SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 62
PLANO  NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA GESAC INCLUSÃO DIGITAL E INFORMACIONAL NO BRASIL: ANÁLISE DA APROPRIAÇÃO DOS USUÁRIOS  DO  PROGRAMA GESAC  Global Impact Study, Brazil Workshop – São Paulo University of Washington - The Technology & Social Change Group  -TASCHA Benedito Medeiros Neto/Ministério das Comunicações   (CV Plataforma Lattes  ) ‏
PROGRAMAÇÃO Parte A: Contexto da Pesquisa Parte B: Apresentação do Projeto de Pesquisa  Parta C: Metodologia Aplicada  Parte D: Preparação para  a Pesquisa de Campo Parte E: Execução do Projeto de Pesquisa Parte F: Impressões e Comentários DATA E HORÁRIO  : 12 de abril  de 2010, das 10h00 às 12h00 L OCAL :  Blue Tree Towers Berrini  – Rua Quintana, 1.012 Brooklin Novo    04569-011 - São Paulo  – SP Tel.: (55-11) 5508-5000  Fax: (55-11) 5508-5001
Parte A:  Contexto da Pesquisa
ANTECEDENTES Laboratório de Informática (Proinfo/MEC, 1997) e-GOV (A melhor posição no rank , em 2002) Visão Telecentro  e ID (Com o Governo Lula, 2003) Pesquisa dos Pontos GESAC (Acompanhamento e    Fiscalização, 2006) Tese da Valéria Mendonça FID/UnB  (Processo de  Comunicação da Informação –  Implementadores Socias, 2007)
CONTEXTO DA PESQUISA Etapas do Programa GESAC (ID) MDS  (Dados Econômico, Programas Sociais e  ID.GOV.BR) CGI (Indicadores e Comparações) IBGE (Área Rurais – 14.000  Distritos, Povoados e Vilas) Ausência de Avaliação  no Brasil (University of  Washington) América Latina (Pesquisa da Telefônica)
VISÃO DO FUTURO DA ID NO BRASIL Computadores para todos (incentivos) Banda Larga (PBLE) x PIDs(GESAC) Programa de Telecentro.BR Projeto de Formação de Multiplicadores Programa Nacional de Banda Larga (Telebrás) Sociedade em Rede e Informacional
DAS PESQUISAS no MC/GESAC: DOS PIDs – Pontos GESAC (Levantamento a  Fiscalização/ 2005-2010) DO Ponto GESAC (Meninos de Rua e  Paranoá/CID/UnB -2006) =>  DOS USUÁRIOS INCLUÍDOS DIGITALMENTE  (2009) DOS GRUPOS  FOCAIS (BRASIL- 2009) DO Processo ID/VERTICAL (Gestores, PIDs,      Apropriação  das TICs pelos  Usuários - 2010)
AVALIAÇÃO CENTRADA NO ADMINISTRADOR DOS PIDs #  Contribuições desta avaliação Gestão do GESAC # Como fizemos esta avaliação nacional # Como identificamos as limitações ao longo dos anos # Como utilizamos os pontos fortes superamos as limitações
MONITORAMENTOS E ACOMPANHAMENTO DA ID Pesquisa realizada :  Pelo Implementador Social Pelos Gestores do Programa Pelos Ficais do Programa Pela WEB/Recadastramento Evolução do Questionário (5 anos)
Parte B:  Apresentação do Projeto de Pesquisa
 		 ENTIDADES ENVOLVIDAS Departamento de Ciência da Informação e Documentação - CID/UnB  Faculdade de  Ciência da Informação - FCI/UnB ‏ Departamento  de Ciência da Computação  –  CIC/UnB Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares - CEAM Núcleo de Estudos de Saúde Pública - NESP  Programa GESAC
O PROJETO DE PESQUISA  ,[object Object],[object Object],[object Object]
OBJETIVO GERAL  ,[object Object]
OBJETIVOS ESPECÍFICOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A QUESTÃO OU PERGUNTA CENTRAL DA PESQUISA ,[object Object]
FOCOS DA PESQUISA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O Programa GESAC
FASES DO PROGRAMA GESAC  Fase Período Ação I Julho a  out./2002 Licitação e Contrato de Execução com a Gilat para o Programa em sua fase inicial II Fevereiro a março de 2003 Reestruturação do Programa com a implantação de 3200 Pontos de Presença. III Setembro a Dezembro de 2004 Fornecimento de Conectividade, Cesta de Serviços, Oficinas, Software Livre - Contrato com a VICOM. IV Outubro de 2005 a 2008 Segunda reestruturação, implantação de Projetos Comunitários e Expansão dos Pontos de Presença. V Novembro de 2008 -2010 Segmentação do Programa (Conectividade, Equipamentos, Formação e Conteúdos) Embratel/Oi Brasiltelecom e Instituto Federal -IF
PROGRAMA GESAC AVALIA SUA ATUAÇÃO NO BRASIL ,[object Object],[object Object],[object Object]
JUSTIFICATIVA DA PESQUISA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],PORQUE A  AVALIAÇÃO DA INCLUSÃO DIGITAL
INDICADORES ESTÁTICOS  E DE PROGRESSO Indicadores DAI (Qualidade, Infra-estrura, Conhecimento e  Acessibilidade)  Indicadores UIT (Infra-estrutura, Acessibilidade, Conhecimento,  Qualidade e Usabilidade)‏ Indicadores da Casa Brasil/PR (Insumo, Processos, Resultados e  Social)  BARZILAI-NAHON (University of Washington) Indicadores ID Restrições/ suportes social e governamental Fatores sócio-demográficos Permitibilidade Acessibilidade Infra-estrutura Uso
INDICADORES   ID NO GESAC Usabilidade Oferta de serviços Infra-estrutura Categorias Fatores sócio-demográficos Restrições/ suportes social e governamental Fatores sócio-demográficos Categorias Permitibilidade Visibilidade Operacional Categorias Habilidades/Conhecimento Penetração na comunidade Qualidade Categorias Indivíduos/USUÁRIO Projeto de Pesquisa P. GESAC CGU/TCU Pontos ID fiscalização Categorias e  FOCO
Parte C:  Metodologia aplicada
ABORDAGEM METODOLÓGICA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
METODOLOGIA Aspectos da Avaliação do GESAC Método de pesquisa  e procedimentos Técnicas de pesquisa Coleta de dados
UNIVERSO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
AMOSTRAGEM NACIONAL ,[object Object],[object Object],[object Object]
NÚMERO DE PARTICIPANTES POR PONTO GESAC Base do cálculo do NÚMERO de  participantes Passagem procedimentos para os Aplicadores Dificuldades na APLICAÇÃO  Simulação do cálculo(freqüência e idade)  Região Pontos GESAC Participantes Centro 256 113 Nordeste 1.280 174 Norte 542 147 Sudeste 963 167 Sul 466 141 Total Geral 3.507 742 % Amostra - 21%
Parte D:  Preparação para a Pesquisa de Campo
ESTRATÉGIAS NO LEVANTAMENTO DE CAMPO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
APLICAÇÃO  DO PRÉ-TESTE I tapuã/Brasília-DF (Primeiro Teste do questionário) Evento Casa Brasil (Rede Social de    Implementador/Oficineiro/Mobilizadores) Corinto /MG (Viver ID em uma cidade) A evolução dos PIDs Dificuldades e Avanços  Cidadão.NET (100 PIDs e 3.500 questionários) Parceria na pesquisa Falhas e Ganhos
FIRMAR PARCERIAS  $   Nacionais   (Parceiros do GESAC, Formalismo, CARTA de    Apresentação) $   Estaduais (Informações para o Aplicador do Questionário, Agentes  Importantes para o sucesso da Pesquisa) $   Municipais/Locais  (Informações do MDS,  Rede Social, Corpo-a-corpo dos Cooredenadores, Comprometimento com o MC/STE/DESID) $   O ganha (da comunidade) ganha (da pesquisa e  do GESAC)   => Garante a aplicação dos questionários em todo BRASIL.
TUDO NA INTERNET @ Site do NESP/UnB, Portal do Programa GESAC e Sites das Comunidades @ Listas de Responsáveis  Nacionais, Estaduais e Locais   @ Comunicação da Informação @ Redes sociais @ Fazer inclusão de todos, inclusive aplicadores @ Acompanhamento via WEB
INFORMAÇÃO PARA O USUÁRIO (Amostra de participantes) +   Uma palavra ao Aluno e ao Usuário do Ponto GESAC +   Texto de Sensibilização +   Termo de Consentimento +  Orientações  e Procedimentos para Pesquisa
AVALIAÇÃO CENTRADA NO USUÁRIO DO PID #  Contribuições desta avaliação #  Como fazemos esta avaliação #  Como identificamos as limitações #  Como utilizamos os pontos fortes superamos as    limitações
INFORMAÇÃO PARA O APLICADOR Sensibilização e Procedimentos METODOLÓGICOS O Plano de Avaliação do Programa GESAC (Resumo) Pontos Sorteados (Brasil e Região/Estados) Perguntas e Respostas Cálculo da Amostra Presencial (OpenOffice/Excel) Cálculo da Amostra via WEB Cronograma para aplicação via WEB – Lab/Telecentro (OpenOffice/Excel) Questionário (OpenOffice/Excel) Mapa de Aplicação do Questionário
DOS RECURSOS PARA O PROJETO PESQUISA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PROPOSTA  DE ANÁLISE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Parte E:  Execução do Projeto de Pesquisa
=> Modalidade de Execução do Projeto => Principais Atividades Previstas => Atribuições do Ministérios das Comunicações e  outros Parceiros => Atribuições do Aplicador  => Produtos desta fase EXECUÇÃO DO PROJETO  DE  PESQUISA
F.1  Tabelas de Acompanhamento dos questionários    preenchidos (ANEXOS  6 e 7) ‏ F.2  Análise do Questionário Preenchidos F.3  Análise  das variáveis F.4  Análise  dos dados – quantitativos F.5  Análise e tratamentos dos dados e informações  qualitativas F.6  Análise das Planilhas de Acompanhamento ETAPAS  DO PROJETO DE  PESQUISA
ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA HOSPEDAGEM DO QUESTIONÁRIO Portal do GESAC e NESP :  WWW.IDBRASIL.GOV.BR LISTA DE DISCUSSÃO DOS APLICADORES: avalia_gesac_resp_estadual@listas.idbrasil.org.br COMUNICADOS P/ RESPONSÁVEIS PELA PESQUISA:  (ANEXOS 2, 3,  4 e  5)  BANCO DE DADOS na FS/UnB: http://164.41.105.145/gesac/arearestrita.html
ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO DE CAMPO
Relatórios/60 dias Oficinas (Antes,  Durante e Depois ) Planilhas (Estado e Brasil) Acompanhamento da execução Pontos Críticos para o Projeto Impressões do Aplicador INSTRUMENTOS DE ACOMPANHAMENTO
ANÁLISE DO QUESTIONÁRIO - 1  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ANÁLISE DO QUESTIONÁRIO - 2 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ANÁLISE DO QUESTIONÁRIO - 3 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ANÁLISE DO QUESTIONÁRIO - 4 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
OS ESTADOS IMPORTANTES  Minas Gerais (Sudeste)  Goiás (Centro-Oeste) Ceará (Nordeste) Pará (Norte) Bahia (Nordeste) Pernambuco (Nordeste) Santa Catarina (Sul)
OS ESTADOS com FORTES PARCERIAS  Acre  (Norte) Rio Grande do Sul (Sul) Rio Grande do Norte (Nordeste) Goiás (Centro-Oeste) Alagoas (Nordeste)
PESQUISA  QUALITATIVA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
DO CRONOGRAMA  BÁSICO  DO PROJETO PESQUISA -1 01 Visita à University of Washington 02 Revisão da literatura 03 Especificações dos objetivos 04 Operacionalização dos conceitos 05 Elaboração do questionário 06 Pré-teste do questionário 07 Projeto de Pesquisa 08 Seleção da Amostra 09 Aplicação de questionários presencial  10 Preparação para aplicação de questionários via WEB  11 Seleção dos Responsáveis nos Estados e Aplicadores 12 Aplicação de questionários via WEB (Coleta de dados)
DO CRONOGRAMA  BÁSICO  DO PROJETO PESQUISA - 2 13 Tabulação dos dados 13.1 Checar os processos de dados Fazer críticas nos questionários  Desenvolver um procedimento para apurar os  questionários. 13.2 Preparação dos dados Fazer simulações com a base de dados Consolidar as planilhas de acompanhamento
DO CRONOGRAMA  BÁSICO  DO PROJETO PESQUISA - 3 14 Análise e interpretação dos  dados 14.1 Fazer os Testes Estatísticos 14.2 Examinar o padrão de resultados obtido no estudo 14.3 Verificar a relação entre as variáveis  14.4 C oncluir a Interpretação dos dados 14.5 Concluir as tabelas e os gráficos 15 16 Redação de Relatórios 16.1 Fazer as narrativas, oficinas, debates e  palestras 16.2 Fazer apresentação do relatório final  dos resultados da pesquisa
ANÁLISE DOS RESULTADOS DA PESQUISA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
RELATÓRIO FINAL Em andamento. (WORTHEN, 2004 p. 562) ‏ SUMÁRIO?? INTRODUÇÃO  Finalidade da Avaliação   Limitações da avaliação e explanação das  metodológicas  Linhas gerais do conteúdo da avaliação. Onde chegamos e o que encontramos. 1.  FOCO DA AVALIAÇÃO Descrição do objeto da avaliação (Rever Projeto de Pesquisa) ‏ Perguntas ou objetivos da avaliaçãousados para focar o estudo Elaboração dos instrumentos (Quantitivo e Qualitativo) ‏ Informações necessárias para terminar a avaliação 2.  PROCEDIMENTOS DA PESQUISA DE CAMPO (avaliação) ‏ 3. APRSENTAÇÃO DOS RESULTADOS DA PESQUISA  (avaliação) ‏ Análise descritiva e interpretativa. 4.  CONCLUSÃO E RECOMENDAÇÕES APÊNDICES: Questionário, etc ANEXOS:  .
Parte F:  Impressões e Comentários
Comentar as dificuldades do projeto: interesse do MC, amostragem, finalização do questionário (14 versões), identificação dos pontos, amostragem dos usuários, convencimento dos usuários em participar, dificuldades com os coordenadores e com aplicadores, manutenção do site em tempo real, conseguir manter o site no ar, velocidade da conexão nos pontos pesquisados, qualidade do preenchimento dos questionários.  Observações dos aplicadores – dificuldades no campo IMPRESSÕES E COMENTÁRIOS
IMPRESSÕES DE UMA APLICADORA Dificuldades Dificuldades por estados Rio de Janeiro Espirito Santo Mato Grosso do Sul Minas Gerais Média de questionário por estado Acompanhamento da aplicação
DIFICULDADES E AVANÇOS (Vencer desafios) (-) Amostras incompletas em alguns estados (-) Muitos questionários serão descartados (-) Aplicações incorretas devido a falta comunicação e  apoio dos parceiros (+) A Pesquisa está sendo realizada com envolvimento e aploio do aplicadores e responsáveis (+) Sentimento de vencer obstáculo da cooredenação e responsáveis
OBRIGADO! [email_address] [email_address] Celular: 61-9968-0789

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (6)

Cursos e Oficinas de Comunicação Digital
Cursos e Oficinas de Comunicação DigitalCursos e Oficinas de Comunicação Digital
Cursos e Oficinas de Comunicação Digital
 
Conexões Científicas Ciclo III 2006 - 2007: Processos de apropriação tecnológ...
Conexões Científicas Ciclo III 2006 - 2007: Processos de apropriação tecnológ...Conexões Científicas Ciclo III 2006 - 2007: Processos de apropriação tecnológ...
Conexões Científicas Ciclo III 2006 - 2007: Processos de apropriação tecnológ...
 
mGOV2: ENVOLVIMENTO DO CIDADÃO NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS COM O...
mGOV2: ENVOLVIMENTO DO CIDADÃO NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS COM O...mGOV2: ENVOLVIMENTO DO CIDADÃO NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS COM O...
mGOV2: ENVOLVIMENTO DO CIDADÃO NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS COM O...
 
e-MAG 3.0 - 3a. Conferência Web W3C Brasil
e-MAG 3.0 - 3a. Conferência Web W3C Brasile-MAG 3.0 - 3a. Conferência Web W3C Brasil
e-MAG 3.0 - 3a. Conferência Web W3C Brasil
 
Desenvolvimento do aplicativo Guia de Profissões Ponto Jovem
Desenvolvimento do aplicativo Guia de Profissões Ponto JovemDesenvolvimento do aplicativo Guia de Profissões Ponto Jovem
Desenvolvimento do aplicativo Guia de Profissões Ponto Jovem
 
Observatório de Cultura Digital - Conexões Científicas 2013: "O estado da art...
Observatório de Cultura Digital - Conexões Científicas 2013: "O estado da art...Observatório de Cultura Digital - Conexões Científicas 2013: "O estado da art...
Observatório de Cultura Digital - Conexões Científicas 2013: "O estado da art...
 

Destaque (6)

Avaliação
 Avaliação Avaliação
Avaliação
 
emilio-ou-da-educacao-rousseau
 emilio-ou-da-educacao-rousseau emilio-ou-da-educacao-rousseau
emilio-ou-da-educacao-rousseau
 
Gerenciamento dos Riscos em Projetos
Gerenciamento dos Riscos em ProjetosGerenciamento dos Riscos em Projetos
Gerenciamento dos Riscos em Projetos
 
Curso Gestão de Conflitos
Curso Gestão de ConflitosCurso Gestão de Conflitos
Curso Gestão de Conflitos
 
Slides Planejamento Estrategico 2
Slides Planejamento Estrategico 2Slides Planejamento Estrategico 2
Slides Planejamento Estrategico 2
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 

Semelhante a PLANO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA GESAC

2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
participação e o controle social.
 participação e o controle social. participação e o controle social.
participação e o controle social.
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de DoutoradoPalestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
Luiz Agner
 
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Vivian Costa
 

Semelhante a PLANO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA GESAC (20)

Cedep literacias via dispositivos & info basica-30ago2014-v4
Cedep literacias via dispositivos & info basica-30ago2014-v4Cedep literacias via dispositivos & info basica-30ago2014-v4
Cedep literacias via dispositivos & info basica-30ago2014-v4
 
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
 
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
 
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
 
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
 
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
 
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
 
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
 
participação e o controle social.
 participação e o controle social. participação e o controle social.
participação e o controle social.
 
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
 
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
 
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
Políticas Públicas para Acesso e Uso da Internet
 
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de DoutoradoPalestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
 
GeoInfo: impactos sociais do repositório de dados de pesquisa da Embrapa
GeoInfo: impactos sociais do repositório de dados de pesquisa da EmbrapaGeoInfo: impactos sociais do repositório de dados de pesquisa da Embrapa
GeoInfo: impactos sociais do repositório de dados de pesquisa da Embrapa
 
Desafios da Inclusão Digital no Brasil
Desafios da Inclusão Digital no BrasilDesafios da Inclusão Digital no Brasil
Desafios da Inclusão Digital no Brasil
 
Uso Efetivo da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Prefeitura Mun...
Uso Efetivo da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Prefeitura Mun...Uso Efetivo da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Prefeitura Mun...
Uso Efetivo da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Prefeitura Mun...
 
A Apropriação Informacional para a Cidadania sob o Foco do Usuário Final de P...
A Apropriação Informacional para a Cidadania sob o Foco do Usuário Final de P...A Apropriação Informacional para a Cidadania sob o Foco do Usuário Final de P...
A Apropriação Informacional para a Cidadania sob o Foco do Usuário Final de P...
 
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gest...
 
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
+ Inovação Pública: Tecnologia e aplicativos
 
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
+ Inovação Pública: Uso de aplicativos nos muncípios brasileiros.
 

Mais de GESAC

Resultados da Avaliação do Programa GESAC
Resultados da Avaliação do Programa GESACResultados da Avaliação do Programa GESAC
Resultados da Avaliação do Programa GESAC
GESAC
 
IBICT - Itamaraty - 18 nov
IBICT - Itamaraty - 18 novIBICT - Itamaraty - 18 nov
IBICT - Itamaraty - 18 nov
GESAC
 
Apresentação ID_GESAC
Apresentação ID_GESACApresentação ID_GESAC
Apresentação ID_GESAC
GESAC
 
Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)
Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)
Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)
GESAC
 
Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)
Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)
Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)
GESAC
 

Mais de GESAC (6)

Resultados da Avaliação do Programa GESAC
Resultados da Avaliação do Programa GESACResultados da Avaliação do Programa GESAC
Resultados da Avaliação do Programa GESAC
 
IBICT - Itamaraty - 18 nov
IBICT - Itamaraty - 18 novIBICT - Itamaraty - 18 nov
IBICT - Itamaraty - 18 nov
 
Apresentação ID_GESAC
Apresentação ID_GESACApresentação ID_GESAC
Apresentação ID_GESAC
 
Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)
Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)
Apresentação_uso do satelite no pnbl(GESAC)
 
Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)
Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)
Apresentação_Inclusao_Digital_GESAC(CEAN)
 
Apresentacao projeto formação
Apresentacao projeto formaçãoApresentacao projeto formação
Apresentacao projeto formação
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 

PLANO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA GESAC

  • 1. PLANO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA GESAC INCLUSÃO DIGITAL E INFORMACIONAL NO BRASIL: ANÁLISE DA APROPRIAÇÃO DOS USUÁRIOS DO PROGRAMA GESAC Global Impact Study, Brazil Workshop – São Paulo University of Washington - The Technology & Social Change Group -TASCHA Benedito Medeiros Neto/Ministério das Comunicações (CV Plataforma Lattes ) ‏
  • 2. PROGRAMAÇÃO Parte A: Contexto da Pesquisa Parte B: Apresentação do Projeto de Pesquisa Parta C: Metodologia Aplicada Parte D: Preparação para a Pesquisa de Campo Parte E: Execução do Projeto de Pesquisa Parte F: Impressões e Comentários DATA E HORÁRIO : 12 de abril de 2010, das 10h00 às 12h00 L OCAL : Blue Tree Towers Berrini – Rua Quintana, 1.012 Brooklin Novo 04569-011 - São Paulo – SP Tel.: (55-11) 5508-5000 Fax: (55-11) 5508-5001
  • 3. Parte A: Contexto da Pesquisa
  • 4. ANTECEDENTES Laboratório de Informática (Proinfo/MEC, 1997) e-GOV (A melhor posição no rank , em 2002) Visão Telecentro e ID (Com o Governo Lula, 2003) Pesquisa dos Pontos GESAC (Acompanhamento e Fiscalização, 2006) Tese da Valéria Mendonça FID/UnB (Processo de Comunicação da Informação – Implementadores Socias, 2007)
  • 5. CONTEXTO DA PESQUISA Etapas do Programa GESAC (ID) MDS (Dados Econômico, Programas Sociais e ID.GOV.BR) CGI (Indicadores e Comparações) IBGE (Área Rurais – 14.000 Distritos, Povoados e Vilas) Ausência de Avaliação no Brasil (University of Washington) América Latina (Pesquisa da Telefônica)
  • 6. VISÃO DO FUTURO DA ID NO BRASIL Computadores para todos (incentivos) Banda Larga (PBLE) x PIDs(GESAC) Programa de Telecentro.BR Projeto de Formação de Multiplicadores Programa Nacional de Banda Larga (Telebrás) Sociedade em Rede e Informacional
  • 7. DAS PESQUISAS no MC/GESAC: DOS PIDs – Pontos GESAC (Levantamento a Fiscalização/ 2005-2010) DO Ponto GESAC (Meninos de Rua e Paranoá/CID/UnB -2006) => DOS USUÁRIOS INCLUÍDOS DIGITALMENTE (2009) DOS GRUPOS FOCAIS (BRASIL- 2009) DO Processo ID/VERTICAL (Gestores, PIDs, Apropriação das TICs pelos Usuários - 2010)
  • 8. AVALIAÇÃO CENTRADA NO ADMINISTRADOR DOS PIDs # Contribuições desta avaliação Gestão do GESAC # Como fizemos esta avaliação nacional # Como identificamos as limitações ao longo dos anos # Como utilizamos os pontos fortes superamos as limitações
  • 9. MONITORAMENTOS E ACOMPANHAMENTO DA ID Pesquisa realizada : Pelo Implementador Social Pelos Gestores do Programa Pelos Ficais do Programa Pela WEB/Recadastramento Evolução do Questionário (5 anos)
  • 10. Parte B: Apresentação do Projeto de Pesquisa
  • 11. ENTIDADES ENVOLVIDAS Departamento de Ciência da Informação e Documentação - CID/UnB Faculdade de Ciência da Informação - FCI/UnB ‏ Departamento de Ciência da Computação – CIC/UnB Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares - CEAM Núcleo de Estudos de Saúde Pública - NESP Programa GESAC
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 18. FASES DO PROGRAMA GESAC Fase Período Ação I Julho a out./2002 Licitação e Contrato de Execução com a Gilat para o Programa em sua fase inicial II Fevereiro a março de 2003 Reestruturação do Programa com a implantação de 3200 Pontos de Presença. III Setembro a Dezembro de 2004 Fornecimento de Conectividade, Cesta de Serviços, Oficinas, Software Livre - Contrato com a VICOM. IV Outubro de 2005 a 2008 Segunda reestruturação, implantação de Projetos Comunitários e Expansão dos Pontos de Presença. V Novembro de 2008 -2010 Segmentação do Programa (Conectividade, Equipamentos, Formação e Conteúdos) Embratel/Oi Brasiltelecom e Instituto Federal -IF
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. INDICADORES ESTÁTICOS E DE PROGRESSO Indicadores DAI (Qualidade, Infra-estrura, Conhecimento e Acessibilidade) Indicadores UIT (Infra-estrutura, Acessibilidade, Conhecimento, Qualidade e Usabilidade)‏ Indicadores da Casa Brasil/PR (Insumo, Processos, Resultados e Social) BARZILAI-NAHON (University of Washington) Indicadores ID Restrições/ suportes social e governamental Fatores sócio-demográficos Permitibilidade Acessibilidade Infra-estrutura Uso
  • 23. INDICADORES ID NO GESAC Usabilidade Oferta de serviços Infra-estrutura Categorias Fatores sócio-demográficos Restrições/ suportes social e governamental Fatores sócio-demográficos Categorias Permitibilidade Visibilidade Operacional Categorias Habilidades/Conhecimento Penetração na comunidade Qualidade Categorias Indivíduos/USUÁRIO Projeto de Pesquisa P. GESAC CGU/TCU Pontos ID fiscalização Categorias e FOCO
  • 24. Parte C: Metodologia aplicada
  • 25.
  • 26. METODOLOGIA Aspectos da Avaliação do GESAC Método de pesquisa e procedimentos Técnicas de pesquisa Coleta de dados
  • 27.
  • 28.
  • 29. NÚMERO DE PARTICIPANTES POR PONTO GESAC Base do cálculo do NÚMERO de participantes Passagem procedimentos para os Aplicadores Dificuldades na APLICAÇÃO Simulação do cálculo(freqüência e idade) Região Pontos GESAC Participantes Centro 256 113 Nordeste 1.280 174 Norte 542 147 Sudeste 963 167 Sul 466 141 Total Geral 3.507 742 % Amostra - 21%
  • 30. Parte D: Preparação para a Pesquisa de Campo
  • 31.
  • 32. APLICAÇÃO DO PRÉ-TESTE I tapuã/Brasília-DF (Primeiro Teste do questionário) Evento Casa Brasil (Rede Social de Implementador/Oficineiro/Mobilizadores) Corinto /MG (Viver ID em uma cidade) A evolução dos PIDs Dificuldades e Avanços Cidadão.NET (100 PIDs e 3.500 questionários) Parceria na pesquisa Falhas e Ganhos
  • 33. FIRMAR PARCERIAS $ Nacionais (Parceiros do GESAC, Formalismo, CARTA de Apresentação) $ Estaduais (Informações para o Aplicador do Questionário, Agentes Importantes para o sucesso da Pesquisa) $ Municipais/Locais (Informações do MDS, Rede Social, Corpo-a-corpo dos Cooredenadores, Comprometimento com o MC/STE/DESID) $ O ganha (da comunidade) ganha (da pesquisa e do GESAC) => Garante a aplicação dos questionários em todo BRASIL.
  • 34. TUDO NA INTERNET @ Site do NESP/UnB, Portal do Programa GESAC e Sites das Comunidades @ Listas de Responsáveis Nacionais, Estaduais e Locais @ Comunicação da Informação @ Redes sociais @ Fazer inclusão de todos, inclusive aplicadores @ Acompanhamento via WEB
  • 35. INFORMAÇÃO PARA O USUÁRIO (Amostra de participantes) + Uma palavra ao Aluno e ao Usuário do Ponto GESAC + Texto de Sensibilização + Termo de Consentimento + Orientações e Procedimentos para Pesquisa
  • 36. AVALIAÇÃO CENTRADA NO USUÁRIO DO PID # Contribuições desta avaliação # Como fazemos esta avaliação # Como identificamos as limitações # Como utilizamos os pontos fortes superamos as limitações
  • 37. INFORMAÇÃO PARA O APLICADOR Sensibilização e Procedimentos METODOLÓGICOS O Plano de Avaliação do Programa GESAC (Resumo) Pontos Sorteados (Brasil e Região/Estados) Perguntas e Respostas Cálculo da Amostra Presencial (OpenOffice/Excel) Cálculo da Amostra via WEB Cronograma para aplicação via WEB – Lab/Telecentro (OpenOffice/Excel) Questionário (OpenOffice/Excel) Mapa de Aplicação do Questionário
  • 38.
  • 39.
  • 40. Parte E: Execução do Projeto de Pesquisa
  • 41. => Modalidade de Execução do Projeto => Principais Atividades Previstas => Atribuições do Ministérios das Comunicações e outros Parceiros => Atribuições do Aplicador => Produtos desta fase EXECUÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA
  • 42. F.1 Tabelas de Acompanhamento dos questionários preenchidos (ANEXOS 6 e 7) ‏ F.2 Análise do Questionário Preenchidos F.3 Análise das variáveis F.4 Análise dos dados – quantitativos F.5 Análise e tratamentos dos dados e informações qualitativas F.6 Análise das Planilhas de Acompanhamento ETAPAS DO PROJETO DE PESQUISA
  • 43. ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA HOSPEDAGEM DO QUESTIONÁRIO Portal do GESAC e NESP : WWW.IDBRASIL.GOV.BR LISTA DE DISCUSSÃO DOS APLICADORES: avalia_gesac_resp_estadual@listas.idbrasil.org.br COMUNICADOS P/ RESPONSÁVEIS PELA PESQUISA: (ANEXOS 2, 3, 4 e 5) BANCO DE DADOS na FS/UnB: http://164.41.105.145/gesac/arearestrita.html
  • 45. Relatórios/60 dias Oficinas (Antes, Durante e Depois ) Planilhas (Estado e Brasil) Acompanhamento da execução Pontos Críticos para o Projeto Impressões do Aplicador INSTRUMENTOS DE ACOMPANHAMENTO
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50. OS ESTADOS IMPORTANTES Minas Gerais (Sudeste) Goiás (Centro-Oeste) Ceará (Nordeste) Pará (Norte) Bahia (Nordeste) Pernambuco (Nordeste) Santa Catarina (Sul)
  • 51. OS ESTADOS com FORTES PARCERIAS Acre (Norte) Rio Grande do Sul (Sul) Rio Grande do Norte (Nordeste) Goiás (Centro-Oeste) Alagoas (Nordeste)
  • 52.
  • 53. DO CRONOGRAMA BÁSICO DO PROJETO PESQUISA -1 01 Visita à University of Washington 02 Revisão da literatura 03 Especificações dos objetivos 04 Operacionalização dos conceitos 05 Elaboração do questionário 06 Pré-teste do questionário 07 Projeto de Pesquisa 08 Seleção da Amostra 09 Aplicação de questionários presencial 10 Preparação para aplicação de questionários via WEB 11 Seleção dos Responsáveis nos Estados e Aplicadores 12 Aplicação de questionários via WEB (Coleta de dados)
  • 54. DO CRONOGRAMA BÁSICO DO PROJETO PESQUISA - 2 13 Tabulação dos dados 13.1 Checar os processos de dados Fazer críticas nos questionários Desenvolver um procedimento para apurar os questionários. 13.2 Preparação dos dados Fazer simulações com a base de dados Consolidar as planilhas de acompanhamento
  • 55. DO CRONOGRAMA BÁSICO DO PROJETO PESQUISA - 3 14 Análise e interpretação dos dados 14.1 Fazer os Testes Estatísticos 14.2 Examinar o padrão de resultados obtido no estudo 14.3 Verificar a relação entre as variáveis 14.4 C oncluir a Interpretação dos dados 14.5 Concluir as tabelas e os gráficos 15 16 Redação de Relatórios 16.1 Fazer as narrativas, oficinas, debates e palestras 16.2 Fazer apresentação do relatório final dos resultados da pesquisa
  • 56.
  • 57. RELATÓRIO FINAL Em andamento. (WORTHEN, 2004 p. 562) ‏ SUMÁRIO?? INTRODUÇÃO Finalidade da Avaliação Limitações da avaliação e explanação das metodológicas Linhas gerais do conteúdo da avaliação. Onde chegamos e o que encontramos. 1. FOCO DA AVALIAÇÃO Descrição do objeto da avaliação (Rever Projeto de Pesquisa) ‏ Perguntas ou objetivos da avaliaçãousados para focar o estudo Elaboração dos instrumentos (Quantitivo e Qualitativo) ‏ Informações necessárias para terminar a avaliação 2. PROCEDIMENTOS DA PESQUISA DE CAMPO (avaliação) ‏ 3. APRSENTAÇÃO DOS RESULTADOS DA PESQUISA (avaliação) ‏ Análise descritiva e interpretativa. 4. CONCLUSÃO E RECOMENDAÇÕES APÊNDICES: Questionário, etc ANEXOS: .
  • 58. Parte F: Impressões e Comentários
  • 59. Comentar as dificuldades do projeto: interesse do MC, amostragem, finalização do questionário (14 versões), identificação dos pontos, amostragem dos usuários, convencimento dos usuários em participar, dificuldades com os coordenadores e com aplicadores, manutenção do site em tempo real, conseguir manter o site no ar, velocidade da conexão nos pontos pesquisados, qualidade do preenchimento dos questionários. Observações dos aplicadores – dificuldades no campo IMPRESSÕES E COMENTÁRIOS
  • 60. IMPRESSÕES DE UMA APLICADORA Dificuldades Dificuldades por estados Rio de Janeiro Espirito Santo Mato Grosso do Sul Minas Gerais Média de questionário por estado Acompanhamento da aplicação
  • 61. DIFICULDADES E AVANÇOS (Vencer desafios) (-) Amostras incompletas em alguns estados (-) Muitos questionários serão descartados (-) Aplicações incorretas devido a falta comunicação e apoio dos parceiros (+) A Pesquisa está sendo realizada com envolvimento e aploio do aplicadores e responsáveis (+) Sentimento de vencer obstáculo da cooredenação e responsáveis

Notas do Editor

  1. Incluir notas
  2. Tivemos a participacao dos técnicos do Ministérios das Comunicacões e Laboratórios de Informacao em Saúdoi da Faculdade de Saúde da UnB
  3. Tivemos a participacao dos técnicos do Ministérios das Comunicacões e Laboratórios de Informacao em Saúdoi da Faculdade de Saúde da UnB
  4. Tivemos a participacao dos técnicos do Ministérios das Comunicacões e Laboratórios de Informacao em Saúdoi da Faculdade de Saúde da UnB
  5. Tivemos a participacao dos técnicos do Ministérios das Comunicacões e Laboratórios de Informacao em Saúdoi da Faculdade de Saúde da UnB
  6. Tivemos a participacao dos técnicos do Ministérios das Comunicacões e Laboratórios de Informacao em Saúdoi da Faculdade de Saúde da UnB
  7. Tivemos a participacao dos técnicos do Ministérios das Comunicacões e Laboratórios de Informacao em Saúdoi da Faculdade de Saúde da UnB
  8. Incluir do CIC
  9. Pensar BH/Política Social, nº 23 - agosto de 2009. Belo Horizonte. Prefeitura de Belo Horizonte/Câmara Intersetorial de Políticas Sociais. Disponível em:http://www.gesac.gov.br/images/pdf/pensar.pdf
  10. NOTA Para o MC a Pesquisa de campo permitirá: A avaliação do Programa como uma ação social A verificação da efetividade do processo de inclusão digital Os resultados alcançados pelo MC, parceiros e conveniados