não conhecem a Cristo, mas é a manifestação do poder e sabedoria de Deus para salvação de todo aquele que crê.
  • 5. 1 Coríntios 1.18-25 18 Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. 19 Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes. 20 Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? 21 Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. 22 Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Leitura bíblica
  • 6. 1 Coríntios 1.18-25 23 Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus e loucura para os gregos. 24 Mas, para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. 25 Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. Leitura bíblica
  • 8. • O modo de pensar e o modelo de vida do mundo são contrários ao pensamento divino. • A mensagem da cruz, o meio de revelação de Deus à humanidade, é tida como um paradoxo para o pensamento e paradigma secular. • Paulo adverte aos coríntios, que se vangloriavam da história sapiencial grega • Ele afirma que a sabedoria de Deus está em se revelar somente por meio da cruz de Cristo. INTRODUÇÃO
  • 9. TÓPICO I A CRUZ DE CRISTO E A SABEDORIA DE DEUS
  • 10. • A mensagem da justiça de Deus por meio da cruz de Cristo se tornou para os gregos, os romanos e, em especial para os judeus, uma pedra de tropeço: a) para os gregos, o herói era sempre o vencedor triunfante; b) para os romanos a morte de cruz era para os subversivos, os inimigos políticos; e c) para os judeus a morte de cruz era uma maldição (Dt 21.23). 1. A cruz de Cristo é loucura para o mundo (v. 18)
  • 11. • Pela tradição judaica não se esperava um Messias que fosse crucificado, muito menos um condenado à morte pelo supremo tribunal judaico. • O legalismo havia cegado os judeus de tal forma que a mensagem da cruz parecia loucura. • Para eles a morte de Jesus na cruz era humilhante, amaldiçoada e repugnante (1 Co 1.23). 1. A cruz de Cristo é loucura para o mundo (v. 18)
  • 12. • Enquanto para alguns a cruz é pedra de tropeço, para os cristãos salvos é a pedra angular e o único meio de se chegar a’ Deus (1 Pe 2.6-8). • A obra de Cristo satisfez a necessidade da justiça de Deus e conquistou o direito da justiça perfeita, que é atribuída a todo o que crê e aceita o sacrifício vicário de Jesus. • O fato de a justiça de Cristo ser a base da justificação acentua amplamente a graça de Deus. 2. A cruz de Cristo é o poder de Deus para os salvos (v. 18)
  • 13. • A graça tem como centro a cruz de Cristo, para onde tudo se converge e os justificados são perfeitamente reconciliados com Deus. • A cruz de Cristo, loucura para o mundo, é o poder de Deus para a salvação de todos os que creem em Jesus. 2. A cruz de Cristo é o poder de Deus para os salvos (v. 18)
  • 14. • "Tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus“ (Rm 1.21). • Uma coisa é reconhecer a existência divina, outra é se submeter e glorificar a Deus como Soberano e Senhor. • Paulo enfatiza a necessidade de reconhecer a glória de Deus, ser grato por tudo e em tudo glorificar o nome dEle. • Um dia, Deus destruirá "a sabedoria dos sábios" e "a inteligência dos inteligentes", mas os salvos permanecerão para sempre. 3. A sabedoria de Deus prevalecerá sobre a sabedoria do mundo (1.19)
  • 15. PENSE O que a Cruz de Cristo representa para você?
  • 16. IMPORTANTE Cremos que a cruz de Cristo, loucura para o mundo, é o poder de Deus para a salvação de todos os que creem em Jesus.
  • 17. TÓPICO II A VIDA ETERNA E A VERDADEIRA SABEDORIA VÊM DE DEUS
  • 18. • A sabedoria de Deus aponta para: • a cruz de Cristo (1 Co 1.17-25,30); • a partilha dos sofrimentos de Jesus (2 Co 1.5); e • o testemunho de uma vida transformada (Rm 8.17). • Os judeus defendiam uma justiça própria - cumprimento da lei (Rm 9.30-32; Rm 10.3). • Ninguém é justificado pelas obras da lei (Rm 3.20). • No juízo divino serão requeridos os "frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus". 1. Não podem ser obtidas por meio do legalismo religioso
  • 19. • Alguns gregos com tendências gnósticas criam que já haviam alcançado o conhecimento necessário para a salvação, eram vaidosos e desconsideravam os outros. • Eles faziam descaso do ensino de Paulo, considerando-o ingênuo tanto no conteúdo como na retórica (1 Co 4.6,8,10,18). • Eles não davam abertura para iluminação do Espírito Santo por meio da Palavra. • Todavia, Paulo não deixava de pregar o Evangelho (Rm 1.16). 2. A verdadeira sabedoria não se revela por determinação humana
  • 20. • Paulo identifica claramente Cristo como a sabedoria de Deus: "Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus" (v. 24) e "Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria". • Ele faz isso dentro de um contexto de oposição entre a sabedoria humana e a sabedoria divina (vv.18-31). • Por isso, pela forma natural, o ser humano não entende o plano de Deus para a salvação por meio de Cristo. 3. Cristo, a verdadeira sabedoria que garante a vida eterna (1.24,25)
  • 21. • Paulo afirma que Jesus foi feito espírito vivificante e que garante a ressurreição dos salvos (1 Co 15.45-58). • Ele é o mistério da sabedoria divina (1 Co 2.2,6,7). • Cristo é a revelação plena da sabedoria divina e a cruz é a concretização mais completa para a vida eterna com Deus. 3. Cristo, a verdadeira sabedoria que garante a vida eterna (1.24,25)
  • 22. PENSE A verdadeira sabedoria vem do alto, de Deus.
  • 23. IMPORTANTE Jesus Cristo é a revelação plena da sabedoria de Deus Pai.
  • 24. TÓPICO III A VERDADEIRA SABEDORIA ESTÁ EM CONHECER E RECONHECER O CRISTO CRUCIFICADO
  • 25. • Jesus afirmou: "E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo" (Jo 17.3). • Essa afirmação é um grande obstáculo para a sabedoria humana, pois para conhecer a Deus é preciso dar crédito à mensagem do Evangelho. • Por isso, Paulo afirma que sua pregação não consistiu em sabedoria de palavras (1 Co 1.17). • Isso era uma afronta aos gregos, grandes apreciadores da arte da oratória. 1. O orgulho humano é derrotado na cruz de Cristo (1 Co 1.26,27)
  • 26. • Paulo afirma que a grande maioria dos salvos em Corinto não era considerada sábia, poderosa ou nobre. • Na cruz de Cristo, o Senhor transforma fraqueza em força, pois chama "forte" o que o mundo considera "fraco"; e transforma força em fraqueza, pois chama "fraco" o que o mundo considera "forte". • Paulo afirma que Deus destruiu a sabedoria dos sábios e aniquilou a inteligência dos entendidos na cruz de Cristo (1 Co 1.19). 1. O orgulho humano é derrotado na cruz de Cristo (1 Co 1.26,27)
  • 27. • Confiar em si mesmo é vangloriar-se diante de Deus (v.29). • Em contraste, Paulo afirma que Deus escolheu as coisas "humildes", "desprezíveis", que humanamente não têm valor. • A experiência da cruz de Cristo ensina a humildade para o cristão. • A sabedoria divina é vista como um antídoto contra o orgulho, e deve ser buscada com todo o ânimo (Pv 16.16). 2. O salvo alcança a sabedoria de Deus na cruz de Cristo (1.28,29)
  • 28. • Quem a encontra, sempre agirá com humildade (Pv 11.2). • A pessoa orgulhosa é desprovida de sabedoria divina, por isso leva uma vida de prepotência e arrogância. • O temor do Senhor é apontado como o princípio da sabedoria (Pv 1.7). 2. O salvo alcança a sabedoria de Deus na cruz de Cristo (1.28,29)
  • 29. • O ser humano jamais poderá alcançar a verdadeira sabedoria sem Deus, sem olhar para a cruz de Cristo. • Paulo encoraja: "Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção" (v.30). • Todavia, a salvação só é possível enquanto permanecer na fé (Hb 12.25,26). • A glória não estava nos falsos mestres que promoviam partidarismo e divisões. • A glória da Igreja está na cruz de Cristo, que a conduz para a vida eterna com Deus. 3. A glória de Deus revelada na cruz de Cristo
  • 30. PENSE O orgulho é fatal na vida do crente.
  • 31. IMPORTANTE O crente maduro, que teme ao Senhor, é humilde e o seu trabalho é realizado somente para a glória de Deus.
  • 33. 1. A cruz de cristo é loucura para o mundo, poder de Deus para os salvos e prevalecerá sobre a sabedoria do mundo. 2. A vida eterna e a verdadeira sabedoria não pode ser obtida por meio de legalismo religioso e nem por determinação humana. Somente Cristo é verdadeira sabedoria e garante a vida eterna. 3. A glória de Deus é revelada na Cruz de Cristo, que derrota o orgulho humano e conduz o salvo à sabedoria de Deus. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • 35. CONTATOS COM O COMENTARISTA Pr. Natalino das Neves natalinoteologo@gmail.com (41) 98409 8094 (WhatsApp/TIM) www.natalinodasneves.blogspot.com.br Tweter: @Natalinoneves