SlideShare uma empresa Scribd logo
A importância de ser cheio do Espírito Santo

    Podemos escolher diversas maneiras para seguir a nossa vida, mas a melhor delas é viver de forma
abundante com o poder de Deus. E o segredo para alcançar esta bênção está na admoestação do
apóstolo Paulo, feita em Efésios 5.18: E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas
enchei-vos do Espírito (Ef 5.18).
Após Jesus entregar Sua vida na cruz do Calvário para a redenção da humanidade, Ele ressuscitou e
apareceu para os discípulos, comissinou-os a pregar as boas-novas de salvação e enviou o Espírito Santo,
o Consolador, para que não ficassem órfãos nem desamparados após Ele ter voltado para junto do Pai.
Contudo, muitos cristãos não aproveitam está bênção para trilhar um caminho reto e triunfante na
presença do Senhor. Preferem agir sob os próprios impulsos e esforços, achando que ser cheio do
Espírito Santo é apenas confessar o nome de Jesus como único e suficiente Salvador.
É preciso muito mais que isso para ser cheio da presença do Espírito de Deus. Não basta falar em línguas
estranhas ou freqüentar os cultos semanalmente. O Senhor espera mais de cada um de nós para
revestir-nos com seu poder. Ele deseja que nos tornemos semelhantes a Cristo em nossa maneira de
pensar, sentir, falar e agir .
Isto é um processo contínuo, um exercício diário, que visa à santificação e ao crescimento espiritual.
Todos os dias somos chamados a despir-nos dos velhos hábitos e assumir a posição de novas criaturas,
de filhos de Deus, tendo Jesus como referencial. Só que não podemos fazer isso pelo nosso próprio
conhecimento ou poder. Dependemos do agir do Espírito Santo para alcançar este propósito, porque só
aqueles que querem ter uma vida sob o controle de Deus é que alcançam as promessas do Senhor em
sua totalidade. É hora de ser cheio do Espírito Santo.
Deus, em cumprimento à Sua promessa em Joel 2.28,29 e em Ezequiel 36.26,27, enviou Seu Espírito
para habitar em cada pessoa que aceitou Cristo como seu Salvador e Senhor (ver Atos 1.8; 2.1-11). É
pela ação do Espírito Santo que o homem é convencido de pecado, de justiça e de juízo, arrepende-se e
é santificado, produzindo o fruto do Espírito —que é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade,
bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gálatas 5.22,23 ARA) e recebendo dons espirituais e
ministeriais, para o crescimento e a edificação dos membros do Corpo de Cristo.
O Espírito Santo é o agente responsável pelo novo nascimento, o nascimento espiritual, a regeneração do
ser humano, a transformação deste em nova criatura feita à imagem e semelhança de Cristo, para
tornar-se, como Ele, um filho de Deus (ver João 3.5; Tito 3.5). Em outras palavras, é o Espírito Santo
quem inspira, aconselha, dirige e consola o cristão. É Ele quem deve operar em nós tanto o querer como
o efetuar segundo a boa vontade de Deus (Filipenses 2.13).
Foi pela ação e inspiração do Espírito Santo que os profetas veterotestamentários falaram e agiram,
revelando aos homens a mensagem e a vontade de Deus, bem como é pela orientação do Espírito que a
Igreja de Jesus age e anuncia o Evangelho.
O Espírito de Deus agia na vida dos crentes do Antigo Testamento e também age na vida dos cristãos nos
dias de hoje. Mas de uma maneira mais plena, pois não está mais restrito apenas àqueles que presidem
sobre outros, mas a todos que fazem parte do Corpo de Cristo.
Entretanto, existe uma diferença entre ser habitação do Espírito e ser cheio do Espírito. Depois da
conversão, o coração passa a ser templo do Espírito. Só que este deve ser o Senhor de tudo, com plena
liberdade para operar em nós para a glória de Deus. Ele deseja que vivamos de forma transbordante com
a presença do Espírito Santo. Só assim conseguiremos testemunhar com autoridade as boas novas à
humanidade e sermos vitoriosos sobre o pecado, o mundo e o diabo.
O Espírito Santo é o nosso combustível, o nosso guia, o nosso intercessor! Podemos ser prósperos
financeiramente e ter todos os bens materiais desejáveis, mas se não nos enchermos da presença do
Espírito de Deus seremos como um carro sem gasolina. Não funcionaremos e não cumpriremos os
propósitos para os quais fomos chamados.
Além disso, devemos ser cheios do Espírito Santo: 1) porque um lugar vazio pode ser mal ocupado,
trazendo morte e destruição; 2) porque precisamos de amadurecimento espiritual para atingir a estatura
de Cristo; 3) porque só uma pessoa cheia do Espírito Santo é mais do que vencedora e estará apta a
encontrar-se com Cristo, quando Ele vier buscar a Sua Igreja.
Em suma, encher-se do Espírito é o segredo da vitória em todos os aspectos da nossa vida. O Senhor
deseja que Seus filhos sejam cheios do Espírito Santo agora mesmo. Se não estivermos preparados e
revestidos de Seu poder, dificilmente desfrutaremos as bênçãos divinas na terra e, muito menos, no céu,
ao lado do Pai por toda a eternidade.
Para alcançar este propósito, a primeira coisa a fazer é ter o desejo de ser cheio do Espírito Santo
(Mateus 5.6); é querer ardentemente ter comunhão com Ele, ansiar em ser controlado e fortalecido por
Deus. Você quer ser cheio do Espírito Santo? Então busque isso.

(Mensagem extraída do livro A importância de ser cheio do Espírito Santo, do Pr. Silas Malafaia, publicado
pela Editora Central Gospel)
Tempo de Conquistar

Os céus são os céus do SENHOR; mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens.
(Salmo 115.16)

A partir do que está escrito no Salmo 115.16, é fácil concluir que Deus deu a terra
para ser conquistada pelo homem, independente da sua fé. Contudo, é preciso ir ao
encontro daquilo que se almeja no âmbito material e espiritual. Mas há uma promessa
específica para o povo de Deus em Deuteronômio 28.13: E o SENHOR te porá por
cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, quando obedeceres aos
mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e fazer.
Dentre tantos elementos que podem ser apresentados, destaco seis fundamentais
para que você seja um vitorioso:

1)fazer escolhas certas, com base na razão e na Palavra de Deus;
2)ser uma pessoa ativa e produtiva;
3)não desperdiçar os recursos (tempo, bens e talentos);
4)ter disciplina e respeitar regras, princípios e autoridades;
5)ter ambição e projetos.
6)Ter alvos espirituais

A pessoa que deseja conquistar seus sonhos, primeiro, precisa aprender a fazer
escolhas certas na vida. O livre-arbítrio e a consciência nos tornam diferentes dos
animais e semelhantes a Deus. O ser humano é livre para decidir o que almeja.
Quando o faz, suas ações são dirigidas para o seu alvo e para as prioridades que
estabeleceu. No entanto, para definir seus objetivos, deve usar a inteligência (a
capacidade de aprender, apreender e compreender) e a sabedoria (a capacidade de
discernir as coisas, distinguindo o que é mais importante, com prudência, sensatez).

Não permita que suas escolhas sejam feitas com base apenas em emoções, na
intuição ou na opinião dos outros. Estes elementos até podem influenciar sua decisão,
porém são subsídios secundários. É a Palavra de Deus que deve orientar suas
escolhas. Ela é a verdade e a fonte da sabedoria (Pv 3.13-18).

Em segundo lugar, se você quer conquistar seus objetivos, preste atenção ao que é
dito em Gênesis 2.15: Tomou, pois, o SENHOR Deus ao homem e o colocou no jardim
do Éden para o cultivar e o guardar. O Altíssimo colocou o homem na terra para
produzir e gerar bem-estar, pois não suporta a improdutividade. Ele chama o servo
que não quis ser produtivo de negligente e mau (Mateus 25.26). Com isso,
aprendemos que ninguém conquista nada se não for produtivo.

Em terceiro lugar, Deus colocou o homem na terra para lavrar, cuidar, zelar, e não
para desperdiçar. O Senhor detesta o desperdício. Em Tiago 4.3, está escrito: Pedis e
não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Em Isaías 55.2,
o povo é exortado porque gastava o dinheiro com aquilo que não era pão; consumia o
produto do seu trabalho com algo que não tinha valor e não alimentava nem o corpo
nem a alma. Tem gente que só compra besteira. Não pode ver uma liquidação, que
corre para comprar o que não precisa. Como é que você quer conquistar algo maior se
desperdiça tudo com bobagens?

Em quarto lugar, quem deseja conquistar seus sonhos, precisa ter disciplina, obedecer
às regras, aos princípios e às autoridades. Para se comprar um apartamento, é
necessário ter o dinheiro da entrada e arcar com prestações que caibam dentro do
orçamento. Isto é uma regra, um princípio que não deve ser quebrado.

Ser submisso às autoridades é outro elemento fundamental. O ser humano precisa
aprender a obedecer. Não adianta querer fazer o que se quer, desrespeitar o chefe,
sublevar a ordem imposta e tentar dar-lhe uma rasteira para ocupar posições
maiores.

Em quinto lugar, tenha ambição, desejo de conquistar algo superior. Isto será uma
força motivadora para você agir na vida. Almeje comprar um imóvel e não mais viver
de aluguel; almeje ser um profissional de sucesso, uma pessoa melhor. Mas lembre-
se de que, para galgar patamares superiores, você precisa ser liberal.

Contudo, ao ambicionar algo melhor e uma posição superior, cuidado com quatro
coisas destrutivas que impedem o homem de alcançar seus objetivos: a ganância
(desejar algo a qualquer preço, não se importando se é ilícito e se prejudicará seu
próximo), a cobiça (a ambição desmedida por riquezas e o desejo desenfreado de
atender à sua natureza), a inveja (o desgosto e pesar pelo sucesso do outro) e o
egoísmo (o amor e a consideração excessiva por si mesmo, a ponto de desprezar o
interesse dos outros).

Qual o remédio para esses males? É amar a Deus e a seu próximo como a si mesmo;
é ser liberal, bondoso e altruísta!
Em Provérbios 19.17 (ARA), é dito: Ser bondoso com os pobres é emprestar ao
SENHOR, e ele nos devolve o bem que fazemos. Em Provérbios 3.9,10, há uma
grande promessa: Honra ao SENHOR com a tua fazenda e com as primícias de toda a
tua renda; e se encherão os teus celeiros abundantemente, e trasbordarão de mosto
os teus lagares. Priorizar a Deus e ser bondoso e liberal, abençoando outros com
nossos bens materiais, livra-nos da ganância!

Além disso, a vida não se resume apenas às conquistas materiais; existem as
conquistas espirituais. E a pessoa inteligente considera essas duas dimensões.

Sendo assim, estabeleça objetivos materiais, mas não se esqueça de ter alvos
espirituais. Deseje conhecer Deus e aprofundar sua comunhão com Ele. Para alcançar
este propósito, ore e consagre-se. O Senhor quer manifestar-se e tem coisas
tremendas, que você não sabe, para revelar-lhe. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará
a vós (Tiago 4.8a).

Também é necessário buscar conhecimento maior da Bíblia. Nunca vi tantos crentes
rasos no conhecimento divino. Errais, não conhecendo as Escrituras (Mateus 22.49).
Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé,
dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios (1 Timóteo 4.1).

Há um bombardeio na mídia para desmerecer a Bíblia, como se ela fosse um livro de
mentiras. Há uma pressão nas escolas para ensinar que o universo é obra do acaso,
uma questão de evolução. Há artimanhas de todo tipo para deturpar a Palavra. É
tempo de conhecer o Deus que você serve. Só assim poderá dizer como Paulo, em 2
Timóteo 1.12: Eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para
guardar o meu depósito até àquele Dia.

O que você está fazendo para este Deus que tudo faz, que salva, liberta, transforma,
abençoa e dá vida? Não fique apenas preocupado com a corrida pela sobrevivência.
Use seu tempo, seu talento e seus recursos na obra do Senhor também. Seja mais
agradável e relacione-se melhor com as pessoas.

É tempo de conquistar vidas para Cristo, e você é o maior instrumento para isto!
Quantas pessoas você leva à igreja durante o ano? Este é um tempo de uma nova
unção de Deus sobre a sua vida, de um novo patamar espiritual! O Altíssimo quer
levá-lo a uma nova estação e derramar um óleo fresco sobre a sua cabeça. O Senhor
quer levantá-lo com poder e autoridade. Ele quer usá-lo! Saia, então, da mesmice e
da mediocridade.

Que a mão de Deus esteja sobre você! Que as janelas dos céus sejam abertas! Que
coisas novas aconteçam na sua vida! Aquilo que o ouvido não ouviu, que o olho não
viu e que não chegou ao nosso coração é o que Ele tem preparado para você.

Em Busca do Crescimento Espiritual

Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram;
eis que tudo se fez novo. (1 Coríntios 5.17)

O ponto de partida para o crescimento espiritual é a transformação de vida pelo poder
do evangelho. Para isso, é preciso ter arrependimento, fé e conversão. Arrependei-
vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham,
assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor (Atos 3.19). Pela graça sois
salvos, por meio da fé (Efésios 2.8).

A fé é a condição para que você possa chegar a Deus. Quando alguém entrega sua
vida a Cristo por arrepender-se dos pecados e crer que Jesus é o Salvador, então se
converte aos princípios do evangelho, gerando uma mudança radical, que a Bíblia
chama de novo nascimento (João 3.4-6).

Como é que a gente sabe se alguém teve um encontro real com Cristo e foi
transformado em nova criatura? Não é por causa do terno e da gravada nem da Bíblia
debaixo do braço; é pela transformação: um novo pensar, um novo sentir e um novo
agir. Se a pessoa não mudar a mentalidade, não pode ter seus sentimentos e suas
atitudes mudados. Se houver um novo modo de pensar, haverá mudanças de
sentimentos. O ódio, a mágoa e a vingança dão lugar ao amor, ao perdão e à
bondade. Com a mudança do modo de pensar e de sentir, ocorre a mudança de
atitude. Sem isso, não há transformação na vida, porque o evangelho modifica as
crenças e os valores do ser humano — isto é o ponto de partida para um crescimento
espiritual.

Para que você possa ter um crescimento real, sem anomalias, deve crescer
proporcionalmente na graça e no conhecimento (2 Pedro 3.18), usando os meios
disponíveis — a oração, a leitura da Palavra, a comunhão com o Corpo de Cristo, a
evangelização, as experiências com Deus no dia a dia e a mordomia, o serviço cristão
— para aproximar-se de Deus e ser transformado por Ele.

Em Colossenses 3.1-15, vemos algumas etapas do processo de crescimento espiritual.
Já no versículo 1, Paulo diz: Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as
coisas que são de cima. Para ressuscitar com Cristo, é necessário morrer para o
pecado e para o mundo. Depois, é preciso buscar e pensar nas coisas que são de cima
(v.1,2). É assim que é iniciado o processo, pelo que domina a mente. Então, vem as
etapas seguintes: fazer morrer os desejos da carne (v. 5) e revestir-se de entranhas
de misericórdia, benignidade, humanidade, mansidão, longanimidade (v. 13).
Deus, por intermédio de Seu Espírito, ajuda-nos, mas é a decisão de entregar-se a
esse processo é nossa. O cristão precisa despir-se do velho homem e amar com amor
genuíno, sacrificial. Ele tem de arrancar defeitos e plantar virtudes divinas no coração.
Caso contrário, poderá atrapalhar seu crescimento espiritual. Se viverdes segundo a
carne, morrereis; mas, se pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis
(Romanos 8.13).

Para que não sejamos meninos inconstantes, levados por todo vento de doutrina,
Paulo mostrou a importância de alcançar um padrão elevado na vida espiritual, a
unidade da fé, o conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, a medida da
estatura completa de Cristo (Efésios 4.13). Este é o último estágio de crescimento do
cristão; é alcançar imagem gloriosa de Cristo.

João lembrou: Agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos
de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele;
porque assim como é o veremos (1 João 3.2). Chegará o dia em que seremos
espiritualmente semelhantes a Cristo e viveremos no céu, num lugar onde não haverá
mais pecado, erro, dor, doença, morte, na presença de Deus. Então, veremos Jesus
como Ele é.

Vale a pena buscar o crescimento espiritual e participar de todo este processo de
amadurecimento cristão, mesmo que haja percalços e pressão do diabo. Seja firme,
constante e abundante na obra do Senhor. Almeje ser a cada dia um crente melhor.
Se cair, saiba que Deus irá levantá-lo, sustentá-lo e elevá-lo a patamares superiores.

Mas lembre-se de que Deus não nos dá algo porque acha que somos mais bonitos ou
educados do que outros irmãos. Existem níveis, etapas, que eu e você temos de
esforçar-nos para alcançá-los. Vamos, então, crescer para que o nome do Altíssimo
seja louvado e engrandecido em nossa vida e por meio dela. É tempo de crescer!
Receba esta palavra e que o Senhor o abençoe e o faça prosperar em todas as áreas!



Crescimento Ideal da Vida Cristã

 Antes, crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A
   ele seja dada a glória, assim agora como no dia da eternidade (2 Pedro 3.18).


Ninguém nasce completo e com grande estatura no âmbito físico ou espiritual. E o
crescimento que não obedece ao curso natural de leis e princípios que o regem gera
anomalias e deformidades. Seguindo este raciocínio, no mundo espiritual, ou o cristão
cresce, ou fica medíocre, pois os pilares da vida cristã precisam ser exercitados dia a
dia até chegar a um nível de crescimento ideal. Esses pilares são eles: a fé (Romanos
1.17), o conhecimento (Oséias 6.3), a graça (2 Pedro 3.16-18), a santificação
(Hebreus 12.14) e as experiências espirituais (2 Coríntios 3.18).

Sabendo disso, atente para o fato de que é necessário crescer de maneira uniforme,
tanto na graça como no conhecimento, senão o cristão será vítima da heresia e da
ignorância espiritual. Assim, alguns crescem na graça, mas não no conhecimento, e
permanecem meninos, pois não estudam a Palavra. Os anos passam, e eles
continuam sendo novos convertidos que não sabem discernir a voz de Deus e a dos
homens, nem a emoção e o poder espiritual.
Há também os cristãos que progridem no conhecimento, mas não na graça. Eles
racionalizam tudo e não têm experiências espirituais. São como os fariseus descritos
em Mateus 23: estão cheios de conhecimento sobre as leis espirituais, mas não
procedem com amor.

Há dentro da Igreja um terceiro tipo de cristão: o fraco, que não progride nem na
graça nem no conhecimento (1 Coríntios 7-10). Ele é facilmente influenciado pelos
demais e fica escandalizado com qualquer coisa, sendo considerado enfermo na fé
(Romanos 14.1). Ele tem de crescer e amadurecer proporcional e progressivamente
na fé, a fim de alcançar a estatura de Cristo, ser uma testemunha poderosa do amor e
do poder de Deus e dar frutos para o Reino de Deus.

Quem deseja crescer na graça e no conhecimento de Deus, precisa ter algumas
atitudes fundamentais, entre as quais destaco:

(1) Buscar o Reino de Deus em primeiro lugar. O que apóstolo Paulo, em
Colossenses 3.1,2, ensinou: Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as
coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas
coisas que são de cima e não nas que são da terra.

(2) Ter vontade de aprender e paciência. Infelizmente, existe gente que mal se
converte e, dois anos depois, já é consagrado pastor. Está errado! Para que o recém-
convertido possa desenvolver a fé com solidez, deve primeiro participar dos cultos,
ouvir as pregações e freqüentar a Escola Dominical. Assim, entenderá a autoridade
espiritual, o plano da salvação e as doutrinas básicas, conseguirá praticar os
ensinamentos da Palavra de Deus até atingir certo grau de maturidade espiritual.

(3) Estudar a Palavra de Deus. O apóstolo Paulo estudava as Escrituras meditando,
refletindo, pensando e analisando a profundidade dos princípios e das profecias, a fim
de conhecer melhor Deus e seu plano de salvação para a humanidade (2 Timóteo
4.13). Peça para o Espírito Santo iluminar sua mente e ajudá-lo a compreender a
Palavra de Deus.

(4) Desenvolver um relacionamento pessoal com Deus. Daniel orava três vezes
ao dia, porque ele queria ter intimidade com Deus (Daniel 6.10). Se você não dobrar o
joelho para adorar e clamar a Deus, lançando sobre Ele toda a ansiedade e
compartilhando suas preocupações e fraquezas, não alcançará o crescimento ideal na
vida cristã nem intimidade com Deus. O crente que ora, lê a Palavra e medita sobre
ela, aprende a ouvir a voz de Deus, tem discernimento espiritual, direção e vive
triunfantemente com Cristo viveu.

(5) Viver em comunhão com a Igreja. É importante ter comunhão com o Corpo de
Cristo, que é um conjunto de membros interdependentes (Romanos 12.4-10;
Colossenses 3.13). O cristão que fica isolado do Corpo não cresce com ele e morre
espiritualmente.

(6) Ser perseverante e ativo na obra de Deus. O cristão que vive conforme os
princípios que Deus estabeleceu em Sua Palavra, obedece a Deus e cresce na graça e
no conhecimento do Senhor. Esse cristão ama, perdoa, foge da sua carne, evita
pecado, dá dízimo e oferta, evangeliza e exerce a mordomia cristã, alcançando,
assim, o amadurecimento na vida espiritual e produzindo frutos que glorificam a Deus
e engrandecem Seu Reino (Mateus 7.24,25).
O Cristão e a Sexualidade


A sexualidade envolve o que há de mais íntimo na vida do ser humano. Dependendo
do modo como é usufruída, ela tanto pode produzir resultados positivos quanto
negativos, seja na área biológica, sociológica, psicológica ou espiritual.

Alguns líderes evangélicos não dão a devida importância que o assunto requer. Uns se
recusam a falar sobre sexo porque acham que ele não tem nada a ver com os
princípios do cristianismo, e, conseqüentemente, não teria nenhuma relevância. Já
outros são tolhidos pela timidez ou acham-se incapazes de ensinar à sua igreja sobre
o assunto.

E o resultado é que muitas vezes os problemas de relacionamento entre casais ficam
sem solução ou geram separação, porque os cônjuges não receberam um ensino
adequado, nem foram orientados sobre como deveriam agir em meio aos conflitos.

Existem crentes que, quando o assunto é sexo, defendem idéias absurdas. Dizem, por
exemplo, que Deus criou o homem e permitiu que o diabo inventasse o sexo. Para
uma grande maioria, a sexualidade está muito mais associada ao erro e ao pecado do
que a algo bom, criado por Deus.

Porém, antes de julgar se o sexo é bom ou mau, precisamos saber quem o criou, com
que finalidade ele foi criado e o que devemos fazer para tornar a sexualidade um
relacionamento prazeroso.

Deus criou o homem e a mulher, e colocou órgãos genitais diferentes em cada um
deles. Ele criou também os hormônios, que atuam na área da sexualidade masculina e
são chamados de testosterona. Na mulher, estes hormônios são conhecidos como
estrógeno. Deus criou na glande do pênis e no clitóris milhares de vasos sanguíneos,
que armazenam uma grande quantidade de sangue para aumentar a sensibilidade.
Em suma, Deus deu ao homem o desejo, a libido.

Deus criou o pênis no homem. Um tecido cavernoso que contém grandes espaços
venosos, ligados por tecido fibroso revestido de pele. Deus criou os testículos, que são
dois órgãos glandulares. Entre outras funções estes órgãos fabricam os
espermatozóides e elaboram a testosterona.

Deus criou os canais ejaculadores, que são condutos formados pela união das
vesículas seminais com os canais seminíferos. Deus criou o escroto, que é uma
estrutura que encerra o testículo, o epidídimo, a parte inferior do canal deferente e o
cordão espermático. E por fim Deus também criou as glândulas bulbo-uretrais. Estas
segregam o sêmen, líquido que contém mucina, proteínas, água, sais minerais e cerca
de 70 milhões de espermatozóides por centímetro quadrado.

Na mulher Deus criou um canal músculo-membranoso extremamente dilatável,
medindo aproximadamente entre 8 e 9 centímetros de comprimento, chamado
vagina. Deus criou nela os ovários, constituído por duas pequenas glândulas em forma
de amêndoa, situadas na cavidade pélvica de cada lado do útero. A função dos ovários
é produzir, desenvolver e amadurecer os óvulos. Eles também produzem pelo menos
dois tipos de hormônios: estrogênio e progesterona.

Deus criou as trompas de falópio, tubos finos que se estendem da cavidade peritonial
ao útero. Através delas os óvulos liberados dos ovários chegam ao útero. Deus criou o
útero, que é um órgão muscular em forma de pêra, situado no centro da cavidade
pélvica, atrás da bexiga. Durante a gravidez, o útero aumenta consideravelmente,
atingindo um comprimento que ultrapassa 30 centímetros. Por fim Deus criou a vulva,
que é o conjunto dos órgãos genitais externos.

Os desejos íntimos

Agora perguntamos: por que Deus criou estes dois órgãos genitais que acabamos de
analisar? Será Ele um tipo masoquista que criaria no homem desejos naturais que não
podem ser satisfeitos? Por que existem milhares de terminações nervosas no corpo do
homem que faz com que a sensualidade seja despertada com um simples toque? Para
que Deus criou tudo isso? Para brincar com os nossos sentimentos e as nossas
emoções?

Deus criou a sexualidade no homem e na mulher para despertar neles a vontade de
unirem os seus corpos e saciarem os seus desejos mais íntimos. A sexualidade mata
no homem a fome de intimidade que ele tem.

(Trecho do livro O Cristão e a Sexualidade, do Pastor Silas Malafaia)

Editorial Sobre o Homossexualismo

Um alerta à sociedade

No momento em que escrevo estas palavras, encontra-se tramitando no Senado
Federal um projeto de lei que propõe oficializar “a livre expressão de afetividade
homossexual em locais públicos ou privados abertos ao público”.

Nós, evangélicos, em defesa da família, da moral e dos princípios bíblicos, queremos
expressar o nosso protesto contra esse projeto de lei. Amamos os homossexuais, mas
não concordamos com a prática do homossexualismo.

Não concordamos, porque a homossexualidade é uma rebelião consciente contra o
que Deus estabeleceu na Criação. A Bíblia diz que Deus criou o ser humano como
macho e fêmea, e em seguida instituiu o casamento heterossexual e a família. A
civilização humana tem perdurado até hoje por causa desse princípio bíblico.

Nenhuma sociedade é mais forte do que a vitalidade de suas famílias, e a vitalidade
de suas famílias depende do relacionamento entre pessoas de sexos opostos, dos
relacionamentos heterossexuais.

A homossexualidade é uma distorção do que Deus criou. Tanto no Antigo quanto no
Novo Testamento, ela é classificada como abominação, paixão infame, perversão
moral (Lv 18.22; Rm 1.26,27; 1Co 6.9,10).

Alguns afirmam que a homossexualidade é de origem biológica, genética. O indivíduo
já nasceria homossexual. Porém, nenhum cientista jamais conseguiu provar isso. Na
cadeia genética do ser humano, não existe nenhum fator, nenhuma ordem
cromossômica homossexual. Admitir tal coisa seria o cúmulo do absurdo. Existem
cromossomos que determinam o sexo feminino e cromossomos que determinam o
sexo masculino.
A homossexualidade é, antes de tudo, uma questão de comportamento, de
preferência. É uma conduta aprendida ou induzida. Psicólogos e psiquiatras são
unânimes em afirmar que o fator mais importante para uma criança decidir sua
preferência sexual é a maneira como ela é criada. Isto é mais importante do que o
próprio fator genético.

Se toda prática deturpada, pecaminosa, imoral for legalizada, onde vai parar a nossa
sociedade? Se a sociedade legalizar suas aberrações, ela se destruirá. Um erro moral
nunca pode ser um direito civil.

Porém, qualquer homossexual que confessar o seu pecado, receber Jesus como
Salvador e obedecer à Sua Palavra, poderá tornar-se um heterossexual, poderá ser
recuperado e liberto. Jesus tem poder para isto.

A Vontade de Deus e as Contradições da Vida

As promessas do Senhor são confiáveis e infalíveis. Entretanto, muitas pessoas que
enfrentam situações difíceis enquanto esperam que aquilo que Deus prometeu
cumpra-se em sua vida, costumam perguntar: “Por que as promessas do Senhor não
se realizam da maneira como desejamos, e no tempo que achamos ideal, propício?”.
Elas não entendem porque às vezes as circunstâncias caminham na contramão das
vitórias que Deus prometeu.

Quando você estiver passando por adversidades, lembre-se de que “todas as coisas
contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são
chamados pelo seu decreto” (Romanos 8.28).

Mesmo que a vida delineie diante de você um panorama de adversidades, de
contradições, de situações conflitantes e difíceis, mantenha-se firme na fé, jamais
duvide das promessas e da fidelidade do Senhor.

Continue confiante no plano de Deus para sua vida, mesmo sentindo que uma forte
ventania e uma grande tempestade o têm envolvido. De acordo com as promessas de
Deus, era para estar soprando uma brisa suave. Mas não se deixe abalar. Se o vento
é fortíssimo e atrapalha a sua caminhada, não se esqueça de que você tem promessas
de Deus, e que Suas promessas não falham. Tudo o que está acontecendo agora é
circunstancial, é momentâneo. As dificuldades cessarão.

Mesmo que você esteja debaixo da correção de Deus, não deve esquecer que o
Senhor é bom, e que as suas misericórdias duram para sempre. O salmista Davi nos
chamou a atenção para isto:

“Porque não passa de um momento a sua ira; o seu favor dura a vida inteira. Ao
anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30.5-6, ARA).

As promessas do Senhor são infalíveis. Espere com fé, pois Ele não se esqueceu de
você. Em Isaías 55.8, o Senhor diz:

“Porque os meus pensamentos são mais altos do que os vossos pensamentos”. (Isaías
55.8)

As circunstâncias adversas que surgem antes que as promessas de Deus se cumpram
têm que ser consideradas segundo a ótica de Deus, e não segundo a visão limitada do
ser humano. Não sabemos nem temos a capacidade de pensar como Deus. Somente
após uma entrega total de nossa vida a Jesus é que poderemos “ter a mente de
Cristo” (1 Coríntios 2.16). Só então entenderemos porque a vontade de Deus
prevalece acima das contradições da vida.

(Trecho da mensagem A vontade de Deus e as contradições da vida, pregada no 11º
Congresso Pentecostal Brasileiro Fogo para o Brasil).

Se Você é Filho de Deus, Trate de Imitá-lo

TEXTO BÁSICO: Ef 5.1: “Sede imitadores de Deus, como filhos amados”.

INTRODUÇÃO: Deus é nosso Pai, e como seus filhos temos de imitá-lo.
Eis algumas coisas importantes que, como filhos dEle, devemos imitar:

1-DEUS É UM DEUS DE PROJETOS (Ap 13.8). Ele nunca realizou nada de improviso.
O plano da salvação já estava traçado antes mesmo de o homem nascer (Ap 13.8).
Portanto, se somos filhos de Deus, devemos imitá-lo traçando projetos para nossa vida,
nossa família, para o Reino de Deus.

2-DEUS É UM DEUS DE ORGANIZAÇÃO (1Co 14.33)

PRINCÍPIOS ORGANIZACIONAIS DE DEUS
2.1- Deus trabalha com prioridades
Ele demonstrou isto na seqüência da Criação, criando, em primeiro lugar, os elementos
que iam ser necessários aos elementos que Ele criaria a seguir. PORTANTO, devemos
estabelecer prioridades em nossa vida, realizando aquilo que é fundamental antes
daquilo que é secundário.

2.2- Deus trabalha com preparação
Em Gênesis 3.15 já está registrada a primeira profecia anunciando o nascimento do
Salvador da humanidade. Deus usou 45 capítulos de sua Palavra só para preparar o povo
para a peregrinação no deserto (Ex 33 até Nm 10).
PORTANTO, jamais devemos fazer nada de improviso, de qualquer maneira.

2.3. Deus trabalha com ordem
Deus é inimigo da desordem, da bagunça (1 Co 14.40).
PORTANTO, tudo o que fizermos devemos fazer de maneira organizada, ordenada,
seqüencial.

2.4. Deus trabalha com estruturas
Ou seja, Deus respeita hierarquias, estabelece estruturas por essas serem elementos de
sustentação. PORTANTO, devemos estabelecer estruturas que possam sustentar nossos
empreendimentos, nossas ações. Devemos reconhecê-las e respeitá-las.

2.5: Deus trabalha com execução
Tudo o que ele projetou, executou. Não deixou nada pela metade, no meio do caminho.
PORTANTO, devemos planejar e executar o que planejarmos.

3-DEUS É UM DEUS QUE EXIGE PADRÃO DE QUALIDADE (Mt 5.48)
Tudo na criação de Deus reflete um alto grau de perfeição, de exigência.
PORTANTO, tudo o que fizermos, devemos fazer da melhor maneira possível, pois se
somos filhos de Deus, temos que imitá-lo.

4-DEUS TRABALHA EM ORDEM CRESCENTE
Ele começa com uma pequena quantidade, para alcançar uma grande quantidade. Um
casal transformou-se nos bilhões de seres humanos de hoje, Abraão deu início aos
milhões de judeus existentes atualmente no mundo.
PORTANTO, também devemos começar com paciência e perseverança, nas
desprezando as coisas pequenas (Zc 4.10).

5-DEUS É ESPECIALISTA EM TRANSFORMAR CAOS EM BÊNÇÃO.
Do caos Ele tira a ordem, a perfeição, a bênção.
PORTANTO, como filhos de Deus, devemos transformar em bênção o caos que pode
estar existindo em torno da nossa família, em nosso ambiente de trabalho, etc.

6-DEUS, O NOSSO PAI, É UM DEUS DE CARÁTER.
QUATRO MARCAS DO CARÁTER DE DEUS

DEUS É:
a- AMOR (1 Jo 4.8)
Debaixo do guarda-chuva do amor de Deus estão mais três marcas do Seu caráter:

b-PERDÃO (perdoar é cancelar a dívida)
c-MISERICÓRDIA (é lançar os méritos do perdoador sobre o perdoado)
d-COMPAIXÃO (compadecer-se é ficar no lugar do outro)

DEUS É JUSTO.
Ser justo é ser íntegro, honesto. Devemos seguir essa marca do caráter de Deus.
DEUS É VERDADEIRO.
A única paternidade que a Bíblia dá ao diabo é a da mentira (Jo 8.44).
Portanto, se somos filhos de Deus, jamais incluiremos a filha de Satanás em nossas
ações.
DEUS É SANTO.
Ser santo não é só deixar de pecar, mas sim fazer oposição ao pecado.

RECEITA PARA SER SANTO
1-Quem quer ser santo deve:

a)Orar (1Tm 4.5)
b) Mergulhar na leitura da Palavra (João 1.17)
c)Segundo 3.1-10: Buscar as coisas que são de cima, pensar em Deus, mortificar a carne,
despojar-se do velho homem, e revestir-se segundo a imagem daquele que nos criou.

(Resumo da mensagem Se Você é Filho de Deus, Trate de Imitá-lo, do Pastor Silas
Malafaia)

Vivendo Triunfantemente
  Se você quer viver triunfantemente, a primeira coisa a fazer é praticar a Palavra de
Deus. Você não poderá viver triunfantemente no sentido completo da palavra se não
amar e praticar a Lei do Senhor. Tenha prazer na Lei do Senhor e esteja previamente
preparado contra os conselhos dos ímpios (Salmo 1.1,2).

   Medite na Lei do Senhor e você não andará, não se deterá nem se assentará na roda
dos escarnecedores. Você jamais terá uma vida espiritual decadente se meditar na Lei do
Senhor de dia e de noite.
   Ter prazer na Lei do Senhor é ter alegria, satisfação, vontade de obedecer e praticar a
Palavra. Quando praticamos a Palavra somos como árvore plantada junto ao ribeiro de
águas, que permanece viçosa e no tempo da adversidade não murcha. Ter prazer na
Palavra de Deus é produzir fruto na estação própria, recebendo a bênção da vitória no
tempo de Deus.
   Ter prazer na Lei do Senhor é fazer com que as "nossas folhas" permaneçam firmes;
folhas que realizam o fenômeno chamado de fotossíntese; que purificam o ar. São
através delas que as plantas absorvem a energia solar. Se você medita na Palavra poderá
absorver o poder de Deus para a sua vida.
   Em Salmo 1.1,2 está escrito: "Bem-aventurado é o varão que(...) antes tem o seu
prazer na Lei do Senhor...". Isto equivale a dizer: "Feliz é aquele que tem o prazer de
praticar a Palavra de Deus". O salmista diz que tudo quanto o varão que medita na lei do
Senhor fizer prosperará (Salmo 1.3).
   Isto quer dizer que vida triunfante é vida de prática da Palavra de Deus. Seja você
também como o varão citado em Salmo 1.1-3, que medita na Lei do Senhor de dia e de
noite, e descubra o segredo de uma vida triunfante em Cristo neste ano de 2006.
   Artigo extraído da mensagem Vivendo Triunfantemente pregada no Culto da Vitória
da Assembéia de Deus do Bom Retiro, São Paulo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
Márcio Martins
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores
 Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores
Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores
Éder Tomé
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
Jessé Lopes
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Erberson Pinheiro
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
Pastor Wanderley
 
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espíritoLição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Erberson Pinheiro
 
Escola de lideres compromisso e prioridades
Escola de lideres   compromisso e prioridadesEscola de lideres   compromisso e prioridades
Escola de lideres compromisso e prioridades
Daniel de Carvalho Luz
 
Porta da fonte
Porta da fontePorta da fonte
Porta da fonte
Cleusa Reis
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
Respirando Deus
 
Espírito santo
Espírito santoEspírito santo
Edificando uma igreja com proposito
Edificando uma igreja com propositoEdificando uma igreja com proposito
Edificando uma igreja com proposito
Nilto Rodrigues
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
Márcio Martins
 
O batismo nas águas
O batismo nas águasO batismo nas águas
O batismo nas águas
Joselito Machado
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
Anderson Silvério
 
Como Reconstruir a Vida?
Como Reconstruir a Vida?Como Reconstruir a Vida?
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
RODRIGO FERREIRA
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
Geversom Sousa
 

Mais procurados (20)

As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores
 Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores
Lição 13 - Em Cristo Somos mais que Vencedores
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espíritoLição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
 
Escola de lideres compromisso e prioridades
Escola de lideres   compromisso e prioridadesEscola de lideres   compromisso e prioridades
Escola de lideres compromisso e prioridades
 
Porta da fonte
Porta da fontePorta da fonte
Porta da fonte
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
 
Espírito santo
Espírito santoEspírito santo
Espírito santo
 
Edificando uma igreja com proposito
Edificando uma igreja com propositoEdificando uma igreja com proposito
Edificando uma igreja com proposito
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
 
O batismo nas águas
O batismo nas águasO batismo nas águas
O batismo nas águas
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
Como Reconstruir a Vida?
Como Reconstruir a Vida?Como Reconstruir a Vida?
Como Reconstruir a Vida?
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
 

Destaque

precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
Pastor Cerqueira
 
A importancia de ser cheio do espirito santo
A importancia de ser cheio do espirito santoA importancia de ser cheio do espirito santo
A importancia de ser cheio do espirito santo
Fer Nanda
 
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito SantoAtos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Cleide Corrêa
 
Razões porque ser cheio do Espírito Santo
Razões porque ser cheio do Espírito SantoRazões porque ser cheio do Espírito Santo
Razões porque ser cheio do Espírito Santo
Sidinei Kauer
 
Culto do amigo.docx
Culto do amigo.docxCulto do amigo.docx
Culto do amigo.docx
vildon alves dos reis
 
Lição 5_Um homem de Deus em depressão
Lição 5_Um homem de Deus em depressãoLição 5_Um homem de Deus em depressão
Lição 5_Um homem de Deus em depressão
Natalino das Neves Neves
 
Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...
Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...
Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Quem é o espírito santo
Quem é o espírito santoQuem é o espírito santo
Quem é o espírito santo
renovamentocarismaticocatolico
 
Intimidade com deus a cada dia
Intimidade com deus   a cada diaIntimidade com deus   a cada dia
Intimidade com deus a cada dia
Edmilson Fernandes
 
Face a face com Deus
Face a face com DeusFace a face com Deus
Face a face com Deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com DeusMensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Seduc MT
 
A oração
A oraçãoA oração
A oração
isaiasdsh
 
10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus
10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus
10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus
Pr. Fabio Canellato
 
Oração.pps
Oração.ppsOração.pps
Oração.pps
Herbert de Carvalho
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
Márcio Melânia
 
A obra do espírito santo
A obra do espírito santoA obra do espírito santo
A obra do espírito santo
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Buscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com DeusBuscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com Deus
Pastor Wanderley
 

Destaque (17)

precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
 
A importancia de ser cheio do espirito santo
A importancia de ser cheio do espirito santoA importancia de ser cheio do espirito santo
A importancia de ser cheio do espirito santo
 
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito SantoAtos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
 
Razões porque ser cheio do Espírito Santo
Razões porque ser cheio do Espírito SantoRazões porque ser cheio do Espírito Santo
Razões porque ser cheio do Espírito Santo
 
Culto do amigo.docx
Culto do amigo.docxCulto do amigo.docx
Culto do amigo.docx
 
Lição 5_Um homem de Deus em depressão
Lição 5_Um homem de Deus em depressãoLição 5_Um homem de Deus em depressão
Lição 5_Um homem de Deus em depressão
 
Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...
Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...
Arrependimento e Confissão - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Ad...
 
Quem é o espírito santo
Quem é o espírito santoQuem é o espírito santo
Quem é o espírito santo
 
Intimidade com deus a cada dia
Intimidade com deus   a cada diaIntimidade com deus   a cada dia
Intimidade com deus a cada dia
 
Face a face com Deus
Face a face com DeusFace a face com Deus
Face a face com Deus
 
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com DeusMensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
 
A oração
A oraçãoA oração
A oração
 
10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus
10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus
10 maneiras de aprofundar o seu relacionamento com Deus
 
Oração.pps
Oração.ppsOração.pps
Oração.pps
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
A obra do espírito santo
A obra do espírito santoA obra do espírito santo
A obra do espírito santo
 
Buscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com DeusBuscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com Deus
 

Semelhante a Silas a importância de ser cheio do espírito santo

ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
Lourinaldo Serafim
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
Silvio Dutra
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
Silvio Dutra
 
Evangelismo 21-10 -de-Aula.pptx
Evangelismo 21-10 -de-Aula.pptxEvangelismo 21-10 -de-Aula.pptx
Evangelismo 21-10 -de-Aula.pptx
lindalva da cruz
 
Só se vê a deus com santificação - livro
Só se vê a deus com santificação - livroSó se vê a deus com santificação - livro
Só se vê a deus com santificação - livro
Silvio Dutra
 
A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da almaA verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
Instituto Teológico Gamaliel
 
Destinados a reinar
Destinados a reinarDestinados a reinar
Destinados a reinar
Adriano Gonçalves Martins
 
Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012
cynthiapalmas
 
Aonde posso ir?
Aonde posso ir?Aonde posso ir?
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
03 santificação
03 santificação03 santificação
03 santificação
Joéliton Silva
 
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaVivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Sammis Reachers
 
Fruto do epirito santo
Fruto do epirito santoFruto do epirito santo
Fruto do epirito santo
guest031dac
 
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptxCHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
TalitaNeves22
 
18. como estudar a biblía ii
18. como estudar a biblía ii18. como estudar a biblía ii
18. como estudar a biblía ii
pohlos
 
a graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdf
a graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdfa graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdf
a graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdf
DivinoHenriqueSantan
 
Estudo adicional_Fé atuante_642014
Estudo adicional_Fé atuante_642014Estudo adicional_Fé atuante_642014
Estudo adicional_Fé atuante_642014
Gerson G. Ramos
 
Apostila treinamento
Apostila treinamentoApostila treinamento
Apostila treinamento
Joao Rumpel
 
lIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de Cristo
lIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de CristolIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de Cristo
lIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de Cristo
Hilda Helena Heringer
 

Semelhante a Silas a importância de ser cheio do espírito santo (20)

ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
 
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
 
Evangelismo 21-10 -de-Aula.pptx
Evangelismo 21-10 -de-Aula.pptxEvangelismo 21-10 -de-Aula.pptx
Evangelismo 21-10 -de-Aula.pptx
 
Só se vê a deus com santificação - livro
Só se vê a deus com santificação - livroSó se vê a deus com santificação - livro
Só se vê a deus com santificação - livro
 
A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da almaA verdadeira prosperidade do corpo e da alma
A verdadeira prosperidade do corpo e da alma
 
Destinados a reinar
Destinados a reinarDestinados a reinar
Destinados a reinar
 
Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012
 
Aonde posso ir?
Aonde posso ir?Aonde posso ir?
Aonde posso ir?
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
03 santificação
03 santificação03 santificação
03 santificação
 
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaVivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
 
Fruto do epirito santo
Fruto do epirito santoFruto do epirito santo
Fruto do epirito santo
 
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptxCHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
CHEIOS DO ESPÍRITO.pptx
 
18. como estudar a biblía ii
18. como estudar a biblía ii18. como estudar a biblía ii
18. como estudar a biblía ii
 
a graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdf
a graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdfa graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdf
a graça nos ensina a viver Tito 2.11-17.pdf
 
Estudo adicional_Fé atuante_642014
Estudo adicional_Fé atuante_642014Estudo adicional_Fé atuante_642014
Estudo adicional_Fé atuante_642014
 
Apostila treinamento
Apostila treinamentoApostila treinamento
Apostila treinamento
 
lIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de Cristo
lIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de CristolIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de Cristo
lIÇÃO Nº 14 - Vivendo com a mente de Cristo
 

Silas a importância de ser cheio do espírito santo

  • 1. A importância de ser cheio do Espírito Santo Podemos escolher diversas maneiras para seguir a nossa vida, mas a melhor delas é viver de forma abundante com o poder de Deus. E o segredo para alcançar esta bênção está na admoestação do apóstolo Paulo, feita em Efésios 5.18: E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito (Ef 5.18). Após Jesus entregar Sua vida na cruz do Calvário para a redenção da humanidade, Ele ressuscitou e apareceu para os discípulos, comissinou-os a pregar as boas-novas de salvação e enviou o Espírito Santo, o Consolador, para que não ficassem órfãos nem desamparados após Ele ter voltado para junto do Pai. Contudo, muitos cristãos não aproveitam está bênção para trilhar um caminho reto e triunfante na presença do Senhor. Preferem agir sob os próprios impulsos e esforços, achando que ser cheio do Espírito Santo é apenas confessar o nome de Jesus como único e suficiente Salvador. É preciso muito mais que isso para ser cheio da presença do Espírito de Deus. Não basta falar em línguas estranhas ou freqüentar os cultos semanalmente. O Senhor espera mais de cada um de nós para revestir-nos com seu poder. Ele deseja que nos tornemos semelhantes a Cristo em nossa maneira de pensar, sentir, falar e agir . Isto é um processo contínuo, um exercício diário, que visa à santificação e ao crescimento espiritual. Todos os dias somos chamados a despir-nos dos velhos hábitos e assumir a posição de novas criaturas, de filhos de Deus, tendo Jesus como referencial. Só que não podemos fazer isso pelo nosso próprio conhecimento ou poder. Dependemos do agir do Espírito Santo para alcançar este propósito, porque só aqueles que querem ter uma vida sob o controle de Deus é que alcançam as promessas do Senhor em sua totalidade. É hora de ser cheio do Espírito Santo. Deus, em cumprimento à Sua promessa em Joel 2.28,29 e em Ezequiel 36.26,27, enviou Seu Espírito para habitar em cada pessoa que aceitou Cristo como seu Salvador e Senhor (ver Atos 1.8; 2.1-11). É pela ação do Espírito Santo que o homem é convencido de pecado, de justiça e de juízo, arrepende-se e é santificado, produzindo o fruto do Espírito —que é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gálatas 5.22,23 ARA) e recebendo dons espirituais e ministeriais, para o crescimento e a edificação dos membros do Corpo de Cristo. O Espírito Santo é o agente responsável pelo novo nascimento, o nascimento espiritual, a regeneração do ser humano, a transformação deste em nova criatura feita à imagem e semelhança de Cristo, para tornar-se, como Ele, um filho de Deus (ver João 3.5; Tito 3.5). Em outras palavras, é o Espírito Santo quem inspira, aconselha, dirige e consola o cristão. É Ele quem deve operar em nós tanto o querer como o efetuar segundo a boa vontade de Deus (Filipenses 2.13). Foi pela ação e inspiração do Espírito Santo que os profetas veterotestamentários falaram e agiram, revelando aos homens a mensagem e a vontade de Deus, bem como é pela orientação do Espírito que a Igreja de Jesus age e anuncia o Evangelho. O Espírito de Deus agia na vida dos crentes do Antigo Testamento e também age na vida dos cristãos nos dias de hoje. Mas de uma maneira mais plena, pois não está mais restrito apenas àqueles que presidem sobre outros, mas a todos que fazem parte do Corpo de Cristo. Entretanto, existe uma diferença entre ser habitação do Espírito e ser cheio do Espírito. Depois da conversão, o coração passa a ser templo do Espírito. Só que este deve ser o Senhor de tudo, com plena liberdade para operar em nós para a glória de Deus. Ele deseja que vivamos de forma transbordante com a presença do Espírito Santo. Só assim conseguiremos testemunhar com autoridade as boas novas à humanidade e sermos vitoriosos sobre o pecado, o mundo e o diabo. O Espírito Santo é o nosso combustível, o nosso guia, o nosso intercessor! Podemos ser prósperos financeiramente e ter todos os bens materiais desejáveis, mas se não nos enchermos da presença do Espírito de Deus seremos como um carro sem gasolina. Não funcionaremos e não cumpriremos os propósitos para os quais fomos chamados. Além disso, devemos ser cheios do Espírito Santo: 1) porque um lugar vazio pode ser mal ocupado, trazendo morte e destruição; 2) porque precisamos de amadurecimento espiritual para atingir a estatura de Cristo; 3) porque só uma pessoa cheia do Espírito Santo é mais do que vencedora e estará apta a encontrar-se com Cristo, quando Ele vier buscar a Sua Igreja. Em suma, encher-se do Espírito é o segredo da vitória em todos os aspectos da nossa vida. O Senhor deseja que Seus filhos sejam cheios do Espírito Santo agora mesmo. Se não estivermos preparados e revestidos de Seu poder, dificilmente desfrutaremos as bênçãos divinas na terra e, muito menos, no céu, ao lado do Pai por toda a eternidade. Para alcançar este propósito, a primeira coisa a fazer é ter o desejo de ser cheio do Espírito Santo (Mateus 5.6); é querer ardentemente ter comunhão com Ele, ansiar em ser controlado e fortalecido por Deus. Você quer ser cheio do Espírito Santo? Então busque isso. (Mensagem extraída do livro A importância de ser cheio do Espírito Santo, do Pr. Silas Malafaia, publicado pela Editora Central Gospel)
  • 2. Tempo de Conquistar Os céus são os céus do SENHOR; mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens. (Salmo 115.16) A partir do que está escrito no Salmo 115.16, é fácil concluir que Deus deu a terra para ser conquistada pelo homem, independente da sua fé. Contudo, é preciso ir ao encontro daquilo que se almeja no âmbito material e espiritual. Mas há uma promessa específica para o povo de Deus em Deuteronômio 28.13: E o SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, quando obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e fazer. Dentre tantos elementos que podem ser apresentados, destaco seis fundamentais para que você seja um vitorioso: 1)fazer escolhas certas, com base na razão e na Palavra de Deus; 2)ser uma pessoa ativa e produtiva; 3)não desperdiçar os recursos (tempo, bens e talentos); 4)ter disciplina e respeitar regras, princípios e autoridades; 5)ter ambição e projetos. 6)Ter alvos espirituais A pessoa que deseja conquistar seus sonhos, primeiro, precisa aprender a fazer escolhas certas na vida. O livre-arbítrio e a consciência nos tornam diferentes dos animais e semelhantes a Deus. O ser humano é livre para decidir o que almeja. Quando o faz, suas ações são dirigidas para o seu alvo e para as prioridades que estabeleceu. No entanto, para definir seus objetivos, deve usar a inteligência (a capacidade de aprender, apreender e compreender) e a sabedoria (a capacidade de discernir as coisas, distinguindo o que é mais importante, com prudência, sensatez). Não permita que suas escolhas sejam feitas com base apenas em emoções, na intuição ou na opinião dos outros. Estes elementos até podem influenciar sua decisão, porém são subsídios secundários. É a Palavra de Deus que deve orientar suas escolhas. Ela é a verdade e a fonte da sabedoria (Pv 3.13-18). Em segundo lugar, se você quer conquistar seus objetivos, preste atenção ao que é dito em Gênesis 2.15: Tomou, pois, o SENHOR Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar. O Altíssimo colocou o homem na terra para produzir e gerar bem-estar, pois não suporta a improdutividade. Ele chama o servo que não quis ser produtivo de negligente e mau (Mateus 25.26). Com isso, aprendemos que ninguém conquista nada se não for produtivo. Em terceiro lugar, Deus colocou o homem na terra para lavrar, cuidar, zelar, e não para desperdiçar. O Senhor detesta o desperdício. Em Tiago 4.3, está escrito: Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Em Isaías 55.2, o povo é exortado porque gastava o dinheiro com aquilo que não era pão; consumia o produto do seu trabalho com algo que não tinha valor e não alimentava nem o corpo nem a alma. Tem gente que só compra besteira. Não pode ver uma liquidação, que corre para comprar o que não precisa. Como é que você quer conquistar algo maior se desperdiça tudo com bobagens? Em quarto lugar, quem deseja conquistar seus sonhos, precisa ter disciplina, obedecer às regras, aos princípios e às autoridades. Para se comprar um apartamento, é necessário ter o dinheiro da entrada e arcar com prestações que caibam dentro do
  • 3. orçamento. Isto é uma regra, um princípio que não deve ser quebrado. Ser submisso às autoridades é outro elemento fundamental. O ser humano precisa aprender a obedecer. Não adianta querer fazer o que se quer, desrespeitar o chefe, sublevar a ordem imposta e tentar dar-lhe uma rasteira para ocupar posições maiores. Em quinto lugar, tenha ambição, desejo de conquistar algo superior. Isto será uma força motivadora para você agir na vida. Almeje comprar um imóvel e não mais viver de aluguel; almeje ser um profissional de sucesso, uma pessoa melhor. Mas lembre- se de que, para galgar patamares superiores, você precisa ser liberal. Contudo, ao ambicionar algo melhor e uma posição superior, cuidado com quatro coisas destrutivas que impedem o homem de alcançar seus objetivos: a ganância (desejar algo a qualquer preço, não se importando se é ilícito e se prejudicará seu próximo), a cobiça (a ambição desmedida por riquezas e o desejo desenfreado de atender à sua natureza), a inveja (o desgosto e pesar pelo sucesso do outro) e o egoísmo (o amor e a consideração excessiva por si mesmo, a ponto de desprezar o interesse dos outros). Qual o remédio para esses males? É amar a Deus e a seu próximo como a si mesmo; é ser liberal, bondoso e altruísta! Em Provérbios 19.17 (ARA), é dito: Ser bondoso com os pobres é emprestar ao SENHOR, e ele nos devolve o bem que fazemos. Em Provérbios 3.9,10, há uma grande promessa: Honra ao SENHOR com a tua fazenda e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão os teus celeiros abundantemente, e trasbordarão de mosto os teus lagares. Priorizar a Deus e ser bondoso e liberal, abençoando outros com nossos bens materiais, livra-nos da ganância! Além disso, a vida não se resume apenas às conquistas materiais; existem as conquistas espirituais. E a pessoa inteligente considera essas duas dimensões. Sendo assim, estabeleça objetivos materiais, mas não se esqueça de ter alvos espirituais. Deseje conhecer Deus e aprofundar sua comunhão com Ele. Para alcançar este propósito, ore e consagre-se. O Senhor quer manifestar-se e tem coisas tremendas, que você não sabe, para revelar-lhe. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós (Tiago 4.8a). Também é necessário buscar conhecimento maior da Bíblia. Nunca vi tantos crentes rasos no conhecimento divino. Errais, não conhecendo as Escrituras (Mateus 22.49). Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios (1 Timóteo 4.1). Há um bombardeio na mídia para desmerecer a Bíblia, como se ela fosse um livro de mentiras. Há uma pressão nas escolas para ensinar que o universo é obra do acaso, uma questão de evolução. Há artimanhas de todo tipo para deturpar a Palavra. É tempo de conhecer o Deus que você serve. Só assim poderá dizer como Paulo, em 2 Timóteo 1.12: Eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele Dia. O que você está fazendo para este Deus que tudo faz, que salva, liberta, transforma, abençoa e dá vida? Não fique apenas preocupado com a corrida pela sobrevivência. Use seu tempo, seu talento e seus recursos na obra do Senhor também. Seja mais
  • 4. agradável e relacione-se melhor com as pessoas. É tempo de conquistar vidas para Cristo, e você é o maior instrumento para isto! Quantas pessoas você leva à igreja durante o ano? Este é um tempo de uma nova unção de Deus sobre a sua vida, de um novo patamar espiritual! O Altíssimo quer levá-lo a uma nova estação e derramar um óleo fresco sobre a sua cabeça. O Senhor quer levantá-lo com poder e autoridade. Ele quer usá-lo! Saia, então, da mesmice e da mediocridade. Que a mão de Deus esteja sobre você! Que as janelas dos céus sejam abertas! Que coisas novas aconteçam na sua vida! Aquilo que o ouvido não ouviu, que o olho não viu e que não chegou ao nosso coração é o que Ele tem preparado para você. Em Busca do Crescimento Espiritual Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. (1 Coríntios 5.17) O ponto de partida para o crescimento espiritual é a transformação de vida pelo poder do evangelho. Para isso, é preciso ter arrependimento, fé e conversão. Arrependei- vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor (Atos 3.19). Pela graça sois salvos, por meio da fé (Efésios 2.8). A fé é a condição para que você possa chegar a Deus. Quando alguém entrega sua vida a Cristo por arrepender-se dos pecados e crer que Jesus é o Salvador, então se converte aos princípios do evangelho, gerando uma mudança radical, que a Bíblia chama de novo nascimento (João 3.4-6). Como é que a gente sabe se alguém teve um encontro real com Cristo e foi transformado em nova criatura? Não é por causa do terno e da gravada nem da Bíblia debaixo do braço; é pela transformação: um novo pensar, um novo sentir e um novo agir. Se a pessoa não mudar a mentalidade, não pode ter seus sentimentos e suas atitudes mudados. Se houver um novo modo de pensar, haverá mudanças de sentimentos. O ódio, a mágoa e a vingança dão lugar ao amor, ao perdão e à bondade. Com a mudança do modo de pensar e de sentir, ocorre a mudança de atitude. Sem isso, não há transformação na vida, porque o evangelho modifica as crenças e os valores do ser humano — isto é o ponto de partida para um crescimento espiritual. Para que você possa ter um crescimento real, sem anomalias, deve crescer proporcionalmente na graça e no conhecimento (2 Pedro 3.18), usando os meios disponíveis — a oração, a leitura da Palavra, a comunhão com o Corpo de Cristo, a evangelização, as experiências com Deus no dia a dia e a mordomia, o serviço cristão — para aproximar-se de Deus e ser transformado por Ele. Em Colossenses 3.1-15, vemos algumas etapas do processo de crescimento espiritual. Já no versículo 1, Paulo diz: Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima. Para ressuscitar com Cristo, é necessário morrer para o pecado e para o mundo. Depois, é preciso buscar e pensar nas coisas que são de cima (v.1,2). É assim que é iniciado o processo, pelo que domina a mente. Então, vem as etapas seguintes: fazer morrer os desejos da carne (v. 5) e revestir-se de entranhas de misericórdia, benignidade, humanidade, mansidão, longanimidade (v. 13).
  • 5. Deus, por intermédio de Seu Espírito, ajuda-nos, mas é a decisão de entregar-se a esse processo é nossa. O cristão precisa despir-se do velho homem e amar com amor genuíno, sacrificial. Ele tem de arrancar defeitos e plantar virtudes divinas no coração. Caso contrário, poderá atrapalhar seu crescimento espiritual. Se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis (Romanos 8.13). Para que não sejamos meninos inconstantes, levados por todo vento de doutrina, Paulo mostrou a importância de alcançar um padrão elevado na vida espiritual, a unidade da fé, o conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, a medida da estatura completa de Cristo (Efésios 4.13). Este é o último estágio de crescimento do cristão; é alcançar imagem gloriosa de Cristo. João lembrou: Agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos (1 João 3.2). Chegará o dia em que seremos espiritualmente semelhantes a Cristo e viveremos no céu, num lugar onde não haverá mais pecado, erro, dor, doença, morte, na presença de Deus. Então, veremos Jesus como Ele é. Vale a pena buscar o crescimento espiritual e participar de todo este processo de amadurecimento cristão, mesmo que haja percalços e pressão do diabo. Seja firme, constante e abundante na obra do Senhor. Almeje ser a cada dia um crente melhor. Se cair, saiba que Deus irá levantá-lo, sustentá-lo e elevá-lo a patamares superiores. Mas lembre-se de que Deus não nos dá algo porque acha que somos mais bonitos ou educados do que outros irmãos. Existem níveis, etapas, que eu e você temos de esforçar-nos para alcançá-los. Vamos, então, crescer para que o nome do Altíssimo seja louvado e engrandecido em nossa vida e por meio dela. É tempo de crescer! Receba esta palavra e que o Senhor o abençoe e o faça prosperar em todas as áreas! Crescimento Ideal da Vida Cristã Antes, crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora como no dia da eternidade (2 Pedro 3.18). Ninguém nasce completo e com grande estatura no âmbito físico ou espiritual. E o crescimento que não obedece ao curso natural de leis e princípios que o regem gera anomalias e deformidades. Seguindo este raciocínio, no mundo espiritual, ou o cristão cresce, ou fica medíocre, pois os pilares da vida cristã precisam ser exercitados dia a dia até chegar a um nível de crescimento ideal. Esses pilares são eles: a fé (Romanos 1.17), o conhecimento (Oséias 6.3), a graça (2 Pedro 3.16-18), a santificação (Hebreus 12.14) e as experiências espirituais (2 Coríntios 3.18). Sabendo disso, atente para o fato de que é necessário crescer de maneira uniforme, tanto na graça como no conhecimento, senão o cristão será vítima da heresia e da ignorância espiritual. Assim, alguns crescem na graça, mas não no conhecimento, e permanecem meninos, pois não estudam a Palavra. Os anos passam, e eles continuam sendo novos convertidos que não sabem discernir a voz de Deus e a dos homens, nem a emoção e o poder espiritual.
  • 6. Há também os cristãos que progridem no conhecimento, mas não na graça. Eles racionalizam tudo e não têm experiências espirituais. São como os fariseus descritos em Mateus 23: estão cheios de conhecimento sobre as leis espirituais, mas não procedem com amor. Há dentro da Igreja um terceiro tipo de cristão: o fraco, que não progride nem na graça nem no conhecimento (1 Coríntios 7-10). Ele é facilmente influenciado pelos demais e fica escandalizado com qualquer coisa, sendo considerado enfermo na fé (Romanos 14.1). Ele tem de crescer e amadurecer proporcional e progressivamente na fé, a fim de alcançar a estatura de Cristo, ser uma testemunha poderosa do amor e do poder de Deus e dar frutos para o Reino de Deus. Quem deseja crescer na graça e no conhecimento de Deus, precisa ter algumas atitudes fundamentais, entre as quais destaco: (1) Buscar o Reino de Deus em primeiro lugar. O que apóstolo Paulo, em Colossenses 3.1,2, ensinou: Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra. (2) Ter vontade de aprender e paciência. Infelizmente, existe gente que mal se converte e, dois anos depois, já é consagrado pastor. Está errado! Para que o recém- convertido possa desenvolver a fé com solidez, deve primeiro participar dos cultos, ouvir as pregações e freqüentar a Escola Dominical. Assim, entenderá a autoridade espiritual, o plano da salvação e as doutrinas básicas, conseguirá praticar os ensinamentos da Palavra de Deus até atingir certo grau de maturidade espiritual. (3) Estudar a Palavra de Deus. O apóstolo Paulo estudava as Escrituras meditando, refletindo, pensando e analisando a profundidade dos princípios e das profecias, a fim de conhecer melhor Deus e seu plano de salvação para a humanidade (2 Timóteo 4.13). Peça para o Espírito Santo iluminar sua mente e ajudá-lo a compreender a Palavra de Deus. (4) Desenvolver um relacionamento pessoal com Deus. Daniel orava três vezes ao dia, porque ele queria ter intimidade com Deus (Daniel 6.10). Se você não dobrar o joelho para adorar e clamar a Deus, lançando sobre Ele toda a ansiedade e compartilhando suas preocupações e fraquezas, não alcançará o crescimento ideal na vida cristã nem intimidade com Deus. O crente que ora, lê a Palavra e medita sobre ela, aprende a ouvir a voz de Deus, tem discernimento espiritual, direção e vive triunfantemente com Cristo viveu. (5) Viver em comunhão com a Igreja. É importante ter comunhão com o Corpo de Cristo, que é um conjunto de membros interdependentes (Romanos 12.4-10; Colossenses 3.13). O cristão que fica isolado do Corpo não cresce com ele e morre espiritualmente. (6) Ser perseverante e ativo na obra de Deus. O cristão que vive conforme os princípios que Deus estabeleceu em Sua Palavra, obedece a Deus e cresce na graça e no conhecimento do Senhor. Esse cristão ama, perdoa, foge da sua carne, evita pecado, dá dízimo e oferta, evangeliza e exerce a mordomia cristã, alcançando, assim, o amadurecimento na vida espiritual e produzindo frutos que glorificam a Deus e engrandecem Seu Reino (Mateus 7.24,25).
  • 7. O Cristão e a Sexualidade A sexualidade envolve o que há de mais íntimo na vida do ser humano. Dependendo do modo como é usufruída, ela tanto pode produzir resultados positivos quanto negativos, seja na área biológica, sociológica, psicológica ou espiritual. Alguns líderes evangélicos não dão a devida importância que o assunto requer. Uns se recusam a falar sobre sexo porque acham que ele não tem nada a ver com os princípios do cristianismo, e, conseqüentemente, não teria nenhuma relevância. Já outros são tolhidos pela timidez ou acham-se incapazes de ensinar à sua igreja sobre o assunto. E o resultado é que muitas vezes os problemas de relacionamento entre casais ficam sem solução ou geram separação, porque os cônjuges não receberam um ensino adequado, nem foram orientados sobre como deveriam agir em meio aos conflitos. Existem crentes que, quando o assunto é sexo, defendem idéias absurdas. Dizem, por exemplo, que Deus criou o homem e permitiu que o diabo inventasse o sexo. Para uma grande maioria, a sexualidade está muito mais associada ao erro e ao pecado do que a algo bom, criado por Deus. Porém, antes de julgar se o sexo é bom ou mau, precisamos saber quem o criou, com que finalidade ele foi criado e o que devemos fazer para tornar a sexualidade um relacionamento prazeroso. Deus criou o homem e a mulher, e colocou órgãos genitais diferentes em cada um deles. Ele criou também os hormônios, que atuam na área da sexualidade masculina e são chamados de testosterona. Na mulher, estes hormônios são conhecidos como estrógeno. Deus criou na glande do pênis e no clitóris milhares de vasos sanguíneos, que armazenam uma grande quantidade de sangue para aumentar a sensibilidade. Em suma, Deus deu ao homem o desejo, a libido. Deus criou o pênis no homem. Um tecido cavernoso que contém grandes espaços venosos, ligados por tecido fibroso revestido de pele. Deus criou os testículos, que são dois órgãos glandulares. Entre outras funções estes órgãos fabricam os espermatozóides e elaboram a testosterona. Deus criou os canais ejaculadores, que são condutos formados pela união das vesículas seminais com os canais seminíferos. Deus criou o escroto, que é uma estrutura que encerra o testículo, o epidídimo, a parte inferior do canal deferente e o cordão espermático. E por fim Deus também criou as glândulas bulbo-uretrais. Estas segregam o sêmen, líquido que contém mucina, proteínas, água, sais minerais e cerca de 70 milhões de espermatozóides por centímetro quadrado. Na mulher Deus criou um canal músculo-membranoso extremamente dilatável, medindo aproximadamente entre 8 e 9 centímetros de comprimento, chamado vagina. Deus criou nela os ovários, constituído por duas pequenas glândulas em forma de amêndoa, situadas na cavidade pélvica de cada lado do útero. A função dos ovários é produzir, desenvolver e amadurecer os óvulos. Eles também produzem pelo menos dois tipos de hormônios: estrogênio e progesterona. Deus criou as trompas de falópio, tubos finos que se estendem da cavidade peritonial
  • 8. ao útero. Através delas os óvulos liberados dos ovários chegam ao útero. Deus criou o útero, que é um órgão muscular em forma de pêra, situado no centro da cavidade pélvica, atrás da bexiga. Durante a gravidez, o útero aumenta consideravelmente, atingindo um comprimento que ultrapassa 30 centímetros. Por fim Deus criou a vulva, que é o conjunto dos órgãos genitais externos. Os desejos íntimos Agora perguntamos: por que Deus criou estes dois órgãos genitais que acabamos de analisar? Será Ele um tipo masoquista que criaria no homem desejos naturais que não podem ser satisfeitos? Por que existem milhares de terminações nervosas no corpo do homem que faz com que a sensualidade seja despertada com um simples toque? Para que Deus criou tudo isso? Para brincar com os nossos sentimentos e as nossas emoções? Deus criou a sexualidade no homem e na mulher para despertar neles a vontade de unirem os seus corpos e saciarem os seus desejos mais íntimos. A sexualidade mata no homem a fome de intimidade que ele tem. (Trecho do livro O Cristão e a Sexualidade, do Pastor Silas Malafaia) Editorial Sobre o Homossexualismo Um alerta à sociedade No momento em que escrevo estas palavras, encontra-se tramitando no Senado Federal um projeto de lei que propõe oficializar “a livre expressão de afetividade homossexual em locais públicos ou privados abertos ao público”. Nós, evangélicos, em defesa da família, da moral e dos princípios bíblicos, queremos expressar o nosso protesto contra esse projeto de lei. Amamos os homossexuais, mas não concordamos com a prática do homossexualismo. Não concordamos, porque a homossexualidade é uma rebelião consciente contra o que Deus estabeleceu na Criação. A Bíblia diz que Deus criou o ser humano como macho e fêmea, e em seguida instituiu o casamento heterossexual e a família. A civilização humana tem perdurado até hoje por causa desse princípio bíblico. Nenhuma sociedade é mais forte do que a vitalidade de suas famílias, e a vitalidade de suas famílias depende do relacionamento entre pessoas de sexos opostos, dos relacionamentos heterossexuais. A homossexualidade é uma distorção do que Deus criou. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, ela é classificada como abominação, paixão infame, perversão moral (Lv 18.22; Rm 1.26,27; 1Co 6.9,10). Alguns afirmam que a homossexualidade é de origem biológica, genética. O indivíduo já nasceria homossexual. Porém, nenhum cientista jamais conseguiu provar isso. Na cadeia genética do ser humano, não existe nenhum fator, nenhuma ordem cromossômica homossexual. Admitir tal coisa seria o cúmulo do absurdo. Existem cromossomos que determinam o sexo feminino e cromossomos que determinam o sexo masculino.
  • 9. A homossexualidade é, antes de tudo, uma questão de comportamento, de preferência. É uma conduta aprendida ou induzida. Psicólogos e psiquiatras são unânimes em afirmar que o fator mais importante para uma criança decidir sua preferência sexual é a maneira como ela é criada. Isto é mais importante do que o próprio fator genético. Se toda prática deturpada, pecaminosa, imoral for legalizada, onde vai parar a nossa sociedade? Se a sociedade legalizar suas aberrações, ela se destruirá. Um erro moral nunca pode ser um direito civil. Porém, qualquer homossexual que confessar o seu pecado, receber Jesus como Salvador e obedecer à Sua Palavra, poderá tornar-se um heterossexual, poderá ser recuperado e liberto. Jesus tem poder para isto. A Vontade de Deus e as Contradições da Vida As promessas do Senhor são confiáveis e infalíveis. Entretanto, muitas pessoas que enfrentam situações difíceis enquanto esperam que aquilo que Deus prometeu cumpra-se em sua vida, costumam perguntar: “Por que as promessas do Senhor não se realizam da maneira como desejamos, e no tempo que achamos ideal, propício?”. Elas não entendem porque às vezes as circunstâncias caminham na contramão das vitórias que Deus prometeu. Quando você estiver passando por adversidades, lembre-se de que “todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados pelo seu decreto” (Romanos 8.28). Mesmo que a vida delineie diante de você um panorama de adversidades, de contradições, de situações conflitantes e difíceis, mantenha-se firme na fé, jamais duvide das promessas e da fidelidade do Senhor. Continue confiante no plano de Deus para sua vida, mesmo sentindo que uma forte ventania e uma grande tempestade o têm envolvido. De acordo com as promessas de Deus, era para estar soprando uma brisa suave. Mas não se deixe abalar. Se o vento é fortíssimo e atrapalha a sua caminhada, não se esqueça de que você tem promessas de Deus, e que Suas promessas não falham. Tudo o que está acontecendo agora é circunstancial, é momentâneo. As dificuldades cessarão. Mesmo que você esteja debaixo da correção de Deus, não deve esquecer que o Senhor é bom, e que as suas misericórdias duram para sempre. O salmista Davi nos chamou a atenção para isto: “Porque não passa de um momento a sua ira; o seu favor dura a vida inteira. Ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30.5-6, ARA). As promessas do Senhor são infalíveis. Espere com fé, pois Ele não se esqueceu de você. Em Isaías 55.8, o Senhor diz: “Porque os meus pensamentos são mais altos do que os vossos pensamentos”. (Isaías 55.8) As circunstâncias adversas que surgem antes que as promessas de Deus se cumpram têm que ser consideradas segundo a ótica de Deus, e não segundo a visão limitada do
  • 10. ser humano. Não sabemos nem temos a capacidade de pensar como Deus. Somente após uma entrega total de nossa vida a Jesus é que poderemos “ter a mente de Cristo” (1 Coríntios 2.16). Só então entenderemos porque a vontade de Deus prevalece acima das contradições da vida. (Trecho da mensagem A vontade de Deus e as contradições da vida, pregada no 11º Congresso Pentecostal Brasileiro Fogo para o Brasil). Se Você é Filho de Deus, Trate de Imitá-lo TEXTO BÁSICO: Ef 5.1: “Sede imitadores de Deus, como filhos amados”. INTRODUÇÃO: Deus é nosso Pai, e como seus filhos temos de imitá-lo. Eis algumas coisas importantes que, como filhos dEle, devemos imitar: 1-DEUS É UM DEUS DE PROJETOS (Ap 13.8). Ele nunca realizou nada de improviso. O plano da salvação já estava traçado antes mesmo de o homem nascer (Ap 13.8). Portanto, se somos filhos de Deus, devemos imitá-lo traçando projetos para nossa vida, nossa família, para o Reino de Deus. 2-DEUS É UM DEUS DE ORGANIZAÇÃO (1Co 14.33) PRINCÍPIOS ORGANIZACIONAIS DE DEUS 2.1- Deus trabalha com prioridades Ele demonstrou isto na seqüência da Criação, criando, em primeiro lugar, os elementos que iam ser necessários aos elementos que Ele criaria a seguir. PORTANTO, devemos estabelecer prioridades em nossa vida, realizando aquilo que é fundamental antes daquilo que é secundário. 2.2- Deus trabalha com preparação Em Gênesis 3.15 já está registrada a primeira profecia anunciando o nascimento do Salvador da humanidade. Deus usou 45 capítulos de sua Palavra só para preparar o povo para a peregrinação no deserto (Ex 33 até Nm 10). PORTANTO, jamais devemos fazer nada de improviso, de qualquer maneira. 2.3. Deus trabalha com ordem Deus é inimigo da desordem, da bagunça (1 Co 14.40). PORTANTO, tudo o que fizermos devemos fazer de maneira organizada, ordenada, seqüencial. 2.4. Deus trabalha com estruturas Ou seja, Deus respeita hierarquias, estabelece estruturas por essas serem elementos de sustentação. PORTANTO, devemos estabelecer estruturas que possam sustentar nossos empreendimentos, nossas ações. Devemos reconhecê-las e respeitá-las. 2.5: Deus trabalha com execução Tudo o que ele projetou, executou. Não deixou nada pela metade, no meio do caminho.
  • 11. PORTANTO, devemos planejar e executar o que planejarmos. 3-DEUS É UM DEUS QUE EXIGE PADRÃO DE QUALIDADE (Mt 5.48) Tudo na criação de Deus reflete um alto grau de perfeição, de exigência. PORTANTO, tudo o que fizermos, devemos fazer da melhor maneira possível, pois se somos filhos de Deus, temos que imitá-lo. 4-DEUS TRABALHA EM ORDEM CRESCENTE Ele começa com uma pequena quantidade, para alcançar uma grande quantidade. Um casal transformou-se nos bilhões de seres humanos de hoje, Abraão deu início aos milhões de judeus existentes atualmente no mundo. PORTANTO, também devemos começar com paciência e perseverança, nas desprezando as coisas pequenas (Zc 4.10). 5-DEUS É ESPECIALISTA EM TRANSFORMAR CAOS EM BÊNÇÃO. Do caos Ele tira a ordem, a perfeição, a bênção. PORTANTO, como filhos de Deus, devemos transformar em bênção o caos que pode estar existindo em torno da nossa família, em nosso ambiente de trabalho, etc. 6-DEUS, O NOSSO PAI, É UM DEUS DE CARÁTER. QUATRO MARCAS DO CARÁTER DE DEUS DEUS É: a- AMOR (1 Jo 4.8) Debaixo do guarda-chuva do amor de Deus estão mais três marcas do Seu caráter: b-PERDÃO (perdoar é cancelar a dívida) c-MISERICÓRDIA (é lançar os méritos do perdoador sobre o perdoado) d-COMPAIXÃO (compadecer-se é ficar no lugar do outro) DEUS É JUSTO. Ser justo é ser íntegro, honesto. Devemos seguir essa marca do caráter de Deus. DEUS É VERDADEIRO. A única paternidade que a Bíblia dá ao diabo é a da mentira (Jo 8.44). Portanto, se somos filhos de Deus, jamais incluiremos a filha de Satanás em nossas ações. DEUS É SANTO. Ser santo não é só deixar de pecar, mas sim fazer oposição ao pecado. RECEITA PARA SER SANTO 1-Quem quer ser santo deve: a)Orar (1Tm 4.5) b) Mergulhar na leitura da Palavra (João 1.17)
  • 12. c)Segundo 3.1-10: Buscar as coisas que são de cima, pensar em Deus, mortificar a carne, despojar-se do velho homem, e revestir-se segundo a imagem daquele que nos criou. (Resumo da mensagem Se Você é Filho de Deus, Trate de Imitá-lo, do Pastor Silas Malafaia) Vivendo Triunfantemente Se você quer viver triunfantemente, a primeira coisa a fazer é praticar a Palavra de Deus. Você não poderá viver triunfantemente no sentido completo da palavra se não amar e praticar a Lei do Senhor. Tenha prazer na Lei do Senhor e esteja previamente preparado contra os conselhos dos ímpios (Salmo 1.1,2). Medite na Lei do Senhor e você não andará, não se deterá nem se assentará na roda dos escarnecedores. Você jamais terá uma vida espiritual decadente se meditar na Lei do Senhor de dia e de noite. Ter prazer na Lei do Senhor é ter alegria, satisfação, vontade de obedecer e praticar a Palavra. Quando praticamos a Palavra somos como árvore plantada junto ao ribeiro de águas, que permanece viçosa e no tempo da adversidade não murcha. Ter prazer na Palavra de Deus é produzir fruto na estação própria, recebendo a bênção da vitória no tempo de Deus. Ter prazer na Lei do Senhor é fazer com que as "nossas folhas" permaneçam firmes; folhas que realizam o fenômeno chamado de fotossíntese; que purificam o ar. São através delas que as plantas absorvem a energia solar. Se você medita na Palavra poderá absorver o poder de Deus para a sua vida. Em Salmo 1.1,2 está escrito: "Bem-aventurado é o varão que(...) antes tem o seu prazer na Lei do Senhor...". Isto equivale a dizer: "Feliz é aquele que tem o prazer de praticar a Palavra de Deus". O salmista diz que tudo quanto o varão que medita na lei do Senhor fizer prosperará (Salmo 1.3). Isto quer dizer que vida triunfante é vida de prática da Palavra de Deus. Seja você também como o varão citado em Salmo 1.1-3, que medita na Lei do Senhor de dia e de noite, e descubra o segredo de uma vida triunfante em Cristo neste ano de 2006. Artigo extraído da mensagem Vivendo Triunfantemente pregada no Culto da Vitória da Assembéia de Deus do Bom Retiro, São Paulo