SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Polímeros de adição
 Polímeros são macromoléculas
obtidas a partir da combinação de
um número imenso de moléculas
    pequenas denominadas de
           monômeros.

     O processo pelo qual são
   sintetizados os polímeros é
 designado como polimerização.
Breve relato histórico:
O processo de produção de polímeros é
 conhecido em laboratório desde 1860,
    no entanto, foi em 1864 que se
 desenvolveu o primeiro polímero com
aplicações práticas, o celulóide (nitrato
             de celulose).
 O aproveitamento prático do celulóide,
 entretanto, sempre foi muito limitado,
uma vez que ele é altamente inflamável e
sofre decomposição quando exposto à luz
               ou ao calor.
Breve relato histórico:
 Foi o químico belga, Leo Baekeland (1863 -
     1944), que investindo em pesquisas,
 conseguiu desenvolver em meados de 1909
     uma resina plástica de propriedades
extraordinárias, com resistência excepcional
  ao calor. Essa resina foi denominada - em
 homenagem ao pesquisador - de baquelite.
  A partir desta descoberta, o número de
  polímeros desenvolvidos aumentou de
          maneira surpreendente.
    E com isso, a sociedade humana está
diretamente associada a “era dos plásticos”.
Os polímeros podem ser
 classificados em dois tipos:




Celulose, Amido,        Polietileno,
 Látex natural,      Náilon, Poliéster,
caseína (proteína   Politetrafluoretile
 do leite), seda,       no (teflon),
 fios de teia de         Borracha
     aranha.        sintética, Acrílico.
Polímeros Artificiais
      Os polímeros artificiais são
      designados como plásticos.
   Os plásticos são       O sucesso do uso dos
 materiais artificiais,    plásticos deve-se à
geralmente de origem      combinação de baixos
  orgânica, que em        custos, versatilidade,
algum estágio de sua       ótima resistência e
produção adquiriram          boa aparência.
forma com auxílio do
                            O maior problema
calor e pressão e com
                            dos plásticos é a
o emprego de moldes.
                           poluição ambiental.
Classificação dos polímeros
   Os polímeros artificiais e os
  polímeros naturais podem ser
        classificados em:
Seu formato pode
Termoplásticos         ser modificado,
                       embora estejam
 São polímeros que    sujeitos a um grau
podem ser fundidos      de degradação
por aquecimento e     química que limita
 que se solidificam      o número de
 por resfriamento.       reciclagens.

     Exemplos: celulose, poliamida,
    polietileno, policloreto de vinila,
   politetrafluretileno, polipropileno,
     poliestireno, poliacrilonitrila.
Termorrígidos ou Termofixos

 São polímeros
  infusíveis e
  insolúveis.

                 Exemplos: caseína,
                    poliuretano,
                 baquelite, borracha
                 vulcanizada, epóxi,
                      silicone.
É obtido a partir do
Polietileno            etileno ou eteno.
Propriedades:           Aplicações:
O polietileno possui   Películas plásticas e
 alta resistência à  folhas de embalagens de
   umidade e ao       alimentos, embalagens
     ataque de              de produtos
                          farmacêuticos,
    substâncias        recipientes diversos,
  químicas como       revestimentos de fios,
solventes em geral.        cabos, tubos,
 É um material de     brinquedos e utensílios
    baixo custo.            domésticos.
Politetrafluoretileno: PTFE
   É obtido a partir do tetrafluoretileno
            ou tetrafluoreteno.

Propriedades:             Aplicações:
  Apresenta alta         Isolante térmico,
    resistência           revestimento de
química e térmica,   equipamentos químicos,
                       antenas parabólicas,
 baixo coeficiente
                        válvulas, torneiras,
 de atrito e baixa
                     revestimento de panelas
    aderência.           e frigideiras e na
                       fabricação de órgãos
Exemplo: teflon              artificiais.
Poliestireno: PS
     É obtido a partir do vinilbenzeno.
Propriedades:              Aplicações:
    Resistente a         Utensílios domésticos
  ácidos, bases e      rígidos, transparentes ou
sais; amolece pela        não, embalagens de
      ação de                equipamentos,
 hidrocarbonetos.        embalagens isolantes,
Isolante térmico e     construção civil, painéis
 elétrico. Versátil,        de automóveis e
                                espumas.
       de fácil
 processamento e
                        Exemplo: isopor
  de baixo custo.
Polipropileno: PP
 É obtido a partir do propileno ou propeno.

Propriedades:
 Incolor, de baixo     Utensílios domésticos,
custo, tolerância a    fibras e filamentos, na
   solventes e a            fabricação de
    substâncias         equipamento médico
   reativas. Boa           (hospitalar), de
                           brinquedos, de
    resistência
                      componentes eletrônicos
térmica, elétrica e
                      e de tubos e dutos (pode
    ao impacto.             ser soldado).
Poliacrilonitrila ou orlon: PAN
 É obtido a partir da acrilonitrila, cianeto
     de vinila (cianeto de etenila) ou
               propenonita.

Propriedades:          Aplicações:
          É             Fabricação de fibras
predominantemente     como substituto da lã. A
 amorfo, mas pode     poliacrilonitrila é a fibra
    adquire alta      sintética mais utilizada
     resistência.     para fabricar malhas de
   Apresenta boa               inverno.
    resistência a
      solventes.
Polimetilmetacrilato: PMMA
   Também é designado como acrílico ou
               plexiglas.
 É obtido a partir do metacrilato de metila.
Propriedades:                      Aplicações:
Transparência cristalina
  (semelhante ao vidro),     Painéis decorativos e
      resistência ao         estruturais, letreiros,
 intemperismo (agentes      decorações e partes de
atmosféricos), à radiação     móveis, sistemas de
  ultravioleta, à ação de   vidros de automóveis,
 produtos químicos, ao         pisos iluminados
    impacto e ao risco.     translúcidos, janelas e
                                   capotas.
Poliacetato de vinila: PVA
  É obtido a partir do acetato de vinila ou
             acetato de etenila.

 Propriedades:                Aplicações:
  Alta adesividade.       Fabricação de tintas
    Transparente e         de parede (do tipo
incolor. Insolúvel em      látex), em colas e
 água, mas, torna-se      adesivos para papel
  disperso em meio          em em goma de
 aquoso na presença             mascar.
     de um agente
   emulsificante. É
                        Exemplo: chiclete
        amorfo.
Ensino Médio
              Curso Normal

             2º ano

                 Química

  Prof. Albano Novaes

Abordagem descritiva simplificada
 sobre polímeros – os “plásticos”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Química 12º - "Polimeros e reciclagem dos plásticos"
Química 12º - "Polimeros e reciclagem dos plásticos"Química 12º - "Polimeros e reciclagem dos plásticos"
Química 12º - "Polimeros e reciclagem dos plásticos"
 
Polimshow2
Polimshow2Polimshow2
Polimshow2
 
Polímeros(1)
Polímeros(1)Polímeros(1)
Polímeros(1)
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polímeros, Polissacarídeos e Proteínas
Polímeros, Polissacarídeos e Proteínas Polímeros, Polissacarídeos e Proteínas
Polímeros, Polissacarídeos e Proteínas
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polimeros slide pdf
Polimeros slide pdfPolimeros slide pdf
Polimeros slide pdf
 
Polimeros Principais Propriedades
Polimeros Principais PropriedadesPolimeros Principais Propriedades
Polimeros Principais Propriedades
 
Polímeros Sintéticos
Polímeros SintéticosPolímeros Sintéticos
Polímeros Sintéticos
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polímeros 3a3
Polímeros 3a3Polímeros 3a3
Polímeros 3a3
 
Polimeros
PolimerosPolimeros
Polimeros
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polímeros e o plástico
Polímeros e o plásticoPolímeros e o plástico
Polímeros e o plástico
 
Polímeros sintéticos
Polímeros sintéticosPolímeros sintéticos
Polímeros sintéticos
 
Polímeros - Compósitos Orgânicos
Polímeros - Compósitos OrgânicosPolímeros - Compósitos Orgânicos
Polímeros - Compósitos Orgânicos
 
Polimeros
PolimerosPolimeros
Polimeros
 
Polimeros de adição
Polimeros de adiçãoPolimeros de adição
Polimeros de adição
 
Materiais poliméricos renault
Materiais poliméricos renaultMateriais poliméricos renault
Materiais poliméricos renault
 

Semelhante a Polímeros: História e Classificação

Semelhante a Polímeros: História e Classificação (20)

Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdfAulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
 
Quimica polimerosxuxu17112008
Quimica polimerosxuxu17112008Quimica polimerosxuxu17112008
Quimica polimerosxuxu17112008
 
Material auxiliar plástico ii
Material auxiliar plástico iiMaterial auxiliar plástico ii
Material auxiliar plástico ii
 
Polimeros
PolimerosPolimeros
Polimeros
 
Aula7
Aula7Aula7
Aula7
 
Resumo _ Planejativo.pdf
Resumo _ Planejativo.pdfResumo _ Planejativo.pdf
Resumo _ Planejativo.pdf
 
2 - Polímeros.pdf
2 - Polímeros.pdf2 - Polímeros.pdf
2 - Polímeros.pdf
 
Questões dayvid
Questões dayvidQuestões dayvid
Questões dayvid
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Química tele aula polímeros
Química tele aula polímerosQuímica tele aula polímeros
Química tele aula polímeros
 
Plastico (2)
Plastico (2)Plastico (2)
Plastico (2)
 
Polímeros - Trabalho de Química Escola Manoel Lúcio da Silva
Polímeros - Trabalho de Química Escola Manoel Lúcio da SilvaPolímeros - Trabalho de Química Escola Manoel Lúcio da Silva
Polímeros - Trabalho de Química Escola Manoel Lúcio da Silva
 
polímeros
polímerospolímeros
polímeros
 
Apostila:Fibra de polipropileno
Apostila:Fibra de polipropilenoApostila:Fibra de polipropileno
Apostila:Fibra de polipropileno
 
Pet e pc
Pet e pc Pet e pc
Pet e pc
 
Manoel lúcio da silva
Manoel lúcio da silvaManoel lúcio da silva
Manoel lúcio da silva
 
Polímeros termoplasticas
Polímeros termoplasticasPolímeros termoplasticas
Polímeros termoplasticas
 
Equipe Tório (Jamesw Watt)
Equipe Tório (Jamesw Watt)Equipe Tório (Jamesw Watt)
Equipe Tório (Jamesw Watt)
 
SLIDE - EQUIPE EDGARDD SALVADOR
SLIDE - EQUIPE EDGARDD SALVADOR SLIDE - EQUIPE EDGARDD SALVADOR
SLIDE - EQUIPE EDGARDD SALVADOR
 
Pe treciclado
Pe trecicladoPe treciclado
Pe treciclado
 

Mais de Albano Novaes

Modelo.para.elaboração.atidade.biologia
Modelo.para.elaboração.atidade.biologiaModelo.para.elaboração.atidade.biologia
Modelo.para.elaboração.atidade.biologiaAlbano Novaes
 
Apres.ppoint.animais.poríferos
Apres.ppoint.animais.poríferosApres.ppoint.animais.poríferos
Apres.ppoint.animais.poríferosAlbano Novaes
 
Apres.ppoint.cnidarios.celenterados
Apres.ppoint.cnidarios.celenteradosApres.ppoint.cnidarios.celenterados
Apres.ppoint.cnidarios.celenteradosAlbano Novaes
 
Ppoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiaçãoPpoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiaçãoAlbano Novaes
 
Argumentos.evolucionistas
Argumentos.evolucionistasArgumentos.evolucionistas
Argumentos.evolucionistasAlbano Novaes
 
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1Albano Novaes
 
Apres.ppoint.biotecnologia
Apres.ppoint.biotecnologiaApres.ppoint.biotecnologia
Apres.ppoint.biotecnologiaAlbano Novaes
 
Apres.ppoint.reino.vegetal.ii
Apres.ppoint.reino.vegetal.iiApres.ppoint.reino.vegetal.ii
Apres.ppoint.reino.vegetal.iiAlbano Novaes
 
Ppoint.bio.reprodução
Ppoint.bio.reproduçãoPpoint.bio.reprodução
Ppoint.bio.reproduçãoAlbano Novaes
 
Apres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientaisApres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientaisAlbano Novaes
 
Bio.eco.relações.ecológicas
Bio.eco.relações.ecológicasBio.eco.relações.ecológicas
Bio.eco.relações.ecológicasAlbano Novaes
 
Apres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escolaApres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escolaAlbano Novaes
 
Trab.física.raios x
Trab.física.raios xTrab.física.raios x
Trab.física.raios xAlbano Novaes
 
Apres.ppoint.adrenoleucodistrofia
Apres.ppoint.adrenoleucodistrofiaApres.ppoint.adrenoleucodistrofia
Apres.ppoint.adrenoleucodistrofiaAlbano Novaes
 
Apres.desenv.sustent.educ.amb
Apres.desenv.sustent.educ.ambApres.desenv.sustent.educ.amb
Apres.desenv.sustent.educ.ambAlbano Novaes
 
Apres Embriol Sexualidade
Apres Embriol SexualidadeApres Embriol Sexualidade
Apres Embriol SexualidadeAlbano Novaes
 
Apres Compos Sexualidade
Apres Compos SexualidadeApres Compos Sexualidade
Apres Compos SexualidadeAlbano Novaes
 

Mais de Albano Novaes (20)

Modelo.para.elaboração.atidade.biologia
Modelo.para.elaboração.atidade.biologiaModelo.para.elaboração.atidade.biologia
Modelo.para.elaboração.atidade.biologia
 
Apres.ppoint.animais.poríferos
Apres.ppoint.animais.poríferosApres.ppoint.animais.poríferos
Apres.ppoint.animais.poríferos
 
Apres.ppoint.cnidarios.celenterados
Apres.ppoint.cnidarios.celenteradosApres.ppoint.cnidarios.celenterados
Apres.ppoint.cnidarios.celenterados
 
Teste.bio.1000
Teste.bio.1000Teste.bio.1000
Teste.bio.1000
 
Ppoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiaçãoPpoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiação
 
Argumentos.evolucionistas
Argumentos.evolucionistasArgumentos.evolucionistas
Argumentos.evolucionistas
 
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
 
Apres.ppoint.biotecnologia
Apres.ppoint.biotecnologiaApres.ppoint.biotecnologia
Apres.ppoint.biotecnologia
 
Apres.ppoint.reino.vegetal.ii
Apres.ppoint.reino.vegetal.iiApres.ppoint.reino.vegetal.ii
Apres.ppoint.reino.vegetal.ii
 
Ppoint.bio.reprodução
Ppoint.bio.reproduçãoPpoint.bio.reprodução
Ppoint.bio.reprodução
 
Apres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientaisApres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientais
 
Bio.eco.relações.ecológicas
Bio.eco.relações.ecológicasBio.eco.relações.ecológicas
Bio.eco.relações.ecológicas
 
Apres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escolaApres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escola
 
Trab.física.raios x
Trab.física.raios xTrab.física.raios x
Trab.física.raios x
 
Apres.ppoint.adrenoleucodistrofia
Apres.ppoint.adrenoleucodistrofiaApres.ppoint.adrenoleucodistrofia
Apres.ppoint.adrenoleucodistrofia
 
Apres.desenv.sustent.educ.amb
Apres.desenv.sustent.educ.ambApres.desenv.sustent.educ.amb
Apres.desenv.sustent.educ.amb
 
Apres.dst.ppoint
Apres.dst.ppointApres.dst.ppoint
Apres.dst.ppoint
 
Apres.ppoint.meiose
Apres.ppoint.meioseApres.ppoint.meiose
Apres.ppoint.meiose
 
Apres Embriol Sexualidade
Apres Embriol SexualidadeApres Embriol Sexualidade
Apres Embriol Sexualidade
 
Apres Compos Sexualidade
Apres Compos SexualidadeApres Compos Sexualidade
Apres Compos Sexualidade
 

Último

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 

Polímeros: História e Classificação

  • 1.
  • 2. Polímeros de adição Polímeros são macromoléculas obtidas a partir da combinação de um número imenso de moléculas pequenas denominadas de monômeros. O processo pelo qual são sintetizados os polímeros é designado como polimerização.
  • 3. Breve relato histórico: O processo de produção de polímeros é conhecido em laboratório desde 1860, no entanto, foi em 1864 que se desenvolveu o primeiro polímero com aplicações práticas, o celulóide (nitrato de celulose). O aproveitamento prático do celulóide, entretanto, sempre foi muito limitado, uma vez que ele é altamente inflamável e sofre decomposição quando exposto à luz ou ao calor.
  • 4. Breve relato histórico: Foi o químico belga, Leo Baekeland (1863 - 1944), que investindo em pesquisas, conseguiu desenvolver em meados de 1909 uma resina plástica de propriedades extraordinárias, com resistência excepcional ao calor. Essa resina foi denominada - em homenagem ao pesquisador - de baquelite. A partir desta descoberta, o número de polímeros desenvolvidos aumentou de maneira surpreendente. E com isso, a sociedade humana está diretamente associada a “era dos plásticos”.
  • 5. Os polímeros podem ser classificados em dois tipos: Celulose, Amido, Polietileno, Látex natural, Náilon, Poliéster, caseína (proteína Politetrafluoretile do leite), seda, no (teflon), fios de teia de Borracha aranha. sintética, Acrílico.
  • 6. Polímeros Artificiais Os polímeros artificiais são designados como plásticos. Os plásticos são O sucesso do uso dos materiais artificiais, plásticos deve-se à geralmente de origem combinação de baixos orgânica, que em custos, versatilidade, algum estágio de sua ótima resistência e produção adquiriram boa aparência. forma com auxílio do O maior problema calor e pressão e com dos plásticos é a o emprego de moldes. poluição ambiental.
  • 7. Classificação dos polímeros Os polímeros artificiais e os polímeros naturais podem ser classificados em:
  • 8. Seu formato pode Termoplásticos ser modificado, embora estejam São polímeros que sujeitos a um grau podem ser fundidos de degradação por aquecimento e química que limita que se solidificam o número de por resfriamento. reciclagens. Exemplos: celulose, poliamida, polietileno, policloreto de vinila, politetrafluretileno, polipropileno, poliestireno, poliacrilonitrila.
  • 9. Termorrígidos ou Termofixos São polímeros infusíveis e insolúveis. Exemplos: caseína, poliuretano, baquelite, borracha vulcanizada, epóxi, silicone.
  • 10. É obtido a partir do Polietileno etileno ou eteno. Propriedades: Aplicações: O polietileno possui Películas plásticas e alta resistência à folhas de embalagens de umidade e ao alimentos, embalagens ataque de de produtos farmacêuticos, substâncias recipientes diversos, químicas como revestimentos de fios, solventes em geral. cabos, tubos, É um material de brinquedos e utensílios baixo custo. domésticos.
  • 11. Politetrafluoretileno: PTFE É obtido a partir do tetrafluoretileno ou tetrafluoreteno. Propriedades: Aplicações: Apresenta alta Isolante térmico, resistência revestimento de química e térmica, equipamentos químicos, antenas parabólicas, baixo coeficiente válvulas, torneiras, de atrito e baixa revestimento de panelas aderência. e frigideiras e na fabricação de órgãos Exemplo: teflon artificiais.
  • 12. Poliestireno: PS É obtido a partir do vinilbenzeno. Propriedades: Aplicações: Resistente a Utensílios domésticos ácidos, bases e rígidos, transparentes ou sais; amolece pela não, embalagens de ação de equipamentos, hidrocarbonetos. embalagens isolantes, Isolante térmico e construção civil, painéis elétrico. Versátil, de automóveis e espumas. de fácil processamento e Exemplo: isopor de baixo custo.
  • 13. Polipropileno: PP É obtido a partir do propileno ou propeno. Propriedades: Incolor, de baixo Utensílios domésticos, custo, tolerância a fibras e filamentos, na solventes e a fabricação de substâncias equipamento médico reativas. Boa (hospitalar), de brinquedos, de resistência componentes eletrônicos térmica, elétrica e e de tubos e dutos (pode ao impacto. ser soldado).
  • 14. Poliacrilonitrila ou orlon: PAN É obtido a partir da acrilonitrila, cianeto de vinila (cianeto de etenila) ou propenonita. Propriedades: Aplicações: É Fabricação de fibras predominantemente como substituto da lã. A amorfo, mas pode poliacrilonitrila é a fibra adquire alta sintética mais utilizada resistência. para fabricar malhas de Apresenta boa inverno. resistência a solventes.
  • 15. Polimetilmetacrilato: PMMA Também é designado como acrílico ou plexiglas. É obtido a partir do metacrilato de metila. Propriedades: Aplicações: Transparência cristalina (semelhante ao vidro), Painéis decorativos e resistência ao estruturais, letreiros, intemperismo (agentes decorações e partes de atmosféricos), à radiação móveis, sistemas de ultravioleta, à ação de vidros de automóveis, produtos químicos, ao pisos iluminados impacto e ao risco. translúcidos, janelas e capotas.
  • 16. Poliacetato de vinila: PVA É obtido a partir do acetato de vinila ou acetato de etenila. Propriedades: Aplicações: Alta adesividade. Fabricação de tintas Transparente e de parede (do tipo incolor. Insolúvel em látex), em colas e água, mas, torna-se adesivos para papel disperso em meio em em goma de aquoso na presença mascar. de um agente emulsificante. É Exemplo: chiclete amorfo.
  • 17. Ensino Médio Curso Normal 2º ano Química Prof. Albano Novaes Abordagem descritiva simplificada sobre polímeros – os “plásticos”