SlideShare uma empresa Scribd logo
1
O LIVRO PERDIDO, ESQUECIDO
& ENCONTRADO!!
REAVIVAMENTO E REFORMA
Reavivamento: o que está morto precisa reviver;
Reforma: o que estava em forma, perdeu a sua forma. Precisa se refeito.
O que é reavivamento? Efésios 2:1-5 (ler)
Esse texto bíblico nos apresenta três verdades maravilhosas:
a) Aquilo que nós éramos;
b) Aquilo que merecíamos;
c) O que Deus nos deu.
Reavivamento! Significa estar morto em seus pecados, com a vida toda
errada, merecer a ira, mas em troca receber o perdão e amor de Deus. É
uma renovação da vida espiritual, das faculdades da mente e do coração,
uma ressurreição da morte espiritual.
Recebe dons espirituais (Efésios 4:9; 1 Pedro 4:10), passa a ser o bom
perfume de Cristo (2 Cor. 2:15), cooperadores (1 Cor. 3:9), embaixadores
(2 Coríntios 5:20), luz do mundo (Mat. 5:14) e sal da terra (Mat.5:13).
REAVIVAMENTO E REFORMA NO
PASSADO
 A causa da morte espiritual do povo de Deus
nos dias de Josias, foi o abandono das
Sagradas Escrituras e o afastamento de
Deus, através do idolatro e ímpio rei
Manassés e o rei Amom, respectivamente
avô e pai de Josias.
3
O ÍMPIO REI
MANASSÉS
 Durante o reinado do ímpio reinado de
Manassés, o paganismo e idolatria se alastrou
em Judá de maneira assombrosa. Tudo isso por
culpa do rei Manassés. (ler II Crôn. 33:9).
 “Graves males brotaram e floresceram - a tirania,
a opressão, o ódio a tudo que era bom. A justiça
foi pervertida e prevaleceu a violência”.(Profetas
e Reis p.381)
19/12/144
OS POUCOS
FIÉIS
 Os poucos fiéis que se levantavam a favor
da verdade e da justiça e contra os erros do
rei Manassés e seus associados eram
silenciados: ( ler II Reis 21:16 e II Reis
21:3,5,67,11).
 Um dos primeiros a cair foi o profeta Isaías:
"Outros experimentaram escárnios e
açoites... Foram apedrejados,
serrados...”Heb. 11:36-38.
19/12/145
PROBLEMAS POR CAUSA DA
IMPIEDADE
 Em virtude de sua impiedade, seu reino
aproximava-se de uma crise; breve os
habitantes da terra deviam ser levados
cativos para Babilônia. (Ler II Reis 21:12,14)
19/12/146
MANASSÉS E
CAPTURADO
 “o Senhor permitiu que seu rei fosse
capturado por um bando de
soldados assírios, os quais "o
amarraram com cadeias, e o
levaram a Babilônia”.” (Profetas e
Reis, p.383). (Ler II Crôn.33:11)
19/12/147
MANASSÉS
HUMILHA DIANTE
DE DEUS
 Esta aflição trouxe o rei ao seu juízo;
"ele, angustiado, orou deveras ao
Senhor seu Deus, e humilhou-se
muito perante o Deus de seus pais;
e Lhe fez oração, e Deus Se
aplacou para com ele, e ouviu a
sua súplica, e o tornou a trazer a
Jerusalém, ao seu reino. Então
conheceu Manassés que o Senhor
era Deus". II Crôn. 33:11-13.8
O AMOR DE DEUS
 Essa história revela a profundidade da graça
de Deus, ao perdoar um homem tão ímpio
como Manassés, quando se arrependeu
sinceramente de seus pecados.
 A Sagrada Escritura diz: “Veio, porém a lei
para que a ofensa abundasse; mas onde o
pecado abundou, superabundou a
graça.” (Rm 5.20).
9
O REI AMOM
 “Mas este arrependimento, notável...embora,
veio demasiado tarde para salvar o reino da
influência corruptora de anos de prática
idolátrica. Muitos haviam tropeçado e caído, não
se levantando mais”. (Profetas e Reis p.383)
 Entre eles estavam o filho de Manassés, que
subiu ao trono na idade de vinte e dois anos.
(Ler II Reis 21:21, 22 e II Crôn. 33:23).
19/12/1410
“Em meio de sua audaciosa
impiedade, dois anos depois de
haver ascendido ao trono, foi morto
no palácio por seus próprios
servos; e "o povo da terra fez reinar
em seu lugar a Josias, seu filho“
(Profetas e Reis, p.383)
19/12/1411
19/12/1412
O LIVRO PERDIDO É ENCONTRADO...
Uma lição dos judeus e da história da Igreja
Rei Josias – 659-628 BC – Reinou 31 anos
Era neto do Rei Manassés
“Foi a última coisa boa que aconteceu com Israel antes dos 70
anos de cativeiro em Babilônia"
- Por que encontrar um livro perdido é importante?
- Era o livro da lei.
- Os ensinamentos da palavra de Deus havia perdido.
- Foi mostrado uma tristeza de coração pela ação tomada
imediatamente.
13
Quem era Josias? 2 Reis 22:2
 Josias tinha 8 anos de
idade, quando começou o
reinado de 31 anos. No
oitavo ano de reinado, ele
começou a buscar o Deus
de Davi, seu pai. No décimo
segundo ano, ele começou
 a purificar Judá, Jerusalém
da idolatria.
 “Filho de um rei ímpio, perseguido por tentações para
que seguisse nos passos do pai, e com poucos
conselheiros para encorajá-lo no caminho direito, foi
Josias não obstante leal ao Deus de Israel. Advertido
pelos erros de passadas gerações, escolheu fazer o
que era reto, em vez de descer ao baixo nível do
pecado e degradação a que seu pai e seu avô
haviam caído. Ele "não se desviou nem para a direita
nem para a esquerda". Como alguém que devia
ocupar uma posição de confiança, resolveu obedecer
à instrução que tinha sido dada para a guia dos
governantes de Israel; e sua obediência tornou
possível que Deus o usasse como um vaso de
honra”. (Profetas e Reis, p.384).14
15
Que tipo de rei foi Josias?
 Um dos poucos reis justos de Israel
 A grande reforma, rei de Israel
 Profecia da Reforma de Josias 300 anos antes
>>> I Reis 13:1-3
 "A reforma deuteronomista"
 Celebração da Páscoa como nunca antes
19/12/1416
Josias o Reformador de Deus
 Passou 6 anos para limpar a
terra da idolatria.
 pessoalmente participou da
destruição de ídolos e sua
adoração.
 Começou a reparar o casa do
Senhor com dinheiro
arrecadado a partir das ofertas
das pessoas.
17
O Que Serviu de Base Para a
Reforma de Josias?
“No décimo ano do reinado de
Josias ocorreu uma reforma.
Este movimento de
reforma... foi levado a
efeito... graças à descoberta
de uma porção da Sagrada
Escritura que durante muitos
anos havia estado
estranhamente deslocada e
perdida... por negligência e
18
O Livro Perdido é encontrado!
 Hilquias, o sacerdote, achou o
livro da lei dada por Moisés e
Safã, o escrivão levou o livro ao
rei e em seguida leu ao rei.
 “E agora, enquanto Safâ lia para
ele o livro da lei, o rei discerniu
neste volume um tesouro de
conhecimento, um poderoso
aliado na obra de reforma que
tanto desejava ver executado na
Terra.” PR., p.398.
19
Reação e Ação do rei Josias
Ao ouvir a leitura da porção do livro
da lei, Josias rasgou os seus
vestidos, prostrou-se perante Deus
e humilhou-se, por ver quanto o
seu povo se afastara dos caminhos
do Senhor.
Ele procurou a direção do
Senhor. Essa atitude agradou a
Deus.
A resposta do Senhor.
20
A Ação de Josias: Josias viu a
necessidade de uma urgente reforma, e
para começá-la convocou uma vasta
assembléia:
 A Lei foi lido para os mais velhos
 Josias fez uma aliança com o Senhor
 Celebrou a páscoa como nenhum outro tinha feito
desde os dias de Samuel!
 “Ele promoveu de pronto uma grande
convocação, para qual foram convidados os
anciãos e magistrados de Jerusalém e de Judá,
juntamente com o povo comum. Estes, com os
sacerdotes e levitas, reuniram-se ao rei ao pátio
19/12/1421
Lições a serem aprendidas
 História de Josias foi uma avivamento do
Evangelho da antiga fé.
 Exaltação a lei de Deus dada no tempo de Moisés.
 Igreja primitiva levantou a antiga fé por meio de
Cristo e os Apóstolos
 Israel se virou rapidamente para a idolatria, a
corrupção, ignorando a lei de Deus.
 Sinais de deterioração veio rapidamente na igreja.
 Reação ao encontrar a palavra de Deus, e tomou
medidas imediatas.
Lições a serem aprendidas:
 “... Mas Josias perseverou em seus esforços
por purificar a terra.” PR., pág. 401.
 Essa reforma foi um processo, ou seja, um
ato após o outro, permanente:
 “Reforma, contínua reforma, deve ser
mantida diante o povo.” Temp., pág, 249.
22
TEM QUE HAVER HOMENS de
coragem, de fé, de oração e zelosos
da honra de Deus:
 “Na obra de reforma a ocorrer hoje, há
necessidade de homens que, como Esdras e
Neemias não obscureçam ou desculpem o
pecado, nem se esquivem de vindicar a
honra de Deus... Lembrar-se-ão também de
que o Espírito de Cristo deve ser revelado
naquele que repreende o mal.” PR., pág.
677.
19/12/1423
Josias não ficou apenas na
falação, na lamentação da
situação, mas partiu para a ação.
Ele destruiu todo vestígio de
idolatria que havia permanecido,
mandou matar “todos os
sacerdotes dos altos”, os feiticeiros,
os adivinhos, quebrou todos os
ídolos as imagens, profanou o altar
idólatra que estava em Betel e
realizou uma festa pascoal, com o
objetivo de estabelecer a fé de
Judá no Deus de seus pais e etc.
24
Deus está precisando de homens
como Josias:
 “Utiliza tua habilidade para realizar movimentos
concretos de reforma... Reúne em torno de ti
aqueles que são firmes como o aço nos
princípios da terceira mensagem Angélica, e o
Senhor será glorificado na obra que é
realizada.” MM/83., pág. 26.
25
ESPÍRITO DE SACRIFÍCIO
 “Nenhuma reforma, em toda a história da
igreja, foi levada avante sem encontrar
sérios obstáculos.” GC., pág. 397.
 “Aqueles primeiros reformadores...estavam
prontos a sacrificar as suas posses,
liberdade e a própria vida. Somos nós, nesta
última batalha do grande conflito, igualmente
fiéis ao nosso encargo?” MM/02., pág. 324.
26
“Ele (o diabo) porá todo
obstáculo possível no caminho
daqueles que desejam fazer
progresso nesta obra (da
reforma).” CSS., pág. 548.
19/12/1427
 “Os que ocupam posições de influência e
responsabilidade na igreja devem estar na
dianteira da obra de Deus. Se avançarem
relutantemente, outros nem se moverão.
Mas “seu zelo” estimulará a muitos. II Cor .
9:2. Se a sua luz arder brilhante, mil tochas
se acenderão à sua chama. “ SC., pág. 175.
28
ALERTA AOS PASTORES DA
IASD:
 “A repreensão do Senhor estará sobre os que
impeçam o caminho, para que não chegue ao
povo mais clara luz. Uma grande obra tem de
ser feita... Ninguém corra o risco de interpor-se
entre o povo e a mensagem do Céu. Essa
mensagem há de chegar ao povo; e se não
houvesse nenhuma voz entre os homens
para anunciá-la, as próprias pedras
clamariam.” OE., pág. 04.
29
19/12/1430
O Evangelho na igreja se deteriora
 A Palavra de Deus foi perdida de vista.
 Agarrado ao poder levou a hierarquia da
organização.
 Formulou credos
 O paganismo penetra na igreja.
31
Homem mandando em homens
 Da organização simples no dia dos Apóstolos com os anciãos e
diáconos dirigida pelo espirito santo, os homens passam a
governar a igreja. Começa fazer:
 Distinção entre clérigos e leigos
 Só os Bispos tem autoridade para ler e interpretar as Escrituras
 Um bispo tem poder sobre outro
 Bispos de grandes igrejas nas grandes cidades são mais
importantes do que os de igrejas menor.
 Roma tornou-se cidade-chefe, assim, bispo de Roma chamado
papa ou "pai" em latim, padre.
19/12/1432
FORMULAÇÃO DE CREDOS
 Credos - "eu acredito"
 325 dC Concílio de Nicéia - Primeiro credo
escrito
 381 dC Concílio de Constantinopla – Foi
declarada a doutrina da Trindade como um
credo
 Outros conselhos / outros credos:
33
Práticas não bíblicas tornou-se
profundamente enraizada
 Exorcismo
 Orações para mortos
 A crença no purgatório
 Ceia do Senhor tornou-se o sacrifício da massa;
 Definida a divisão entre clérigos e leigos
 A veneração dos mártires, santos e suas relíquias
 Culto a Maria
 A superstição e a crença em poderes mágicos
 Imagens e altares nas igrejas
 Batinas e roupas diferentes para os padres e bispos.
 Peregrinações a lugares santos
 Monaquismo ( é a prática da abdicação dos objetivos comuns dos
homens em prol da práticareligiosa).
 Perseguição de pagãos e hereges
34
Os reformadores aparecem:
 Fome da palavra de Deus
 Evidências da verdadeira igreja no
deserto
 Pedro Waldo (1200)
 Orações feitas em casa é tão eficaz
como na igreja.
 Seus seguidores, chamados de
valdenses, praticavam a palavra e
cresciam em em números.
35
Os reformadores
aparecem:
 Wycliffe (1320 – 1384)
– Critica a riqueza do clero, a corrupção e poder político.
– Pregava que a igreja deve retornar à pobreza e à
simplicidade dos tempos dos apóstolos.
– Pregavam a separação entre igreja e estado
– Pregava que o Papa era o anticristo.
– Somente a Bíblia deve ser a regra de fé.
– Traduziu a Bíblia para o Inglês
– Discípulos chamado "Lollards“. (Os LOLLARDOS,
Seguindo os ensinamentos de Wycliffe, criam que o
cristianismo deveria ser fiel às Escrituras e que toda pessoa
deveria ter acesso à Bíblia Sagrada, interpretando-a por si
mesmo).
36
Os reformadore aparecem:
 J.Huss (1369 - 1414)
– Tornou-se familiarizado com os ensinamentos de
Wycliffe e os ensinou corajosamente.
– Proclamou a necessidade de se libertar da autoridade
papal.
– Pregava contra os abusos que havia na igreja
– Condenou a prática das indulgências.
– Foi excomungado em 1411.
– Foi queimado vivo no dia 6 de julho de 1415, aos 46. anos.
– Seus seguidores são chamados de husitas.
19/12/1437
Reforma
 Lutero (1483 – 1546)
– Lutero falou contra a conduta de JoãoTetzel
sobre indulgências.
– Em 1517 pregou as 95 teses sobre justiça pela
fé na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg.
– Dentro de 4 semanas, essa notícia se espalhou
por toda a Europa.
38
Reforma
 Alguns dos ensinamentos de Lutero incluiu:
 Rejeição do Papado.
 Distinção entre clérigos e leigos foi descartada.
 Não há lugar na Bíblia para bispos ou padres.
 Justificação pela fé.
 Negação da missa.
 Negação de que o pão e o vinho são transformados no corpo
literal de Cristo.
 Rejeição do culto dos santos e da Virgem Maria.
 Há apenas uma igreja visível – A igreja Romana havia desviado
da Igreja do Novo Testamento.
 Que todas as pessoas tem o direito e o dever de ler e estudar a
Palavra de Deus por si mesmo.
 Acreditava na verdadeira educação feita pela igreja verdadeira,
que cada um deve ser bem fundamentada na doutrina.
 Traduziu a Bíblia para o alemão.
39
Reforma
 Zwinglio (1484 – 1531)
– Igreja Reformada na língua alemã na Suíça.
– Pão da ceia do Senhor e o vinho são apenas
símbolos do corpo e sangue de Cristo.
– As imagens foram removidas do prédios das
igrejas.
– A missa foi abolida.
– Altares, relíquias, as procissões foram
descartadas.
19/12/1440
Reforma (ver)
 João Calvino (1509 – 1564) na França:
– Cada crente já estaria, desde a origem, destinado por Deus
à Salvação ou à condenação eterna (esse foi um erro de
interpretação dos textos bíblicos).
– Pregava a organização da igreja em quatro partes:
pastores, mestres, presbíteros, diáconos.
– Infiltrados na medida do possível de forma de igreja
romana.
– Estado negou qualquer poder sobre a igreja.
– Todos acreditavam tem direito e o dever de ler e
estudar a palavra de Deus para si mesmo.
– Acredita na educação dos membros da igreja.
– Sermão a principal forma de culto da igreja.
– Traduzido Bíblia para o francês.
19/12/1441
Reforma
 Tyndale
– Se familiarizou com os ensinamentos de
Lutero.
– Viveu na Inglaterra.
– Traduzido a Bíblia para o Inglês em 1526.
– Morreu como mártir em 1536.
42
O Livro Perdido é
encontrado!
 Escrituras foram traduzidas para várias línguas dos
povos.
 1516, Erasmo publicou a tradução do grego do Novo
Testamento.
 1522 Lutero traduziu NT para o alemão; Em 1532 toda
a Bíblia para o alemão.
 1526 Tyndale traduziu Bíblia para o Inglês.
 Calvin traduziu para o francês.
 1611 versão King James da Bíblia foi publicada.
 1710, Augusto Francke distribui 80 mil Bíblias completas
e 100 mil Novos Testamentos em apenas sete anos.
 Organizada as Sociedades Bíblicas 1804 em diante.
43
O SÉCULO 19
 William Miller (1782-1849)– estudou as profecias de tempo
chamando a atenção para o segundo advento de nosso Senhor.
44
Resumo
Lições a serem aprendidas
 ghh
19/12/1445
O AVIVAMENTO VEM ATRAVÉS DA LEITURA
DA PALAVRA DE DEUS
 Vamos lê-lo, estudá-lo e citá-lo no momento
da tentação!
 Salmos 119:105:
 "A tua palavra é uma lâmpada para os meus
pés e luz para o meu caminho "
Perdido esquecido e encontrado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As dez pragas o deus de israel x os deuses do egito
As dez pragas o deus de israel x os deuses do egitoAs dez pragas o deus de israel x os deuses do egito
As dez pragas o deus de israel x os deuses do egito
Antonio Marcio da Silva
 
O Livro de Esdras
O Livro de EsdrasO Livro de Esdras
O Livro de Esdras
Amor pela EBD
 
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADEMILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
Leonam dos Santos
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
Moisés Sampaio
 
Profeta Oséias
Profeta OséiasProfeta Oséias
Profeta Oséias
Rodrigo Fragoso
 
Livro de Amós
Livro de AmósLivro de Amós
Livro de Amós
Rogério Nunes
 
32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
13 numeros 1 10
13 numeros 1   1013 numeros 1   10
13 numeros 1 10
PIB Penha
 
13. O Livro de i samuel
13. O Livro de i samuel13. O Livro de i samuel
13. O Livro de i samuel
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
Profeta Jonas
Profeta JonasProfeta Jonas
Profeta Jonas
Ricardo Gondim
 
45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
PIB Penha
 
11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povoLição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Éder Tomé
 
40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum40. O Profeta Naum
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
37. O profeta Obadias
37. O profeta Obadias37. O profeta Obadias
37. O profeta Obadias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Os livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e NeemiasOs livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e Neemias
mbrandao7
 

Mais procurados (20)

As dez pragas o deus de israel x os deuses do egito
As dez pragas o deus de israel x os deuses do egitoAs dez pragas o deus de israel x os deuses do egito
As dez pragas o deus de israel x os deuses do egito
 
O Livro de Esdras
O Livro de EsdrasO Livro de Esdras
O Livro de Esdras
 
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADEMILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
Profeta Oséias
Profeta OséiasProfeta Oséias
Profeta Oséias
 
Livro de Amós
Livro de AmósLivro de Amós
Livro de Amós
 
32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel
 
13 numeros 1 10
13 numeros 1   1013 numeros 1   10
13 numeros 1 10
 
13. O Livro de i samuel
13. O Livro de i samuel13. O Livro de i samuel
13. O Livro de i samuel
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
36. O profeta Amós
 
Profeta Jonas
Profeta JonasProfeta Jonas
Profeta Jonas
 
45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias45. o profeta malaquias
45. o profeta malaquias
 
19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas
 
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
 
11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes
 
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povoLição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
Lição 5 - Páscoa: a Libertação de um povo
 
40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
37. O profeta Obadias
37. O profeta Obadias37. O profeta Obadias
37. O profeta Obadias
 
Os livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e NeemiasOs livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e Neemias
 

Destaque

Josias rei menino
Josias rei meninoJosias rei menino
Josias rei menino
jailtoneas
 
23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese
23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese
23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese
Ping Ponga
 
Rei Manassés
Rei ManassésRei Manassés
Diretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educaçãoDiretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educação
Patricia Fernandes
 
Microsoft word roteiro do relatório final do estágio
Microsoft word   roteiro do relatório final do estágioMicrosoft word   roteiro do relatório final do estágio
Microsoft word roteiro do relatório final do estágio
Kasalcaruaru Elaele
 
Manual de elaboração de relatório de estágio
Manual de elaboração de relatório de estágioManual de elaboração de relatório de estágio
Manual de elaboração de relatório de estágio
Kasalcaruaru Elaele
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
Francisco Sales
 
OPERAÇÃO ICEBERG
OPERAÇÃO ICEBERGOPERAÇÃO ICEBERG
OPERAÇÃO ICEBERG
Eduardo Sousa Gomes
 
Atos 11
Atos 11Atos 11
A palesti..2
A palesti..2A palesti..2
A palesti..2
ricardosantista
 
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
Diego Fortunatto
 
4 - Ellen White e a Natureza de Cristo
4 - Ellen White e a Natureza de Cristo4 - Ellen White e a Natureza de Cristo
4 - Ellen White e a Natureza de Cristo
Fábio Paradela
 
Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
Marizelia Freitas
 
Mesopotâmia
Mesopotâmia Mesopotâmia
Mesopotâmia
Magali Letícia
 
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George GaskellCap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Pesquisa Costa da Lagoa - Capital social
 
DCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS
DCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAISDCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS
DCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS
Valdeci Correia
 
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Antonio Fernandes
 
Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...
Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...
Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...Pesquisa Costa da Lagoa - Capital social
 
Isaias 9
Isaias 9Isaias 9
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Robson Santana
 

Destaque (20)

Josias rei menino
Josias rei meninoJosias rei menino
Josias rei menino
 
23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese
23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese
23 Reis bons e reis maus / 23 good kings bad kings portuguese
 
Rei Manassés
Rei ManassésRei Manassés
Rei Manassés
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educaçãoDiretrizes curriculares nacionais para educação
Diretrizes curriculares nacionais para educação
 
Microsoft word roteiro do relatório final do estágio
Microsoft word   roteiro do relatório final do estágioMicrosoft word   roteiro do relatório final do estágio
Microsoft word roteiro do relatório final do estágio
 
Manual de elaboração de relatório de estágio
Manual de elaboração de relatório de estágioManual de elaboração de relatório de estágio
Manual de elaboração de relatório de estágio
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
 
OPERAÇÃO ICEBERG
OPERAÇÃO ICEBERGOPERAÇÃO ICEBERG
OPERAÇÃO ICEBERG
 
Atos 11
Atos 11Atos 11
Atos 11
 
A palesti..2
A palesti..2A palesti..2
A palesti..2
 
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
 
4 - Ellen White e a Natureza de Cristo
4 - Ellen White e a Natureza de Cristo4 - Ellen White e a Natureza de Cristo
4 - Ellen White e a Natureza de Cristo
 
Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
 
Mesopotâmia
Mesopotâmia Mesopotâmia
Mesopotâmia
 
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George GaskellCap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
 
DCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS
DCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAISDCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS
DCN - DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS
 
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
 
Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...
Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...
Fichamento do cap. 3 da obra "Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som de...
 
Isaias 9
Isaias 9Isaias 9
Isaias 9
 
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
 

Semelhante a Perdido esquecido e encontrado

Slide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Slide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar CertoSlide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Slide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Éder Tomé
 
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
Marcus Wagner
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
Joel Silva
 
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventistaParalelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Eduardo Sousa Gomes
 
Licao 11 3 t - 2018 - betel
Licao 11   3 t - 2018 - betelLicao 11   3 t - 2018 - betel
Licao 11 3 t - 2018 - betel
Éder Tomé
 
Apostiladolivrodeesdras
ApostiladolivrodeesdrasApostiladolivrodeesdras
Apostiladolivrodeesdras
JOSIAS MOURA DE MENEZES
 
Licao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptx
Licao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptxLicao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptx
Licao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptx
liianCaetano1
 
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx
Joel Silva
 
Lição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Lição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar CertoLição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Lição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Lição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptx
Lição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptxLição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptx
Lição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 9 a nova religiosidade ebd
Lição 9   a nova religiosidade ebdLição 9   a nova religiosidade ebd
Lição 9 a nova religiosidade ebd
Nayara Mayla Brito Damasceno
 
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânicoLição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Ailton da Silva
 
Lição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdf
Lição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdfLição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdf
Lição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdf
Manoel Gonçalves
 
Do rei ezequias ao rei josias
Do rei ezequias ao rei  josiasDo rei ezequias ao rei  josias
Do rei ezequias ao rei josias
Paulo Triches
 
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGRLição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Gerson G. Ramos
 
Historia de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israel
Historia de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israelHistoria de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israel
Historia de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israel
RICARDO CARDOSO
 
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
Eles têm a mesma idéia   magé com fotosEles têm a mesma idéia   magé com fotos
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
Jose Renato Pedroza
 
1 apresentacao profetas do velho testamento
1   apresentacao profetas do velho testamento1   apresentacao profetas do velho testamento
1 apresentacao profetas do velho testamento
PIB Penha
 
"Um povo que confia no Senhor"
"Um povo que confia no Senhor""Um povo que confia no Senhor"
"Um povo que confia no Senhor"
JUERP
 

Semelhante a Perdido esquecido e encontrado (20)

Slide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Slide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar CertoSlide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Slide Lição 09 – Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
 
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
 
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventistaParalelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
 
Licao 11 3 t - 2018 - betel
Licao 11   3 t - 2018 - betelLicao 11   3 t - 2018 - betel
Licao 11 3 t - 2018 - betel
 
Apostiladolivrodeesdras
ApostiladolivrodeesdrasApostiladolivrodeesdras
Apostiladolivrodeesdras
 
Licao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptx
Licao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptxLicao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptx
Licao-12-O-Reinado-de-Josias-1.pptx
 
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 12.pptx
 
Lição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Lição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar CertoLição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
Lição 9 - Hulda, a Mulher que Estava no Lugar Certo
 
Lição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptx
Lição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptxLição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptx
Lição 20230108 O Avivamento no Antigo Testamento.pptx
 
Lição 9 a nova religiosidade ebd
Lição 9   a nova religiosidade ebdLição 9   a nova religiosidade ebd
Lição 9 a nova religiosidade ebd
 
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânicoLição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
Lição 12 - Zacarias, o reinado messiânico
 
Lição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdf
Lição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdfLição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdf
Lição_02,_1º_Trimestre_de_2023_O_Avivamento_no_Antigo_Testamento.pdf
 
Do rei ezequias ao rei josias
Do rei ezequias ao rei  josiasDo rei ezequias ao rei  josias
Do rei ezequias ao rei josias
 
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGRLição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
Lição 2 - A crise (interna e externa) + textos_GGR
 
Historia de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israel
Historia de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israelHistoria de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israel
Historia de israel aula 3 e 4 o relacionamento de deus com israel
 
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
Eles têm a mesma idéia   magé com fotosEles têm a mesma idéia   magé com fotos
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
 
1 apresentacao profetas do velho testamento
1   apresentacao profetas do velho testamento1   apresentacao profetas do velho testamento
1 apresentacao profetas do velho testamento
 
"Um povo que confia no Senhor"
"Um povo que confia no Senhor""Um povo que confia no Senhor"
"Um povo que confia no Senhor"
 

Mais de Eduardo Sousa Gomes

A torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialA torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundial
Eduardo Sousa Gomes
 
DECRETO DOMINICAL A VISTA
DECRETO DOMINICAL A VISTADECRETO DOMINICAL A VISTA
DECRETO DOMINICAL A VISTA
Eduardo Sousa Gomes
 
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiroMateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Eduardo Sousa Gomes
 
Os passos dado pelo papa em 2014
Os passos dado pelo papa em 2014Os passos dado pelo papa em 2014
Os passos dado pelo papa em 2014
Eduardo Sousa Gomes
 
Os jesuitas na iasd
Os jesuitas na iasdOs jesuitas na iasd
Os jesuitas na iasd
Eduardo Sousa Gomes
 
A cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus eA cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus e
Eduardo Sousa Gomes
 
Divorcio e novo casamento grupo cotia
Divorcio e novo casamento grupo cotiaDivorcio e novo casamento grupo cotia
Divorcio e novo casamento grupo cotia
Eduardo Sousa Gomes
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
Eduardo Sousa Gomes
 
Fundamentos
FundamentosFundamentos
Fundamentos
Eduardo Sousa Gomes
 
Profecias cumpridas de ellen white
Profecias cumpridas de ellen whiteProfecias cumpridas de ellen white
Profecias cumpridas de ellen white
Eduardo Sousa Gomes
 
O ato culminante
O ato culminanteO ato culminante
O ato culminante
Eduardo Sousa Gomes
 
O santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristoO santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristo
Eduardo Sousa Gomes
 
Desenhos satanimados
Desenhos satanimadosDesenhos satanimados
Desenhos satanimados
Eduardo Sousa Gomes
 
O selamento
O selamentoO selamento
O selamento
Eduardo Sousa Gomes
 
Jesus o filho literal de deus desde a eternidade
Jesus o filho literal de deus desde a eternidadeJesus o filho literal de deus desde a eternidade
Jesus o filho literal de deus desde a eternidade
Eduardo Sousa Gomes
 
O ataque da serpente ao dom de profecia de ellen white
O ataque da serpente ao dom de profecia de ellen whiteO ataque da serpente ao dom de profecia de ellen white
O ataque da serpente ao dom de profecia de ellen white
Eduardo Sousa Gomes
 
A emoção do amor
A emoção do amorA emoção do amor
A emoção do amor
Eduardo Sousa Gomes
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
Eduardo Sousa Gomes
 
Casamento e divórcio revisado
Casamento e divórcio revisadoCasamento e divórcio revisado
Casamento e divórcio revisado
Eduardo Sousa Gomes
 
Quais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritual
Quais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritualQuais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritual
Quais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritual
Eduardo Sousa Gomes
 

Mais de Eduardo Sousa Gomes (20)

A torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialA torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundial
 
DECRETO DOMINICAL A VISTA
DECRETO DOMINICAL A VISTADECRETO DOMINICAL A VISTA
DECRETO DOMINICAL A VISTA
 
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiroMateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiro
 
Os passos dado pelo papa em 2014
Os passos dado pelo papa em 2014Os passos dado pelo papa em 2014
Os passos dado pelo papa em 2014
 
Os jesuitas na iasd
Os jesuitas na iasdOs jesuitas na iasd
Os jesuitas na iasd
 
A cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus eA cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus e
 
Divorcio e novo casamento grupo cotia
Divorcio e novo casamento grupo cotiaDivorcio e novo casamento grupo cotia
Divorcio e novo casamento grupo cotia
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
 
Fundamentos
FundamentosFundamentos
Fundamentos
 
Profecias cumpridas de ellen white
Profecias cumpridas de ellen whiteProfecias cumpridas de ellen white
Profecias cumpridas de ellen white
 
O ato culminante
O ato culminanteO ato culminante
O ato culminante
 
O santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristoO santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristo
 
Desenhos satanimados
Desenhos satanimadosDesenhos satanimados
Desenhos satanimados
 
O selamento
O selamentoO selamento
O selamento
 
Jesus o filho literal de deus desde a eternidade
Jesus o filho literal de deus desde a eternidadeJesus o filho literal de deus desde a eternidade
Jesus o filho literal de deus desde a eternidade
 
O ataque da serpente ao dom de profecia de ellen white
O ataque da serpente ao dom de profecia de ellen whiteO ataque da serpente ao dom de profecia de ellen white
O ataque da serpente ao dom de profecia de ellen white
 
A emoção do amor
A emoção do amorA emoção do amor
A emoção do amor
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
 
Casamento e divórcio revisado
Casamento e divórcio revisadoCasamento e divórcio revisado
Casamento e divórcio revisado
 
Quais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritual
Quais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritualQuais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritual
Quais os fatores que influenciam o desenvolvimento espiritual
 

Último

1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (18)

1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

Perdido esquecido e encontrado

  • 1. 1 O LIVRO PERDIDO, ESQUECIDO & ENCONTRADO!!
  • 2. REAVIVAMENTO E REFORMA Reavivamento: o que está morto precisa reviver; Reforma: o que estava em forma, perdeu a sua forma. Precisa se refeito. O que é reavivamento? Efésios 2:1-5 (ler) Esse texto bíblico nos apresenta três verdades maravilhosas: a) Aquilo que nós éramos; b) Aquilo que merecíamos; c) O que Deus nos deu. Reavivamento! Significa estar morto em seus pecados, com a vida toda errada, merecer a ira, mas em troca receber o perdão e amor de Deus. É uma renovação da vida espiritual, das faculdades da mente e do coração, uma ressurreição da morte espiritual. Recebe dons espirituais (Efésios 4:9; 1 Pedro 4:10), passa a ser o bom perfume de Cristo (2 Cor. 2:15), cooperadores (1 Cor. 3:9), embaixadores (2 Coríntios 5:20), luz do mundo (Mat. 5:14) e sal da terra (Mat.5:13).
  • 3. REAVIVAMENTO E REFORMA NO PASSADO  A causa da morte espiritual do povo de Deus nos dias de Josias, foi o abandono das Sagradas Escrituras e o afastamento de Deus, através do idolatro e ímpio rei Manassés e o rei Amom, respectivamente avô e pai de Josias. 3
  • 4. O ÍMPIO REI MANASSÉS  Durante o reinado do ímpio reinado de Manassés, o paganismo e idolatria se alastrou em Judá de maneira assombrosa. Tudo isso por culpa do rei Manassés. (ler II Crôn. 33:9).  “Graves males brotaram e floresceram - a tirania, a opressão, o ódio a tudo que era bom. A justiça foi pervertida e prevaleceu a violência”.(Profetas e Reis p.381) 19/12/144
  • 5. OS POUCOS FIÉIS  Os poucos fiéis que se levantavam a favor da verdade e da justiça e contra os erros do rei Manassés e seus associados eram silenciados: ( ler II Reis 21:16 e II Reis 21:3,5,67,11).  Um dos primeiros a cair foi o profeta Isaías: "Outros experimentaram escárnios e açoites... Foram apedrejados, serrados...”Heb. 11:36-38. 19/12/145
  • 6. PROBLEMAS POR CAUSA DA IMPIEDADE  Em virtude de sua impiedade, seu reino aproximava-se de uma crise; breve os habitantes da terra deviam ser levados cativos para Babilônia. (Ler II Reis 21:12,14) 19/12/146
  • 7. MANASSÉS E CAPTURADO  “o Senhor permitiu que seu rei fosse capturado por um bando de soldados assírios, os quais "o amarraram com cadeias, e o levaram a Babilônia”.” (Profetas e Reis, p.383). (Ler II Crôn.33:11) 19/12/147
  • 8. MANASSÉS HUMILHA DIANTE DE DEUS  Esta aflição trouxe o rei ao seu juízo; "ele, angustiado, orou deveras ao Senhor seu Deus, e humilhou-se muito perante o Deus de seus pais; e Lhe fez oração, e Deus Se aplacou para com ele, e ouviu a sua súplica, e o tornou a trazer a Jerusalém, ao seu reino. Então conheceu Manassés que o Senhor era Deus". II Crôn. 33:11-13.8
  • 9. O AMOR DE DEUS  Essa história revela a profundidade da graça de Deus, ao perdoar um homem tão ímpio como Manassés, quando se arrependeu sinceramente de seus pecados.  A Sagrada Escritura diz: “Veio, porém a lei para que a ofensa abundasse; mas onde o pecado abundou, superabundou a graça.” (Rm 5.20). 9
  • 10. O REI AMOM  “Mas este arrependimento, notável...embora, veio demasiado tarde para salvar o reino da influência corruptora de anos de prática idolátrica. Muitos haviam tropeçado e caído, não se levantando mais”. (Profetas e Reis p.383)  Entre eles estavam o filho de Manassés, que subiu ao trono na idade de vinte e dois anos. (Ler II Reis 21:21, 22 e II Crôn. 33:23). 19/12/1410
  • 11. “Em meio de sua audaciosa impiedade, dois anos depois de haver ascendido ao trono, foi morto no palácio por seus próprios servos; e "o povo da terra fez reinar em seu lugar a Josias, seu filho“ (Profetas e Reis, p.383) 19/12/1411
  • 12. 19/12/1412 O LIVRO PERDIDO É ENCONTRADO... Uma lição dos judeus e da história da Igreja Rei Josias – 659-628 BC – Reinou 31 anos Era neto do Rei Manassés “Foi a última coisa boa que aconteceu com Israel antes dos 70 anos de cativeiro em Babilônia" - Por que encontrar um livro perdido é importante? - Era o livro da lei. - Os ensinamentos da palavra de Deus havia perdido. - Foi mostrado uma tristeza de coração pela ação tomada imediatamente.
  • 13. 13 Quem era Josias? 2 Reis 22:2  Josias tinha 8 anos de idade, quando começou o reinado de 31 anos. No oitavo ano de reinado, ele começou a buscar o Deus de Davi, seu pai. No décimo segundo ano, ele começou  a purificar Judá, Jerusalém da idolatria.
  • 14.  “Filho de um rei ímpio, perseguido por tentações para que seguisse nos passos do pai, e com poucos conselheiros para encorajá-lo no caminho direito, foi Josias não obstante leal ao Deus de Israel. Advertido pelos erros de passadas gerações, escolheu fazer o que era reto, em vez de descer ao baixo nível do pecado e degradação a que seu pai e seu avô haviam caído. Ele "não se desviou nem para a direita nem para a esquerda". Como alguém que devia ocupar uma posição de confiança, resolveu obedecer à instrução que tinha sido dada para a guia dos governantes de Israel; e sua obediência tornou possível que Deus o usasse como um vaso de honra”. (Profetas e Reis, p.384).14
  • 15. 15 Que tipo de rei foi Josias?  Um dos poucos reis justos de Israel  A grande reforma, rei de Israel  Profecia da Reforma de Josias 300 anos antes >>> I Reis 13:1-3  "A reforma deuteronomista"  Celebração da Páscoa como nunca antes
  • 16. 19/12/1416 Josias o Reformador de Deus  Passou 6 anos para limpar a terra da idolatria.  pessoalmente participou da destruição de ídolos e sua adoração.  Começou a reparar o casa do Senhor com dinheiro arrecadado a partir das ofertas das pessoas.
  • 17. 17 O Que Serviu de Base Para a Reforma de Josias? “No décimo ano do reinado de Josias ocorreu uma reforma. Este movimento de reforma... foi levado a efeito... graças à descoberta de uma porção da Sagrada Escritura que durante muitos anos havia estado estranhamente deslocada e perdida... por negligência e
  • 18. 18 O Livro Perdido é encontrado!  Hilquias, o sacerdote, achou o livro da lei dada por Moisés e Safã, o escrivão levou o livro ao rei e em seguida leu ao rei.  “E agora, enquanto Safâ lia para ele o livro da lei, o rei discerniu neste volume um tesouro de conhecimento, um poderoso aliado na obra de reforma que tanto desejava ver executado na Terra.” PR., p.398.
  • 19. 19 Reação e Ação do rei Josias Ao ouvir a leitura da porção do livro da lei, Josias rasgou os seus vestidos, prostrou-se perante Deus e humilhou-se, por ver quanto o seu povo se afastara dos caminhos do Senhor. Ele procurou a direção do Senhor. Essa atitude agradou a Deus. A resposta do Senhor.
  • 20. 20 A Ação de Josias: Josias viu a necessidade de uma urgente reforma, e para começá-la convocou uma vasta assembléia:  A Lei foi lido para os mais velhos  Josias fez uma aliança com o Senhor  Celebrou a páscoa como nenhum outro tinha feito desde os dias de Samuel!  “Ele promoveu de pronto uma grande convocação, para qual foram convidados os anciãos e magistrados de Jerusalém e de Judá, juntamente com o povo comum. Estes, com os sacerdotes e levitas, reuniram-se ao rei ao pátio
  • 21. 19/12/1421 Lições a serem aprendidas  História de Josias foi uma avivamento do Evangelho da antiga fé.  Exaltação a lei de Deus dada no tempo de Moisés.  Igreja primitiva levantou a antiga fé por meio de Cristo e os Apóstolos  Israel se virou rapidamente para a idolatria, a corrupção, ignorando a lei de Deus.  Sinais de deterioração veio rapidamente na igreja.  Reação ao encontrar a palavra de Deus, e tomou medidas imediatas.
  • 22. Lições a serem aprendidas:  “... Mas Josias perseverou em seus esforços por purificar a terra.” PR., pág. 401.  Essa reforma foi um processo, ou seja, um ato após o outro, permanente:  “Reforma, contínua reforma, deve ser mantida diante o povo.” Temp., pág, 249. 22
  • 23. TEM QUE HAVER HOMENS de coragem, de fé, de oração e zelosos da honra de Deus:  “Na obra de reforma a ocorrer hoje, há necessidade de homens que, como Esdras e Neemias não obscureçam ou desculpem o pecado, nem se esquivem de vindicar a honra de Deus... Lembrar-se-ão também de que o Espírito de Cristo deve ser revelado naquele que repreende o mal.” PR., pág. 677. 19/12/1423
  • 24. Josias não ficou apenas na falação, na lamentação da situação, mas partiu para a ação. Ele destruiu todo vestígio de idolatria que havia permanecido, mandou matar “todos os sacerdotes dos altos”, os feiticeiros, os adivinhos, quebrou todos os ídolos as imagens, profanou o altar idólatra que estava em Betel e realizou uma festa pascoal, com o objetivo de estabelecer a fé de Judá no Deus de seus pais e etc. 24
  • 25. Deus está precisando de homens como Josias:  “Utiliza tua habilidade para realizar movimentos concretos de reforma... Reúne em torno de ti aqueles que são firmes como o aço nos princípios da terceira mensagem Angélica, e o Senhor será glorificado na obra que é realizada.” MM/83., pág. 26. 25
  • 26. ESPÍRITO DE SACRIFÍCIO  “Nenhuma reforma, em toda a história da igreja, foi levada avante sem encontrar sérios obstáculos.” GC., pág. 397.  “Aqueles primeiros reformadores...estavam prontos a sacrificar as suas posses, liberdade e a própria vida. Somos nós, nesta última batalha do grande conflito, igualmente fiéis ao nosso encargo?” MM/02., pág. 324. 26
  • 27. “Ele (o diabo) porá todo obstáculo possível no caminho daqueles que desejam fazer progresso nesta obra (da reforma).” CSS., pág. 548. 19/12/1427
  • 28.  “Os que ocupam posições de influência e responsabilidade na igreja devem estar na dianteira da obra de Deus. Se avançarem relutantemente, outros nem se moverão. Mas “seu zelo” estimulará a muitos. II Cor . 9:2. Se a sua luz arder brilhante, mil tochas se acenderão à sua chama. “ SC., pág. 175. 28
  • 29. ALERTA AOS PASTORES DA IASD:  “A repreensão do Senhor estará sobre os que impeçam o caminho, para que não chegue ao povo mais clara luz. Uma grande obra tem de ser feita... Ninguém corra o risco de interpor-se entre o povo e a mensagem do Céu. Essa mensagem há de chegar ao povo; e se não houvesse nenhuma voz entre os homens para anunciá-la, as próprias pedras clamariam.” OE., pág. 04. 29
  • 30. 19/12/1430 O Evangelho na igreja se deteriora  A Palavra de Deus foi perdida de vista.  Agarrado ao poder levou a hierarquia da organização.  Formulou credos  O paganismo penetra na igreja.
  • 31. 31 Homem mandando em homens  Da organização simples no dia dos Apóstolos com os anciãos e diáconos dirigida pelo espirito santo, os homens passam a governar a igreja. Começa fazer:  Distinção entre clérigos e leigos  Só os Bispos tem autoridade para ler e interpretar as Escrituras  Um bispo tem poder sobre outro  Bispos de grandes igrejas nas grandes cidades são mais importantes do que os de igrejas menor.  Roma tornou-se cidade-chefe, assim, bispo de Roma chamado papa ou "pai" em latim, padre.
  • 32. 19/12/1432 FORMULAÇÃO DE CREDOS  Credos - "eu acredito"  325 dC Concílio de Nicéia - Primeiro credo escrito  381 dC Concílio de Constantinopla – Foi declarada a doutrina da Trindade como um credo  Outros conselhos / outros credos:
  • 33. 33 Práticas não bíblicas tornou-se profundamente enraizada  Exorcismo  Orações para mortos  A crença no purgatório  Ceia do Senhor tornou-se o sacrifício da massa;  Definida a divisão entre clérigos e leigos  A veneração dos mártires, santos e suas relíquias  Culto a Maria  A superstição e a crença em poderes mágicos  Imagens e altares nas igrejas  Batinas e roupas diferentes para os padres e bispos.  Peregrinações a lugares santos  Monaquismo ( é a prática da abdicação dos objetivos comuns dos homens em prol da práticareligiosa).  Perseguição de pagãos e hereges
  • 34. 34 Os reformadores aparecem:  Fome da palavra de Deus  Evidências da verdadeira igreja no deserto  Pedro Waldo (1200)  Orações feitas em casa é tão eficaz como na igreja.  Seus seguidores, chamados de valdenses, praticavam a palavra e cresciam em em números.
  • 35. 35 Os reformadores aparecem:  Wycliffe (1320 – 1384) – Critica a riqueza do clero, a corrupção e poder político. – Pregava que a igreja deve retornar à pobreza e à simplicidade dos tempos dos apóstolos. – Pregavam a separação entre igreja e estado – Pregava que o Papa era o anticristo. – Somente a Bíblia deve ser a regra de fé. – Traduziu a Bíblia para o Inglês – Discípulos chamado "Lollards“. (Os LOLLARDOS, Seguindo os ensinamentos de Wycliffe, criam que o cristianismo deveria ser fiel às Escrituras e que toda pessoa deveria ter acesso à Bíblia Sagrada, interpretando-a por si mesmo).
  • 36. 36 Os reformadore aparecem:  J.Huss (1369 - 1414) – Tornou-se familiarizado com os ensinamentos de Wycliffe e os ensinou corajosamente. – Proclamou a necessidade de se libertar da autoridade papal. – Pregava contra os abusos que havia na igreja – Condenou a prática das indulgências. – Foi excomungado em 1411. – Foi queimado vivo no dia 6 de julho de 1415, aos 46. anos. – Seus seguidores são chamados de husitas.
  • 37. 19/12/1437 Reforma  Lutero (1483 – 1546) – Lutero falou contra a conduta de JoãoTetzel sobre indulgências. – Em 1517 pregou as 95 teses sobre justiça pela fé na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg. – Dentro de 4 semanas, essa notícia se espalhou por toda a Europa.
  • 38. 38 Reforma  Alguns dos ensinamentos de Lutero incluiu:  Rejeição do Papado.  Distinção entre clérigos e leigos foi descartada.  Não há lugar na Bíblia para bispos ou padres.  Justificação pela fé.  Negação da missa.  Negação de que o pão e o vinho são transformados no corpo literal de Cristo.  Rejeição do culto dos santos e da Virgem Maria.  Há apenas uma igreja visível – A igreja Romana havia desviado da Igreja do Novo Testamento.  Que todas as pessoas tem o direito e o dever de ler e estudar a Palavra de Deus por si mesmo.  Acreditava na verdadeira educação feita pela igreja verdadeira, que cada um deve ser bem fundamentada na doutrina.  Traduziu a Bíblia para o alemão.
  • 39. 39 Reforma  Zwinglio (1484 – 1531) – Igreja Reformada na língua alemã na Suíça. – Pão da ceia do Senhor e o vinho são apenas símbolos do corpo e sangue de Cristo. – As imagens foram removidas do prédios das igrejas. – A missa foi abolida. – Altares, relíquias, as procissões foram descartadas.
  • 40. 19/12/1440 Reforma (ver)  João Calvino (1509 – 1564) na França: – Cada crente já estaria, desde a origem, destinado por Deus à Salvação ou à condenação eterna (esse foi um erro de interpretação dos textos bíblicos). – Pregava a organização da igreja em quatro partes: pastores, mestres, presbíteros, diáconos. – Infiltrados na medida do possível de forma de igreja romana. – Estado negou qualquer poder sobre a igreja. – Todos acreditavam tem direito e o dever de ler e estudar a palavra de Deus para si mesmo. – Acredita na educação dos membros da igreja. – Sermão a principal forma de culto da igreja. – Traduzido Bíblia para o francês.
  • 41. 19/12/1441 Reforma  Tyndale – Se familiarizou com os ensinamentos de Lutero. – Viveu na Inglaterra. – Traduzido a Bíblia para o Inglês em 1526. – Morreu como mártir em 1536.
  • 42. 42 O Livro Perdido é encontrado!  Escrituras foram traduzidas para várias línguas dos povos.  1516, Erasmo publicou a tradução do grego do Novo Testamento.  1522 Lutero traduziu NT para o alemão; Em 1532 toda a Bíblia para o alemão.  1526 Tyndale traduziu Bíblia para o Inglês.  Calvin traduziu para o francês.  1611 versão King James da Bíblia foi publicada.  1710, Augusto Francke distribui 80 mil Bíblias completas e 100 mil Novos Testamentos em apenas sete anos.  Organizada as Sociedades Bíblicas 1804 em diante.
  • 43. 43 O SÉCULO 19  William Miller (1782-1849)– estudou as profecias de tempo chamando a atenção para o segundo advento de nosso Senhor.
  • 44. 44 Resumo Lições a serem aprendidas  ghh
  • 45. 19/12/1445 O AVIVAMENTO VEM ATRAVÉS DA LEITURA DA PALAVRA DE DEUS  Vamos lê-lo, estudá-lo e citá-lo no momento da tentação!  Salmos 119:105:  "A tua palavra é uma lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho "

Notas do Editor

  1. Next, state the action step. Make your action step specific, clear and brief. Be sure you can visualize your audience taking the action. If you can’t, they can’t either. Be confident when you state the action step, and you will be more likely to motivate the audience to action.