SlideShare uma empresa Scribd logo
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Introdução   O Império Grego foi do ano 330 a 167 a.C. tendo durado mais de 150 anos.   Em 330 a.C, Alexandre, o monarca grego, tinha o mundo todo a seus pés, após 6 anos de conquistas e 12 de reinado.   Em 332 a.C na sua investida para o Oriente, submeteu a Palestina, sendo totalmente benevolente para com os judeus.    Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Com a ampliação do domínio grego, começa a espalhar-se e predominar a língua grega com sua imensa cultura, preparando assim o caminho para o surgimento da Bíblia em grego (a Septuaginta), e para a vinda do Salvador. Tempos após a morte de Alexandre, cada país, além de sua língua, conhecia também o grego. Isso fazia parte do preparo para a vinda do Salvador.   Em 323 a.C morre Alexandre em Babilônia aos 33 anos de idade, e seu vasto império foi dividido entre quatro de seus famosos generais. Vejamos:  Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Com a ampliação do domínio grego, começa a espalhar-se e predominar a língua grega com sua imensa cultura, preparando assim o caminho para o surgimento da Bíblia em grego (a Septuaginta), e para a vinda do Salvador. Tempos após a morte de Alexandre, cada país, além de sua língua, conhecia também o grego. Isso fazia parte do preparo para a vinda do Salvador.   Em 323 a.C morre Alexandre em Babilônia aos 33 anos de idade, e seu vasto império foi dividido entre quatro de seus famosos generais. Vejamos:  Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Seleuco I, Nicátor – Ficou com a Síria, Ásia Menor e Babilônia. Capital antioquia da Síria. A dinastia de reis gregos de qual foi fundador teve 18 reis até o ano 65 a.C., quando a Síria foi convertida em província romana.  Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Ptolomeu I – Sóter I, Ptolomeu Lagos – (aparece na história com esses nomes). Ficou com o Egito. Capital Alexandria, cidade fundada por Alexandre em 332 a.C. Fundou a dinastia dos Ptolomeus, reis gregos do Egito. Houve 15 Ptolomeus até o ano 30 a.C. quando o Egito foi convertido em província romana. Cleópatra VII (famosa na história), foi rainha coregente em 52-30 a.C.  Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Cassandro – Ficou com a Europa (Macedônia e Grécia). Capitais: Pela e Atenas. Não teve ascendência como os acima mencionando.   Lisímaco – Ficou com a Trácia. Não teve ascendência.  Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Partenon, templo localizado em Atenas    Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Grecia: berço do conhecimento Ocidental    Prof.  JosianoMoraes
A PALESTINA SOB O IMPÉRIO PERSA BIBLIOGRAFIA BÍBLIA SAGRADA. BÍBLIA DE ESTUDO VIDA. Tradução de João Ferreira de Almeida, Revista e Atualizada, 2ª edição, publicada por  Sociedade Bíblica do Brasil. São Paulo: Editora Vida, 1999.  BÍBLIA SAGRADA. BÍBLIA DE REFERÊNCIA THOMPSON. Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Contemporânea. Flórida:  Editora Vida, 1999.  BIBLIOTECA BÍBLICA. Sua Biblioteca Cristã Virtual. INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO. Disponível em:<  http://bibliotecabiblica.blogspot.com/> Acesso em julho de 2011.  DUNNETT, Walter M. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO– Curso Vida Nova de Teologia Básica; v. 3. São Paulo: Vida Nova, 2005 GUNDRY, Robert H. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Vida Nova, 1998.  HALE, Broadus David. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO NOVO TESTAMENTO. Rio de Janeiro: JUERP, 1983.  PACKER, J.L. TENNEY, Merril C. WHITE, William. O MUNDO DO NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Vida Nova, 2006.  PERSPECTIVA DE VIDA.  NOVO TESTAMENTO. Disponível em:< http://jadai.sites.uol.com.br/> Acesso em julho de 2011. HISTÓRIA DE ROMA. Disponível em:<http://www.culturabrasil.pro.br/roma.htm >Acesso em agosto de 2011.  PORTAL POSITIVO. Disponível em:< http://www.portalpositivo.com.br/ >Acesso em agosto de 2011.   Prof.  JosianoMoraes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

26 187-1-pb
26 187-1-pb26 187-1-pb
26 187-1-pb
marcosgmaciel1
 
Aula: Egito Antigo
Aula: Egito AntigoAula: Egito Antigo
Aula: Egito Antigo
Léo Rossetti
 
Arqueologia bíblica
Arqueologia bíblicaArqueologia bíblica
Arqueologia bíblica
gluglucan90
 
STNB-NT1-M1
STNB-NT1-M1STNB-NT1-M1
STNB-NT1-M1
Milton JB Sobreiro
 
A civilização egípcia – a religião e a
A civilização egípcia – a religião e aA civilização egípcia – a religião e a
A civilização egípcia – a religião e a
Carla Silva
 
Arqueologia BíBlica Ilustrado
Arqueologia BíBlica IlustradoArqueologia BíBlica Ilustrado
Arqueologia BíBlica Ilustrado
JNR
 
Religião egípcia
Religião egípciaReligião egípcia
Religião egípcia
Maria Gomes
 
Trabalho de artes - Egito
Trabalho de artes - EgitoTrabalho de artes - Egito
Trabalho de artes - Egito
Iury Bissoli
 
A religão egípcia
A religão egípciaA religão egípcia
A religão egípcia
Maria Gomes
 
História do antigo Egito
História do antigo EgitoHistória do antigo Egito
História do antigo Egito
Augusto Fiuza
 
A lenda de osíris
A lenda de osírisA lenda de osíris
A lenda de osíris
Lirih Valéria
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
ceufaias
 
Osíris - um deus egípcio
Osíris - um deus egípcioOsíris - um deus egípcio
Osíris - um deus egípcio
berenvaz
 
Hebreus e Fenicios
Hebreus e  FeniciosHebreus e  Fenicios
Hebreus e Fenicios
Carlos Vieira
 
Introdução geral à bíblia ppt
Introdução geral à bíblia pptIntrodução geral à bíblia ppt
Introdução geral à bíblia ppt
Gilson Barbosa
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
Alex J. Eger
 
Faraós
FaraósFaraós
Faraós
Sabrina Silva
 
Deuses EgíPcios
Deuses EgíPciosDeuses EgíPcios
Deuses EgíPcios
Sílvia Mendonça
 

Mais procurados (18)

26 187-1-pb
26 187-1-pb26 187-1-pb
26 187-1-pb
 
Aula: Egito Antigo
Aula: Egito AntigoAula: Egito Antigo
Aula: Egito Antigo
 
Arqueologia bíblica
Arqueologia bíblicaArqueologia bíblica
Arqueologia bíblica
 
STNB-NT1-M1
STNB-NT1-M1STNB-NT1-M1
STNB-NT1-M1
 
A civilização egípcia – a religião e a
A civilização egípcia – a religião e aA civilização egípcia – a religião e a
A civilização egípcia – a religião e a
 
Arqueologia BíBlica Ilustrado
Arqueologia BíBlica IlustradoArqueologia BíBlica Ilustrado
Arqueologia BíBlica Ilustrado
 
Religião egípcia
Religião egípciaReligião egípcia
Religião egípcia
 
Trabalho de artes - Egito
Trabalho de artes - EgitoTrabalho de artes - Egito
Trabalho de artes - Egito
 
A religão egípcia
A religão egípciaA religão egípcia
A religão egípcia
 
História do antigo Egito
História do antigo EgitoHistória do antigo Egito
História do antigo Egito
 
A lenda de osíris
A lenda de osírisA lenda de osíris
A lenda de osíris
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
 
Osíris - um deus egípcio
Osíris - um deus egípcioOsíris - um deus egípcio
Osíris - um deus egípcio
 
Hebreus e Fenicios
Hebreus e  FeniciosHebreus e  Fenicios
Hebreus e Fenicios
 
Introdução geral à bíblia ppt
Introdução geral à bíblia pptIntrodução geral à bíblia ppt
Introdução geral à bíblia ppt
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Faraós
FaraósFaraós
Faraós
 
Deuses EgíPcios
Deuses EgíPciosDeuses EgíPcios
Deuses EgíPcios
 

Destaque

Palestina 2
Palestina 2Palestina 2
Palestina 2
ricardosantista
 
Atos 11
Atos 11Atos 11
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
Diego Fortunatto
 
Mesopotâmia
Mesopotâmia Mesopotâmia
Mesopotâmia
Magali Letícia
 
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Antonio Fernandes
 
Rei Manassés
Rei ManassésRei Manassés
Perdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontradoPerdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontrado
Eduardo Sousa Gomes
 
Isaias 9
Isaias 9Isaias 9
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Robson Santana
 
Três princípios que marcaram a igreja primitiva
Três princípios que marcaram a igreja primitivaTrês princípios que marcaram a igreja primitiva
Três princípios que marcaram a igreja primitiva
Gilberto Dos Santos
 
18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
A Epistola aos Romanos
A Epistola aos RomanosA Epistola aos Romanos
A Epistola aos Romanos
Márcio Martins
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
mbrandao7
 
A Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de Atos
A Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de AtosA Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de Atos
A Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de Atos
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Livro De Romanos
Livro De RomanosLivro De Romanos
Livro De Romanos
melquisedeque Chagas
 
Idade média oriental império bizantino e império árabe
Idade média oriental   império bizantino e império árabeIdade média oriental   império bizantino e império árabe
Idade média oriental império bizantino e império árabe
jfquirino
 
Ezequiel
EzequielEzequiel
Ezequiel
Ricardo Gondim
 
Islamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagação
Islamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagaçãoIslamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagação
Islamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagação
Robson Santana
 
16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
Igreja Presbiteriana de Dourados
 

Destaque (20)

Palestina 2
Palestina 2Palestina 2
Palestina 2
 
Atos 11
Atos 11Atos 11
Atos 11
 
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor06 a imagem do sonho de nabucodonosor
06 a imagem do sonho de nabucodonosor
 
Mesopotâmia
Mesopotâmia Mesopotâmia
Mesopotâmia
 
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
Moisés - Sua Liderança e Seus Auxiliares
 
Rei Manassés
Rei ManassésRei Manassés
Rei Manassés
 
Perdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontradoPerdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontrado
 
Isaias 9
Isaias 9Isaias 9
Isaias 9
 
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
Estilos de paternidade: pais permissivos, negligentes, autoritários e com aut...
 
Três princípios que marcaram a igreja primitiva
Três princípios que marcaram a igreja primitivaTrês princípios que marcaram a igreja primitiva
Três princípios que marcaram a igreja primitiva
 
18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
 
A Epistola aos Romanos
A Epistola aos RomanosA Epistola aos Romanos
A Epistola aos Romanos
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
 
A Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de Atos
A Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de AtosA Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de Atos
A Igreja primitiva e as 7 chaves do livro de Atos
 
Livro De Romanos
Livro De RomanosLivro De Romanos
Livro De Romanos
 
Idade média oriental império bizantino e império árabe
Idade média oriental   império bizantino e império árabeIdade média oriental   império bizantino e império árabe
Idade média oriental império bizantino e império árabe
 
Ezequiel
EzequielEzequiel
Ezequiel
 
Islamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagação
Islamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagaçãoIslamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagação
Islamismo: origem, divisões, expansão, pilares e meios de propagação
 
16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis16. O Livro de II Reis
16. O Livro de II Reis
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 

Semelhante a A palesti..2

DOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkk
DOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkkDOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkk
DOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkk
vinicius252017
 
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
Rubens Sohn
 
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptxevangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
Tiago Silva
 
A palesti..
A palesti..A palesti..
A palesti..
ricardosantista
 
Evangelhos sinóticos aula1
Evangelhos sinóticos aula1Evangelhos sinóticos aula1
Evangelhos sinóticos aula1
Moisés Sampaio
 
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptxevangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
vinicius252017
 
APOSTILA DO NOVO TESTAMENTO
APOSTILA DO NOVO TESTAMENTOAPOSTILA DO NOVO TESTAMENTO
APOSTILA DO NOVO TESTAMENTO
Eli Vieira
 
Aula1
Aula1Aula1
Apresentação de Filosofia
Apresentação de FilosofiaApresentação de Filosofia
Apresentação de Filosofia
Waldemir Silva
 
Período Interbíblico aula 3 Período Grego
Período Interbíblico aula 3   Período GregoPeríodo Interbíblico aula 3   Período Grego
Período Interbíblico aula 3 Período Grego
Samir Isac Dantas
 
Interbiblico2.pptx
Interbiblico2.pptxInterbiblico2.pptx
Interbiblico2.pptx
EderPereira35
 
1. período interbíblico
1. período interbíblico1. período interbíblico
1. período interbíblico
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamento
ilton2
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamento
ilton1
 
Apostila do nt
Apostila do ntApostila do nt
Apostila do nt
Leandro Schuck
 
O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO
Eli Vieira
 
História-Darlene-6º6 (11).docx
História-Darlene-6º6 (11).docxHistória-Darlene-6º6 (11).docx
História-Darlene-6º6 (11).docx
DarleneSC1
 
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIAFORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
WebExecutivo1
 
Introdução a biblia efeta
Introdução a biblia efetaIntrodução a biblia efeta
Introdução a biblia efeta
WebExecutivo1
 
Curso Bíblico_Marcio Vieira
Curso Bíblico_Marcio VieiraCurso Bíblico_Marcio Vieira
Curso Bíblico_Marcio Vieira
WebExecutivo1
 

Semelhante a A palesti..2 (20)

DOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkk
DOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkkDOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkk
DOC-20240224-WA0013..pptxokkkkkkkkkkkkkk
 
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
 
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptxevangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
 
A palesti..
A palesti..A palesti..
A palesti..
 
Evangelhos sinóticos aula1
Evangelhos sinóticos aula1Evangelhos sinóticos aula1
Evangelhos sinóticos aula1
 
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptxevangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
evangelhossinticosaula1-130527234747-phpapp02 (1).pptx
 
APOSTILA DO NOVO TESTAMENTO
APOSTILA DO NOVO TESTAMENTOAPOSTILA DO NOVO TESTAMENTO
APOSTILA DO NOVO TESTAMENTO
 
Aula1
Aula1Aula1
Aula1
 
Apresentação de Filosofia
Apresentação de FilosofiaApresentação de Filosofia
Apresentação de Filosofia
 
Período Interbíblico aula 3 Período Grego
Período Interbíblico aula 3   Período GregoPeríodo Interbíblico aula 3   Período Grego
Período Interbíblico aula 3 Período Grego
 
Interbiblico2.pptx
Interbiblico2.pptxInterbiblico2.pptx
Interbiblico2.pptx
 
1. período interbíblico
1. período interbíblico1. período interbíblico
1. período interbíblico
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamento
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamento
 
Apostila do nt
Apostila do ntApostila do nt
Apostila do nt
 
O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO O NOVO TESTAMENTO
O NOVO TESTAMENTO
 
História-Darlene-6º6 (11).docx
História-Darlene-6º6 (11).docxHistória-Darlene-6º6 (11).docx
História-Darlene-6º6 (11).docx
 
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIAFORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
 
Introdução a biblia efeta
Introdução a biblia efetaIntrodução a biblia efeta
Introdução a biblia efeta
 
Curso Bíblico_Marcio Vieira
Curso Bíblico_Marcio VieiraCurso Bíblico_Marcio Vieira
Curso Bíblico_Marcio Vieira
 

Mais de ricardosantista

Filemom
FilemomFilemom
Filemom2
Filemom2Filemom2
Filemom2
ricardosantista
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
HebreusHebreus
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
ricardosantista
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
ricardosantista
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
ricardosantista
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
ricardosantista
 
I e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.bI e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.b
ricardosantista
 
Paulo vida e_obra
Paulo vida e_obraPaulo vida e_obra
Paulo vida e_obra
ricardosantista
 
Introduçã..
Introduçã..Introduçã..
Introduçã..
ricardosantista
 
I e ii_tessalonicenses
I e ii_tessalonicensesI e ii_tessalonicenses
I e ii_tessalonicenses
ricardosantista
 
Liderança..
Liderança..Liderança..
Liderança..
ricardosantista
 
Liderança..
Liderança..Liderança..
Liderança..
ricardosantista
 
Orientacoes sobre como_estudar
Orientacoes sobre como_estudarOrientacoes sobre como_estudar
Orientacoes sobre como_estudar
ricardosantista
 

Mais de ricardosantista (15)

Filemom
FilemomFilemom
Filemom
 
Filemom2
Filemom2Filemom2
Filemom2
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
I e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.bI e ii_tessalonicenses.b
I e ii_tessalonicenses.b
 
Paulo vida e_obra
Paulo vida e_obraPaulo vida e_obra
Paulo vida e_obra
 
Introduçã..
Introduçã..Introduçã..
Introduçã..
 
I e ii_tessalonicenses
I e ii_tessalonicensesI e ii_tessalonicenses
I e ii_tessalonicenses
 
Liderança..
Liderança..Liderança..
Liderança..
 
Liderança..
Liderança..Liderança..
Liderança..
 
Orientacoes sobre como_estudar
Orientacoes sobre como_estudarOrientacoes sobre como_estudar
Orientacoes sobre como_estudar
 

Último

A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 

Último (12)

A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 

A palesti..2

  • 1. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Introdução   O Império Grego foi do ano 330 a 167 a.C. tendo durado mais de 150 anos.   Em 330 a.C, Alexandre, o monarca grego, tinha o mundo todo a seus pés, após 6 anos de conquistas e 12 de reinado.   Em 332 a.C na sua investida para o Oriente, submeteu a Palestina, sendo totalmente benevolente para com os judeus.   Prof. JosianoMoraes
  • 2. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Com a ampliação do domínio grego, começa a espalhar-se e predominar a língua grega com sua imensa cultura, preparando assim o caminho para o surgimento da Bíblia em grego (a Septuaginta), e para a vinda do Salvador. Tempos após a morte de Alexandre, cada país, além de sua língua, conhecia também o grego. Isso fazia parte do preparo para a vinda do Salvador.   Em 323 a.C morre Alexandre em Babilônia aos 33 anos de idade, e seu vasto império foi dividido entre quatro de seus famosos generais. Vejamos: Prof. JosianoMoraes
  • 3. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Com a ampliação do domínio grego, começa a espalhar-se e predominar a língua grega com sua imensa cultura, preparando assim o caminho para o surgimento da Bíblia em grego (a Septuaginta), e para a vinda do Salvador. Tempos após a morte de Alexandre, cada país, além de sua língua, conhecia também o grego. Isso fazia parte do preparo para a vinda do Salvador.   Em 323 a.C morre Alexandre em Babilônia aos 33 anos de idade, e seu vasto império foi dividido entre quatro de seus famosos generais. Vejamos: Prof. JosianoMoraes
  • 4. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Seleuco I, Nicátor – Ficou com a Síria, Ásia Menor e Babilônia. Capital antioquia da Síria. A dinastia de reis gregos de qual foi fundador teve 18 reis até o ano 65 a.C., quando a Síria foi convertida em província romana. Prof. JosianoMoraes
  • 5. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Ptolomeu I – Sóter I, Ptolomeu Lagos – (aparece na história com esses nomes). Ficou com o Egito. Capital Alexandria, cidade fundada por Alexandre em 332 a.C. Fundou a dinastia dos Ptolomeus, reis gregos do Egito. Houve 15 Ptolomeus até o ano 30 a.C. quando o Egito foi convertido em província romana. Cleópatra VII (famosa na história), foi rainha coregente em 52-30 a.C. Prof. JosianoMoraes
  • 6. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Cassandro – Ficou com a Europa (Macedônia e Grécia). Capitais: Pela e Atenas. Não teve ascendência como os acima mencionando.   Lisímaco – Ficou com a Trácia. Não teve ascendência. Prof. JosianoMoraes
  • 7. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Partenon, templo localizado em Atenas   Prof. JosianoMoraes
  • 8. A PALESTINA SOB O DOMÍNIO GREGO Grecia: berço do conhecimento Ocidental   Prof. JosianoMoraes
  • 9. A PALESTINA SOB O IMPÉRIO PERSA BIBLIOGRAFIA BÍBLIA SAGRADA. BÍBLIA DE ESTUDO VIDA. Tradução de João Ferreira de Almeida, Revista e Atualizada, 2ª edição, publicada por Sociedade Bíblica do Brasil. São Paulo: Editora Vida, 1999. BÍBLIA SAGRADA. BÍBLIA DE REFERÊNCIA THOMPSON. Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Contemporânea. Flórida: Editora Vida, 1999.  BIBLIOTECA BÍBLICA. Sua Biblioteca Cristã Virtual. INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO. Disponível em:< http://bibliotecabiblica.blogspot.com/> Acesso em julho de 2011.  DUNNETT, Walter M. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO– Curso Vida Nova de Teologia Básica; v. 3. São Paulo: Vida Nova, 2005 GUNDRY, Robert H. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Vida Nova, 1998.  HALE, Broadus David. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO NOVO TESTAMENTO. Rio de Janeiro: JUERP, 1983.  PACKER, J.L. TENNEY, Merril C. WHITE, William. O MUNDO DO NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Vida Nova, 2006. PERSPECTIVA DE VIDA. NOVO TESTAMENTO. Disponível em:< http://jadai.sites.uol.com.br/> Acesso em julho de 2011. HISTÓRIA DE ROMA. Disponível em:<http://www.culturabrasil.pro.br/roma.htm >Acesso em agosto de 2011. PORTAL POSITIVO. Disponível em:< http://www.portalpositivo.com.br/ >Acesso em agosto de 2011. Prof. JosianoMoraes