SlideShare uma empresa Scribd logo
ORAÇÃO DE  JABEZ
I CRÔNICAS  4:9,10
“Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou­lhe Jabez, dizendo: 
Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! Que me 
abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do 
mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha 
pedido.” I Crônicas 4:9­10 
A Palavra de Deus traz dentre muitas orações, a oração de Jabez, sendo esta uma 
das   mais   importantes   em   toda   a   Bíblia.   Ela   se   encontra   em   I   Crônicas   4:   9,10.   É 
conhecida como a oração de Jabez. 
Jabez em hebraico significa “dor”, literalmente falando seria mais bem traduzido, 
ele causa dores, ou, causará dores.
Os primeiros 9 capítulos do livro de I Crônicas registram a árvore genealógica 
oficial das tribos hebréias. Inicia­se em Adão e vai até o retorno de Israel do cativeiro. A 
lista vai além de 500 nomes.
É interessante  que, de  repente,  há uma parada quando fala de  Jabez, e em  2 
versículos  o Espírito Santo traz uma pequena  bibliografia e depois  continua citando 
todos os demais nomes. 
Bruce   Wilkinson  estudou   esta   oração   por   mais   de   30   anos   e   escreveu   um 
pequeno   livrinho   denominado:   “A   oração   de   Jabez”,   e   um   subtítulo   “Alcançando   a 
Bênção   de   Deus”.   O   livro   do   irmão   Bruce   Wilkinson,   se   tornou   um   “best   seller” 
segundo o New York Times e vendeu mais de 8 milhões de exemplares. Quem teve a 
oportunidade de ler esse livro, relativamente pequeno, descobrirá que o irmão despendeu 
mais de 30 anos, apoiado apenas nesta oração.
Todavia se estudarmos com mais cuidado, descobriremos ainda muito mais coisas 
que  poderão nos  trazer  maiores  riquezas.  Nem  sempre  concordaremos  com  algumas 
aplicações feitas por Bruce Wilkinson, mas se nos restringirmos apenas apoiados na 
1
Palavra   do   Senhor   para   interpretar   essa   importante   oração,   ela   nos   poderá   ensinar 
verdades espirituais reais, inteiramente fundamentadas na Palavra de Deus.

O NOME JABEZ
Jabez nos fala do seu nome que significa “dores” e dores relacionadas ao parto, 
como dito na palavra de Deus, sua mãe disse: “ Porque  com dores  o dei a luz”. Nós nos 
lembramos imediatamente do pecado e de algumas de suas maldições pronunciadas pelo 
Senhor, quando diz a Eva (mãe de todos os viventes); “E a mulher disse: Multiplicarei 
sobremodo os sofrimentos de tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos...” Gn 
3:16
Cada um de nós neste aspecto somos como Jabez. Ao nascermos nós causamos 
dores em nossas mães, devido à maldição do pecado. E podemos ser chamados como 
Jabez  foi “causador de dores”. Somos pecadores, somos “Jabezes”, indo um pouco 
mais além, mesmo aos olhos do Senhor, quanta dor Ele não sofreu por nós, Ele mesmo 
comparou   a   Sua   dor   na   morte   como   a   mulher   que   está   para   da   à   luz.   Para   que 
pudéssemos nascer de novo, nós causamos grandes dores ao nosso amado Salvador. O 
salmista diz: “Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe.” Salmo 
51:5. Paulo, que com certeza cumpria o resto das aflições de Cristo, sentia dores de parto 
até que Cristo fosse formado nos Gálatas. Gl 4:19.
Se estudarmos sobre Jabez descobriremos que ele era da tribo de Judá e viveu na 
época dos Juízes. Essa época foi a idade mais negra de Israel, segundo a Palavra de Deus 
encontramos quatro vezes a expressão “não havia rei em Israel” (Jz 17:6, 18:1, 19:1 e 
21:25). As tribos estavam todas em Canaã, na terra prometida, terra que mana “leite e 
mel”, terra que espiritualmente significa a abundante vida do Senhor. Mas para eles era 
como se o Senhor não fora mais o Deus e Rei de suas vidas, não tinham  Rei em seus 
2
corações   muito   menos   em   suas   atitudes.   Quantas   confusões   ocorreram   e   foram 
registradas no livro de Juizes. Habitavam a terra do Rei, que o Rei lhes havia dado, sem 
se subjugarem ao Rei da Terra. Terra que mana leite e mel – leite essência dos animais e 
mel a essência dos vegetais, fala­nos das riquezas insondáveis de Cristo. Devido aos 
seus sérios pecados, Deus os entregou por cinco vezes ao domínio estrangeiro e ficaram 
sob estes domínios por 93 anos, devido ao julgamento de Deus. Neste contexto de que 
não havia Rei ou Deus em Israel (povo de Deus), é cada um fazia o que parecia bem aos 
seus próprios olhos, e foi nesta época que Jabez viveu e fez sua preciosa oração.
Diz a palavra de Deus que Jabez invocou o nome do Senhor – Ele não queria ter o 
comportamento  de  seus  irmãos,  não   queria  fazer  o  que  lhe  parecia   reto,  não  queria 
estribar­se sobre o seu próprio entendimento. Em Provérbios 3:5, diz: “Confia no Senhor 
de todo o seu coração e não te estribes no teu próprio entendimento.”
CINCO ASPECTOS IMPORTANTES RELACIONADOS À ORAÇÃO DE JABEZ.

A oração de Jabez pode ser dividida em pelo menos em cinco pontos. Cinco nos 
lembra de responsabilidade. Conhecemos isso. Temos cinco dedos em cada mão e em 
cada pé, somos responsáveis pelo que fazemos e como andamos. Temos cinco sentidos, 
etc.   Davi   pegou   cinco   pedras   (sua   responsabilidade).   Cinco   virgens   loucas   cinco 
prudentes. Dentro de sua responsabilidade Jabez fez cinco petições, e disse:

1ª Petição – Oh! Que me abençoes.
Hoje essa palavra está desgastada, até o mundo a usa para expressar uma boa 
coisa. Mas vale a pena observarmos o que significa a palavra “bênção” na Bíblia. É algo 
sobrenatural, alcançado apenas através de Deus. É essa a bênção que Jacó sempre tentou 
buscar. Não é algo que se consegue apenas com seu próprio esforço, algo que depende 
apenas de nós. Quando clamamos por  bênção  de Deus, é algo que ninguém pode nos 
3
dar, somente Deus pode nos entregar. No livro de Provérbios existe um versículo que 
nos fala: A  bênção  do Senhor enriquece, e com ela não traz desgosto. Pv 10:22 (ou 
ainda na Imprensa Bíblica, “e não acrescenta dores” ).
Essa é a bênção – A bênção que vem de Deus como veio sobre Abraão, Isaque e 
Jacó.
Na realidade espiritual dos fatos, se observarmos a palavra de Deus, essa bênção é 
uma Pessoa, nada menos que Cristo, Ele mesmo. O Senhor é o abençoador e ao mesmo 
tempo a própria benção.
Não tem nada haver com a falsa doutrina da prosperidade, a qual está tomando o 
lugar da pessoa bendita de Cristo. Quando o Senhor abençoa, como Ele abençoou a 
tantos, significa que Ele se deu a tal pessoa, ou que aquela pessoa se apossou do Senhor. 
É como no caso daquela mulher que foi curada daquela hemorragia, saiu do Senhor 
virtude, algo saiu Dele e se moveu para Ela. O Deus da cura se deu aquela mulher e ela, 
de posse Dele, foi curada de sua enfermidade. Isso é benção, isso é a verdadeira dádiva. 

2ª Petição – “Me alargues as fronteiras.”
Como   dissemos,   Jabez   viveu   na   época   dos   Juízes,   época   das   mais   negras   na 
história de Israel. Não existia qualquer glória para ser vista, a não ser quando Deus, 
movido   de   misericórdia   levantava   um   e   outro   juiz   para   tirar   o   povo   do   jugo   dos 
adversários, que o próprio povo, pelos seus vários pecados, em especial, a idolatria, os 
levava para o cativeiro.
A única glória de Israel estava na sua historia passada. A libertação do Egito por 
Moisés  (as pragas, abertura do Mar Vermelho), a entrada na Terra através de Josué 
(salvador), a queda do muro de Jericó e as grandes vitórias que Deus lhes havia dado. 
Tudo no passado. Na época de Jabez, eles tinham de viver do passado, nada do presente 
e se viam muitas vezes sem  futuro. Os dias de seus cativeiros não são contados na 
4
Palavra de Deus. O Senhor excluiu aqueles dias como se nunca tivessem existido.
Jabez parece não aceitar essa condição e mesmo na repartição das terras, mesmo 
dentro da herança da sua tribo, Judá, ele faz sua oração pedindo alargamento de suas 
fronteiras.
Espiritualmente falando, como dito anteriormente que Canaã representa Cristo, a 
terra que mana leite e mel, é como se Jabez na linguagem do Novo Testamento estivesse 
pedindo mais de Cristo. Nós sabemos que Canaã nos fala de Cristo, em habitarmos Nele, 
portanto,   Jabez   estava   pedindo   algo   que   agradava   a   Deus.   Lembramos   também   do 
pedido   de   herança   feito   pelas   filhas   de   Calebe,   e   que   isso   agradou   a   Deus. 
Espiritualmente falando ele estava pedindo mais de Cristo. Espiritualmente falando, ele 
desejava mais do Senhor. Lembramos também como Calebe, da mesma tribo que Jabez, 
pediu o Monte Hebrom a fim de lutar contra os gigantes (nefelins), e como isso agradou 
ao Senhor. Sabemos que esta terra possui altos e baixos, montanhas e vales, nela  é 
testado o nosso coração, é conhecido nosso orgulho, conforme descrito em Dt 8. Temos 
de lutar. Ali estavam os inimigos, cujos muros chegavam até ao céu, conforme o relato 
dos espias. Sabemos por meio da revelação do apostolo Paulo que nossa luta não é 
contra carne e sangue, mas contra principados e potestades nos lugares celestiais. Essa é 
a nossa luta para vencermos a carne, satanás e o mundo. Deus quer nos dar mais de 
Cristo, mas temos de permitir que o Espírito Santo lute e vença sobre a carne, que Cristo 
se   manifeste   contra   as   obras   do   diabo   e   que   o   Deus   nos   ame   por   odiarmos   e   não 
amarmos o mundo e seu sistema. Quanto mais nós tivermos do nosso Senhor, menos de 
nós teremos. Quanto mais quisermos que o Senhor aumente e que nós diminuamos, 
seremos mais abençoados e agradaremos mais o nosso amado Senhor. Isso é alargar as 
fronteiras.

3ª Petição ­ “Que seja comigo a tua mão.”
5
Jabez tinha conhecimento que sem a mão abençoadora de Deus, nada adiantaria. 
Números 11:23, quando Deus responde a Moisés sobre a petição do povo e seu desejo 
desenfreado de comer carne; Deus diz a Moisés, “Porém o Senhor respondeu a Moisés: 
Ter­se ia encurtado a mão do Senhor. Agora mesmo vereis se te cumprirá ou não a 
minha palavra!”
Provérbio 3:16 “O alargar­se da vida está na sua mão direita, na sua esquerda 
riquezas e honra.
Isaías 59:1 “Eis que a mão do Senhor não está encolhida para que não possa 
salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir.”
Lucas 24:39 ­ “O próprio Senhor disse aos seus discípulos incrédulos – Vede as 
minhas mãos e os meus pés.
Se estudarmos as mãos do Senhor ficaremos abismados de tantas coisas que elas 
realizam: amor, poder, majestade... Essa é a mão que Jabez quis que fosse com ele. Que 
pedido importante e correto.

4ª Petição ­ “Me preserves do mal”.
Essa parte da oração de Jabez entra diretamente em harmonia com a oração que o 
Senhor ensinou aos seus discípulos.
Mateus 6:13 ­ “Não nos deixeis cair em tentação; mas livra­nos do  mal.” Em 
algumas traduções do maligno.
João 17:15 ­ “Não peço que os tires do mundo, e sim  que os guardes do mal.” 
(Oração Sacerdotal)
Pelo   Espírito   Santo,   Jabez   pediu   algo   todamente   de   acordo   com   a   vontade   do   seu 
Senhor, uma vez que foi Ele mesmo que nos ensinou a orar assim quando, o Senhor, 
esteve usando um corpo semelhante ao nosso, e segundo as Escrituras foi Ele tentado em 
6
tudo, mas sem pecado.

5ª Petição ­ “Que não me sobrevenha aflição!”
Parece que seu pedido, nesta parte de sua oração, está em desacordo com o que 
nos ensina as Escrituras. Jesus disse: No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, 
eu   venci   o   mundo.   Todavia   se   pesquisarmos   nossas   Bíblias   com   maior   cuidado, 
descobriremos que Deus tem propósitos supremos e fora do nosso entendimento, em 
como nos conduzir e nos livrar das nossas aflições, pois no livro da Bíblia, onde nos é 
relatado as mais diversas formas de aflições colocadas sobre um homem, podemos ler o 
seguinte ensinamento proferido por Eliú: “Ao aflito livra por meio da sua aflição, e pela 
opressão lhe abre os ouvidos.” “Assim também procura tirar­te das fauces da angústia 
para um lugar espaçoso em que não há aperto, e as iguarias da tua mesa seriam cheias de 
gordura.” Jó 36:15 e16
Vemos ainda no salmo acróstico de Davi sobre a Palavra de Deus, Salmo 119:71 ­ 
“Foi bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos.”
Ainda no final do versículo de I Crônicas 4:10 nos é dito pelo Espírito Santo: “E 
Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.” Que coisa maravilhosa. Que testemunho 
sobre   a   oração   de   um   homem   com   as   mesmas   paixões   que   nós.   Sua   oração   foi 
totalmente respondida, cada uma das suas cinco petições foi atendida e concedida pelo 
Todo­Poderoso, pelo Rei de Israel. Devemos observar ainda hoje estas mesmas cinco 
petições feitas por Jabez, face ter sido ele colocado na palavra de Deus como o mais 
“ilustre entre os seus irmãos”. ICr.4:9. Vemos que como Jacó recebeu um novo nome, 
Israel,   após   ter   alcançado   a   benção   ao   lutara   com   o   Anjo,   assim   também   Jabez, 
conseguiu   por   meio   da   sua   oração,   um   título   dos   ais   cobiçados.   Ao   invés   de   ficar 
conhecido na história como o homem “causador de dores”, dado por  sua mãe, foi 
7
denominado   pelo   Senhor   como   “o   mais   ilustre”.   Devemos   atentar   para   nossa 
responsabilidade de pedirmos as mesmas cinco coisas aqui esclarecidas na linguagem do 
Velho e Novo Testamentos, a fim de agradarmos ao Senhor que colocou, no meio de 
mais de 500 nomes, Jabez como o mais ilustre dentre todos eles. No tempo atual, quando 
a Igreja alcançou o seu último estado, o de Laodicéia (lei do povo). Quando o Senhor se 
encontra fora dela e diz que está batendo a porta para poder entrar. Quando nem todos 
podem mais ouvir a Sua voz. Quando Ele mesmo diz: se alguém ouvir a minha voz e 
abrir a porta cearei  com ele e ele Comigo. Quando o chamamento se faz de forma 
individual   e   não   mais   coletiva   (a   toda   a   igreja).   Quando   a   igreja   do   Senhor   não   é 
chamada de ilustre, mas de infeliz, miserável, pobre cega e nua. Quando cada um faz o 
que parece bem aos seus olhos e não o que é de conformidade aos olhos do Senhor 
segundo   a   Sua   Palavra.   Devemos   nestes   momentos   orarmos   como   Jabez,   colocando 
Cristo como centro de todas as coisas. Que o Senhor, por sua misericórdia, nos mostre 
sempre   como   poderemos   agradá­Lo   e   glorifica­Lo   em   todas   as   coisas,   para   que 
possamos enaltecer Aquele que é o único digno, o nosso amado e adorado Salvador.
C.M.M.C 

8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por Deus
Slide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por DeusSlide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por Deus
Slide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por Deus
Éder Tomé
 
Deus, nós e a nossa família
Deus, nós  e  a  nossa  famíliaDeus, nós  e  a  nossa  família
Deus, nós e a nossa família
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
A bênção de deus sobre jabez
A bênção de deus sobre jabezA bênção de deus sobre jabez
A bênção de deus sobre jabez
prthiagonorato
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
Paulo Roberto
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Aprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansãoAprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansão
Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Apóstolo Paulo
Apóstolo PauloApóstolo Paulo
Apóstolo Paulo
Cesar Oliveira
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃOPRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
MINISTERIO IPCA.
 
Pregação Jabez
Pregação JabezPregação Jabez
Pregação Jabez
Israel serique
 
Conflitos no Lar
Conflitos no LarConflitos no Lar
Conflitos no Lar
Luan Almeida
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de JeremiasLição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Éder Tomé
 
As 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma famíliaAs 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma família
Pastor Juscelino Freitas
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Éder Tomé
 
Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.
João Campos
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
IBMemorialJC
 
Solução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíbliaSolução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíblia
Daniel de Carvalho Luz
 

Mais procurados (20)

Slide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por Deus
Slide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por DeusSlide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por Deus
Slide Licao 7 - A coragem de um profeta levantado por Deus
 
Deus, nós e a nossa família
Deus, nós  e  a  nossa  famíliaDeus, nós  e  a  nossa  família
Deus, nós e a nossa família
 
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
 
A bênção de deus sobre jabez
A bênção de deus sobre jabezA bênção de deus sobre jabez
A bênção de deus sobre jabez
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Aprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansãoAprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansão
 
Apóstolo Paulo
Apóstolo PauloApóstolo Paulo
Apóstolo Paulo
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃOPRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
 
Pregação Jabez
Pregação JabezPregação Jabez
Pregação Jabez
 
Conflitos no Lar
Conflitos no LarConflitos no Lar
Conflitos no Lar
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
 
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de JeremiasLição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 2 - A intensidade das profecias de Jeremias
 
As 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma famíliaAs 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma família
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
 
Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
Solução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíbliaSolução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíblia
 

Destaque

A oração de jabez 1 cr 4
A oração de jabez   1 cr 4A oração de jabez   1 cr 4
A oração de jabez 1 cr 4
Giovani Luiz Zimmermann Jr.
 
A oração de jabes
A oração de jabesA oração de jabes
A oração de jabes
Gilberto Santos
 
O poder da oração de jabes
O poder da oração de jabesO poder da oração de jabes
O poder da oração de jabes
tabernaculoamorevida
 
A oração de jabes
A oração de jabesA oração de jabes
A oração de jabes
Gilberto Dos Santos
 
Na bigorna de Deus
Na bigorna de DeusNa bigorna de Deus
Na bigorna de Deus
Daniel de Carvalho Luz
 
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
Cleide Corrêa
 
Sê o exemplo
Sê o exemploSê o exemplo
Sê o exemplo
ADPC109
 
Qual é a nossa função no corpo da igreja?
Qual é a nossa função no corpo da igreja?Qual é a nossa função no corpo da igreja?
Qual é a nossa função no corpo da igreja?
Leandro Sales
 
Personalidade carater ou teperamento
Personalidade   carater ou teperamentoPersonalidade   carater ou teperamento
Personalidade carater ou teperamento
Daniel de Carvalho Luz
 
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Daniel Junior
 
Os quatro gigantes da alma
Os quatro gigantes da alma Os quatro gigantes da alma
Os quatro gigantes da alma
Daniel de Carvalho Luz
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
SlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
SlideShare
 

Destaque (15)

A oração de jabez 1 cr 4
A oração de jabez   1 cr 4A oração de jabez   1 cr 4
A oração de jabez 1 cr 4
 
A oração de jabes
A oração de jabesA oração de jabes
A oração de jabes
 
O poder da oração de jabes
O poder da oração de jabesO poder da oração de jabes
O poder da oração de jabes
 
A oração de jabes
A oração de jabesA oração de jabes
A oração de jabes
 
Na bigorna de Deus
Na bigorna de DeusNa bigorna de Deus
Na bigorna de Deus
 
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
A igreja que somos, a igreja que queremos ser.
 
Sê o exemplo
Sê o exemploSê o exemplo
Sê o exemplo
 
Qual é a nossa função no corpo da igreja?
Qual é a nossa função no corpo da igreja?Qual é a nossa função no corpo da igreja?
Qual é a nossa função no corpo da igreja?
 
Personalidade carater ou teperamento
Personalidade   carater ou teperamentoPersonalidade   carater ou teperamento
Personalidade carater ou teperamento
 
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
 
Os quatro gigantes da alma
Os quatro gigantes da alma Os quatro gigantes da alma
Os quatro gigantes da alma
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
 

Semelhante a Oração jabez

A ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptx
A ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptxA ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptx
A ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptx
Saimogonsalez
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓS
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓSIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓS
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓS
Rubens Sohn
 
Os caracteres chineses e a biblia.pptx
Os caracteres chineses e a biblia.pptxOs caracteres chineses e a biblia.pptx
Os caracteres chineses e a biblia.pptx
Pib Penha
 
Os caracteres chineses e a biblia
Os caracteres chineses e a bibliaOs caracteres chineses e a biblia
Os caracteres chineses e a biblia
PIB Penha
 
Pregação
PregaçãoPregação
Pregação
iceanapolis
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Gerson G. Ramos
 
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptxEntre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
2021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 062021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 06
Joel Silva
 
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
Flavio Luz
 
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIELNÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
Israel Evangelista Dias
 
Debora
DeboraDebora
Debora
Riva Davio
 
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Pr. Andre Luiz
 
Sob o poder da palavra
Sob o poder da palavraSob o poder da palavra
Sob o poder da palavra
Marcos Silva
 
5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf
5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf
5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf
brunosergio2220
 
Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015
Gerson G. Ramos
 
A Terra Se Prostituiu, Apartando-se do Senhor
A Terra Se Prostituiu, Apartando-se do SenhorA Terra Se Prostituiu, Apartando-se do Senhor
A Terra Se Prostituiu, Apartando-se do Senhor
JUERP
 
A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2
Antenor Antenor
 
Hebreus 11
Hebreus 11Hebreus 11
Hebreus 11
Elva Judy Nieri
 
Hebreus 11
Hebreus 11Hebreus 11
Hebreus 11
Elva Judy Nieri
 
Hebreus 11
Hebreus 11Hebreus 11
Hebreus 11
Elva Judy Nieri
 

Semelhante a Oração jabez (20)

A ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptx
A ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptxA ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptx
A ORAÇÃO DE JABES_20240609_183706_0000.pptx
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓS
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓSIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓS
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES AULA 1 - OSÉIAS, JOÉL E AMÓS
 
Os caracteres chineses e a biblia.pptx
Os caracteres chineses e a biblia.pptxOs caracteres chineses e a biblia.pptx
Os caracteres chineses e a biblia.pptx
 
Os caracteres chineses e a biblia
Os caracteres chineses e a bibliaOs caracteres chineses e a biblia
Os caracteres chineses e a biblia
 
Pregação
PregaçãoPregação
Pregação
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
 
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptxEntre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
 
2021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 062021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 06
 
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIELNÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
 
Debora
DeboraDebora
Debora
 
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
 
Sob o poder da palavra
Sob o poder da palavraSob o poder da palavra
Sob o poder da palavra
 
5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf
5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf
5 Profetas Maiores - Mapas Mentais.pdf
 
Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015
 
A Terra Se Prostituiu, Apartando-se do Senhor
A Terra Se Prostituiu, Apartando-se do SenhorA Terra Se Prostituiu, Apartando-se do Senhor
A Terra Se Prostituiu, Apartando-se do Senhor
 
A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2
 
Hebreus 11
Hebreus 11Hebreus 11
Hebreus 11
 
Hebreus 11
Hebreus 11Hebreus 11
Hebreus 11
 
Hebreus 11
Hebreus 11Hebreus 11
Hebreus 11
 

Mais de Davi Montenegro

Treine o Raciocínio para Passar em Concursos
Treine o Raciocínio para Passar em ConcursosTreine o Raciocínio para Passar em Concursos
Treine o Raciocínio para Passar em Concursos
Davi Montenegro
 
Sociedade sem pecado
Sociedade sem pecadoSociedade sem pecado
Sociedade sem pecado
Davi Montenegro
 
Senacmktdigitalparte3
Senacmktdigitalparte3Senacmktdigitalparte3
Senacmktdigitalparte3
Davi Montenegro
 
Senacmktdigitalparte2
Senacmktdigitalparte2Senacmktdigitalparte2
Senacmktdigitalparte2
Davi Montenegro
 
O pequeno livro de social media marketing
O pequeno livro de social media marketingO pequeno livro de social media marketing
O pequeno livro de social media marketing
Davi Montenegro
 
Marketing nas mídias sociais
Marketing nas mídias sociaisMarketing nas mídias sociais
Marketing nas mídias sociais
Davi Montenegro
 
Livro grandes-marcas-grandes-negocios
Livro grandes-marcas-grandes-negociosLivro grandes-marcas-grandes-negocios
Livro grandes-marcas-grandes-negocios
Davi Montenegro
 
Liderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaLiderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectada
Davi Montenegro
 
Ebook10 planejamento comunicacao_interna
Ebook10 planejamento comunicacao_internaEbook10 planejamento comunicacao_interna
Ebook10 planejamento comunicacao_interna
Davi Montenegro
 
Depois de-amanha-2.0.1
Depois de-amanha-2.0.1Depois de-amanha-2.0.1
Depois de-amanha-2.0.1
Davi Montenegro
 
C s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completo
C s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completoC s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completo
C s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completo
Davi Montenegro
 
Casamento familia
Casamento familiaCasamento familia
Casamento familia
Davi Montenegro
 
A meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesceA meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesce
Davi Montenegro
 
15 ferramentas para Mídias Sociais
15 ferramentas para Mídias Sociais15 ferramentas para Mídias Sociais
15 ferramentas para Mídias Sociais
Davi Montenegro
 

Mais de Davi Montenegro (16)

Treine o Raciocínio para Passar em Concursos
Treine o Raciocínio para Passar em ConcursosTreine o Raciocínio para Passar em Concursos
Treine o Raciocínio para Passar em Concursos
 
Sociedade sem pecado
Sociedade sem pecadoSociedade sem pecado
Sociedade sem pecado
 
Senacmktdigitalparte4
Senacmktdigitalparte4Senacmktdigitalparte4
Senacmktdigitalparte4
 
Senacmktdigitalparte3
Senacmktdigitalparte3Senacmktdigitalparte3
Senacmktdigitalparte3
 
Senacmktdigitalparte2
Senacmktdigitalparte2Senacmktdigitalparte2
Senacmktdigitalparte2
 
Senacmktdigitalparte1
Senacmktdigitalparte1Senacmktdigitalparte1
Senacmktdigitalparte1
 
O pequeno livro de social media marketing
O pequeno livro de social media marketingO pequeno livro de social media marketing
O pequeno livro de social media marketing
 
Marketing nas mídias sociais
Marketing nas mídias sociaisMarketing nas mídias sociais
Marketing nas mídias sociais
 
Livro grandes-marcas-grandes-negocios
Livro grandes-marcas-grandes-negociosLivro grandes-marcas-grandes-negocios
Livro grandes-marcas-grandes-negocios
 
Liderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectadaLiderando em uma_economia_conectada
Liderando em uma_economia_conectada
 
Ebook10 planejamento comunicacao_interna
Ebook10 planejamento comunicacao_internaEbook10 planejamento comunicacao_interna
Ebook10 planejamento comunicacao_interna
 
Depois de-amanha-2.0.1
Depois de-amanha-2.0.1Depois de-amanha-2.0.1
Depois de-amanha-2.0.1
 
C s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completo
C s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completoC s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completo
C s-lewis-cristianismo-puro-e-simples-completo
 
Casamento familia
Casamento familiaCasamento familia
Casamento familia
 
A meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesceA meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesce
 
15 ferramentas para Mídias Sociais
15 ferramentas para Mídias Sociais15 ferramentas para Mídias Sociais
15 ferramentas para Mídias Sociais
 

Oração jabez