SlideShare uma empresa Scribd logo
Pedofilia
Sector TerciárioTécnica AdministrativaStc7-Sociedade Tecnologia E CiênciaDr3- Controvérsia PúblicaTema -  PedofiliaFormanda-Marisela SilvaFormador – Paulo Ferreira1/29/20112
ÍndiceO Que É A Pedofilia?
Como Ele Actua?
Formas De Abuso Sexual
Consequências
Pessoas Que Cometem Violência Sexual
Instituições De Apoio Á Criança
A Igreja E A Pedofilia
Alguns Exemplos Do Que Causa A Pedofilia
Será Que Existe Um Tratamento Para Pedófilo?
As crianças têm direitos
 Conclusão1/29/20113
O Que é a Pedofilia?A pedofilia é uma psicopatologia, uma perversão sexual com carácter compulsivo e obsessivo, na qual, adultos, geralmente do sexo masculino, apresentam uma atracção sexual, exclusiva ou não, por crianças e adolescentes.
1/29/20115Como Ele Actua?Geralmente ele não pratica actos de violência física contra a criança. Age de forma sedutora, conquistando a confiança da criança. Mas pode tornar se violento e até matar as suas vítimas.
Formas de abuso sexualCom contacto físicoViolência sexual: forçar relações sexuais, usando violência física ou fazendo ameaças verbais.Exploração sexual de menores: pedir ou obrigar a criança ou o jovem a participar de actos sexuais em troca de dinheiro ou outra forma de pagamento.Sem contacto físicoAssédio: falar sobre sexo de forma exageradamente vulgar.Exibicionismo (acto obsceno): despir a roupaConstrangimento: ficar de longe observando jovens ou crianças sem roupa ou ficar olhando de maneira intimidatória.Pornografia infantil: tirar fotos ou filmar poses pornográficas ou de sexo explícitoExistem duas formas de abuso sexualque os adultospodem praticar contra as crianças e os adolescentes: com contacto físico ou sem contacto físico. Nos dois casos, o adulto abusa do jovem para conseguir algum tipo de prazer ou satisfação interior.1/29/20116
ConsequênciasFísicasDor constante na vagina ou no ânus.Corrimento vaginal.Inflamações e hemorragias.Gravidez precoce, colocando em risco a vida da criança ou adolescente.Doenças sexualmente transmissíveis, como AIDS, hepatite B, etc.As consequências de uma violência sexual praticada contra crianças e adolescentes podem ser físicas, psicológicas ou de comportamento.1/29/20117
PsicológicasSentimento de culpaSentimento de isolamento de ser diferente.Sentimento de estar "marcado" para o resto da vida.Depressão.Falta de amor próprio (baixa auto-estima).Medo indefinido permanente.Tentativa de suicídio.Medo de sair na rua.1/29/20118
ComportamentoDificuldade de expressar o sentimento de raiva.Queda no rendimento escolarAtitudes autodestrutivas: uso excessivo de álcool, de drogas, etc.Aumento do grau de provocação erótica.Tendência ao abuso das relações sexuais.Regressão da linguagem e do comportamento.Agressividade contra a família.1/29/20119

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sexualidade Na Adolescência
Sexualidade Na AdolescênciaSexualidade Na Adolescência
Sexualidade Na Adolescência
Pedui
 
Abusos Sexuais E Maus Tratos Infantis
Abusos Sexuais E Maus Tratos InfantisAbusos Sexuais E Maus Tratos Infantis
Abusos Sexuais E Maus Tratos Infantis
complementoindirecto
 
Palestra seminário 2012 - O que é pedofilia
Palestra seminário 2012 - O que é pedofiliaPalestra seminário 2012 - O que é pedofilia
Palestra seminário 2012 - O que é pedofilia
Eugenio Rocha
 
Sexualidade powerpoint
Sexualidade  powerpointSexualidade  powerpoint
Sexualidade powerpoint
escola 2/3 Bernardino Machado
 
Prostituição Infantil
 Prostituição Infantil Prostituição Infantil
Prostituição Infantil
Valterlene Amorim
 
Trabalho sobre Sexualidade
Trabalho sobre SexualidadeTrabalho sobre Sexualidade
Trabalho sobre Sexualidade
Cocax8
 
Direitos das mulheres
Direitos das mulheresDireitos das mulheres
Direitos das mulheres
bejr
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
Ana Alpuim
 
Tráfico de órgãos
Tráfico de órgãosTráfico de órgãos
Tráfico de órgãos
Amanda Góes
 
A escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescenteA escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescente
Daiane Andrade
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
Thamires Gonçalves
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
Gisele Da Fonseca
 
exploraçao infantil
exploraçao infantilexploraçao infantil
exploraçao infantil
nelson0
 
Os problemas dos adolescentes
Os problemas dos adolescentesOs problemas dos adolescentes
Os problemas dos adolescentes
Adriana Cahongo
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivos
Razvan Balaci
 
Abuso
AbusoAbuso
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIASEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
Jose Camara
 
Abuso sexual
Abuso sexualAbuso sexual
Abuso sexual
Ricardo Goulart
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
guestbacc08
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
Paulo Gomes
 

Mais procurados (20)

Sexualidade Na Adolescência
Sexualidade Na AdolescênciaSexualidade Na Adolescência
Sexualidade Na Adolescência
 
Abusos Sexuais E Maus Tratos Infantis
Abusos Sexuais E Maus Tratos InfantisAbusos Sexuais E Maus Tratos Infantis
Abusos Sexuais E Maus Tratos Infantis
 
Palestra seminário 2012 - O que é pedofilia
Palestra seminário 2012 - O que é pedofiliaPalestra seminário 2012 - O que é pedofilia
Palestra seminário 2012 - O que é pedofilia
 
Sexualidade powerpoint
Sexualidade  powerpointSexualidade  powerpoint
Sexualidade powerpoint
 
Prostituição Infantil
 Prostituição Infantil Prostituição Infantil
Prostituição Infantil
 
Trabalho sobre Sexualidade
Trabalho sobre SexualidadeTrabalho sobre Sexualidade
Trabalho sobre Sexualidade
 
Direitos das mulheres
Direitos das mulheresDireitos das mulheres
Direitos das mulheres
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Tráfico de órgãos
Tráfico de órgãosTráfico de órgãos
Tráfico de órgãos
 
A escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescenteA escola e a violência à criança e ao adolescente
A escola e a violência à criança e ao adolescente
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
 
exploraçao infantil
exploraçao infantilexploraçao infantil
exploraçao infantil
 
Os problemas dos adolescentes
Os problemas dos adolescentesOs problemas dos adolescentes
Os problemas dos adolescentes
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivos
 
Abuso
AbusoAbuso
Abuso
 
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIASEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
 
Abuso sexual
Abuso sexualAbuso sexual
Abuso sexual
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 

Semelhante a Pedofilia

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
IpdaWellington
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra crianças
Diego Alvarez
 
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesProstituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
SousaLeitee
 
Cartilha 2
Cartilha 2Cartilha 2
Cartilha 2
LLidiana
 
Abuso da sexualidade pais 97 2003
Abuso da sexualidade pais 97 2003Abuso da sexualidade pais 97 2003
Abuso da sexualidade pais 97 2003
Rodrigo Adilio Franco
 
Cartilha-abuso.pdf
Cartilha-abuso.pdfCartilha-abuso.pdf
Cartilha-abuso.pdf
GabrieleMachado16
 
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia SexualGravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Érik Silva Oliveira
 
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de MoraesProjeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
Terezinha Marques Medeiros
 
Violência Doméstica contra Crianças
Violência Doméstica contra CriançasViolência Doméstica contra Crianças
Violência Doméstica contra Crianças
David Nordon
 
abuso sexxual
abuso sexxualabuso sexxual
abuso sexxual
Lucas Carvalho Silva
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Maria Antonia
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Maria Antonia
 
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente. Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Aline Kelly
 
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAbuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
AlisandraOliveira2
 
Adriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexualAdriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexual
ana311982
 
Violência na infância
Violência na infânciaViolência na infância
Violência na infância
-
 
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkabuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
crasPREFNOVARESENDE
 
Prevenção dos maus tractos e das aproximações abusivas
Prevenção dos maus tractos e das aproximações abusivasPrevenção dos maus tractos e das aproximações abusivas
Prevenção dos maus tractos e das aproximações abusivas
Marcio Paiva
 
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
WilnaMargelaOliveira1
 
Violência infantil
Violência infantilViolência infantil
Violência infantil
Beatriz Miranda
 

Semelhante a Pedofilia (20)

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra crianças
 
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesProstituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
 
Cartilha 2
Cartilha 2Cartilha 2
Cartilha 2
 
Abuso da sexualidade pais 97 2003
Abuso da sexualidade pais 97 2003Abuso da sexualidade pais 97 2003
Abuso da sexualidade pais 97 2003
 
Cartilha-abuso.pdf
Cartilha-abuso.pdfCartilha-abuso.pdf
Cartilha-abuso.pdf
 
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia SexualGravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
 
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de MoraesProjeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
 
Violência Doméstica contra Crianças
Violência Doméstica contra CriançasViolência Doméstica contra Crianças
Violência Doméstica contra Crianças
 
abuso sexxual
abuso sexxualabuso sexxual
abuso sexxual
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
 
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
Cartilha da campanha_contra_o_abuso_sexual_e_pedofilia (1)
 
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente. Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
 
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAbuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
 
Adriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexualAdriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexual
 
Violência na infância
Violência na infânciaViolência na infância
Violência na infância
 
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkabuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
abuso sexual -kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Prevenção dos maus tractos e das aproximações abusivas
Prevenção dos maus tractos e das aproximações abusivasPrevenção dos maus tractos e das aproximações abusivas
Prevenção dos maus tractos e das aproximações abusivas
 
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
-Apresentação_Abuso-Infantil.pptx
 
Violência infantil
Violência infantilViolência infantil
Violência infantil
 

Pedofilia

  • 2. Sector TerciárioTécnica AdministrativaStc7-Sociedade Tecnologia E CiênciaDr3- Controvérsia PúblicaTema - PedofiliaFormanda-Marisela SilvaFormador – Paulo Ferreira1/29/20112
  • 3. ÍndiceO Que É A Pedofilia?
  • 7. Pessoas Que Cometem Violência Sexual
  • 9. A Igreja E A Pedofilia
  • 10. Alguns Exemplos Do Que Causa A Pedofilia
  • 11. Será Que Existe Um Tratamento Para Pedófilo?
  • 12. As crianças têm direitos
  • 14. O Que é a Pedofilia?A pedofilia é uma psicopatologia, uma perversão sexual com carácter compulsivo e obsessivo, na qual, adultos, geralmente do sexo masculino, apresentam uma atracção sexual, exclusiva ou não, por crianças e adolescentes.
  • 15. 1/29/20115Como Ele Actua?Geralmente ele não pratica actos de violência física contra a criança. Age de forma sedutora, conquistando a confiança da criança. Mas pode tornar se violento e até matar as suas vítimas.
  • 16. Formas de abuso sexualCom contacto físicoViolência sexual: forçar relações sexuais, usando violência física ou fazendo ameaças verbais.Exploração sexual de menores: pedir ou obrigar a criança ou o jovem a participar de actos sexuais em troca de dinheiro ou outra forma de pagamento.Sem contacto físicoAssédio: falar sobre sexo de forma exageradamente vulgar.Exibicionismo (acto obsceno): despir a roupaConstrangimento: ficar de longe observando jovens ou crianças sem roupa ou ficar olhando de maneira intimidatória.Pornografia infantil: tirar fotos ou filmar poses pornográficas ou de sexo explícitoExistem duas formas de abuso sexualque os adultospodem praticar contra as crianças e os adolescentes: com contacto físico ou sem contacto físico. Nos dois casos, o adulto abusa do jovem para conseguir algum tipo de prazer ou satisfação interior.1/29/20116
  • 17. ConsequênciasFísicasDor constante na vagina ou no ânus.Corrimento vaginal.Inflamações e hemorragias.Gravidez precoce, colocando em risco a vida da criança ou adolescente.Doenças sexualmente transmissíveis, como AIDS, hepatite B, etc.As consequências de uma violência sexual praticada contra crianças e adolescentes podem ser físicas, psicológicas ou de comportamento.1/29/20117
  • 18. PsicológicasSentimento de culpaSentimento de isolamento de ser diferente.Sentimento de estar "marcado" para o resto da vida.Depressão.Falta de amor próprio (baixa auto-estima).Medo indefinido permanente.Tentativa de suicídio.Medo de sair na rua.1/29/20118
  • 19. ComportamentoDificuldade de expressar o sentimento de raiva.Queda no rendimento escolarAtitudes autodestrutivas: uso excessivo de álcool, de drogas, etc.Aumento do grau de provocação erótica.Tendência ao abuso das relações sexuais.Regressão da linguagem e do comportamento.Agressividade contra a família.1/29/20119
  • 20. Na maioria das vezes que acontece um abuso sexual, o abusador é uma pessoa que possivelmente a criança confia. Existe uma tendência das pessoas acharem que o molestador se enquadra na descrição de alguém que sofre de distúrbios psicológicos (será pedófilo somente se possuir uma preferência sexual por crianças pré-púberes). A grande maioria dos abusadores são homens heterossexuais e as vítimas são meninas. Pessoas que cometem violência sexual1/29/201110
  • 21. Os agressores sexuais de crianças e adolescentes que sofrem distúrbios psiquiátricos são uma minoria. São pessoas aparentemente "normais", com laços estreitos com a vítima. Pode ser uma pessoa da família, como pai, padrasto, avô, primos, tios, alguém conhecido e supostamente de confiança, como vizinhos, amigos dos pais, ou mesmo alguém com estatuto de confiança social (educadores, padres, pastores, etc.)Pessoas que cometem violência sexual1/29/201111
  • 22. Instituições De Apoio Á Criançahttp://www.unicef.pt/http://www.iacrianca.pt/http://www.miudossegurosna.net/http://www.aacd-rs.org.br/Em Portugal há uma infinidade de instituições que lutam pela Vida no dia a dia, resolvendo problemas concretos: acolhimento de grávidas, de mães, de bebés, apoio psicológico, apoio médico, aconselhamento jurídico, etc. aqui ficam algumas instituições que podem ajudar. 1/29/201112
  • 23. A televisão pública irlandesa teve acesso a uma missiva enviada pelo falecido arcebispo Luciano Sotero, representante na Irlanda do antigo Papa João Paulo II. Nela vinha escrita uma análise da Congregação para o Clero à directiva e alertava para "a necessidade de o documento estar em conformidade com as normas canónicas", e onde estipulavam que os casos fossem mantidos em segredo e reportados para os tribunais eclesiásticos."Os processos previstos pelo Código da Lei Canónica devem ser meticulosamente seguidos sob pena de invalidação dos actos em causa, se o padre punido recorrer hierarquicamente contra os bispos", A Igreja E A PedofiliaEm 1997 foi enviada uma carta aos bispos irlandeses onde é revelado que o Vaticano tinha "sérias reservas, tanto de natureza moral como canónica" em relação à directiva que tinha sido aprovada e que tornava obrigatória a denúncia às autoridades dos padres suspeitos de abusos sexuais. Vítimas afirmam que esta carta é a prova de que a Igreja tentava encobrir os casos. 1/29/201113
  • 24. escrevia Soterro, sublinhando que os "resultados seriam altamente embaraçosos" para as autoridades diocesanas. Padres, diz que esta é a "prova flagrante pela qual as vítimas esperavam".Federico Lombardi, porta-voz da Santa Sé, confirma a autenticidade do documento e este "refere-se a uma situação que já faz parte do passado, a uma abordagem que foi ultrapassada, incluindo sobre a colaboração (da hierarquia) com as autoridades civis". 1/29/201114
  • 25. Alguns exemplos do que causa a pedofiliaDizia se que o que fazia uma pessoa ter actos ilícitos com crianças seria um historial de abusos sexuais em criança ou então actos de violência mas depois de muitos estudos feitos chegou á conclusão que tal não acontece dessa maneira.A pedofilia pode ser causada por ligações imperfeitas no cérebro dos pedófilos. Os estudos indicaram que os pedófilos têm significativamente menos matéria branca, que é a responsável por unir as diversas partes do cérebro entre si.1/29/201115
  • 26. Um “sistema de suporte de doze passos”.Terapia cognitivo-comportamental.Terapias de controleSerá que existe um tratamento para pedófilo?Técnicas utilizadas para o tratamento da pedofilia incluem:1/29/201116
  • 27. Direito à igualdade, sem distinção de raça religião ou nacionalidade;Direito à especial protecção para o seu desenvolvimento físico, mental e social.Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe;Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficienteDireito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedadeDireito à educação gratuita e ao lazer infantilDireito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofesDireito a ser protegida contra o abandono e a exploração no trabalhoDireito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povosAs crianças têm direitos1/29/201117
  • 28. O tema sobre a pedofilia deu-me a oportunidade de obter maior conhecimento sobre o assunto e, ao mesmo tempo, informar melhor as pessoas interessadas, mostrando que o número de crianças que sofrem com esta violência é muito maior do que se poderia imaginar, sendo que, em muitas vezes, os problemas acontecem dentro da própria família, do nosso amigo ou até do nosso vizinho, por mais idoso que ele seja. Aconselho aos pais e a todos que estão a prestar atenção, que estejam atentos á criança que está próximo de si, quer seja filho, sobrinho ou até filho de alguém próximo, para que, ao sinal de qualquer comportamento estranho, procurem a ajuda de um profissional especializado e que tenham um pouco mais de cuidado com o acesso à Internet.Conclusão1/29/201118
  • 29. Fim