SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO 
ESPIRITUALIDADE 
Espiritualidade é palavra derivada de “espírito”, 
que para os cristãos é a força criadora de Deus e a 
ação redentora e renovadora de Jesus Cristo. É Ele 
mesmo quem nos dá o Espírito (cf. João 20,22) e 
imprime em nós um jeito novo de caminhar 
conforme o projeto de Deus a serviço do Reino.
ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO 
ESPIRITUALIDADE 
A ESPIRITUALIDADE é por excelência "ápice e fonte: a 
realidade Litúrgica como fonte de espiritualidade 
autêntica", pois deve ser uma constante em nossa vida. 
Devemos definir a espiritualidade como tudo aquilo que 
perpassa nossa interioridade e exterioridade. Não 
devemos reprimir nossas fraquezas humanas, mas 
assumi-las com dignidade para sermos pessoas felizes e 
servirmos melhor na comunidade.
ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO 
ADVENTO 
ADVENTO (período da gravidez - espera): São quatro 
semanas que antecedem a data magna da encarnação de 
Deus em nossa história. Neste tempo a Igreja entoa um 
canto de esperança, àquele que está por chegar, o 
príncipe da paz, o Emanuel, o Deus-conosco. Este canto, 
primeiramente entoado pelos profetas, João Batista e 
Maria, continua ressoando no seio da Igreja que clama: 
“Vem Senhor, vem nos salvar. Vem sem demora nos dar a 
paz”.
ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO 
advento 
O Advento é tempo de preparação com dupla 
característica: Preparação para as solenidades do Natal, 
nas quais se recorda a primeira vinda do Filho de Deus 
ao meio da humanidade; e simultaneamente, tempo em 
que, com esta recordação, os espíritos se dirigem para a 
expectativa da segunda vinda de Cristo no fim dos 
tempos. Nesta dupla perspectiva, o advento apresenta-se 
como tempo de devota e jubilosa espera de Jesus 
Cristo.
ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO 
ADVENTO 
Advento é uma palavra latina que significa 
aproximar-se, vir chegando aos poucos. Durante as 
quatro semanas do Advento preparamo-nos para o 
Natal. No Advento ouvimos as vozes sempre atuais 
dos profetas bíblicos, anunciando a vinda do 
Messias. Também ouvimos a voz de João Batista e do 
próprio Jesus anunciando a proximidade do Reino de 
Deus.
ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO 
ADVENTO 
Este tempo litúrgico, próprio do Ocidente, foi instituído para 
que os fiéis se preparassem para a celebração do Natal. Mas, em 
pouco tempo, adquiriu também um significado escatológico. De 
fato, recorda a dupla vinda do Senhor, isto é, a vinda entre os 
homens e mulheres e a vinda no final dos tempos. Com isso, o 
Advento apresenta-se como um tempo de alegre expectativa, 
momento de forte mergulho na liturgia e na mística cristã. É 
tempo de espera e esperança, de atenção e vigilância, durante o 
qual nos preparamos alegremente para a vinda do Senhor, como 
uma noiva que se enfeita para a chegada de seu noivo, seu 
amado.
ADVENTO: um novo TEMPO de: 
ADVENTO 
1 – ESPERA, alegre chegada e amorosa acolhida. Esperar 
uma pessoa especial e querida requer cuidadosa 
preparação. Ora, o Senhor Jesus é a pessoa mais querida, 
mais adorável e especial em nossa vida e nossa historia. 
2 - RENOVAÇÃO espiritual e mudança de vida, através da 
penitencia ou conversão , simbolizado na cor roxa (lilás) que 
acompanha as celebrações do advento. Precisamos fazer da 
vida um presépio vivo para acolher o menino Deus, o qual, 
nos transformará em novas criaturas.
ADVENTO: um novo TEMPO de: 
ADVENTO 
3- APROFUNDAR e melhorar nossas relações de amizade, de 
fraternidade e de convivência na família, na comunidade, com a 
vizinhança, como sinal da chegada do reino entre nós. Onde nasce e 
cresce uma relação de sincera e respeitosa amizade, ali está 
acontecendo o reino de Jesus de Nazaré. O ideal do Cristão é viver 
uma vida reconciliada (pacificada): consigo mesmo, com o os irmãos, 
com a natureza (cosmos) e com Deus. 
4- ORAÇÃO. A oração é dialogo intimo com o Pai, por e com Jesus, no 
Espírito Santo. Pela oração fortalecemos nossa comunhão com Deus 
e ouvimos o que Deus nos quer falar para o bem de nossa vida 
(discernimento).
ADVENTO: um novo TEMPO de: 
ADVENTO 
5 – ESCUTA e atenção à Palavra de Deus. Jesus é a palavra viva de Deus para 
o mundo. Portanto, o evangelho do Pai. “E o verbo se fez carne e habitou 
entre nós (Jo 1,14). Quando meditamos a palavra de Deus, entramos em 
comunhão com o Cristo Senhor e através dele, com o mistério da Trindade. 
Nas duas primeiras semanas do advento, vigilantes e alertas, esperamos a 
vinda definitiva e gloriosa do Cristo salvador (segunda vinda). Os fiéis são 
alimentados nas celebrações pelos textos bíblicos escatológicos. Nas duas 
últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, preparamos 
mais especialmente o seu nascimento do salvador (primeira vinda). Pois, 
toda a celebração cristã é uma permanente vinda do Senhor em nossa vida 
pessoal, comunitária e na nossa historia. Ele caminha conosco na grande 
peregrinação que fazemos rumo à casa do Pai.
ADVENTO: um novo TEMPO de: 
ADVENTO 
5 – ESCUTA e atenção à Palavra de Deus. Jesus é a palavra viva de Deus para 
o mundo. Portanto, o evangelho do Pai. “E o verbo se fez carne e habitou 
entre nós (Jo 1,14). Quando meditamos a palavra de Deus, entramos em 
comunhão com o Cristo Senhor e através dele, com o mistério da Trindade. 
Nas duas primeiras semanas do advento, vigilantes e alertas, esperamos a 
vinda definitiva e gloriosa do Cristo salvador (segunda vinda). Os fiéis são 
alimentados nas celebrações pelos textos bíblicos escatológicos. Nas duas 
últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, preparamos 
mais especialmente o seu nascimento do salvador (primeira vinda). Pois, 
toda a celebração cristã é uma permanente vinda do Senhor em nossa vida 
pessoal, comunitária e na nossa historia. Ele caminha conosco na grande 
peregrinação que fazemos rumo à casa do Pai.
LITURGIA E SEUS SÍMBOLOS: 
LITURGIA 
•A coroa do advento: feita com ramos verdes, enfeitadas com fitas 
coloridas e 4 velas, convida-nos a permanecer acordados, com nossas 
lâmpadas acesas em constante vigilância. A cada domingo, nos ritos 
iniciais acende-se uma vela, retomando-se o costume judaico de 
celebrar a chegada da luz abrangendo toda a humanidade espalhada 
pelos 4 pontos cardeais. Sugestão de bênção para acendimento das velas: 
“Bendito sejas ó Senhor nosso Deus, pela luz de nossa fé que nos 
acompanha na caminhada de nossa vida! Bendito sejas, pela luz que 
acompanha toda a humanidade em sua caminhada rumo a ti, ó 
Eterno, que és sem começo nem fim. Durante este tempo do Advento, 
aumente em nosso coração a tua claridade. Amém!”
LITURGIA E SEUS SÍMBOLOS: 
LITURGIA 
•Cor roxa (suave-lilás) no altar, na mesa da palavra e nas 
vestes litúrgicas, lembra-nos a espera, enchendo nossos 
corações de esperança e nos convida a uma renovação 
espiritual (no Terceiro domingo, denominado Gaudete, 
pode-se usar a Cor-de-rosa. 
•Flores no altar devem estar ausentes ou serem utilizadas 
com moderação que convém ao caráter próprio deste 
tempo, de modo a não antecipar a plena alegria do Natal do 
Senhor.
LITURGIA E SEUS SÍMBOLOS: 
LITURGIA 
Domingos do 
Advento 
1ª Leitura Salmo 2ª Leitura Evangelho 
1º dom – Ano A 
Ano B 
Ano C 
Is 2, 1-5 
Is 63, 16-17; 64,1.3b-8 
Jr 33, 14-16 
122 (121) 
80 (79) 
25 (24) 
Rm 13, 11-14 
1Cor 1,3-9 
1Ts 3, 12-4,2 
Mt 24, 37-44 
Mc 13, 33-37 
Lc 21, 25-28.34-36 
2º dom – Ano A 
Ano B 
Ano C 
Is 11,1-10 
Is 40, 1-5.9-11 
Br 5,1-9 
72 (71) 
85 (84) 
126 (125) 
Rm 15, 4-9 
2Pd 3, 8-14 
Fl 1,4-6.8-11 
Mt 3, 1-12 
Mc 1, 1-8 
Lc 3, 1-6 
3º dom – Ano A 
Ano B 
Ano C 
Is 35, 1-6a.10 
Is 61,1-2a .10-11 
Sf 3, 15-18ª 
146 
Ct. Maria 
Is 12,2-6 
Tg 5, 7-10 
1Ts 5, 16-24 
Fl 4, 4-7 
Mt 11, 2-11 
Jo 1, 6-8.19-28 
Lc 3, 10-18 
4º dom – Ano A 
Ano B 
Ano C 
Is 7, 10-14 
2Sm 7,1-5.8b.11.14a -16 
Mq 5,1-4a 
24 (23) 
89 (88) 
80 (79) 
Rm 1, 1-7 
Rm 16, 25-27 
Hb 10, 5-10 
Mt 1, 18-24 
Lc 1,26-38 
Lc 1, 39-45
ESPIRITUALIDADE DO NATAL 
NATAL 
NATAL (período do nascimento – encarnação do 
Filho de Deus): Natal quer dizer nascimento. É o dia 
em que os cristãos celebram a memória do 
nascimento de Nosso Senhor Jesus e suas 
manifestações. É um tempo festivo e alegre. O 
poeta português Fernando Pessoa nos brinda com 
sua experiência do Natal:
ESPIRITUALIDADE DO NATAL 
NATAL 
“Ele é a Eterna Criança, o Deus que faltava. 
Ele é o humano que é natural. 
Ele é o divino que sorri e brinca. 
E por isso é que eu sei com toda a certeza 
que ele é o Menino Jesus verdadeiro”.
ESPIRITUALIDADE DO NATAL 
NATAL
ESPIRITUALIDADE DO NATAL 
NATAL 
Celebramos no Natal, o mistério da vinda do Filho de Deus 
na carne humana. Seu nascimento, através de Maria, é 
celebrado como manifestação de Deus em nossa 
humanidade, partilhando conosco seu amor e sua ternura, 
revelando que a salvação entrou definitivamente na história 
pela singeleza do menino de Belém. No Natal cantamos com 
alegria que: “a tua ternura, Senhor, vem me abraçar. E a tua 
bondade infinita me perdoar. Vou ser o teu seguidor e te dar 
o meu coração. Eu quero sentir o calor de tuas mãos.”
LITURGIA 
ESPIRITUALIDADE NATAL 
NATAL 
“Hoje nasceu para vocês um Salvador, que é o Messias, o 
Senhor!” (Lc 2,11). Natal é a festa messiânica. É por isso que 
os anjos dizem aos pastores: “Nasceu para vocês um 
Salvador, que é o Messias, o Senhor”. É por isso que os 
magos vêm de tão longe: procuram o recém nascido Rei dos 
judeus. No batismo de Jesus no rio Jordão, o Espírito Santo 
desce sobre Jesus, ungindo-o como Messias, enquanto o Pai 
o confirma em sua missão de Rei Salvador: “Tu és meu Filho 
amado, eu, hoje, te gerei”.
ESPIRITUALIDADE NATAL 
NATAL 
•Festa da encarnação: 
O Natal, celebra o grande mistério da encarnação de N.S Jesus 
Cristo, o filho de Deus em nossa história. A salvação prometida por Deus 
aos homens e mulheres em sua mensagem aos patriarcas e profetas, 
torna-se realidade concreta com a vinda de Jesus Cristo. Deus cumpriu a 
sua promessa! 
A revelação bíblica nos apresenta Jesus como “Emanuel, isto é o Deus 
Conosco”. Nosso companheiro de jornada, de história. Assim, Jesus não 
é um ser do passado, não é uma saudosa memória ou idéia do passado. 
É uma pessoa viva, concreta e atuante em nossa vida e em nossa 
história. O nascimento histórico de Jesus em Belém, é sinal do nosso 
misterioso nascimento à vida divina. Pela encarnação de Jesus, o ser 
humano é divinizado. “Jesus, o Filho de Deus, é o rosto humano de Deus 
e o rosto divino do ser humano.”
ESPIRITUALIDADE NATAL 
NATAL 
•Festa do acolhimento: 
“Não havia lugar para ele na hospedaria” (Lc. 2,7): Como outrora, 
hoje também, há tantas pessoas fechadas para realizar 
a experiência do encontro com Jesus Cristo. São pessoas que 
vivem com um grande vazio em seus corações. O mistério da 
existência humana só se explica e se esclarece no mistério de 
Jesus Cristo, Filho de Deus, única fonte e verdadeira paz, alegria e 
felicidade. Perguntamos: Há lugar para Ele na sua vida, na sua 
família, na sua casa, no seu ambiente de trabalho? 
Porque todos os anos celebramos o Natal, se Jesus já se encarnou 
na humanidade? É precisamente para lembrar que Jesus, o filho 
de Deus e Salvador, continua precisando de um abrigo, de 
acolhida e de uma morada nos corações dos seres humanos.
ESPIRITUALIDADE NATAL 
NATAL 
•Festa da solidariedade : 
Jesus se faz pobre, nascendo na gruta de Belém,(lugar 
destinado aos pobres da época), para solidarizar-se com 
os pobres e ser a esperança de libertação dos sofredores 
deste mundo. Os primeiros que foram ao encontro de Jesus, 
foram os pobres e humildes Pastores, os quais se tornaram 
os primeiros mensageiros do filho de Deus no mundo.
ESPIRITUALIDADE NATAL 
NATAL 
•Festa universal: 
O Natal é, também, a grande festa da solidariedade 
universal. Pois, é comemorado em todo mundo, até mesmo 
onde a população cristã é minoria. É uma data que se 
reveste de uma certa ternura, esperança e perdão, 
despertando nas pessoas sentimentos cristãos, muitas vezes 
adormecidos como: alegria, amizade, confraternização, 
solidariedade, caridade, gestos de bondade e reconciliação. 
Estes sentimentos são frutos maravilhosos do Natal que 
marcam e enobrecem nossas vidas.
LITURGIA DO NATAL 
NATAL 
Liturgia do Natal, presença do 
eterno "hoje" salvador, como 
obra da Trindade! 
Presença com sabor de Páscoa, 
pois é a partir da Páscoa que 
podemos viver o Natal como 
festa da luz, da vida, de paz!
LITURGIA DO NATAL 
NATAL 
Natal: Não é o "aniversário" de algo que passou que 
celebramos no Natal, mas a presença viva do Verbo 
eterno do Pai que se faz Liturgia viva (permanente 
serviço libertador) no chão de nossa história. Por 
isso, em toda celebração litúrgica da festa de Natal, 
proclamamos o permanente "hoje" do mistério: "O 
Senhor me disse: 'És meu Filho, eu hoje te gerei'". 
Ou: "Alegremo-nos todos no Senhor: hoje nasceu o 
Salvador do mundo, desceu do céu a verdadeira 
paz!".
ESPIRITUALIDADE NATAL 
NATAL 
E ainda: "Hoje surgiu a luz para o mundo: O 
Senhor nasceu para nós. Ele será chamado 
admirável, Deus, Príncipe da paz, Pai do 
mundo novo, e o seu reino não terá fim". E 
também: "Revelastes hoje o mistério do 
vosso Filho como luz para iluminar todos os 
povos no caminho da salvação".
LITURGIA DO NATAL 
NATAL 
Da parte de todos nós, cristãos e cristãs, filhos e 
filhas de Deus, no Filho nascido em Belém, 
ressuscitado em Jerusalém, vivo no seu Corpo que 
somos todos nós, cuja imagem maior é a Eucaristia, 
não resta senão honrar a "dignidade" a que fomos 
elevados, levando adiante a missão de Jesus Cristo, 
vivendo a Justiça, o Amor e a Paz.
LITURGIA DO NATAL 
NATAL 
•TEMPO DO NATAL: denominamos tempo do Natal 
as seguintes solenidades: Missa da vigília (dia 24), 
Missa da noite (galo), missa da aurora 
(madrugada) e missa do dia 25. 
•OITAVA DO NATAL denominamos oitava do Natal, 
o tempo litúrgico que vai do Natal até a festa da 
Epifania do Senhor. É um desdobramento, por 8 
dias, da alegria do Natal. Uma espécie de festa de 
aniversário prolongado.
SÍMBOLOS DO NATAL 
NATAL 
-Presépio – 1º. Feito por S. Francisco de Assis em 1223. 
Representa o mistério celebrado da encarnação de Jesus 
Cristo. 
-Árvore de Natal: Representa nova árvore da vida que é o 
Deus menino nascido em Belém. 
-Troca de presente: Significa gratuidade da vida, lembra o 
maior presente dado pelo Pai aos seres humanos que é o 
seu filho. 
-Presente dos Magos: Incenso: símbolo da divindade 
(Jesus é filho de Deus); Ouro: símbolo da realeza (Jesus é 
Rei dos Reis); Mirra: Sofrimento (Jesus é o servo sofredor 
de Javé).
PRINCIPAIS FESTAS DO NATAL 
NATAL 
25/12 – Celebração do Nascimento de Jesus, sua 
manifestação em nossa natureza humana e a nova vida 
que recebemos por meio dele. 
6/01 (ou entre 2 e 8 de janeiro): celebração da 
manifestação de Jesus às nações não-judias, 
representados na figura dos magos que vieram do 
Oriente; popularmente costuma-se chamar esta festa de 
“Dia de Reis”. 
Domingo depois do dia 06 de janeiro ou na segunda-feira 
seguinte, caso o domingo seja ocupado com a festa da 
Epifania: manifestação de Jesus no Rio Jordão, como Filho 
de Deus, investidura de Jesus como Rei-Messias.
PRINCIPAIS FESTAS DO NATAL 
NATAL 
1º Janeiro festa da Mãe de Deus. O domingo logo apos o 
Natal, celebra-se a festa da Sagrada Família. É uma festa 
bem recente: começou a existir somente em 1893, 
inicialmente no 3º Domingo depois da Epifania. É uma 
festa mais devocional. 
- Celebrar o Natal é renovar o encontro com a adorável 
pessoa de Jesus, o esplendor da luz de Deus, que veio 
para iluminar os corações humanos. Lembremos que 
uma vida renovada e reconciliada é forma de vivermos o 
sentido pleno do Natal.
FECHAMENTO: NATAL 
NATAL 
- O nascimento de Jesus marca um novo tempo. 
Deus se torna presente em Jesus Cristo no mundo. 
Ele assume a nossa história, pisa neste chão, torna-se 
gente para compartilhar da nossa vida. Natal é a 
certeza de que Deus se fez gente e habitou em 
nosso meio e revela o verdadeiro rosto do Pai. Ele 
veio para resgatar a dignidade humana, criar um 
novo modo de relacionamentos entre as pessoas, 
grupos, culturas e povos a tal ponto de sermos 
chamados de filhos e filhas de Deus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso de liturgia
Curso de liturgiaCurso de liturgia
Curso de liturgiambsilva1971
 
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point Marina de Morais
 
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosOs sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosPresentepravoce SOS
 
SEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptx
SEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptxSEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptx
SEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptxssuserb2df64
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoRODRIGO FERREIRA
 
Panorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - GálatasPanorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - GálatasRespirando Deus
 
Preparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptxPreparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptxAdão Silva
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoRODRIGO FERREIRA
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1Moisés Sampaio
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgiaiaymesobrino
 
Maria no evangelho de lucas
Maria no evangelho de lucasMaria no evangelho de lucas
Maria no evangelho de lucasAlencar Santana
 
Encontros de catequese
Encontros de catequeseEncontros de catequese
Encontros de catequesesheilajo
 
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOTREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOigrejafecrista
 
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdfO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdfDel Souza
 

Mais procurados (20)

3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA
 
Curso de liturgia
Curso de liturgiaCurso de liturgia
Curso de liturgia
 
Material de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristãMaterial de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristã
 
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
 
5. O Evangelho de Lucas
5. O Evangelho de Lucas5. O Evangelho de Lucas
5. O Evangelho de Lucas
 
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosOs sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
 
SEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptx
SEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptxSEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptx
SEMANA SANTA E TRIDUO PASCAL 2023.pptx
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Panorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - GálatasPanorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - Gálatas
 
Preparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptxPreparação para o Crisma.pptx
Preparação para o Crisma.pptx
 
A santa missa parte por parte
A santa missa parte por parteA santa missa parte por parte
A santa missa parte por parte
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
 
Maria no evangelho de lucas
Maria no evangelho de lucasMaria no evangelho de lucas
Maria no evangelho de lucas
 
Encontros de catequese
Encontros de catequeseEncontros de catequese
Encontros de catequese
 
As Cartas de Paulo
As Cartas de PauloAs Cartas de Paulo
As Cartas de Paulo
 
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOTREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
 
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdfO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
O EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO.pdf
 

Semelhante a advento e natal: Irmã Matilde Ramirez

Semelhante a advento e natal: Irmã Matilde Ramirez (20)

Ano Litúrgico - Tempo[7200].pptx
Ano Litúrgico - Tempo[7200].pptxAno Litúrgico - Tempo[7200].pptx
Ano Litúrgico - Tempo[7200].pptx
 
Advento & natal
Advento & natalAdvento & natal
Advento & natal
 
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
I domingo do advento   ano c - tempo de esperançaI domingo do advento   ano c - tempo de esperança
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
 
Workshop sobre Advento.pptx
Workshop sobre Advento.pptxWorkshop sobre Advento.pptx
Workshop sobre Advento.pptx
 
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
- A PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA (1).ppt
 
Tempo de_esperanca
Tempo de_esperancaTempo de_esperanca
Tempo de_esperanca
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
 
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
 
Pág 3
Pág 3Pág 3
Pág 3
 
1º ANO DE EUCARISTIA
1º ANO DE EUCARISTIA1º ANO DE EUCARISTIA
1º ANO DE EUCARISTIA
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
 
Tempo de esperanca
Tempo de esperancaTempo de esperanca
Tempo de esperanca
 
Somos Servos - Junho de 2014
Somos Servos - Junho de 2014Somos Servos - Junho de 2014
Somos Servos - Junho de 2014
 
428 maio
428 maio428 maio
428 maio
 
Advento
AdventoAdvento
Advento
 
Natal 2.pptx
Natal 2.pptxNatal 2.pptx
Natal 2.pptx
 
11 12-2011[1]
11 12-2011[1]11 12-2011[1]
11 12-2011[1]
 
Ano litúrgico
Ano litúrgico Ano litúrgico
Ano litúrgico
 
Calendário litúrgico
Calendário litúrgicoCalendário litúrgico
Calendário litúrgico
 

Mais de José Luiz Silva Pinto

Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016
Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016
Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016
Roteiro homilético  solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016Roteiro homilético  solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016
Roteiro homilético solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016
Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016
Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016
Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016
Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016
Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016
Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...
Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...
Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...
Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...
Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...
Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...
Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa ano b - 26.04.2015
Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa   ano b - 26.04.2015Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa   ano b - 26.04.2015
Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa ano b - 26.04.2015José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015
Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015
Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...
Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...
Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015José Luiz Silva Pinto
 

Mais de José Luiz Silva Pinto (20)

Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016
Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016
Roteiro homilético do 10.º domingo do tempo comum – ano c – verde – 05.06.2016
 
Roteiro homilético solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016
Roteiro homilético  solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016Roteiro homilético  solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016
Roteiro homilético solenidade de pentecostes – ano c – vermelho – 15.05.2016
 
Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016
Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016
Roteiro homilético do sábado santo vigília solene 26.03.2016
 
Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016
Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016
Roteiro homilético da sexta feira santa paixão do senhor 25.03.2016
 
Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016
Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016
Roteiro homilético da quinta feira santa ceia do senhor 24.03.2016
 
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa do dia (1)
 
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)
Roteiro homilético do natal de nosso senhor jesus cristo – missa da noite (1)
 
Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...
Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...
Roteiro homilético do 34.º domingo t. c. nosso senhor jesus cristo rei do uni...
 
Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...
Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...
Roteiro homilético do 32.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.11.201...
 
Leitura orante
Leitura oranteLeitura orante
Leitura orante
 
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 12.07.2015
 
Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...
Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...
Roteiro homilético do sagrado coração de jesus – br. – ano b – sexta – 12 de ...
 
Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa ano b - 26.04.2015
Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa   ano b - 26.04.2015Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa   ano b - 26.04.2015
Roteiro homilético do 4.° domingo da páscoa ano b - 26.04.2015
 
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano b – vermel...
 
Agenda pastoral diocesana
Agenda pastoral diocesanaAgenda pastoral diocesana
Agenda pastoral diocesana
 
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano b – roxo – 08.03.2015 (1)
 
Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015
Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015
Roteiro homilético da quarta feira de cinzas – ano b – roxo – 18.02.2015
 
Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...
Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...
Roteiro homilético do 6.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 15.02.2015...
 
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
 
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015Roteiro homilético do  5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano b – verde – 08.02.2015
 

Último

Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfFrancisco Baptista
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2emprego2
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...edsonjsmarques
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (11)

Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 

advento e natal: Irmã Matilde Ramirez

  • 1. ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO ESPIRITUALIDADE Espiritualidade é palavra derivada de “espírito”, que para os cristãos é a força criadora de Deus e a ação redentora e renovadora de Jesus Cristo. É Ele mesmo quem nos dá o Espírito (cf. João 20,22) e imprime em nós um jeito novo de caminhar conforme o projeto de Deus a serviço do Reino.
  • 2. ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO ESPIRITUALIDADE A ESPIRITUALIDADE é por excelência "ápice e fonte: a realidade Litúrgica como fonte de espiritualidade autêntica", pois deve ser uma constante em nossa vida. Devemos definir a espiritualidade como tudo aquilo que perpassa nossa interioridade e exterioridade. Não devemos reprimir nossas fraquezas humanas, mas assumi-las com dignidade para sermos pessoas felizes e servirmos melhor na comunidade.
  • 3. ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO ADVENTO ADVENTO (período da gravidez - espera): São quatro semanas que antecedem a data magna da encarnação de Deus em nossa história. Neste tempo a Igreja entoa um canto de esperança, àquele que está por chegar, o príncipe da paz, o Emanuel, o Deus-conosco. Este canto, primeiramente entoado pelos profetas, João Batista e Maria, continua ressoando no seio da Igreja que clama: “Vem Senhor, vem nos salvar. Vem sem demora nos dar a paz”.
  • 4. ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO advento O Advento é tempo de preparação com dupla característica: Preparação para as solenidades do Natal, nas quais se recorda a primeira vinda do Filho de Deus ao meio da humanidade; e simultaneamente, tempo em que, com esta recordação, os espíritos se dirigem para a expectativa da segunda vinda de Cristo no fim dos tempos. Nesta dupla perspectiva, o advento apresenta-se como tempo de devota e jubilosa espera de Jesus Cristo.
  • 5. ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO ADVENTO Advento é uma palavra latina que significa aproximar-se, vir chegando aos poucos. Durante as quatro semanas do Advento preparamo-nos para o Natal. No Advento ouvimos as vozes sempre atuais dos profetas bíblicos, anunciando a vinda do Messias. Também ouvimos a voz de João Batista e do próprio Jesus anunciando a proximidade do Reino de Deus.
  • 6. ESPIRITUALIDADE DO ADVENTO ADVENTO Este tempo litúrgico, próprio do Ocidente, foi instituído para que os fiéis se preparassem para a celebração do Natal. Mas, em pouco tempo, adquiriu também um significado escatológico. De fato, recorda a dupla vinda do Senhor, isto é, a vinda entre os homens e mulheres e a vinda no final dos tempos. Com isso, o Advento apresenta-se como um tempo de alegre expectativa, momento de forte mergulho na liturgia e na mística cristã. É tempo de espera e esperança, de atenção e vigilância, durante o qual nos preparamos alegremente para a vinda do Senhor, como uma noiva que se enfeita para a chegada de seu noivo, seu amado.
  • 7. ADVENTO: um novo TEMPO de: ADVENTO 1 – ESPERA, alegre chegada e amorosa acolhida. Esperar uma pessoa especial e querida requer cuidadosa preparação. Ora, o Senhor Jesus é a pessoa mais querida, mais adorável e especial em nossa vida e nossa historia. 2 - RENOVAÇÃO espiritual e mudança de vida, através da penitencia ou conversão , simbolizado na cor roxa (lilás) que acompanha as celebrações do advento. Precisamos fazer da vida um presépio vivo para acolher o menino Deus, o qual, nos transformará em novas criaturas.
  • 8. ADVENTO: um novo TEMPO de: ADVENTO 3- APROFUNDAR e melhorar nossas relações de amizade, de fraternidade e de convivência na família, na comunidade, com a vizinhança, como sinal da chegada do reino entre nós. Onde nasce e cresce uma relação de sincera e respeitosa amizade, ali está acontecendo o reino de Jesus de Nazaré. O ideal do Cristão é viver uma vida reconciliada (pacificada): consigo mesmo, com o os irmãos, com a natureza (cosmos) e com Deus. 4- ORAÇÃO. A oração é dialogo intimo com o Pai, por e com Jesus, no Espírito Santo. Pela oração fortalecemos nossa comunhão com Deus e ouvimos o que Deus nos quer falar para o bem de nossa vida (discernimento).
  • 9. ADVENTO: um novo TEMPO de: ADVENTO 5 – ESCUTA e atenção à Palavra de Deus. Jesus é a palavra viva de Deus para o mundo. Portanto, o evangelho do Pai. “E o verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1,14). Quando meditamos a palavra de Deus, entramos em comunhão com o Cristo Senhor e através dele, com o mistério da Trindade. Nas duas primeiras semanas do advento, vigilantes e alertas, esperamos a vinda definitiva e gloriosa do Cristo salvador (segunda vinda). Os fiéis são alimentados nas celebrações pelos textos bíblicos escatológicos. Nas duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, preparamos mais especialmente o seu nascimento do salvador (primeira vinda). Pois, toda a celebração cristã é uma permanente vinda do Senhor em nossa vida pessoal, comunitária e na nossa historia. Ele caminha conosco na grande peregrinação que fazemos rumo à casa do Pai.
  • 10. ADVENTO: um novo TEMPO de: ADVENTO 5 – ESCUTA e atenção à Palavra de Deus. Jesus é a palavra viva de Deus para o mundo. Portanto, o evangelho do Pai. “E o verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1,14). Quando meditamos a palavra de Deus, entramos em comunhão com o Cristo Senhor e através dele, com o mistério da Trindade. Nas duas primeiras semanas do advento, vigilantes e alertas, esperamos a vinda definitiva e gloriosa do Cristo salvador (segunda vinda). Os fiéis são alimentados nas celebrações pelos textos bíblicos escatológicos. Nas duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, preparamos mais especialmente o seu nascimento do salvador (primeira vinda). Pois, toda a celebração cristã é uma permanente vinda do Senhor em nossa vida pessoal, comunitária e na nossa historia. Ele caminha conosco na grande peregrinação que fazemos rumo à casa do Pai.
  • 11. LITURGIA E SEUS SÍMBOLOS: LITURGIA •A coroa do advento: feita com ramos verdes, enfeitadas com fitas coloridas e 4 velas, convida-nos a permanecer acordados, com nossas lâmpadas acesas em constante vigilância. A cada domingo, nos ritos iniciais acende-se uma vela, retomando-se o costume judaico de celebrar a chegada da luz abrangendo toda a humanidade espalhada pelos 4 pontos cardeais. Sugestão de bênção para acendimento das velas: “Bendito sejas ó Senhor nosso Deus, pela luz de nossa fé que nos acompanha na caminhada de nossa vida! Bendito sejas, pela luz que acompanha toda a humanidade em sua caminhada rumo a ti, ó Eterno, que és sem começo nem fim. Durante este tempo do Advento, aumente em nosso coração a tua claridade. Amém!”
  • 12. LITURGIA E SEUS SÍMBOLOS: LITURGIA •Cor roxa (suave-lilás) no altar, na mesa da palavra e nas vestes litúrgicas, lembra-nos a espera, enchendo nossos corações de esperança e nos convida a uma renovação espiritual (no Terceiro domingo, denominado Gaudete, pode-se usar a Cor-de-rosa. •Flores no altar devem estar ausentes ou serem utilizadas com moderação que convém ao caráter próprio deste tempo, de modo a não antecipar a plena alegria do Natal do Senhor.
  • 13. LITURGIA E SEUS SÍMBOLOS: LITURGIA Domingos do Advento 1ª Leitura Salmo 2ª Leitura Evangelho 1º dom – Ano A Ano B Ano C Is 2, 1-5 Is 63, 16-17; 64,1.3b-8 Jr 33, 14-16 122 (121) 80 (79) 25 (24) Rm 13, 11-14 1Cor 1,3-9 1Ts 3, 12-4,2 Mt 24, 37-44 Mc 13, 33-37 Lc 21, 25-28.34-36 2º dom – Ano A Ano B Ano C Is 11,1-10 Is 40, 1-5.9-11 Br 5,1-9 72 (71) 85 (84) 126 (125) Rm 15, 4-9 2Pd 3, 8-14 Fl 1,4-6.8-11 Mt 3, 1-12 Mc 1, 1-8 Lc 3, 1-6 3º dom – Ano A Ano B Ano C Is 35, 1-6a.10 Is 61,1-2a .10-11 Sf 3, 15-18ª 146 Ct. Maria Is 12,2-6 Tg 5, 7-10 1Ts 5, 16-24 Fl 4, 4-7 Mt 11, 2-11 Jo 1, 6-8.19-28 Lc 3, 10-18 4º dom – Ano A Ano B Ano C Is 7, 10-14 2Sm 7,1-5.8b.11.14a -16 Mq 5,1-4a 24 (23) 89 (88) 80 (79) Rm 1, 1-7 Rm 16, 25-27 Hb 10, 5-10 Mt 1, 18-24 Lc 1,26-38 Lc 1, 39-45
  • 14.
  • 15. ESPIRITUALIDADE DO NATAL NATAL NATAL (período do nascimento – encarnação do Filho de Deus): Natal quer dizer nascimento. É o dia em que os cristãos celebram a memória do nascimento de Nosso Senhor Jesus e suas manifestações. É um tempo festivo e alegre. O poeta português Fernando Pessoa nos brinda com sua experiência do Natal:
  • 16. ESPIRITUALIDADE DO NATAL NATAL “Ele é a Eterna Criança, o Deus que faltava. Ele é o humano que é natural. Ele é o divino que sorri e brinca. E por isso é que eu sei com toda a certeza que ele é o Menino Jesus verdadeiro”.
  • 18. ESPIRITUALIDADE DO NATAL NATAL Celebramos no Natal, o mistério da vinda do Filho de Deus na carne humana. Seu nascimento, através de Maria, é celebrado como manifestação de Deus em nossa humanidade, partilhando conosco seu amor e sua ternura, revelando que a salvação entrou definitivamente na história pela singeleza do menino de Belém. No Natal cantamos com alegria que: “a tua ternura, Senhor, vem me abraçar. E a tua bondade infinita me perdoar. Vou ser o teu seguidor e te dar o meu coração. Eu quero sentir o calor de tuas mãos.”
  • 19. LITURGIA ESPIRITUALIDADE NATAL NATAL “Hoje nasceu para vocês um Salvador, que é o Messias, o Senhor!” (Lc 2,11). Natal é a festa messiânica. É por isso que os anjos dizem aos pastores: “Nasceu para vocês um Salvador, que é o Messias, o Senhor”. É por isso que os magos vêm de tão longe: procuram o recém nascido Rei dos judeus. No batismo de Jesus no rio Jordão, o Espírito Santo desce sobre Jesus, ungindo-o como Messias, enquanto o Pai o confirma em sua missão de Rei Salvador: “Tu és meu Filho amado, eu, hoje, te gerei”.
  • 20. ESPIRITUALIDADE NATAL NATAL •Festa da encarnação: O Natal, celebra o grande mistério da encarnação de N.S Jesus Cristo, o filho de Deus em nossa história. A salvação prometida por Deus aos homens e mulheres em sua mensagem aos patriarcas e profetas, torna-se realidade concreta com a vinda de Jesus Cristo. Deus cumpriu a sua promessa! A revelação bíblica nos apresenta Jesus como “Emanuel, isto é o Deus Conosco”. Nosso companheiro de jornada, de história. Assim, Jesus não é um ser do passado, não é uma saudosa memória ou idéia do passado. É uma pessoa viva, concreta e atuante em nossa vida e em nossa história. O nascimento histórico de Jesus em Belém, é sinal do nosso misterioso nascimento à vida divina. Pela encarnação de Jesus, o ser humano é divinizado. “Jesus, o Filho de Deus, é o rosto humano de Deus e o rosto divino do ser humano.”
  • 21. ESPIRITUALIDADE NATAL NATAL •Festa do acolhimento: “Não havia lugar para ele na hospedaria” (Lc. 2,7): Como outrora, hoje também, há tantas pessoas fechadas para realizar a experiência do encontro com Jesus Cristo. São pessoas que vivem com um grande vazio em seus corações. O mistério da existência humana só se explica e se esclarece no mistério de Jesus Cristo, Filho de Deus, única fonte e verdadeira paz, alegria e felicidade. Perguntamos: Há lugar para Ele na sua vida, na sua família, na sua casa, no seu ambiente de trabalho? Porque todos os anos celebramos o Natal, se Jesus já se encarnou na humanidade? É precisamente para lembrar que Jesus, o filho de Deus e Salvador, continua precisando de um abrigo, de acolhida e de uma morada nos corações dos seres humanos.
  • 22. ESPIRITUALIDADE NATAL NATAL •Festa da solidariedade : Jesus se faz pobre, nascendo na gruta de Belém,(lugar destinado aos pobres da época), para solidarizar-se com os pobres e ser a esperança de libertação dos sofredores deste mundo. Os primeiros que foram ao encontro de Jesus, foram os pobres e humildes Pastores, os quais se tornaram os primeiros mensageiros do filho de Deus no mundo.
  • 23. ESPIRITUALIDADE NATAL NATAL •Festa universal: O Natal é, também, a grande festa da solidariedade universal. Pois, é comemorado em todo mundo, até mesmo onde a população cristã é minoria. É uma data que se reveste de uma certa ternura, esperança e perdão, despertando nas pessoas sentimentos cristãos, muitas vezes adormecidos como: alegria, amizade, confraternização, solidariedade, caridade, gestos de bondade e reconciliação. Estes sentimentos são frutos maravilhosos do Natal que marcam e enobrecem nossas vidas.
  • 24. LITURGIA DO NATAL NATAL Liturgia do Natal, presença do eterno "hoje" salvador, como obra da Trindade! Presença com sabor de Páscoa, pois é a partir da Páscoa que podemos viver o Natal como festa da luz, da vida, de paz!
  • 25. LITURGIA DO NATAL NATAL Natal: Não é o "aniversário" de algo que passou que celebramos no Natal, mas a presença viva do Verbo eterno do Pai que se faz Liturgia viva (permanente serviço libertador) no chão de nossa história. Por isso, em toda celebração litúrgica da festa de Natal, proclamamos o permanente "hoje" do mistério: "O Senhor me disse: 'És meu Filho, eu hoje te gerei'". Ou: "Alegremo-nos todos no Senhor: hoje nasceu o Salvador do mundo, desceu do céu a verdadeira paz!".
  • 26. ESPIRITUALIDADE NATAL NATAL E ainda: "Hoje surgiu a luz para o mundo: O Senhor nasceu para nós. Ele será chamado admirável, Deus, Príncipe da paz, Pai do mundo novo, e o seu reino não terá fim". E também: "Revelastes hoje o mistério do vosso Filho como luz para iluminar todos os povos no caminho da salvação".
  • 27. LITURGIA DO NATAL NATAL Da parte de todos nós, cristãos e cristãs, filhos e filhas de Deus, no Filho nascido em Belém, ressuscitado em Jerusalém, vivo no seu Corpo que somos todos nós, cuja imagem maior é a Eucaristia, não resta senão honrar a "dignidade" a que fomos elevados, levando adiante a missão de Jesus Cristo, vivendo a Justiça, o Amor e a Paz.
  • 28. LITURGIA DO NATAL NATAL •TEMPO DO NATAL: denominamos tempo do Natal as seguintes solenidades: Missa da vigília (dia 24), Missa da noite (galo), missa da aurora (madrugada) e missa do dia 25. •OITAVA DO NATAL denominamos oitava do Natal, o tempo litúrgico que vai do Natal até a festa da Epifania do Senhor. É um desdobramento, por 8 dias, da alegria do Natal. Uma espécie de festa de aniversário prolongado.
  • 29. SÍMBOLOS DO NATAL NATAL -Presépio – 1º. Feito por S. Francisco de Assis em 1223. Representa o mistério celebrado da encarnação de Jesus Cristo. -Árvore de Natal: Representa nova árvore da vida que é o Deus menino nascido em Belém. -Troca de presente: Significa gratuidade da vida, lembra o maior presente dado pelo Pai aos seres humanos que é o seu filho. -Presente dos Magos: Incenso: símbolo da divindade (Jesus é filho de Deus); Ouro: símbolo da realeza (Jesus é Rei dos Reis); Mirra: Sofrimento (Jesus é o servo sofredor de Javé).
  • 30. PRINCIPAIS FESTAS DO NATAL NATAL 25/12 – Celebração do Nascimento de Jesus, sua manifestação em nossa natureza humana e a nova vida que recebemos por meio dele. 6/01 (ou entre 2 e 8 de janeiro): celebração da manifestação de Jesus às nações não-judias, representados na figura dos magos que vieram do Oriente; popularmente costuma-se chamar esta festa de “Dia de Reis”. Domingo depois do dia 06 de janeiro ou na segunda-feira seguinte, caso o domingo seja ocupado com a festa da Epifania: manifestação de Jesus no Rio Jordão, como Filho de Deus, investidura de Jesus como Rei-Messias.
  • 31. PRINCIPAIS FESTAS DO NATAL NATAL 1º Janeiro festa da Mãe de Deus. O domingo logo apos o Natal, celebra-se a festa da Sagrada Família. É uma festa bem recente: começou a existir somente em 1893, inicialmente no 3º Domingo depois da Epifania. É uma festa mais devocional. - Celebrar o Natal é renovar o encontro com a adorável pessoa de Jesus, o esplendor da luz de Deus, que veio para iluminar os corações humanos. Lembremos que uma vida renovada e reconciliada é forma de vivermos o sentido pleno do Natal.
  • 32. FECHAMENTO: NATAL NATAL - O nascimento de Jesus marca um novo tempo. Deus se torna presente em Jesus Cristo no mundo. Ele assume a nossa história, pisa neste chão, torna-se gente para compartilhar da nossa vida. Natal é a certeza de que Deus se fez gente e habitou em nosso meio e revela o verdadeiro rosto do Pai. Ele veio para resgatar a dignidade humana, criar um novo modo de relacionamentos entre as pessoas, grupos, culturas e povos a tal ponto de sermos chamados de filhos e filhas de Deus.