SlideShare uma empresa Scribd logo
ONDAS
Propriedades Básicas



• Onda NÃO é um pulso
• Onda É uma sequência de pulsos




• Ex: onda estacionária
ONDA
Movimento Ondulatório
                        Definição de Onda
                                                    Na figura ao lado, é
                                              esquematizada uma onda ao
                                                 atingir a cortiça. Ela fica
                                                flutuando na superfície da
                                               água, oscilando para cima e
                                              para baixo, sem variar a sua
                                                direção longitudinal. Esse
                                              movimento é devida a energia
                                                     recebida da onda.




 Durante a propagação da onda, ocorre transporte de energia, não havendo
transporte de matéria. Portanto, as ondas podem diferir em muitos aspectos,
         mas todas podem transmitir energia de um ponto a outro.
CLASSIFICAÇÃO DAS ONDAS

               Quanto a direção de vibração

               • AQuanto a do meio de propagação à direção
                   vibração direção é perpendicular
• Unidimensional: quando se propaga ao na corda, ondas dimensão
                 de propagação (ondas longo de uma única
  Transversal:
(ondas na corda);luminosas, ondas na água).
• Bidimensionais: quando se propaga ao longo de uma superfície (ondas na
água);
              • A vibração do meio ocorre na mesma direção
• Tridimensionais: quando se propaga (ondas sonoras).
                que a propagação no espaço (ondas sonoras, ondas
 Longitudinal
luminosas).
Movimento Ondulatório
Classificação das Ondas



                 Transversal e Unidimensional




                  Longitudinal e Unidimensional
Movimento Ondulatório
              Classificação das Ondas




Transversal e Bidimensional        Tridimensional
CLASSIFICAÇÃO DAS ONDAS
                    Quanto a Natureza da onda
                   • produzida pela vibração (deformação) do meio material.
                     (ondas na corda, ondas sonoras, ondas na água); Dependem
  Mecânicas          do meio para se propagar.


                   • Produzidas por variação dos campos elétrico e magnético
                     (ondas de rádio, microondas, infravermelho, luz visível,
                     ultravioleta, raios-x e raios-gama). Não dependem do meio
Eletromagnéticas
                     para se propagar.




                                                           http://www.pet.dfi.uem.br/animaco
                                                              es/ondas/ondas002/index.html
ESPECTRO DE ONDAS
ELETROMAGNÉTICAS




                  Mesmo
                  modo de
                  vibração


       Mesma
       natureza

                          Mesma
                       velocidade c.
•    (UnB – 1ºvestibular/2010)A partir do texto da questão anterior. A técnica
     empregada no espectroscópio que permite distinguir os elementos
     químicospresentes em uma estrela tem por prin-cípio fundamental as
     diferenças de :
A.    freqüências das radiações emitidas pelos vários elementos químicos
      existentes na estrela.
B.    velocidades de propagação das cores da radiação no trajeto da estrela à
      Terra.
C.    polarização da luz emitida por cada um dos elementos quími-cos que
      compõem a estrela.
D.    intensidade da radiação emitida por cada um dos elementos químicos
      que compõem a estrela.
E.    O índice de refração da lente utilizada no para difratar a luz da estrela.
ESPECTRO DE ONDAS SONORAS




          Animal         Mínimo (Hz) Máximo (Hz)
          Elefante            20             10000
          Pássaro             100            15000
           Gato               30             45000
            Cão               20             30000
        Chimpanzé             100            30000
           Baleia             40             80000
          Aranha              20             45000
          Morcego             20            160000
     Tabela 1 – Gama de frequências que alguns animais
     conseguem ouvir
QUADRO SINTÓTICO



                                  Quanto a direção de      1.Longitudinal
                                       vibração             2. transversal




                                                          1.Unidimensional
 Ondas: É uma sequência de    Quanto a direção de
    pulsos contínuos. Não                                 2.Bidimensional
                                 propagação
transportam matéria, apenas                               3.tridimensional
           energia



                                                           1. Mecânicas
                               Quanto a Natureza
                                                        2. eletromagnéticas
ESTUDO SISTEMÁTICO DE UMA ONDA
Propriedades Básicas




    Nós: pontos fixos
   que ficam entre dois
    pontos oscilantes.


   No exemplo ao lado,
       os nós estão
   representados pelos
     pontos A,C,E,G,I
NÓS
Propriedades Básicas


   Pico ou crista:
   posição mais
    elevada da
     oscilação.


No exemplo ao lado,
 os picos ou cristas
estão representados
 pelos pontos B e F.
Propriedades Básicas


Vale: posição
mais baixa da
 oscilação .




No exemplo ao
 lado, os picos
   ou cristas
     estão
representados
pelos pontos D
      eH
Propriedades Básicas



                  No exemplo ao
Comprimento         lado, estão
   de Onda:       representados
distância entre   pelas distâncias
duas cristas ou     entre pelos
     vales .      pontos B e F ou
                       D e H.
Obs.: Comprimento de
onda não é apenas a
distância entre duas
cristas ou vales, mas sim a
distância entre dois
pontos consecutivos.
OSCILAÇÃO (CICLO)
  • Oscilação ou ciclo:
    passagem de um
 extremo a outro (de um
   ponto de mínimo ao
  máximo e retornando
       ao mínimo)
 • Ou seja, um ciclo de
 subida e descida (Crista
     – Vale –Crista)
Propriedades Básicas


 Amplitude: distância entre o
 ponto de equilíbrio e a altura
  de uma crista ou um vale.
PERÍODO



                           É o tempo gasto para
                          produzir uma oscilação
Período: é o tempo (t)   completa (um ciclo), ou
  de uma oscilação       seja, é o tempo em que
                         a fonte gera um ciclo de
                         subida e um de descida.
FREQUÊNCIA



  Frequência: é o     Quando a
      número        frequência é
 (quantidade) de      grande, a
   oscilações por    oscilação é
segundo (tempo)        rápida.
Período: é o menor
             intervalo de tempo para    Freqüência: é o número de
             uma oscilação completa.   oscilações executadas por um
                                       ponto de corda, por unidade
                                                 de tempo.




T – PERÍODO: Unidade no SI (segundos)
f – FREQUÊNCIA: Unidade no SI hertz (hz) = r. p. s
VELOCIDADE DE PROPAGAÇÃO


Corresponde à velocidade que os pulsos de onda se propagam no meio durante um
intervalo de tempo.

Assim, se uma pessoa produzir um pulso na extremidade de uma corda, cujo
comprimento de onda é de 6.0 m, e se o ciclo tem duração 2.0 segundos, teremos a
velocidade de propagação da onda igual a 3,0 m/s.



Relação entre velocidade, período e freqüência



                                   
                                v   v  . f
                                   T
APRESENTAÇÃO DE PROGRAMA
• - (FEPECS DF/2006)
• Em um aparelho para exames de ultra-sonografia, o ultrasom
  tem velocidade 340 m/s no ar e 1200 m/s no corpo do
  paciente.
• Sabendo-se que o comprimento de onda do ultra-som no ar é
  1,7 mm, podemos dizer que seu comprimento de onda no
  corpo do paciente é:
• a) 4,0 mm;
• b) 17 mm;
• c) 3,4 mm;
• d) 6,0 mm;
• e) 12 mm.
•  05. (UnB ) Em um lago de águas paradas, um pacato cidadão balança
   um barco. Ele observa que o barco apresenta 5 oscilações em 10
   segundos, sendo que cada oscilação produz uma frente de onda.
   Sabendo que a crista de uma dada onda leva 4 segundos para alcançar
   um certo ponto da margem, a uma distância de 20 m do barco, julgue os
   itens que se seguem.
1. A perturbação ondulatória na superfície do lago tem um comprimento
     de onda de 10 m.
2. A velocidade de propagação da onda é de 5,0 m/s.
3. A freqüência de oscilação da onda é de 50 Hz.
•   Um terremoto no fundo do Oceano, no golfo do Alasca, provocou um
    tsunami (chamado também de “onda de maré”) que atingiu Hilo, no
    Havaí, a 4.450 km de distância, depois de 9 h e 30 min. Os tsunamis têm
    grande comprimentos de onda (100 a 200 km), e para essas ondas a
    velocidade de propagação é , onde h é a profundidade média da água.
    Esses dados foram utilizados para calcular a profundidade do Oceano
    Pacífico na região, bem antes de serem feitas medições diretas através
    de sondagem acústica, onde é emitida verticalmente uma onda de ultra-
    som, que em seguida reflete no fundo do oceano e finalmente captada
    de volta, 2,3 s após a emissão na superfície do Oceano. Com tais
    informações, julgue os itens que se seguem. Adote para aceleração da
    gravidade g = 9,8 m/s2 e 1.500 m/s a velocidade de propagação do som
    nas águas do mar.
1. A velocidade média da onda da maré é de aproximadamente
   130 m/s.
2. A profundidade média do oceano Pacífico entre o Alasca e o
   Havaí é de aproximadamente 1,73 km.
3. A freqüência da onda da maré está, aproximadamente, entre
   0,65 mHz.
4. A equação que expressa a velocidade em função da
   profundidade garante que em regiões mais profundas a
   velocidade da onda da maré é menor.
•   (equipe de física) Vários casos de fenômenos físicos podem ser
    frequentemente explicados pela consideração do fenômeno físico em si.
    Por exemplo, o caso bastante conhecido do homem que acorda de um
    sono profundo sem nenhuma razão, levanta da cama e caminha para a
    janela a tempo de ouvir o som de uma explosão de uma fábrica de
    munição no outro lado da cidade. A história, frequentemente
    mencionada, transmite a idéia de clarividência, mas pode ser explicada
    simplesmente admitindo que o homem foi acordado pelo tremor da onda
    sonora transmitida através da terra, e então ele caminhou para a janela a
    tempo de ouvir a onda transmitida pelo ar. Se ele gasta 3seg para se
    deslocar da cama até a janela e a velocidade média do som através da
    rocha sólida é de 3000m/s, qual a distância de sua casa até a fábrica de
    munição?
Fenômenos Ondulatórios


Reflexão de Ondas;

Refração de Ondas;

Difração de Ondas;

Interferência de Ondas;

Ondas Estacionárias;

Efeito Doppler;
Fenômenos Ondulatórios
                 Reflexão e Refração de Ondas
Quando uma onda que se propaga num dado meio encontra uma
superfície que separa esse meio de outro (interface), essa onda pode
retornar ao meio em que estava se propagando (reflexão) e/ou
propagar-se no outro meio (refração).


    refletido
                      refratado




     incidente
•     (UnB) As ondas têm presença marcante na vida das pessoas. Elas ocorrem
     em conversas e músicas, na televisão e em ruídos diversos. Algumas ondas
     têm como característica a necessidade de um meio material para se
     propagarem e, às vezes, são chamadas de ondas matérias, a exemplo do
     som e de uma onda se propagando em uma corda. Por outro lado, há
     também ondas que não precisam de um meio material, como, por
     exemplo, a radiação eletromagnética (luz). Contudo, em qualquer dos
     casos, a presença de um meio afeta bastante a propagação das ondas.
     Acerca da propagação ondulatória, julgue os itens.
1.     O efeito chamado de difração somente ocorre com a luz.
2.     Se uma onda se propaga com velocidade v em uma corda, cada ponto
       dessa corda também se move com velocidade v.
3.     O movimento de cada ponto de uma corda, durante um movimento
       ondulatório, é harmônico.
4.     A velocidade de propagação de uma onda independe do meio.
5.     O efeito chamado de interferência somente ocorre com ondas materiais.
•
•   - (UNB – PAS 2006) Tsunamis são ondas gigantes geradas pelo deslocamento
    abrupto de uma grande quantidade de água.
•   Esse deslocamento pode ter origem em um terremoto no fundo do mar, em
    uma erupção vulcânica ou mesmo na queda de um meteoro.
•   Em dezembro de 2004, um terremoto cujo epicentro foi no mar, a oeste da ilha
    de Sumatra, no Oceano Índico, gerou um tsunami que custou a vida de mais de
    200 mil pessoas.
•   As figuras mostram esquematicamente o processo de geração desse tipo de
    tsunami. O terremoto causa o deslocamento de uma massa enorme de água,
    gerando ondas na superfície que se propagam a aproximadamente 700 km/h
    em mar aberto. Essas ondas têm comprimento de onda de até 100 km e
    amplitude de 50 cm. Próximo à costa, a diminuição da profundidade do mar faz
    que a velocidade da onda diminua, o que acarreta o aumento da amplitude da
    onda, a qual pode atingir 30 metros e causar grande destruição.
•   Considerando esse texto e o tema por ele abordado, julgue os itens:
•   a( ) Uma onda na superfície com comprimento de onda de 100 km e
    viajando no mar aberto à velocidade de 700 km/h tem período menor que
    5 minutos.
•   b( ) Um tsunami, por ser uma onda mecânica, deve ser
•   parcialmente refletido quando encontra uma ilha em sua trajetória.
•   c( ) Não acarretaria prejuízo ao sentido original do texto a seguinte
    reescrita dos dois últimos períodos: À medida que o tsunami se aproxima
    da costa, a velocidade da onda diminui como conseqüência da
    diminuição da profundidade do mar, o que aumenta a amplitude dessa
    onda, que pode atingir 30 metros e causar grande destruição.
•   - (UnB-PAS 2006) 43 As figuras I e II, abaixo, mostram uma simulação
    computacional do tsunami que atingiu o sudeste asiático em dezembro de
    2004, em dois momentos: antes e depois de atingir a ilha de Sri Lanka
    (mostrada por uma seta na figura I).
•   Considerando essas informações, assinale a opção que apresenta uma
    explicação plausível para o fato de a região ao sul da Índia, perto do
    estreito de Palk, indicada por uma seta na figura II, ter sido atingida pelo
    tsunami, ainda que, na trajetória da onda, a ilha de Sri Lanka estivesse à
    sua frente.
•   A - Ao se aproximar da ilha, a velocidade da onda
•   aumentou, fazendo que a refração causasse o desvio da onda em direção
    ao estreito de Palk.
•   B - Apesar de haver, na ilha de Sri Lanka, localidades com mais de 1.500
    metros de altitude e de a onda ter altura máxima de 30 metros, a água do
    mar inundou toda a ilha, ultrapassando-a e atingindo a costa da Índia
    perto do estreito de Palk.
•   C - O tsunami sofreu difração ao passar pela ilha de Sri Lanka e, portanto,
    parte da onda mudou de direção e atingiu a costa da Índia perto do
    estreito de Palk.
•   D - A parte do tsunami refletida na costa leste da ilha de Sri Lanka foi
    desviada pelo forte vento e atingiu a costa da Índia perto do estreito de
    Palk.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ficha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e TrabalhoFicha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e TrabalhoPlínio Gonçalves
 
Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)
Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)
Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)Renata Araújo
 
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e RecuperaçãoRevisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e RecuperaçãoPaulo Souto
 
Parte ii – dinâmica tópico 2
Parte ii – dinâmica tópico 2Parte ii – dinâmica tópico 2
Parte ii – dinâmica tópico 2Edlas Junior
 
Problemas fuerza magnetica
Problemas fuerza magneticaProblemas fuerza magnetica
Problemas fuerza magneticaESPOL
 
(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho
(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho
(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e TrabalhoGutierry Prates
 
Ondas exercicios
Ondas exerciciosOndas exercicios
Ondas exerciciosmatheusrl98
 
Avaliação 1º ano 1º bimestre(física 1º c)
Avaliação 1º ano   1º bimestre(física 1º c)Avaliação 1º ano   1º bimestre(física 1º c)
Avaliação 1º ano 1º bimestre(física 1º c)Vilmar Silva
 
exercicios de electricidade
exercicios de electricidadeexercicios de electricidade
exercicios de electricidadepinhata
 
Física nas ciências da vida e saúde
Física nas ciências da vida e saúdeFísica nas ciências da vida e saúde
Física nas ciências da vida e saúdePaulo Fonseca
 
Exercicios circuitos magnéticos
Exercicios circuitos magnéticosExercicios circuitos magnéticos
Exercicios circuitos magnéticosGzuz_notlad
 
Exercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavanca
Exercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavancaExercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavanca
Exercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavancawilkerfilipel
 
Velocidade de propagação das
Velocidade de propagação dasVelocidade de propagação das
Velocidade de propagação dasFabiana Gonçalves
 
Fenômenos Ondulatórios - Interferência e Difração
Fenômenos Ondulatórios - Interferência e DifraçãoFenômenos Ondulatórios - Interferência e Difração
Fenômenos Ondulatórios - Interferência e DifraçãoSamara Brito
 
Aula 2 - Distribuição de probabilidade
Aula 2 - Distribuição de probabilidadeAula 2 - Distribuição de probabilidade
Aula 2 - Distribuição de probabilidadeFelipe Pontes
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...
www.aulasdefisicaapoio.com -  Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...www.aulasdefisicaapoio.com -  Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...
www.aulasdefisicaapoio.com - Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...Videoaulas De Física Apoio
 
Física 1º ano prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )
Física 1º ano   prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )Física 1º ano   prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )
Física 1º ano prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )Pedro Ivo Andrade Sousa
 

Mais procurados (20)

Ondas 1o bimestre (1)
Ondas   1o bimestre (1)Ondas   1o bimestre (1)
Ondas 1o bimestre (1)
 
Ficha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e TrabalhoFicha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e Trabalho
 
Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)
Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)
Experimento de Coeficiente de Atrito - Renata Pontes Araújo (201103535-8)
 
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e RecuperaçãoRevisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
 
Parte ii – dinâmica tópico 2
Parte ii – dinâmica tópico 2Parte ii – dinâmica tópico 2
Parte ii – dinâmica tópico 2
 
Problemas fuerza magnetica
Problemas fuerza magneticaProblemas fuerza magnetica
Problemas fuerza magnetica
 
(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho
(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho
(Lista 02) Capítulo 07 - Energia Cinética e Trabalho
 
Ondas exercicios
Ondas exerciciosOndas exercicios
Ondas exercicios
 
Avaliação 1º ano 1º bimestre(física 1º c)
Avaliação 1º ano   1º bimestre(física 1º c)Avaliação 1º ano   1º bimestre(física 1º c)
Avaliação 1º ano 1º bimestre(física 1º c)
 
exercicios de electricidade
exercicios de electricidadeexercicios de electricidade
exercicios de electricidade
 
Física nas ciências da vida e saúde
Física nas ciências da vida e saúdeFísica nas ciências da vida e saúde
Física nas ciências da vida e saúde
 
Alavancas
AlavancasAlavancas
Alavancas
 
Exercicios circuitos magnéticos
Exercicios circuitos magnéticosExercicios circuitos magnéticos
Exercicios circuitos magnéticos
 
Introdução a eletrostática
Introdução a eletrostáticaIntrodução a eletrostática
Introdução a eletrostática
 
Exercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavanca
Exercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavancaExercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavanca
Exercícios de aplicação sobre momento de uma força e alavanca
 
Velocidade de propagação das
Velocidade de propagação dasVelocidade de propagação das
Velocidade de propagação das
 
Fenômenos Ondulatórios - Interferência e Difração
Fenômenos Ondulatórios - Interferência e DifraçãoFenômenos Ondulatórios - Interferência e Difração
Fenômenos Ondulatórios - Interferência e Difração
 
Aula 2 - Distribuição de probabilidade
Aula 2 - Distribuição de probabilidadeAula 2 - Distribuição de probabilidade
Aula 2 - Distribuição de probabilidade
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...
www.aulasdefisicaapoio.com -  Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...www.aulasdefisicaapoio.com -  Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...
www.aulasdefisicaapoio.com - Exercícios Resolvidos Dinâmica do Movimento Cur...
 
Física 1º ano prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )
Física 1º ano   prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )Física 1º ano   prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )
Física 1º ano prof. pedro ivo - (movimento retilíneo uniforme )
 

Destaque (20)

Gabarito PAS 2, subprograma 2014, caderno Bernini
Gabarito PAS 2, subprograma 2014, caderno BerniniGabarito PAS 2, subprograma 2014, caderno Bernini
Gabarito PAS 2, subprograma 2014, caderno Bernini
 
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RMSEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
 
Itau ago/2006
Itau ago/2006Itau ago/2006
Itau ago/2006
 
Tecnicas de Identificaçao em rede
Tecnicas de Identificaçao em redeTecnicas de Identificaçao em rede
Tecnicas de Identificaçao em rede
 
IAS 17 Leases
IAS 17 LeasesIAS 17 Leases
IAS 17 Leases
 
Welcome to the UEL Library and Learning Services - Induction 2015
Welcome to the UEL Library and Learning Services - Induction 2015Welcome to the UEL Library and Learning Services - Induction 2015
Welcome to the UEL Library and Learning Services - Induction 2015
 
Apostila sqlserver65v1a
Apostila sqlserver65v1aApostila sqlserver65v1a
Apostila sqlserver65v1a
 
Agenda EAESP
Agenda EAESPAgenda EAESP
Agenda EAESP
 
EAD
EADEAD
EAD
 
Ead Dupla
Ead   DuplaEad   Dupla
Ead Dupla
 
ApresentaçãO Institucional InglêS 18.08.2009
ApresentaçãO Institucional InglêS 18.08.2009ApresentaçãO Institucional InglêS 18.08.2009
ApresentaçãO Institucional InglêS 18.08.2009
 
pesquisas na internet
pesquisas na internetpesquisas na internet
pesquisas na internet
 
CV
CVCV
CV
 
Minicourse - RiPLE : The RiSE Process for Product Line Engineering
Minicourse -  RiPLE : The RiSE Process for Product Line EngineeringMinicourse -  RiPLE : The RiSE Process for Product Line Engineering
Minicourse - RiPLE : The RiSE Process for Product Line Engineering
 
0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos
0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos
0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos
 
Livrobiocontrole
LivrobiocontroleLivrobiocontrole
Livrobiocontrole
 
Next Gen Ip Services
Next Gen Ip ServicesNext Gen Ip Services
Next Gen Ip Services
 
Dinamica família
Dinamica famíliaDinamica família
Dinamica família
 
Relatorio Master Class - Projeto Americas
Relatorio Master Class - Projeto Americas Relatorio Master Class - Projeto Americas
Relatorio Master Class - Projeto Americas
 
gLite Information System
gLite Information SystemgLite Information System
gLite Information System
 

Semelhante a Ondas 2012

ONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptx
ONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptxONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptx
ONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptxnathaliaroncada
 
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - FísicaOndas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - FísicaCarson Souza
 
Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3paramore146
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoANDERSONSILV
 
New microsoft office word document (3)
New microsoft office word document (3)New microsoft office word document (3)
New microsoft office word document (3)cesar_sitoe
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoANDERSONSILV
 
movimentos periodicos - ondas e ondas.ppsx
movimentos periodicos - ondas e ondas.ppsxmovimentos periodicos - ondas e ondas.ppsx
movimentos periodicos - ondas e ondas.ppsxLuanCafe1
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptRodolfoFUT9
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptLucasOliveira619243
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma ondaOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma ondaGiovane Silva
 

Semelhante a Ondas 2012 (20)

Ondas cris
Ondas crisOndas cris
Ondas cris
 
Aula1 ondas
Aula1 ondasAula1 ondas
Aula1 ondas
 
Ondulatoria 3°ano
Ondulatoria   3°anoOndulatoria   3°ano
Ondulatoria 3°ano
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
2.ondas
2.ondas2.ondas
2.ondas
 
Focoaula9
Focoaula9Focoaula9
Focoaula9
 
Ondas 2 anos
Ondas 2 anosOndas 2 anos
Ondas 2 anos
 
Ondulatoria 9 ano
Ondulatoria   9 anoOndulatoria   9 ano
Ondulatoria 9 ano
 
ONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptx
ONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptxONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptx
ONDULATÓRIA-AULAONLINEETIP.pptx
 
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - FísicaOndas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
 
Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagação
 
New microsoft office word document (3)
New microsoft office word document (3)New microsoft office word document (3)
New microsoft office word document (3)
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagação
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
movimentos periodicos - ondas e ondas.ppsx
movimentos periodicos - ondas e ondas.ppsxmovimentos periodicos - ondas e ondas.ppsx
movimentos periodicos - ondas e ondas.ppsx
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma ondaOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
 

Mais de Isabella Silva

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaIsabella Silva
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreIsabella Silva
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Isabella Silva
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svIsabella Silva
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pasIsabella Silva
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreIsabella Silva
 

Mais de Isabella Silva (20)

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
 
Termodin mica (1)
Termodin mica (1)Termodin mica (1)
Termodin mica (1)
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
 
Efeito doppler sv
Efeito doppler svEfeito doppler sv
Efeito doppler sv
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
 
Impressionismo 01
Impressionismo   01Impressionismo   01
Impressionismo 01
 
Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Revisão de visuais
Revisão de visuaisRevisão de visuais
Revisão de visuais
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
 
Digitalizar0012
Digitalizar0012Digitalizar0012
Digitalizar0012
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Revisão coordenadas
Revisão coordenadasRevisão coordenadas
Revisão coordenadas
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Parcial biologia
Parcial   biologiaParcial   biologia
Parcial biologia
 

Ondas 2012

  • 2.
  • 4. • Onda É uma sequência de pulsos • Ex: onda estacionária
  • 6. Movimento Ondulatório Definição de Onda Na figura ao lado, é esquematizada uma onda ao atingir a cortiça. Ela fica flutuando na superfície da água, oscilando para cima e para baixo, sem variar a sua direção longitudinal. Esse movimento é devida a energia recebida da onda. Durante a propagação da onda, ocorre transporte de energia, não havendo transporte de matéria. Portanto, as ondas podem diferir em muitos aspectos, mas todas podem transmitir energia de um ponto a outro.
  • 7. CLASSIFICAÇÃO DAS ONDAS Quanto a direção de vibração • AQuanto a do meio de propagação à direção vibração direção é perpendicular • Unidimensional: quando se propaga ao na corda, ondas dimensão de propagação (ondas longo de uma única Transversal: (ondas na corda);luminosas, ondas na água). • Bidimensionais: quando se propaga ao longo de uma superfície (ondas na água); • A vibração do meio ocorre na mesma direção • Tridimensionais: quando se propaga (ondas sonoras). que a propagação no espaço (ondas sonoras, ondas Longitudinal luminosas).
  • 8. Movimento Ondulatório Classificação das Ondas Transversal e Unidimensional Longitudinal e Unidimensional
  • 9. Movimento Ondulatório Classificação das Ondas Transversal e Bidimensional Tridimensional
  • 10. CLASSIFICAÇÃO DAS ONDAS Quanto a Natureza da onda • produzida pela vibração (deformação) do meio material. (ondas na corda, ondas sonoras, ondas na água); Dependem Mecânicas do meio para se propagar. • Produzidas por variação dos campos elétrico e magnético (ondas de rádio, microondas, infravermelho, luz visível, ultravioleta, raios-x e raios-gama). Não dependem do meio Eletromagnéticas para se propagar. http://www.pet.dfi.uem.br/animaco es/ondas/ondas002/index.html
  • 11. ESPECTRO DE ONDAS ELETROMAGNÉTICAS Mesmo modo de vibração Mesma natureza Mesma velocidade c.
  • 12. (UnB – 1ºvestibular/2010)A partir do texto da questão anterior. A técnica empregada no espectroscópio que permite distinguir os elementos químicospresentes em uma estrela tem por prin-cípio fundamental as diferenças de : A. freqüências das radiações emitidas pelos vários elementos químicos existentes na estrela. B. velocidades de propagação das cores da radiação no trajeto da estrela à Terra. C. polarização da luz emitida por cada um dos elementos quími-cos que compõem a estrela. D. intensidade da radiação emitida por cada um dos elementos químicos que compõem a estrela. E. O índice de refração da lente utilizada no para difratar a luz da estrela.
  • 13. ESPECTRO DE ONDAS SONORAS Animal Mínimo (Hz) Máximo (Hz) Elefante 20 10000 Pássaro 100 15000 Gato 30 45000 Cão 20 30000 Chimpanzé 100 30000 Baleia 40 80000 Aranha 20 45000 Morcego 20 160000 Tabela 1 – Gama de frequências que alguns animais conseguem ouvir
  • 14. QUADRO SINTÓTICO Quanto a direção de 1.Longitudinal vibração 2. transversal 1.Unidimensional Ondas: É uma sequência de Quanto a direção de pulsos contínuos. Não 2.Bidimensional propagação transportam matéria, apenas 3.tridimensional energia 1. Mecânicas Quanto a Natureza 2. eletromagnéticas
  • 16. Propriedades Básicas Nós: pontos fixos que ficam entre dois pontos oscilantes. No exemplo ao lado, os nós estão representados pelos pontos A,C,E,G,I
  • 17. NÓS
  • 18. Propriedades Básicas Pico ou crista: posição mais elevada da oscilação. No exemplo ao lado, os picos ou cristas estão representados pelos pontos B e F.
  • 19. Propriedades Básicas Vale: posição mais baixa da oscilação . No exemplo ao lado, os picos ou cristas estão representados pelos pontos D eH
  • 20. Propriedades Básicas No exemplo ao Comprimento lado, estão de Onda: representados distância entre pelas distâncias duas cristas ou entre pelos vales . pontos B e F ou D e H.
  • 21. Obs.: Comprimento de onda não é apenas a distância entre duas cristas ou vales, mas sim a distância entre dois pontos consecutivos.
  • 22.
  • 23. OSCILAÇÃO (CICLO) • Oscilação ou ciclo: passagem de um extremo a outro (de um ponto de mínimo ao máximo e retornando ao mínimo) • Ou seja, um ciclo de subida e descida (Crista – Vale –Crista)
  • 24. Propriedades Básicas Amplitude: distância entre o ponto de equilíbrio e a altura de uma crista ou um vale.
  • 25. PERÍODO É o tempo gasto para produzir uma oscilação Período: é o tempo (t) completa (um ciclo), ou de uma oscilação seja, é o tempo em que a fonte gera um ciclo de subida e um de descida.
  • 26. FREQUÊNCIA Frequência: é o Quando a número frequência é (quantidade) de grande, a oscilações por oscilação é segundo (tempo) rápida.
  • 27. Período: é o menor intervalo de tempo para Freqüência: é o número de uma oscilação completa. oscilações executadas por um ponto de corda, por unidade de tempo. T – PERÍODO: Unidade no SI (segundos) f – FREQUÊNCIA: Unidade no SI hertz (hz) = r. p. s
  • 28. VELOCIDADE DE PROPAGAÇÃO Corresponde à velocidade que os pulsos de onda se propagam no meio durante um intervalo de tempo. Assim, se uma pessoa produzir um pulso na extremidade de uma corda, cujo comprimento de onda é de 6.0 m, e se o ciclo tem duração 2.0 segundos, teremos a velocidade de propagação da onda igual a 3,0 m/s. Relação entre velocidade, período e freqüência  v   v  . f T
  • 30. • - (FEPECS DF/2006) • Em um aparelho para exames de ultra-sonografia, o ultrasom tem velocidade 340 m/s no ar e 1200 m/s no corpo do paciente. • Sabendo-se que o comprimento de onda do ultra-som no ar é 1,7 mm, podemos dizer que seu comprimento de onda no corpo do paciente é: • a) 4,0 mm; • b) 17 mm; • c) 3,4 mm; • d) 6,0 mm; • e) 12 mm.
  • 31. • 05. (UnB ) Em um lago de águas paradas, um pacato cidadão balança um barco. Ele observa que o barco apresenta 5 oscilações em 10 segundos, sendo que cada oscilação produz uma frente de onda. Sabendo que a crista de uma dada onda leva 4 segundos para alcançar um certo ponto da margem, a uma distância de 20 m do barco, julgue os itens que se seguem. 1. A perturbação ondulatória na superfície do lago tem um comprimento de onda de 10 m. 2. A velocidade de propagação da onda é de 5,0 m/s. 3. A freqüência de oscilação da onda é de 50 Hz.
  • 32. Um terremoto no fundo do Oceano, no golfo do Alasca, provocou um tsunami (chamado também de “onda de maré”) que atingiu Hilo, no Havaí, a 4.450 km de distância, depois de 9 h e 30 min. Os tsunamis têm grande comprimentos de onda (100 a 200 km), e para essas ondas a velocidade de propagação é , onde h é a profundidade média da água. Esses dados foram utilizados para calcular a profundidade do Oceano Pacífico na região, bem antes de serem feitas medições diretas através de sondagem acústica, onde é emitida verticalmente uma onda de ultra- som, que em seguida reflete no fundo do oceano e finalmente captada de volta, 2,3 s após a emissão na superfície do Oceano. Com tais informações, julgue os itens que se seguem. Adote para aceleração da gravidade g = 9,8 m/s2 e 1.500 m/s a velocidade de propagação do som nas águas do mar.
  • 33. 1. A velocidade média da onda da maré é de aproximadamente 130 m/s. 2. A profundidade média do oceano Pacífico entre o Alasca e o Havaí é de aproximadamente 1,73 km. 3. A freqüência da onda da maré está, aproximadamente, entre 0,65 mHz. 4. A equação que expressa a velocidade em função da profundidade garante que em regiões mais profundas a velocidade da onda da maré é menor.
  • 34. (equipe de física) Vários casos de fenômenos físicos podem ser frequentemente explicados pela consideração do fenômeno físico em si. Por exemplo, o caso bastante conhecido do homem que acorda de um sono profundo sem nenhuma razão, levanta da cama e caminha para a janela a tempo de ouvir o som de uma explosão de uma fábrica de munição no outro lado da cidade. A história, frequentemente mencionada, transmite a idéia de clarividência, mas pode ser explicada simplesmente admitindo que o homem foi acordado pelo tremor da onda sonora transmitida através da terra, e então ele caminhou para a janela a tempo de ouvir a onda transmitida pelo ar. Se ele gasta 3seg para se deslocar da cama até a janela e a velocidade média do som através da rocha sólida é de 3000m/s, qual a distância de sua casa até a fábrica de munição?
  • 35.
  • 36. Fenômenos Ondulatórios Reflexão de Ondas; Refração de Ondas; Difração de Ondas; Interferência de Ondas; Ondas Estacionárias; Efeito Doppler;
  • 37. Fenômenos Ondulatórios Reflexão e Refração de Ondas Quando uma onda que se propaga num dado meio encontra uma superfície que separa esse meio de outro (interface), essa onda pode retornar ao meio em que estava se propagando (reflexão) e/ou propagar-se no outro meio (refração). refletido refratado incidente
  • 38. (UnB) As ondas têm presença marcante na vida das pessoas. Elas ocorrem em conversas e músicas, na televisão e em ruídos diversos. Algumas ondas têm como característica a necessidade de um meio material para se propagarem e, às vezes, são chamadas de ondas matérias, a exemplo do som e de uma onda se propagando em uma corda. Por outro lado, há também ondas que não precisam de um meio material, como, por exemplo, a radiação eletromagnética (luz). Contudo, em qualquer dos casos, a presença de um meio afeta bastante a propagação das ondas. Acerca da propagação ondulatória, julgue os itens. 1. O efeito chamado de difração somente ocorre com a luz. 2. Se uma onda se propaga com velocidade v em uma corda, cada ponto dessa corda também se move com velocidade v. 3. O movimento de cada ponto de uma corda, durante um movimento ondulatório, é harmônico. 4. A velocidade de propagação de uma onda independe do meio. 5. O efeito chamado de interferência somente ocorre com ondas materiais. •
  • 39. - (UNB – PAS 2006) Tsunamis são ondas gigantes geradas pelo deslocamento abrupto de uma grande quantidade de água. • Esse deslocamento pode ter origem em um terremoto no fundo do mar, em uma erupção vulcânica ou mesmo na queda de um meteoro. • Em dezembro de 2004, um terremoto cujo epicentro foi no mar, a oeste da ilha de Sumatra, no Oceano Índico, gerou um tsunami que custou a vida de mais de 200 mil pessoas. • As figuras mostram esquematicamente o processo de geração desse tipo de tsunami. O terremoto causa o deslocamento de uma massa enorme de água, gerando ondas na superfície que se propagam a aproximadamente 700 km/h em mar aberto. Essas ondas têm comprimento de onda de até 100 km e amplitude de 50 cm. Próximo à costa, a diminuição da profundidade do mar faz que a velocidade da onda diminua, o que acarreta o aumento da amplitude da onda, a qual pode atingir 30 metros e causar grande destruição.
  • 40.
  • 41. Considerando esse texto e o tema por ele abordado, julgue os itens: • a( ) Uma onda na superfície com comprimento de onda de 100 km e viajando no mar aberto à velocidade de 700 km/h tem período menor que 5 minutos. • b( ) Um tsunami, por ser uma onda mecânica, deve ser • parcialmente refletido quando encontra uma ilha em sua trajetória. • c( ) Não acarretaria prejuízo ao sentido original do texto a seguinte reescrita dos dois últimos períodos: À medida que o tsunami se aproxima da costa, a velocidade da onda diminui como conseqüência da diminuição da profundidade do mar, o que aumenta a amplitude dessa onda, que pode atingir 30 metros e causar grande destruição.
  • 42. - (UnB-PAS 2006) 43 As figuras I e II, abaixo, mostram uma simulação computacional do tsunami que atingiu o sudeste asiático em dezembro de 2004, em dois momentos: antes e depois de atingir a ilha de Sri Lanka (mostrada por uma seta na figura I). • Considerando essas informações, assinale a opção que apresenta uma explicação plausível para o fato de a região ao sul da Índia, perto do estreito de Palk, indicada por uma seta na figura II, ter sido atingida pelo tsunami, ainda que, na trajetória da onda, a ilha de Sri Lanka estivesse à sua frente.
  • 43. A - Ao se aproximar da ilha, a velocidade da onda • aumentou, fazendo que a refração causasse o desvio da onda em direção ao estreito de Palk. • B - Apesar de haver, na ilha de Sri Lanka, localidades com mais de 1.500 metros de altitude e de a onda ter altura máxima de 30 metros, a água do mar inundou toda a ilha, ultrapassando-a e atingindo a costa da Índia perto do estreito de Palk. • C - O tsunami sofreu difração ao passar pela ilha de Sri Lanka e, portanto, parte da onda mudou de direção e atingiu a costa da Índia perto do estreito de Palk. • D - A parte do tsunami refletida na costa leste da ilha de Sri Lanka foi desviada pelo forte vento e atingiu a costa da Índia perto do estreito de Palk.